Você está na página 1de 16

VER Técnica SMART ETA QUE FUNCIONE

DE
DADE
Publicado em 18 de janeiro de 2019

Toda empresa sempre pensa em otimizar seus resultados, aumentar a produtividade dos
colaboradores, vender mais e melhorar seu nível de produção.
Mas nada disso pode ser alcançado sem antes definir objetivos claros por meio de metas.

Afinal, como diria o escritor do livro Alice no País das Maravilhas:

Fonte: Pen
sador

Mas como criar boas metas? Se você já sabe o que é meta SMART, está em um
bom caminho!
Esse é um termo que define as características que as metas precisam ter. Com elas, você
conseguirá estimular todos os envolvidos e, assim, buscar os melhores meios de alcançá-las.
Se nunca tinha ouvido falar no termo antes, não se preocupe, você está no lugar certo.
Vamos mostrar o que é meta SMART e quais os passos que precisa seguir para definir as
metas ideaispara o seu negócio.

O que é meta SMART?


As metas SMART se referem a uma metodologia de definição de metas consagrada. Ela ajuda
você a definir expectativas claras e objetivas para maximizar suas chances
de alcançá-las.
Em vez de resoluções vagas, como acontece na maioria das vezes, a configuração das metas
SMART criam trajetórias em direção a um determinado objetivo, com marcos claros e uma
estimativa de como atingir a meta.
Qualquer meta ou objetivo pode ser criado por meio da metodologia SMART. Caso você esteja
se perguntando, o SMART é um acrônimo que significa:

 “Específico”;
 “Mensurável”;
 “Atingível”;
 “Relevante”;
 “Temporal”.
Cada letra da sigla identifica um componente essencial da definição efetiva de metas. Então,
vamos conhecer os detalhes sobre cada uma delas.
Leia também: Descubra como criar uma planilha de acompanhamento de
metas ou baixe uma pronta!

“S” – Specific (Específico)

Quando existem objetivos de negócios parecidos com algo como “ganhar mais dinheiro” ou
“vender mais”, eles raramente são atingidos.

Isso ocorre porque o objetivo não é específico o suficiente para ser acionável. Você precisa
identificar o resultado desejado e direto de cada meta.
Ser específico significa que o conjunto de metas deve ser claramente definido. Não deve
haver ambiguidade sobre elas em qualquer nível da hierarquia da empresa.
A maneira mais fácil de fazer isso é responder perguntas como:
 O que você quer alcançar?
 Por que você quer isso?
 Quem está envolvido?
 Onde esse objetivo vai levar o negócio depois de alcançar?
 Quando você pretende realizá-lo?
Com essa abordagem, você pode trocar a meta de “ganhar mais dinheiro” pela meta específica:
“conquistar um novo cliente até o final do mês”.

“M” – Measurable (Mensurável)

Se o seu negócio está estagnado, pode ser porque os objetivos que você está definindo não são
mensuráveis ou concretos.

Por exemplo, a meta de trabalhar mais em determinado projeto é muito mais vaga do que uma
que estipula trabalhar 30 minutos a mais por dia nesse projeto.
Coletar e monitorar dados, usando sempre números, irá mantê-lo responsável pelo seu
progresso em direção à meta.

Nesse exemplo, fica muito mais fácil medir e saber se está conseguindo alcançar a meta, superá-
la ou se está ficando abaixo dela.
Essa abordagem mensurável para estabelecimento de metas separa os objetivos SMART de
objetivos aleatórios.

“A” – Attainable (Atingível)

Ao descobrir o que é meta SMART, automaticamente você achou que iria transformar seu
empreendimento em um negócio altamente lucrativo da noite para o dia?

Embora não seja totalmente impossível, já que as metas SMART são realmente poderosas, é
preciso conhecer mais algumas características.

Uma delas é: as metas precisam ser atingíveis.


Objetivos atingíveis são aqueles que podem ser alcançados com os recursos materiais,
financeiros e humanos disponíveis para você.
Definir metas inatingíveis pode desmoralizar os colaboradores da empresa quando eles não
conseguem alcançar esses objetivos.

Por outro lado, estabelecer e alcançar metas atingíveis pode proporcionar um aumento de
confiança.

Depois de atingir um objetivo, aí sim, defina uma barra mais alta para o próximo.

“R” – Relevant (Relevante)


Nem todas as metas que podem ser alcançadas valem a pena ser estipuladas. Determinados
objetivos não são relevantes para suas necessidades, suas habilidades ou a realidade atual do
mercado.

