Você está na página 1de 17

junho

26
quarta-feira

CLIPPING
26| Junho | 2019

Encontro entre Execu vo e Legisla vo aborda agenda de trabalho para o segundo semestre

25/06/2019 23h49
A agenda do Execu vo para o segundo semestre de 2019 foi o assunto principal do encontro de integração conduzido, na
noite desta terça-feira (25), pelo governador Helder Barbalho e pelo vice-governador Lúcio Vale, no Parque da
Residência, em Belém. Reunindo boa parte do parlamento paraense, deputados federais e secretários de Estado, o
evento também mostrou a importância do trabalho conjunto entre os poderes como responsável pelos bons resultados
dos primeiros seis meses de gestão.
Reconhecimento
Diário Oficial ganha sessão solene comemora va dos 128 anos
Pagamento
Servidores do Pará recebem a par r de terça-feira, 25
Órgãos públicos
Confira o que funciona neste feriado de Corpus Chris
Exportações
Governo reforça ao presidente da República urgência de revisão da Lei Kandir
Na ocasião, o governador frisou aos parlamentares a necessidade de apoio à aprovação da Lei de Diretrizes
Orçamentárias (LDO) de 2020, que será apreciada pelos deputados estaduais nesta quarta-feira (26).
"Foi um período intenso, de muito convívio. Então, quero reforçar a minha gra dão por essa contribuição em favor do
Estado", declarou Helder Barbalho. Sobre o encontro, ele explicou que "decidimos reuni-los como gesto de
reconhecimento a essa harmonia, que tem permi do uma relação ins tucional segura para este Estado. Sempre digo
que o Poder Execu vo pode muito, mas não pode tudo. E para construir o Pará que a sociedade deseja, é essencial a
interação e a integração", reforçou.
Lúcio Vale ra ficou a necessidade de manter a aproximação saudável entre Legisla vo e Execu vo, "não só no semestre
que vem, mas também pelos três anos seguintes de mandato, porque é um facilitador".
O deputado Daniel Santos, presidente da Assembleia Legisla va do Estado do Pará (Alepa), destacou o trabalho conjunto
com todas as bancadas. "Agradeço à situação e à oposição, porque ambas são responsáveis pelo aperfeiçoamento que
trabalhamos para concre zar. Me dediquei, fiz o melhor para atender aos anseios de cada um", disse o parlamentar, que
está em seu primeiro mandato no Legisla vo estadual. "A gente sabe da independência dos poderes, mas quando vemos
a vontade do governador de trabalhar só nos resta unirmos as mãos para contribuir na construção desse Pará melhor.
Cada dia que passa é um aprendizado", garan u Daniel Santos.
Líder do Governo na Alepa, o deputado Francisco Melo (Chicão) disse que a Casa desempenhou, com todo o apoio
necessário, um papel plenamente cons tucional, com projetos de lei que melhoraram a legislação do Estado. "Acredito
que o segundo semestre será de consolidação, para melhorar a vida de quem mais precisa", ressaltou.
Sintonia - Para o governador, a sintonia entre Execu vo e Legisla vo resultou em um trabalho, acima de tudo, correto.
"Me honra ter iniciado a vida polí ca como vereador, e depois como deputado estadual. Tenho por obrigação e essência
reconhecer o significado da existência do parlamento", enfa zou. Aos representantes da oposição, ele destacou a
atuação "leal e correta", bem como a importância da crí ca no sen do de entregar algo melhor à população.
"Meu desejo é que o próximo semestre seja ainda mais produ vo, com mais entregas, mais agendas posi vas. Temos a
oportunidade única de construir um novo ciclo polí co para este Estado, com menos acirramento, menos confronto,
menos conflito. Temos uma oportunidade de fazermos, juntos, um futuro absolutamente extraordinário", assegurou o
governador, anunciando que a agenda de trabalho na região do Marajó, em mais uma ação do Governo por Todo o Pará,
foi adiada para os dias 8, 09 e 10 de agosto, em respeito ao recesso parlamentar que inicia esta semana.
Em seguida, Helder Barbalho convidou os presentes a acompanhá-lo nos próximos dias 09, 10 e 11 de julho em uma
viagem a 14 municípios, desde Novo Progresso (na região oeste) a Marabá (no sudeste), para conferir obras de
infraestrutura viabilizadas por meio de financiamento internacional.
Segurança e trabalho - Em um rápido balanço, ele definiu como bem sucedida a atuação da Força Nacional no Pará, com
apoio essencial do Sistema de Segurança Pública do Estado, nos úl mos três meses, e também anunciou que a geração
de emprego e renda em todo o território paraense é prioridade. "Precisamos estar todos juntos para dar conta das 500
26| Junho | 2019

mil pessoas no Estado que buscam por trabalho. Não é algo polí co; é da sociedade", reiterou.
O governador anunciou ainda que a Universidade Federal do Pará (UFPA) já realiza um estudo para iden ficar os gargalos
que impedem o desenvolvimento econômico em todas as regiões do Estado. À Alepa, ele solicitou a criação de um
Grupo de Trabalho para revisar a possibilidade de exploração da bauxita na Calha Norte, no oeste paraense, dentro das
exigências da legislação ambiental. "Os que verem a capacidade de olhar para dentro e fazer de seu estado o seu país
irão superar o desafio que estamos vivendo. Aguardar decisões nacionais para resolver problemas locais é o mismo
demais", ressaltou Helder Barbalho.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13475/

