Você está na página 1de 50

Página 1

Sobre

Turma, sejam todos bem-vindos ao meu e-book, nele


falaremos um pouco mais sobre a análise gráfica e como ela
pode mudar nosso pensamento nos investimentos.

Para quem ainda não me conhece, sou Fabrício Stagliano,


atualmente sou analista de investimentos CNPI, fazem 14
anos que atuo em bolsa de valores e renda variável.

Sou criador do método BullBear e do Time BullBear,


portanto nesse e-book citarei bastante o BullBear, não se
assustem, é apenas uma forma que eu vejo o mercado e que
passo para meus alunos.

Ao longo desse tempo pude trabalhar, tanto sendo


profissional em grandes instituições financeiras do país,
quanto exclusivamente vivendo de operações em bolsa de
valores.

Página 2
De uns 4 anos para cá encontrei algo que gosto muito de
fazer além de operar na bolsa, que é ensinar as pessoas a
operarem.

Ensinar as pessoas que falar de investimentos pode


ser algo muito mais simples e descomplicado.

Quando comecei nesse mercado tínhamos poucas


referências de professores, por isso tive que aprender de
maneira empírica. Hoje posso ensinar com base em toda
minha experiência e vivência.

A figura do analista de investimentos (o cara que falava


de investimentos e gerava relatórios de indicações) sempre foi
algo que julguei muito distante da minha realidade, executivos
formais, que falam coisas técnicas e difíceis que eu não
compreendia metade.

Poder ensinar hoje é poder fazer algo totalmente


diferente, falar a linguagem de quem não está preocupado
com termos técnicos e sim com fazer tudo acontecer e ganhar
dinheiro de verdade.

Página 3
INDICE

• Sobre . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 2

• Análise Fundamentalista . . . . . . . . . . . . . . . . . 5

• Introdução à Análise Gráfica . . . . . . . . . . . . . . 9

• Um dos Pais da Análise Gráfica . . . . . . . . . . . 11

• Montando nosso Layout . . . . . . . . . . . . . . . . . 21

• Figuras e Padrões gráficos . . . . . . . . . . . . . . . 24

• LTA e LTB . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27

• Como funciona no DayTrade . . . . . . . . . . . . . 29

• Figuras de Continuidade de Tendência . . . . 32

• Correlações . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39

• Psicologia do Trader . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41

• Considerações Finais . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 45

Página 4
FABRÍCIO VOCÊ CONDENA A ANÁLISE
FUNDAMENTALISTA?

Não!

Óbvio que não!

Analisar balanços, calcular valuation, analisar a saúde


financeira de uma empresa é algo sensacional, que exige uma
capacidade analítica incrível.

Eu só acredito que para nós, que precisamos de uma


tomada de decisão rápida e de identificar investimentos
dentro de um leque imenso e em uma velocidade ainda mais
imensa fica totalmente inviável.

Como assim Fabrício?

Turma, um exemplo são os analistas dentro de um banco.


Se você entrar em uma sala de investimentos de um
banco, você terá um analista específico para cada setor, as
vezes um analista específico só para uma empresa.

Página 5
Quantas empresas existem na B3 (bolsa brasileira)? A
análise e tomada de decisão para curto prazo não seria
possível sem a nossa tão querida análise gráfica.

Turma, agora, se tratando de análise gráfica, você sabe


como surgiu a análise gráfica?

Primeiro vamos mostrar como surgiram os gráficos mais


utilizados hoje pelos investidores e por mim, que são os
candlesticks.

Gráfico tipo Candlestick

A análise gráfica de Candlestick, foi denominada por


Steve Nisson, americano que operava no mercado de Nova
York, nos anos de 1980.

Página 6
Nisson conheceu essa técnica com um colega de trabalho
de origem japonesa, pois isso já era utilizado no Japão feudal
do século XVIII.

O Japão tem histórias de guerras por muitos e muitos


anos.
O arroz foi considerado a base da economia japonesa, só
que nesse período, transportar o produto era muito perigoso
e com custo elevado, por isso, os produtores armazenavam o
arroz, em suas propriedades e emitiam um certificado, que
era negociado em todos o país.

O principal porto de embarque do produto era em Osaka


e o grande negociador, na região, era Yodaya Keian conhecido
pela capacidade de negociar e transportar o arroz e foi ele que
criou, nos jardins de sua casa a primeira bolsa de negociação
do arroz, em 1730.

