Você está na página 1de 34

ALVENARIA ESTRUTURAL

módulo 1
Introdução

DE CONCRETO
COM BLOCOS

módulo 2
Materiais e Componentes

módulo 3
Projeto

módulo 4
Execução da Alvenaria

módulo 5
Obras Executadas
e Perspectivas
ALVENARIA ESTRUTURAL
COM BLOCOS
DE CONCRETO

Introdução

módulo 1
HISTÓRICO

O uso da alvenaria como elemento


estrutural apenas comprimido é
uma das mais antigas formas de
construção empregadas pelo homem.

CAE-M1 / 3
HISTÓRICO
Mesquita

Notre Dame
Paris

CAE-M1 / 4
HISTÓRICO
Aqueduto de Segóvia

Coliseu de Roma

CAE-M1 / 5
HISTÓRICO
Século XIX
A alvenaria estrutural,
dimensionada a partir de
bases empíricas, conduzia
a espessuras de paredes
excessivas.

Século XX
A alvenaria estrutural sofre um
grande declínio
até a Segunda Guerra Mundial.

CAE-M1 / 6
DESENVOLVIMENTO

Criação de normas para projeto de alvenaria


Apesar de representar um grande avanço, as normas
utilizadas na época “eram limitadas em sua abrangência
e, em grande parte, ainda baseadas na experiência dos
construtores”.

Obras Executadas
1953 - Suíça - Edifício de 13 pavimentos e 42m de altura;
1954 - Zurich - edifício de 20 andares, eparede = 32 cm;
1967 - 1o Congresso Internacional de Alvenaria

CAE-M1 / 7
DESENVOLVIMENTO

Acidente – Ronan Point


Colapso progressivo na
prumada correspondente às
cozinhas, devido à explosão
de gás em um de seus
andares.

Ronan Point
Londres, 16 de maio de 1968

CAE-M1 / 8
DESENVOLVIMENTO

Edifício em escala real para ser ensaiado quanto a


explosões acidentais.

Copenhagen, 1973

CAE-M1 / 9
DESENVOLVIMENTO

Mudanças significativas
nos principais critérios de
elaboração dos projetos
estruturais, a partir de
testes em escala real.

B. P. Sinha
A. W. Hendry
Dezembro - 1970

CAE-M1 / 10
DESENVOLVIMENTO
Ensaio de paredes submetidas à ações horizontais com
vários níveis de pré-compressão, simulando o desempenho
das paredes em diferentes andares de um edifício.

B P Sinha
A W Hendry
Março - 1976

CAE-M1 / 11
DESENVOLVIMENTO

Alvenaria Estrutural no Brasil

1966 - Inicia-se
a construção de
edifícios com 3
e 4 pavimentos.

CAE-M1 / 12
DESENVOLVIMENTO

Alvenaria Estrutural no Brasil

1972 - Edifício com 12


pavimentos construído
em São Paulo.

4 Torres, 22.000 m²
Central Parque - Lapa
São Paulo

CAE-M1 / 13
DESENVOLVIMENTO
Alvenaria Estrutural no Brasil
1990 - Intensifica-se o
estudo da alvenaria
estrutural não armada.
Ed. Barão de II Barras
com 6 pavimentos
sobre pilotis,
Construtora Encol -
Goiânia - GO.
- Projeto Estrutural
- Formação de Equipes
- Gestão de Projetos
Compatibilizados

CAE-M1 / 14
DESENVOLVIMENTO
Cenário - Meados Década de 90
A necessidade empurra os construtores para a base
da pirâmide

 As construtoras, arranhadas pela inadimplência, começam a


explorar a demanda da classe B - com unidades na faixa de
80.000 reais e as fórmulas de financiamento próprio em 100
meses;
 O mercado tateia em busca de habitações de 50.000 reais,
anunciadas por 400 reais ao mês;

Revista Exame - junho/96

CAE-M1 / 15
DESENVOLVIMENTO
Cenário - Hoje
Podemos dizer que o processo construtivo em
alvenaria estrutural é conhecido em todo país

