Você está na página 1de 24

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

"JÚLIO DE MESQUITA FILHO"


CAMPUS DE GUARATINGUETÁ
Colégio Técnico Industrial de Guaratinguetá
“Prof. Carlos Augusto Patrício Amorim”

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

EXERCÍCIOS – SEGUNDO BIMESTRE

CURSO DE AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

2012
Exercícios para serem implementados

Utilização de Biestáveis

1 – Em um sistema, quando o botão 1 for acionado, a lâmpada 1 se acende e


permanece acesa mesmo que o botão 1 seja desativado. A lâmpada se apaga
somente quando o botão 2 é acionado. Use chave pulsadora e biestável com
prioridade para ligamento. Complete a lista de alocações.

Operando Simbólico Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Botão 1
Botão 2
Lâmpada 1

2 – Imaginemos um motor que seja controlado por dois botões independentes (NA
e NF), um liga e outro desliga. Considerando que ambos os botões sejam do
tipo push-button (chave sem retenção). Elaborar o diagrama Ladder, utilizando
biestável e, verificar o funcionamento no painel.

3 – O reservatório de líquido esquematizado na figura abaixo é preenchido através


da abertura da válvula solenóide V. O processo de enchimento deve se iniciar
quando o nível cai abaixo da chave de bóia b4. Quando o nível chega à chave
de bóia b3, o enchimento deve cessar. Deve haver a possibilidade de se
comandar manualmente o enchimento. NOTA: Utilize biestável.

1
4 – Um galpão dispõe de três sensores para disparo de alarme contra incêndio. Caso
qualquer um dos sensores seja ativado, deve-se ligar o alarme. Por outro lado o
sistema somente será ligado pelo supervisor e a sirene desativada também por
ele. Utilize a operação biestável para o supervisor e o diagrama de sensores
como parte dependente.

Utilização de Temporizadores

5 – Faça um programa para o CLP controlar o acendimento da lâmpada de uma


escada.
a - Esta lâmpada pode ser acesa e apagada tanto no interruptor com da parte de
cima, quanto do interruptor da parte de baixo. Use interruptores com
retenção. Complete a lista de alocação.

Operando Simbólico Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Interruptor 1
Interruptor 2
Lâmpada 1

b - Implementar outro programa que permita que após o acionamento de um


dos interruptores a lâmpada permaneça acesa por 15 segundos. Sendo que:
um novo acionamento, por qualquer dos interruptores, antes do término do
tempo anterior deverá prorrogar por mais 15 segundos a permanência da
lâmpada acesa. Use interruptores pulsadores (Push-button). Complete a
lista de alocação.

Operando Simbólico Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Interruptor 1
Interruptor 2
Temporizador 1
Lâmpada 1

2
6 – Projetar um programa para energizar e desenergizar 3 saídas: a primeira
durante 3 seg (verde), a segunda durante 1 seg (amarela) e a terceira durante 3
seg (vermelha) de forma seqüencial. Complete a lista de alocação.

Operando Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Simbólico
Liga
Saída 1
Saída 2
Saída 3

7 – Elabore um programa para acionamento de dois motores, Motor 1 e Motor 2.


Pressionando a botoeira de impulso, o Motor 1 entra em funcionamento. O
Motor 2 entra em funcionamento 10 segundos após o Motor 1. O botão (push-
button) Desliga deve desligar os dois motores ao mesmo tempo. O relé de
sobrecarga do Motor 2 desliga somente o Motor 1, porém o relé de sobrecarga
do Motor 1 desliga os dois motores.

