Você está na página 1de 8

DICAS:

A intensidade sonora e o nível de intensidade sonora


Texto, pesquisa e adaptações: Fernando José Peixoto Lopes
Técnico operador de áudio.
(27)9-9518-4850 Vivo e WhatsApp
fernando@masterdbsound.com.br

APOIO

HTTPS://www.facebook.com/masterdbsound/?ref=bookmarks
0 + 60 = 63 ?

A conta “60 + 60 = 63” está correta?

Ora essa, a conta está errada!

Sessenta laranjas mais sessenta laranjas são cento e vinte laranjas.


Assim a mesma soma vale para todo tipo de coisas, cadeiras, gatos, pessoas,
planetas, etc.

Na matemática sessenta mais sessenta é igual a cento e vinte, não importa o que
está sendo somado.

No entanto, há ramos da Física em que 60+60 parece ser 63. Sim é verdade um
destes ramos chamado de Acústica, que é o estudo do som.

Os cálculos acústicos afirmam que 60 dB + 60 dB = 63dB.

Como isso é possível?

Só há um jeito para responder esta pergunta é necessário saber o que é dB.

A intensidade sonora e o nível de intensidade sonora

O som pode se propagar nos meios sólidos, líquidos e nos gases.

Então cada ponto do ar pode ser atravessado por ondas sonoras.

A intensidade sonora em um ponto é uma grandeza relacionada a distribuição de


energia sonora.

Sendo assim como exemplo, nas proximidades de uma caixa de som, muita energia
sonora está em um pequeno espaço. A intensidade é alta.

Já em pontos mais distantes da caixa de som, a energia sonora estará espalhada por
uma área bem maior. Assim a intensidade sonora longe da caixa será menor do que
próximo a ela.

Assim, quanto mais distante da fonte sonora, menor a intensidade.

Caso a fonte sonora aumente sua emissão de energia sonora, a intensidade em cada
ponto também aumenta.

Isso ocorre quando uma pessoa fala mais alto ou o volume de uma caixa de som
aumenta.

Se várias fontes sonoras incidam som no mesmo ponto, a intensidade sonora total
será a soma das intensidades geradas por cada fonte.
É por isso que várias caixas de som ligadas ou várias pessoas conversando podem
gerar sons com bastante intensidade.
A intensidade sonora varia enormemente em situações distintas. Por exemplo: O
ruído de crianças em um parque é cerca de 1.000 vezes mais intenso do que os sons
em uma biblioteca. Já o barulho da decolagem de um avião atinge uma intensidade
1.000.000 de vezes maior do que os ruídos em uma biblioteca.

Há uma intensidade sonora abaixo da qual as pessoas não conseguem ouvir os sons.
Esta intensidade sonora é chamada de “intensidade de referência” ou “limiar da
audibilidade”.

Seu símbolo é I0.

Cada intensidade sonora é associada a um “nível de intensidade sonora”.

Intensidade e nível de intensidade não devem ser confundidos.

A unidade de nível de intensidade sonora é o “decibel”. Como acredito que muitos já


sabiam ou já desconfiava, o símbolo do decibel é “dB”.

Zero decibel (0 dB) corresponde a intensidade de referência I0. Assim, todo som
acima de 0 dB pode ser ouvido.

Dez decibéis (10 dB) representam um som 10 vezes mais intenso do que a
“intensidade de referência”. Em outras palavras, 10 dB indica uma intensidade de
10I0.

Vinte decibéis (20 dB) se refere a 100 vezes a intensidade de referência. Então 20 dB
está associado a um som de intensidade 100I0. Trinta decibéis (30 dB) relaciona-se a
um som com 1.000 vezes a intensidade de referência (1.000I0).

O raciocínio pode ser repetido infinitamente.

Cada vez que a intensidade sonora é multiplicada por 10, o nível de intensidade
sonora aumenta 10dB.

A Tabela a seguir é construída a partir deste princípio.


Tabela I - Intensidade sonora e Nível de intensidade sonora

Nível de intensidade sonora (dB) Intensidade sonora (I0)

0dB I0

10dB 10 I0

20dB 100 I0

30dB 1.000 I0

40dB 10.000 I0

50dB 100.000 I0

60dB 1.000.000 I0

70dB 10.000.000 I0

80dB 100.000.000 I0

90dB 1.000.000.000 I0

100dB 10.000.000.000 I0

110dB 100.000.000.000 I0

120dB 1.000.000.000.000 I0

Um som de 40 dB é alto ou baixo?


Quantos decibéis são necessários para incomodar uma pessoa?