Por isso, se qualquer um desses critérios se aplicar, pode ser sensato evitar essa meta.
Por exemplo, em meio a uma crise econômica marcada por menores gastos do consumidor,
pode não ser o momento ideal para introduzir um novo produto, de alto custo.

Assim, ter essa consciência da relevância das metas, ajudará você a se manter à frente das
tendências e se destacar dos concorrentes.
Metas relevantes são aquelas que, se atingidas, realmente vão fazer a diferença para seu
negócio.

“T” – Time based (Temporal)

Ao definir metas SMART, atribua um prazo limite para a obtenção delas. Por exemplo, defina
uma meta de aumentar suas vendas totais em 10% até o final do ano.
Sempre defina um cronograma realista para o escopo de acordo com o esforço que pode
colocar para essa meta.

Com um prazo claro, você pode planejar um objetivo, progredir em direção a ele e alcançá-lo.

Por que usar as metas SMART?


Depois de ver o que é meta SMART, você já entendeu a importância de usar esse caminho para
definir todos os seus objetivos?

A metodologia de estabelecimento de metas SMART facilita a criação de diretrizes de negócios


realistas.
Você deve usar as metas da SMART porque elas ajudam a esclarecer suas prioridades, permitem
que você se concentre e fique direcionado para o que é mais relevante.
Em vez de objetivos obscuros, sem nenhuma clareza, essas metas específicas permitem que
você saiba o que precisa fazer. Assim, isso força você a administrar melhor o seu tempo.

Além disso, desfruta de um sentimento de realização quando consegue superar as barreiras e


chegar no ponto que planejou.
Confira também: Exemplos de metas SMART: entenda o que é na prática e
como você pode implementar na sua empresa

SMART: Como definir metas e alcançar grandes


objetivos
MARCELO PINAZZA JUNHO 29, 2017 GESTÃO

INTRODUÇÃO
Se você fizer uma pausa nesse momento e olhar para o histórico da
empresa onde trabalha, você consegue enxergar alguma evolução
concreta nos últimos anos?

E no seu papel como profissional desta empresa, você está sentindo


que está trabalhando demais e, no entanto, isso não está te levando
à lugar nenhum?

E no momento em que você se desconecta do trabalho e passa a se


preocupar com sua saúde física, financeira, sua aposentadoria e
seus planos de vida, você está satisfeito com os resultados ou está
remando em círculos?

A prática de estabelecer metas é uma atitude que pode te levar


muito além do status atual, seja na vida pessoal ou na vida
profissional, seja na sua startup ou na mega corporação onde você
trabalha, seja no seu carrinho de cachorro-quente ou no seu projeto
de construir carros voadores.

Em resumo, definir metas irá te ajudar a orientar o seu processo de


tomada de decisões, de forma a contribuir com o foco, direcionar os
esforços e tornar claras quais escolhas te levam na direção do seu
objetivo.

Por trás da atividade de reflexão e estabelecimento de metas, existe


um direcionador; uma ferramenta poderosa capaz de te ajudar a
enxergar o propósito, estabelecer prioridades e desenhar seu plano
para concretizar um objetivo …

Essa ferramenta é chamada SMART.

Este artigo vai te ensinar sobre:


 O impacto positivo do estabelecimento de metas;

 O alinhamento entre metas e objetivos pessoais e profissionais;

 Como estabelecer uma meta ou criar tarefas de maneira


assertiva e poderosa;

 Desenvolver metas e tarefas a partir da ferramenta SMART.

O CONCEITO SMART
O conceito SMART foi apresentado por Peter Drucker’s em 1981 e é
um acrônimo (em inglês) para os adjetivos inteligente e esperto.

A ferramenta SMART pode ser aplicada tanto no estabelecimento de


metas quanto na construção de tarefas, uma vez que ambas as
opções levam em direção ao objetivo.

Contextualizando:

 Um objetivo pode ser visto como a descrição de um desejo ou a


imagem construída a partir de um sonho. Um objetivo, quando
alcançado, é capaz de gerar uma profunda mudança.

 Metas e tarefas são o direcionamento, o passo-a-passo para a


conquista o objetivo. É como se o objetivo fosse quebrado em
partes menores e gerenciáveis, de forma que, quando as metas
(ou tarefas) forem totalmente concluídas, o objetivo é atingido.

Metas SMART e tarefas SMART, tanto faz; O que realmente importa é


conhecer o seu sonho grande, o seu grande objetivo, e então
destrinchá-lo nas etapas que deverão ser percorridas para atingi-lo.