8 – Para mudarmos o sentido de rotação de rotação de um sistema trifásico é


necessário que mudemos duas das três fases, isto é, que a fase A se torne B e
que a fase B se torne A. Elabore o diagrama Ladder para um sistema de
acionamento com inversão de rotação a cada 20 segundos ou toda vez que
atingir uma das chaves fim de curso.
Fisicamente o sistema deve ter: chave ON/OFF, Botão de emergência, Motor,
Contatores, Chaves fim de curso, CLP.
O circuito simplificado de reversão de um motor trifásico é mostrado na figura
abaixo:

3
9 – Fazendo referências à figura e a descrição de funcionamento elaborar um
programa em Ladder que permita o funcionamento com apenas um ciclo e
outro programa para um funcionamento de forma contínua enquanto a chave
liga estiver acionada.
Entradas: Saídas:
Botoeira Liga Motor do Agitador
Botoeira Desliga Válvula de Entrada
Sensor de Nível Máximo Válvula de Saída
Sensor de Nível Mínimo
Sensor de Tanque Vazio

Funcionamento:
1 - A botoeira liga inicia o processo e a Desliga interrompe o processo;
2 - A Válvula de entrada é aberta até o Nível Máximo ser atingido;
3 - O Motor do Agitador é ligado por 10 segundos.
4 - A Válvula de Saída é aberta, até que o Nível Mínimo seja atingido;
5 - O Motor do Agitador é desligado; e
6 - Ao ser detectado que o Tanque está vazio, a Válvula de Saída é fechada.
7 - Termina o ciclo.

4
10 – Supor que a saída S1 é uma bomba lubrificadora e que lubrifica um motor de
1.000 HP. A saída S2 liga o motor. A lógica de partida do motor deverá prever
o funcionamento da bomba lubrificadora por 5 segundos antes do motor partir,
durante o funcionamento e por mais 10 segundos após o desligamento do
mesmo.

11 – Para iniciar um processo deve ser pressionado o botão LIGA. Antes da partida
do motor M1, seus mancais devem ser lubrificados durante doze segundos,
através da ligação de uma bomba de óleo lubrificante BL1. Depois que o
motor partiu, continuar a lubrificar por mais quinze segundos. Quando o motor
M1 totalizar duas horas de funcionamento, desligar o motor para trocar o
filtro. Após a troca, ao dar partida novamente repetindo o processo inicial, o
tempo total deve ser reiniciado. O motor pode ser desligado através de um
botão Desliga que é do tipo NA.

5
12 – Elabore um programa em Ladder para partida direta de um motor e coloque
uma lógica de programação que impeça o motor de partir duas vezes seguidas
no período de dez segundos.

13 – Faça um programa que gere a seqüência para movimentar o motor de passo do


tipo bipolar. Tempo entre passos = 0,02 seg. Complete a lista de alocação.

Estado Fase A Fase B Fase A/ Fase B/


inicial 1 0 0 0
após 1 passo 0 1 0 0
após 2 passos 0 0 1 0
após 3 passos 0 0 0 1
após 4 passos 1 0 0 0

Operando Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Simbólico
Liga
A
B
A/
B/

6
14 – Projetar e implementar um programa para controlar os dois semáforos repre-
sentados abaixo, segundo a tabela. Complete a lista de alocação.

Tempo Semáforo-1/2 Tempo Semáforo-2/2

40s Vermelho 30s Verde

10s Amarelo

30s Verde 40s Vermelho

10s Amarelo

Operando Simbólico Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Liga L1
Vermelho 1 S1
Amarelo 1 S2
Verde 1 S3
Vermelho 2 S4
Amarelo 2 S5
Verde 2 S6
Temporizador 1 T1
Temporizador 2 T2
Temporizador 3 T3
Temporizador 4 T4

7
15 – Uma correia transportadora, acionada pelo motor M2, conduz o sal a ser
dissolvido para o reservatório misturador. O solvente é despejado acionando-
se a válvula VA. As duas substâncias são misturadas por meio do agitador
acionado pelo motor M1. O esvaziamento do reservatório com a solução é
realizado pelo acionamento da bomba B e da válvula S. Um sensor de nível
mínimo interrompe o esvaziamento.