No governo militar de Bakufu foi proibido a negociação


do arroz nos jardins de Yodaya Keian, pois segundo os
militares, ele possuía um estilo de vida acima de sua condição
social.
Só que a ideia da bolsa não acaba aí, foi criada em Dojima,
onde operavam cerca de 1.300 traders por dia.

Página 7
Segundo Botelho (2004): “Os padrões de candles são úteis
para um alarme antecipado de futuros movimentos dos
preços”

Mas afinal o que é Análise Gráfica?

Turma, basicamente é a análise de gráficos para a tomada


de decisão (compra e venda) para ganharmos direito em
renda variável, muito no que usamos hoje em análise gráfica
é com base nos estudos de Charles Dow, falarei sobre ele um
pouco mais a frente.

Imagem Representativa – Charles Henry Dow

Página 8
INTRODUÇÃO A ANÁLISE GRÁFICA

A análise gráfica parte do princípio de que a história se


repete e que o mercado é baseado no comportamento
humano, dessa forma podemos prever os movimentos
futuros olhando não o só o passado, mas também
monitorando o presente.

A análise técnica ou análise gráfica estuda o


comportamento dos preços dos ativos ao longo do tempo.

É uma das mais utilizadas formas para se ganhar em


renda variável.

A ideia principal da análise gráfica é identificar os


melhores momentos para se entrar e sair (comprar e vender)
ativos.

Ela é muito utilizada pelas pessoas físicas, mas também é


utilizada por grandes investidores para suas tomadas decisão,

Página 9
o objetivo é descobrir o preço futuro do ativo que está sendo
analisado.
A análise gráfica parte do princípio que o mercado é feito
por humanos, todo comportamento dos agentes de mercado
(fundos, bancos, pessoas físicas, etc...) são refletidos na
análise gráfica e, portanto os movimentos futuros podem ser
identificados através de padrões do presente, padrões que
tendem a ocorrer, baseando-se em estatísticas e
probabilidades.

A análise gráfica não se restringe apenas a algum tipo de


mercado ou seguimento, ela é utilizada em diversos tipos de
mercados, sempre se baseando no preço do ativo, os preços
são formados pela famosa lei da oferta e procura.

Mas atenção! Para quem está começando, a análise


gráfica pode parecer que é algo milagroso e que, portanto,
basta seguir uma “figura simples” que já terei altos lucros e
ficarei rico.

Porém vale lembrar que nenhuma das análises tem 100%


de acerto, por isso precisamos calibrar ao máximo nossas
análises para que possamos colher o máximo de desempenho
delas e essa é a proposta do método BullBear.

Página 10
UM DOS PAIS DA ANÁLISE GRÁFICA
FOI CHARLES DOW.

Charles Henry Dow, foi um dos fundadores da Dow Jones


& Company. Fundou, também, o “The Wall Street Journal”,
uma das mais respeitadas publicações sobre economia no
mundo.

O seu estudo sobre o preço das ações ao longo de anos,


elaborando e tabulando os dados, mostra que a economia e
as ações vivem em ciclos econômicos durante alguns anos.
(BOTELHO, 2004).

Muito do que é feito nas análises hoje em dia são


baseadas nas teorias de Dow.

Com o método BullBear não é diferente, utilizamos os


princípios de Dow para nossas tomadas de decisões.

Página 11
A Teoria de Dow se baseava em 6 principios básicos:

1 – Os índices descontam tudo:


Nesse principio podemos fazer uma referencia, por
exemplo, ao principal indice de nossa bolsa brasileira, o
IBOVESPA.

Falar que os índices descontam tudo significa falar que o


que está acontecendo no mercado tende a afetar no IBOV.

Se em algum momento o ÍNDICE IBOV subir, significa que


o mercado como um todo está subindo e essa alta
possívelmente estará em varios outros ativos.

Se ouver alguma noticia de uma ação, ex:

“Petrobrás terá um novo Presidente e esse Presidente


agradou o mercado”.

O gráfico já estará nos mostrando que existe uma


oportunidade de compra nessas ações, pois toda a
expectativa de notícia, receita, entre outros, já estará
refletindo no preço.

Página 12
2- Os mercados se movem em tendência:
As tendências podem ser primárias, segundárias ou
terciárias.

