Você está na página 1de 574

MANUAL DE ADMINISTRAÇÃO

SOLIDWORKS PDM 2017


Conteúdo

Avisos legais...............................................................................................................15

1 Introdução à Ferramenta de administração.............................................................18


Apresentação do SOLIDWORKS PDM Standard ............................................................................18
Sobre o SOLIDWORKS PDM Professional.................................................................................18
Configurar o SOLIDWORKS PDM....................................................................................................21
Modificar configurações locais..........................................................................................................24
Gerenciar o Servidor Web.................................................................................................................25
Iniciar a ferramenta Administração....................................................................................................25
Lista Usado Recentemente...............................................................................................................25
Visualizar o histórico de alterações administrativas..........................................................................26
Caixa de diálogo Monitor de trabalho................................................................................................26

2 Configurações locais................................................................................................28
Diretivas de grupo.............................................................................................................................28
Arquivo de log...................................................................................................................................28
Exibir o arquivo de log SOLIDWORKS PDM ..............................................................................29
Exibir detalhes de eventos...........................................................................................................29
Copiar o arquivo de log local.......................................................................................................29
Caixa de diálogo Arquivo de log..................................................................................................30
Caixa de diálogo Configurações.......................................................................................................31
Caixa de diálogo Configurações - Login automático...................................................................31
Caixa de diálogo Configurações - Guia Referências externas....................................................32
Caixa de diálogo Configurações - guia Programa de compactação............................................32
Configuração do 7-zip como programa de arquivo compactado da função copiar
árvore ......................................................................................................................................33

3 Vaults........................................................................................................................34
Criar e distribuir vaults.......................................................................................................................34
Criação de vaults.........................................................................................................................34
Criação de vistas locais do vault..................................................................................................42
Distribuição de uma vista do vault usando o Active Directory.....................................................48
Distribuir vistas do vault em ambientes WAN..............................................................................51
Caixa de diálogo Propriedades do vault de arquivos..................................................................55
Caixa de diálogo Adicionar servidor............................................................................................56
Atualização de um vault de Standard para Professional.............................................................56
Recolher informações de suporte.....................................................................................................56

2
Conteúdo

Excluir um vault.................................................................................................................................58
Caixa de diálogo Usuários conectados........................................................................................58
Caixa de diálogo Remover vault de arquivos..............................................................................58
Configurações do Vault.....................................................................................................................59
Exportar configurações de vault..................................................................................................59
Importar configurações de vault...................................................................................................60
Arquivamentos do vault.....................................................................................................................69
Compactação e limpeza do arquivamento...................................................................................70
Compactar um arquivamento de vault.........................................................................................70
Limpeza do Servidor de Arquivamento........................................................................................71
Ativar manualmente a compactação ou limpeza.........................................................................72
Esquemas de armazenamento frio...................................................................................................72
Criar um esquema de armazenamento frio.................................................................................73
Exemplo da utilização do armazenamento frio............................................................................74
Caixa de diálogo Esquema de armazenamento frio....................................................................75
Relatórios do SOLIDWORKS PDM (somente para o SOLIDWORKS PDM Professional)...............77
Formatar uma consulta ao relatório.............................................................................................78
Criar uma consulta de transação SQL.........................................................................................83
Executar uma Consulta de Relatório...........................................................................................84

4 Servidores de arquivamento....................................................................................86
Adicionar um servidor de arquivamento............................................................................................86
Login em um servidor de arquivamento............................................................................................87
Atualizar um servidor de arquivamento.............................................................................................87
Remover um servidor de arquivamento............................................................................................88
Exibir o arquivo de log de um servidor de arquivamento..................................................................88
Cópia do arquivo de log de um servidor de arquivamento................................................................88
Exibir arquivos não replicados (apenas para vaults SOLIDWORKS PDM Professional).................89
Identificar o servidor onde um arquivo está replicado (somente para vaults do SOLIDWORKS
PDM Professional).......................................................................................................................89
Propriedades do servidor..................................................................................................................89

5 Suplementos do SOLIDWORKS PDM (Apenas para o SOLIDWORKS PDM


Professional)...........................................................................................................90
Instalar suplementos do SOLIDWORKS PDM .................................................................................90
Instalar suplementos para depuração...............................................................................................91
Caixa de diálogo Propriedades do suplemento.................................................................................91
Caixa de diálogo Depurar suplementos............................................................................................92

6 Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)...................................93


Instalar o suplemento do Dispatch....................................................................................................93
Acessar o Dispatch...........................................................................................................................93
Criar scripts de ação do Dispatch.....................................................................................................94

3
Conteúdo

Caixa de diálogo Administrar ações............................................................................................94


Caixa de diálogo Editar ação.......................................................................................................95
Editar scripts do Dispatch................................................................................................................113
Criar variáveis para scripts do Dispatch..........................................................................................113
Caixa de diálogo Definir variáveis..............................................................................................115
Funções para variáveis..............................................................................................................116
Exportar scripts do Dispatch...........................................................................................................119
Importar scripts do Dispatch............................................................................................................119

7 Listas de materiais.................................................................................................120
Tipos de BOM compatíveis no SOLIDWORKS PDM .....................................................................120
Criar templates de lista de materiais (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)................121
Utilização do tipo de BOM Lista de Corte de Soldagem.................................................................122
Caixa de diálogo Lista de Materiais................................................................................................123

8 Cartões de dados...................................................................................................130
Tipos de cartão de dados................................................................................................................131
Abrir o Editor de Cartões.................................................................................................................131
Editar cartão – Caixa de diálogo Selecione o vault de arquivos.....................................................132
Criar um cartão de dados................................................................................................................132
Modificar um cartão de dados.........................................................................................................133
Adicionar controles de cartão a um Cartão de dados.....................................................................133
Adicionar lógica de controle a um controle.....................................................................................135
Alinhar controles de Cartão de dados.............................................................................................136
Colar controles de cartão de dados................................................................................................136
Exportar um cartão de dados..........................................................................................................137
Importar um cartão de dados..........................................................................................................137
Criar um cartão de pesquisa usando uma lista SQL (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) ..............................................................................................................................138
Criar um cartão de pesquisa com valores selecionados antecipadamente....................................138
Fórmulas de entrada (somente para o SOLIDWORKS PDM Professional)...................................139
Uso de uma fórmula de entrada................................................................................................139
Uso dos aliases em fórmulas de entrada...................................................................................140
Funções de fórmula de entrada.................................................................................................141
Trabalhar com guias controladas....................................................................................................144
Exemplo de guia controlada 1 - Controlar a visibilidade das guias...........................................145
Exemplo de guia controlada 2 - Gerenciar o acesso a um controle..........................................146
Atribuir valores predeterminados....................................................................................................146
Atribuir um valor predeterminado a uma variável de data.........................................................147
Usar um número de série como valor predeterminado.............................................................148
Barra de ferramentas Controles do Editor de Cartões....................................................................149
Propriedades de cartão..............................................................................................................150
Caixa de diálogo Abrir/Salvar como...........................................................................................156

4
Conteúdo

Propriedades de imagem...........................................................................................................157
Propriedades de texto................................................................................................................157
Propriedades de quadro............................................................................................................158
Propriedades de caixa de edição...............................................................................................160
Caixa de diálogo Fórmula de entrada........................................................................................163
Propriedades de botão...............................................................................................................163
Propriedades de botão de opção...............................................................................................165
Propriedades de caixa combo...................................................................................................167
Propriedades de lista suspensa.................................................................................................170
Propriedades de lista combo.....................................................................................................173
Propriedades de caixa de lista...................................................................................................176
Propriedades de guia.................................................................................................................179
Propriedades de caixa de seleção.............................................................................................180
Date Field Properties.................................................................................................................182
Controle de pesquisa de cartão.................................................................................................184
Controle de pesquisa de variável...............................................................................................185
Caixa de diálogo Configurações de grade.................................................................................185
Caixa de diálogo Controlado por variável..................................................................................185
Salvar cartões de dados..................................................................................................................186
Herança de Cartões de dados...................................................................................................186
Salvar um cartão de dados modificado em uma pasta específica............................................189

9 Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional).....................190


Listas centrais de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional).................................190
Criar uma lista de cartões baseada em texto..................................................................................190
Criar uma lista de cartões a partir de uma origem SQL..................................................................191
Criar listas de cartões controladas dinamicamente.........................................................................191
Usar aliases em listas de cartões....................................................................................................193
Criar uma Lista de alias.............................................................................................................193
Copiar e colar valores de lista de cartões de aliases.................................................................193
Usar uma Lista de alias em um Cartão de dados......................................................................194
Exemplos de consultas SQL...........................................................................................................194
Caixa de diálogo Lista.....................................................................................................................195

10 Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional).............................197


Criar categorias...............................................................................................................................198
Caixa de diálogo Categoria.............................................................................................................198
Criando condições para categorias.................................................................................................201
Editar categorias.............................................................................................................................202
Excluir categorias............................................................................................................................202
Exibir a caixa de diálogo Utilização.................................................................................................202
Exemplo - Atribuir categorias por tipo de arquivo...........................................................................202

5
Conteúdo

Exemplo - Atribuir categorias por valor de variável.........................................................................203

11 Colunas................................................................................................................205
Criar um conjunto de colunas de lista de arquivos..........................................................................205
Criar um conjunto de colunas de resultados de pesquisa..............................................................206
Adicionar um conjunto de colunas a um cartão de pesquisa..........................................................207
Caixa de diálogo Colunas personalizáveis......................................................................................207
Caixa de diálogo Nova configuração...............................................................................................211

12 Tipos de arquivo...................................................................................................213
Configurar propriedades de tipo arquivo.........................................................................................213
Caixa de diálogo Propriedades de tipo de arquivo..........................................................................213
Impedir nomes de arquivo duplicados no vault...............................................................................214
Caixa de diálogo Verificação de nomes de arquivos duplicados....................................................215

13 Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM


Professional).........................................................................................................217
Importar valores de variáveis (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)...........................217
Criar um arquivo XML.....................................................................................................................218
Estrutura e exemplo de arquivo......................................................................................................218
Criar uma regra de importação.......................................................................................................221
Caixa de diálogo Regra de importação...........................................................................................221
Criar um conjunto de alias...............................................................................................................222
Caixa de diálogo Conjuntos de alias de variável XML....................................................................222
Criar uma regra de exportação.......................................................................................................223
Caixa de diálogo Regra de exportação...........................................................................................225
Trabalhar com ações de transição..................................................................................................229
Dicas de solução de problemas......................................................................................................230

14 Indexação do vault (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)................231


Usar a Pesquisa do Windows para a pesquisa de conteúdo..........................................................231
Configuração da Pesquisa do Windows..........................................................................................232
Configurar a indexação...................................................................................................................233
Indexar arquivamentos do vault em um sistema de servidor SQL..................................................233
Configurar o serviço de indexação em um sistema de servidor não SQL......................................234
Remover o índice de um vault.........................................................................................................235
Caixa de diálogo Configurações de indexação...............................................................................235
Caixa de diálogo Editar caminho de pasta de arquivamento do vault de arquivos.........................236

15 Itens (somente SOLIDWORKS PDM Professional )............................................237


Pastas de itens................................................................................................................................237
Configuração de itens.....................................................................................................................238
Configurar itens - ID de Item......................................................................................................239

6
Conteúdo

Configurar itens - Nome descritivo.............................................................................................240

16 Instalar e configurar a licença SolidNetWork......................................................241


Configuração do servidor de licenças do SolidNetWork para o vault de arquivos..........................241
Utilização do servidor de licenças SolidNetWork com firewalls......................................................242
Modificar as configurações do Gerenciador de Licenças SolidNetWork para o firewall do
Windows .....................................................................................................................................242
Administração de Licenças SolidNetWork......................................................................................243
Iniciar o SolidNetWork License Manager...................................................................................243
Solução de problemas de licenças SolidNetWork.....................................................................243
Licensing .........................................................................................................................................244
Tipos de licença.........................................................................................................................244
Alterar o tipo de licença do cliente.............................................................................................245
Visualizar informações de versão de sistemas que não são clientes........................................246
Exibir informações de versão para sistemas clientes................................................................246
Adicionar e modificar servidor de licenças do SolidNetWork....................................................247
Caixa de diálogo Definir licença.................................................................................................247

17 Sistema de mensagens........................................................................................249
Tipos de sistemas de mensagens...................................................................................................249
Configurar o sistema de mensagens...............................................................................................250
Sistema de mensagens - Guia Geral.........................................................................................251
Sistema de mensagens - Guia Configurações SMTP...............................................................251
Testar configurações.................................................................................................................252
Exemplo: Usar o sistema de mensagens do banco de dados........................................................252

18 Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas).............................254


Arquivar ...........................................................................................................................................254
Caixa de diálogo Status de arquivamento (SOLIDWORKS PDM Professional somente
vaults) ...................................................................................................................................254
Replicação do arquivamento (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional).......................255
Replicação do banco de dados do vault.........................................................................................259
Configuração de servidores SQL secundários..........................................................................260
Caixa de diálogo Configurações do servidor.............................................................................260

19 Números de revisão.............................................................................................262
Criar números de revisão................................................................................................................263
Caixa de diálogo Propriedades do componente de número de revisão....................................263
Caixa de diálogo Propriedades de número de revisão..............................................................264
Exibir a caixa de diálogo Utilização...........................................................................................265
Definir números de revisão manualmente.......................................................................................265
Definir números de revisão automaticamente.................................................................................265
Atribuir números de revisão a estados de fluxo de trabalho...........................................................266

7
Conteúdo

Sincronização de uma variável de revisão com um número de revisão ........................................267


Exemplo - Alterar a numeração de revisão para diferentes estados de fluxo de trabalho..............268
Exemplo - Criar números de revisão com contadores principal e secundário................................269
Exemplo - Mapear um número de revisão em um formulário de desenho.....................................270

20 Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)..................272


Criar um número de série a partir de uma cadeia de caracteres....................................................273
Criar um número de série a partir de um suplemento.....................................................................273
Adicionar um número de série a um cartão de dados.....................................................................274
Usar números de série para nomear arquivos automaticamente...................................................274
Caixa de diálogo Propriedades de Número de Série......................................................................275
Caixa de diálogo Número de série..................................................................................................276

21 Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)..................................278


Adicionar tarefas a um vault............................................................................................................279
Permitir a execução de tarefas........................................................................................................280
Caixa de diálogo Configuração de host de tarefa...........................................................................281
Criar uma nova tarefa......................................................................................................................282
Propriedades da tarefa - Suplemento........................................................................................283
Propriedades da tarefa - Método de execução..........................................................................284
Propriedades da tarefa - Comando de menu.............................................................................285
Propriedades da tarefa - Script..................................................................................................286
Inserir macros nos scripts do suplemento Tarefas do SOLIDWORKS......................................289
Caixa de diálogo Opções avançadas de criação de scripts......................................................290
Propriedades da tarefa - Programação......................................................................................292
Caixa de diálogo Programação avançada.................................................................................293
Propriedades da tarefa - Permissões........................................................................................294
Propriedades da tarefa - Notificação de êxito............................................................................295
Propriedades da tarefa - Notificação de erro.............................................................................295
Configurar a tarefa Converter..........................................................................................................296
Habilitar a opção Salvar como PDF 3D no script da tarefa Converter......................................298
Propriedades de Converter - Configurações de conversão.......................................................299
Propriedades de conversão - Cartão de arquivo.......................................................................313
Propriedades de conversão - Detalhes do arquivo de saída.....................................................313
Configurar a tarefa Imprimir............................................................................................................315
Propriedades de impressão - Impressora..................................................................................317
Propriedades de impressão - Tamanho e orientação do papel.................................................317
Propriedades de impressão - Margens......................................................................................318
Propriedades de impressão - Arquivos......................................................................................319
Configurar tarefas do Design Checker............................................................................................320
Suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF .............................................................................321
Acesso ao suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF.......................................................321

8
Conteúdo

Configuração da tarefa Office para PDF....................................................................................321


Configuração da tarefa DraftSight para PDF.............................................................................327
Criar uma variante da tarefa............................................................................................................331
Executar tarefas..............................................................................................................................331
Iniciar uma tarefa usando um fluxo de trabalho ........................................................................332
Executar uma tarefa sob demanda............................................................................................333
Caixa de diálogo Adicionar tarefa..............................................................................................333
Monitorar tarefas.............................................................................................................................342
Caixa de diálogo Lista de tarefas...............................................................................................342
Caixa de diálogo Lista de opções de tarefa...............................................................................343
Caixa de diálogo Detalhes de tarefa..........................................................................................344
Solução de problemas de tarefas....................................................................................................346
Exibir detalhes de uma tarefa que falhou..................................................................................346
Usar notificações para acessar os logs de erros de tarefas......................................................347
Exibir o log de erros...................................................................................................................347
Tarefas personalizadas...................................................................................................................347
Atualizar o suplemento Tarefas do SOLIDWORKS (somente para SOLIDWORKS PDM
Professional) ..............................................................................................................................348
Determinar as versões atuais do SOLIDWORKS PDM e do suplemento Tarefas do
SOLIDWORKS......................................................................................................................349
Realizar a atualização do SWTaskAddin (somente SOLIDWORKS PDM Professional)..........349
Atualizar tarefas.........................................................................................................................350

22 Templates (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)..............................351


Criar templates................................................................................................................................351
Novo/Editar template - Nome do template.................................................................................352
Novo/Editar template - Executar como......................................................................................352
Novo/Editar template - Cartões de template..............................................................................353
Caixa de diálogo Adicionar cartão.............................................................................................354
Novo/Editar template - Arquivos e pastas..................................................................................354
Novo/Editar template - Ícone.....................................................................................................359
Novo/Editar template - Usuários e grupos.................................................................................359
Organizar variáveis de template................................................................................................360
Exemplo: Criar um template de projeto usando um Cartão de template...................................361
Editar templates..............................................................................................................................363
Criar novos templates com o método de copiar e colar..................................................................363
Excluir templates.............................................................................................................................364

23 Toolbox.................................................................................................................365
Configurar o Toolbox no SOLIDWORKS PDM e no SOLIDWORKS..............................................366
Caixa de diálogo Toolbox................................................................................................................368
Migração de bibliotecas do Toolbox existentes...............................................................................371
Cenários de migração do Toolbox.............................................................................................371

9
Conteúdo

Migração de uma integração parcial do Toolbox para uma integração completa.....................372


Migração de um Toolbox compartilhado....................................................................................373
Instruções pós-migração para usuários do Toolbox..................................................................373
Atualização da versão do software Toolbox....................................................................................374
Atualização para gerenciar o Toolbox inteiramente no vault.....................................................374
Atualizações do Toolbox............................................................................................................375

24 Usuários e grupos................................................................................................377
Conta de usuário Admin..................................................................................................................377
Criar as contas dos usuários...........................................................................................................378
Criar contas de usuário para o login no Windows ou LDAP (somente para SOLIDWORKS
PDM Professional)................................................................................................................378
Criar contas de usuários para o tipo de login do SOLIDWORKS PDM ....................................379
Pop de informações do usuário ......................................................................................................380
Excluir uma conta de usuário..........................................................................................................381
Alterar a senha de uma conta de usuário.......................................................................................382
Delegar o gerenciamento de conta de usuário e permissões de grupo..........................................382
Gerenciar várias contas de usuário.................................................................................................383
Caixa de diálogo Usuários;Grupos..................................................................................................383
Validar contas de usuários..............................................................................................................384
Resolver informações faltando de login de usuário........................................................................384
Permissões de estado do fluxo de trabalho e de pasta..................................................................385
Atribuir direitos de pasta..................................................................................................................386
Configuração do comportamento do armazenamento em cache...................................................386
Permissão para que usuários vejam arquivos de estado privativo.................................................387
Propriedades de usuário - Propriedades gerais..............................................................................388
Caixa de diálogo Adicionar usuários..........................................................................................391
Propriedades de usuário - Grupos.............................................................................................392
Propriedades de usuário - Permissões administrativas.............................................................393
Propriedades de usuário - guia Permissões por pasta..............................................................396
Propriedades de usuário - guia Permissões atribuídas por pasta.............................................400
Propriedades de usuário - Permissões de estado.....................................................................401
Propriedades de usuário - Permissões de transição.................................................................402
Propriedades de usuário - Permissões por arquivo...................................................................403
Propriedades de usuário - Cartões de pesquisa........................................................................403
Propriedades de usuário - Listas de Materiais...........................................................................404
Propriedades de usuário - Tarefas............................................................................................404
Propriedades de usuário - Templates........................................................................................405
Propriedades de usuário - Avisos..............................................................................................405
Propriedades de usuário - Guia Opções de cache por pasta....................................................409
Propriedades de usuário - Guia Opções de cache atribuídas...................................................409
Propriedades de usuário - Excluir pastas de cópia de árvore...................................................410

10
Conteúdo

Propriedades de usuário - Pastas de cópia de árvore excluídas..............................................411


Caixa de diálogo Novo usuário..................................................................................................412
Caixa de diálogo Novo usuário (login do Windows)..................................................................412
Caixa de diálogo Alterar senha..................................................................................................412
Caixa de diálogo Selecionar pasta do vault...............................................................................412
Caixa de diálogo Atribuição de permissões...............................................................................413
Configurações do usuário...............................................................................................................413
Adicionando um Viewer para o comando Exibir arquivo (somente para SOLIDWORKS
PDM Professional)................................................................................................................414
Limpar valores para o comando Copiar árvore..........................................................................414
Adicionar um aplicativo de comparação para o comando Comparar (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional) ......................................................................................415
Exibir nomes completos do usuário na interface do usuário.....................................................416
Personalizar menus do SOLIDWORKS PDM (apenas para o SOLIDWORKS PDM
Professional) .........................................................................................................................417
Definir valores padrão para obter referências durante o check-out...........................................419
Caixa de diálogo Configurações - Adicionar arquivos...............................................................422
Caixa de diálogo Configurações - Adicionar pastas..................................................................423
Caixa de diálogo Configurações - Check-in...............................................................................424
Caixa de diálogo Configurações - Copiar árvore.......................................................................425
Caixa de diálogo Configurações - Explorer...............................................................................425
Caixa de diálogo Configurações – comparação de arquivos (para SOLIDWORKS PDM
Professional apenas)............................................................................................................428
Caixa de diálogo Configurações - Idioma..................................................................................428
Caixa de diálogo Configurações - Menus (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) .........................................................................................................................429
Caixa de diálogo Configurações - Mensagens..........................................................................430
Caixa de diálogo Configurações - Diálogo de referência..........................................................431
Caixa de diálogo Configurações - Barra de tarefas...................................................................433
Caixa de diálogo Configurações - Visualizadores.....................................................................433
Gerenciar usuários com grupos......................................................................................................434
Criar um grupo...........................................................................................................................435
Adicionar membros a um grupo.................................................................................................435
Importar usuários do Active Directory para grupos (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) .........................................................................................................................435
Gerenciar vários grupos.............................................................................................................440
Caixa de diálogo Usuários;Grupos............................................................................................441
Caixa de diálogo Criar novo grupo............................................................................................441
Propriedades de grupo - Propriedades gerais...........................................................................442