Santa Casa discute abortamento legal e atendimento a ví mas de violência

25/06/2019 18h18

A Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará realizou nesta terça-feira (25) a 8ª Roda de Conversa sobre Abortamento
Legal e Profilaxia após Violência Sexual. O evento, iniciado às 10 h, contou com a par cipação de integrantes do Tribunal
de Jus ça do Estado e da Fundação ParáPaz, além de acadêmicos, servidores e representante do movimento de
mulheres.
Emprego
Hospital Geral de Tailândia oferece vaga para analista de Recursos Humanos
Arraial Junino
Arrastão do Pavulagem leva alegria para crianças no Hospital Oncológico Infan l
Emprego
Hospital Jean Bitar abre vagas para Pessoas com Deficiência (PcD)
Saúde de qualidade
Breu Branco já dispõe de hospital ampliado e com novas especialidades
A oitava roda de conversa sobre o tema mobilizou dezenas de profissionais
Foto: Para Maria Luciene Moura, da Fundação ParáPaz, as rodas de conversa são importantes porque buscam o
comprome mento de toda a rede no combate e na prevenção do abuso e da agressão sexual, por meio da sensibilização
dos profissionais, para que as ví mas sejam atendidas na integralidade dos seus direitos sociais. "Essas rodas de conversa
são muito importantes para evitar que a pessoa vá de um lugar para outro à procura de atendimento, já que a Santa Casa
é referência para os casos que necessitam de aborto, oferecendo também suporte de qualidade para atender essas
ví mas, além de desenvolver um trabalho de combate e prevenção a esse po de violência", destacou Luciene Moura.
A psicóloga Crissia Cruz foi a facilitadora da roda de conversa, e frisou o obje vo dessas rodas, que é formar uma corpo
técnico capacitado para realizar os procedimentos de abortamento previsto em lei, e no caso da profilaxia o foco é na
realização de uma escuta sensibilizada à mulher que sofreu violência sexual, pois muitas vezes o relato é desacreditado.
Duas frentes - "A gente tá fazendo essas rodas desde outubro do ano passado. Desde as primeiras rodas a gente tem do
uma boa par cipação, e viemos iden ficando alguns problemas e buscando soluções, como trabalhar em duas frentes:
uma responsável pela profilaxia, onde a mulher é atendida logo após a violência sexual, e a outra pelo serviço de
abortamento legal, em que a Santa Casa é o único hospital público do Estado oferecendo este serviço", explicou Crissia
Cruz.
Para Eveny da Rocha Teixeira, psicóloga do TJE, é impossível falar de abortamento legal fora do contexto da violência
domés ca, de gênero e da condição da mulher no Estado. Essas rodas de conversa têm o obje vo de sensibilizar os
servidores para essa temá ca, pois a ideia é unir a comunidade aos demais par cipantes dessa rede. Segundo a
psicóloga, "precisamos chamar todos os atores que trabalham com violência de gênero e saúde da mulher, as ins tuições
que recebem essa mulher em diversos pontos da rede. Por isso, é tão importante sensibilizar os servidores da Santa Casa
para essa temá ca",
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13465/

Arrastão do Pavulagem leva alegria para crianças no Hospital Oncológico Infan l

25/06/2019 15h11
Grupo levou animação para os corredores da unidade que é referência no tratamento do câncer
O Arrastão do Pavulagem abriu, pelo terceiro ano consecu vo, os festejos juninos para as crianças em tratamento contra
26| Junho | 2019

o câncer no Hospital Oncológico Infan l Octávio Lobo, em Belém. Neste ano, além de promover a cultura regional, o
arraial da unidade, realizado na segunda-feira (24), também abriu espaço para as tradicionais quadrilhas, concurso de
fantasias e brincadeiras.
Emprego
Hospital Geral de Tailândia oferece vaga para analista de Recursos Humanos
Roda de Conversa
Santa Casa discute abortamento legal e atendimento a ví mas de violência
Emprego
Hospital Jean Bitar abre vagas para Pessoas com Deficiência (PcD)
Saúde de qualidade
Breu Branco já dispõe de hospital ampliado e com novas especialidades
"É importante darmos aos nossos usuários e acompanhantes a oportunidade de celebrar datas comemora vas,
principalmente, aquelas que têm apelo cultural. Para algumas delas, é o primeiro contato com esse movimento, que é o
Arrastão do Pavulagem", destacou a supervisora de Humanização no hospital, Tirza Ferreira.
Com o jovem Nilson Sena, 13, foi o primeiro contato. Em tratamento contra um linfoma descoberto há pouco mais de um
ano, ele nunca nha encontrado o boi do Pavulagem. "Foi a primeira vez que vi. Gostei muito de festa", contou o
adolescente, que é natural do município de Chaves, na Ilha de Marajó (PA), e aproveitou a festa junto com a mãe, Célia
Moraes.
Rebeca Vitória Texeira, de 3 anos, foi eleita a missa Boneca no desfile de fantasias
Durante a tarde e noite, a diversão para as crianças ficou por conta do desfile de fantasias juninas e da quadrilha. Os
tulos de misses caipira, simpa a e patchouli ficaram com funcionárias do hospital e o de miss boneca foi para a
pequena Rebeca Vitória Teixeira, de 3 anos, que veio fantasiada pela mãe Révelly Teixeira.
"Sempre que o hospital organiza esses eventos, faço questão de trazer a Rebeca para par cipar. O importante é que ela
possa viver tudo isso, mesmo que estejamos internadas", conta a mãe.
Sobre o Hospital Oncológico Infan l
Administrado pela Pró-Saúde por meio de contrato de gestão com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o
Hospital Oncológico Infan l Octávio Lobo é uma unidade pública de saúde referência para diagnós co e tratamento
especializado do câncer infantojuvenil.
Inaugurado em 2015, o hospital é o maior do país com atendimento público exclusivo para a oncologia pediátrica, com
89 leitos de internação, sendo 10 des nados à Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Em três anos, foram mais de 800 mil
atendimentos realizados, entre eles 87.384 sessões de quimioterapia e 41.049 consultas, com um índice de aprovação
atual de 98% dos usuários.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13456/

