Você está na página 1de 11

Arcadismo - Exercícios resolvidos

01. Assinale o que não se refere ao Arcadismo:

a) Época do Iluminismo (século XVIII) – Racionalismo, clareza, simplicidade.

b) Volta aos princípios clássicos greco-romanos e renascentistas (o belo, o bem, a


verdade, a perfeição, a imitação da natureza).

c) Ornamentação estilística, predomínio da ordem inversa, excesso de figuras.

d) Pastoralismo, bucolismo suaves idílios campestres.

e) Apóia-se em temas clássicos e tem como lema: inutilia truncat (“corta o que é inútil”).

Resposta: C

02. Indique a alternativa errada:

a) Cultismo e conceptismo são as duas vertentes literárias do estilo barroco.

b) O arcadismo afirmou-se em oposição ao estilo barroco.

c) O conceptismo correspondeu a um estilo fundado em “agudezas”ou “sutilezas”de


pensamento, com

transições bruscas e associações inesperadas entre conceitos.

d) O cultismo correspondeu sobretudo a um jogo formal refinado, com uso abundante de


figuras de

linguagem e verdadeiras exaltação sensorial na composição das imagens e na


elaboração sonora.

e) O Arcadismo tendeu à obscuridade, à complicação lingüística e ao ilogismo.

Resposta: E

Nos exercícios 3 e 4, assinale, em cada um, a(s) afirmação(ões) improcedente(s) sobre o


Arcadismo.

(Podem ocorrer várias em cada exercício).

03. A respeito da época em que surgiu o Arcadismo:

a) o século XVIII ficou conhecido como “século das luzes”;

b) os “enciclopedistas”construíram os alicerces filosóficos da Revolução Francesa;

c) o adiantamento cientifico é uma das marcas desta época histórica;

d) a burguesia conhece, então, acentuado declínio em seu prestígio;

e) em O Contrato Social, Rousseau aborda a origem da Autoridade.


Resposta: D

04. Quanto à linguagem árcade:

a) prefere a ordem indireta, tal como no latim literário;

b) tornou-se artificial, pedante, inatural;

c) procura o comedimento, a impessoalidade, a objetividade;

d) manteve as ousadias expressionais do Barroco;

e) promove um retorno às “virtudes clássicas”da clareza, da simplicidade e da


harmonia.

Resposta: A, B, D

05. Entre os escritores mais conhecidos do “Grupo Mineiro”, estão:

a) Silva Alvarenga, Mário de Andrade, Menotti del Picchia.

b) Santa Rida Durão, Cecília Meireles, Tomás Antônio Gonzaga.

c) Basílio da Gama, Paulo Mendes Campos, Alvarenga Peixoto.

d) Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto.

e) Alvarenga Peixoto, Fernando Sabino, Cláudio Manuel da Costa.

Resposta: D

06. Qual a alternativa que apresenta uma associação errada?

a) Barroco / Contra-Reforma.

b) Arcadismo / Iluminismo

c) Romantismo / Revolução Industrial.

d) Arcadismo / Anti-Classicismo

e) Arcadismo / Racionalismo

Resposta: D

07. Poema satírico sobre os desmando administrativos e morais imputados a Luís da


Cunha Menezes, que governou a Capitania das Minas de 1783 e 1788:

a) Marília de Dirceu

b) Vila Rica

c) Fábula do Ribeirão do Carmo

d) Caras Chilenas
e) O Uruguai

Resposta: D

08. Em seu poema épico, tenta conciliar a louvação do Marquês de Pombal e o heroísmo
do índio. Afasta-se do

modelo de Os Lusíadas e emprega como maravilhoso o fetichismo indígena. São heróis


desse poema:

a) Cacambo, Lindóia, Moema

b) iogo Álvares Correia, Paraguaçu, Moema

c) Diogo Álvares Correia, Paraguaçu, Tanajura

d) Cacambo, Lindóia, Gomes Freira de Andrade

e) n.d.a.