25 Variáveis...............................................................................................................461
Variáveis de cartão de dados..........................................................................................................461
Atribuir valores predeterminados....................................................................................................461

11
Conteúdo

Considerações ao configurar variáveis de cartão de dados...........................................................462


Remover variáveis e cartões não utilizados....................................................................................463
Mapeamento de variáveis...............................................................................................................463
Mapear variáveis para propriedades de arquivo........................................................................463
Mapeamento de variável - Arquivos do Microsoft Office...........................................................464
Modificar propriedades personalizadas de PDFs usando o plug-in de PDF (Apenas para
o SOLIDWORKS PDM Professional)....................................................................................468
Mapeamento de variáveis - Arquivos AutoCAD.........................................................................469
Mapeamentos de variáveis - Arquivos do Autodesk Inventor (apenas para o SOLIDWORKS
PDM Professional)................................................................................................................470
Mapeamento de variáveis - Arquivos do SOLIDWORKS..........................................................472
Mapeamentos de variáveis - Arquivos do Solid Edge (apenas para o SOLIDWORKS PDM
Professional) .........................................................................................................................478
Mapeamentos de variáveis - Arquivos do Pro/ENGINEER (apenas para SOLIDWORKS
PDM Professional)................................................................................................................479
Mapeamento de variáveis - Arquivos raster CALS (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) .........................................................................................................................480
Mapeamentos de variáveis - Arquivos XML (apenas para o SOLIDWORKS PDM
Professional) .........................................................................................................................483
Mapeamentos de variáveis - Arquivos MSG do Outlook (apenas para SOLIDWORKS
PDM Professional)................................................................................................................484
Mapeamento de variáveis - Arquivos do INI..............................................................................485
Variáveis independentes de versão................................................................................................485
Caixa de diálogo Onde a variável é usada......................................................................................486
Caixa de diálogo Editar variáveis....................................................................................................486
Caixa de diálogo Editar variável......................................................................................................490

26 Fluxos de trabalho................................................................................................494
Operações básicas..........................................................................................................................494
Abrir um fluxo de trabalho..........................................................................................................494
Interface do Editor de fluxo de trabalho.....................................................................................495
Salvar um fluxo de trabalho.......................................................................................................496
Sair do Editor de Fluxo de Trabalho..........................................................................................496
Exportar um fluxo de trabalho....................................................................................................497
Reorganizar o layout do fluxo de trabalho.................................................................................497
Vários fluxos de trabalho (apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional)...............................498
Criar fluxos de trabalho..............................................................................................................498
Criar vínculos de fluxo de trabalho (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)..............503
Caixa de diálogo Propriedades de vínculo do fluxo de trabalho................................................504
Excluir fluxos de trabalho...........................................................................................................505
Estados do fluxo de trabalho...........................................................................................................505
Criar estados de fluxo de trabalho.............................................................................................506
Configurar direitos de acesso do estado...................................................................................512

12
Conteúdo

Estado privativo.........................................................................................................................514
Transições de fluxo de trabalho......................................................................................................514
Criar transições de fluxo de trabalho.........................................................................................515
Transições paralelas de fluxo de trabalho (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)
..............................................................................................................................................523
Adicionar condições de transição..............................................................................................526
Operadores de condições para transições de fluxo de trabalho...............................................527
Solicitar assinaturas eletrônicas para transições.......................................................................531
Adicionar ações de transição.....................................................................................................531
Configurar os direitos das transições.........................................................................................540
Exemplo: Roteamento automático de arquivos para estados diferentes (para
SOLIDWORKS PDM Professional apenas)..........................................................................541
Notificações do fluxo de trabalho....................................................................................................541
Criar notificações de estado de fluxo de trabalho......................................................................542
Criar notificações de estado em atraso a partir do Editor do fluxo de trabalho.........................543
Criar notificações de transição de fluxo de trabalho..................................................................543

27 Administração de servidores Web (para SOLIDWORKS PDM Professional


apenas) .................................................................................................................548
Visão geral do servidor da web.......................................................................................................548
Administração do servidor da web..................................................................................................548
Conectar ao servidor da web.....................................................................................................549
Criar configurações de servidor da web....................................................................................550
Adicionar compartilhamentos na web........................................................................................550
Fornecer URLs para usuários de cliente da web.......................................................................551
Personalizar a página de acesso à web....................................................................................551
Alterar o número de arquivos retornados em uma lista de pesquisa........................................552
Caixas de diálogo de Servidor da web............................................................................................552
Caixa de diálogo Adicionar servidor da web..............................................................................552
Caixa de diálogo Adicionar URL público....................................................................................553
Caixa de diálogo Adicionar/Alterar configuração.......................................................................553
Caixa de diálogo Adicionar vault................................................................................................554
Caixa de diálogo Adicionar compartilhamento web...................................................................554
Caixa de diálogo Propriedades do compartilhamento na web..................................................554
Caixa de diálogo Alterar propriedades do servidor da web.......................................................555

28 Configuração do Servidor de Arquivamento........................................................556


Interface do usuário para Ferramenta de Configuração de Servidor de Arquivamento..................556
Caixa de diálogo Configurações predeterminadas.........................................................................557
Gerenciamento de usuários............................................................................................................558
Acesso de login..........................................................................................................................558
Login do SQL.............................................................................................................................561
Acesso às contas.......................................................................................................................562

13
Conteúdo

Gerenciamento dos vaults de arquivos...........................................................................................563


Realocação de vaults de arquivos.............................................................................................563
Configurações do vault de arquivos...........................................................................................565
Gerenciamento do Servidor de Arquivamento................................................................................566
Pastas-raiz .................................................................................................................................566
Alteração do intervalo de atualização........................................................................................567
Backup das configurações do Servidor de Arquivamento.........................................................567

29 Servidor de banco de dados................................................................................572


Configurar o servidor de banco de dados do SOLIDWORKS PDM ...............................................573
Exibir erros do servidor de banco de dados do SOLIDWORKS PDM ...........................................573

14
Avisos legais
© 1995-2016, Dassault Systemes SolidWorks Corporation, uma empresa da Dassault Systèmes
SE, 175 Wyman Street, Waltham, Mass. 02451 USA. Todos os direitos reservados.
As informações e o software discutidos neste documento estão sujeitos a modificações sem
aviso e não constituem compromissos da Dassault Systemes SolidWorks Corporation (DS
SolidWorks).
Nenhum material pode ser reproduzido ou transmitido sob qualquer forma ou por qualquer
meio, eletrônico ou mecânico, para qualquer finalidade, sem a expressa permissão por escrito
da DS SolidWorks.
O software discutido neste documento é fornecido sob licença e poderá ser utilizado ou copiado
apenas de acordo com os termos da licença. Todas as garantias fornecidas pela DS SolidWorks
referentes a software e documentação estão estabelecidas no Contrato de Licença, e nada que
estiver declarado ou implícito neste documento ou seu conteúdo deve ser considerado ou
julgado como modificações ou alterações de quaisquer termos, incluindo as garantias, do
contrato de licença.

Avisos de patentes
®
CAD mecânico 3D e/ou software Simulation é protegido pelas patentes norte-americanas
6.219.049; 6.219.055; 6.611.725; 6.844.877; 6.898.560; 6.906.712; 7.079.990; 7.477.262;
7.558.705; 7.571.079; 7.590.497; 7.643.027; 7.672.822; 7.688.318; 7.694.238; 7.853.940;
8.305.376; 8.581.902; 8.817.028; 8.910.078; 9.129.083; 9.153.072 e patentes estrangeiras
(p.ex.,EP 1.116.190 B1 e JP 3.517.643).
O software eDrawings® é protegido pelas patentes americanas 7.184.044 e 7.502.027, e pela
patente canadense 2.318.706.
Patentes pendentes nos EUA e no exterior.

Marcas comerciais e nomes de produtos dos produtos e serviços SOLIDWORKS


SOLIDWORKS, 3D ContentCentral, 3D PartStream.NET, eDrawings e o logotipo eDrawings são
marcas comerciais registradas e FeatureManager é uma marca registrada de copropriedade
da DS SolidWorks.
CircuitWorks, FloXpress, PhotoView 360 e TolAnalyst são marcas comerciais da DS SolidWorks.
FeatureWorks é marca comercial registrada da Geometric Ltd.
SOLIDWORKS 2016, SOLIDWORKS Standard, SOLIDWORKS Professional, SOLIDWORKS
Premium, SOLIDWORKS PDM Professional, SOLIDWORKS PDM Standard, SOLIDWORKS
Workgroup PDM, SOLIDWORKS Simulation, SOLIDWORKS Flow Simulation, eDrawings,
eDrawings Professional, SOLIDWORKS Sustainability, SOLIDWORKS Plastics, SOLIDWORKS
Electrical, SOLIDWORKS Composer, e SOLIDWORKS MBD são nomes de produtos da DS
SolidWorks.
Outras marcas ou nomes de produtos são marcas comerciais ou registradas de seus respectivos
proprietários.
SOFTWARE PARA COMPUTADOR COMERCIAL - PROPRIETÁRIO

15
O Software é um “item comercial” segundo a definição do termo em 48 C.F.R. 2.101 (OUT
1995), consistindo em “software comercial para computador” e “documentação de software
comercial” conforme a utilização dos termos em 48 C.F.R. 12.212 (SET 1995) sendo fornecido
ao Governo dos EUA (a) para aquisição por órgãos civis ou em seus respectivos nomes, em
conformidade com as políticas estabelecidas em 48 C.F.R. 12.212; ou (b) para aquisição por
unidades do Departamento de Defesa dos EUA ou em seus respectivos nomes, em conformidade
com as políticas estabelecidas no C.F.R. 48 227.7202-1 (JUN 1995) e 227.7202-4 (JUN 1995)
Na eventualidade de receber uma solicitação de qualquer agência do Governo dos EUA para
fornecer o Software com direitos além daqueles estabelecidos acima, você deverá notificar a
DS SolidWorks sobre o escopo da solicitação e o SolidWorks terá cinco (5) dias úteis para,
segundo seu exclusivo critério, aceitar ou rejeitar tal solicitação. Contratante/fabricante:
Dassault Systemes SolidWorks Corporation, 175 Wyman Street, Waltham, Massachusetts
02451 EUA.

Avisos sobre direitos autorais dos produtos SOLIDWORKS Standard, Premium,


Professional e Education
Partes deste software © 1986-2015 Siemens Product Lifecycle Management Software Inc.
Todos os direitos reservados.
Este trabalho contém os seguintes programas de software de propriedade da Siemens Industry
Software Limited:
D-Cubed™ 2D DCM © 2015. Siemens Industry Software Limited. Todos os direitos reservados.
D-Cubed™ 3D DCM © 2015. Siemens Industry Software Limited. Todos os direitos reservados.
D-Cubed™ PGM © 2015. Siemens Industry Software Limited. Todos os direitos reservados.
D-Cubed™ CDM © 2015. Siemens Industry Software Limited. Todos os direitos reservados.
D-Cubed™ AEM © 2015. Siemens Industry Software Limited. Todos os direitos reservados.
Partes deste software © 1998-2015 Geometric Ltd.
Partes deste software incorporam o PhysX™ by NVIDIA, 2006-2010.
Partes deste software © 2001-2015 Luxology, LLC. Todos os direitos reservados, patentes
pendentes.
Partes deste software © 2007-2015 DriveWorks Ltd.
Copyright 1984-2010 Adobe Systems Inc. e seus licenciadores. Todos os direitos reservados.
Protegido pelas patentes nos EUA 5.929.866; 5.943.063; 6.289.364; 6.563.502; 6.639.593;
6.754.382; patentes pendentes.
Adobe, o logotipo Adobe, Acrobat, o logotipo Adobe PDF, Distiller e Reader são marcas
registradas ou marcas comerciais da Adobe Systems Inc. nos EUA e em outros países.
Para obter mais informações sobre direitos autorais, consulte Ajuda > sobre o SOLIDWORKS.

Avisos sobre direitos autorais dos produtos SOLIDWORKS Simulation


Partes deste software © 2008 Solversoft Corporation.
PCGLSS © 1992-2014 Computational Applications e System Integration, Inc. Todos os direitos
reservados.

16
Avisos sobre direitos autorais dos produtos SOLIDWORKS Standard
© Copyright 2011, Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

Comunicados de direitos autorais para o produto SOLIDWORKS PDM


Professional
Outside In® Viewer Technology, © 1992-2012 Oracle
© Copyright 2011, Microsoft Corporation. Todos os direitos reservados.

Avisos sobre direitos autorais dos produtos eDrawings


Partes deste software © 2000-2014 Tech Soft 3D.
Partes deste software © 1995-1998 Jean-loup Gailly e Mark Adler
Partes deste software © 1998-2001 3Dconnexion.
Partes deste software © 1998-2014 Open Design Alliance. Todos os direitos reservados.
Partes deste software © 1995-2012 Spatial Corporation.
O software eDrawings® para Windows® é baseado em parte no trabalho do Independent JPEG
Group.
Partes do eDrawings® para iPad® têm copyright © 1996-1999 Silicon Graphics Systems, Inc.
Partes do eDrawings® para iPad® têm copyright © 2003 – 2005 Apple Computer Inc.

17
1
Introdução à Ferramenta de
administração
A ferramenta SOLIDWORKS® PDM Administration permite gerenciar todas as tarefas
administrativas para os vaults do SOLIDWORKS PDM hospedados por um ou mais servidores
de arquivamento disponíveis.
Os usuários com suficientes privilégios administrativos podem acessar a ferramenta
Administração de qualquer computador do cliente do SOLIDWORKS PDM (SOLIDWORKS PDM
CAD Editor, SOLIDWORKS PDM Contributor e SOLIDWORKS PDM Viewer).

Todos os usuários têm acesso à ferramenta Administração para alterar suas senhas.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Apresentação do SOLIDWORKS PDM Standard


• Configurar o SOLIDWORKS PDM
• Modificar configurações locais
• Gerenciar o Servidor Web
• Iniciar a ferramenta Administração
• Lista Usado Recentemente
• Visualizar o histórico de alterações administrativas
• Caixa de diálogo Monitor de trabalho

Apresentação do SOLIDWORKS PDM Standard


O SOLIDWORKS PDM Standard é um produto de gerenciamento de documento baseado
na mesma arquitetura do SOLIDWORKS Enterprise PDM.
Você pode atualizar do SOLIDWORKS PDM Standard para o SOLIDWORKS PDM Professional
sem migrar os arquivos ou dados porque o SOLIDWORKS PDM Standard é baseado na
mesma arquitetura que o SOLIDWORKS PDM Professional. No entanto, não é possível
reverter um vault do SOLIDWORKS PDM Professional para um vault do SOLIDWORKS
PDM Standard.
Uma licença do SOLIDWORKS PDM Standard CAD Editor é incluída com cada licença do
SOLIDWORKS 2016 Professional e do SOLIDWORKS 2016 Premium. As licenças para
usuários não familiarizados com o CAD estão disponíveis separadamente.

Sobre o SOLIDWORKS PDM Professional


O SOLIDWORKS PDM Professional é o nome do produto conhecido anteriormente como
SOLIDWORKS Enterprise PDM. Ele está disponível como produto vendido separadamente.

18
Introdução à Ferramenta de administração

Esta tabela mostra as diferenças entre o SOLIDWORKS PDM Standard e o SOLIDWORKS


PDM Professional:

Funcionalidades SOLIDWORKS PDM SOLIDWORKS PDM


Standard Professional

Suplemento do SOLIDWORKS

eDrawings Professional

Suplemento DraftSight

Suplemento do Microsoft Office

Suplemento AutoCAD

Suplemento Inventor

CAD Editor client

Contributor client

Viewer client

Vários fluxos de trabalho Limitado a 1

Estados do fluxo de trabalho Limitado a 10

Aprovações paralelas

Modo off-line

Ações de transição (Limitado)

Visualização do eDrawings

Visualização de vários documentos

Integração de visualizador externo

Templates

Números de série

Pesquisa de conteúdo (indexação)

Ferramenta de pesquisa integrada

19
Introdução à Ferramenta de administração

Funcionalidades SOLIDWORKS PDM SOLIDWORKS PDM


Standard Professional

Ferramenta de pesquisa dedicada

Favoritos de pesquisa

Login com LDAP e Active Directory

Notificações – caixa de entrada do


PDM (banco de dados)

Notificações – e-mail (SMTP)

Suporte para SQL Server Express

Suporte para SQL Standard

Tarefas automatizadas

Importação/exportação
automatizada

API

Compatível com suplementos


personalizados

Dispatch

Suporte para item

Cliente da Web

Replicação de vários sites

Gerador de relatórios

Esquemas de revisão Limitado a 2

Categorias de arquivo

Etiquetas de versão

Copiar árvore

Mover árvore

20
Introdução à Ferramenta de administração

Funcionalidades SOLIDWORKS PDM SOLIDWORKS PDM


Standard Professional

Lista de materiais nomeada

Referências personalizadas

Personalização de menu e da barra


de ferramentas

Variáveis independentes de versão

Conector Pro/E

Compatível com arquivos Solid Edge

Configurar o SOLIDWORKS PDM


Expanda um nó do vault no painel esquerdo para acessar as opções de administração do
vault.

Suplementos Gerenciar os aplicativos adicionados ao SOLIDWORKS PDM


Professional, como o Dispatch. Você pode depurar os
suplementos antes de adicioná-los a um vault, rastrear as
ações de suplementos específicos e ver o histórico de todos
os suplementos que foram instalados.
Suplementos do SOLIDWORKS PDM (Apenas para o
SOLIDWORKS PDM Professional) na página 90

Lista de materiais Criar ou modificar os formatos de Lista de Materiais, BOM


(BOM) de Soldagem e Lista de Corte de Soldagem para montagens
e desenhos CAD.
Listas de materiais na página 120

Cartões Adicionar e modificar cartões de dados usados no vault.


Os cartões mostram informações sobre os arquivos e
pastas. Os usuários podem ver e inserir informações e
usá-las para pesquisar o vault sem precisar ter uma cópia
local do arquivo ou pasta.
Cartões de dados na página 130

21
Introdução à Ferramenta de administração

Categorias Criar ou modificar categorias para classificar documentos


no vault.
As categorias contêm condições que são avaliadas da
primeira vez que um arquivo é inserido por check-in no
vault, de forma a atribuir a ele a categoria correta.
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) na página 197

Arquivo morto Definir esquemas de armazenamento frio para controlar


como os arquivos no vault são arquivados.
Esquemas de armazenamento frio na página 72

Colunas Definir colunas para personalizar a exibição dos dados na


lista de arquivos ou resultados de pesquisas.
Colunas na página 205

Importar/Exportar Criar regras de importação e exportação para trocar dados


dados com sistemas ERP.
Importar valores de variáveis (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional) na página 217

Tipos de arquivo Especifique as propriedades de tipo de arquivo que


controlam como os arquivos com referências e com
extensões específicas se comportam quando você trabalha
na interface do Explorer.
Tipos de arquivo na página 213

Grupos Criar grupos para permitir que múltiplos usuários herdem


as mesmas permissões.
Gerenciar usuários com grupos na página 434

Indexação Configurar o serviço de indexação do SOLIDWORKS PDM


Professional para criar um catálogo do serviço de indexação
para o vault. O catálogo permite aos usuários consultar o
índice principal, as listas de palavras e os índices de
sombra para combinações de palavras.
Indexação do vault (para SOLIDWORKS PDM
Professional apenas) na página 231

Itens Selecionar o número de série usado para gerar os IDs


exclusivos dos itens e a variável usada como o nome de
exibição do item.
Itens (somente SOLIDWORKS PDM Professional ) na
página 237

22
Introdução à Ferramenta de administração

Licença Visualizar, adicionar ou modificar licenças do SOLIDWORKS


PDM.
Tipos de licença na página 244

Listas (para Criar listas de cartões para manter e atualizar os valores


cartões) das listas suspensas e caixas de seleção dos cartões de
dados.
Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) na página 190

Sistema de Especificar como as notificações do vault são enviadas.


mensagens
Sistema de mensagens na página 249

Replicação Configure a replicação do servidor de arquivamento ou de


banco de dados.
Replicação do banco de dados do vault na página 259

Status do Exibir as estatísticas do vault selecionado, incluindo


arquivamento estatísticas de replicação e o número de arquivos que
faltam ou foram excluídos.
Caixa de diálogo Status de arquivamento
(SOLIDWORKS PDM Professional somente vaults)
na página 254

Revisões Definir o esquema de numeração de revisões usado pela


sua companhia para facilitar a obtenção de documentos e
controlar o acesso dos usuários.
Números de revisão na página 262

Números de série Configurar como os números de série são gerados para


automatizar a numeração de arquivos, pastas e itens, e
para atribuir os valores em uso aos controles dos cartões.
Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) na página 272

Tarefas Configurar. monitorar e executar as tarefas Converter e


Imprimir enviadas com o SOLIDWORKS PDM, e adicionar
tarefas para suplementos criadas com a API.
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) na página 278

Templates Automatizar a criação de arquivos e pastas pela inclusão


de templates no menu do botão direito da vista de
arquivos.
Templates (apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional) na página 351

23
Introdução à Ferramenta de administração

Toolbox Configurar o SOLIDWORKS PDM para gerenciar a biblioteca


de componentes e o banco de dados do SOLIDWORKS
Toolbox.
Toolbox na página 365

Usuários Criar credenciais de login e atribuir permissões para os


usuários.
Criar as contas dos usuários na página 378

Variáveis Criar e gerenciar variáveis de cartões de dados.