Para que tenhamos uma ideia, o nível de intensidade sonora desejável em uma
biblioteca é de cerca de 60 dB. De acordo com a tabela acima, 60 dB é a intensidade
de referência I0 ampliada 1.000.000 de vezes (um milhão de vezes).

Como já foi falado antes, crianças em um parque geram um ruído 1.000 vezes mais
intenso do que em uma biblioteca (60 dB). Como a intensidade sonora em uma
biblioteca é de 1.000.000I0, então as crianças geram um ruído (barulho) de
1.000x1.000.000I0=1.000.000.000I0 (um bilhão de vezes a intensidade de
referência).

De acordo com a tabela acima, a intensidade de 1.000.000.000I0 equivale a um nível


de intensidade de 90dB.

O Ruído (barulho) de um avião a jato decolando é 1.000.000 de vezes mais intenso


do que os sons em uma biblioteca. Então o ruído (barulho) do avião tem intensidade
1.000.000x1.000.000I0 = 1.000.000.000.000 I0 (um trilhão de vezes a intensidade de
referência).
Olhando novamente a tabela, a intensidade do avião decolando equivale a um nível
de intensidade de 120 dB.

Acredito eu que já devem ter notado uma das conveniências de usar o nível de
intensidade sonora. O que é mais fácil, escrever que o ruído (barulho) em uma
biblioteca tem um milhão de vezes a intensidade de referência ou que ele vale 60 dB?

O que é melhor, dizer que um jato causa um ruído (barulho) de um trilhão de vezes a
intensidade de referência ou que ele vale 120 dB?

Dobrando a intensidade sonora

Na representação em decibel, uma multiplicação na intensidade sonora equivale a


uma soma. Quando a intensidade sonora é multiplicada por 10, o nível de intensidade
sonora aumenta 10 dB.

Já se a intensidade sonora é multiplicada por 2, que número deve ser somado no


nível de intensidade sonora?

Dobrar a intensidade sonora equivale a somar aproximadamente 3 dB.

Por exemplo, se o ruído em um parque passa de 1.000.000.000I 0 para


2.000.000.000I0, o nível de intensidade sonora aumenta de 90 dB para 93 dB.

Seguindo a regra acima, se a intensidade sonora correspondente a 60 dB em uma


biblioteca dobrar, ela chegará a 63 dB. É bom que você esconda esta informação! Há
pessoas que usam bibliotecas como locais de recreação.

Ao dobrar a intensidade sonora das conversas, elas alegariam que seu ruído
aumentou apenas 3 dB.

Mas por que dobrar a intensidade sonora equivale a somar aproximadamente 3 dB?

Há uma fórmula para calcular o nível de intensidades sonora correspondente a


qualquer intensidade sonora. Esta fórmula envolve a operação “logaritmo”.

O meu objetivo neste artigo não é exibir a fórmula, mas apenas estimar os decibel
correspondentes a uma intensidade sonora.

Mas quem estiver interessado na fórmula, pode consultar o link


http://www.eca.usp.br/prof/iazzetta/tutor/acustica/intensidade/intensidade.htm.

No lugar de uma demonstração matemática, a Tabela II a seguir mostra como a


soma de 3 dB para cada vez que a intensidade dobra leva a um resultado coerentes
com o que já foi calculado.
Tabela II – Intensidade sonora e Nível de intensidade sonora

Nível de intensidade sonora


Intensidade sonora (I0)
(dB)

0dB 1 I0

3dB 2 I0

6dB 4 I0

9dB 8 I0

12dB 16 I0

15dB 32 I0

18dB 64 I0

21dB 128 I0

24dB 256 I0

27dB 512 I0

30dB 1.024 I0

A intensidade prevista para 30 dB na Tabela II é de 1.024 I0 enquanto o valor exato


seria 1.000 I0. O erro é de apenas 2%. Na verdade, uma soma de 3 dB não chega a
dobrar exatamente a intensidade sonora, mas corresponde a multiplicação por
aproximadamente 1,9952623149688796013524553967395. Como este número é
muito próximo a 2, a aproximação é satisfatória.

Se dobrar a intensidade sonora corresponde a soma de 3 dB, então dividir a


intensidade sonora por 2 implica na subtração de 3 dB. Por exemplo, se 10 dB
corresponde a 10I0 , então 7 dB indica 5I0. Repetindo o raciocínio, 4 dB equivale a
2,5I0. Finalmente, 1 dB representa 1,25I0.

Somando as intensidades sonoras e os níveis de intensidade sonora

Como já descrevi, duas fontes sonoras podem sobrepor seus sons em um mesmo
ponto. A intensidade total será a soma das intensidades particulares.