Podemos usar como exemplo o dólar, vamos supor que


ele esteja em uma tendência longa de alta, essa tendência
pode já estar durante anos. Porém notamos uma tendência
de meses (secundária) de queda, e uma tendência de dias
(terciária) de alta.

Para nosso método BullBear classificaremos todas as


tendências em nosso gráficos, para facilitar nossa tomada de
decisão. Não existe uma regra de tempo previamente
definida para as 3 tendências.

Página 13
3. A tendência primária tem 3 fases:

3.1 Na tendência de alta são:

3.1.1 - Acumulação – Nesse momento ocorreu o fim de


uma tendência de baixa e começa a dar origem a uma
tendência de alta, essa fase é difícil de ser identificada,
geralmente os investidores mais qualificados estão nessa
fase, porém para o grande público é difícil de ser identificada.

Geralmente a mídia, nessa fase, ainda está noticiando


noticias ruins para o ativo analisado (do tipo: “A crise ainda
não acabou”) , as notícias vinculadas apontam para uma
continuidade na crise ou nos problemas atuais da empresa ou
ativo analisado e isso faz com que pouquíssimos investidores
tenham interesse pelo compra do ativo.

3.1.2 - Alta sensível - Nessa fase os investidores mais


qualificados já estão posicionados, alguns dos investidores da
massa, mais preparados ou que estão atentos aos mercados
começam a fazer suas posições compradas.

No decorrer dessa fase já deixa de ser vinculado a idéia


de que a crise ainda irá se agravar mais.

Página 14
3.1.3 - Euforia – Nessa fase, vamos chegando no pico da
tendência de alta, as notícias vinculadas da mídia em geral são
de que o mercado está crescendo muito, o ativo analisado
ainda subirá muito mais.

Nessa fase podemos ter toda a massa de pessoas físicas


entrando no ativo.

É comum nessa fase andarmos na rua e o assunto do


momento ser a bolsa de valores, ser as ações. Está todo
mundo comprando quando na verdade, no fim dessa fase é o
inicio de um novo ciclo de queda. Investidores qualificados
começam a desfazer suas posições de venda.

Representação de uma Tendência de Alta

Página 15
3.2 - Fases da tendência de baixa:

3.2.1 - Fase de Distribuição – Esse momento é


inversalmente oposto a fase de acumulação, também é muito
difícil de indetificar esse momento.

A mídia de uma maneira geral ainda tem muitas noticias


positivas para o mercado. As pessoas físicas e a grande massa
não venderão suas ações.

Nessa etapa os investidores mais qualificados já


desfizeram suas posições e as pessoas físicas ou que só obtem
informações através da grande mídia podem pagar uma
conta cara.

3.2.2 - Fase de Pânico – O ciclo de queda vem forte, O


Pânico toma conta do mercado, os investidores que estavam
comprados e percebem que estão perdendo dinheiro,
começam a desfazer suas posições a qualquer preço.

Os investidores qualificados ou saíram de suas posições


compradas ou já estão vendidos no mercado.

Página 16
3.2.3 - Fase de queda sensível – O volume cai, os
investidores que ainda não desfizeram de seus investimentos
durante a queda podem estar com um prejuízo alto por terem
esperado tanto tempo.

Dificilmente no fim dessa tendência os investidores da


massa entram na compra, as notícias por suas vez são de que
a crise vai continuar e nessa hora temos a posibilidade de um
começo da fase de altas.

Exemplo de Tendência de Queda

Página 17
4- O princípio da confirmação:
Nesse princípio, DOW afirmava que para se confirmar
rompimentos de novos patamares de altas e baixas ou para
uma reversão de tendência é necessário que os os índices de
médias estejam confirmando essa direção.

Dessa forma um índice confirmará o outro e teremos


uma clara demonstração de que o movimento é sadio e não
uma falso movimento.

Esse princípio dow falava dos índices norte americanos,


porém podemos fazer uma analogia para nossos índices da
BOVESPA.

Podemos usar como exemplo o IBOV (principal índice da


BOLSA BRASILEIRA) e o Índice de Energia Elétrica (IEE)

Em nossas operações do BullBear, utilizamos esse


princípio quanto estamos fazendo por exemplo, um daytrade
em ações da PETR4, confirmando as correlações do IBOV
(IBOVESPA) e o DJI (Índice DowJones).