Variáveis de cartão de dados na página 461

Fluxos de Definir os estados e transições que representam a estrutura


trabalho do fluxo de trabalho interno da sua companhia.
Atribuir a usuários e grupos o acesso a arquivos com base
nos estados do fluxo de trabalho.
Fluxos de trabalho na página 494

Modificar configurações locais


Expanda o nó Configurações locais no painel esquerdo para modificar as configurações
locais do cliente.

Diretivas de Use o editor de Diretivas de grupo para modificar ou


grupo adicionar diretivas do SOLIDWORKS PDM no sistema atual.

Arquivo de log Abra o visualizador do Arquivo de log para ver detalhes


dos problemas relatados por esse cliente SOLIDWORKS
PDM.

Configurações Altere as configurações do cliente SOLIDWORKS PDM que


são exclusivas do perfil atualmente conectado no perfil do
Windows.
Você pode configurar:
• Configurações de login automático
• O comportamento da opção Copiar arquivos para o
arquivamento compactado na função Copiar árvore
do SOLIDWORKS PDM
• Os métodos a serem usados para resolver referências
a arquivos CAD

24
Introdução à Ferramenta de administração

Gerenciar o Servidor Web


Se o Servidor Web do SOLIDWORKS PDM está instalado, use o nó Servidores Web
para criar configurações de servidor web e selecione as partes do vault que devem ser
compartilhadas.
Para obter informações detalhadas sobre a configuração do servidor Web, consulte o
SOLIDWORKS PDM Manual do Servidor da Web.

Iniciar a ferramenta Administração


Você pode iniciar a ferramenta de administração do SOLIDWORKS PDM em qualquer
computador cliente do SOLIDWORKS PDM.
Para iniciar a ferramenta Administração, execute um desses procedimentos:

• Se você está conectado a uma vista de vault e tem permissão para ver a ferramenta
Administração, selecione Ferramentas > Administração.
A caixa de diálogo Administração do SOLIDWORKS PDM é aberta. Se você tem
privilégios suficientes, é conectado automaticamente e o nó para o vault de onde você
abriu a ferramenta é expandido para mostrar as opções administrativas do vault.
• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012, no
menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS PDM
> Administração.
Quando a caixa de diálogo Administração do SOLIDWORKS PDM for aberta, clique duas
vezes no vault que você quer gerenciar para fazer o login nele.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos , em
SOLIDWORKS PDM, clique em Administração.
Quando a caixa de diálogo Administração do SOLIDWORKS PDM for aberta, clique duas
vezes no vault que você quer gerenciar para fazer o login nele.

Lista Usado Recentemente


A lista Usado recentemente aparece no painel direito da ferramenta de Administração
do SOLIDWORKS PDM. Esta lista oferece acesso rápido aos dez recursos administrativos
usados mais recentemente.

25
Introdução à Ferramenta de administração

A lista Usado recentemente é retida quando você fecha a ferramenta Administração.


Quando a ferramenta é reaberta, é possível ver o histórico do trabalho realizado na sessão
anterior.
Clique em Limpar para remover todos os itens que estão na lista atualmente.
O Editor de cartão também contém uma lista Usado recentemente exibindo os cartões
editados mais recentemente.

Visualizar o histórico de alterações administrativas


Você pode visualizar todas as modificações da ferramenta Administração na caixa de
diálogo de histórico de cada ferramenta. Por exemplo, você pode visualizar as alterações
realizadas nos cartões de dados de arquivo e de pastas observando a caixa de diálogo
Histórico de cartão.
Para visualizar a caixa de diálogo de histórico de uma ferramenta:

1. Clique com o botão direito na ferramenta e selecione Histórico.


A caixa de diálogo de histórico exibe todas as alterações administrativas realizadas
na ferramenta em ordem cronológica.

Você pode exibir um histórico combinado de todas as alterações administrativas


clicando com o botão direito no nome do vault e selecionando Histórico do
sistema.

2. Na caixa de diálogo Histórico:

Apagar histórico Apaga todos os registros históricos da ferramenta selecionada.

Requer a permissão Pode esvaziar o histórico.

Save Abre um diálogo para salvar o histórico em um arquivo de


texto.
O arquivo de texto é delimitado por vírgula e ponto-e-vírgula,
podendo ser importado para o Excel ou outro aplicativo de
planilha.

Impressão Abre a caixa de diálogo Imprimir do sistema, na qual você


pode imprimir o arquivo.

Caixa de diálogo Monitor de trabalho


Use a caixa de diálogo Monitor de trabalho para visualizar o status ao atualizar uma pasta
de arquivamento do legado.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Visualizar > Monitor de trabalho.

Exibir log Exibe o log da atualização.

26
Introdução à Ferramenta de administração

Resolver Quando o processo de atualização exigir uma resposta do


usuário, clicar em Resolver exibe uma caixa de diálogo que
pede informações ao usuário.

Desmarcar todos

27
2
Configurações locais
Expanda o nó Configurações locais para modificar as configurações de cliente locais que
afetam o SOLIDWORKS PDM.
Você pode:
• Definir políticas de usuário para o Microsoft® Active Directory para poder distribuir vistas do
vault aos computadores clientes.
• Examinar o arquivo de log para ver mensagens detalhadas, se tiver problemas de conexão.
• Alterar os parâmetros de login do vault para este computador.
• Especificar um programa de arquivamento que não o WinZip para uso com o SOLIDWORKS
PDM.
• Definir caminhos para pesquisas de referências externas.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Diretivas de grupo
• Arquivo de log
• Caixa de diálogo Configurações

Diretivas de grupo
Você pode modificar as diretivas do SOLIDWORKS PDM no sistema atual ou adicionar
novas diretivas.
Por exemplo, você pode usar a diretiva do usuário do SOLIDWORKS PDM para o Microsoft
Active Directory, para distribuir as vistas dos vaults nos computadores do cliente de
maneira centralizada.
Para abrir o editor local de Diretivas de Grupo Microsoft, clique duas vezes em Diretivas
de grupo.
Para obter informações sobre as diretivas disponíveis, consulte o Guia de instalação do
SOLIDWORKS PDM .

Arquivo de log
O arquivo de log permite visualizar eventos do SOLIDWORKS PDM no cliente local. Ele
informa atividades como logins, tentativas de conexão no vault e acessos ao banco de
dados.
Você pode usar o arquivo de log para identificar e solucionar problemas do SOLIDWORKS
PDM.

28
Configurações locais

Exibir o arquivo de log SOLIDWORKS PDM


Os eventos do SOLIDWORKS PDM são registrados em um arquivo de log. Você pode usar
os detalhes dos eventos de erro no arquivo de log para solucionar problemas.
Para visualizar o arquivo de log, proceda de uma das seguintes formas:

Location Ação

Painel esquerdo, Clique duas vezes em Arquivo de log ou clique com o botão
Configurações locais direito do mouse em Arquivo de log e clique em Abrir.

Menus Clique em Exibir > Arquivo de log local.

Windows Explorer Navegue até o local do arquivo de log e clique duas vezes no
arquivo com a extensão .cog.
O local predeterminado é:
\Users\username\AppData\Local\SOLIDWORKS\SOLIDWORKS
PDM
Onde <nome do usuário> é o nome de usuário de login do
Windows neste computador.

A caixa de diálogo Arquivo de log é aberta no painel direito.

Exibir detalhes de eventos


Use os detalhes do log de eventos para identificar e solucionar problemas com o
SOLIDWORKS PDM.
Para ver os detalhes do log de eventos:

1. Abra o arquivo de log.


2. Na caixa de diálogo Arquivo de log, clique duas vezes no evento.
É aberta uma caixa de diálogo contendo:
• Uma descrição do evento
• A data de ocorrência do evento
• O módulo e a função envolvidos.
• O código de erro do evento
• Uma descrição do código de erro
3. Para ver o evento anterior no log, clique em Anterior.
4. Para ver o evento seguinte no log, clique em Avançar.
5. Para copiar os detalhes do evento, clique em Copiar.
Você pode colar o conteúdo em um e-mail ou documento.

Copiar o arquivo de log local


Você pode copiar seu arquivo de log local do SOLIDWORKS PDM para um arquivo .cog
e disponibilizá-lo para o Suporte ou para seu administrador.

29
Configurações locais

A ferramenta Administração do SOLIDWORKS PDM, instalada nos sistemas clientes, é


necessária para a exibição de arquivos .cog.

Para copiar o arquivo de log:

1. Em Configurações locais, clique com o botão direito em Arquivo de log e selecione


Copiar.

Você pode também abrir o arquivo de log e clicar em Copiar arquivo de log .

O arquivo de log completo é copiado como um arquivo .cog na área de transferência


do Windows.
2. Para salvar o arquivo, cole-o:
• na área de trabalho
• em uma pasta
• como anexo em um e-mail ou outro documento

3. Para abrir e ver o arquivo, clique duas vezes nele.


A ferramenta Administração do SOLIDWORKS PDM é aberta com o arquivo de log
exibido no painel direito.

Caixa de diálogo Arquivo de log


A caixa de diálogo Arquivo de log permite visualizar os eventos informativos e os eventos
de erros informados por esse cliente do SOLIDWORKS PDM.
Para exibir o arquivo de log:
Em Configurações locais, clique duas vezes em Log.
A barra de título mostra a localização do arquivo de log. O local predeterminado é:
\ \Users\username\AppData\Local\SOLIDWORKS\SOLIDWORKS PDM
Onde <nome do usuário> é o nome de usuário de login do Windows neste computador.
Um arquivo de log do SOLIDWORKS PDM tem a extensão .cog. Você também pode exibir
o arquivo de log clicando duas vezes nele em qualquer computador cliente do
SOLIDWORKS PDM.

Resumo do log Exibe um resumo de todas as entradas de registro do


log.
Clique duas vezes em um item para exibir seus
detalhes.

Exibir log completo Mostra todas as entradas de registro como texto.


Os eventos de erro são realçados.

Atualizar Atualiza o log.

30
Configurações locais

Copiar arquivo de log Copia o objeto de arquivo de log para a área de


transferência do Windows.
Você pode colar a cópia do arquivo de log em uma
pasta ou diretamente em um e-mail como anexo. Pode
também copiar o arquivo de log clicando com o botão
direito em Arquivo de log, no painel esquerdo, e
selecionando Copiar.

Esvaziar log Exclui o log do cliente.


Um novo log vazio é criado.

Localizar seguinte Pesquisa no log o texto especificado no campo


Pesquisar texto: .

Caixa de diálogo Configurações


Use a caixa de diálogo Configurações para alterar as configurações de cliente do
SOLIDWORKS PDM para o perfil atual do Windows.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Em Configurações locais, clique duas vezes em Configurações ou clique com o botão
direito em Configurações e selecione Abrir.

Caixa de diálogo Configurações - Login automático


Use a guia Login automático para configurar o SOLIDWORKS PDM para usar um
determinado nome ou o nome do perfil atual do Windows no login.
Se você não configurar o login automático, a caixa de diálogo de login padrão será exibida
quando você acessar o vault selecionado.
Para exibir a caixa de diálogo Configurações:
Clique duas vezes em Configurações ou clique com o botão direito em Configurações
e selecione Abrir.

Vault Selecione o vault a ser modificado.


Para que um vault seja listado, você precisa configurar uma
vista local.

Usar valor Usa a configuração de login predeterminada definida no servidor


predeterminado do de arquivamento.
servidor
Essa opção ativa o login automático somente para os vaults
que estão configurados para usar o login do Windows. Use a
ferramenta Configuração de Servidor de Arquivamento para
definir o tipo de login padrão no servidor de arquivamento.

31
Configurações locais

Usar o login
automático para este Login como o seguinte usuário:
vault
Efetua seu login usando o nome e senha de usuário
especificados.

Login como o usuário atual do Windows


Efetua seu login usando o nome e senha de usuário do perfil
atual do Windows. Selecione esta opção se o tipo de login no
vault estiver definido como login do Windows no servidor de
arquivamento.

Essa opção está disponível somente para os vaults que


estão configurados para usar o login do Windows.

Caixa de diálogo Configurações - Guia Referências


externas
Use a guia Referências externas para especificar as pastas de vault que o software
SOLIDWORKS PDM deve pesquisar ao controlar as referências a arquivos externos.
Ao fazer o check-in em arquivos CAD que contêm referências, o SOLIDWORKS PDM
procura por arquivos referenciados nos caminhos devolvidos pelo tipo de arquivo. O
comando do check-in também procura pelas pastas adicionadas à guia Referências
externas para arquivos referenciados.
As pastas adicionadas não são procuradas recursivamente. Observe que adicionar muitas
pastas pode fazer com que o check-in fique mais lento no vault do arquivo.
Para exibir a caixa de diálogo Configurações:
Clique duas vezes em Configurações ou clique com o botão direito em Configurações
e selecione Abrir. Clique na guia Referências externas.

Selecione o vault de Selecione um vault adicional onde pesquisar arquivos referidos.


arquivos

Diretórios adicionais Clique em Adicionar para selecionar as pastas onde executar


a pesquisa de referências externas.

Caixa de diálogo Configurações - guia Programa de


compactação
Use a guia Programa de compactação para definir o utilitário de arquivamento a ser usado
para compactar arquivos quando você os copiar juntamente com suas referências usando
o comando SOLIDWORKS PDM Copiar árvore.
Para abrir a caixa de diálogo Configurações:
Clique duas vezes em Configurações ou clique com o botão direito em Configurações
e selecione Abrir. Clique na guia Programa de compactação.

32
Configurações locais

Caminho completo para o Para usar outro utilitário de compactação, clique em


programa de compactação para navegar até o arquivo do programa.

Argumentos para o programa Digite os parâmetros de linha de comando específicos


de compactação do programa de arquivamento.
Consulte na ajuda do programa de arquivamento as
informações sobre sintaxe.
Parâmetros SOLIDWORKS PDM:

%1
Envia o nome do arquivamento inserido no comando
Copiar árvore para o utilitário de arquivamento.

%2
Insere o caminho para o arquivo de texto temporário
quando você seleciona Armazenar nomes de
arquivo de origem em um arquivo de texto
temporário.

Armazenar nomes de arquivo Quando é usado o Pack and Go, armazena em um


em um arquivo de texto arquivo de texto temporário os nomes e caminhos de
temporário todos os arquivos referidos.

WinZip
WinZip® é o utilitário de arquivamento padrão. Se ele não estiver instalado, você pode
fazer o download de uma versão de avaliação clicando em www.winzip.com.

Usar valor predet. Redefine as configurações predeterminadas do WinZip.

Configuração do 7-zip como programa de arquivo


compactado da função copiar árvore
Você pode configurar o 7-zip como um programa de arquivo compactado da função copiar
árvore.
Para configurar o programa 7-zip:

1. Expanda Configurações locais e clique duas vezes em Configurações.


2. Na guia Programa de compactação, para Caminho completo para o programa de
compactação, digite o caminho para 7z.exe.
3. Para Argumentos para o programa de compactação, digite a -tzip "%1" @"%2".
4. Selecione Armazenar nomes de arquivo em um arquivo de texto temporário.
5. Clique em OK.

33
3
Vaults
Os vaults do SOLIDWORKS PDM armazenam os arquivos e informações sobre itens e arquivos
(metadados) gerenciados pelo SOLIDWORKS PDM.
A vista do vault está conectada ao:
• Servidor de arquivamento, que armazena os arquivos físicos em um arquivamento do vault.
• Banco de dados do vault, que armazena informações sobre arquivos, itens e atividades do
vault.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Criar e distribuir vaults


• Recolher informações de suporte
• Excluir um vault
• Configurações do Vault
• Arquivamentos do vault
• Esquemas de armazenamento frio
• Relatórios do SOLIDWORKS PDM (somente para o SOLIDWORKS PDM
Professional)

Criar e distribuir vaults


Para adicionar um arquivo a um vault, coloque-o em uma vista local do vault, uma pasta
de trabalho onde são executadas todas as modificações intermediárias nos arquivos.
Você pode acessar arquivos e informações armazenadas em um vault somente de um
sistema onde o cliente SOLIDWORKS PDM está instalado. Faça o login como um usuário
com direitos suficientes.

Criação de vaults
Use a ferramenta Administração do SOLIDWORKS PDM para criar o vault de arquivos no
servidor de arquivamento.

Pré-requisitos
Antes de criar um vault:

Certifique-se de que todos os Consulte o Manual de instalação do SOLIDWORKS PDM


componentes do SOLIDWORKS para obter informações sobre como instalar o
PDM foram instalados. SOLIDWORKS PDM

34
Vaults

Certifique-se de que o servidor Se o servidor de arquivamento que você quer usar


de arquivamento está disponível. estiver em outro sistema, você terá que adicioná-los.
O servidor de arquivamento poderá não estar acessível
se um firewall no sistema de arquivamento estiver
bloqueando a porta TCP 3030. Consulte o Manual de
instalação do SOLIDWORKS PDM para obter
informações sobre como configurar o firewall para
SOLIDWORKS PDM.

Se o SQL Server estiver em um Ele pode não estar acessível se uma firewall estiver
sistema diferente do servidor de bloqueando a porta 1433.
arquivamento, certifique-se de
que ele está disponível.

Certifique-se de ter os direitos Sua conta de usuário do Windows precisa ter o acesso
de acesso necessários. Administrativo ao servidor de arquivamento. Se você
criar o vault no mesmo sistema do servidor de
arquivamento, o administrador local tem esse acesso
por padrão.
Consulte o Manual de instalação do SOLIDWORKS PDM
para obter informações sobre como instalar o servidor
de arquivamento.

Obtenha informações sobre o Você precisa saber:


SQL Server. • O nome do servidor SQL.
• Informações de login de um usuário com privilégios
de administrador suficientes para criar um vault.
Consulte o Manual de instalação do SOLIDWORKS PDM
para obter informações sobre como instalar e configurar
o SQL Server.

Adicionar um servidor de arquivamento


Para criar um vault, você precisa ter a capacidade de se conectar a um servidor de
arquivamento. Quando um servidor de arquivamento está instalado, mas não está visível
na ferramenta Administração, você pode adicioná-lo.

1. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8.1 e no Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Clique em Arquivo > Adicionar servidor.

35
Vaults

3. Na caixa de diálogo Adicionar servidor, para Nome do servidor, selecione ou digite


o servidor a ser adicionado.
Use o nome do sistema do servidor, não o endereço IP, a menos que o ambiente
esteja configurado para comunicação somente por IP, como descrito no Manual de
instalação.
Durante a adição de um servidor de arquivamento em uma rede de longa distância
(WAN), o DNS pode não conseguir localizar o endereço IP do nome do host do servidor.
Para contornar esse problema, certifique-se de que o cliente possa fazer o ping do
servidor pelo nome. Se o ping não funcionar, atualize o arquivo HOSTS local.
Para obter mais detalhes, consulte Adicionar servidores de arquivamento em um
ambiente de WAN no Manual de instalação do SOLIDWORKS PDM.
4. Clique em OK.

Login em um servidor de arquivamento


Antes de criar um novo vault, você pode precisar efetuar o login. Se a conta do usuário
conectado ao Windows tiver acesso administrativo no servidor de arquivamento, não será
necessário fazer o login.
Para fazer o login em um servidor de arquivamento:

1. Na caixa de diálogo Login, digite o nome e a senha do Windows de um usuário com


acesso administrativo aos vaults no servidor de arquivamento.
• Para adicionar o servidor de arquivamento e listar seus vaults, faça o login como
um usuário que é membro da lista acesso de anexação na ferramenta de
Configuração de Servidor de Arquivamento.
• Para executar tarefas administrativas, como criar, atualizar e remover um vault,
faça o login como um usuário com acesso administrativo.

2. Se a caixa de diálogo Login incluir uma lista de domínio, siga um destes


procedimentos:
• Se você está usando uma conta de usuário local no servidor de arquivamento,
selecione o nome do sistema que é seguido por (conta local).
• Se você está usando uma conta de domínio, selecione ou digite o domínio correto.

3. Clique em Login.

Criar um vault
Para criar um vault:

1. Faça o login no sistema onde está instalado o cliente SOLIDWORKS PDM.


2. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:
• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8.1 e no Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

36
Vaults

3. Se o servidor de arquivamento com que você quer trabalhar não estiver na lista,
adicione-o como descrito em Adicionar um servidor de arquivamento na página
35.
4. No painel da esquerda clique com o botão direito no servidor de arquivamento onde
quer criar o vault, e selecione Criar novo vault.
Se você for solicitado a efetuar o login, consulte Login em um servidor de
arquivamento.
5. No Assistente de Configuração do vault:

Tela Ação

Bem-vindo Clique em Avançar.

Selecionar tipo de vault Selecione Vault do SOLIDWORKS PDM Standard ou Vault


do SOLIDWORKS PDM Professional.

Esta tela é exibida apenas para o SOLIDWORKS PDM


Professional.

Escolha o nome do Digite um nome e uma descrição para o novo vault.


vault

Selecione a raiz do Em Pasta raiz do vault, selecione a pasta-raiz para


vault armazenar os arquivamentos do vault.
A para-raiz predeterminada é Arquivamentos.

Escolha o banco de O banco de dados do vault contém as informações sobre


dados arquivos e atividades no vault.
Selecione ou digite o SQL Server Express que será o host do
banco de dados do vault em Selecionar o servidor de banco
de dados.

Um banco de dados do vault Standard deve estar


hospedado no SQL Server Express.

Digite o Nome do banco de dados.


A caixa de diálogo de login do SQL é exibida em um dos
seguintes casos:
• O login armazenado no SQL não tem privilégios suficientes
• Usuário inválido no servidor SQL
• Nome de usuário ou senha incorretos
Especifique um usuário do SQL, como sa, com permissões
suficientes.

