Você está na página 1de 36

COLAGEM EXPRESSIVA

PROPOSTA:

Exercitar a técnica da colagem como forma de expressão.


Primeiramente será feita uma exposição, por meio de slides, sobre a técnica e
recursos gráficos que podem ser utilizados na montagem da composição, como:
técnicas visuais, movimentos artísticos (surrealismo, cubismo, pop art e outros) e
referências visuais.

Em seguida os participantes desenvolverão suas colagens manuais, cuja temática


será a expressão individual, um retrato expressivo das imagens interiores de
forma intuitiva e experimental.
COLAGEM?
A colagem é uma técnica que consiste
em juntar numa mesma superfície ou
suporte, duas ou mais imagens de
origens diferentes, para compor uma
obra. O papel é amplamente empregado
nessa técnica.

Utiliza-se materiais muito variados,


como pedaços de papel, folhas de
árvores, pedaços de tecidos e muitos
outros. Também é possível colar objetos
entre si para construir esculturas.
Utiliza-se materiais muito
variados, como pedaços de
papel, folhas de árvores,
lantejoulas, papel de parede,
folhas secas, pedaços de
tecidos e muitos outros.
Também é possível colar
objetos entre si para construir
esculturas.

Gustavo Prata
CUBISMO

O que nós chamamos de colagem começou em princípios

do século XX com Picasso e Braque, dois pintores do

cubismo. Em lugar de buscar a semelhança com os objetos

e seres da realidade, os artistas cubistas os decompõem,

como se fossem vistos de vários ângulos).

Eles tiveram a ideia de misturar coisas reais com as que

estavam pintadas; assim, colavam rótulos de verdade nas

garrafas de vinho pintadas e folhas de jornal verdadeiras

para representá-lo numa composição pintada. Depois

começaram a recortar e colar em vez de pintar, usando

La bouteille de Suze (Bottle of Suze) papéis coloridos para representar as figuras


1912 | Pablo Picasso
SURREALISMO
A priori, a característica deste
movimento era unir uma combinação
do representativo, do abstrato, do
irreal e do inconsciente. Segundo os
surrealistas, a arte deve se libertar
das exigências da lógica e da razão e
ir além da consciência cotidiana,
buscando expressar o mundo do
inconsciente e dos sonhos.

David Delruelle
POP ART STILL LIFE, 1962.
Tom Wesselmann

JUST WHAT IS IT THAT MAKES TODAY’S


HOMES SO DIFFERENT, SO APPEALING?
Richard Hamilton
1956
TÉCNICAS VISUAIS

Dominadas pelo contraste, as

técnicas de expressão visual são os

meios essenciais de que dispõe o

designer para testar as opções

disponíveis para expressão de uma

ideia em termos compositivos.

(Dondis, p.133)
TÉCNICAS VISUAIS
• Equilíbrio/ Instabilidade • Neutralidade/Ênfase
• Simetria/ Assimetria • Transparência/Opacidade
• Regularidade/ Irregularidade • Estabilidade/ Variação
• Simplicidade/ Complexidade • Exatidão/ Distorção
• Unidade/ Fragmentação • Planura/ Profundidade
• Economia/ Profusão • Singularidade/ Justaposição
• Minimização/Exagero • Sequencialidade/ Acaso
• Previsibilidade/ Espontaneidade • Agudeza/ Difusão
• Atividade/ Estase • Repetição / Episodicidade
• Sutileza/Ousadia
Simetria é equilíbrio axial. Cada SIMETRIA X ASSIMETRIA
unidade situada de um lado de uma A assimetria é a ausência de simetria.
linha central é rigorosamente Ou seja, nenhum dos lados opostos são
repetida do outro lado. (Dondis, p.141) iguais ou mesmo semelhantes, em nenhum
dos eixos de referência. (Gomes Filho, p.60).
SIMETRIA X ASSIMETRIA
SIMETRIA
SIMETRIA
A regularidade no design constitui o REGULARIDADE X IRREGULARIDADE
favorecimento da uniformidade dos Seu oposto é a irregularidade, que,
elementos, e o desenvolvimento de uma enquanto estratégia de design, enfatiza o
ordem baseada em algum princípio ou inesperado e o insólito, sem ajustar-se a
método constante e invariável. nenhum plano decifrável.
REGULARIDADE X IRREGULARIDADE
REGULARIDADE
IRREGULARIDADE
Unidade é a junção de muitas formas em UNIDADE X FRAGMENTAÇÃO
apenas uma. Um equilíbrio adequado de Fragmentação é a decomposição dos
elementos diversos em uma totalidade que se elementos e unidades de um design em
percebe visualmente. A junção de muitas partes separadas que se relacionam entre si
unidades deve harmonizar-se de modo a ser mas conservam seu caráter individual.
vista considerado como uma única coisa.
UNIDADE
FRAGMENTAÇÃO
FRAGMENTAÇÃO
ATIVIDADE X ESTASE A estase por sua vez, é uma
A atividade deve refletir o representação estática, a qual,
movimento através da representação através do equilíbrio absoluto,
ou de uma sugestão. apresenta um efeito de repouso e

tranquilidade.
ATIVIDADE
ATIVIDADE
ESTASE
Economia é simplesmente a
ausência de elementos
que confundem o projeto. Como o
nome já diz, utiliza o mínimo de
informação possível.
ECONOMIA X PROFUSÃO
Profusão é a junção de muitas
informações detalhadas
e que acrescentam beleza quando
apresentados junto à outros.

A profusão é uma técnica de


enriquecimento visual. A economia
valoriza o mínimo possível.
ECONOMIA X PROFUSÃO
PROFUSÃO
Mesmo sendo parecido
MINIMIZAÇÃO X EXAGERO com economia e profusão, os
conceitos são diferentes.

A minimização preza chamar a


atenção através de elementos
mínimos.

O exagero é o uso do
extravagante com a função de ser
mais expressivo e impactante.
MINIMIZAÇÃO X EXAGERO
INSPIRAÇÕES
INSPIRAÇÕES
INSPIRAÇÕES
INSPIRAÇÕES
INSPIRAÇÕES
REFERÊNCIAS

• https://designculture.com.br/infodesign-01-tecnicas-de-comunicacao-visual-para-melhorar-seus-
projetos.

• https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/esporte/a-colagem-como-tecnica-
artistica/39334

• https://pointdaarte.webnode.com.br/news/a-historia-da-colagem/

• https://learnodo-newtonic.com/10-most-famous-pop-art-paintings-and-collages.

• Sintaxe da Linguagem Visual

• Fundamentos do Design Gráfico

Você também pode gostar