Você está na página 1de 8

Secretaria Municipal de Educação e Cultura

Escola Municipal João Lúcio de Lima


Endereço: Sítio Sumaré
CNPJ: 03.808.290/0001-92

PLANO DE TRABALHO- COORDENADORES DOS ANOS INICIAIS

ANO 2019

Identificação da Instituição de Ensino

Nome: Escola Municipal João Lúcio de Lima

Endereço: RN 003, Sítio Sumaré- Zona Rural

Cidade: Goianinha/RN

E-mail: escolajoaoluciodelima@gmail.com

INEP: 24062049

INTRODUÇÃO: O Plano de Ação da Escola Municipal João Lúcio de Lima


busca uma forma de trabalho dinâmico objetivando promover ações eficientes,
advertindo seus problemas centrais e os objetivos dentro de metas a serem
alcançadas.

DIAGNÓSTICO CORPO DOCENTE: O corpo Docente do Ensino


Fundamental I da Escola João Lúcio de Lima é composto por servidores vindo
de diversas regiões do estado, sendo todos selecionados por meio de concurso
público.
Análise dos docentes:

Nome: Izete Candido da Silva

Ano que leciona: 1˚ e 2˚ano (multisseriada)

Habilitação: Pedagoga

Situação Funcional: Efetiva

Análise do docente: A professora em questão está nesta instituição de Ensino


há 21 anos é uma profissional assídua e está sempre buscando estratégias
para inovar sua prática docente, neste ano 2019, está com problemas de saúde
o que afetou um pouco seu rendimento, onde a mesma atrasou na entrega de
seu planejamento anual e bimestral e no controle da indisciplina da turma do
1˚ano.

Nome: João Barbosa da Silva

Ano que leciona: 3˚ e 4˚ano (multisseriada)

Habilitação: Pedagogo

Situação Funcional: Efetivo

Análise do docente: O seguinte docente está lecionando nesta escola há


cinco anos. É um professor assíduo, dinâmico que está sempre trazendo
novidades para sua prática com finalidade de motivar a turma a se interessar
pelos estudos. O mesmo está a dois anos lecionando em uma turma
multisseriada composta pelos 3˚ e 4˚ ano e vem enfrentando dificuldades para
ensinar em uma sala muito heterogênea observando todos os alunos,
independente do nível de conhecimento de cada um e tendo dificuldades
de realizar atendimento individual aos alunos e planejar as aulas de duas
séries distintas. Contudo, apensar das dificuldades o professor trabalha
com entusiasmos e busca maneiras de sanar as dificuldades, sempre
inovando sua prática continuamente.

Nome: Maricélio Francisco Alves

Ano que leciona: 5˚ano

Habilitação: Pedagogo

Situação Funcional: Efetivo

Análise do docente: O professor Maricélio é professor do 5˚ano nesta


instituição de ensino há cinco anos, é um professor assíduo, que impõe regras
e é muito respeitado pelo alunos, até mesmo pelos mais indisciplinados. É um
docente tradicionalista, porém aberto a novas práticas, sempre buscando
inovar suas aulas de acordo com a realidade da sua turma.

Nome: Evandro Martins da Costa

Ano que leciona: 5˚ano

Habilitação: Profissional em Ed. Física licenciado

Situação Funcional: Efetivo

Análise dos docentes: O professor em questão é assíduo, organizado e


realizar seu trabalho de maneira integra.

Nome: Carlos Henrique Naschald

Ano que leciona: 3˚ e 4˚ano (multisseriada)

Habilitação: Profissional em Ed. Física licenciado

Situação Funcional: Efetivo

Análise dos docentes: O professor Carlos é um professor ausente, todavia


realiza sua prática de forma dinâmica e prazerosa, os alunos adoram suas
aulas.
DIAGNÓSTICO CORPO DISCENTE:

Análise geral:

A Escola João Lúcio de Lima é composta por estudantes oriundos da classe


baixa de uma comunidade rural do Município de Goianinha/RN, onde a maioria
mora com os avôs e com as mães tendo pouco convívio com o pai, a
desestruturação familiar é algo corrente entre mais da metade dos alunos.
Temos um número considerado de alunos que possui a Bolsa Família, o que
contribui para que a freqüência escolar seja garantida, diminuindo assim os
casos de evasão, ocorrendo um primeiro caso neste ano de 2019, em cinco
anos. Em relação ao desenvolvimento do processo do ensino e da
aprendizagem as principais dificuldades apresentadas nesses processos na
maioria das vezes vêm unidas as dificuldades de leitura e escrita, que são
extremas entre a grande maioria dos alunos. Neste contexto, é sábio afirmar
que estas dificuldades muitas vezes vêm da desestruturação familiar e do
ambiente de convivência dos alunos que infelizmente são desprovidos de
acompanhamento dos pais, que por sua vez não estimulam os estudos dos
filhos. Há também, pouco compromisso de determinados profissionais,
principalmente os enviados para o Novo Mais Educação, que deveria servi de
apoio para os docentes regulares, a falta de investimento e acompanhamento
dos governos federal e municipal na valorização do profissional da educação e
investimentos em formações práticas e inclusão de um sistema de educação
tecnológica para inovar novas práticas educacionais.