Sessão especial na Alepa dá início à Semana Estadual de Ciência, Tecnologia

25/06/2019 12h18
Uma sessão especial na Assembleia Legisla va do Estado do Pará (Alepa) abriu, nesta segunda-feira (24), a primeira
Semana Estadual de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento, realizada pela Secretaria de Estado de Ciência,
Tecnologia e Educação Profissional e Tecnológica (Sectet) em parceria com diversos órgãos e en dades governamentais e
da sociedade civil. O evento, que é realizado até a próxima quinta-feira (27), vem ao encontro de uma das diretrizes do
programa de governo da gestão Helder Barbalho que se determina a "apoiar fortemente, como fator do
desenvolvimento econômico, a geração de tecnologias que possam viabilizar projetos e impulsionar a geração de novos
negócios, e por consequência bene cios para a população como um todo, sempre tendo em foco o aproveitamento dos
nossos recursos naturais, humanos e culturais", registra o documento.
Legislação
Semana Estadual debate marco legal da ciência, tecnologia e inovação
Oportunidade
Planetário abre inscrições para colônia de férias em julho
Ciência e Tecnologia
Sectet realiza a primeira Semana Estadual de Ciência e Tecnologia
Ciência e Tecnologia
Sectet abre inscrições para Semana Estadual de Ciência e Tecnologia
26| Junho | 2019

O deputado Dirceu Ten Caten, autor da lei que ins tui a Semana e presidente da sessão especial, destacou que o
propósito dele ao apresentar o projeto de lei foi "promover, incen var e divulgar o conhecimento técnico-cien fico,
ferramenta precípua do desenvolvimento social e econômico do Estado".
O deputado anunciou que ainda neste semestre será votada a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) onde está prevista,
por inicia va dele, a aprovação de autorização do parlamento para o remanejamento de recursos de outras áreas para o
inves mento em ciência, tecnologia e inovação.
"Não há país de sucesso que não tenha feito inves mentos massivos em educação e em ciência e tecnologia. São esses
os principais pilares do desenvolvimento", disse, enfá co, o tular da Sectet, Carlos Maneschy. Ele ressaltou a
necessidade de unir os setores do governo, empresariado e ins tuições de ensino e pesquisa para mudar o modelo de
exploração econômica do Estado, que precisa ir além da exportação de matéria prima e criar uma indústria voltada para
produtos com maior valor agregado.
O secretário enalteceu ainda a inicia va prevista na LDO para que o governo possa fazer uso de recursos de outras áreas
na ciência e tecnologia sem a prévia aprovação do parlamento. "O insumo do desenvolvimento de maior valor é o
conhecimento. Não há nenhuma possibilidade de sucesso de uma nação se a preocupação maior não for a formação da
sua gente, desde a educação básica até o nível da ciência e da pesquisa. Os desafios são muitos. O tempo é hoje",
enfa zou Maneschy, destacando que o governo está firme nesse propósito.
Também fizeram parte da mesa o Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme),
Iran Lima; a secretária adjunta da Sectet, Edilza Fontes; o presidente do Parque de Ciência e Tecnologia (PCT Guamá),
Rodrigo Quites; o vice-presidente da Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), Nilson Azevedo; o vice-presidente da
Federação da Agricultura e Pecuária do Pará (Faepa), Wilson Schubert e o representante da Superintendência do
Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), Paulo Contente. Todas essas ins tuições são parceiras na realização da Semana
Estadual de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento que segue com programação até o dia 27. Confira a
programação.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13451/

Hospital Jean Bitar abre vagas para Pessoas com Deficiência (PcD)
25/06/2019 09h31 - Atualizada em 25/06/2019 14h09
Envio de currículos pode ser feito até o próximo dia 19 de julho
O Hospital Jean Bitar (HJB), em Belém, está com processo sele vo abertopara contratação de Pessoas com Deficiência
(PcD) para diversas áreas. Os interessados devem enviar currículo, juntamente com o laudo descri vo da deficiência,
para o email: rh.hjb@indsh.org.br com o tulo: vagas PcD, até o dia 19 de Julho de 2019.
Emprego
Hospital Geral de Tailândia oferece vaga para analista de Recursos Humanos
Roda de Conversa
Santa Casa discute abortamento legal e atendimento a ví mas de violência
Arraial Junino
Arrastão do Pavulagem leva alegria para crianças no Hospital Oncológico Infan l
Saúde de qualidade
Breu Branco já dispõe de hospital ampliado e com novas especialidades
Os currículos passarão por triagem que seguem critérios do setor de Recursos Humanos (RH) para a vaga ofertada. Com
a seleção efe vada, os candidatos que verem seus currículos aprovados, serão comunicados do dia, hora e local da
realização das provas e entrevistas.
Estrutura Hospitalar - A unidade presta assistência de média e alta complexidade aos usuários do Sistema Único de
Saúde (SUS). Os serviços são prestados por uma equipe mul disciplinar capacitada constantemente.
Com oito andares, o HJB dispõe de 70 leitos, sendo que 10 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto, 40 des nados
são des nados para atendimento das especialidades de Clínica Médica, Reumatologia, Endocrinologia, Pneumonia,
Cardiologia, Endoscopia e Geriatria. Outra parte dos leitos é para Cirurgia Geral. Os usuários contam com equipe de
especialistas, estrutura, equipamentos e tecnologias de ponta, para cirurgias da parede abdominal e gástrica, incluindo
bariátrica. Também são oferecidos serviços cirúrgicos para vias biliares e intes no.
Serviço: O HJB fica na Rua Cônego Jerônimo Pimentel, Bairro Umarizal, em Belém. Mais informações: (91) 3239-3800.
26| Junho | 2019

