Você está na página 1de 7

FUNIBER - Fundação Universitária Iberoamericana

Universidade Europea del Atlántico

Ética empresarial e responsabilidade social corporativa

CASO PRÁTICO

Discente: Mário Fernando da Silva Rego

Docentes:

Dr. Héctor López

Dr.(c) Wánderson Cassio Oliveira Araujo


Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa Funiber

ÍNDICE

1. Caso 1................................................................................................................................2
1.1 A, B e C........................................................................................................................2
1.2 X, E e Z.........................................................................................................................2
1.3 Dono de um restaurante..........................................................................................2
1.4 O modelo Pinto da Ford..........................................................................................2
2. Caso 2................................................................................................................................3
3. Caso 3................................................................................................................................3
3.1 Atenção hospitalar Vs dinheiro.............................................................................3
4. Caso 4................................................................................................................................4
4.1 O albergue para pescadores Tropicana..............................................................4
BIBLIOGRAFIA..........................................................................................................................6

1
Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa Funiber

Caso Prático – Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa

1. Caso 1
Analise os seguintes estabelecimentos e proponha seus critérios.

1.1 A, B e C
O comerciante teve um comportamento eticamente reprovável denegrindo a imagem
da empresa. Para que uma empresa tenha sucesso é necessário que todos os
responsáveis estejam em sintonia para promover o sucesso da empresa, o que não foi
este o caso. Ora os comerciantes são independentes e como tal agem de forma
totalmente independente uns dos outros. Neste caso deve ser só o comerciante A a
arcar com as culpas do seu comportamento eticamente reprovável e pouco
profissional. Critérios a propor: utilizar a formação para melhorar a postura e o
comportamento ético do comerciante; criação de códigos de ética para serem
utilizados pelas pessoas nas suas atividades normais; compromisso social.

1.2 X, E e Z
X atuou de forma eticamente reprovável ao tentar defraudar um cliente, prejudicando a
imagem e a confiança da sociedade. Uma empresa eticamente responsável quer
passar para o exterior uma imagem de honorabilidade e honestidade e por
conseguinte, procura que os seus empregados atuem de forma digna e respeitosa o
que não aconteceu com o sócio X. Cada um dos sócios deve monitorizar o
comportamento dos outros sendo que deste modo se detetou o comportamento
reprovável do sócio X. Nesta situação os sócios E e Z também vão responder pelo
comportamento desonesto do sócio X. Critérios a propor: monitorização eficaz da
atuação da sociedade; sobrepor o interesse da organização ao interesse pessoal dos
sócios.

1.3 Dono de um restaurante


Nesta situação, todos os intervenientes têm um comportamento eticamente reprovável
ao aceitar e a manter uma cultura nefasta para o restaurante que caso se viesse a
saber pelos clientes levaria à perda de confiança e à deterioração da imagem dada
pelo restaurante. O novo se fosse verdadeiro e honesto deveria acabar imediatamente
com essa cultura. O restaurante estava a fugir do seu bem social à custa de um
estratagema que podia estar a dar lucro, mas que no futuro podia vir a ser descoberto,
com o consequente dano que daí adviria para a sua reputação, imagem e honradez.
Critérios a propor: implementação de códigos de ética; compromisso social.

1.4 O modelo Pinto da Ford


O comportamento da Ford é eticamente reprovável. Toda a organização tem um
comportamento indigno e o modelo Pinto nunca deveria ter sido lançado no mercado.
A preocupação da organização foi a venda a qualquer custo sem ter em conta a
segurança dos clientes. Critérios a propor: implementação criteriosa da
Responsabilidade Social Corporativa na Ford; desenvolvimento sustentável da
empresa; compromisso social; orientar a empresa para uma comunidade humana
salientando um elevado grau de compromisso com os clientes; fazer auditorias
internas periódicas; ênfase nos direitos dos consumidores.

2
Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa Funiber

Atualmente, a ética tem um caráter universal pois a sua utilização é global a todas
as organizações, profissões e indivíduos no mundo. A ética ajuda a tomar as
melhores decisões na forma de atuar das pessoas e organizações. É a ciência da
conduta em geral, baseada em valores morais positivos, ou seja, qualquer
comportamento ético é suportado por um conjunto de valores fundamentais. Na
guerra económica atual só uma organização com bons valores morais e éticos,
que respeita todo o seu meio envolvente, sustentável e evoluída tecnologicamente
é que consegue alcançar o sucesso.
Uma organização de sucesso deve ter um eficiente sistema de processos
empresariais alinhados com a sua estratégia, missão e objetivos e um sistema
eficaz de eliminação dos desperdícios derivados desse processo. Por isso, a
gestão atual duma organização é a gestão da qualidade total. E a inovação
tecnológica é um complemento desta gestão.

2. Caso 2
“Atuar com inteligência e considerar os interesses dos demais. Atuar de acordo com a
ética exige que consideremos não apenas a eficácia ou a justificativa dos meios que
empregamos para uma decisão, mas também o valor dos fins, a justificativa ética do
objetivo que se pretende de acordo com os valores que compartilhamos.”