37
Vaults

Tela Ação

Servidor de licença Insira o endereço do servidor de licenças do SolidNetWork no


para o vault formato: port@SNLServerName.
Para o vault do SOLIDWORKS PDM Standard, adicione o nome
do servidor que tem uma licença ativada para o vault
Standard.
Para o vault do SOLIDWORKS PDM Professional, adicione o
nome do servidor que tem uma licença ativada para o vault
Professional.

Selecionar Idioma
configurações regionais
Selecione o idioma a ser usado no vault.

Cria o usuário admin Siga um destes procedimentos:


• Selecione Usar a senha 'admin' predeterminada para
este servidor de arquivamento.
A senha do usuário Admin definida durante a instalação do
servidor de arquivamento é usada para o usuário admin
do vault.
• Desmarque essa opção para inserir e confirmar uma senha.
Esse login é definido com as configurações de login do
administrador específicas do novo vault.

38
Vaults

Tela Ação

Configurar vault Siga um destes procedimentos:


• Usar uma configuração com base em um arquivo de
exportação administrativo (*.cex)
Navegue até o arquivo .cex que contém as configurações
a serem usadas para o vault, por exemplo, as que você
exportou de outro vault.

Se você importar um arquivo .cex para usar com um


vault Standard, os recursos específicos do Standard são
importados. Recursos que contenham elementos não
compatíveis com o Standard não serão importados.

• Use uma configuração predefinida


Selecione uma das opções abaixo:
Vazio
Cria uma pasta de dados sem arquivos, o que torna mais
fácil importar ou criar cartões de dados, fluxos de trabalho,
etc.
Predeterminado
Instala o conjunto de dados instalado em versões anteriores
do SOLIDWORKS PDM.
Início rápido do SolidWorks
Instala um conjunto de dados simples, inclusive grupos e
permissões predefinidos, o que permite às empresas que
instalam o SOLIDWORKS PDM pela primeira vez começar
rapidamente a utilizar o software no ambiente de produção.

39
Vaults

Tela Ação

Selecionar detalhes da Sua opção na tela Configurar vault determina o que é exibido
configuração nesta tela.

• Se você optou por usar uma configuração com base em um


arquivo administrativo exportado, essa tela não é exibida.

• Ao selecionar Vazio, nenhuma opção de dados é instalada


no vault, para facilitar a importação dos arquivos .cex
personalizados que você tiver criado.

• Se você selecionar Início rápido do SOLIDWORKS, são


instaladas as opções a seguir, designadas para uma
implementação do SOLIDWORKS para iniciantes:
Listas de materiais
• Lista de materiais padrão
• Lista de materiais de Soldagem
• Lista de corte de soldagem
Cartões
• Cartão de pasta predeterminado
• SOLIDWORKS
Cartão único usado para todos os arquivos do
SOLIDWORKS.

Suporte à pesquisa
Exibido aos usuários quando eles fazem uma pesquisa no
vault
• Pesquisa de arquivo completa
• Pesquisa Início Rápido

• Se você escolher a opção Predeterminado, ficam


disponíveis as seguintes opções. Clique no nome da opção
para ver uma descrição.

Suplementos (/>)
• Dispatch

O SWTaskAddin é adicionado ao vault se você selecionar


Converter e Imprimir em Execução de tarefas.

40
Vaults

Tela Ação

Listas de materiais
• Lista de materiais padrão
• Lista de materiais de Soldagem
• Lista de corte de soldagem

Cartões
Cartões de dados de arquivos e pastas do SOLIDWORKS PDM
Professional:
• Adobe Acrobat
• AutoCAD
• Autodesk Inventor
• Imagens Bitmap
• CAL
• Cartão de pasta predeterminado
• Microsoft Office
• MP3
• Pro/ENGINEER

O Pro/ENGINEER requer uma instalação separada do


Pro/ENGINEER Connector.

• Solid Edge
• SOLIDWORKS
• Arquivos de texto
• XML
Cartões de dados de arquivos e pastas do SOLIDWORKS PDM
Standard:
• AutoCAD
• Cartão de pasta predeterminado
• Microsoft Office
• SOLIDWORKS
• Arquivos de texto

41
Vaults

Tela Ação

Itens (/>)
• Suporte para itens
O suporte para itens inclui os cartões de pesquisa de itens.

Suporte à pesquisa
Exibido aos usuários quando eles fazem uma pesquisa no
vault
• Pesquisa de arquivo completa

Somente os itens aceitos no Standard estão disponíveis.

• Pesquisa de usuário

Execução de tarefas (suplementos do lado do servidor)


(/>)
Tarefas disponíveis com o SWTaskAddin .dll
• Converter
• Design Checker
• Imprimir

Verificação de Verifique os parâmetros do vault, depois clique em Concluir.


informações

Concluído Clique em Fechar

Configuração do vault
Para configurar o vault:

1. Expanda o vault.
A caixa de diálogo de login é exibida. Para um novo vault, o único usuário ativo é
admin.
2. Digite a senha admin e clique em Login.
3. Personalize o vault e anexe sistemas de cliente adicionais.

Criação de vistas locais do vault


Para gerenciar arquivos, você precisa estar conectado a um vault por meio de uma pasta
d trabalho chamada de vista local do vault criada em cada cliente.
Crie uma vista do vault usando a ferramenta Administração ou o Assistente de
Configuração de Vistas.

42
Vaults

Criar vistas com a ferramenta Administração


Para criar uma vista de vault usando a ferramenta Administração:

1. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM, clique em Administração.

2. Se você não estiver conectado:


a) Clique com o botão direito no vault, no painel esquerdo, e selecione Conectar.
b) Digite as informações de login do usuário e clique em Login.
3. Se o servidor de arquivamento com que você quer trabalhar não estiver na lista,
adicione-o como descrito em Adicionar um servidor de arquivamento na página
35.
4. Clique com o botão direito no vault e selecione Criar vista local.
5. Na caixa de diálogo Selecionar pasta, selecione a pasta onde quer criar a vista do
vault, depois clique em OK.
Escolha uma pasta local no seu computador, possivelmente a pasta-raiz do disco
rígido local.
6. Quando perguntado se a vista do vault deve ser acessível a todos os usuários deste
computador, execute uma destas ações:
• Clique em Sim para criar uma vista de vault compartilhada acessível a todos os
perfis do Windows neste computador.
Esta é a opção preferencial para estações de trabalho normais.
• Clique em Não para criar uma vista do vault que é acessível somente ao perfil de
usuário conectado durante a criação da vista do vault, por exemplo, quando vários
perfis de usuário estão trabalhando no mesmo sistema Windows e precisam de
acesso a suas vistas de vault individuais.
Coloque a vista local do vault em uma pasta de usuário acessível somente ao perfil
atualmente conectado.

Depois de criada a vista local, uma janela do Windows Explorer é aberta e uma caixa
de diálogo de login é exibida.
7. Na caixa de diálogo de login, digite o nome e senha de um usuário e clique em Login.
Certifique-se de que o nome do usuário é de uma conta que está habilitada no vault.
Uma janela do Windows Explorer é aberta mostrando a interface do usuário do
SOLIDWORKS PDM no painel direito.

Criar vistas com o Assistente de Configuração de Vistas


Para configurar uma vista de vault, o cliente do SOLIDWORKS PDM deve estar instalado.

43
Vaults

Para criar uma vista de vault local usando o Assistente Configuração de Vistas:

1. Inicie o Assistente Configuração de Vistas executando um dos seguintes


procedimentos:
• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Configuração de Vistas.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Configuração de Vistas.

2. No Assistente de Configuração de Vistas:

Tela Ação

bem-vindo Clique em Avançar.

Selecionar servidores Na lista de servidores de arquivamento disponíveis:


de arquivamento • Selecione um servidor de arquivamento.
• Adicione um servidor de arquivamento:
• Clique em Adicionar.
• Na caixa de diálogo Adicionar servidor manualmente,
digite o Nome do servidor e clique em OK.
Use o nome do sistema do servidor, não o endereço IP,
a menos que o ambiente esteja configurado para
comunicação somente por IP, como descrito no Manual
de instalação.
• Se a sua conta não tem direitos de acesso suficientes,
faça o login usando uma conta com privilégios para
anexar aos vaults no servidor de arquivamento. Consulte
Login em um servidor de arquivamento para obter
informações detalhadas.
• Selecione o novo servidor de arquivamento.
• Selecione outro servidor de arquivamento com vaults.

Selecionar vaults Selecione os vaults para os quais deseja criar uma vista local.

44
Vaults

Tela Ação

Selecionar local • Especifique o local da vista do vault.


Para facilitar a localização de uma vista compartilhada por
todos os perfis no sistema, especifique a raiz do disco rígido
local.
• Defina o tipo de vista a ser criada indicando quem poderá
acessá-la :

Somente por mim


A vista local é acessível apenas ao perfil do Windows
atualmente conectado. Use essa opção quando o sistema
for utilizado por vários usuários. Coloque a vista local do
vault em uma pasta de usuário acessível ao perfil
atualmente conectado.

Por todos os usuários deste computador


A vista local é acessível a todos os perfis do Windows do
sistema (preferível). O usuário atualmente conectado
precisa ter direitos de administrador local para usar esta
opção, pois ela exige a atualização do Registro do sistema
local.

Verificar ações Clique em Concluir.

Concluído Clique em Fechar.

Uso de uma vista do vault compartilhada por vários perfis de usuário


A user with local administrative Windows permissions creates a shared vault view. Por
padrão, o perfil do usuário que cria a pasta da vista tem permissões completas a todos
os arquivos criados ou salvos em cache na vista.
Outros perfis de usuário com acesso mais limitado podem não ter permissões suficiente
para modificar os arquivos na cache local ou para alterar o indicador de somente para
leitura, por exemplo, quando fazem o check-out de um arquivo.
Certifique-se de que todos os perfis de usuário do Windows que usarão a vista tenham
permissões de acesso a arquivos para as pastas e arquivos na vista.
As ocorrências a seguir indicam que as permissões do Windows são excessivamente
restritivas:
• Os arquivos em check-out são abertos no modo somente para leitura.
• As versões mais recentes de um arquivo não podem ser obtidas se uma versão anterior
já estiver em cache.
• Os arquivos em check-in permanecem graváveis.
• A limpeza de uma cache local falha.

45
Vaults

Alterar permissões de acesso em uma vista compartilhada usando a


caixa de diálogo Propriedades
Para alterar as permissões de acesso em uma vista compartilhada usando a
caixa de diálogo Propriedades:

1. Faça o login no sistema como um usuário com permissões administrativas locais.


2. Use o Windows Explorer para navegar até a pasta da vista do vault.
3. Clique com o botão direito na pasta e selecione Propriedades.
4. Na caixa de diálogo Propriedades, clique na guia Segurança.
5. Em Nomes de grupo ou de usuário, selecione os grupos de perfis do Windows que
usam a vista de vault compartilhada e certifique-se de que eles têm todas as
permissões de acesso marcadas (ou seja, Controle total).
6. Para estender o Controle total para um grupo:
a) Selecione o grupo e clique em Editar.
b) Na caixa de diálogo Permissões, em Permissões para usuários autenticados,
marque Permitir para Controle total.
c) Clique em OK.
7. Clique em OK.

Alterar permissões de acesso em uma vista compartilhada usando o


Prompt de comando
Para alterar as permissões de acesso em uma vista compartilhada pelo prompt
de comando:

1. Faça o login no sistema como um usuário com permissões administrativas locais.


2. Abra um prompt de comando e vá até a pasta pai que contém a vista do vault, por
exemplo, cd C:\.
3. Use o comando cacls para atribuir controle de acesso suficiente aos grupos de
usuários e usuários avançados.

CACLS "<nome_da_vista_do_vault>" /E /G "<grupo/usuário>":F

Por exemplo, para conceder controle de acesso suficiente a um grupo de usuários


local, digite:

CACLS "c:\SWPDM File Vault" /E /G "usuários":F

O artigo 162786 da Base de conhecimento da Microsoft fornece mais informações


sobre cacls http://support.microsoft.com/kb/162786/EN-US/.

Usar o SOLIDWORKS PDM em um Terminal Server


Os clientes do SOLIDWORKS PDM podem ser instalados em um ambiente de terminal,
como o Microsoft Terminal Server ou o Citrix.
A seguinte recomendação se aplica à instalação de clientes do SOLIDWORKS PDM em
um ambiente do Terminal Server:
• O software cliente é instalado apenas uma vez no servidor de terminal, pois todos os
perfis do terminal usam os mesmos sistema principal e arquivos de programas. Não é

46
Vaults

possível combinar tipos de licença de cliente diferentes no mesmo sistema de terminal.


O mesmo tipo de licença é usado por todos os perfis de clientes do terminal.
• Para criar vistas do vault para clientes de terminal, faça o login usando o perfil do
Windows que precisa ter acesso à vista. Torne as vistas privativas, usando o tipo de
anexação Somente por mim ou a opção Não disponível para todos.

Para facilitar a administração das vistas para os vários perfis de cliente de terminal,
use a diretiva do SOLIDWORKS PDM ou crie um arquivo administrativo de
configuração de vista.

Somente o perfil do Windows para o qual a vista foi criada pode fazer o login na vista
do vault. As informações da vista são armazenadas na seção do usuário atual no
registro, que está disponível somente para o perfil atual.
• Para criar vistas privativas com raiz no mesmo local para todos os perfis, coloque-as
na pasta base do usuário do terminal. Por exemplo, use as variáveis de ambiente
%HOMEDRIVE%%HOMEPATH%, que provavelmente estão definidas de maneira idêntica para
todos os usuários.
• Não crie uma vista compartilhada que pode ser acessada por todos os usuários em um
servidor de terminal. Todos os usuários do terminal trabalham na mesma cache local.
Em uma vista compartilhada, eles podem substituir as alterações uns dos outros.

Criar o arquivo de configuração de vistas (.cvs)


Você pode anexar clientes a um vault executando um arquivo de configuração de vista
(.cvs), sem executar o assistente de Configuração de Vistas. É possível criar um arquivo
.cvs a partir de qualquer cliente do SOLIDWORKS PDM existente.
Você pode iniciar a execução do arquivo .cvs silenciosamente usando acionadores, como
descrito em Criação de scripts de configuração de vistas do vault.
Para criar o arquivo .cvs:

1. Inicie o assistente de Configuração de Vistas usando /a. No menu Iniciar do Windows,


clique em Executar, então digite:

"C:\Program Files\SOLIDWORKS PDM\ViewSetup.exe" /a

2. Percorra as etapas do assistente Configuração de Vistas como se estivesse criando


vistas locais.
Remova as vistas de vault existentes antes de selecionar essas vistas no assistente
de Configuração de Vistas.
Na tela Concluir, a ação disponível é Salvar em arquivo.
3. Clique em Concluir e especifique um caminho para o arquivo de configuração de
vista.
4. Clique em Fechar.

47
Vaults

Uso do arquivo de configuração de vistas


Para usar o arquivo de Configuração de Vistas:

1. Copie o arquivo de configuração de vista (.cvs) para um cliente que você deseja
anexar ao vault.
2. Clique duas vezes no arquivo .cvs.
O assistente Configuração de Vistas é aberto na tela Concluir, listando os vaults para
os quais serão criadas vistas locais.
3. Clique em Concluir.

Criação de scripts de configuração de vistas do vault


Para distribuir a vista do vault usando scripts de login, inicie o assistente Configuração
de Vistas com acionadores para automatizar as instalações da vista.

Acionador Descrição

/a Cria um arquivo de configuração de vistas.

<caminho para o Abre o arquivo de configuração de vistas e permite a anexação


arquivo cvs> usando as informações do próprio arquivo.

/q Executar anexação silenciosa, sem exibir o assistente. Funciona


somente em combinação com a opção /s ou um arquivo .cvs.

/s {<VaultID} Localize o ID do Vault selecionado as propriedades do vault na


ferramenta Administração.
Se múltiplos servidores de arquivamento hospedarem o vault,
consulte Distribuir vistas do vault em ambientes WAN na
página 51.

Exemplos

ViewSetup.exe SWPDMVault.cvs /q

Cria silenciosamente uma vista do vault a partir do arquivo .cvs.

ViewSetup.exe /s {A8E07E93-F594-42c9-A01B-F613DBA53CB5}
{699C4EC3-60FC-452f-940E-8786A7AAF1B2} /a

Cria um arquivo .cvs com os dois vaults de arquivos cujos IDs foram fornecidos.

Distribuição de uma vista do vault usando o Active


Directory
Use a diretiva de usuário do SOLIDWORKS PDM para o Microsoft Active Directory, para
distribuir as vistas dos vaults nas estações de trabalho clientes de maneira centralizada.

48
Vaults

A maioria das caixas de diálogo de diretivas inclui uma guia chamada Explicar, contendo
um texto descritivo sobre a diretiva.

Localizar o ID do vault
Antes de configurar o Active Directory, localize o ID exclusivo da vista do vault que você
quer distribuir.
Para localizar o ID do vault:

1. Em um computador cliente, inicie a ferramenta Administração executando um dos


seguintes procedimentos:
• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Clique com o botão direito do mouse na vista e clique em Propriedades.


3. Na caixa de diálogo Propriedades do vault de arquivos, copie e cole o ID do vault em
um arquivo.

Pode também localizar o ID do vault na tabela SystemInfo do banco de dados doe


vault.

Distribuir uma vista do vault


Para distribuir uma vista de vault usando o Active Directory:

1. Abra o Painel de Controle e clique em Sistema e Segurança > Ferramentas


administrativas > Usuários e Computadores do Active Directory.
2. Crie um grupo de segurança ou use um grupo existente.
Por exemplo, dê ao grupo o nome SWPDMUsers.
3. Clique com o botão direito do mouse no grupo de segurança e selecione
Propriedades.
4. Na caixa de diálogo Propriedades do grupo de segurança, na guia Membros, clique
em Adicionar e adicione os usuários para os quais deseja implantar a vista do vault.
5. Saia da caixa de diálogo Usuários e computadores do Active Directory.
6. No Painel de Controle, clique em Sistema e Segurança > Ferramentas
administrativas > Gerenciamento de Política de Grupo.
7. No console do Gerenciamento de Política de Grupo, crie uma nova política de grupo
para o grupo de segurança criado nas etapas 2 a 4.
8. Expanda Objetos da Política de Grupo na floresta e domínio que contém a nova
política de grupo e selecione a política de grupo.
9. No painel direito, na guia Configurações, clique com o botão direito em Configuração
de usuário e clique em Editar.
10. No Editor de Gerenciamento de Política de Grupo, acesse Configuração de usuário
> Políticas > Modelos administrativos.

49
Vaults

11. Clique com o botão direito e selecione Adicionar ou remover modelos.


12. Na caixa de diálogo Modelos de diretiva:
a) Clique em Adicionar.
b) No DVD DO SOLIDWORKS, navegue até \SWPDMClient\Support\Policies.
c) Selecione PDMWorks Enterprise.ADM e clique em Abrir.
d) Quando a política for carregada, clique em Fechar.
As opções de diretiva das Configurações do SOLIDWORKS PDM são exibidas
em Modelos administrativos > Modelos administrativos clássicos (ADM).

13. Acesse a pasta Configuração de vistas e clique duas vezes em Configuração


automática de vistas.
14. Na caixa de diálogo Propriedades de configuração automática de vistas:
a) Selecione Habilitada.
b) Clique em Exibir para listar as vistas a serem instaladas.
c) Na caixa de diálogo Exibir conteúdo, clique em Adicionar para adicionar a vista
do vault.
d) Na caixa de diálogo Adicionar item, atribua um nome à vista a ser distribuída.
Recomendação: use o nome do vault.
e) Adicione o ID do vault ao campo de valor de item.
f) Clique em OK três vezes.
Se múltiplos servidores de arquivamento hospedarem o vault, consulte Distribuir
vistas do vault em ambientes WAN na página 51.
15. Para que a nova vista seja anunciada quando os usuários fizerem o login, o
SOLIDWORKS PDM precisa estar sendo executado. Para automatizar a inicialização
do aplicativo, procure a pasta Login Manager e ative a diretiva Start SOLIDWORKS
PDM Login manager at Windows login policy.
16. Saia do Editor de Objeto de Política de Grupo e do console Gerenciamento de Política
de Grupo.

Receber uma vista de vault distribuída


Os usuários recebem notificações automáticas quando você distribui uma vista do vault:
• Quando os usuários do grupo da distribuição fizerem o login novamente, uma mensagem
os informará de que há uma nova vista de vault disponível:
O administrador do seu sistema lhe atribuiu novos vaults para anexação.
Clique aqui para anexá-los.
Clicar na caixa de mensagem abre a tela Selecionar local do assistente Configuração
de Vistas, para permitir que o usuário salve a vista.
Como alternativa, os usuários podem clicar no ícone do SOLIDWORKS PDM na bandeja
para exibir a opção Anexar onde as vistas distribuídas estão disponíveis.
• Se a diretiva de configuração automática de vistas usar a opção Configurar vistas
de modo silencioso, os usuários receberão a seguinte mensagem:
O administrador do seu sistema o anexou a novos vaults. Clique aqui para
navegar.
Clicar na caixa de mensagem abre a vista de vault no Explorer.

50
Vaults

Para que a diretiva de configuração silenciosa de vistas funcione, os perfis de usuário


do domínio que a utilizam devem constar na lista de acesso de Anexação (ou acesso
administrativo) da seção de segurança da ferramenta de configuração do servidor de
arquivamento. Caso contrário, a vista terá de ser criada manualmente, por meio da
opção Anexar.

Distribuir vistas do vault em ambientes WAN


Por padrão, um servidor de arquivamento se anuncia aos clientes pela rede usando uma
interface de transmissão pela porta 3030. Assim, o assistente de Configuração de Vistas
ou a ferramenta Administração pode listar automaticamente o servidor de arquivamento.
Quando um script ou diretiva do Active Directory distribui uma vista de vault, os clientes
usam o primeiro servidor de arquivamento que é anunciado. Esse pode não ser o servidor
correto, por exemplo, em um ambiente replicado com múltiplos servidores.
Se tiver problemas usando vistas com scripts ou diretivas em uma rede WAN ou restrita,
adicione o servidor apropriado manualmente, usando a diretiva Configurações do
SOLIDWORKS PDM.