Resposta: D

09. (ITA) Uma das afirmações abaixo é incorreta. Assinale-a:

a) O escritor árcade reaproveita os seres criados pela mitologia greco-romana, deuses e


entidades pagãs. Mas

esses mesmos deuses convivem com outros seres do mundo cristão.

b) A produção literária do Arcadismo brasileiro constitui-se sobretudo de poesia, que


pode ser lírico-amorosa,

épica e satírica.

c) O árcade recusa o jogo de palavras e as complicadas construções da linguagem


barroca, preferindo a

clareza, a ordem lógica na escrita.

d) O poema épico Caramuru, de Santa Rita Durão, tem como assunto o descobrimento
da Bahia, levado a

efeito por Diogo Álvares Correia, misto de missionários e colonos português.

e) A morte de Moema,índia que se deixa picar por uma serpente, como prova de
fidelidade e amor ao índio

Cacambo, é trecho mais conhecido da obra O Uruguai, de Basílio da Gama.

Resposta: E

10. (ITA) Dadas as afirmações:

I) O Uruguai, poema épico que antecipa em várias direções o Romantismo, é motivado


por dois propósitos

indisfarçáveis: exaltação da política pombalina e antijesuitismo radical.


II) O(A) autor(a) do poema épico Vila Rica, no qual exalta os bandeirantes e narra a
história da atual Ouro

Preto, desde a sua fundação, cultivou a poesia bucólica, pastoril, na qual menciona a
natureza como refúgio.

III) Em Marília de Dirceu, Marília é quase sempre um vocativo; embora tenha a estrutura de
um diálogo, a

obra é um monólogo – só Gonzaga fala, raciocina; constantemente cai em contradição


quanto à sua postura

de Spastor e sua realidade de burguês.

Está(ão) Correta(s):

a) Apenas I

b) Apenas II

c) Apenas I e II

d) Apenas I e III

e) Todas

Resposta: D

Gabarito Resposta
1. A
2. C
3. B
4. B
5. B
6. B
7. C
8. D
9. B
10. D
11. B
12. B
13. B
14. D
15. C
16. C
17. A

Exercícios - Lit Informação - Barroco - Arcadismo


Lista 1
1. Entre outras características do Arcadismo, encontramos:

utilização, pelos poetas, de pseudônimos pastoris.


condenação do Barroco, que prevaleceu no século XVI, nas suas formas de cultismo e
conceptismo.
a arte não deve ser concebida como imitação da natureza.
o subjetivismo e o egocentrismo.

2. O Arcadismo, didaticamente, inicia-se, no Brasil, em 1768:

com a fundação de Arcádia de Lusitana.


com a publicação de poemas de Cláudio Manuel da Costa (em Lisboa) e pela fundação
da Arcádia Ulissiponense.
com a publicação dos poemas de Cláudio Manuel da Costa (em Lisboa) e pela fundação
da Arcádia Ultramarina.
pela vinda da família real para o Brasil.

3. Todos os autores abaixo, relacionados pertencem à escola mineira do Arcadismo, exceto:

José Basílio da Gama.


José de Anchieta
Tomás Antônio Gonzaga.
Frei José de Santa Rita Durão.

4. Os autores de Vila Rica, Caramuru e Uruguai foram, respectivamente:

Cláudio Manuel da Costa, Santa Rita Jabotão e Graciliano Ramos.


Cláudio Manuel da Costa, J. de Santa Rita Durão e José Basílio da Gama.
Santa Rita Durão, Manuel Botelho de Oliveira e Adonias Filho.
José Basílio Gama, Nuno M. Pereira e Tomás Antônio Gonzaga.

5. Em Literatura, um grupo de escritores, no século XVIII, defendeu o bucolismo, a


necessidade de revalorização da vida simples, em contato com a natureza. Estamos fazendo
referência aos escritores do:

ROMANTISMO, para quem, encontrar-se com a natureza significava alargar a


sensibilidade.
ARCADISMO, propondo um retorno à ordem natural, como na literatura clássica, à
medida que a natureza adquire um sentido de simplicidade, harmonia e verdade.
REALISMO, fugindo às exibições subjetivas e mantendo a neutralidade diante daquilo
que era narrado; as referências à natureza eram feitas em terceira pessoa.
BARROCO, movimento que valorizava a tensão de elementos contrários, celebrando
Deus ou as delícias da vida nas formas da natureza.
6. Marília de Dirceu, famosa obra arcádica brasileira, inspirada em Maria Dorotéia de Seixas
Brandão, foi escrita por:

Inácio José de Alvarenga Peixoto.