Seqüência do Processo:
· Inicia-se o processo com o botão de start;
· A válvula VA se abre, dando início ao processo que admite o solvente no
reservatório.
· O volume de solvente é proporcional ao tempo de abertura da válvula e
deve ser inferior ao nível Nmáx e superior ao nível Nmín;
· Ao atingir o nível Nmín, o motor M1 do agitador deve ser acionado;
· Ao atingir o tempo pré-determinado, a válvula VA deve ser desligada;
· Com a válvula fechada, aciona-se o motor M2 e a válvula VS. O sal então é
transportado para dentro do reservatório.
· O volume de sal é proporcional ao tempo de abertura da válvula;
· Ao atingir o tempo pré-determinado, a válvula VS deve ser fechada e, após
4 segundos, o motor M2 também deve ser desligado;
· Depois do desligamento de M2, deve transcorrer um tempo de 8s para a
agitação da mistura;
· Após a mistura, o reservatório deve ser esvaziado acionando-se a válvula S
e a bomba B;
· O motor M1 deve ser desligado quando o nível chegar abaixo de Nmín;
· O tanque deve ser esvaziado até o fim com a indicação do sensor Nvazio,
então a bomba B e a válvula S devem ser desligadas;
· O processo pode ser reiniciado acionando-se novamente o botão de start;

Obs: Se o nível chegar a Nmáx ou se o tempo de acionamento da válvula VA


esgotar e não chegar a Nmín, o processo deve ser interrompido e um indicador
luminoso deve ser acionado.

Diagrama Esquemático:

8
16 – Desenvolver um projeto de controle para a seguinte instalação (na linguagem
LADDER): Através do programa o utilizador deve ser capaz de selecionar o
modo se funcionamento: Automático ou Manual. Em MANUAL, a Bomba
poderá ser ligada pressionando-se o botão LIGA e desliga pressionando-se o
botão Desliga. Neste modo, as bóias de Nível não têm nenhuma ação. Em
AUTOMÁTICO, a bomba será ligada 10 seg. após a deteção de NÍVEL
BAIXO e desligada 10 seg. após a deteção de NÍVEL ALTO.

9
Modo de Funcionamento:
· Acionar a bomba quando o
nível estiver abaixo do
mínimo desejado;
· Desligar a bomba quando o
líquido atingir o nível
desejado;
· Quando a chave comutadora
estiver na posição manual,
inibir o funcionamento dos
sensores;
· Quando a chave comutadora
estiver na posição
automático, inibir o
funcionamento das botoeiras de controle da bomba;
· Para evitar que refluxo da água desligue a bomba antes de ter enchido o tanque, colocar
um temporizador para 10 segundos. Idem para o refluxo de ligamento da bomba no
nível baixo.

ENTRADAS:
NB = NÍVEL BAIXO NA = NÍVEL ALTO
A = ATOMÁTICO MANUAL M = MANUAL
BLig = BOTÃO LIGA BDesl = BOTÃO DESLIGA

SAÍDA:
Bomba = BOMBA DE RECALQUE

10
Utilização de Contadores

17 – Uma determinada linha de montagem, ao ser ligada a lâmpada 1 (verde) deve


indicar esse ligamento. O sistema deve contabilizar quantas peças passam pela
esteira transportadora (sensor Eventos). A cada 05 peças transportadas, a linha
deve parar acender a lâmpada 2 (amarela) e somente ser reiniciada quando o
operador acionar a botoeira reinício do tipo push-button normalmente aberta
para reiníciar à operação. O sistema deve contemplar um comando que após
03 reinícios acender a lâmpada 3 (vermelha) e após completar o ciclo, somente
um supervisor permitirá um novo funcionamento da esteira através de uma
botoeira permissão também do tipo push-button. Complete a lista de alocação.

Operando Operando Absoluto Endereço ou Comentários


Simbólico
Liga
Eventos
Reinício
Permissão
Lâmpada 1
Lâmpada 2
Lâmpada 3

18 – Deseja-se montar um contador automático de pregos, separando-os em


milhares. O sistema é composto de um reservatório do tipo funil que contém
os pregos. Em sua extremidade mais fina há uma válvula tipo borboleta que,
quando energizada, abre a permite a queda dos pregos um a um, e também um
sensor óptico que gera os pulsos toda vez que um prego passa. Após atingir a
contagem de mil pregos a válvula borboleta deve ser fechada e, somente
reiniciada através do comando manual do operador. Utilize bloco Biestável no
sistema Lig/Desl. Elabore um programa em Linguagem Ladder para dar
solução.

