Você está na página 1de 9

MANUTENÇÃO INDUSTRIAL

Tipos de
Manutenção

Corretiva Preventiva Preditiva Detectiva


Reparo antes
da falha
Não
Planejada
planejada Reparo após a falha
MANUTENÇÃO INDUSTRIAL

Manutenção corretiva não planejada


1. Atendimento imediato à produção.
2. Este tipo de manutenção baseia-se no conserto imediato do equipamento parado.
3. Não existe filosofia, teoria ou fórmula para dimensionar uma equipe de manutenção corretiva, pois
nunca se sabe quando alguém vai ser solicitado para atender aos eventos que requerem a presença
dos mantenedores.
4. Exemplo: se uma furadeira de bancada estiver em funcionamento e a correia partir, ela deverá ser
substituída de imediato para que a máquina não fique parada.
Manutenção preventiva
1. Paradas periódicas com a finalidade de permitir a troca de peças gastas por novas.
2. O método preventivo proporciona um determinado ritmo de trabalho, assegurando o equilíbrio
necessário ao bom andamento das atividades.
3. Diminuição sensível dos estoques de peças. Isso se consegue com a organização dos prazos para
reposição de peças.
4. Cronogramas nos quais são traçados planos e revisões periódicas.
5. Objetivos:
• Redução de custos
• Qualidade do Produto
• Aumento da produção
• Efeitos no meio
• Aumento da vida útil dos equipamentos
• Redução de acidentes do trabalho
6. Desenvolvimento da Manutenção Preventiva
• Decidir qual o tipo de equipamento deverá marcar a instalação da manutenção preventiva com base
na experiência da supervisão de manutenção e de operação.
• Efetuar o levantamento e posterior cadastramento de todos os equipamentos que serão escolhidos
para iniciar a instalação da manutenção preventiva (plano piloto).
• Redigir o histórico dos equipamentos, relacionando os custos de manutenção (mão de obra e
materiais), tempo de parada para os diversos tipos de manutenção, tempo de disponibilidade dos
equipamentos para produzirem, causa de falhas, etc..
• Elaborar os manuais de procedimentos de manutenção preventiva, indicando as frequências de
inspeção com máquinas operando, com máquinas paradas e intervenções.
• Enumerar os recursos humanos e materiais que serão necessários à instalação da manutenção
preventiva
• Apresentar o plano para aprovação da gerência e da diretoria
• Treinar e preparar a equipe de manutenção
Manutenção preditiva
É aquela que indica as condições reais de funcionamento das máquinas com base de dados que
informam o seu desgaste ou processo de degradação.
1. Objetivos:
• Determinar, antecipadamente, a necessidade de serviços de manutenção numa peça específica;
• Eliminar desmontagens desnecessárias para inspeção;
• Aumentar o tempo de disponibilidade de equipamentos;
• Reduzir o trabalho de emergência não planejado;
• Impedir o aumento dos danos;
• Aproveitar a vida útil total dos componentes de um equipamento
• Aumentar o grau de confiança no desempenho de um equipamento ou linha de produção;
• Determinar previamente as interrupções de fabricação para cuidar dos equipamentos que precisam de
manutenção
2. Exigências:
• Investimentos em equipamentos de medida;
• Investimentos em treinamento técnico;
• Motivação dos envolvidos.
3. Aplicação:
• Determinação do processo de evolução da falha;
• Escolha do parâmetro de acompanhamento;
• Escolha da técnica de coleta de dados;
• Registro e análise dos dados;
• Programação das intervenções;
• Análise dos Resultados.
4. Execução da manutenção preditiva:
• Vibrações das máquinas
• Pressão
• Temperatura
• Desempenho
• Aceleração

Manutenção corretiva planejada


1. Correção da falha ou condição anormal de funcionamento depende da decisão gerencial.
2. Acompanhamento preditivo.
3. Possibilita o planejamento dos recursos necessários para a intervenção.
4. A falha é esperada.
Manutenção detectiva ou proativa
1. Aplicada para sistemas de proteção buscando detectar falhas ocultas e não perceptíveis.
2. Uma das maneiras de descobrir se os dispositivos de proteção ou sistemas irão falhar durante a execução de uma
operação.
3. Garantir o bom funcionamento de um equipamento, sua manutenção do ciclo de vida e alto grau de
confiabilidade.
4. As tarefas incluem, por exemplo:
• Testes de detectores de gás de fumaça e fogo
• Inspeção de bombas de incêndio
• Testes com válvulas de todos os tipos
• Inspeção veicular anual
• Teste de emergência ligue/ desligue de sistemas de vasos de pressão
• Testes de malhas de controle de dispositivos de segurança
• Testes de relés de proteção de equipamentos elétricos
• Testes de fornos e caldeira
• Testes periódicos de válvulas (proteção contra incêndios)