 Núcleos de estudo da alvenaria estrutural se formaram em


diversas universidades. O aprimoramento dessa técnica
construtiva e a difusão do conhecimento habilitou um número
significativo de profissionais;
 A alvenaria estrutural que no início foi empregada para
construções destinadas a um público de baixa renda, hoje
está presente em empreendimentos destinados ao público de
maior poder aquisitivo;

CAE-M1 / 16
IMPLANTAÇÃO
Mudanças importantes

O processo construtivo em
alvenaria estrutural
provoca questionamentos
importantes para o
aprimoramento da indústria
da construção civil

O hábito de se trabalhar em sistemas ruins tinha


a compensação de permitir aos trabalhadores,
incorporar o seu próprio senso de ruindade no sistema.
Eric Trist

CAE-M1 / 17
IMPLANTAÇÃO
Mudanças importantes

Falta de compatibilização:

 Entre os projetos de
estrutura, instalações e
alvenaria
 Ausência de projeto de
produção

CAE-M1 / 18
IMPLANTAÇÃO
Mudanças importantes

O custo do material em si não


é significativo, mas o custo do
sistema ruim que se instala é
intangível.

CAE-M1 / 19
IMPLANTAÇÃO
Mudanças importantes

 Componentes
 Equipamentos
 Ferramentas
 Materiais
 Capacitação
 Empreiteiros
especializados

CAE-M1 / 20
IMPLANTAÇÃO
Mudanças importantes

CAE-M1 / 21
VANTAGENS DO PROCESSO

RACIONALIZAÇÃO
 técnica executiva simplificada
 facilidade de treinamento -
profissionalização
 Eliminação de interferências
 Facilidade de controle
 Menor diversidade de materiais e mão-
de-obra
 Grande potencial de redução de custos

CAE-M1 / 22
VANTAGENS DO PROCESSO

 Redução de armaduras
 Redução de fôrmas
 Eliminação das etapas
de moldagem dos
pilares e vigas
 Montagem da alvenaria

CAE-M1 / 23
LIMITAÇÕES DO PROCESSO

 Remoção de paredes
 Vãos livres
 Vãos em balanço
 Esbeltez

CAE-M1 / 24
O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?

CAE-M1 / 25
O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?
ESTRUTURAS RETICULADAS
As estruturas convencionais compostas de lajes, vigas e
pilares são modeladas a partir de barras, daí denominadas
estruturas reticuladas.

CAE-M1 / 26
O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?
ESTRUTURAS RETICULADAS
2
q1 (k q(kN/m )
N/m
) q1 (k
N/m
) q2(kN/m)

P1(kN)
P2(kN) P3(kN)

CAE-M1 / 27
O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?
ALVENARIA ESTRUTURAL

As alvenarias
desempenha
m as funções
das vigas e
pilares de
uma estrutura
convencional
reticulada,
alem da
função de
vedação.

CAE-M1 / 28
O QUE É ALVENARIA ESTRUTURAL?
ALVENARIA ESTRUTURAL

O modelo
estrutural é
composto por
chapas
carregadas
linearmente e o
conceito estrutural
básico é a
transmissão das
ações através das
tensões de
compressão.
CAE-M1 / 29
FUNÇÕES DA ALVENARIA

 Resistir às cargas verticais


 Resistir às cargas horizontais
 Isolamento térmico e acústico
 Resistência a impactos
 Estanqueidade à água
 Durabilidade da edificação

CAE-M1 / 30
ALVENARIA ESTRUTURAL

FIM

CAE-M1 / 31
TECNOLOGIA E QUALIDADE

Montagem na Reduzindo estoque


obra simplificação de produtos e
de execução serviços prontos

CAE-M1 / 32
TECNOLOGIA E QUALIDADE

Montagem na
obra simplificação
de execução
Componentes para
aplicação imediata em
função do cronograma
físico-financeiro
Orçamento segundo
a seqüências dos
serviços e a
trajetória da obra

CAE-M1 / 33
CAPACITAÇÃO DOS TRABALHADORES
Produtividade da mão-de-obra Perfil do trabalhador no setor
de construção nos EUA
129

 Proveniente do México
 Vindo do setor agrícola
 Sem fluência do inglês
 Baixo nível de escolaridade
35

Perfil não
EUA BR determina a
(Houston) (São Paulo)
produtividade
Fonte:Entrevistas, McKinsey

CAE-M1 / 34