19 – O número de partidas de um grande motor deve ser limitado para minimizar os


efeitos provocados na isolação deste, pelo grande consumo de corrente na
partida e para redução do stress mecânico. Por esta razão o número de partidas
deverá ser limitado em 3. Para partidas adicionais o supervisor deverá zerar o
contador através da botoeira supervisor.

20 – Elabore um programa em Ladder para que o CLP ligue uma lâmpada L1


quando o número de pulsos dados em uma botoeira de impulsos for igual a 5
em um tempo não superior a 10 segundos. Se o tempo for maior que 10

11
segundos, deve-se zerar o contador automaticamente. Deve ser prevista chave
de pulso para desligar a lâmpada.

21 – Uma esteira transportadora, acionada pelo motor M1, conduz as peças a serem
aquecidas. O motor M2 aciona o ventilador e a resistência R1 aquece a estufa.

Funcionamento:
· O sistema é ligado por um botão Bt1;
· Uma peça é deslocada para o interior do aquecedor;
· A resistência R1 é ligada;
· Após um tempo de 10 segundos o motor M2 aciona o ventilador;
· Após mais um tempo, agora de 5 segundos, o motor M1 aciona a esteira;
· Neste instante a máquina indicará que está pronta para operar através de
uma lâmpada L1;
· Um sensor de barreira S1 (NF) será responsável pela contagem das peças,
A cada 10 peças secas, a esteira deverá parar e a lâmpada L1 piscar. O
sistema entrará novamente em funcionamento com um novo acionamento
do botão de start Bt1;
· O botão Bt0 (NF) desliga a máquina;

Diagrama Esquemático e Dados do Sistema:

22 – Este exercício tem como objetivo o uso de contadores, temporizadores e


monoestáveis; Uma fábrica de um determinado objeto utiliza uma esteira para
transportar os objetos que serão pintados. O objeto é colocado em uma das
extremidades da esteira e sendo transportado pela esteira ele passa por um
12
sensor que detecta que a peça estará entrando no setor de pintura e quando sair
deste setor, outro sensor detectará que a peça está saindo do setor de pintura
em um tempo esperado, ou seja, tudo ocorreu corretamente, caso contrário (a
peça não passe entre os sensores no tempo determinado) o sistema entre na
situação de emergência. Nesta situação é acionado uma saída do CLP
indicando alarme durante 5 segundos, a esteira pára e através de duas chaves o
operador tem um controle manual sobre a esteira, caso ele habilite uma chave
o motor da esteira gira para um lado, caso ele habilite a outra chave, o motor
da esteira gira para o outro lado. Esta situação permanece até que o operador
habilite uma chave de reconhecimento do alarme. Construa o ladder do
programa e teste-o.

23 – Um circuito de controle é utilizado para detectar e contar o número de


produtos transportados em uma linha de montagem. Para iniciar o processo, é
pressionado o botão LIGA para acionar uma esteira de transporte. Um sensor é
utilizado para a contagem dos produtos. Quando forem contados 5 produtos, a
esteira desloca-se por mais 2 segundos, para que a quinta peça segue até a
prensa, aciona-se a prensa por um período de 2 segundos, aguarde-se mais 5
segundos para que um robô retire o produto prensado e o transporte do produto
reiniciado. O trabalho do robô não deve ser considerado no projeto.

13
24 – Utilizando-se dos recursos de contagem do CLP, elabore um programa capaz
de acionar uma lâmpada sinalizadora sempre que o número de pulsos
recebidos na entrada do contador for múltiplo de 3. Assim, no recebimento do
terceiro pulso a lâmpada acende, desligando-se no quarto; novamente acende
no sexto e desliga no sétimo, assim sucessivamente. Use bobinas Set e Reset
para a saída da lâmpada.