Configurar o servidor de arquivamento


Para configurar manualmente o servidor de arquivamento a ser anunciado aos
clientes:

1. Em um computador cliente, inicie a ferramenta Administração executando um dos


seguintes procedimentos:
• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Expanda Configurações locais e clique duas vezes em Diretivas de grupo.


3. No Editor de Política de Grupo Local, clique em Configuração de usuário > Modelos
administrativos > Modelos administrativos clássicos (ADM) > SOLIDWORKS
PDM Configurações.
Se Modelos administrativos clássicos não estiver listado, clique com o botão
direito do mouse em Modelos administrativose selecione Adicionar ou Remover
Modelos. Na caixa de diálogo Modelos de Política, navegue para \SWPDMClient\
Support\Policies\PDMWorks Enterprise.ADM no DVD do SOLIDWORKS para
adicionar o template de política SOLIDWORKS PDM Configurações.
4. Desative a transmissão normal para a diretiva do SOLIDWORKS PDM:
a) No painel da direita, clique duas vezes em Desabilitar transmissão.
b) Na caixa de diálogo Desativar propriedades de transmissão, selecione Desabilitada
e clique em OK.
5. Para adicionar o servidor de arquivamento ao qual os clientes se conectam:
a) Clique em Configuração de Vistas.
b) Clique duas vezes em Configurar Selecionar página de servidor.
c) Na caixa de diálogo Configurar propriedades de página de servidor, selecione
Habilitado.

51
Vaults

d) Clique em Exibir para listar os servidores predeterminados.


e) Na caixa de diálogo Exibir conteúdo, clique em Adicionar para adicionar o servidor.
f) Na caixa de diálogo Adicionar item, digite o nome e a porta (normalmente, a 3030)
do servidor de arquivamento.
g) Clique em OK para fechar cada caixa de diálogo.
Quando as vistas de vault são distribuídas, o cliente é forçado a usar o servidor de
arquivamento que você especificou.

Diretiva de grupo Configurações do SOLIDWORKS PDM


Para especificar como o SOLIDWORKS PDM é configurado em um cliente, use as opções
de diretiva para distribuir as configurações do SOLIDWORKS PDM como descrito em
Distribuição de uma vista do vault usando o Active Directory na página 48. Como
alternativa, adicione manualmente a diretiva do SOLIDWORKS PDM no cliente como uma
diretiva de grupo local.

Adicionar diretivas manualmente


Para adicionar a diretiva manualmente:

1. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Em Configurações locais, clique com o botão direito em Diretivas de grupo, e


clique em Abrir.
3. Na caixa de diálogo Diretiva de grupo, em Configuração de usuário, clique com o
botão direito em Modelos administrativos e selecione Adicionar ou remover
modelos.
4. Na caixa de diálogo Adicionar ou remover modelos, clique em Adicionar.
5. Na caixa de diálogo Modelos de Política, navegue para \SWPDMClient\Support\
Policies\PDMWorks Enterprise.ADM no DVD do SOLIDWORKS e clique em Abrir.
As opções de diretiva das Configurações do SOLIDWORKS PDM são exibidas em
Modelos administrativos > Modelos administrativos clássicos (ADM).
6. Clique em Fechar.

Configurar as opções de diretiva

Configurações

Diretiva Descrição

Configurar porta de Define a porta usada para a transmissão. Por padrão, esta é
transmissão a porta 3030. Você não deve alterá-la. Esta porta precisa
corresponder à porta do servidor.

52
Vaults

Diretiva Descrição

Desabilitar transmissão Impede que os usuários usem transmissão para localizar


servidores de arquivamento na sub-rede local. São usados
somente os servidores adicionados manualmente. Essa diretiva
é útil quando você precisa certificar-se de que está sendo usado
um determinado servidor de arquivamento. Consulte
Distribuição de uma vista do vault usando o Active
Directory na página 48.

Desabilitar a atualização A transmissão tipicamente atualiza as vistas do Item Explorer


automática de vistas e do File Explorer quando algo está sendo modificado
(renomeação, check-out, etc.) a partir de outro cliente
SOLIDWORKS PDM. Use esta diretiva para desativar o
reconhecimento dessas atualizações, impedindo que as vistas
sejam atualizadas automaticamente. Os usuários podem
atualizar seus dados manualmente pressionando F5.

Configurações do gerenciador de login

Diretiva Descrição

Habilitar servidores alternativos Se o vault é replicado, a caixa de diálogo de login lista


os servidores de arquivamento que hospedam o vault
replicado ao qual o usuário não pode se conectar. Essa
diretiva permite aos usuários trabalhar em vários
computadores que hospedam um vault replicado.
Somente os servidores transmitidos são listados.
Opcionalmente, inclua o servidor na diretiva Adicionar
servidores alternativos.

Inicie o Login Manager do Defina essa diretiva quando distribuir vistas com a
SOLIDWORKS PDM no login do diretiva Configuração automática de vistas. Ela
Windows inicia o Login Manager do SOLIDWORKS PDM ao
detectar o login no Windows, possibilitando a adição
de vistas.

Adicionar servidores alternativos A lista de servidores alternativos contém os servidores


transmitidos disponíveis que hospedam o vault
replicado. Se a transmissão não listar o servidor, pode
ser necessário adicioná-lo manualmente usando essa
diretiva. Adicione o nome do servidor como Nome do
valor e a porta do servidor como Valor.

53
Vaults

Definições da Configuração de Vistas

Diretiva Descrição

Desabilitar adição de Impede que o usuário adicione servidores manualmente à lista


servidor de fontes de vault no assistente Configuração de Vistas. Use
essa diretiva combinada com Desabilitar transmissão e a
página Selecionar servidor para restringir os clientes a um
conjunto de servidores especificado.

Selecionar página de Controla a tela Selecionar local do assistente de Configuração


anexação de Vistas. Use essa configuração quando adicionar vistas
silenciosamente.

Location
Define o local de anexação predeterminado do vault. Use nos
ambientes de serviços de terminal para criar novas vistas do
vault em um determinado diretório, tipicamente o disco rígido
principal do usuário.

Tipo
Define o tipo de anexação predeterminado do vault. Um
usuário do Windows restrito em geral não tem permissão para
adicionar vistas do vault por computador.

Selecionar página de Controla a tela Selecionar servidor de arquivamento do


servidor assistente Configuração de Vistas. Adiciona nomes de servidor
de arquivamento predeterminados à lista de servidores
selecionáveis no assistente. Digite o nome do servidor de
arquivamento e a porta (3030) como Valor. Use em
combinação com Desabilitar transmissão e Desabilitar
adição de servidor para restringir os clientes a um conjunto
de servidores especificado. Use essa diretiva também quando
a transmissão impedir que os servidores de arquivamento
sejam listados no assistente Configuração de Vistas, por
exemplo, por uma WAN.

Configuração automática Use essa diretiva para distribuir vistas de vault a computadores
de vistas clientes. Adicione o nome e o ID do vault para as vistas a serem
anunciadas. Quando Configuração de vistas silenciosa é
usada, as vistas são adicionadas sem nenhuma interação do
usuário. Para assegurar que a vista seja criada no local correto,
defina a diretiva Selecionar página de anexação. Se os
computadores clientes residirem em sub-redes diferentes e
não puderem receber transmissões, defina a diretiva
Selecionar página de servidor.

54
Vaults

Configurações do Explorer

Diretiva Descrição

Configurar miniaturas Define o tamanho e a profundidade de cor das miniaturas


criadas no servidor de arquivamento.

Extensões de desenho Quando a opção de vista de Lista de materiais Incluir


selecionados é desmarcada, os arquivos de desenho
normalmente não são considerados o nó superior e desenhos
e montagens são excluídos. Use essa opção para adicionar
outras extensões que devem ser tratadas como desenhos na
vista de BOM. Arquivos SLDDRW e IDW são tratados como
desenhos, por padrão.

Caixa de diálogo Propriedades do vault de arquivos


Use a caixa de diálogo Propriedades do vault de arquivos para visualizar detalhes do
vault, alterar o formato de data e bloquear ou permitir logins. A maioria das informações
na caixa de diálogo fica armazenada no registro.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique com o botão direito em um vault e selecione Propriedades.

Nome do banco de O nome do vault.


dados

Servidor do banco de O computador onde o vault reside.


dados

Pasta local A localização da cópia local do vault.

Versão do A versão do arquivamento.


arquivamento

ID do vault ID do registro do vault.

Formato de data Permite alterar o formato de data.

Estado do bloco Indica se os logins estão permitidos ou bloqueados.


Clique em Bloquear logins para impedir que os usuários façam
login no vault.
Clique em Permitir logins para ativar o login de usuários.

Descrição

Atualizações Lista as atualizações instaladas.


instaladas
Para obter mais informações sobre uma atualização, clique
nela com o botão direito do mouse e selecione Exibir detalhes
da atualização.

55
Vaults

Caixa de diálogo Adicionar servidor


Use essa caixa de diálogo para adicionar um servidor que hospede arquivamentos do
vault.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Arquivo > Adicionar servidor.

Nome do servidor Selecione o servidor a adicionar ou digite o nome desse


servidor. Não use um endereço IP a menos que o vault esteja
configurado para comunicação IP apenas.

Porta do servidor Porta TCP do servidor. O valor predeterminado é 3030.

Atualização de um vault de Standard para Professional


Depois de atualizado, não é possível realizar o downgrade de um vault Professional para
um vault Standard. O procedimento não pode ser desfeito sem um backup.
Para saber mais detalhes, consulte o Manual de Instalação do SOLIDWORKS PDM.

Recolher informações de suporte


O assistente Recolher informações de suporte permite recolher informações sobre um
vault SOLIDWORKS PDM em um único pacote que você pode enviar ao Suporte Técnico
do SOLIDWORKS.
Se você pretende criar um backup do banco de dados SQL do vault de arquivos, crie uma
pasta de destino para o backup antes de executar o assistente. O caminho precisa ser
válido no sistema do servidor SQL, não no computador cliente onde você executa o
assistente Recolher informações de suporte.
Para recolher informações para o suporte:

1. Faça o login como o usuário Admin.


2. Clique com o botão direito no vault do qual você quer coletar as informações e clique
em Recolher informações de suporte.
3. Na tela Recolher logs e configurações, escolha entre essas opções:

Opção Descrição

Arquivo de log do Erros e eventos registrados no servidor de arquivamento.


servidor de
arquivamento

Estatísticas do banco Contém estatísticas simples como as contagens das tabelas


de dados mais importantes.
Inclui a versão do servidor SQL, service packs e informações
sobre todas as atualizações e service packs feitos no
SOLIDWORKS PDM.
Fornece informações sobre o tamanho do vault para avaliação
de problemas relacionados ao desempenho.

56
Vaults

Opção Descrição

Informações de Os números de versão de todos os arquivos .exe e .dll na


versão do aplicativo instalação do SOLIDWORKS PDM.
SOLIDWORKS PDM

Seção do registro do Inclui as seções do computador local e do usuário atual


SOLIDWORKS PDM contidas no registro.

Informações de Sistema operacional e service packs, identificação da


ambiente localidade e versão do Internet Explorer.

Suplementos Inclui todo o pacote de suplemento de todos os suplementos


instalado instalados.

Arquivo de log do Erros e eventos registrados no sistema local.


cliente SOLIDWORKS
PDM

Log de eventos local Log do visualizador de eventos do sistema do cliente.

Clique em Avançar.
4. Na tela Recolher arquivos, opcionalmente, adicione pastas específicas ao pacote.
É exibido o tamanho do pacote não compactado com base nos arquivos e pastas que
você selecionou.
5. Na tela Criar backup do SQL:
a) Opcionalmente, selecione Gerar um backup no seguinte local e especifique o
local onde armazenar o backup.

O arquivo de backup não é incluído no pacote. Você precisa copiá-lo


manualmente.

b) Clique em Avançar.
6. Na tela Inserir informações adicionais você pode incluir no pacote uma mensagem
de texto, como uma descrição do problema.
Essa mensagem é incluída no arquivo .zip final com o nome AdditionalInformation.txt.
Clique em Avançar.
7. Na tela Criar pacote:
a) Clique em Procurar.
b) Na caixa de diálogo Abrir, especifique o nome do pacote e o local onde ele deve
ser armazenado, depois clique em Salvar.

Inclua a data e hora no nome do pacote.

c) Opcionalmente, clique em Abrir a pasta onde o arquivo está armazenado.


Quando o pacote for concluído, o assistente abrirá a pasta.
d) Clique em Concluir.
A tela Exibir resultados mostra o andamento da criação do pacote.

57
Vaults

Quando a criação do pacote for concluída, uma mensagem de êxito é exibida.


8. Clique em OK.
Se, na etapa 7, você optou por abrir a pasta que contém o pacote, uma janela do
Explorer é aberta com o pacote selecionado.
9. Envie o pacote de informações de suporte ao suporte técnico.

Excluir um vault
Excluir um vault permanentemente remove o banco de dados e os arquivamentos do
vault.
Para excluir um vault do servidor:

1. Faça o login na ferramenta Administração como um usuário com permissões para


administrar o vault.
2. Clique com o botão direito no vault e selecione Remover:
3. Se você for solicitado por uma autenticação do servidor de arquivamento, faça o login
como um usuários do Windows com acesso administrativo.
4. Quando perguntado se quer remover o vault, clique em Sim.

Não é possível desfazer essa etapa. Certifique-se de fazer o backup do banco de


dados e do arquivamento do vault antes de remover o vault.

5. Se a caixa de diálogo Usuários conectados for aberta, certifique-se de que todos os


usuários listados estão desconectados, depois clique em Repetir.
O banco de dados e o arquivamento do vault são excluídos.
6. Se for exibida uma caixa de diálogo listando as conexões de banco de dados atuais,
clique em Sim para desconectar esses processos.
7. As vistas locais do vault são removidas. No prompt, decida se quer manter ou excluir
o conteúdo da vista local.

Caixa de diálogo Usuários conectados


Essa caixa de diálogo lista os usuários conectados. Notifique os usuários para fazer logoff
e clique em Repetir. Essa caixa de diálogo aparece quando você não pode concluir uma
tarefa até que todos os usuários tenham feito logoff.

Nome Nome do usuário conectado.

Computador Nome do computador onde o usuário está conectado.

Hora de login Data e hora em que o usuário fez login.

Caixa de diálogo Remover vault de arquivos


Essa caixa de diálogo exibe as conexões do banco de dados ativo. Essa caixa de diálogo
é exibida quando você remove um vault. Você pode ignorar as conexões do banco de
dados e continuar a remoção ou cancelar a remoção.

58
Vaults

Programa Nome do programa em execução pelo processo.

Computador Nome do computador onde o processo está em execução.

Usuário Nome do processo que está usando o vault.

Processo ID numérico do processo.

Configurações do Vault
Você personaliza seu ambiente do SOLIDWORKS PDM usando a ferramenta Administração
para adicionar e modificar as configurações do vault.
Algumas configurações já estão definidas, como as Listas de Materiais predeterminadas,
variáveis, tipos de arquivos e um fluxo de trabalho predeterminado. Você define as outras
configurações usando Assistentes e caixas de diálogo.
As configurações podem ser exclusivas de um vault ou podem ser usadas em vários
vaults, pois grupos de configurações podem ser exportadas de um vault e exportadas
para outros.

Exportar configurações de vault


A maioria da configurações e ferramentas administrativas tem uma função de exportação
que permite tornar disponíveis as configurações de um vault para importação para outros
vaults, ou para efetuar testes.
Por exemplo, se você criar um conjunto de colunas em um vault, pode exportá-lo para
um arquivo que pode ser importado para outro vault.
As configurações são exportadas como arquivos .cex.
Você pode exportar todas as configurações para um objeto, ou selecionar uma configuração
específica para a exportação. Por exemplo, você pode exportar todos os conjuntos de
colunas ou um conjunto determinado.

A exportação de configurações administrativas é diferente da exportação de dados de


arquivos para uso com sistemas de ERP. Para obter informações sobre a exportação
de dados, consulte Criar uma regra de exportação na página 223.

As ferramentas que não têm a opção Exportar são:


• Indexação
• Licença
• Sistema de mensagens
• Toolbox
Para exportar configurações de um vault:

1. Clique com o botão direito no objeto a ser exportado e selecione Exportar.


A caixa de diálogo Arquivo de exportação administrativa é aberta, listando o objeto
que está sendo exportado e as configurações usadas pelo objeto.

59
Vaults

Por exemplo, se você exportar um fluxo de trabalho, a exportação incluirá também


as configurações de que o fluxo depende, como números de revisão e templates de
BOM.

As configurações de grupo são incluídas nos arquivos de exportação para objetos


como cartões de pesquisa, listas de materiais, templates etc. Todas as configurações
de permissão não são incluídas nos arquivos de exportação, por exemplo,
permissões de pasta. Algumas configurações do usuário estão incluídas nos arquivos
de exportação, por exemplo, configurações do menu do usuário e permissões
administrativas.

2. Para remover uma configuração ou uma variável, clique nela com o botão direito e
clique em Remover.
3. Para adicionar configurações, incluindo as de outras ferramentas, arraste-as para a
caixa de diálogo.
4. Para modificar as configurações que não são dependentes do vault, como as
permissões administrativas de um usuário ou os atributos de uma variável, clique
duas vezes no objeto a ser modificado.

Se um objeto ou configuração não puder ser modificado, ele aparece como não
disponível ou uma mensagem é exibida informado que aquele objeto não pode ser
modificado.

5. Para salvar as configurações exportadas, clique em Salvar (barra de ferramentas


Administração) ou em Arquivo > Salvar.

Se você fechar a caixa de diálogo sem salvar, receberá uma solicitação para fazê-lo.

6. Na caixa de diálogo Salvar como:


a) Em Salvar em, digite ou selecione o diretório onde quer salvar as configurações.
O diretório predeterminado para arquivos .cex é Default Data.
b) Digite um nome para o arquivo ou aceite o nome predeterminado.
c) Clique em Salvar.

Importar configurações de vault


A opção Importar do vault do SOLIDWORKS PDM permite adicionar configurações que
foram exportadas de outro vault.
Ao importar dados do vault do Standard, os objetos que contêm recursos que não são
compatíveis com o vault do Standard não são importados.
Por exemplo, você pode criar um conjunto de colunas em um vault, exportá-lo como um
arquivo .cex e importar esse arquivo em outro vault.
As configurações usadas pelo objeto exportado são incluídas no arquivo .cex. Por exemplo,
um fluxo de trabalho exportado contém as configurações de que o fluxo de trabalho
depende, como números de revisão e templates de BOM.

60
Vaults

As configurações de grupo estão incluídas nos arquivos .cex para objetos como cartões
de pesquisa, listas de materiais, templates etc. Todas as configurações de permissão
não são incluídas nos arquivos de exportação, por exemplo, permissões de pasta.
Algumas configurações do usuário estão incluídas nos arquivos de exportação, por
exemplo, configurações do menu do usuário e permissões administrativas.

Se você importar um arquivo .cex para uma função ou uma transição paralela com
uma função em um vault que já tem uma função do mesmo nome, os dados da função
importada não substituirão a função existente ou serão combinados com ela. Duas
mensagens são exibidas.

Você pode importar configurações predeterminadas de vault:


• Ao efetuar a atualização para uma nova versão do SOLIDWORKS PDM e atualizar os
vaults existentes.
• Quando quer adicionar configurações que não selecionou quando criou o vault.

Se o objeto que você está importando já existe no vault, será exibido um aviso
perguntando se ele será substituído. Alguns objetos, como, por exemplo, fluxos de
trabalho, não podem ser substituídos e serão importados sob um novo nome.

Para importar as configurações do vault, siga um destes procedimentos:

• Clique com o botão direito em um vault na ferramenta Administração, clique em


Importar e selecione um arquivo .cex a ser importado
• Arraste as configurações da caixa de diálogo Arquivo de exportação administrativa
para um vault.
• Arraste um objeto de um vault para outro.

Importar usando a opção Importar


A opção Importar no menu do botão direito do vault permite importar as configurações
do vault que estão armazenadas em arquivos .cex.
Para importar configurações de um vault:

1. Clique com o botão direito no vault para o qual você quer importar as configurações
e clique em Importar.
2. Na caixa de diálogo Abrir, use o campo Procurar para navegar até o local onde
estão as configurações a serem importadas.
As configurações predeterminadas estão localizadas no diretório
<diretório_de_instalação>\Arquivos de programas\SOLIDWORKS PDM\Default
Data.
3. Selecione as configurações a serem importadas e clique em Abrir.
4. Se receber uma mensagem avisando que você está importando um objeto que já
existe no vault:
• Clique em Sim para substituir o objeto existente com as configurações do objeto
importado.
• Clique em Sim para todos para substituir qualquer objeto existente por um novo
objeto correspondente.

61
Vaults

• Clique em Não para manter as configurações originais do objeto.


• Clique em Não para todos para manter as configurações de todos os objetos que
já existem no vault.

5. Quando uma mensagem confirmar a conclusão da importação, clique em OK.

Adicionar configurações após a criação de um vault


Você pode adicionar configurações após a criação de um vault importando-as dos diretórios
Default Data e Default Card.
Essas configurações determinam os cartões, formatos de lista de materiais, tarefas e
suplementos disponíveis no vault.
Para adicionar configurações:
• Importe os cartões predeterminados para adicionar cartões de arquivo, pasta, item e
pesquisa.
• Importe configurações de dados predeterminadas para adicionar formatos de lista de
materiais, tarefas e suplementos.

Configurações predeterminadas de vault que podem ser importadas


As tabelas a seguir identificam as opções de criação de vaults, as configurações de vault
que correspondem a elas e os resultados na ferramenta Administração quando você
importa as configurações.

Suplementos (somente SOLIDWORKS PDM Professional)


Use o procedimento Adicionar configurações de dados predeterminadas na página
67 para instalar suplementos a partir de diretório_de_instalação\Default Data onde
diretório_de_instalação é o local de instalação do SOLIDWORKS PDM e idioma é o
código do país para seu idioma.

