Você está na página 1de 2

Importação - Regras básicas

Pagamentos referentes a importação


de mercadorias para Angola

1. Dirija-se ao Ministério do Comércio (MIN- • Responsabilidade por todos os custos, in- 1.000.000,00 € (um milhão de Euros) por
CO) para proceder ao Registo de Exporta- cluindo transporte e seguro; ano.
dor e Importador • Forma de pagamento mais adequada, com
Para iniciar qualquer processo de impor- base nas seguintes opções, considerando os Sempre que forem utilizados cumulati-
tação é fundamental que o importador es- limites aplicáveis: vamente os instrumentos de pagamento
teja devidamente inscrito no Registo de Ex- referidos nas alíneas a) e b), o limite é de
portadores e Importadores (REI). a) Pagamento Antecipado 1.000.000,00 € (um milhão de Euros) por
(Realizado antes do envio da mercadoria) ano, devendo-se respeitar sempre o limite
2. Abra uma conta bancária Esta modalidade de pagamento está sujeita referido na alínea a).
Se ainda não tiver uma conta bancária, deve ao limite de 25.000,00 € (vinte e cinco mil
proceder à sua abertura junto de um banco Euros) por operação e 300.000,00 € (trezen- Os limites referidos na alínea b) não se apli-
comercial domiciliado em Angola da sua tos mil Euros) por ano, excluindo-se os adi- cam aos pagamentos de importação de
preferência para intermediar a transacção. antamentos permitidos ao abrigo de crédi- mercadorias ao abrigo de contratos de fi-
Cada importação licenciada apenas poderá tos documentários. nanciamento externo previamente aprova-
ser liquidada por um único banco. dos pelo Banco Nacional de Angola (BNA),
b) Pagamento Postecipado nos termos da regulamentação
3. Escolha o exportador e negoceie os ter- (Realizado após o embarque ou recebimento em vigor.
mos da importação da mercadoria).
Antes de iniciar o processo de importação, ii) Créditos Documentários (Cartas de crédi-
deve: i) Remessas e Cobranças Documentárias to)
• Certificar-se que os bens que pretende im- Modalidades de pagamento ao abrigo das O crédito documentário é emitido pelo
portar não estão disponíveis no país; quais os documentos que permitem o desal- seu banco em Angola, denominado “ban-
• Certificar-se da idoneidade do exportador, fandegamento da mercadoria são enviados co emissor”, a seu pedido, e representa um
não devendo contratar bens ou serviços a pelo exportador directamente ao importa- compromisso de pagamento ao exportador
empresas cuja actividade económica seja dor (Remessa Documentária) ou através de através do seu banco, contra a entrega da
duvidosa; um banco comercial local (Cobrança Docu- documentação de embarque e cumpridas
• Sempre que possível, adquirir os bens di- mentária). as condições definidas no crédito docu-
rectamente ao produtor ou a agentes ofi- mentário.
cialmente licenciados, evitando custos Limites aplicáveis
desnecessários de intermediação. No crédito documentário são especificados,
Remessas Documentárias - até 50.000,00 € entre outros, o valor, beneficiário (exporta-
Uma vez escolhido o exportador, deve nego- (cinquenta mil Euros) por operação. dor), número de conta bancária do benefi-
ciar os detalhes da importação, nomeada- Cobranças Documentárias - até 100.000,00 ciário, documentação exigida, prazos de em-
mente: € (cem mil Euros) por operação. barque e pagamento, portos de embarque e
• Preço da mercadoria; de destino, descrição da mercadoria, quanti-
• Prazo máximo de embarque; O limite total por importador, independen- dades e todos os demais detalhes consider-
• Meio de transporte; temente dos instrumentos de pagamen- ados relevantes para o importador.
• Documentos relativos à transacção e to utilizados referidos nesta alínea, é de
remessa das mercadorias a serem enviados
pelo fornecedor;
Limites aplicáveis • País de origem; c) Na liquidação de cobranças docu-
Para valores até 100.000,00 € (cem mil Eu- • Elementos previstos na Pauta Aduaneira mentárias e créditos documentários, os
ros), os importadores podem utilizar crédi- em vigor na República de Angola. documentos serão entregues directamente
tos documentários nas operações de impor- ao seu banco pelo banco do exportador.
tação de mercadoria. 5. Obtenha o licenciamento da factura pro- Nesses casos deverá solicitar ao seu banco
forma/comercial no Ministério do Comér- os documentos necessários para o desal-
Para operações de importação de valor su- cio fandegamento da mercadoria, que lhe serão
perior a 100.000,00 € (cem mil Euros) os im- Com excepção de encomendas postais e disponibilizados desde que cumpridos os
portadores apenas devem utilizar créditos bagagens acompanhadas de passageiros requisitos documentais e outros exigidos
documentários. de valor inferior ao equivalente a 5.000,00 pela modalidade de pagamento em questão.
USD (cinco mil dólares americanos), toda
c) Excepções a restante mercadoria importada deverá 8. Entregue os documentos do embarque e
O BNA poderá, mediante solicitação justifi- ser previamente licenciada no Ministério desalfandegamento da mercadoria forneci-
cada do importador através do seu banco, do Comércio (MINCO) que atribuirá uma li- dos pelo despachante ao banco onde efec-