25 – Ao pressionar o botão de partida, é ligado o motor M1 que comanda uma


esteira que vai transportar chapas metálicas. O sensor S1 detecta as chapas que
são depositadas na esteira M2. A cada 10 peças a esteira M1 deve parar e
acionar o motor M2 por cinco segundos. O motor M2 comanda a esteira que
transporta as pilhas de chapas completas. O contador é reiniciado com o valor
zero e o processo se repete até que um botão Desliga NA seja acionado.

14
Utilização de Borda de Subida e Borda de Descida:

26 – Programe em Ladder um sistema utilizando uma bobina sensível à borda de


subida que, assim que o operador pressiona uma botoeira um motor é ligado e
quando o operador pressionar a botoeira de novo o motor é desligado.

27 – Elabore um diagrama Ladder que efetue a contagem de 0 a 10 e no pulso de


número 11 retornar a Zero, mas este registro somente deve ser computado
quando o interruptor for aberto.

28 – Elabore um programa de CLP que controle um sistema com um botão e três


lâmpadas. O primeiro toque do botão liga a primeira lâmpada, o segundo toque
do botão liga a segunda lâmpada, o terceiro toque do botão liga a terceira
lâmpada e o quarto toque do botão desliga tudo. Use contato borda de subida.

29 – Elabore um programa que controle a separação de peças entre metálicas e


plásticas nas rampas respectivas (figura abaixo). Uma peça é colocada
manualmente na posição de entrada. Em seguida, o botão de start deve ser
acionado e a esteira ligada. Ao passar pelo sensor indutivo, a peça metálica é
detectada. O batente expulsador deve ser acionado no exato instante que a
peça metálica sair do alcance do sensor indutivo. Se a peça não for metálica,
deve seguir adiante até a rampa das plásticas. Os sensores óticos desligam o
sistema.

15
Utilização de Operadores Lógicos (Box With EN):

30 – Uma comissão formada por Presidente, diretor Administrativo, diretor


Financeiro e diretor de Marketing se reúnem para analisar e aprovar questões
relativas à empresa. Uma proposta é aprovada se recebe a maioria dos votos ou
se o presidente e qualquer outro membro votar a favor. Implementar o
diagrama Ladder utilizando blocos lógicos.

presid adm finan mark saída


0 0 0 0
0 0 0 1
0 0 1 0
0 0 1 1
0 1 0 0
0 1 0 1
0 1 1 0
0 1 1 1
1 0 0 0
1 0 0 1
1 0 1 0
1 0 1 1
1 1 0 0
1 1 0 1
1 1 1 0
1 1 1 1

31 – Deseja-se acender uma lâmpada (Lamp) de dois pontos diferentes, acionando


os interruptores existentes (Int1 e Int2). Utilize o diagrama Ladder de blocos
lógicos. Devem ser observadas as seguintes condições:
· Cada interruptor, tanto pode ligar como desligar a lâmpada.
· Se acendermos a lâmpada por um dos interruptores, devemos poder apagar
pelo outro e vice-versa.
· Em conseqüência da segunda condição, se acionar os dois botões ao
mesmo tempo a lâmpada não mudará de estado.
· Utilizar interruptor sem retenção (botoeira).

32 – Um reator químico pode receber quatro produtos químicos A, B, C e D. A


natureza dos produtos é tal que é perigoso misturar B e C, a não ser que A
também esteja junto. Também é perigoso misturar C e D se A não estiver
16
junto. B e D nunca podem ser misturados. As demais condições não são
consideradas perigosas. Escrever uma expressão para a variável lógica auxiliar
M1 que permita o acionamento do misturador L somente se houver uma
condição segura. Para acionar o misturador devem ser atendidas as condições e
ativar uma chave Liga. Implementar o diagrama Ladder utilizando blocos
lógicos.

33 – Determinar a expressão simplificada para S1 e S2 da TV e implementar o


diagrama Ladder com blocos lógicos.