O suplemento SOLIDWORKS Task é instalado automaticamente quando você importa


a tarefa Converter ou Imprimir.

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na pasta de


suplementos

Dispatch Dispatch.caf
Dispatch

Se for feita uma instalação do Pro/ENGINEER Connector em separado, é possível


importar o Pro/ENGINEER Save File Enabler (Addrenamer.caf).

Listas de materiais
Use o procedimento Adicionar configurações de dados predeterminadas na página
67 para adicionar configurações de BOM a partir de diretório_de_instalação\Default
Data onde diretório_de_instalação é o local de instalação do SOLIDWORKS PDM e
idioma é o código do país para seu idioma.

62
Vaults

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na pasta de Lista de


materiais

Lista de materiais padrão BOM_idioma.cex


BOM

Lista de materiais de BOM_Weldment_idioma.cex


Soldagem
BOM de soldagem

Lista de corte de soldagem BOM_WeldmentCutList_idioma.cex


Lista de corte de soldagem

Cartões
Use o procedimento Adicionar cartões predeterminados na página 67 para adicionar
cartões a partir de diretório_de_instalação\Default Cards onde
diretório_de_instalação é o local de instalação do SOLIDWORKS PDM e idioma é o
código do país para seu idioma.

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na pasta Cartões ou


Cartões de pastas

Adobe Acrobat all(pdf)_idioma.crd


Cartão PDF

AutoCAD mech(dwg file_dxf)_idioma.crd arquivo DWG


Cartão de arquivo DWG

Autodesk Inventor
all(apj)_idioma.crd
Cartão de projeto ADT

all(ipt_iam_idw_ipn_ide)_idioma.crd
Cartão do Inventor

Imagens Bitmap all(jpg_gif_bmp_png_dib_tga_tiff_pcx)_idioma.crd


Cartão de imagem

CAL all(cal_cg4_gp4_mil)_idioma.crd
Cartão CALS

63
Vaults

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na pasta Cartões ou


Cartões de pastas

Cartão de pasta all(.)_idioma.crd


predeterminado
Cartões de pasta\Cartão de pasta

Microsoft Office
all(doc_xls_ppt_pub_dot)_idioma.crd
Cartão do Office

all(msg)_idioma.crd
Cartão de mensagem do Outlook

MP3 all(mp3)_idioma.crd
Cartão de MP3

Pro/ENGINEER
ProE Assembly_idioma.crd
Cartão de montagem do ProE

ProE Default_idioma.crd
Cartão predeterminado do ProE

ProE Drawing_idioma.crd
Cartão de desenho do ProE

ProE Part_idioma.crd
Cartão de peça do ProE

É necessário executar uma instalação do Pro/ENGINEER


Connector em separado antes de poder importar o
Pro/ENGINEER Save File Enabler.

SolidEdge all(asm_par_psm_pwd_dft)_idioma.crd
Cartão do Solid Edge

64
Vaults

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na pasta Cartões ou


Cartões de pastas

SOLIDWORKS
All(sldasm_asm)_idioma.crd
Cartão de montagem do SOLIDWORKS

All(slddrw_drw)_idioma.crd
Cartão de desenho do SOLIDWORKS

all(sldprt_prt)_idioma.crd
Cartão de peça do SOLIDWORKS

Texto all(txt)_idioma.crd
Cartão de texto

XML all(xml)_idioma.crd
Cartão de XML

Itens (apenasSOLIDWORKS PDM Professional )


Use o procedimento Adicionar configurações de dados predeterminadas na página
67 para habilitar a maioria das configurações de item.
Use o procedimento Adicionar cartões predeterminados na página 67 para importar
cartões de item e de pesquisa.

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na ferramenta


Administração

Suporte para itens Default Data\all_Item Setup_lang.cex


Lista de materiais > BOM de itens
O nó Itens está habilitado. Clique duas vezes para
configurar itens.
Números de série > Número do item
Modificação das seguintes variáveis:

Custo Number

Descrição Part Type

Material Revision

65
Vaults

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado na ferramenta


Administração

Default Cards\all(Item Card)_gb.crd


Cartões de item\Cartão de item do SOLIDWORKS

Default Cards\all(Item Search Property_gb.crd


Cartões de pesquisa\Pesquisa de propriedades de
item

Default Cards\all(Item Search Simple)_gb.crd


Cartões de pesquisa\Pesquisa rápida de item

Default Cards\all(Item Search)_gb.crd


Cartões de pesquisa\Pesquisa completa de itens

Suporte à pesquisa
Use o procedimento Adicionar cartões predeterminados na página 67 para habilitar
o suporte à pesquisa.

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado em Cartões\Cartões


de pesquisa

Pesquisa de arquivo all(Search Complete)_idioma.crd


completa
Pesquisa completa

Pesquisa do usuário all(Search Users)_idioma.crd


(somente SOLIDWORKS PDM
Exibir usuários
Professional)

Execução da tarefa (somente SOLIDWORKS PDM Professional)


Use o procedimento Adicionar configurações de dados predeterminadas na página
67 para habilitar a execução de tarefas.

A importação da tarefa Converter ou Imprimir também instala o suplemento


SOLIDWORKS Task.

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado em Tarefas

Converter Convert_gb.cex
Converter

66
Vaults

Opção de criação de vault Arquivo a importar e resultado em Tarefas

Impressão Print_gb.cex
Impressão

Design Checker DesignChecker_gb.cex


Design Checker

Adicionar cartões predeterminados


Você pode adicionar cartões após a criação de um vault importando as configurações do
diretório Default Card.
Para importar um cartão predeterminado:

1. Clique com o botão direito do mouse em Cartões e clique em Abrir Editor de


cartões.
2. Clique em Arquivo > Importar.
3. Na caixa de diálogo Abrir, acesse diretório_de_instalação\Default Cards\.
4. Selecione o cartão a importar.
Use o código de idioma no nome do cartão para selecionar o cartão apropriado para
o seu idioma. Por exemplo, _gb.crd indica um cartão para o idioma inglês.
5. Clique em Abrir.
6. Clique em Arquivo > Salvar.
7. Na caixa de diálogo Salvar cartão, não altere nenhuma opção. Clique em Salvar.
O cartão aparece na pasta apropriada (Cartões de arquivos, Cartões de pastas,
Cartões de itens ou Cartões de templates) em Cartões.

Adicionar configurações de dados predeterminadas


Adicione formatos de listas de materiais, suplementos e as tarefas Converter e Imprimir
após a criação de um vault importando as configurações do diretório Default Data.

No vault do SOLIDWORKS PDM Professional, adicionar uma tarefa de conversão ou


impressão também adiciona o suplemento Tarefas do SOLIDWORKS ao nó
Suplementos.

Para importar configurações de dados predeterminadas:

1. Clique com o botão direito do mouse no vault e clique em Importar.


2. Na caixa de diálogo Abrir, acesse diretório_de_instalação\Default Data\.
3. Selecione um dos seguintes tipos de arquivo:
• Para importar um suplemento, selecione o arquivo .caf apropriado.
• Para importar formatos de BOM ou tarefas, selecione o arquivo .cex apropriado.

67
Vaults

Use o código de idioma no nome do arquivo para selecionar o arquivo apropriado


para o seu idioma. Por exemplo, _gb.cex indica um arquivo de configurações para
o idioma inglês.

4. Clique em Abrir.
As configurações importadas aparecem na pasta apropriada na ferramenta
Administração.
Por exemplo, se você selecionar um arquivo de BOM, ele aparecerá na pasta Listas
de materiais.

Códigos dos países


Os arquivos nas pastas de cartões e dados predeterminados do SOLIDWORKS PDM são
identificados pelos códigos de país que precedem a extensão do arquivo.
Por exemplo, no diretório Default Cards (Cartões predeterminados),
all(sldprt_prt)_gb.crd é a versão em inglês do Cartão de peças do SOLIDWORKS.
A tabela a seguir lista os códigos de países e idiomas associados:

Código Idioma Código Idioma

_cs Tcheco _pl Polonês

_d Alemão _ptb Português brasileiro

_e Espanhol _ru Russo

_f Francês _tr Turco

_gb Inglês _zhs Chinês simplificado

_I Italiano _zht Chinês tradicional

_ko Coreano

Importar a partir da Caixa de diálogo Exportar


Você pode importar configurações do vault arrastando e soltando a configuração de uma
caixa de diálogo Exportar aberta em outro vault ou no File Explorer.
A caixa de diálogo Exportar mostra todas as configurações de um objeto. Por exemplo,
uma BOM exportada contém as variáveis usadas na BOM e os grupos e usuários com
permissões para acessá-la.
Para importar configurações de uma caixa de diálogo Exportar:

1. Para abrir um arquivo de exportação siga um dos seguintes métodos:

68
Vaults

• No File Explorer, navegue até o arquivo .cex que contém as configurações e clique
duas vezes nele.
• Na ferramenta Administração, faça o login no vault de origem, expanda o recurso
que contém as configurações, clique com o botão direito no objeto a ser exportado
e selecione Exportar.
A caixa de diálogo Arquivo de exportação administrativa é aberta, listando o objeto
exportado, incluindo configurações como variáveis e cartões de dados usados por
ele.
2. Na ferramenta Administração, faça o login no vault de destino.
3. Na caixa de diálogo Arquivo de exportação administrativa, clique no objeto a ser
importado e arraste-o para a pasta adequada.

As configurações com suporte podem ser importadas arrastando-as para um recurso


adequado. Por exemplo, é possível importar somente as variáveis usadas no objeto
exportado.

4. Se receber uma mensagem avisando que você está importando um objeto que já
existe no vault:
• Clique em Sim para substituir o objeto existente com as configurações do objeto
importado.
• Clique em Sim para todos para substituir qualquer objeto existente por um novo
objeto correspondente.
• Clique em Não para manter as configurações originais do objeto.
• Clique em Não para todos para manter as configurações de todos os objetos que
já existem no vault.

5. Quando uma mensagem confirmar a conclusão da importação, clique em OK.

Arquivamentos do vault
Os arquivos físicos em um vault são armazenados em uma pasta de arquivamento abaixo
da pasta-raiz do servidor de arquivamento. A estrutura de pastas do arquivamento usa
nomes de ID hexadecimais e é mantida no banco de dados do vault com nomes de ID
decimais.
A pasta de arquivamento do vault contém 16 subpastas chamadas 0-F. Cada arquivo no
vault recebe um ID de pasta exclusivo. Dentro do arquivamento de um arquivo são
armazenadas todas as peças das versões daquele arquivo. Para encontrar a pasta de
arquivamento de um vault, verifique esta chave no registro do servidor de arquivamento:

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\SOLIDWORKS\Applications\ PDMWorks
Enterprise\ArchiveServer\Vaults\VAULTNAME\ArchiveTable

Uma pasta de arquivamento pode conter os seguintes tipos de arquivo:

*.sldprt A versão mais recente de um arquivo é armazenada, não compactada, com


um número de versão (00000006) e uma extensão de arquivo (sldprt neste
exemplo).

*.gz As versões mais antigas do arquivo em geral são compactadas em um


agendamento recorrente, executado fora do horário normal de trabalho.

69
Vaults

*.img Para arquivos que têm suporte para miniaturas, uma imagem em miniatura
é armazenada pra cada versão criada.

Index.xml Um arquivo de índice para o arquivamento, contendo informações sobre


cada versão do arquivo e, em muitos casos, o nome do arquivo.

Compactação e limpeza do arquivamento


Por padrão, todas as versões em um arquivamento são armazenadas não compactadas
em seu formato original no servidor de arquivamento. Para poupar espaço, você pode
habilitar a compactação de todas as versões anteriores à versão mais recente. A versão
mais recente é sempre armazenada compactada para um desempenho ótimo durante a
transferência entre cliente e servidor.
Para ativar a compactação no servidor de arquivamento, é recomendado usar a diretiva
do SOLIDWORKS PDM. Como alternativa, adicione a chave de registro que ativa a
compactação manualmente para cada vault.

Compactar um arquivamento de vault


Para ativar a compactação do arquivamento do vault usando a diretiva de grupo:

1. No servidor de arquivamento, clique em Iniciar > Executar.


2. Digite gpedit.msc e clique em OK.
3. Para adicionar a diretiva SOLIDWORKS PDM, expanda Configuração do computador.
4. Clique com o botão direito em Modelos administrativos e selecione Adicionar ou
remover modelos.
5. Clique em Adicionar para adicionar o modelo de diretiva.
6. Navegue até o DVD de instalação do SOLIDWORKS, até a pasta \SWPDMClient\
support\polices e selecione o template PDMWorks Enterprise.adm.
A diretiva de Configurações do SOLIDWORKS PDM agora está disponível em Modelos
administrativos.
7. Expanda SOLIDWORKS PDM Configurações > Servidor de arquivamento.
8. Para abrir as configurações de compactação, clique duas vezes em Compactação
do arquivamento.
9. Para ativar a compactação de arquivamento no servidor, selecione Habilitado na
diretiva. Em Agendamento de compactação, digite um string de agendamento
especificando quando a rotina de compactação deve ser executada.

Execute a compactação uma vez todas as noites depois que todas as tarefas de
backup forem concluídas.

A programação tem o formato: Minuto Hora Dia da semana onde:

Minute Usa números de 0 a 59.

Hour Usa números de 0 a 23, em que 0 é meia-noite.

Dia da semana Usa números de 1 a 7, em que 1 é segunda-feira.

70
Vaults

Separe as seções com um espaço. As seções podem conter um único número, um


intervalo (1-7) ou uma lista (0,15,30,45). Um asterisco representa todo o intervalo.
Por exemplo:

00* Executar todos os dias à meia-noite.

0 2 1-5 Executar de segunda a sexta-feira às 2 da manhã.

0** Executar a cada hora cheia todos os dias.

0 */2 * Executar hora sim hora não todos os dias.

0,15,30,45 * * Executar a cada 15 minutos todos os dias.

0,30 * 1-5 Executar a cada meia hora de segunda a sexta-feira.

0 6-18 1-5 Executar a cada hora entre 6 da manhã e 6 da tarde de segunda


a sexta-feira.

O horário é local para o servidor.

Digite off para desativar a compactação nesse vault.

10. Feche o editor de diretivas e reinicie o serviço do servidor de arquivamento para


carregar o novo agendamento.
• A diretiva de compactação afeta todos os arquivamentos de vault armazenados no
servidor de arquivamento.
• Para desativar a compactação de um vault específico, defina manualmente o valor
do registro para esse vault como off.
• A diretiva é executada por servidor. Para mais de um servidor, por exemplo, em
um ambiente replicado, ative a compactação para cada servidor separadamente.

Limpeza do Servidor de Arquivamento


O processo recorrente de limpeza do arquivamento remove arquivos excluídos e verifica
a consistência do arquivamento. Quando um arquivo é excluído ou destruído no vault,
seu histórico é removido do banco de dados do vault. A pasta de arquivamento física
permanece no servidor até que o processo de limpeza seja executado. Por padrão, o
processo começa às 3 horas da manhã todas as noites, para todos os arquivamentos do
vault armazenados no servidor de arquivamento.

71
Vaults

Ativar manualmente a compactação ou limpeza


Para alterar manualmente o agendamento para compactação ou limpeza:

1. Use o Editor de Registro para localizar a chave do vault no servidor de arquivamento,


substituindo VAULTNAME com o nome do vault.

HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\SOLIDWORKS\Applications\ PDMWorks
Enterprise\ArchiveServer\Vaults\NOME_DO_VAULT\

2. Adicione um novo valor de string, Reg_SZ, nomeado como abaixo:


• Para a compactação CompressionSchedule
• Para a limpeza CleanerSchedule

3. Nos dados do valor, digite o string de agendamento, usando o formato minuto hora
dia descrito em Compactar um arquivamento de vault na página 70.
4. Reinicie o serviço do servidor de arquivamento para que as alterações entrem em
vigor.
• O agendamento é aplicado ao vault e ao servidor de arquivamento.
• Para desativar a compactação ou a limpeza, defina o string de agendamento como
off.
• Recomendação: execute o agendamento uma vez por dia.

Esquemas de armazenamento frio


Cria um esquema de armazenamento frio em um vault para mover ou excluir
automaticamente as versões mais antigas dos arquivamentos do vault. Você pode optar
por configurar um esquema para todos os arquivos do vault ou somente para arquivos
em pastas específicas.
Um esquema pode especificar que pastas de projeto contêm as versões mais recentes
de um arquivo somente e que versões mais antigas são excluídas do arquivamento.
Depois da exclusão, o histórico da versão é mantido.
A opção Restaurar no menu Obter versão do File Explorer permite a restauração de
arquivos do arquivo morto. Entretanto, se o arquivo morto foi usado para excluir uma
versão de arquivo, ela não pode ser restaurada ao servidor de arquivamento.

Quando um vault é replicado, cada servidor replicado processa separadamente o


arquivamento frio. Se você quiser guardar arquivos mais antigos no armazenamento
frio em servidores replicados, precisa criar um esquema de armazenamento frio para
cada servidor.

Para assegurar que o esquema de armazenamento frio entre em vigor imediatamente,


interrompa e reinicie o serviço do servidor de arquivamento.

72
Vaults

Criar um esquema de armazenamento frio


Para criar um sistema de armazenamento frio:

1. No painel esquerdo da ferramenta Administração, clique com o botão direito em


Esquemas de arquivo morto e selecione Novo esquema de arquivo morto.
2. Na caixa de diálogo Esquema de arquivo morto, insira o Nome do esquema.
3. Selecione o servidor de arquivamento no qual executar o esquema.
Se o vault é replicado em múltiplos servidores de arquivamento, eles são listados.
4. Em Método de arquivo morto:
a) Escolha se quer excluir ou mover as versões antigas dos arquivamentos:
• Excluir arquivos de arquivamento. Exclui os arquivos do vault e registra a
exclusão no histórico do vault.

Esta ação não pode ser desfeita. Certifique-se de fazer um backup do


arquivamento antes de excluí-lo.

• Mover arquivos de arquivamento para a pasta. Move as versões antigas


dos arquivos para fora do arquivamento.
b) Insira um nome de pasta, combinando componentes do caminho, por exemplo,
c:\ColdStore, e os componentes variáveis disponíveis quando você clica em >.
Por exemplo: c:\ColdStore\Ano (2) Mês (2) Contador-04
Quando o esquema de armazenamento frio for acionado, ele usará o caminho para
a pasta especificada.
c) Insira o nome da mídia, que é o subdiretório para onde mover as instâncias do
arquivo morto. Use os componentes de caminho e os componentes variáveis
disponíveis quando você clica em >.

Use as variáveis Contador para assegurar que os nomes sejam exclusivos.

Quando o esquema de armazenamento frio é acionado, uma pasta com o nome


da mídia é criada no caminho especificado. O nome da mídia é incluído no histórico
do arquivo.

5. Em Versões, selecione o número de versões que devem ser mantidas no servidor


para cada arquivamento. Por exemplo, digite 5 para manter as cinco versões mais
recentes de um arquivo e descartar ou mover as versões mais antigas.
6. Selecione as pastas para o esquema de armazenamento frio. As subpastas são sempre
processadas, portanto você não precisa selecioná-las. Por padrão o vault inteiro é
selecionado. Use os botões Adicionar e Remover para especificar pastas.
7. Configure a programação, selecionando um intervalo em Intervalo predefinido ou
Programação definida pelo usuário.
Para especificar uma programação definida pelo usuário, insira um valor em String
de intervalo.
A programação tem o formato: Minuto Hora Dia da semana onde:

Minute Usa números de 0 a 59.

73
Vaults

Hour Usa números de 0 a 23, em que 0 é meia-noite.

Dia da semana Usa números de 1 a 7, em que 1 é segunda-feira.

Separe as seções com um espaço. As seções podem conter um único número, um


intervalo (1-7) ou uma lista (0,15,30,45). Um asterisco representa todo o intervalo.
Por exemplo:

00* Executar todos os dias à meia-noite.

0 2 1-5 Executar de segunda a sexta-feira às 2 da manhã.

0** Executar a cada hora cheia todos os dias.

0 */2 * Executar hora sim hora não todos os dias.

0,15,30,45 * * Executar a cada 15 minutos todos os dias.

0,30 * 1-5 Executar a cada meia hora de segunda a sexta-feira.

0 6-18 1-5 Executar a cada hora entre 6 da manhã e 6 da tarde de segunda


a sexta-feira.

O horário é local para o servidor.


8. Clique em OK para salvar o esquema.
9. Pare e reinicie o serviço do servidor de arquivamento:
a) No Painel de Controle, clique em Sistemas e segurança > Ferramentas
Administrativas > Serviços.
b) Na caixa de diálogo Serviços, clique com o botão direito em SOLIDWORKS PDM
Servidor de arquivamento e clique em Parar.
c) Clique com o botão direito em SOLIDWORKS PDM Servidor de arquivamento
novamente e clique em Iniciar.

Exemplo da utilização do armazenamento frio


Esse exemplo demonstra um esquema de armazenamento frio que mantém as cinco
versões mais recentes dos arquivos no vault e move as versões anteriores do arquivamento
para o armazenamento frio.
• Um arquivo com 10 versões é armazenado no vault.
• Antes da execução do esquema de armazenamento frio, todas as 10 versões do arquivo
estão armazenadas na pasta de arquivamento do arquivo no servidor de arquivamento.
• Depois da execução do esquema de armazenamento frio, as versões mais antigas são
removidas da pasta de arquivamento do arquivo. As versões com um número de revisão
são mantidas.
• Uma pasta é criada em uma nova mídia e para ela são movidas as versões do
armazenamento frio.
• O histórico do arquivo mostra quais versões foram movidas ou excluídas pela
programação de armazenamento frio.
• Um aviso é exibido se um usuário tentar obter uma versão do arquivo que foi movida
ou excluída.