O IMPACTO CAUSADO PELAS METAS


Muitas pessoas gastam uma parte importante da vida procurando o
emprego perfeito em uma empresa ideal, mudando de trabalho para
trabalho, ano após ano, na ânsia de que em algum momento tudo irá
melhorar.

Me parece um sonho um tanto quanto vago …

Se você se identificou com esta situação (assim como eu um dia me


identifiquei) sugiro que, ao terminar de ler este artigo, você se
sente, relaxe e busque entender qual o propósito que te move e
quais os seus grandes sonhos. Se permita abrir a cabeça para as
infinitas possibilidades oferecidas pela vida e, quando tiver
construído uma imagem do seu sonho, defina as metas que deverão
ser superadas para alcança-lo.

Propósito é a nossa intenção em fazer a diferença no mundo (Daniel


H. Pink)

A sociedade nos impõe ideias de sucesso e de realização


profissional e, muitas vezes, nem sequer nos perguntamos se “é isso
mesmo que queremos”.

É comum sonharmos os sonhos dos outros.

O autoconhecimento é um estado fundamental para te tirar da zona


de conforto e te levar para uma nova jornada.

O livro “Why They Don’t Teach You at Harvard Business School” (em
português, O Que Não Se Ensina em Harvard Business School), de
Mark H. McCormick, apresenta uma pesquisa realizada em 1979 com
os alunos do programa de MBA da Universidade de Harvard.

A principal pergunta que direcionou este estudo era:

“Você tem metas claras para o seu futuro, escreveu estas metas e elaborou um plano para atingi-las?”

E como você deve imaginar, os resultados dessa pesquisa


surpreenderam:

 3,0% dos alunos do programa de MBA tinham metas claras e


escreveram estas metas;

 13,0% dos alunos tinham metas mas deixaram de escreve-las,


e;

 84,0% dos alunos não tinham metas ou planos para o futuro.


Mas, mais surpreendente ainda, foram os dados gerados
pelo complemento dessa pesquisa.

Dez anos depois de realizada a primeira pesquisa, os então ex-


alunos do programa de MBA de Harvard foram novamente
entrevistados, e (se prepare):

 A fatia de 13,0% correspondente aos alunos que tinham


metas estava ganhando, em média, duas vezes mais que os
84,0% que não tinham metas;

E veja só:

 Já a fatia de 3,0% dos ex-alunos que tinha metas claras e


escritas ganhava, em média, dez vezes mais que a média dos
demais.
Isso aconteceu em Harvard, uma das maiores instituições de ensino
do mundo.

E você, em qual fatia dessa pizza se encontra?

POR QUE AS PESSOAS NÃO COSTUMAM


ESTABELECER METAS?
No livro “Goals! – How to Get Everything You Want” (em português,
Metas, Como Conquistar Tudo o que Você Quer), Brian Tracy expõe
quarto principais motivos que explicam o “por que” as pessoas não
estabelecem metas.

Segundo Brian Tracy:

1. A maioria das pessoas desconhece o tamanho da importância


de estabelecer metas;

2. As pessoas não sabem como fazer para definir metas;

3. Muitas pessoas tem medo de falhar, pois falhar dói e causa


tristeza, e não estabelecem metas. No entanto, se esquecem
que experienciar a falha é essencial no processo de
visualização e alcance do sucesso;

4. Grande parte das pessoas tem medo de receber o rótulo de


“malsucedidas”, ao falhar na caminhada para o atingimento de
uma meta.
A RELAÇÃO ENTRE TAREFAS, INOVAÇÃO E
GERENCIAMENTO DE PROJETOS
No campo profissional, mudamos levemente o foco,
do estabelecimento de metas para a criação e o gerenciamento de
tarefas, sem mudar em nada os conceitos expostos nos parágrafos
anteriores.

Gerenciamento de tarefas é uma prática essencial na rotina do


gerenciamento de projetos.

Ser assertivo na criação de uma tarefa é essencial para viabilizar


um ágil processo de gerenciamento.

Criar tarefas de qualquer maneira pode criar um acúmulo de


afazeres, que desvia a organização dos seus grandes objetivos.

Qual o objetivo do seu projeto? Qual o principal resultado que sua


organização quer atingir?

Definir tarefas, e mais, definir tarefas de forma assertiva, permite


que sua companhia mobilize esforços e recursos em direção ao
grande objetivo, e mais, permite que sua companhia monitore o
processo de forma a corrigir o rumo (caso seja necessário) durante
essa jornada.

É assim para o trabalho…


É assim para a vida…
É assim para a saúde…
É assim para finanças…
É assim para quase tudo...