A B C D S1 S2
0 0 0 0 0 0
0 0 0 1 1 0
0 0 1 0 0 1
0 0 1 1 0 1
0 1 0 0 0 0
0 1 0 1 1 0
0 1 1 0 0 1
0 1 1 1 0 1
1 0 0 0 0 1
1 0 0 1 1 0
1 0 1 0 1 0
1 0 1 1 1 0
1 1 0 0 0 1
1 1 0 1 1 0
1 1 1 0 1 0
1 1 1 1 1 0

34 – Elabore um circuito, em Ladder através de blocos lógico, que permita


controlar uma bomba para encher uma caixa d’água no alto de um edifício a
partir de outra, como reservatório, colocada no térreo. O circuito, através da
informação de eletrodos, convenientemente dispostos nas caixas, deve atuar na
bomba e numa eletroválvula ligada à canalização de entrada. Ver figura
ilustrativa abaixo.

17
35 – Dado um circuito lógico que possui como entrada um número de quatro bits, a
saída desse circuito deve ser acionada toda vez que a combinação dos quatro
bits (soma do peso de cada variável) de entrada representar um número par em
decimal. Para a solução, monte a TV, o mapa de Karnaugh e implemente em
linguagem Ladder. Nota: Zero é par. Implementar o diagrama Ladder
utilizando blocos lógicos.

36 - Considerando os dados do campo das variáveis e o diagrama ladder abaixo,


pergunta-se: qual a combinação de valores para D1, D3 e D4 que resultaria em
uma saída decimal igual a 255. Demonstre no sistema BINÁRIO.

18
37 – Um tanque de nove metros de altura tem um sensor que envia o valor da altura
da coluna de líquido através de um sistema BCD (Código Binário para
Decimal). Construa um diagrama em Ladder utilizando blocos lógicos que
resolva o seguinte problema:
· Uma lâmpada vermelha deve acender quando a altura da coluna de líquido
for menor que três metros.
· Uma amarela deve acender quando o nível estiver entre três e seis metros.
· Uma verde deve acender quando o nível estiver acima de seis metros.

38 – Faça um programa para o CLP controlar o acendimento da lâmpada de uma


escada. Esta lâmpada pode ser acesa e apagada tanto no interruptor da parte de
cima, quanto do interruptor da parte de baixo. Use interruptores do tipo pulso e
os blocos de função: R_TRIG e XOR.
DICA: Use 2 detetores de borda unidos por uma XOR.

Complete a lista de alocação.

Operando Simbólico Operando Endereço ou


Absoluto Comentários
Interruptor 1 I1
Interruptor 2 I2
Lâmpada 1 L1
R_TRIG_1 R1
R_TRIG_2 R2
XOR_1 Não
existe
XOR_2 Não
existe
XOR_3 Não
existe
Ponto de Teste 1 PT1
Ponto de Teste 2 PT2

19
Utilização de Instruções de Seleção

39 – Implemente um diagrama ladder que permita escolher entre um dado arma-


zenado na posição de memória %MB56 ou a de uma entrada de dados %IB6.

40 – Implemente um diagrama ladder que permita a escolha de um dado entre os


armazenados em quatro posições de memória distintas.

41 – Elabore um diagrama Ladder que permita obter em sua saída valores Inteiros
de 5 a 10.

Utilização de Instruções Matemáticas

42 – Faça os programas para as operações, em Ladder com variáveis em Real, que


resolva as seguintes equações matemáticas:
a) D = A * B / (A + B) c) E = (A * B / C) / (C – A)
b) G = D * E * F / E + F d) F = (A – B / C + A * C) / [(C – 1) / 2]

43 – Elaborar um programa que execute a seguinte operação matemática:


(((A + B) * C) / D) onde:

A, B, e C são variáveis inteiras


D é uma constante cujo valor é 10.

44 – Conversão de graus célcius para graus fahrenheit. Utilizar qualquer combi-


nação das funções matemáticas: ADD, SUB, MUL, DIV. Utilize variáveis do
tipo REAL.

Célsius = (Fahrenheit – 32) * 5/9 ou


Fahrenheit = 9/5 Célsius + 32

20
Utilização de Instrução Move

45 – Elaborar um programa em linguagem Ladder que corresponda ao diagrama em


bloco representado na figura abaixo. A saída S1 apresenta como resultado A
quando for maior que B ou B quando for maio que A. As variáveis de entrada
(A e B) a e de saída (S1) são instruções do tipo SINT. Para o circuito
Liga/Desliga utilize um biestável.