h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13449/

Estado dobra limite máximo da Lei Semear para incen vo da produção cultural

25/06/2019 00h06 - Atualizada em 25/06/2019 10h27


O mais importante programa de incen vo à cultura no Estado, a Lei Semear, teve duplicado para R$ 6 milhões o limite
máximo de renúncia fiscal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para fins de inves mentos em
projetos culturais. A medida, que representa um momento histórico na existência da legislação, foi confirmada em três
decretos assinados na noite desta segunda-feira (24), em uma grande celebração no Teatro Experimental Waldemar
Henrique, no centro de Belém, pelo governador Helder Barbalho, acompanhado do vice-governador Lúcio Vale, da
secretária de Estado de Cultura, Úrsula Vidal, e do presidente da Fundação Cultural do Pará, João Marques Junior.
Universo da viola
Concerto da OSTP abre o 'V Encontro Nacional de Violistas' em Belém
Letra e sonoridade
Espetáculo '99 quase 100 de Ruy Barata' abre a programação pelo centenário do poeta
Literatura
Livro sobre a história da Pastoral do Menor é lançado em Santarém
Carimbó
Grupo Os Marinheiros é a atração do Pôr do Som desta sexta-feira
Com o obje vo de fortalecer a cultura enquanto gerador de emprego e renda nos 144 municípios paraenses, o
governador anunciou ainda uma rede de ar culação envolvendo, além da Secult, as secretarias da Fazenda (Sefa) e de
Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), a fim de garan r o convencimento e, principalmente, a
sensibilização do setor empresarial para adesão aos inves mentos na produção cultural.
Desafio - "As três secretarias acompanharão conjuntamente, no sen do de convencer, dialogar, mostrando que se trata
de um excelente negócio e oportunidade. Se o imposto tem que ser pago, melhor pagar pela Lei Semear, vinculando a
imagem da empresa a um belo projeto cultural paraense", ressaltou Helder Barbalho, destacando que, por ser um
desafio, é fundamental que a sociedade, de um modo geral, abrace a proposta. "A Sefa entende que inves r em cultura é
inves r em promoção de renda e economia que, no final, voltará em mais receita", assegurou o secretário René Júnior.
"Pode contar com a gente", garan u, de imediato, Sebas ão Campos, presidente da Federação do Comércio do Estado
do Pará (Fecomércio). "Sen mos orgulho de ver a cultura paraense sendo valorizada. Essa duplicação mostra que
estamos indo rumo a um Estado promissor e desenvolvido, porque nos outros países educação e cultura são molas
propulsoras", disse ele, acrescentando que "as empresas e empresários vão colaborar; estão sensibilizados e
mobilizados. Podem contar conosco".
"É um reforço da importância da cultura para o Estado, da valorização aos movimentos culturais e à diversidade do nosso
território, da iden dade de cada região. A par r do movimento em que dobramos o limite em incen vos e renúncias
fiscais, passamos a viver um momento singular e par cular", disse Helder Barbalho, ressaltando ainda a inclusão do Pará
no Sistema Nacional de Cultura - único Estado da Federação que estava ausente do instrumento de planejamento e
gestão compar lhada de polí cas culturais envolvendo União, estados e municípios.
Histórico - Úrsula Vidal disse que o dia de hoje (24 de junho) representa uma grande conquista "para e das pessoas
envolvidas com as mais diversas prá cas culturais no Estado", mobilizando todas as empresas pagadoras de ICMS que
acreditam na potência da cadeia produ va do setor ar s co. "É um sinal, um abraço do governo para que essa
caminhada seja, cada vez mais, segura e sólida. Mostra que a gente já está dando um passo firme de revisão às nossas
polí cas de incen vo por meio da criação do fundo, do Sistema Estadual de Cultura e da potencialização de todas as
prá cas culturais, e não só as inseridas na Lei Semear", pontuou a secretária.
Sobre o compromisso do governo do Estado em assumir o papel de sensibilizar o empresariado para a importância do
fomento à cultura, Úrsula Vidal lembrou que, em 2017, a produção ar s ca movimentou mais de R$ 170 bilhões no País,
o equivalente a 2,5% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. "E tudo isso com valorização da nossa iden dade,
memória do nosso patrimônio histórico cultural. É um meio que gera muito emprego, muita renda e movimenta cidades
inteiras com festas, grandes eventos culturais, que envolvem desde quem vende a cultura alimentar, o artesanato,
figurino, ao fato de ser um grande agregador para a juventude. É uma polí ca de desenvolvimento social muito
importante para os territórios", frisou.
Ferramenta única - Coordenadora do Cordão de Pássaro Colibri de Outeiro, Laurene Ataíde, disse que mais importante
26| Junho | 2019

que o valor final dos recursos captados, é o convencimento das empresas. "É importante que esse recurso dobre, e mais
ainda que as empresas financiem realmente, e que o governo faça um trabalho conjunto, para que a gente não fique só
com a carta na mão. A gente precisa é do incen vo", reafirmou.
O ar sta plás co Emanuel Freitas, atual diretor do Museu de Arte Sacra (MAS), e o criador do Arraial do Pavulagem e
diretor de Cultura da Secult, Júnior Soares, destacaram a importância da inicia va. "Tem que ser feita a todo o instante.
O empresariado precisa conhecer nossa importância cultural e diversidade de valores que precisam desse fomento",
ressaltou Emanuel Freitas. Segundo Júnior Soares, "por muito tempo era conceder o cer ficado e meio que dizer 'te vira'.
E tanto isso nem sempre dá certo que, no ano passado, menos da metade dos R$ 3 milhões em renúncia foram captados.
Quando o Estado vem e chancela, surge uma ferramenta única".