Tomás Antônio Gonzaga.
José Basílio da Gama.
Cláudio Manuel da Costa.

7. "Voltaram à baila os deuses esquecidos, as ninfas esquivas, as náiades, as oréades e os


pastores enamorados, as pastoras insensíveis e os rebanhos numerosos das bucólicas de
Teócrito e Virgílio." (Ronald de Carvalho, PEQUENA HISTÓRIA DE LITERATURA
BRASILEIRA) O trecho acima refere-se ao seguinte movimento literário:

Romantismo.
Barroco.
Arcadismo.
Parnasianismo.

8. Considere as afirmativas sobre Barroco e o Arcadismo:

1. Simplificação da língua literária – ordem direta – imitação dos


antigos gregos e romanos.
2. Valorização dos sentidos – imaginação exaltada – emprego dos
vocábulos raros.
3. Vida campestre idealizada como verdadeiro estado de
poesia-clareza-harmonia.
4. Emprego freqüente de trocadilhos e de perífrases – malabarismos
verbais – oratória.
5. Sugestões de luz, cor e som – antítese entre a vida e a morte –
espírito cristão antiterreno.

Assinale a opção que só contém afirmativas sobre o Arcadismo:

1, 4 e 5
2, 3 e 5
2, 4 e 5
1e3

9. Relacione as colunas:

1.Glauceste Satúrnio ( ) Tomás Antônio Gonzaga


2.Alcindo Palmirendo ( ) Cláudio Manuel da Costa
3.Dirceu ( ) Basílio da Gama
4.Termindo Sipílio ( ) Caldas Barbosa
5.Lereno ( ) Silva Alvarenga

3, 1, 5, 2, 4
3, 1, 4, 5, 2
3, 2, 4, 1, 5
3, 1, 4, 2, 5

10. Qual dessas afirmações não caracterizava a poesia arcádica realizada no Brasil no século
XVIII?

Procurava-se descrever uma atmosfera denominada locus amoenus.


A poesia seguia o lema de "cortar o inútil" do texto.
As amadas eram ninfas, lembrando a mitologia grega e romana.
Os poetas da época não se expressaram no gênero épico.

11. Apontar a alternativa correta:

Tomás Antônio Gonzaga cultivou a poesia satírica em O Desertor.


Na obra Cartas Chilenas, temos uma sátira contra a administração de Luís da Cunha
Menezes.
Nessa obra o autor se disfarça sob o nome de "Doroteu"
Para maior disfarce, o autor de Cartas Chilenas faz passar a ação na cidade do Rio de
Janeiro.

12. Texto I "É a vaidade, Fábio, nesta vida, Rosa, que da manhã lisonjeada, Púrpuras mil,
com ambição dourada, Airosa rompe, arrasta presumida."

Texto II "Depois que nos ferir a mão da morte, ou seja neste monte, ou noutra serra, nossos
corpos terão, terão a sorte de consumir os dous a mesma terra."

O texto I é barroco; o texto II é arcádico. Comparando-os, é possível afirmar que os árcades


optaram por uma expressão:

impessoal e, portanto, diferenciada do sentimentalismo barroco, em que o mundo


exterior era projeção do caos interior do poeta.
despojada das ousadias sintáticas da estética anterior, com predomínio da ordem direta e
de vocábulos de uso corrente.
em que predominam, diferentemente do Barroco, a antítese, a hipérbole, a conotação
poderosa.
em que a quantidade de metáforas e de torneios de linguagem supera a tendência
denotativa do Barroco.