CRIE DESAFIOS! ESTABELEÇA METAS DIFÍCEIS


(NÃO IMPOSSÍVEIS)
Definir metas gera motivação e aumenta o comprometimento.

Como mostramos anteriormente, estudos comprovam que as


pessoas que estabelecem metas claras e objetivas, e mais, pessoas
que escrevem essas metas, possuem significativamente mais
chances de atingirem o sucesso do que pessoas que não possuem
clareza suficiente sobre esse tema.

No Artigo “Construindo uma Teoria Prática e Usual no


Estabelecimento de Metas e Estímulos para o Atingimento de
Objetivos”, Edwin A. Locke e Gay P. Lathan, professores das
Universidades de Maryland e Toronto, sintetizaram seus 35 anos de
estudos e pesquisas no “estabelecimento de metas”.

Dentre os pontos de destaque deste estudo:

 Definir metas difíceis e específicas leva a um desempenho mais


alto;

 Objetivos desafiadores geram mais resultados do que objetivos


simples, pois exigem um aumento de esforço e, consequente,
um aumento de performance;

 Prazos inflexíveis e enxutos geram mais assertividade e levam


à um ritmo de trabalho mais consistente do que do que prazos
flexíveis;

 Tornar as metas públicas engaja as pessoas com o aumento do


comprometimento pessoal.

A conclusão do estudo afirma que seguir estes passos gera mais


investimento de esforço, mais persistência e melhor performance na
jornada rumo aos objetivos.

O CONCEITO SMART PARA A CRIAÇÃO DE METAS E


TAREFAS
Como dissemos anteriormente, uma vez que metas e tarefas são o
direcionamento para o objetivo, ambos podem ser incrementados
pelo conceito SMART.

Uma meta (ou tarefa) pode ser SMART sem necessariamente ser
inteligente!

No mesmo artigo citado no tópico anterior, os professores


listaram os principais erros cometidos ao estabelecer uma meta:

 Não associar a meta (ou tarefa) a uma medida de performance;

 Não buscar feedback durante o desenvolvimento da ação;

 Não tornar as metas públicas (compartilhando-a com outras


pessoas), e;

 Não associar as metas pessoais às metas profissionais.


O acrônimo SMART é associado à 5 ações poderosas que lhe
permite concentrar esforços e gerar comprometimento na
caminhada em busca da conquista de objetivos.

S [specific] – Específicas
A tarefa (meta) deve ser suficientemente bem definida, a fim de
evitar qualquer tipo de dúvida em relação ao seu conteúdo.
Elas devem ser claras, de forma que permitam focar esforços na sua
realização.

Quando estiver pensando no conceito de “especificidade”, pergunte-


se:

 O que eu quero atingir?

 Por que essa meta (tarefa) é importante?

 Qual é o local de realização?

 Quais os recursos que serão necessários?

Exemplo de aplicação:

Escrever e publicar 1 artigo sobre temas relacionados ao


gerenciamento ágil de projetos, contendo no mínimo 1.500 palavras,
a cada 15 dias, a partir de 01 de agosto de 2017.

M [measurable] – Mensuráveis
Aponte números relativos ao esforço necessário para executar a
tarefa ou aos resultados principais esperados pela sua realização.
Você deve ser capaz de medir e avaliar o progresso da tarefa,
possibilitando saber se ela foi finalizada.

Sobre o conceito “mensuráveis”, pergunte-se:

 Quanto custa?

 Qual o esforço necessário para sua conclusão?

 Quanto tempo leva para ser realizada?

 Como eu saberei se essa meta foi atingida?

Exemplo de aplicação:

Comercializar, ao menos, 100 exemplares do e-book “Design


Thinking – um jeito de ser, uma forma de agir e uma nova maneira de
pensar“, por mês, durante um ano, contado a partir de julho de 2017.

Gostaria de aprofundar seu conhecimento no dimensionamento de


tarefas? Acesse o nosso vídeo "Dimensionamento e Priorização de
Tarefas usando Fibonacci".

A [attainable/achievable] – Alcançáveis/Realizáveis
A meta (tarefa) deve testar ao máximo suas habilidades, mas deve
haver a possibilidade de realizar o projeto dispondo somente das
competências daquele(s) que estão diretamente envolvido(s) nesta
meta.
Permitir que sua meta dependa de fatores externos para ser
alcançada pode ser extremamente perigoso!
Reflita se será necessário apoio para atingir essa meta, mas não
perca o controle sobre ela!

Em relação ao conceito “alcançáveis”, pergunte-se:

 Como posso completar essa tarefa?

 Quem está envolvido na realização da tarefa?