aprovar um regime de pagamento alterna- cença de importação identificada através tuou o pagamento.
tivo/limites diferentes dos acima referidos, de um número único. Nos casos de pagamentos antecipados, o
após análise da exposição feita pelo requer- importador deve entregar ao seu banco o
ente, considerando, entre outros factores, os O licenciamento deverá ser solicitado pelo comprovativo da entrada da mercadoria no
intervenientes na operação, a natureza dos despachante e/ou representante do impor- país, no prazo de 30 (trinta) dias a contar da
bens a serem importados, o prazo do contra- tador, devidamente autorizado, mediante data do desalfandegamento, não podendo
to, vantagens de preço e a situação cambial submissão do Documento Único Provisório ultrapassar 180 (cento e oitenta) dias, conta-
do país, nos casos em que estejam reunidas, com factura proforma anexa, sendo que e o dos a partir da data da liquidação da oper-
cumulativamente, as condições expressas licenciamento caduca automaticamente ao ação cambial.
nas seguintes alíneas a) e b) ou a condição fim de 60 (sessenta) dias a contar da data da
referida na alínea c): sua emissão, se não for efectuado qualquer A não entrega da documentação, salvo se
a. são celebrados contratos de fornecimento acto que evidencie a intenção de importar esta ocorreu por razões justificáveis e tenha
para bens [duradouros] específicos entre o (pagamento total ou parcial da factura at- sido, entretanto, devidamente regularizada,
importador e um exportador, e ravés de um banco em Angola, autorização resultará na impossibilidade de o importa-
b. o exportador (e beneficiário do pagamen- de embarque pelo Conselho Nacional de Car- dor efectuar futuras operações da mesma
to) é o fabricante comprovado dos bens ou regadores (CNC), despacho aduaneiro pelo natureza.
um representante oficial autorizado da mar- Serviço Nacional de Alfândegas de Angola
ca, (SNA), outros actos desde que comunicados 9. Pagamento de facturas relativas à im-
ou ao MINCO). portação de mercadorias após 360 dias da
c. as mercadorias são compradas a grosso data de desalfandegamento.
numa bolsa de valores de “commodities”. Já com o número de licença de importação, A liquidação de facturas de importação de
o importador deve dirigir-se aos escritórios mercadorias decorridos 360 dias da data de
NOTAS da Agência de Inspecção e efectuar o Pedido desalfandegamento das mesmas está su-
I. Não é permitido o fraccionamento das op- de Inspecção Pré-embarque (PIP). O PIP tem jeita à autorização prévia do BNA no âmbito
erações de importação, que se efectiva at- uma validade de 6 (seis) meses a contar da da legislação sobre operações de capitais.
ravés da emissão de várias facturas de va- data da licença.
lores inferiores ao limite estabelecido para IMPORTANTE
pagamentos antecipados ou para remessas 6. Solicite ao seu banco o pagamento das Antes de iniciar qualquer negociação para
e cobranças documentárias, pelo mesmo importações, optando pelas seguintes for- adquirir mercadorias no exterior do país,
fornecedor na mesma data ou por volta mas de liquidação: peça orientações ao seu banco e consulte a
mesma, para mercadoria a embarcar geral- • Utilizando moeda estrangeira que possuir regulamentação em vigor.
mente, mas não necessariamente, no mes- depositada no seu banco; ou
mo carregamento, com o único objectivo de • Solicitando ao seu banco a compra de moe- A legislação sobre as operações cambiais
evitar a utilização de créditos documentári- da estrangeira para o efeito. relativas a mercadorias pode ser consul-
os. tada/obtida no website do BNA (www.bna.
II. Os limites expressos em Euros aplicam-se 7. Quando se dirigir ao banco para efectuar com), nomeadamente:
a valores equivalentes em outra moeda es- o pagamento das suas importações deverá
trangeira. fazer-se acompanhar dos seguintes docu- • Lei Cambial – Lei nº 05/97 de 27 de Junho;
mentos: • Decreto Presidencial nº 75/17 de 07 de Abril;
4. Obtenha a factura pró-forma/comercial • Aviso nº 5/2018 de 17 de Julho;
do exportador com os seguintes campos a) Na realização de pagamentos antecipa- • Instrutivo n.º 9/2018 de 17 de Julho.
obrigatórios preenchidos: dos:
• Nome e morada do exportador, incluindo i) Factura comercial emitida pelo exportador;
n.º de telefone, fax e/ou endereço electróni- ii) Garantia bancária emitida pelo exporta-
co; dor, quando aplicável;
• Nome e morada do importador, incluindo iii) Contrato de fornecimento, quando
n.º de telefone, fax e/ou endereço electróni- aplicável; e,
co; iv) Licença de importação, quando aplicável.
• Morada de entrega, caso seja diferente da Departamento de Comunicação e Marca
morada de facturação; b) Na liquidação de remessas docu-
• Data da factura, número e local; mentárias:
• Descrição exacta da mercadoria; i) Factura comercial;
•Quantidade (unidades ou volumetria), ii) Documento de transporte; www.bna.ao
preço unitário e valor comercial da factura iii) Documento Único (DU Definitivo);
(com indicação da moeda); iv) Contrato de fornecimento, quando
• Condições de entrega e pagamento; aplicável; e,
• Peso bruto e líquido da mercadoria; v) Licença de importação, quando aplicável.