46 – Elaborar um programa em linguagem Ladder que gere os decimais inteiros: 0


a 9 (oscilador de 0,5 Hz ou período de 2 segundos mais contador de 0 a 9). Na
presença do decimal 5 o símbolo > deverá acender no painel de luzes (saídas
0, 2 e 4) e para o decimal menor que 5 o símbolo < deverá acender no painel
de luzes (saídas 1, 3 e 5). O sistema deve ser cíclico e para o Liga/desliga
utilize um biestável

21
Utilização de Instrução de Conversão de Dados

47 – Elabore o diagrama Ladder que permita ler e mover uma informação do tipo
INT, entrada analógica 1 (%IW2) para a posição de memória %MW40, com
REAL.

48 – Elabore o diagrama Ladder que permita ler uma informação do tipo INT,
entrada analógica 1 (%IW2), prepara-la para uma operação de adição com
outra variável do tipo REAL e armazenar na posição de memória %MW40,
com REAL.

49 – Implementar um diagrama Ladder que permita a operação MOVE, do ende-


reço %IB16 para o endereço %MW32, em REAL, cujos dados são do tipo
SINT e INT, respectivamente.

50 – Implementar um único diagrama Ladder que permita efetuar as operações de


conversão relacionadas abaixo:
· -120 (SINT) para REAL
· -1100 (INT) para DINT
· 127 (SINT) para INT
· 255 (INT) para UINT
· 56 (SINT) ou –127 (INT) para REAL

22
Exercícios para serem implementados no laboratório

Utilização de Instrução de Comparação de Dados

51 – Transferir as informações A e B, do tipo INT, para as posições de memória


%MB20 e %MB 24, respectivamente. Elaborar um diagrama Ladder para
efetuar a comparação: se A>B ligar um motor trifásico e se A<B desliga-lo. O
sistema deverá ter uma chave Lig/Desl do tipo retentiva.

52 – Utilizar um contador de base 5 (0 a 4) manipulado por uma chave não


retentiva (eventos). O programa Ladder deverá acionar um motor com rotação
anti-horária se CV <= 2 e no sentido horário se CV > 2. Na inversão de
rotação há necessidade de um tempo de 1 segundo com a finalidade de
proteção ao motor. Para o circuito Liga/Desliga o processo utilize um
biestável.

53 – Elabore um programa Ladder que gere os decimais: 0, 1 e 2 (oscilador 0,5 Hz


ou período de 2 seg.) mais contador). Na presença do decimal dois (2) um
motor deve girar no sentido horário e para os demais casos no sentido anti-
horário. Na inversão de rotação há necessidade de um tempo de 1 segundos
com a finalidade de proteção ao motor. Para o circuito Liga/Desliga utilize um
biestável.

54 – Utilizar um contador de base 5 (0 a 4) manipulado por uma chave não


retentiva (eventos). O programa Ladder deverá acionar na primeira etapa um
motor com rotação horária se CV < 2 e na segunda etapa no sentido anti-
horário se CV >= 2 ou se transcorrer 20 segundos. Na inversão de rotação há
necessidade de um tempo de 1 segundo com a finalidade de proteção ao motor.
Nota: O reset do contador deve inicializar também o temporizador.

55 – Armazenar na posição de memória %MB100 o decimal 10. Elaborar um


diagrama Ladder que possibilite através de um oscilador de 2 Hz (ou período
de 0,5 seg.) e um contador para gerar os decimais para serem comparados com
o decimal 10 da seguinte forma: quando a saída CV >= 10 aciona-se um motor
trifásico. O contador deverá trabalhar em loop de tal forma que os tempos
ligado e desligado do motor sejam iguais. Um outro contador deve ser incluído
para permitir apenas três ciclos completos e parar. Um botão Reset deve
permitir outro ciclo limpando os contadores. Para o circuito Liga/Desliga
utilize um biestável.

23

Você também pode gostar