Por exemplo, se duas caixas geram uma intensidade sonora de mínima I0 sobre um
mesmo ponto, a intensidade total será:

I0 + I0 = 2I0
Os acústicos costumam representar a soma das intensidades pelos seus
correspondentes em decibel. Consultando a tabela II, a soma acima fica:

0 dB + 0 dB = 3 dB

A soma acima deve ser interpretada em termos das intensidades correspondentes.


Caso contrário, ela não faz sentido. A soma dos números naturais seria 0+0=0, não
0+0=3.

Somar um número com ele mesmo, equivale a dobrá-lo. Por exemplo, 4+4= 2x4=8.

Mas dobrar a intensidade sonora equivale a somar 3 dB no nível de intensidade


sonora. Foi o que ocorreu na soma 0 dB+0 dB=3 dB. Assim, sempre que uma
intensidade sonora é somada com ela mesma, basta somar 3 dB no resultado final.
Na Tabela III abaixo serão colocadas algumas somas em decibéis com suas
correspondentes em intensidade sonora.

Tabela III – Soma de Intensidade sonora e Soma de Nível de intensidade


sonora

Soma de níveis de intensidades Soma de intensidades


sonoras (dB) sonoras

1dB+ 1dB = 4dB 1,25I0 + 1,25I0 = 2,5I0

4dB+ 4dB = 7dB 2,5I0 + 2,5I0 = 5I0

7dB+ 7dB = 10dB 5I0 + 5I0 = 10I0

3dB + 3dB = 6dB 2I0 + 2I0 = 4I0

6dB + 6dB = 9dB 4I0 + 4I0 = 8I0

9dB + 9dB = 12dB 8I0 + 8I0 = 16I0

1.000.000I0 + 1.000.000I0 =
60dB + 60dB = 63dB
2.000.000 I0

1.000.000I0 + 1.000.000I0 =
90dB + 90dB = 93dB
2.000.000 I0

2.000.000I0 + 2.000.000I0 =
93dB +93dB = 96dB
4.000.000 I0

Na tabela acima aparece um único caso onde a soma em decibel é igual à soma de
números naturais: 3 dB+3 dB=6 dB. Os demais casos apresentam uma soma em
decibel diferente da soma dos naturais.

Somas com dez parcelas iguais também podem ser deduzidas neste artigo. A soma
de dez parcelas iguais equivale a multiplicar por 10.
Por exemplo, 3+3+3+3+3+3+3+3+3+3=3x10=30.

Mas multiplicar a intensidade sonora por 10, equivale somar 10 dB no nível de


intensidade sonora. Então a soma de dez parcelas iguais em decibel equivale resulta
em somar 10dB em uma das parcelas.

A Tabela IV abaixo mostra alguns exemplos das somas de níveis de intensidades


sonoras com as intensidades sonoras correspondentes

Tabela IV - Soma de Intensidade sonora e Soma de Nível de intensidade


sonora

Soma de níveis de intensidades


Soma de intensidades sonoras
sonoras (dB)

0dB+0dB+0dB+0dB+0dB+0dB+0dB+ I0 + I0 + I0 + I0 + I0 + I0 + I0 + I0+ I0 +
0dB+0dB+0dB=10dB I0 = 10I0
1,25I0 + 1,25I0 + 1,25I0 + 1,25I0+
1dB+1dB+1dB+1dB+1dB+1dB+1dB+ 1,25I0 +1,25I0 +1,25I0 +1,25I0+1,25I0 +1
1dB+1dB+1dB=11dB ,25I0 = 12,5I0

1.000.000I0 + 1.000.000I0 +
1.000.000I0 + 1.000.000I0 +
60dB+60dB+60dB+60dB+60dB+60dB+ 1.000.000I0 + 1.000.000I0 +
60dB+ 60dB+60dB+60dB=70dB 1.000.000I0 + 1.000.000I0 +
1.000.000I0 + 1.000.000I0 = 10.000.000I0

Enfim, a soma em decibel é bizarra a medida que é interpretada como soma de


números naturais. Interpretando a soma em decibel com as intensidades sonoras
correspondentes, tudo faz sentido!

Finalmente a pergunta pode ser respondida: 60+60=120.

No entanto, 60 dB+60 dB=63 dB porque esta soma representa que 1.000.000I0 +


1.000.000I0 = 2.000.000I0.

O uso do decibel é mais popular na acústica do que nos outros ramos da Física. Por
exemplo, o decibel é muito utilizado em eletricidade. Mas isso é outra história ...

Este texto tem como base o de Maria de Fátima Ferreira Neto bacharel e licenciada
em Física pele USP e mestre e doutora em Engenharia Civil pela UNICAMP, professora
da disciplina de Acústica da UNIP.

“DEUS SEJA LOUVADO”!