13. "A poesia parece fenômeno mais vivo e autêntico (...) por ter brotado de experiências
humanas palpitantes". (Ele) "é dos raros poetas brasileiros, certamente o único entre os
árcades, cuja vida amorosa importa para a compreensão da obra." "O lírico ouvidor soltava
os seus amores em liras apaixonadas, que tinham, naquele ambiente de Vila Rica, um sabor
novo e raro." Assim a crítica literária tem-se manifestado sobre o poeta:

Cláudio Manuel da Costa


Tomás Antônio Gonzaga
Alvarenga Peixoto
Basílio da Gama

14. Os autores árcades brasileiros apresentam uma obra divorciada das necessidades
brasileiras, na segunda metade do século XVIII. Como processo de defesa à liderança do
público, tais letrados criam:

poemas de profundo subjetivismo;


os contos regionais de mineração;
a dialética;
as academias

15. "Alguém há de cuidar que é frase inchada Daquela que lá se usa entre essa gente Que
julga, que diz muito, e não diz nada. O nosso humilde gênio não consente, Que outra coisa se
diga mais, que aquilo Que só convém ao espírito inocente." Os versos de Cláudio Manuel da
Costa lembram o fato de que:

a expressão exata, contida, que busca os limites do essencial, é traço da literatura


colonial brasileira e dos primeiros movimentos estéticos pós-Independência.
o Barroco se esforçou por alcançar uma expressão rigorosa e comedida, a fim de
espelhar os grandes conflitos do homem.
o Arcadismo, buscando simplicidade, se opôs à expressão intrincada a aos excessos do
cultismo do Barroco.
o Romantismo, embora tenha refugado os rigores do formalismo neo-clássico, tomou por
base o sentimentalismo originário desse movimento estético.

16. "Eu, Marília, não sou algum vaqueiro, Que vive de guardar alheio gado; / De tosco trato,
de expressões grosseiro, / Dos frios gelado e dos sóis queimado. Tenho próprio casal e nele
assisto / Dá-me vinho, legume, fruta, azeite; / Das brancas ovelhinhas tiro o leite, / E mais as
finas lãs, de que me visto. / Graças, Marília bela, Graças à minha Estrela!" O autor dos
versos é:

Gonçalves de Magalhães
Cláudio Manuel da Costa
Tomás Antônio Gonzaga
Alvarenga Peixoto

17. Uma qualidade patente nesta estrofe do exercício anterior é:

o bucolismo;
o nacionalismo;
o regionalismo;
o indianismo.
01. Entre os escritores mais conhecidos do “Grupo Mineiro”, estão:

a) Santa Rida Durão, Cecília Meireles, Tomás Antônio Gonzaga

b) Alvarenga Peixoto, Fernando Sabino, Cláudio Manuel da Costa

c) Basílio da Gama, Paulo Mendes Campos, Alvarenga Peixoto

d) Silva Alvarenga, Mário de Andrade, Menotti del Picchia

e) Cláudio Manuel da Costa, Tomás Antônio Gonzaga, Alvarenga Peixoto

02. (ITA) Uma das afirmações abaixo é incorreta. Assinale-a:

a) A morte de Moema,índia que se deixa picar por uma serpente, como prova de fidelidade e
amor ao índio Cacambo, é trecho mais conhecido da obra O Uruguai, de Basílio da Gama

b) O poema épico Caramuru, de Santa Rita Durão, tem como assunto o descobrimento da Bahia,
levado a efeito por Diogo Álvares Correia, misto de missionários e colonos português

c) A produção literária do Arcadismo brasileiro constitui-se sobretudo de poesia, que pode ser
lírico-amorosa, épica e satírica

d) O escritor árcade reaproveita os seres criados pela mitologia greco-romana, deuses e


entidades pagãs. Mas esses mesmos deuses convivem com outros seres do mundo cristão

e) O árcade recusa o jogo de palavras e as complicadas construções da linguagem barroca,


preferindo a clareza, a ordem lógica na escrita

03. Qual a alternativa que apresenta uma associação errada?

a) Arcadismo / Iluminismo

b) Arcadismo / Racionalismo

c) Arcadismo / Anti-Classicismo

d) Barroco / Contra-Reforma

e) Romantismo / Revolução Industrial

04. Assinale o que não se refere ao Arcadismo:

a) Volta aos princípios clássicos greco-romanos e renascentistas (o belo, o bem, a verdade, a