5 – Volume confirma a tendência.


Pessoal, esse conceito é bem simples de entender porém
é um dos mais utilizados em nosso método BullBear.

Página 18
O Volume confirma a tendência, isso quer dizer que em
uma tendência de alta, teremos que ter um volume forte na
alta e quando o mercado estiver lateralizado ou em baixa
(realização ) o volume tem que ser menor, demonstrando que
a lateralização ou baixa é apenas uma correção para a
continuidade da tendência.

O mesmo ocorre em uma tendência de baixa, nela o


volume forte na direção da baixa estará confirmando o
movimento de baixa, e quando houver as correções ou
repiques, o volume será menor.

Exemplo do Volume confirmando a tendência

Página 19
6 - A tendência é vigente até que tenhamos uma
demonstração clara de sua mudança para uma nova
tendência.

Por fim essa é a última tendência de DOW, parece bem


básica mas é importantíssima, ela evitará que as vezes
fiquemos comprando e vendendo sem direção definida, ou
que achamos que determinado ativo vai começar a subir pois
caiu muito ou comecará a cair porque já subiu de mais.

No BullBear, preferimos aguardar uma clara formação de


reversão para efetuarmos nossa mudança de tendência.

Página 20
Montando nosso Layout

Para começarmos, vale lembrar que a montagem de


layout e a escolha de plataformas é algo muito individual,
conheci trades que preferem fundos brancos, outros
preferem fundos de tela pretos, enfim... não entrarei nesse
mérito.

Independentemente das cores a serem escolhidas e da


plataformas que serão utilizadas, o importante é termos as
informações claras, de fácil acesso e com manuseio rápido
para não sermos prejudicados em nossa tomada de decisão.

Pessoal, atualmente existem inúmeras ferramentas para


operarmos no mercado de renda variável em especial no
daytrade. Nos dias de hoje temos a facilidade para se operar
com ferramentas sofisticadas e preços acessíveis.

Para começarmos a montar nosso gráfico, certifique-se


de que ele esteja em base logarítimica e no padrão candle.
Minha preferência é ter os candles de alta verdes, os de baixa
vermelhos e os candles sem oscilações (DOJI) cinzas.

Página 21
Após isso iremos inserir os seguintes indicadores:

Volume financeiro: Esse volume aparecerá na parte


inferior do gráfico e nos mostrará a pressão compradora e
vendedora por cada candle. Também utilizaremos o volume
projetado

Preço de fechamento e preço de ajuste do dia


anterior: Muitas ferramentas hoje em dia tem a indicação
desses preços no gráfico, pode ser chamado de linnha dágua,
marca dágua ou prior cote.

Médias móveis: Utilizamos as médias móveis de 200


períodos arítimética, 200 períodos exponencial e 21 períodos
aritimética, pode aparecer com o nome de médias móvel
simples ao invés de aritimética.

*Importante pintarmos cada uma das linhas de uma cor.

Curva VWAP. Utizamos a curva VWAP, recomendamos a


cor dela amarela em uma linha um pouco mais grossa para
distinguirmos das demais médias.

Caso você tenha a possibilidade de 2 ou mais monitores,


deixe um exclusivamente como gráfico de 5 minutos em sua

Página 22
tela principal e o restante servirá para buscar os outros
tempos gráficos.

Layout Montado Conforme Mencionado

Página 23
Figuras ou Padrões Gráficos:

Para o método BullBear utilizamos algumas figuras


gráficas que acreditamos serem as mais eficientes.

Suporte e resistência Quando começamos a falar de


análise gráfica, o primeiro padrão que identificamos, talvez o
mais simples, porém o mais utilizado são os Suportes e
resisências.

Traçar linha de suporte e resistência nos mostrará quais


são os pontos em que o mercado tende a segurar em
determinado patamar, para voltar ou ter força para romper
esses patamares, identificar se o mercado irá romper ou não
é a idéia do BullBear e para isso utilizaremos entre outras
coisas a força compradora e Vendedora para identificar esse
padrão.

Mas primeiro vamos entender o que são os suportes e


resistências.