O presidente da FCP, João Marques Junior, lamentou o descaso com o meio cultural por tantos anos, e disse que, agora,
começa um novo momento. "Pretendemos mudar esse cenário. Queremos desburocra zar o processo a par r de uma
postura protagonista do governo, para que atuemos próximo de quem produz. Recebo com entusiasmo esse valor à
sensibilidade, de entender a cultura de forma muito mais abrangente, como vê-la protagonista ao lado da Segurança
Pública no Programa Territórios pela Paz", declarou, frisando que "cultura é feita por amor; é di cil de sustentar. Precisa
tratar com seriedade, colocar como pauta do dia e prioridade".

Garan a de apoio - Presidente da Comissão de Cultura da Assembleia Legisla va do Estado do Pará, a deputada Marinor
Brito parabenizou o setor empresarial e a inicia va do governo. "É tanta gente que faz a gente vibrar em cada show,
peça, poesia, quadrilha, pássaro. Esse Pará, que é um caldeirão de cultura, precisa muito de apoio", afirmou.

A parlamentar também pediu apoio ao governador para a aprovação de um projeto de lei, de sua autoria, que cria o
Sistema Estadual de Cultura, e ouviu de Helder Barbalho a resposta posi va. "É um instrumento que tem por finalidade
garan r controle social das polí cas públicas de cultura, com efe va par cipação da sociedade civil nas decisões
democrá cas. Queremos os recursos a ngindo esse Pará imenso de valorosos ar stas e produtores", completou Marinor
Brito.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13448/
26| Junho | 2019
26| Junho | 2019
26| Junho | 2019

O LIBERAL
No Pará, 27 municípios ainda não a ngiram meta de vacinação contra a gripe
Almeirim, Santana do Araguaia, Santa Isabel do Pará, Alenquer e Marabá foram as localidades que menos vacinaram.

25.06.19 15h36
O Pará alcançou a meta, mas 27 municípios ainda precisam a ngir o es pulado pelo MS
Apesar do Pará ter a ngido a meta de imunização (92,5%) para pessoas dos grupos prioritários, 27 dos 144 municípios
paraenses não alcançaram os números sugeridos pelo MInistério da Saúde para a Campanha Nacional de Vacinação
contra a Gripe. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa), as cidades que ainda têm déficit prosseguirão com a
campanha até que todas as doses remanescentes sejam aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde. No Pará, segundo a
Sespa, foram vacinadas com 2.041.117 pessoas até esta terça-feira (25)Os cinco municípios paraenses que menos
vacinaram foram:Almeirim: 5.264 doses aplicadas e 59,59% de cobertura;
Santana do Araguaia (6.805 e 62,15%); Santa Isabel do Pará (10.109 e 72,32%); Alenquer (11.638 e 74,8%); Marabá
(42.618 e 74,84%). O Brasil também a ngiu 90% de cobertura na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza.
Isso significa que mais de 53,5 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários procuraram os postos de
vacinação, segundo o Ministério da Saúde, no úl mo dia 24. Desde o início da campanha, no Pará, o total de 2.095.999
milhões de cidadãos estão aptos a receberem a dose. Na atual fase, toda a população do Pará pode se vacinar contra a
gripe enquanto durarem os estoques da vacina. A Sespa destaca que, conforme informe técnico da Divisão de
Imunizações da Secretaria, é possível que os grupos cheguem aos 90%, na medida em que os municípios forem lançando
nos sistemas de informação as doses que foram aplicadas naqueles segmentos populacionais. A vacinação é a principal
medida preven va contra a gripe e a Sespa quer evitar o ocorrido com a campanha de 2018, quando o Pará não alcançou
a meta de 90% entre as crianças menores de cinco anos.Os grupos prioritários veram entre os dias 10 de abril e 31 de
maio para se vacinar com exclusividade. Após esse período, toda a população do Pará tem a oportunidade de se vacinar
contra a gripe enquanto durarem os estoques da vacina. Ou seja, quem não faz parte do público-prioritário da
Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza também pode procurar a unidade de saúde mais próxima para se
vacinar. A medida do Ministério da Saúde evita desperdício de doses nas localidades que não alcançarem a meta de
imunização no público-alvo, que con nua sendo prioritário.Durante o período da campanha, foram priorizados
gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, idosos, indígenas, professores, trabalhadores de
saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade, além de
profissionais de segurança e salvamento.A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que
compõem a vacina e protege contra os três sub pos do vírus da gripe que mais circularam no úl mo ano no Hemisfério
Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09; A/Switzerland/8060/2017 (H3N2);
B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem
produzir casos graves da doença.
Os 27 municípios no Pará que ainda não a ngiram a meta de vacinação:
Alenquer - 11.638 doses aplicadas, com cobertura de 74,8 %
Almeirim - 5.264 doses aplicadas, com cobertura de 59,59%
Aveiro - 4.163 doses aplicadas, cobertura de 89,89%
Breu Branco -10.116 doses aplicadas, cobertura de 89,19%
Cachoeira do Piriá - 5.494 doses aplicadas, cobertura de 87,78%
Curionópolis - 4.254 doses aplicadas, cobertura de 85,51%
Dom Eliseu -10.117 doses aplicadas, cobertura de 79,59%
Eldorado dos Carajás - 6.211 doses aplicadas, cobertura de 84,9%
Jacundá - 9.591 doses aplicadas, cobertura de 82,15%
Marabá - 42.618 doses aplicadas, cobertura de 74,84%
Mocajuba - 5.279 doses aplicadas, cobertura de 72,46%
Novo Repar mento -14.239 doses aplicadas, cobertura de 88,98%
Pales na do Pará -1.811 doses aplicadas, cobertura de 84,31%
Piçarra - 2.290 doses aplicadas, cobertura de 81,21%
Qua puru - 2.801 doses aplicadas, cobertura de 84,27%
Rondon do Pará - 7.609 doses aplicadas, cobertura de 76,06%
26| Junho | 2019
26| Junho | 2019

Hospital Geral de Tailândia abre vagas para analista de Recursos Humanos


Terça-Feira, 25/06/2019, 21:22:03
Hospital Geral de Tailândia abre vagas para analista de Recursos Humanos (Foto: ASCOM/HG Tailândia) Os interessados
devem deixar currículo no setor de Departamento de Pessoal no período de 26 de junho a 5 de julho .
O Hospital Geral de Tailândia, localizado no sudeste paraense, está realizando um Processo Sele vo para Analista de
Recursos Humanos, preferencialmente para Pessoas com Deficiência (PcD). Os interessados devem deixar currículo no
setor de Departamento de Pessoal no período de 26 de junho (quarta) a 5 de julho (sexta), das 9h às 16h, ou enviar pelo
email (dp.hgt@indsh.org.br).