Total de alunos do Ensino Fundamental I: 61

Evadidos: 1

Taxa de retenção: -

Aprovados: -
ANALISE DA APRENDIZAGEM POR TURMA:

Turma: 1˚ ano

Hipótese da escrita

1˚ bimestre: Neste 1˚ bimestre do ano de 2019 foi feito o diagnóstico de escrita


dos alunos e detectamos que 7 alunos estão na fase Pré-silábica, 2 estão na
fase silábica sem valor sonoro, 1 na fase Silábica com valor sonoro e 1 na fase
Silábica alfabética.

Turma: 2˚ ano

Hipótese da escrita

1˚ bimestre: Neste 1˚ bimestre do ano de 2019 foi feito o diagnóstico de escrita


dos alunos e detectamos que 3 alunos estão na hipótese Pré-silábica, 3 estão
na hipótese silábica sem valor sonoro, 3 na hipótese Silábica com valor sonoro
, 1 na hipótese Silábica alfabética e 1 na hipótese alfabética.

Turma: 3˚ ano

Hipótese da escrita

1˚ bimestre: Neste 1˚ bimestre do ano de 2019 foi feito o diagnóstico de escrita


dos alunos e detectamos 3 alunos estão na hipótese Silábica alfabética e 10
estão na Hipótese alfabética.

Turma: 4˚ ano

Hipótese da escrita

1˚ bimestre: Neste 1˚ bimestre do ano de 2019 foi feito o diagnóstico de escrita


dos alunos e detectamos 1 aluno esta na hipótese Silábica alfabética e 7 estão
na Hipótese alfabética.
Turma: 5˚ ano

Hipótese da escrita:

Neste 1˚ bimestre do ano de 2019 foi feito o diagnóstico de escrita dos alunos e
detectamos 2 alunos estão na hipótese Silábica alfabética e 16 estão na
Hipótese alfabética.

REUNIÃO COM OS PAIS

A meta proposta para 2019 é de 98% de pais ou responsáveis freqüentes nas


reuniões bimestrais.

Média de participações das reuniões por bimestre:

 Primeira reunião: 78% de pais presentes;

 Segunda reunião:

 Terceira reunião:

 Quarta reunião:

MÉDIA DO ANO 2019

Avaliações externas: -

IDEB: -
Objetivos para o trabalho de 2019:

Objetivo geral

 Ampliar a interação entre família e escola, visando a melhoria do


ensino-aprendizagem dos alunos;

 Desenvolver ações com o corpo docente, de forma coletiva, para


superar problemas.

Objetivos específicos

 Aprimorar o incremento cognitivo, psíquico físico e social dos


discentes;

 Melhorar e garantir uma qualificação prática e coletiva entre os


docentes;

 Aumentar a assiduidade dos pais/família no âmbito escolar;

 Realizar diagnósticos bimestrais das turmas;

 Acompanhar as atividades realizadas pelos professores a partir


do nosso projeto anual, que esse ano é: Sustentabilidade.

AÇÕES E ESTRATÉGIAS

Para os docentes

 Incentivar os docentes a desenvolver um trabalho de categoria,


visando à aprendizagem expressiva dos alunos;

 Garantir o atendimento adequado e de excelência para todos os


professores de forma igualitária.
Para os discentes

 Acompanhar e analisar a aprendizagem dos discentes para


identificar falhas e acertos e, a partir daí, reorientar a prática
pedagógica;

 Torna o ambiente escolar acolhedor, aberto ao dialogo com os


alunos e seus familiares.

Rotina de trabalho para 2019:

Temas para estudos

 Práticas Pedagógicas para Alfabetizar Letrando;

 A organização da seqüência didática e sua articulação com


a prática;

 Uso do livro literário digital na sala de aula.

AVALIAÇÃO DO PLANO

As ações serão focadas no atendimento de situações pedagógicas


que irão surgir no decorrer deste ano de 2019.