Você está na página 1de 2

Tópico

Física III (Engenharias UFTM)


5 Lista de exercícios
Prof. Leonardo Cunha
2019

1) a) Considere uma carga esférica condutora de carga Q e raio R. Mostre que existe uma energia U
K .Q 2
associada a ela que pode ser expressa genericamente por U  . (sendo K~ 9 x 109 e lembre-se
2R
que energia U tem equivalência matemática com trabalho físico W. Obs.: Um dos motivos de usar U
pra energia é porque E poderia confundir com módulo de campo elétrico)

b) Partindo de trabalhos de vários antecessores como Isaac Newton, J.J, Thomson e outros que já
haviam obtido relação entre massa e energia, Einstein* publicou em 1905 um artigo com a famosa
equação Energia (U) = m c2, abrindo enorme campo de pesquisa em física médica e produção de
energia. Pegando o caminho natural da história da física, use resultado obtido em (a) para estimar a
ordem de grandeza do raio de um elétron. O resultado obtido foi preciso pra época de fraca tecnologia?
(Dados: e  1,6  1019 C , massa elétron ~ 9,1  1031 kg ) Resp.: R~10-15m. Sim, mesma ordem
de grandeza usada até hoje, confirmada pela tecnologias recentes.

*A.Einstein e outros físicos ficaram abalados emocionalmente na época, pois o objetivo era uso
exclusivo para benefícios humanitários e pacíficos, no entanto teve uso predominante nas guerras.
Einstein enviou cartas aos governos em vão, na tentativa de impedir.

2) Um chip de memória computacional de 1 megabit contém muitos capacitores de 60 fF (femtofarad=


10-15F). Em um tipo desses chips, cada armadura do capacitor plano tem área 21 x 10-12 m2. Mostre
que essa capacitância só pode ser alcançada para uma distância entre as armaduras da ordem de
grandeza próxima ao diâmetro atômico ( ~10-10m= 0,1 x 10-9= 0,1nm (nanometro).

Resp.: 3,1 nm

3) Aplicou-se uma ddp de 150 V em um capacitor de placas paralelas que tem uma
densidade superficial de carga 30 nC/m2.

Qual foi a distância colocada entre as placas? Resp.: 4,42 mm

4) Mostre que na ausência de dielétricos, as capacitâncias podem ser calculadas de modo geral por:

 o .A L
a) Capac. plano C  b) Cilíndrico C  20
d r 
n 2 
 r1 

r1 . r2
c) Esférico C  4 0
(r2  r1 )

(sendo que para o cilindro e a esfera, r2 é o raio da casca externa e r1 o raio


da peça interna.)
5) Explique com suas palavras a vantagem de se inserir um dielétrico de constante k entre as placas de
um capacitor. (Lembre-se que esse k dos dielétricos não é aquele K~ 9 x 109, para melhorar a didática
vamos usar o d de dielétrico e nomeá-lo de kd daqui por diante).

6) Um capacitor plano tem placas (armaduras) paralelas de 2 cm x 3 cm. As placas estão separadas por
uma folha de papel (dielétrico) de 1 mm de espessura. Dados: constante dielétrica papel kd= 3,7,
ɛ0=8,85 x 10-12 e rigidez dielétrica do papel 16 x 106 V/m.

a) Qual sua capacitância? Resp 19,6 pF


b) Qual ddp nesse capacitor? Resp 16 x 103 V
c) Qual carga máxima dele? Resp 0,31 µC

7) Um cabo de 50 m de comprimento tem um condutor interno de diâmetro


2,58 mm que conduz uma carga de 8,10 µC. A casca condutora externa tem
diâmetro 7,27 mm e carga de -8,10 µC e suponha por simplicidade que o
dielétrico entre eles tenha constante dielétrica k próxima à do ar ~1.

a) Qual a capacitância desse cabo? Resp.: 2,68 nF


b) Qual a diferença de potencial do entre os condutores? Resp.: 3,02 kV

Bom trabalho!

Quaisquer dúvidas estou à disposição: leonardo.fisica2019@gmail.com.

Você também pode gostar