Atualmente, o objetivo primordial das organizações é a eficácia empresarial para a


obtenção do sucesso económico. Este sucesso deverá ser conseguido com a ajuda de
trabalhadores com qualidade de vida, de clientes satisfeitos e de um ambiente
sustentável e protegido. A ética vai assim ajudar a decidir qual a melhor forma de atuar
para atingir esses objetivos. Vai transformar o mal em bem, vai mudar o pensamento
negativo para o pensamento positivo, sendo a principal ênfase na moral que é uma
forma de atuar, decidir e realizar os nossos pensamentos. É a moral que ajuda a
interpretar os pensamentos, que ajuda a refletir se uma coisa é boa ou má, se é
verdadeira ou falsa. E só uma atuação inteligente baseada em bons valores morais
(integridade, honestidade, liberdade, responsabilidade, etc.), onde as emoções são
controladas e disciplinadas, levando as pessoas a ser mais realistas, permitirá
escolher mais eficazmente e eficientemente tanto os nossos objetivos como os meios
para os atingir. Uma organização de sucesso será uma organização eficiente, eficaz,
efetiva e por consequência, competitiva. Uma organização que baseia a sua atuação
na ética será uma organização respeitada pelos clientes, terá a confiança dos clientes,
e trabalhadores motivados. Atuar com ética é, portanto, atuar com inteligência e
respeitar os interesses das pessoas e respeitar o meio ambiente.

3. Caso 3
3.1 Atenção hospitalar Vs dinheiro
Segundo o Livro Verde da Comissão Europeia, a Responsabilidade Social e
Corporativa é a integração voluntária de preocupações sociais e ambientais por
parte das empresas nas suas operações e na sua interação com outras partes
interessadas. A responsabilidade social contribui de forma sustentável para o
desenvolvimento económico através de práticas abertas e transparentes baseadas
em valores éticos e respeitando a qualidade de vida dos empregados, as

3
Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa Funiber

comunidades e a melhoria do meio ambiente. Ora, uma organização que se


baseie nos valores da ética procura agir em conformidade com todo o seu meio
envolvente, ou seja tinha uma responsabilidade social com o meio onde se insere.
Neste sentido, o hospital não cumpriu a sua responsabilidade social ao não
permitir a entrada nas suas instalações da pessoa indigente. O hospital podia ter
facultado pelo menos os cuidados primários à pessoa indigente e depois enviá-lo
para outra unidade hospitalar mais barata onde se pudesse continuar o
tratamento.
As organizações hoje são estruturas profundamente humanas. O capital humano é
constituído por indivíduos que se devem respeitar individualmente e fomentar a
criatividade do trabalho em grupo. Devem também fomentar uma boa relação
com todo o seu meio envolvente. No caso do hospital vs dinheiro, houve uma
grande falta de humanismo por parte do hospital relativamente com o seu meio
envolvente. A grande repercussão do caso que levou ao falecimento de uma
pessoa indigente por não lhe terem sido prestados cuidados urgentes torna
incompatível a aplicação prática da responsabilidade social corporativa com o
objetivo empresarial de obtenção de benefícios de forma sustentável.

4. Caso 4
4.1 O albergue para pescadores Tropicana

Aspetos positivos e negativos em relação à proteção do meio ambiente:


Positivos:
Preservação da flora e da paisagem com a construção sustentada do albergue;
melhoria da consciência ambiental; obtenção de receitas para a conservação da
natureza; melhoria na utilização do solo; mais valoração e proteção da cultura e do
meio ambiente.

Negativos:
Aumento de resíduos sólidos; aumento do consumo de energia elétrica; aumento da
poluição atmosférica com o tráfego de veículos e barcos; aumento da poluição das
águas do rio com a deslocação dos barcos; destruição da fauna marítima e terrestre;
perturbação da vida selvagem e perda de biodiversidade.

Como pode encaixar um pequeno albergue para turistas aficionados à pesca em um


entorno de natureza:
Um pequeno albergue para turistas que têm como principal hobby a pesca deve ficar
num lugar que permita o seu usufruto sem quaisquer problemas, sem causar danos no
meio ambiente, preservando a paisagem natural e a paisagem marinha, perto de um
bom local para a prática da pesca, permitindo a devolução do peixe à água em
perfeitas condições, ser construído de acordo com o ambiente onde se insere e
assegurando a sustentabilidade de todo o seu entorno.
Estratégias para contra-arrestar os problemas ambientais:

4
Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa Funiber

O turismo influencia a degradação do meio ambiente o que leva à utilização de


estratégias que procurem contra-arrestar o aumento dos problemas ambientais atuais
e futuros. Algumas dessas estratégias são: utilização de estratégias preventivas para
eliminar tensões ecológicas; estratégias de eliminação dos resíduos sólidos e líquidos
para não contaminar o meio ambiente; aplicação do princípio de que “quem
contamina paga”; aplicação de turismo sustentável; uso consciente dos
recursos naturais; existência de uma unidade de conservação do meio
ambiente; formar e consciencializar sobre a preservação do meio ambiente;
monitorização dos processos de desenvolvimento; comprometimento com o
meio ambiente com a aplicação das normas ISO 14 000.

5
Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa Funiber

BIBLIOGRAFIA
Comissão das Comunidades Europeias (2001). Livro Verde sobre Responsabilidade
Social das Empresas. “Fomentar um âmbito europeu visando a responsabilidade
empresarial”. Pág. 158. Bruxelas: Comissão Europeia.
Matéria da disciplina de “Ética Empresarial e Responsabilidade Social Corporativa”.