Página 24
Vamos utilizar o exemplo de um contrato futuro de
ÍNDICE.
Suponhamos que o INDFUT está cotado em 70.000 e que
o mercado começou a subir, e atingiu o patamar de 71.000,
nessa hora o mercado parou de subir caiu até os 70.700 e
voltou até 71.000, depois caiu até 70.850 e voltou para os
70.000.

Notamos que quando o INDFUT chega nos 71.000 os


vendedores já se dão por satisfeitos e vendem seus contratos
de INDFUT por 71.000 pois já julgam que esse preço é
interessante, entretanto os 71.000 é um ponto em que a
maioria dos comprados julga o preço muito elevado e
consequentemente não querem pagar tão caro e portanto
diminuem sua compra na aproximação desse valor.

Isso é uma resistência!

Caso essa resistência seja quebrada o mercado tende a


buscar novos patamares e o que era uma resistência passa a
ser um suporte.

O mesmo raciocínio de resistência podemos utilizar para


o suporte.

Página 25
Suponhamos que as ações do ITAU, estão valendo R$
41,55 e começam a cair, chegando ao patamar de 40 reais.
Talvez esses R$ 40,00 sejam interpretados pela maioria
do mercado como um valor baixo para ITUB4 ( código das
ações do ITAU) e dessa forma comece a aumentar o volume
comprador próximo a esse preço.

Dessa forma indetificamos um suporte.

Se eu algum momento ele for rompido também ganhará


força para buscar novos patamares de queda e os 40 reais
passam a ser os novos patamares de resistência da ação.

Página 26
LTA e LTB

Agora vamos identificar quais as tendências do mercado.

O Primeiro passo é começarmos a identificar a tendência


do mercado, essa tendência poderá ser identificada pelas
linhas LTA (Linha de Tendência de alta) ou LTB ( Linha de
tendência de baixa).

Obs. Essas linhas LTA e LTB também servirão como


suporte e resistências, porém é importante lembrar que as
LTA e LTB e os próprios suporte e resistências são pontos que
dão margem para interpretações diferentes, pode ser que
diferentes agentes de mercado, analistas e / ou investidores,
estejam identificando pontos em locais próximos porém
diferentes.

Por isso é importante tratarmos esses pontos como


zonas de suporte e resistência, e não apenas um ponto
específico.

Ahhh, vale lembrar que quanto mais indicações estiverem


apontando para o mesmo lugar, melhor.

Página 27
Essa identificação poderá ser feita em diferentes TIME
FRAMES (Tempos gráficos).

Para atuarmos no Daytrade, por exemplo, utilizamos os


tempos gráficos principais Diários, 30, 5 e 1 minuto, outros
gráficos, Ex 60 min , 15 min , 2min também poderão ser
utilizados para confirmação dos movimentos indentificados
no gráfico de 5min.

Para trabalharmos com operações mais longas, Swing


Trades (Operações que demoram geralmente entre 2 dias e
poucas semanas) e Position Trades (operações que duram 1
mês ou mais) utilizaremos tempos gráficos maiores, Ex.
Diários, Semanais e até mesmo Mensais.

Como Funciona:

Página 28
Como Funciona no Daytrade

O ideal é trabalharmos com 2 telas no mínimo, em uma


tela teremos os gráficos de 30 minutos dos ativos que estamos
negociando e em outra tela teremos os gráficos de 5 minutos.

É importante que a tendência identificada no gráfico de


30 minutos também esteja presente no gráfico de 5 minutos.

Caso a minha LTA ou LTB tenha a possibilidade de replicar


exatamente a mesma linha em forma de canal, isso significa
que identificamos um CANAL de ALTA, para LTA ou um canal
de baixa para LTB.

Isso nos dará uma confirmação maior da simetria e força


do movimento.

Outro padrão que iremos trabalhar são os GAP, os GAP


são buracos no gráfico eles são causados devido a uma falta
de negociação nesse intervalo de preços, uma das idéias da
análise gráfica e que seguimos no método BullBear é que os
GAP são sempre fechados ou preenchidos, portando quando

Página 29
tivermos esses buracos de negociação nos preços iremos
identifica-lo para ser mais um elemento que irá nos ajudar na
tomada de decisão.

Vamos dar um exemplo de como o GAP funciona.

Suponhamos que o Dólar Futuro (DOLFUT) fechou o dia


cotado a 3.705,00; porém após o mercado fechado tivemos
uma notícia impactante no dólar, um dado ruim para o Brasil
e que insentivaria a saída de capital estrangeiro.