 Quais são os fatores externos que podem prejudicar o seu


desempenho?

Exemplo de aplicação:

Desenvolver e implementar uma nova ferramenta de gestão de


custos para a companhia “Movimento Impacto Global”,
acompanhada de um quadro de processos, um dashboard de
acompanhamento e um manual de instruções, investindo até R$
25.000,00, com implantação prevista até o dia 01 de agosto de 2020,
de modo a ajudar colaboradores e gestores na redução dos custos
operacionais da companhia em, ao menos, 5,0%.

R [relevant] – relevantes
Sua meta (tarefa) deve ser relevante o suficiente a ponto de
promover uma severa alteração do ambiente inicial.
Metas relevantes são capazes de levar o(s) envolvido(s) em direção
ao objetivo, ao sonho grande.
Garanta que essa meta é realmente importante para você ou sua
companhia.

Para desenvolver uma meta “relevante”, pergunte-se:

 Vale a pena investir recursos e trabalhar nessa meta (tarefa)?

 É a hora certa de trabalhar nela?

 Existe algo que possua uma prioridade maior nesse momento?

Apoiar a criação e validação de, ao menos, 6 projetos inovadores e


de relevante impacto social, no período compreendido entre agosto
de 2017 e agosto de 2018, beneficiando, no mínimo, 6 instituições do
terceiro setor e promovendo benefícios financeiros equivalentes a
R$ 100.000,00 para os projetos apoiados.

T – [time based/timely/ time-bound] – temporal


Toda meta (tarefa) precisa de um alvo. Coloque uma data para a
conclusão, de forma que ela deve necessariamente possuir um
“deadline”.
Se a tarefa não tiver um fim, você fará ela para sempre?
Este item será de extrema importância e irá apoia a definição de
prioridades.

Quando considerar o conceito de “temporalidade”, pergunte-se:

 Quando devo concluir essa meta (tarefa)?

 O que eu farei nos próximos seis meses em relação a ela?

 O que eu farei nas próximas quatro semanas em relação a ela?

 O que eu farei hoje?


Construir um edifício comercial de 08 andares e padrão construtivo
médio, na zona lesta da cidade de São Paulo, investindo até R$
2.000.000,00 e com prazo máximo de entrega até 31 de dezembro
de 2025.

Por fim, o grande desafio.

Definidas as metas (tarefas) de acordo com o conceito SMART, tente


sintetizá-la no formato de um tweet, com 140 caracteres.

Exercitar o poder de síntese vai ajuda-lo à refletir sobre todos os


aspectos importantes que rodeiam essa meta (tarefa).

Transcreva esse tweet num post-it, olhe para suas metas todos os
domingos e direcione todas as suas atividades semanais em direção
aos seus objetivos!

CONSOLIDAÇÃO

A prática de refletir sobre os objetivos e estabelecer metas é


poderosa, eficiente e é capaz de te levar muito além do status atual,
transformando positivamente a sua vida.

Metas não são eternas, questione-se com frequência sobre os seus


objetivos e pratique, com certa periodicidade, a revisão da sua lista
de ações e a revisão da sua sequência de prioridades.

Definir metas ou destrinchar objetivos em tarefas irá gerar clareza,


irá permitir a concentração de esforços e irá orientar o processo
decisório, de modo a promover a construção de um futuro, de fato,
alinhado aos seus objetivos.

REFERÊNCIAS E INSPIRAÇÕES

CARVALHO, H. - O Que é uma Meta SMART? Conheça uma técnica


poderosa para atingir seus objetivos em 2017. ViverdeBlog.
Disponível em:
<http://viverdeblog.com/meta-smart/>

COPELAND, B. - SMART Goals, How to Make Your Goals Achievable.


Mindtools. Disponível em:
<https://www.mindtools.com/pages/article/smart-goals.htm>

GUNDERLOY, M. - How to Create Smart Tasks. Gigaon.com.


Disponível em:
<https://gigaom.com/2008/05/05/how-to-create-smart-tasks/>
LOCKE, E.; LATHAN G. - Building a Practically Useful Theory of Goal
Setting
and Task Motivation. Disponível em: <http://www-
2.rotman.utoronto.ca/facbios/file/09%20-%20Locke%20&%20Latham
%202002%20AP.pdf>

McCORMACK, M. - Harvard Business School Goal Story. Disponível


em:
<http://www.lifemastering.com/en/harvard_school.html>

WHITAKER, R. - Harvard Study - Smart Goals and You. AboutLeaders.


Disponível em:
<https://aboutleaders.com/harvard-study-smart-goals-and-you/>