Você está na página 1de 3

Ficha de trabalho Ano letivo 2018-2019

Biologia e Geologia – 10.º ano


______________________________________________________________________________

Análise de um artigo científico

A investigação científica é um processo longo que inclui muitos passos, seguindo os princípios
do método científico.
A análise do artigo seguinte permitirá seguir alguns dos passos que os cientistas realizam
durante a investigação científica.

Emissão de CO2 na lagoa das Furnas (São Miguel, Açores): resultados preliminares

C. Andrade, J. V. Cruz, F. Viveiros, R. Coutinho & P. Freire (2014). Comunicações Geológicas,


101, Especial II, 647-650. (disponível em https://bit.ly/2PuGNt2)

Responda às seguintes questões, depois de ler atentamente o artigo indicado.

1. Qual é a função do resumo do artigo?

2. Identifique o objetivo do trabalho.

3. Qual é a importância de estudar as emissões gasosas na região das Furnas?

4. Explique o motivo de o estudo se focar nas emissões gasosas de uma caldeira na ilha de
S. Miguel.

5. A que se devem os elevados teores de CO2?

6. No artigo é referido que o vulcão das Furnas teve erupções paroxismais. Estas caracterizam-
-se por magma a elevadas pressões explodir a partir de câmaras magmáticas pouco
profundas. Classifique, justificando, o estilo eruptivo das Furnas.

7. Como se formam as caldeiras vulcânicas como a das Furnas?

8. Quais são os gases emitidos nas fumarolas presentes junto à lagoa das Furnas?

9. A metodologia usada incluía controlo de variáveis e/ou controlos? Justifique.

10. Que análises foram incluídas na metodologia?

11. Como varia a composição química com a profundidade?

12. Indique a quantidade de CO2 que se estima ser emitido para a atmosfera todos os dias.

13. Qual é a região com maior quantidade de CO2 emitido.

14. A metodologia permitiu responder ao objetivo inicial, tornando a experiência válida?

15. Que perspetivas futuras são apontadas no artigo?

1
Ficha de exercícios Ano letivo 2018-2019
Biologia e Geologia – 10.º ano
______________________________________________________________________________

Ficha de exercícios

Documento 1
O Centro de Vulcanologia e Avaliação de Riscos Geológicos da Universidade dos Açores
(CVARG) instalou, em 2008, duas estações permanentes de monitorização de gases vulcânicos
no campo fumarólico da freguesia das Furnas, no concelho da Povoação, ilha de S. Miguel.
A monitorização de gases vulcânicos faz parte integrante da rede de monitorização
sismovulcânica do CVARG, que fornece informações sobre parâmetros geoquímicos dos sistemas
vulcânicos ativos do arquipélago. Os dados destas estações são transmitidos para o Centro de
Coordenação, em Ponta Delgada, e relacionados com a informação obtida por outras técnicas de
monitorização, no sentido de se acompanhar de forma contínua o estado de atividade de cada
sistema vulcânico.
Entre outros aspetos, o projeto de monitorização de gases vulcânicos tem aplicação direta no
âmbito da vigilância sismovulcânica e na avaliação de riscos para a saúde pública. As estações
instaladas no vulcão das Furnas funcionam de forma automática e medem o dióxido de carbono e
o radão libertados através dos solos. Este conjunto de equipamentos integra ainda uma estação
meteorológica, para que possam ser detetados os efeitos das condições atmosféricas sobre a
desgaseificação.

Documento 2
No dia 30 de agosto de 2017, por volta das 14:50, ocorreu uma
explosão hidrotermal na fumarola do Asmodeu, situada no
campo fumarólico da freguesia das Furnas.
Uma explosão hidrotermal consiste numa explosão de vapor
localizada que se caracteriza pela emissão de jatos de água e
de vapor, de lama e de fragmentos de rocha numa área com
diâmetro variável, desde alguns metros a vários quilómetros. A
explosão é causada quando a água aquecida em reservatórios
geotérmicos rapidamente se converte em vapor, quebrando
violentamente as rochas encaixantes. Uma explosão
hidrotermal não necessita de qualquer contribuição de massa
ou energia diretamente do magma, distinguindo-se, assim, das
explosões freáticas e hidromagmáticas.
A Unidade Científica de Geoquímica de Gases do
Instituto de Investigação em Vulcanologia e Avaliação de
Riscos (IVAR) deslocou-se ao local para efetuar uma avaliação
detalhada das emissões circundantes na zona envolvente, com
amostragem das emissões fumarólicas, o levantamento de
imagens térmicas e medições do fluxo de CO2.
Os valores de fluxo de CO2 nas estações permanentes
que se encontram na área do vulcão das Furnas (GFUR1 e
GFUR2) não apresentaram oscilações significativas, tal como
era esperado, dada a tipologia do evento.
Baseado em www.cvarg.azores.gov.pt (consultado em novembro de 2018)

2
Nos itens de 1. a 7., selecione a letra da opção correta.

1. As fumarolas da região das Furnas correspondem a


(A) manifestações de vulcanismo primário.
(B) emissões de enxofre no estado gasoso.
(C) jatos intermitentes de água a elevadas temperaturas.
(D) manifestações de vulcanismo residual.

2. O aumento do carácter explosivo das nascentes termais e fumarolas


(A) não pode ser detetado em tempo real e de forma automática.
(B) não necessita de ser monitorizado pelos investigadores.
(C) pode indicar uma redução do risco vulcânico.
(D) pode indicar um aumento do risco vulcânico.

3. A emissão de água a elevadas temperaturas corresponde a


(A) uma nascente termal. (C) uma sulfatara.
(B) uma fumarola. (D) um géiser.

4. O vulcão das Furnas caracteriza-se por erupções efusivas que alternam com erupções
explosivas, em resultado do magma
(A) apresentar a mesma composição química.
(B) ser mais ácido nas erupções explosivas.
(C) ser mais ácido nas erupções efusivas.
(D) possuir mais gases nas erupções efusivas.

5. As erupções explosivas que ocorreram nas Furnas caracterizaram-se por


(A) emissão de elevados volumes de lava. (C) produzirem fluxos piroclásticos.
(B) libertarem lava muito fluida. (D) emissão de reduzido teor de cinzas.

6. A atividade vulcânica dos Açores está associada a


(A) um limite convergente de placas tectónicas.
(B) um limite divergente de placas tectónicas.
(C) vulcanismo intraplaca.
(D) um limite transformante de placas tectónicas.

7. Considere as seguintes afirmações, referentes aos dados.


I. Só existe atividade vulcânica primária nos Açores.
II. As explosões hidrotermais na fumarola do Asmodeu não ocorrem de forma regular.
III. A atividade fumarólica nas Furnas tem aumentado de forma consistente no tempo.
(A) I é verdadeira; II e III são falsas. (C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(B) II é verdadeira; I e III são falsas. (D) I e III são verdadeiras; II é falsa.

8. Ordene as letras de A a E, de modo a reconstituir a sequência cronológica dos acontecimentos


relacionados com a explosão hidrotermal nas Furnas.
A. Ocorrência de uma explosão hidrotermal.
B. A redução da pressão reduz a atividade fumarólica.
C. A água em profundidade aquece.
D. A água passa para o estado gasoso.
E. O aumento da pressão força a ascensão do vapor de água.

9. Explique a importância do fluxo de CO2 nas restantes estações não apresentar oscilações.