No dia seguinte o dólar abriu em 3.750,00; refletindo essa


expectativa de fuga de capital. Isso significa que o dólar tem
portanto um GAP de 45pontos. Dos 3.705,00 até os 3.750,00;

Caso o mercado resolva cair e bater os 3.749,00 significa


que ele entrou no GAP e portanto a tendência é que ele
busque os 3705,00 para fechar esse GAP.

Obs. Gaps que cortam movimentos de Suporte e


Resistência tendêm a demora mais para fechar.

Página 30
No exemplo do dólar, se no 3.730,00 tivessemos uma
resistência, como o GAP abriu em 3.750,00 temos um GAP de
corte, e ele tende a demorar mais para fechar.

GAP

Página 31
Figura de continuidade de tendência

Bandeira de Alta e Bandeira de Baixa/ Flâmula de Alta


de Flâmula de baixa

Bandeiras e flâmulas são figuras de continuidade de


tendência, bandeira.

A bandeira:
É uma figura formada por uma tendência principal que
chamamos de mastro e um descanso em forma de canal em
direção inversa a tendência principal.

É importante que o volume esteja confirmando a


tendência e a formação da bandeira seja com um volume
menor, o que chamamos de descanso, o ativo ira descansar
para depois ganhar força em seu rompimento para buscar
novos paramares.

Página 32
Flâmula:
Já a flâmula é composta pela tendência principal (mastro)
e um pequeno triângulo no final de sua tendência, a flâmula é
confirmada quando rompe na direção da tendência com
volume.

É interessante que o tamanho da figura (canal para


bandeira, ou triângulo para flâmula) tenha um tamanho
proporcional ao mastro em números de candle.

Caso o rompimento seja feito em direção oposta a


tendência a figura é desconfigurada, isso significa que ela
deixa de existir e partimos para uma nova leitura de mercado.

A amplitude do movimento após o rompimento tende a


ser do tamanho do mastro, porém vale lembrarmos de olhar
outros indicadores, suportes e resistências ( por exemplo)
podem fazer com que o movimento não seja completado em
sua amplitude.

Existem algumas outras figuras conhecidas no mercado,


como a deriva.

De uma maneira geral, para o BullBear o mais importante


além de identificar qual a figura de descanso esta aparecendo
é o comportamente do volume.

Página 33
Quando o volume diminui consideravelmente no
decorrer do descanso é uma confirmação maior para
acontinuidade da tendência em seu rompimento.

Figuras de Flâmula e Bandeira

Página 34
Figura de lateralização:

Triângulo
O triângulo é uma figura de lateralização com
afunilamento, no decorrer da formação da figura o mercado
se achata e temos um mercado com diminuição de
volatilidade e oscilação, o triângulo pode ser rompido para
cima e para baixo.

A amplitude é calculada através da base do triângulo.

Retângulo
O retângulo também é uma figura de lateralização, que
obedecem zonas de suporte e resistências em zonas
específicas durante sua formação.

Um rompimento com volume tende a levar o ativo para


uma amplitude proporcional ao tamanho do triângulo.

Obs. Para as figuras de triangulo e Retangulo é


importante notarmos sempre o volume em seus
rompimentos, pois as figuras dão margem para interpretação
de suas formações e podem apresentar falsos rompimentos.

Página 35
Lateralização - Retângulo

Figuras de reversão de tendência

Topo duplo e Fundo duplo


O topo duplo é formado por uma figura com 2 topos, e
uma base de suporte, quando essa base é rompida para baixo
com volume, temos a confirmação da reversão de tendência.

Topo duplo aparecerá no topo do gráfico em tendência


de alta e reverterá a tendencia de alta para queda.

Fundo duplo aparecerá no fundo de uma tendência de

Página 36
queda e significa que a tendência de queda termina caso seja
rompido a base do fundo para cima e com volume

Topo Triplo e Fundo triplo


Mesma formação do topo duplo e fundo duplo, porém
com mais um topo (no topo duplo) ou mais um fundo (no
fundo duplo), se houver mais topos vira uma figura de
retângulo.