perfeição, a imitação da natureza)

b) Época do Iluminismo (século XVIII) – Racionalismo, clareza, simplicidade

c) Apóia-se em temas clássicos e tem como lema: inutilia truncat (“corta o que é inútil”)

d) Ornamentação estilística, predomínio da ordem inversa, excesso de figuras

e) Pastoralismo, bucolismo suaves idílios campestres

05. Poema satírico sobre os desmando administrativos e morais imputados a Luís da Cunha
Menezes, que governou a Capitania das Minas de 1783 e 1788:

a) Fábula do Ribeirão do Carmo

b) Caras Chilenas

c) Marília de Dirceu

d) O Uruguai

e) Vila Rica

Nos exercícios 6 e 7, assinale, em cada um, a(s) afirmação(ões) improcedente(s) sobre o


Arcadismo. (Podem ocorrer várias em cada exercício).
06. Quanto à linguagem árcade:
I - prefere a ordem indireta, tal como no latim literário;
II - tornou-se artificial, pedante, inatural;
III - procura o comedimento, a impessoalidade, a objetividade;
IV - manteve as ousadias expressionais do Barroco;
V - promove um retorno às “virtudes clássicas”da clareza, da simplicidade e da harmonia.

a) II, IV,V

b) III,IV

c) II, V

d) I, II, IV

e) I, II, III, IV, V

07. A respeito da época em que surgiu o Arcadismo:

a) os “enciclopedistas”construíram os alicerces filosóficos da Revolução Francesa

b) em O Contrato Social, Rousseau aborda a origem da Autoridade

c) a burguesia conhece, então, acentuado declínio em seu prestígio

d) o adiantamento cientifico é uma das marcas desta época histórica

08. (ITA) Dadas as afirmações:


I - O Uruguai, poema épico que antecipa em várias direções o Romantismo, é motivado por dois
propósitos indisfarçáveis: exaltação da política pombalina e antijesuitismo radical.
II - O(A) autor(a) do poema épico Vila Rica, no qual exalta os bandeirantes e narra a história da
atual Ouro Preto, desde a sua fundação, cultivou a poesia bucólica, pastoril, na qual menciona a
natureza como refúgio.
III - Em Marília de Dirceu, Marília é quase sempre um vocativo; embora tenha a estrutura de um
diálogo, a obra é um monólogo – só Gonzaga fala, raciocina; constantemente cai em contradição
quanto à sua postura de Spastor e sua realidade de burguês.
Está(ão) Correta(s):

a) I e III

b) I e II

c) II e III

d) I, II e III

09. Indique a alternativa errada:

a) O cultismo correspondeu sobretudo a um jogo formal refinado, com uso abundante de figuras
de linguagem e verdadeiras exaltação sensorial na composição das imagens e na elaboração sonora

b) O Arcadismo tendeu à obscuridade, à complicação lingüística e ao ilogismo

c) O arcadismo afirmou-se em oposição ao estilo barroco

d) Cultismo e conceptismo são as duas vertentes literárias do estilo barroco

e) O conceptismo correspondeu a um estilo fundado em “agudezas”ou “sutilezas”de


pensamento, com transições bruscas e associações inesperadas entre conceitos

10. Em seu poema épico, tenta conciliar a louvação do Marquês de Pombal e o heroísmo do índio.
Afasta-se do modelo de Os Lusíadas e emprega como maravilhoso o fetichismo indígena. São heróis
desse poema:

a) Diogo Álvares Correia, Paraguaçu, Moema

b) Diogo Álvares Correia, Paraguaçu, Tanajura

c) Cacambo, Lindóia, Moema


d) Cacambo, Lindóia, Gomes Freira de Andrade

e) n.d.a.

01 - E 02 - A 03 - C 04 - D 05 - B

06 - D 07 - C 08 - A 09 - B 10 - D