Com 51 leitos, o HGT oferece várias especialidades e apoio diagnós co com radiologia, ultrassonografia, endoscopia,
mamografia, eletrocardiografia, laboratório de análises clínicas e Agência Transfusional dentro do hospital, para
atendimento ágil da demanda, além de Unidade de Cuidados Intensivos (UCI), que possui nove leitos, sendo seis adultos
e três pediátricos.
SELEÇÃO
Após os currículos passarem por uma triagem com base nos critérios adotados, os candidatos aprovados serão
contatados pelo hospital, que informará dia, local e hora de realização das próximas provas e entrevista. Para isso é
necessário que o candidato tenha os seguintes conhecimentos e habilidades: Graduação em Psicologia, registro no
Conselho Regional de Psicologia (CRP), curso de Informá ca Avançado, experiência desejável acima de seis meses.
Contam como “bônus” no currículo conhecimentos técnicos específicos, como procedimentos em psicologia
organizacional e gestão por competências, aplicação e avaliação de instrumentos em RH (PCO, testes psicológicos,
técnicas em entrevista e avaliação de desempenho), desenvoltura com a escrita e leitura, técnicas de redação e
gramá ca, gestão de qualidade, vivência de gestão em equipe e em ro nas e processos de Recursos Humanos, entre
outros.
O Hospital Geral de Tailândia fica na Avenida Florianópolis, s/n, no Bairro Novo.
Mais informações: (91) 3752-3121
h p://www.diarioonline.com.br/no cias/para/no cia-604404-hospital-geral-de-tailandia-abre-vagas-para-analista-de-
recursos-humanos.html

Curso sobre Câncer de Mama e Coleta de PCCU atualiza profissionais em Belém


Terça-Feira, 25/06/2019, 15:53:10
Curso sobre Câncer de Mama e Coleta de PCCU atualiza profissionais em Belém (Foto: Divulgação / SESPA) Curso reúne
profissionais da capital e região metropolitana no prédio da ETSUS, em Belém.
Para promover o cuidado e a prevenção de saúde da mulher, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESPA), em
parceria com Escola Técnica do SUS (ETSUS-PA), promovem até a próxima sexta-feira (29), o curso de Atualização no
Controle do Câncer de Mama e Colo do Útero com ênfase na Coleta do PCCU e Exame Clínico da Mama.
Pessoas ligadas à saúde básica de Belém e região metropolitana par cipam de um curso com carga horária de 300 horas,
onde os par cipantes irão se dividir em conteúdos teóricos e prá cos no que diz respeito sobre a saúde da mulher.
“Conhecimento atualizado sobre o Câncer de Mama e Colo de Útero para poder aplicá-los no seu dia a dia, sendo
mul plicadores das informações, e assim, contribuindo para promoção e prevenção da saúde da mulher”, explica a
coordenadora do curso de PCCU, Socorro Medeiros.
Ao fim do curso, cerca de 50 par cipantes irão receber cer ficados e, com isso, ajudar no auxílio a saúde da mulher na
capital e região metropolitana.
h p://www.diarioonline.com.br/no cias/para/no cia-604301-curso-sobre-cancer-de-mama-e-coleta-de-pccu-atualiza-
profissionais-em-belem.html
26| Junho | 2019

Hospital Jean Bitar abre processo sele vo para contratação de pessoas com deficiência
Os candidatos devem possuir o ensino médio completo. As inscrições vão até o dia 19 de julho.
25/06/2019 11h17
Hospital Jean Bitar, em Belém - Agência Pará Hospital Jean Bitar, em Belém .
O Hospital Jean Bitar (HJB) abriu nesta terça-feira (25) inscrições para o processo sele vo de contratação de pessoas com
deficiência. As vagas são para várias áreas de atuação. Os candidatos devem possuir o ensino médio completo e
conhecimentos em informá ca. As inscrições vão até o dia 19 de julho.
Os interessados nas vagas devem enviar currículo com o tulo “Anúncio-PCD”, ao setor de Recursos Humanos na sede do
hospital ou pelo e-mail: rh.hjb@indsh.org.br. Junto com o currículo, o interessado deve encaminhar o laudo descri vo da
deficiência.
Todos os currículos passarão por triagem. Com a seleção efe vada, os candidatos que forem aprovados serão
comunicados do dia, hora e local da realização das provas e entrevistas.