74
Vaults

Caixa de diálogo Esquema de armazenamento frio


Use essa caixa de diálogo para lidar com arquivos e versões antigas. Você pode mover
esses arquivos para o armazenamento frio fora dos arquivamentos do vault. Também é
possível excluir os arquivos mais antigos. Essas ações podem ser executadas em conjunto
ou independentemente.
Depois da exclusão, o histórico da versão é mantido. Não é possível copiar uma versão
do arquivamento frio para o servidor de arquivamento.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Expanda Vault , clique com o botão direito em Esquemas de arquivo morto, e selecione
Novo esquema de arquivo morto.

Nome do esquema Nome que identifica esse conjunto de regras.

Servidor de O servidor que hospeda o vault. Todos os servidores


arquivamento hospedeiros são lsitados para os vaults replicados.

Pastas que são parte Adicionar uma pasta à lista causa o processamento da pasta
deste esquema e suas subpastas. Para processar o vault inteiro, use a pasta
raiz do vault.

Intervalos Selecione o intervalo durante o qual o armazenamento frio é


predefinidos processado, por exemplo, A cada hora, todos os dias.

75
Vaults

Cadeia de caracteres Ativado ao selecionar Programação definida pelo usuário.


de intervalo
A programação tem o formato: Minuto Hora Dia da semana
onde:

Minute Usa números de 0 a 59.

Hour Usa números de 0 a 23, em que 0 é


meia-noite.

Dia da semana Usa números de 1 a 7, em que 1 é


segunda-feira.

Separe as seções com um espaço. As seções podem conter um


único número, um intervalo (1-7) ou uma lista (0,15,30,45).
Um asterisco representa todo o intervalo. Por exemplo:

00* Executar todos os dias à meia-noite.

0 2 1-5 Executar de segunda a sexta-feira às 2


da manhã.

0** Executar a cada hora cheia todos os


dias.

0 */2 * Executar hora sim hora não todos os


dias.

0,15,30,45 * * Executar a cada 15 minutos todos os


dias.

0,30 * 1-5 Executar a cada meia hora de segunda


a sexta-feira.

0 6-18 1-5 Executar a cada hora entre 6 da manhã


e 6 da tarde de segunda a sexta-feira.

O horário é local para o servidor.

Método de armazenamento frio

Excluir arquivos de Exclui versões antigas de arquivos e registra a exclusão no


arquivamento histórico do vault.

Esta ação não pode ser desfeita. Certifique-se de fazer um


backup do arquivamento antes de excluí-lo.

76
Vaults

Mover arquivos de Move as versões antigas dos arquivos para fora do


arquivamento para a arquivamento.
pasta
Insira um nome de pasta, combinando componentes do
caminho, por exemplo, c:\ColdStore, e os componentes
variáveis disponíveis quando você clica em >. Por exemplo:
c:\ColdStore\Ano (2) Mês (2) Contador-04

Esta pasta precisa estar em um caminho que pode ser


acessado pelo computador onde o servidor de arquivamento
do SOLIDWORKS PDM selecionado em Servidor de
arquivamento está sendo executado.

Se você especificar um caminho UNC, o serviço do servidor


de arquivamento normalmente está sendo executado na
conta de usuário do sistema que, por padrão, não tem acesso
à rede. Para ter acesso à rede, altere o serviço conta de
log-in do serviço para executá-lo como um usuário específico.

Nome da mídia O subdiretório onde são colocadas as instâncias do


armazenamento frio. O nome da mídia é inserido no histórico
do arquivo.

Use as variáveis Contador para assegurar que os nomes


sejam exclusivos.

Versões

Número de versões a Mantém o número de versões que você especificar. Exclui


manter por arquivamento ou move as versões antigas para o armazenamento frio.
Por exemplo, se você especificar 4, a quinta versão e as
anteriores são processadas. A versão mais recente de um
arquivo é sempre mantida no servidor de arquivamento.

Nunca mover versões (Recomendado.) Não processa versões com revisões


com revisões para o anexadas. Observe que versões com etiquetas são sempre
armazenamento frio excluídas do armazenamento frio.

Relatórios do SOLIDWORKS PDM (somente para o


SOLIDWORKS PDM Professional)
O SOLIDWORKS PDM contém um Gerador de Relatórios que permite aos usuários criar,
salvar e imprimir relatórios detalhados das informações dos arquivos em um vault.
Os relatórios são gerados pelas consultas armazenadas em arquivos de texto com a
extensão .crp.
Quando o relatório é executado, o resultado da consulta é mostrado no painel Resultados
do Gerador de Relatórios. Os usuários podem exportar os resultados para arquivos

77
Vaults

separados por vírgula (.csv) e importá-los para um programa de planilha como o Microsoft
Excel.

Formatar uma consulta ao relatório


As consultas de relatório contêm informações estruturadas que mostram o relatório no
Gerador de Relatórios e uma ou mais consultas SQL que obtêm informações do banco de
dados SQL.
Você cria as consultas em um editor de texto, como o Bloco de Notas, e as salva como
arquivos .crp.
Para formatar uma consulta de relatório:

1. Abra um editor de texto, como o Bloco de Notas.


2. Crie uma consulta usando os seguintes elementos:

@[identificador_da_consulta]
Exemplo:@[GroupMembers]

§Name [ ]nome_de_exibição
Exemplo: §Name [User details of selected groups]

§Company [nome_da_companhia]
Exemplo: §Company [SOLIDWORKS]

§Description [descrição]
Exemplo: §Description [Lists all members of the selected groups.]

78
Vaults

§Version [número_da_versão]
Exemplo: §Version [1.1]

§Arguments [ tipo
nome[contador] [instrução] ]

Onde:
• tipo ié um tipo de argumento predefinido
• nome é uma variável usada no elemento WHERE da consulta SQL
• [contador] define como os valores são retornados para a consulta SQL
• [instrução] é exibida no Gerador de Relatório como instruções para o usuário

Um relatório pode ter vários argumentos.

Todos os componentes do argumento precisam estar em uma linha.

Exemplo:

§Arguments [ GroupID TheGroupID[N] [Select groups] ]

§Sql [ ]

Exemplo:

§Sql [ ]

3. No Microsoft SQL Server Management Studio, crie uma consulta T-SQL para obter
informações do banco de dados SQL.
4. Copie a consulta SQL e cone-a na seção §Sql [ ] do relatório.
5. Opcionalmente, modifique o elemento WHERE da consulta SQL query se quiser que o
argumento seja avaliado dinamicamente quando o relatório for executado no Gerador
de Relatórios.
Na etapa 2, o Argumento é [GroupID TheGroupID[N] [Select groups]]. Você pode
usar o nome da variável TheGroupID para obter dados com base no grupo selecionado
pelo usuário quando o relatório for executado.
Para fazer isso, na seguinte sintaxe T-SQL, substitua G.GroupID = 2 com
{G.GroupID, TheGroupID, =, OR}.
Sintaxe de consulta T-SQL

WHERE G.GroupID = 2 AND G.GroupID = M.GroupID AND U.UserID = M.UserID

Sintaxe de consulta de relatório

WHERE {G.GroupID, TheGroupID, =, OR} AND G.GroupID = M.GroupID AND


U.UserID = M.UserID]

79
Vaults

6. Salve a consulta como um arquivo .crp.


7. Importe o arquivo .crp para o Gerador de Relatórios para executar o relatório.

Exemplo de consulta de relatório


A seguinte consulta de relatório é de Report Examples 1.crp, que está
instalado em diretório_de_instalação, por padrão, C:\Program Files\
SOLIDWORKS PDM .

@[GroupMembers] §Name [User details of selected group(s)]


§Company [SOLIDWORKS] §Description [This query will list all
members of the selected groups.] §Version [1.1] §Arguments
[ GroupID TheGroupID[N] [Select group(s)] ] §Sql [ SELECT
U.Username, G.Groupname, G.Description FROM Users U, Groups
G, GroupMembers M WHERE {G.GroupID, TheGroupID, =, OR} AND
G.GroupID = M.GroupID AND U.UserID = M.UserID ]

Esse arquivo contém consultas de relatório adicionais que o usuário pode


importar para o Gerador de Relatórios.

Sintaxe de consultas de relatório


A tabela abaixo ilustra a sintaxe típica de um arquivo .crp.
Aplicam-se as seguintes regras:
• Cada consulta no arquivo começa com @, seguido por um nome exclusivo para a
consulta, entre colchetes.
• Cada consulta contém seções.
• A sintaxe para seções é: §Rótulol [variável]
• A ordem das seções pode variar.
• Os nomes de seções não são sensíveis a maiúsculas e minúsculas.
• Você pode usar pares de caracteres de barra inclinada (/) para adicionar comentários
ou separar múltiplas consultas em um arquivo .crp.

80
Vaults

O texto entre dois pares de barras inclinadas é ignorado quando a consulta é executada.

Sintaxe Descrição e exemplo

Identificador exclusivo da consulta


@[identificador_da_consulta]
@[GroupMembers]

Nome exibido no painel Consulta do Gerador de


§Name [ ]nome_de_exibição Relatórios

§Name [User details of selected groups]

Nome da companhia que criou a consulta


§Company [nome_da_companhia]
Exibido nas Propriedades da consulta.

§Company [SOLIDWORKS]

Descrição
§Description [descrição]
Exibido nas Propriedades da consulta.

§Description [Lists all members of the


selected groups.]

Número da versão da consulta


§Version [número_da_versão]
Exibido nas Propriedades da consulta.

§Version [1.1]

Seção de declaração de variáveis


§Argumentos [ tipo
Pode solicitar uma entrada do usuário.
nome[contador] [instrução] ]
§Arguments [ GroupID TheGroupID[N]
[Select groups] ]
Precisa estar em uma linha.

Seção que define a declaração T-SQL


§Sql [ SELECT coluna FROM
nome_da_tabela WHERE §Sql [ SELECT U.Username, G.Groupname,
critério_de_seleção ] G.Description WHERE {G.GroupID,
TheGroupID, =, OR} AND
G.GroupID=M.GroupID AND U.UserID =
M.UserID]

81
Vaults

Argumentos de consulta de relatório


Os argumentos nas consultas de relatório controlam como a consulta é executada no
banco de dados. Eles podem especificar variáveis que são usadas na consulta SQL e como
os valores são retornados para a consulta SQL, ou apresentar uma solicitação ao usuário
para fornecer uma entrada quando a consulta é executada.
Todo argumento tem os seguintes componentes:
tipo nome[contador] [instrução]

Tipos de argumento predefinidos


A primeira coluna na tabela de resultados mostra o tipo de argumento. Os seguintes tipos
são predefinidos:

FileID DocumentID do arquivo selecionado

UserID UserID do usuário selecionado

ProjectID ProjectID da pasta selecionada

String String (cadeia de caracteres)

GroupID GroupID do grupo selecionado

StatusID StatusID do estado de fluxo de trabalho selecionado

Regras para definição de argumentos


• O nome não pode conter espaços.
• O contador pode ser um contador codificado (hard coded) ou os caracteres N, S ou M.

N Indica um contador variável onde o usuário é solicitado a inserir valores.

S Se o tipo do argumento é FileID, ele é obtido da lista de seleção. Os arquivos


são adicionados à janela de arquivos selecionados.
Se o tipo de argumento é UserID, é obtido o ID do usuário conectado no
momento.
Uma tabela é exibida para cada arquivo.

M Se o tipo do argumento é FileID, ele é obtido da lista de seleção.


Todos os arquivos são inseridos em uma matriz, e o resultado é exibido em
uma tabela.

Regras de substituição de variável


A referência a variáveis na declaração T-SQL pode ser feita usando uma substituição
simples ou estendida. Quando o relatório é executado, a variável {xxx} é substituída na
consulta com um ID ou string.

82
Vaults

Substituição simples Exemplo de variável expandida

D.Filename LIKE {FileName} D.Filename LIKE 'document.doc'

X.DocumentID = {TheFileID} X.DocumentID = 48

Substituição expandida Exemplo de variável expandida

{D.DocumentID, TheFileID, =, OR} (D.DocumentID = 48) OR


(D.DocumentID = 49) OR
.
.
(D.DocumentID = 345)

D.Filename, FileName, LIKE, OR} (D.DocumentID LIKE 'document.doc) OR


(D.DocumentID LIKE 'drawing.slddrw') OR
.
.
(D.DocumentID LIKE 'picture.jpg')

Criar uma consulta de transação SQL


Use o editor de translações SQL (T-SQL) no SQL Management Studio para criar e testar
consultas a serem usadas para gerar relatórios.
Para criar uma consulta T-SQL:

1. Faça login no Microsoft SQL Server Management Studio e clique em Conectar:


2. No painel esquerdo, expanda Bancos de dados e expanda o banco de dados para
o qual quer criar uma consulta SQL.

Expanda Tabelas para ver as tabelas do banco de dados.

3. Clique com o botão direito no banco de dados e selecione Nova Consulta.

83
Vaults

4. No painel direito, crie uma consulta T-SQL usando esses elementos:

Sintaxe Exemplo

SELECT coluna SELECT U.Username, G.Groupname,


G.Description

FROM nome_da_tabela FROM Users U, Groups G, GroupMembers M

WHERE WHERE G.GroupID = 2 AND G.GroupID =


critério_de_seleção M.GroupID AND U.UserID = M.UserID

Não é possível usar nomes de variáveis definidas


em um argumento de consulta de relatório quando
se cria uma consulta T-SQL.

Depois de adicionar a consulta T-SQL a uma consulta


de relatório, você pode adicionar a substituição de
argumentos.

O exemplo a seguir mostra uma consulta T-SQL concluída:

SELECT U.Username, G.Groupname, G.Description FROM Users U, Groups G,


GroupMembers M WHERE G.GroupID = 2 AND G.GroupID = M.GroupID AND U.UserID
= M.UserID

5. Clique em Executar (barra de ferramentas) ou em Consulta > Executar.


A guia Resultados mostra os dados obtidos pela consulta.
Se ocorreram problemas, a guia Mensagens descreve os erros da consulta.
6. Repita as etapas 4 e 5 até que a sua consulta SQL obtenha as informações que você
quer.
7. Para testar a consulta em outro vault, selecione o bando de dados do vault no campo
Bancos de dados disponíveis acima do painel esquerdo.
8. Copie a consulta SQL.
9. Abra uma consulta de relatório formatada no Bloco de Notas.
10. Cole a consulta SQL na seção §Sql do relatório.
11. Salve a consulta de relatório como um arquivo .crp.

Executar uma Consulta de Relatório


As consultas de relatório são executadas no Gerador de Relatórios, que pode ser acessado
pelo Windows Explore quando você está conectado a um vault.

84
Vaults

Para executar uma consulta de relatório:

1. No Windows Explorer, faça o login no vault para o qual quer executar o relatório.
2. Clique em Ferramentas > Gerador de Relatórios.
3. No Gerador de Relatórios, clique em Arquivo > Importar consulta.
4. Navegue até o local do arquivo .crp que define o relatório, selecione-o e clique em
Abrir.
5. Na caixa de diálogo Direitos de consulta do usuários, selecione os grupos e usuários
que devem ter acesso ao relatório e clique em OK.
O nome do relatório aparece na lista Consultas.

6. Para executar o relatório, selecione-o na lista e clique em Executar consulta


(barra de ferramentas) ou em Editar > Executar consulta.
O relatório é exibido no painel Resultados.

85
4
Servidores de arquivamento
Todos os servidores de arquivamento que hospedam as vistas locais do vault do sistema atual
aparecem como nós na ferramenta de administração.
Expandindo o nó com o nome do servidor de arquivamento, você verá todos os vaults
hospedados por este servidor. Ao expandir um nó de vault, você é solicitado a fazer o login,
a menos que já esteja conectado como um usuário do SOLIDWORKS PDM com direitos
suficientes.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Adicionar um servidor de arquivamento


• Login em um servidor de arquivamento
• Atualizar um servidor de arquivamento
• Remover um servidor de arquivamento
• Exibir o arquivo de log de um servidor de arquivamento
• Cópia do arquivo de log de um servidor de arquivamento
• Exibir arquivos não replicados (apenas para vaults SOLIDWORKS PDM
Professional)
• Identificar o servidor onde um arquivo está replicado (somente para vaults do
SOLIDWORKS PDM Professional)
• Propriedades do servidor

Adicionar um servidor de arquivamento


Para criar um vault, você precisa ter a capacidade de se conectar a um servidor de
arquivamento. Você pode adicionar um servidor de arquivamento se ele foi instalado,
mas não está visível na ferramenta Administração do SOLIDWORKS PDM.
Para adicionar um servidor de arquivamento:

1. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Selecione Arquivo > Adicionar servidor.


3. Na caixa de diálogo Adicionar servidor, para Nome do servidor, faça o seguinte:

86
Servidores de arquivamento

• Selecione na lista o servidor a ser adicionado:


• Se o servidor não estiver na lista, (por exemplo, se ele estiver em outro segmento
da rede), digite o nome do sistema ou endereço IP.

É possível que o nome do servidor de arquivamento não seja exibido se um firewall


estiver bloqueando a porta 3030.

4. Clique em OK.
O servidor é exibido no painel esquerdo.
5. Faça o login como um usuário do Windows com direitos d anexação ao servidor de
arquivamento.
Se você está usando uma conta que não tem direitos de anexação, consulte Login
em um servidor de arquivamento na página 87.

Login em um servidor de arquivamento


Dependendo das suas permissões de acesso e de como o servidor de arquivamento está
configurado, pode ser necessário fazer o login para concluir o processe de adicionar um
servidor. Se a conta que você está usando tem direitos para anexação ao servidor de
arquivamento, não será necessário fazer o login.
Para fazer o login em um servidor de arquivamento:

1. Na caixa de diálogo de login, digite o nome e a senha do Windows de um usuário


com acesso administrativo aos vaults.
Esse usuário precisa ter uma conta do Windows na lista Acesso de anexação ou
Acesso administrativo da seção Segurança da caixa de diálogo Configuração do
servidor de arquivamento.
O administrador local servidor de arquivamento, por padrão, está nessa lista.
2. Se a caixa de diálogo de login incluir uma lista Domínio, execute uma dessas ações:
• Para uma conta de usuário local, selecione o nome do sistema que é seguido por
(conta local).
• Para uma conta de domínio, selecione o domínio adequado. Você pode também
digitar o nome do domínio.

3. Clique em Login.
Se você tiver problemas para se conectar ao servidor de arquivamento, certifique-se
de que o serviço do servidor foi iniciado e que a porta TCP (cujo valor predeterminado
é 3030) não está bloqueada.

Atualizar um servidor de arquivamento


Você pode atualizar um nó de servidor de arquivamento se ele não mostrar todos os
vaults.

Para o cliente Standard, não é possível visualizar vaults Professional em um servidor


de arquivamento.

87
Servidores de arquivamento

Para atualizar um servidor de arquivamento:

1. Clique com o botão direito no nó do servidor e selecione Atualizar.


2. Se solicitado, faça o login. Você precisa ter direitos para anexação no servidor de
arquivamento.

Remover um servidor de arquivamento


Remover um servidor de arquivamento o exclui da ferramenta Administração no sistema.
Isso não destrói o servidor de arquivamento físico nem os vaults hospedados.
Para remover um servidor de arquivamento:

1. Remova as vistas locais de vaults hospedadas pelo servidor que você quer remover.
2. Clique com o botão direito no servidor de arquivamento e selecione Remover da
árvore.

Exibir o arquivo de log de um servidor de arquivamento


O servidor de arquivamento registra eventos e erros em um arquivo de log. Você pode
usar esse arquivo para identificar e solucionar problemas.
Para ver o arquivo de log:

• Clique com o botão direito no servidor de arquivamento e selecione Exibir o log do


servidor de arquivamento.

Cópia do arquivo de log de um servidor de arquivamento


Você pode copiar o arquivo de log do servidor de arquivamento para torná-lo disponível
ao Suporte ou ao seu administrador.
Para copiar o arquivo de log do servidor de arquivamento:

1. Na ferramenta Administração, clique com o botão direito no nome do servidor de


arquivamento e selecione Exibir o log do servidor de arquivamento.
O arquivo de log é aberto no painel direito.
2. Na caixa de diálogo Arquivo de Log , clique em Copiar arquivo de log (barra de
ferramentas).
O arquivo de log completo é copiado como um arquivo .cog na área de transferência
do Windows. O nome do arquivo é igual ao do servidor de arquivamento.
3. Para salvar o arquivo, cole-o:
• na área de trabalho
• em uma pasta
• como anexo em um e-mail ou outro documento

4. Para abrir e ver o arquivo, clique duas vezes nele.


A ferramenta Administração do SOLIDWORKS PDM é aberta com o arquivo de log
exibido no painel direito.

88
Servidores de arquivamento

Exibir arquivos não replicados (apenas para vaults


SOLIDWORKS PDM Professional)
Para exibir uma lista de arquivamentos não replicados:

• Clique com o botão direito em Status de arquivamento e selecione Exibir arquivos


que faltam.
Uma lista dos arquivos, separados por vírgulas, é aberta. Esta lista mostra os arquivos
que não foram replicados e o servidor em que eles estão faltando.

Identificar o servidor onde um arquivo está replicado


(somente para vaults do SOLIDWORKS PDM Professional)
Para identifiar o servidor onde um arquivo foi replicado:

1. No Windows Explorer, faça o login em um vault.


2. Selecione um arquivo e clique na guia Versão
Replicado para: exibe o servidor de arquivamento onde o arquivo foi replicado.

Propriedades do servidor
Use a caixa de diálogo Propriedades do servidor para visualizar a porta usada pelo servidor.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique com o botão direito no servidor e selecione Propriedades.

89
5
Suplementos do SOLIDWORKS
PDM (Apenas para o
SOLIDWORKS PDM Professional)
Os suplementos ampliam sua capacidade de configurar o SOLIDWORKS PDM.
Por exemplo, você pode:
• Instalar o suplemento Dispatch para automatizar tarefas e processos usando os comandos
do SOLIDWORKS PDM Dispatch.
• Criar um suplemento de números de série usando o Visual Basic .Net e instalá-lo para
automatizar a geração de números de série.
• Instalar o suplemento Tarefas do SOLIDWORKS ao criar o vault para dar suporte a conversões
e para imprimir documentos do SOLIDWORKS.
Basta instalar o suplemento em um computador. Ele será instalado automaticamente em todos
os outros computadores que estão conectados ao vault.