Ombro cabeça ombro e ombro cabeça ombro


invertido ( OCO e OCOI)
O OCO aparecerá sempre no final de uma tendência de
alta, o volume diminui em sua formação, a base do oco é
chamada de neckline (linha de pescoço) quando a neck line for
rompida com volume caracterizamos uma forte confirmação
de mudança de direção no mercado, a amplitude do
movimento é calculado através do tamanho da cabeça do
OCO.

O OCOI é inversamente proporcional ao OCO, é uma


figura de reversão de tendência de baixa para alta, e sua

Página 37
amplitude também é calculada através do tamanho da cabeça
do OCOI.

Para nós O OCO, OCOI e as Bandeiras são as figuras que mais


dão resultados positivos, porém o ideal é, quanto mais
simetria essas figuras tiverem, melhor.

Página 38
Correlações

No BullBear é importante notarmos 2 questões de


correlações:

Primeiro, quanto mais indicadores estiverem apontando


para o mesmo lugar melhor.

Por exemplo em um OCO a neckline está em um preço


muito semelhante ao preço de ajuste do dia anterior e a uma
curva VWAP.

O fato de estarem no mesmo patamar mostram que a


força do movimento é ainda maior.

A segunda correlação que buscamos são as correlações


entre os ativos.

Por exemplo, se Estivermos negociando ÍNDICE FUTURO,


é importante ter na tela os ativos com maior peso no índice.

Página 39
No método BullBear recomendamos atualmente os
seguinte ativos, PETR4, VALE3, ITUB4, BBDC4, B3SA3 e ABEV3.

Consulte o site da bolsa para saber quais ativos estão com


maior peso no índice no momento.

Além dos ativos com maior correlação com o Indice é


importante ver os indices americanos S&P e DJI, que tem forte
correlação com o ÍNDICE.

Caso os ativos estejam apontando na mesma direção,


fazendo figuras de comportamentos semelhantes da mais
força pro movimento.

Outro exemplo é se eu estiver operando a ação FIBR3,


essa ação exporta muito e portanto tem forte correlação com
o Dólar Futuro, consequentemente é importante
observarmos o dólar na hora de operar as ações da FIBR3.

De uma maneira geral o índice e o dólar tem correlação


negativa, isso significa que enquanto um está subindo o outro
está caindo, geralmente quando esse movimento não está
ocorrendo é porque alguma coisa pode não estar dentro da
ordem natural das coisas e exige cuidado.

Página 40
Psicologia do Trader

Pessoal, cada vez mais percebemos que existem traders


e investidores que conseguem entender os movimentos do
mercado, conseguem entender o método operacional e
quando atuar com ele, mas que não conseguem obter o
resultado positivo por questões de ganancia, gestão de risco,
indiciplina, por não aceitar perdas, etc...

Antes de entrar no Trade é muito importante termos em


mente qual financeiro estamos dispostos a arriscarmos para
alcançar nossos objetivos, de acordo com esse financeiro
poderemos saber qual a quantidade de ativos podemos
negociar.

Se eu perder R$ 1,00 de PETR4 em 100 quantidade, irei


perder R$ 100,00 e isso não vai abalar meu financeiro e
psicológico para poder agir racionalmente nas próximas
entradas, então esse é um stop que eu posso correr.

Página 41
Se eu perder R$ 1,00 em 10mil PETR4, irei perder R$ 10
mil, isso é algo que me abala? Talvez sim, talvez não,
dependerá do seu momento no mercado.

Por isso recomendo que todos comecem aos poucos.

Comecem baixo, com percentuais mínimos, para


aprenderem qual o valor financeiro e psicológico que te
abala, abala muitas vezes não financeiramente mas sim
psicologicamente, te deixando despreparado para agir
racionalmente em uma próxima entrada no mercado.

Página 42
De todas as formas que atuei até hoje acredito que a
melhor maneira seja atuar como um Sniper.

Buscando as ordens mais precisas, durante o dia todo,


elas aparecerão poucas vezes, talvez nem apareçam em
alguns dias.

Conforme você for evoluindo, e isso só ocorrerá com a


experiência na frente da tela, o ideal muitas vezes não é
aumentar a quantidade de vezes que você entra no mercado
e sim aumentar sua mão, aumentar a quantidade de
contratos. Etc...

O planejamento te ajudará a traçar as metas para para o


dia, metas diárias são importantes no começo para não
estrapolarmos e entendermos quais são nossos limites
psicológicos.