A unidade oferece assistência de média e alta complexidade e é referência estadual para procedimentos de endoscopia
diges va alta e colonoscopia, cirurgia gastrointes nal e algumas especialidades clínicas, como endocrinologia,
reumatologia, geriatria e pneumologia.
Serviço
O Centro Hospitalar Jean Bitar fica na rua Cônego Jerônimo Pimentel, no Umarizal, em Belém. Mais informações: (91)
3239-3800.
h ps://g1.globo.com/pa/para/no cia/2019/06/25/hospital-jean-bitar-abre-processo-sele vo-para-contratacao-de-
pessoas-com-deficiencia.ghtml
26| Junho | 2019

Profissionais de saúde buscam melhorias na gestão em conferência

25 JUN 2019 - 23H03


Profissionais de saúde buscam melhorias na gestão em conferência.
Criar melhores dinâmicas de trabalho para os profissionais anestesiologistas paraenses é o principal intuito da
Coopera va dos Médicos Anestesiologistas do Estado do Pará (Coopanest), que par cipará da I Conferência Norte-
Nordeste de Gestão em Saúde, nos próximos dias 28 e 29, em Belém. Em uma extensa programação com palestras e talk
shows, o evento vai reunir especialistas nacionais e locais para debater os avanços da área na região, além de
desenvolver e incen var lideranças e es mular o networking entre profissionais da saúde.
Um dos palestrantes paraenses será o tular da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa), Alberto
Beltrame. Quanto à par cipação da Coopanest, membros da diretoria par ciparão do evento como conferencistas, entre
eles o diretor presidente, João Hermínio, a diretora superintendente, Luana Relvas, e o diretor financeiro, Antônio
Marcos Viana. O grupo também ficará disponível em um stand durante os dois dias de conferência, onde quatro
expositores esclarecerão dúvidas do público e vão destacar a importância de explorar as melhorias na gestão em saúde
no Pará.
Conforme explicado pelo presidente da en dade, João Hermínio, a ideia do stand é mostrar a recuperação financeira do
grupo e solidez no mercado, já que, em 2017, a coopera va quase foi diluída por conta de problemas tributários de
gestões anteriores. "Nós temos buscado mais proximidade com os debates sobre gestão de saúde, para incen var o
desenvolvimento da área no Estado. Por meio das discussões, será possível contribuir com os profissionais que
par cipam deste contexto", avaliou. Segundo ele, a intenção é inves r no aprimoramento profissional e evitar
desperdícios, o mizando centros cirúrgicos para melhores desfechos clínicos.
Atualmente, a Coopanest é a maior empresa de anestesia do Pará, com quase 200 profissionais cooperados e com
atuação em diversas cidades paraenses, em todas as regiões do território estadual. A coopera va, com mais de três
décadas de a vidade, atua com responsabilidade jurídica, com auditorias internas e externas, e balanços anuais.
De acordo com a organização da conferência, existe uma grande demanda de médicos, fisioterapeutas, farmacêu cos,
nutricionistas, enfermeiros e outros profissionais em alcançar melhores resultados aos pacientes, mas falta
conhecimento técnico para desenvolver habilidades relacionadas à gestão do corpo clínico, finanças e planejamento
estratégico de mercado. Sabendo da importância da consciência social e dos aspectos relacionados à liderança, foi criada
a conferência, que pretende ocupar lugar de destaque no calendário de eventos do segmento de saúde no Brasil.
h ps://www.romanews.com.br/cidade/profissionais-de-saude-buscam-melhorias-na-gestao-em-conferencia/45090/

Criança ví ma de escalpelamento é operada na Santa Casa

25 JUN 2019 - 20H04


Criança ví ma de escalpelamento é operada na Santa Casa
Uma criança de 7 anos, ví ma de escalpelamento, foi operada no hospital da Fundação Santa Casa do Pará, nesta
segunda-feira, 24. O acidente aconteceu na úl ma sexta-feira, 21, no município de Anajás, arquipélago do Marajó. O
estado de saúde da ví ma é estável. Ela está em recuperação, com uso de an bió cos e analgésicos, e recebendo
acompanhamento por uma equipe psicossocial.
Segundo a equipe médica, a criança teve seu couro cabeludo arrancado, além de uma pálpebra e a sobrancelha. O
acidente ocorreu quando a criança escorregou em uma embarcação po rabeta (pequena embarcação motorizada) da
sua família, e teve seu cabelo enrolado pelo eixo do motor da embarcação que não nha nenhuma proteção.
h ps://www.romanews.com.br/cidade/crianca-vi ma-de-escalpelamento-e-operada-na-santa-casa/45066/

Hospital Materno Infan l de Barcarena realiza mu rão da saúde para mulheres


25 JUN 2019 - 04H59.
Hospital Materno Infan l de Barcarena realiza mu rão da saúde para mulheres

Oferecer atendimento de saúde e humanização para mulheres que virão do município Limoeiro do Ajuru. Este é o
obje vo do mu rão que será realizado no dia 25 de junho, no Hospital Materno Infan l de Barcarena, gerenciado pela
26| Junho | 2019

Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.


As usuárias do município poderão contar com uma oferta de 78 procedimentos, tais como mamografias, consultas
ginecológicas, colposcopias, eletrocardiogramas e consulta para cirurgia pediatra. A programação terá ainda uma
palestra ministrada pela enfermeira Laila Arruma para as usuárias com o intuito de discu r a prevenção do câncer de
mama no hall da sala de espera de exames.
Todos os atendimentos foram agendados via sistema Sisreg do município, responsável pelo controle e regulação dos
recursos hospitalares e ambulatoriais especializados no nível Municipal, Estadual ou Regional. O município também
disponibilizará a transferência das pacientes para a Unidade.
A ação visa ainda estreitar os laços entre a unidade e o município de Limoeiro do Ajuru para prover condições individuas
e cole vas em uma atuação conjunta de assistência à saúde da comunidade.
Serviço:
Mu rão de Saúde da Mulher
Data: 25 de junho
Hora: 8h às 17h
Local: Hospital Materno Infan l de Barcarena Dra. Anna Turan
26| Junho | 2019

BELÉM, 25/06/2019 ÀS 16:02

No Pará, 27 municípios ainda não a ngiram meta de vacinação contra a gripe

Apesar do Pará ter a ngido a meta de imunização (92,5%) para pessoas dos grupos prioritários, 27 dos 144 municípios paraenses não alcançaram os números sugeridos pelo MInistério da Saúde para a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe. Segundo a Secretaria de

Estado de Saúde (Sespa), as cidades que ainda têm déficit prosseguirão com a campanha até que todas as doses remanescentes sejam aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde.