Diversos trades, até os mais experiêntes, eventualmente


estão perdendo e caem no erro de “vou recuperar o dia e
parar” e esse erro pode ser extremamente gravíssimo pois o
mercado pode não dar essa oportunidade para você naquele
dia e por esse motivo você irá aumentar ainda mais suas
perdas.

Página 43
Como o tempo e o entendimento de seus limites as metas
passam a ser mensais e trimestrais.

Fazer preço médio e virada de mão no começo não é


recomendado, porém com o tempo também começamos a
trabalhar com essas alteranativas para melhorar nosso
operacional, inclusive trabalhar com um preço de stop mais
flexível.

Página 44
Considerações Finais

Pessoal, costumo dizer que o mercado é mutante.

Coisas que funcionam hoje podem não funcionar


amanhã. E o que não funcionou no passado pode funcionar
hoje.

Por isso acreditamos que é importante ter um padrão


operacional, mas sempre estar disposto a fazer pequenas
adaptações para continuar com resultados positivos.

Algumas dessas alterações são os horários que devemos


atuar.

Geralmente os períodos da manhã, da abertura do


pregão até as 12horas tendem a ser momentos em que o
mercado de ações e futuros tem um volume maior de
negócios.

Portanto é um momento em que temos mais


oportunidades devido à volatilidade e volume do mercado,

Página 45
porém, alguns eventos como horário de verão, balanços de
empresas, eleições, copa do mundo (entre outros)g, podem
mudar a volatilidade do dia ou de alguns momentos do
mercado.

O horário de verão aqui, por exemplo, muda os horários


de abertura da bolsa Brasileira, que por sua vez também se
desenquadra com a abertura das bolsas norte-americanas.

Geralmente quando o mercado americano abre nossas


bolsas aqui são impactadas no mesmo momento.

Portanto os primeiros passos para atuarmos no método


BullBear é ficar atentos aos dados e indicadores que sairão no
Brasil, na China, na Europa e principalmente nos EUA.

Alguns dados como o PAYROLL (dados sobre emprego


americano), decisões do FED (banco central americano) e
Estoque de Petróleo, tente afetar o mercado drasticamente.

Portanto é indispensável sabermos quais os dados que


sairão no decorrer do dia, antes de começarmos quaisquer
tipos de operações.

Página 46
Imagem Ilustrativa

Ter essas indicações não significam que iremos comprar


ou vender baseado nas notícias e dados que estão saindo,
porém significa que no horário em que houverem indicadores
é indispensável que estejamos na frente dos nossos terminais
de operações se não quisermos perder nenhuma
oportunidade.

Página 47
IMPORTANTE

Página 48
Finalmente chegamos ao fim rsrs. E eu tenho apenas mais
uma coisa pra te falar.

Provavelmente você já me conhece e sabe que tenho um


curso completo chamado Método BullBear.

Eu fiz esse curso com o objetivo de ensinar meus alunos


tudo o que eu sei sobre esse mercado. E agora eu tenho uma
surpresa pra você.

Em breve eu vou estar abrindo as inscrições para uma


nova turma do Método BullBear.

As vagas vão ser limitadas e por isso muitas pessoas


(mesmo querendo) vão acabar perdendo essa
oportunidade.

Criar esse ebook não foi nada fácil!

Eu investi muito tempo e estudo para escrever cada


página, por isso eu tenho um carinho muito grande por você
que leu tudo e fez com que o meu esforço não fosse em vão.

E só para você que ainda está aqui, quero dar um bônus


Exclusivo.

Página 49
Se você quer estar comigo dentro de um treinamento
Online do básico ao avançado. Bem completo mesmo.

Clique agora no link que eu vou deixar aqui em baixo e eu


vou te encaminhar para uma página de Cadastro Especial.

Quando as turmas forem abertas novamente, você vai ser


a primeira pessoa a receber a informação, de quebra ainda
estou preparando um Bônus surpresa para te entregar.

Você Não pode Perder essa Chance.

http://metodobullbear.com/especial

PS: As vagas realmente vão ser limitadas. Essa é a única


forma de eu te dar um suporte de qualidade e toda a
atenção que você merece.

PPS: Eu quero desde já estar mais presente com você, então


se for interessante para você, me adiciona lá no Instagram.

@fabriciostagliano

Página 50