No Pará, segundo a Sespa, foram vacinadas com 2.041.117 pessoas até esta terça-feira (25)

Os cinco municípios paraenses que menos vacinaram foram:

Almeirim: 5.264 doses aplicadas e 59,59% de cobertura;

Santana do Araguaia (6.805 e 62,15%);

Santa Isabel do Pará (10.109 e 72,32%);

Alenquer (11.638 e 74,8%);

Marabá (42.618 e 74,84%).

O Brasil também a ngiu 90% de cobertura na Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Isso significa que mais de 53,5 milhões de pessoas que fazem parte dos grupos prioritários procuraram os postos de vacinação, segundo o Ministério da Saúde, no úl mo dia 24.

Desde o início da campanha, no Pará, o total de 2.095.999 milhões de cidadãos estão aptos a receberem a dose. Na atual fase, toda a população do Pará pode se vacinar contra a gripe enquanto durarem os estoques da vacina.

A Sespa destaca que, conforme informe técnico da Divisão de Imunizações da Secretaria, é possível que os grupos cheguem aos 90%, na medida em que os municípios forem lançando nos sistemas de informação as doses que foram aplicadas naqueles segmentos populacionais.

A vacinação é a principal medida preven va contra a gripe e a Sespa quer evitar o ocorrido com a campanha de 2018, quando o Pará não alcançou a meta de 90% entre as crianças menores de cinco anos.

Os grupos prioritários veram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade. Após esse período, toda a população do Pará tem a oportunidade de se vacinar contra a gripe enquanto durarem os estoques da vacina. Ou seja, quem não faz parte do

público-prioritário da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza também pode procurar a unidade de saúde mais próxima para se vacinar. A medida do Ministério da Saúde evita desperdício de doses nas localidades que não alcançarem a meta de imunização no

público-alvo, que con nua sendo prioritário.

Durante o período da campanha, foram priorizados gestantes, puérperas, crianças entre 6 meses a menores de 6 anos, idosos, indígenas, professores, trabalhadores de saúde, pessoas com comorbidades, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade, além

de profissionais de segurança e salvamento.

A vacina produzida para 2019 teve mudança em duas das três cepas que compõem a vacina e protege contra os três sub pos do vírus da gripe que mais circularam no úl mo ano no Hemisfério Sul, de acordo com determinação da OMS: A/Michigan/45/2015 (H1N1) pdm09;

A/Switzerland/8060/2017 (H3N2); B/Colorado/06/2017 (linhagem B/Victoria/2/87). A vacina contra gripe é segura e reduz as complicações que podem produzir casos graves da doença.

Os 27 municípios no Pará que ainda não a ngiram a meta de vacinação:

Alenquer - 11.638 doses aplicadas, com cobertura de 74,8 %

Almeirim - 5.264 doses aplicadas, com cobertura de 59,59%

Aveiro - 4.163 doses aplicadas, cobertura de 89,89%

Breu Branco -10.116 doses aplicadas, cobertura de 89,19%

Cachoeira do Piriá - 5.494 doses aplicadas, cobertura de 87,78%

Curionópolis - 4.254 doses aplicadas, cobertura de 85,51%

Dom Eliseu -10.117 doses aplicadas, cobertura de 79,59%

Eldorado dos Carajás - 6.211 doses aplicadas, cobertura de 84,9%

Jacundá - 9.591 doses aplicadas, cobertura de 82,15%

Marabá - 42.618 doses aplicadas, cobertura de 74,84%

Mocajuba - 5.279 doses aplicadas, cobertura de 72,46%

Novo Repar mento -14.239 doses aplicadas, cobertura de 88,98%

Pales na do Pará -1.811 doses aplicadas, cobertura de 84,31%

Piçarra - 2.290 doses aplicadas, cobertura de 81,21%

Qua puru - 2.801 doses aplicadas, cobertura de 84,27%

Rondon do Pará - 7.609 doses aplicadas, cobertura de 76,06%

Santa Bárbara do Pará - 4.606 doses aplicadas, cobertura de 85,93%

Santa Isabel do Pará -10.109 doses aplicadas, 72,32%

Santana do Araguaia - 6.805 doses aplicadas, cobertura de 62,15%

Santarém - 82.985 doses aplicadas, cobertura de 89,53%

São Domingos do Araguaia - 5.396 doses aplicadas, cobertura de 88,5%

São Geraldo do Araguaia - 5.141 doses aplicadas, cobertura de 75,14 %

São João de Pirabas - 5.376 doses aplicadas, cobertura de 89,84%

Terra Alta - 2.574 doses aplicadas, cobertura de 89,84%

Trairão - 3.530 doses aplicadas, cobertura 89,87%

Tucuruí - 21.389 doses aplicadas, cobertura de 81,58%

Viseu - 14.010 doses aplicadas, cobertura de 83,4.%

h p://www.portalparanews.com.br/no cia/pa/belem/saude/no-para--27-municipios-ainda-nao-a ngiram-meta-de-vacinacao-contra-a-gripe


GUIA DE PESQUISA

http://www.agenciapara.com.br/
http://www.diarioonline.com.br/
https://www.oliberal.com/
https://www.oliberal.com/amazonia
https://www.romanews.com.br/noticias/
https://g1.globo.com/pa/para/
http://www.portalparanews.com.br/
http://uruatapera.blogspot.com/
http://www.jesocarneiro.com.br/
http://pererecadavizinha.blogspot.com/
http://www.ver-o-fato.com.br/

Clipping CONASS

Interesses relacionados