Depurar suplementos
Você pode depurar (debug) suplementos sem adicioná-los ao vault.
Quando você executa uma depuração, o suplemento é carregado do local onde o compilador
o registrou. Nenhum outro usuário é afetado pelo suplemento.

Não instale um suplemento que você quer depurar usando a caixa de diálogo Administrar
suplementos.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Instalar suplementos do SOLIDWORKS PDM


• Instalar suplementos para depuração
• Caixa de diálogo Propriedades do suplemento
• Caixa de diálogo Depurar suplementos

Instalar suplementos do SOLIDWORKS PDM


Para instalar um suplemento do SOLIDWORKS PDM:

1. Expanda o vault onde o suplemento será usado.


2. Clique com o botão direito em Suplementos e selecione Novo suplemento.

90
Suplementos do SOLIDWORKS PDM (Apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional)

3. Na caixa de diálogo Abrir, navegue até o local do arquivo .dll do suplemento,


selecione-o e clique em Abrir.
4. Na caixa de diálogo Propriedades deo suplemento, clique em OK.

O suplemento é inserido no nó Suplementos.

Instalar suplementos para depuração


Para instalar um suplemento para depuração:

1. Expanda o vault onde o suplemento será usado.


2. Clique com o botão direito em Suplementos e selecione Depurar suplementos.
3. Na caixa de diálogo Depurar suplementos, clique em Adicionar suplemento.
4. Na caixa de diálogo Abrir, acesse o local do .dll do suplemento, selecione-o e clique
em Abrir.

O suplemento é adicionado à lista de suplementos para depuração, mostrando o caminho


para o .dll e sua ID de classe.
Para tornar o suplemento disponível para instalação e uso por todos os computadores
conectados ao vault, selecione-o e clique em Remover suplemento.

Caixa de diálogo Propriedades do suplemento


Use a caixa de diálogo Propriedades do suplemento para ver informações sobre ele e para
adicionar ou remover arquivos relacionados.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Expanda Suplementos e clique duas vezes no suplemento cujas propriedades você
deseja visualizar.

Resumo

Nome

Companhia A companhia que criou o suplemento.

Versão do suplemento

Requer a versão Versão do SOLIDWORKS PDM necessária para a execução do


suplemento.

Embalar O nome do arquivo .CAF do suplemento.

Descrição

Arquivos
Lista os arquivos de biblioteca (.dll) usados pelo suplemento e permite Adicionar arquivos
e Remover arquivos.

91
Histórico

No painel esquerdo, clique em Histórico para exibir o histórico do gerenciamento dos


suplementos.

Caixa de diálogo Depurar suplementos


Use a caixa de diálogo Depurar suplementos para depurar um suplemento sem adicioná-lo
a um vault. O suplemento é carregado a partir do local registrado pelo compilador, para
que os outros usuários do vault não sejam afetados.

Não adicione o suplemento a ser depurado selecionando o comando Novo suplemento.


Após depurar o suplemento, clique em Remover suplemento. Os usuários dos
computadores conectados ao vault podem então utilizar o comando Novo suplemento
para instalar o suplemento.

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique com o botão direito do mouse em Suplementos e selecione Depurar
suplementos.

Suplementos instalados para depuração Suplementos instalados.


neste computador

Adicionar suplemento Selecione o suplemento a ser instalado


para depuração.

Remover suplemento Desinstale o suplemento selecionado.

92
6
Dispatch (somente para
SOLIDWORKS PDM Professional)
O SOLIDWORKS PDM Dispatch permite automatizar tarefas e processos no SOLIDWORKS PDM.
O módulo é totalmente personalizável e configurável para oferecer suporte a qualquer tipo de
tarefa ou processo.
O Dispatch se integra com perfeição ao vault e pode ser configurado para acionar vários
eventos. Por exemplo, o administrador pode criar uma ação do Dispatch que seja acionada
toda vez que um documento atingir um determinado estado de fluxo de trabalho. A ação do
Dispatch iniciada pode, por exemplo, acionar um script que cria um arquivo PDF do documento.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Instalar o suplemento do Dispatch


• Acessar o Dispatch
• Criar scripts de ação do Dispatch
• Editar scripts do Dispatch
• Criar variáveis para scripts do Dispatch
• Exportar scripts do Dispatch
• Importar scripts do Dispatch

Instalar o suplemento do Dispatch


Você pode instalar o suplemento SOLIDWORKS PDM Dispatch se tiver direitos suficientes
para instalação e administração de suplementos. Após a instalação, qualquer cliente
conectado ao vault onde o Dispatch está instalado pode acessar seus comandos.

1. Abra a ferramenta de Administração do SOLIDWORKS PDM e faça login no vault do


arquivo.
2. Selecione Arquivo > Abrir e navegue C:\Arquivos de programas\SOLIDWORKS
PDM\Default Data.
3. Altere o filtro para exibir arquivos .caf.
4. Abra o arquivo Dispatch.caf.
5. Arraste e solte o suplemento Dispatch do arquivo .caf ao nó Suplementos para o
vault.

Acessar o Dispatch
Acesse a ferramenta de administração Dispatch para criar e editar scripts de ação do
Dispatch.

93
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Acessar o Dispatch na ferramenta Administração


1. Faça login no vault onde o suplemento Dispatch está instalado como um usuário com
permissão para instalar suplementos.
2. Expanda Suplementos.
3. Siga um destes procedimentos:
• Clique com o botão direito do mouse em Dispatch e clique em Administrar ações.
• Clique duas vezes em Dispatch para exibir a caixa de diálogo Propriedades -
Dispatch. No painel da esquerda, clique em Administrar ações.

Acessar o Dispatch no File Explorer


Você pode acessar o Dispatch no File Explorer se estiver conectado como Admin no vault
onde o SOLIDWORKS PDM Dispatch está instalado.

Clique em Ferramenta > Administrar ações.

Criar scripts de ação do Dispatch


Os scripts de ação do Dispatch permitem configurar um ou mais comandos a serem
acionados pelas condições que você definir. Por exemplo, você pode acionar o check-in
dos arquivos de uma pasta especificada do vault caso o fluxo de trabalho entre em um
estado particular.
Para ajudá-lo a criar o script do Dispatch, consulte as amostras de script no DVD de
instalação em \SWPDMClient\Support\Dispatch\Dispatch Examples.
Para criar um script de ação do Dispatch:

1. Na ferramenta Administração, expanda o nó Suplementos, clique com o botão direito


do mouse em Dispatch.CAF e selecione Administrar ações.

Você deve estar conectado como um usuário com permissão para administrar
suplementos

2. Clique em Adicionar na caixa de diálogo Administrar ações.


3. Na caixa de diálogo Editar ação, digite um nome para a ação do Dispatch na caixa
de texto Nome da ação.
4. Descreva a ação do Dispatch na caixa de texto Descrição.
5. Selecione o método de ativação do script do Dispatch clicando em Comando de
menu, Durante transição de estado, Durante check-out ou Durante a adição.
6. Adicione comandos ao script clicando em Adicionar.
7. Na caixa de diálogo Selecionar comando, defina as variáveis necessárias para o script
do Dispatch clicando em Variáveis.

Caixa de diálogo Administrar ações


Use a caixa de diálogo Administrar ações para automatizar tarefas e processos do
SOLIDWORKS PDM configurando comandos do Dispatch do SOLIDWORKS PDM.

94
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo, siga um destes procedimentos:


• Na ferramenta Administração, expanda o nó Suplementos, clique com o botão direito
do mouse em Dispatch.CAF e selecione Administrar ações.
• No File Explorer, clique em Ferramentas > Administrar ações.

Você deve estar conectado como um usuário com permissão para administrar
suplementos

Ações instaladas Lista os scripts de ações do Dispatch disponíveis.

Adicionar Adicione uma nova ação do Dispatch.

Editar Modifique uma ação selecionada.

Remover Exclua ações selecionadas da lista.

Carga Importe um arquivo de ação do Dispatch (.acn).

Save Exporte a ação selecionada para um arquivo de ação do


Dispatch (.acn).

Copiar Copie as ações selecionadas.

Colar Cole as ações copiadas anteriormente.

Caixa de diálogo Editar ação


Use a caixa de diálogo Editar ação para definir ou modificar os scripts do Dispatch para
uso com o SOLIDWORKS PDM.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Administrar ações.

Nome da ação Nome de uma ação do Dispatch


O nome é exibido na lista Ação instalada da caixa de diálogo
Administrar suplementos.

Descrição Descrição é exibida na lista Ação instalada da caixa de diálogo


Administrar suplementos.

95
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Ativação Selecione um ou mais métodos para iniciar a ação.

Comando de menu
Especifica um comando de menu de clique com botão direito
no vault.

Durante transição de estado


Inicia a ação quando os arquivos do vault atingem o estado
especificado para o fluxo de trabalho. Clique em Condições
para abrir a caixa de diálogo Condições de transição de
estadoe especificar o caminho e o estado de destino dos
arquivos que iniciam a ação.

Durante check-out
Inicia a ação quando o modo do arquivo (check-out ou
check-in, por exemplo) é alterado. Clique em Condições para
abrir a caixa de diálogo Condição de alteração de check-out
e especificar o caminho e o comando de arquivo para iniciar
a ação.

Durante a adição
Inicia a ação quando um arquivo é adicionado ao vault. Clique
em Condições para abrir a caixa de diálogo Adicionar
condição, onde você pode especificar um caminho de arquivo
e selecionar se a ação deve ser iniciada antes ou depois da
operação de adição.

Comandos Lista os comandos executados quando a ação é iniciada.


A lista é processada de cima para baixo.

ADicionar Exibe a caixa de diálogo Selecionar comando, onde você


especifica e configura o comando.

Remover Remove os comandos selecionados da lista.


Use CTRL + seleção para selecionar múltiplos comandos.

Editar Permite modificar o comando selecionado.

Mover para cima Move o comando selecionado para cima na lista de comandos.

Mover para baixo Move o comando selecionado para baixo na lista de comandos.

Variáveis Exibe a caixa de diálogo Definir variáveis, onde você pode


definir variáveis ou selecionar variáveis predefinidas que são
calculadas e aplicadas quando a ação é iniciada. Por exemplo,
as variáveis podem conter o nome de um arquivo ou o valor
de um cartão de dados de arquivo.

96
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caixa de diálogo Condições de transição de estado


Use a caixa de diálogo Condições de transição de estado para especificar os caminhos e
estados de arquivo que iniciam a ação do Dispatch.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Ative Durante transição de estado na caixa de diálogo Editar ação e clique em
Condições.

Caminho Especifica o caminho dos arquivos que iniciam a ação do


Dispatch. Use '%' como caractere curinga nos caminhos. Por
exemplo, %\project\%.bmp inicia a ação se a condição for
atendida em qualquer arquivo .bmp na pasta Projeto.
Especifique o símbolo '%' sozinho para iniciar a ação quando
qualquer arquivo do vault entrar no estado determinado.

Alvo Permite selecionar o estado de fluxo de trabalho determinado.


Se o arquivo (ou arquivos) especificado no caminho entrar no
estado de fluxo de trabalho determinado, a ação é iniciada.
Por exemplo, o estado determinado Fluxo de trabalho
predeterminado.Aprovado faz com que a ação ocorra toda
vez que um arquivo com o caminho especificado for enviado
para o estado Aprovado no fluxo de trabalho predeterminado.

Depois de ocorrida a Inicia a ação após o estado de fluxo de trabalho ser alterado
mudança de estado (predeterminada).

Antes de ocorrer a A ação é iniciada quando a alteração de estado especificada


mudança de estado estiver para ocorrer.

A forma como as configurações que você escolhe para Hora de ativação são aplicadas
com transições paralelas é afetada pelo requisito de que vários usuários executem a
transição antes que o arquivo seja movido para o novo estado.

Depois que a mudança de A ação do Dispatch é executada quando o usuário final


estado ocorreu requisitado transiciona o arquivo e o arquivo é movido
para o novo estado.

Antes de ocorrer a mudança O script é executado para cada usuário requerido que
de estado transiciona o arquivo antes das alterações de estado
do arquivo. Por exemplo, se for requisitado que três
usuários concluam a transição, o script será executado
três vezes.
Se um usuário revogar a transição, o script do Dispatch
não será executado e as ações do Dispatch que foram
executadas quando o arquivo foi originalmente
transicionado não serão desfeitas. Quaisquer alterações
feitas ao arquivo usando o script permanecerão depois
que a transição for revogada.

97
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caixa de diálogo Condição de alteração de check-out


Use a caixa de diálogo Condição de alteração de check-out para especificar os caminhos
e estados de arquivo que iniciam a ação do Dispatch.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Ative Durante check-out na caixa de diálogo Editar ação e clique em Condições.

Caminho Especifica o caminho dos arquivos que iniciam a ação.


Use '%' como caractere curinga nos caminhos. Por
exemplo, %\project\%.bmp inicia a ação se a condição
for atendida em qualquer arquivo .bmp na pasta
Projeto. Especifique o símbolo '%' sozinho para iniciar
a ação quando qualquer arquivo do vault atender à
condição.

Check-out Permite selecionar o estado de controle da revisão. Se


o arquivo (ou arquivos) especificado no caminho entrar
no estado selecionado, a ação é iniciada. Por exemplo,
o estado Check-in faz com que a ação ocorra toda vez
que um arquivo no caminho especificado fizer check-in.

Após a ocorrência da Inicia a ação após a alteração do estado


alteração do check-out (predeterminada).

Antes da ocorrência da Inicia a ação antes da alteração do estado.


alteração do check-out

Caixa de diálogo Adicionar condição


Use a caixa de diálogo Adicionar condição para especificar os caminhos de arquivos que
iniciam a ação do Dispatch quando estes são adicionados ao vault.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Ative Durante adição na caixa de diálogo Editar ação e clique em Condições.

Caminho Especifica o caminho dos arquivos que iniciam a ação. Use '%'
como caractere curinga nos caminhos. Por exemplo,
%\budget\% inicia a ação se algum arquivo for adicionado à
pasta Orçamento. Especifique o símbolo '%' sozinho para iniciar
a ação quando qualquer arquivo for adicionado ao vault.

Após a operação de Inicia a ação após o arquivo ser adicionado (predeterminada).


adição

Antes da operação de Inicia a ação antes de o arquivo ser adicionado.


adição

Caixa de diálogo Selecionar comando


Permite escolher um comando a ser executado quando a ação é iniciada. Dependendo
do comando selecionado, um diálogo subseqüente configura o comando.

98
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique em Adicionar na Editar ação caixa de diálogo.

Lista suspensa Comando de ação Adicione um comando da lista suspensa a ser


incluído na ação.

Adicionar comandos de gerenciamento de dados


Permite escolher um comando de gerenciamento de dados a ser executado quando a
ação for iniciada. Dependendo do comando selecionado, um diálogo subseqüente configura
o comando.

1. Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação.


2. Na caixa de diálogo Selecionar comando, selecione um comando de gerenciamento
de dados.
3. Se for apresentada uma caixa de diálogo em seguida, configure como o usuário deve
interagir com o comando e clique em OK.
A caixa de diálogo Editar ação exibe o comando na coluna Tipo e os argumentos do
comando na coluna Conteúdo.

Caixa de diálogo Check-in de arquivo


Use a caixa de diálogo Check-in de arquivo para especificar os arquivos a fazer check-in
no vault como parte da ação iniciada.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Fazer check-in
do arquivo e clique em OK.
A ação só faz o check-in de um arquivo se o usuário atual tiver feito seu check-out. Se
o usuário fez alterações, uma nova versão é criada usando o comentário especificado.
Se o usuário não fez alterações, o check-out é cancelado. Se o usuário atual não tiver
feito check-out do arquivo, é exibido um diálogo de erro.

Nome de arquivo Especifica um ou mais nomes de arquivo para check-in quando


a ação é iniciada. Insira o caminho completo, incluindo o nome
de arquivo. Clique em para inserir variáveis. As variáveis
definidas devem ficar entre símbolos de porcentagem (%), por
exemplo, %current_folder%\%current_file%.

Comentário Especifica o comentário a ser utilizado quando é feito o check-in


do arquivo. Clique em para inserir variáveis.

Substituir a versão Substitui a versão mais recente do arquivo.


mais recente
A substituição de versão não será aceita na ação do Dispatch
se:
• O usuário que efetuou o login não tiver permissão para
substituir a pasta ou permissão de estado.
• As versões do arquivo tiverem itens associados definidos
com Atualização automática.

99
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caixa de diálogo Check-out de arquivo


Use a caixa de diálogo Check-out de arquivo para especificar o arquivo a fazer check-out
no vault como parte da ação iniciada.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Fazer
check-out do arquivo e clique em OK.
Quando a ação do Dispatch é iniciada, o arquivo especificado faz check-out para o usuário
que está iniciando a ação.

Nome de arquivo Especifica um nome de arquivo para check-out quando a ação


for iniciada. Insira o caminho completo, incluindo o nome de
arquivo. Clique em para inserir variáveis. As variáveis
definidas devem ficar entre símbolos de porcentagem (%), por
exemplo, %current_folder%\%current_file%.

Caixa de diálogo Copiar arquivo


Use o diálogo Copiar arquivo para solicitar ao usuário um arquivo de origem e o destino
onde ele será copiado.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Copiar arquivo
e clique em OK.
Os valores de origem e destino especificados pelo usuário são armazenados nas variáveis
de tempo de execução do Dispatch especificadas.

A versão copiada é a do arquivo armazenado atualmente no cache local. Se não houver


versão em cache, a última versão disponível é copiada. Certifique-se de combinar esse
comando com "Obter arquivo" para recuperar a versão correta.

Arquivo de origem Especifica o caminho exato (incluindo o nome do arquivo) do


arquivo de origem a ser copiado. Para adicionar uma variável
definida (por exemplo, uma variável contendo o caminho do
arquivo selecionado), clique na .

Arquivo de destino Especifica o caminho exato (incluindo o nome do arquivo) onde


o arquivo copiado deve ser colocado. Para selecionar uma
variável definida (por exemplo, uma variável contendo o nome
de arquivo de destino), clique na . Se o destino já existir, é
exibida uma advertência.

Caixa de diálogo Criar pasta


Use a caixa de diálogo Criar pasta para criar uma nova pasta no destino especificado.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação , em seguida escolha Criar pasta
e clique em OK.
Quando uma ação do Dispatch for iniciada, a pasta especificada será criada.

100
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Se a pasta já existir, será exibida uma mensagem de advertência quando o comando


for avaliado.

Nome da pasta do Especifica o caminho exato (incluindo o nome da pasta) do


relatório: local onde a pasta deve ser criada. Para adicionar uma variável
definida (por exemplo, uma variável contendo o nome da
pasta), clique em .

Caixa de diálogo Excluir arquivo


Use a caixa de diálogo Excluir arquivo para remover um arquivo especificado.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de Editar ação diálogo, em seguida escolha Excluir arquivo
e clique em OK.
Quando uma ação do Dispatch for iniciada, o arquivo especificado será excluído.

Nome do arquivo Especifica o caminho exato (incluindo o nome do arquivo) do


arquivo a ser excluído. Para adicionar uma variável definida
(por exemplo, uma variável contendo o nome de arquivo),
clique em .

Também remove o Permite remover a versão do arquivo no vault, se existir, bem


arquivo do vault como a versão local. Se não estiver marcada, apenas a cópia
local em cache é removida.

Caixa de diálogo Obter arquivo


Use a caixa de diálogo Obter arquivo para recuperar uma cópia do arquivo especificado
na cache local.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Obter arquivo
e clique em OK.
Use o comando Obter arquivo para assegurar que o script Dispatch utilize a versão mais
recente do arquivo. Quando o Dispatch é acionado, o script recupera o arquivo especificado.

Caminho do arquivo Especifica o caminho exato (incluindo o nome do


arquivo) a ser recuperado. Para adicionar uma variável
definida (por exemplo, uma variável contendo o nome
de arquivo), clique em .

Obter a versão mais recente Selecione para recuperar o arquivo somente se ele
do arquivo, se ela estiver estiver faltando na cache local.
faltando

Obter a versão mais recente Selecione para recuperar o arquivo independentemente


do arquivo, se ela estiver da versão na cache local.
faltando ou se a versão for
anterior

101
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caixa de diálogo Mover pasta local


Use a caixa de diálogo Mover pasta local para mover ou renomear uma pasta local.

Esse comando se aplica somente às pastas locais, não sendo possível mover uma pasta
do vault com ele.

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Mover pasta
local e clique em OK.

Nome da antiga pasta Especifica o caminho exato (incluindo o nome da pasta) da


pasta a ser movida. Clique em para inserir variáveis.

Nome da nova pasta Especifica o caminho exato (incluindo o nome da pasta) do


destino da pasta. Para renomear uma pasta, mantenha o
caminho de destino idêntico à origem, mas use um novo nome
de pasta. Clique em para inserir variáveis.

Caixa de diálogo Mover/renomear arquivo


Use a caixa de diálogo Mover/renomear arquivo para mover ou renomear um arquivo
local.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha
Mover/renomear arquivo e clique em OK.

Caminho do arquivo a Especifica o caminho exato (incluindo o nome do arquivo) do


ser arquivo a ser movido ou renomeado. Clique em para inserir
movido/renomeado variáveis.

Novo nome ou Especifica o novo caminho (excluindo o nome do arquivo) para


caminho do arquivo mover o arquivo ou um novo nome do arquivo incluindo a
extensão do arquivo para renomeá-lo.

Caixa de diálogo Definir variáveis de cartão


Use a caixa de diálogo Definir variáveis de cartão para criar um comando que permita
aos usuários fornecer um valor para as variáveis de arquivo e de pasta.

É necessário fazer check-out dos arquivos para que as variáveis sejam definidas.

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação , em seguida escolha Configurar
variáveis de cartão e clique em OK.

Item para o qual definir a variável


Selecione um dos seguintes:

102
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Arquivo ou pasta O comando é executado no arquivo ou pasta selecionado.


selecionado
Adicione o comando Para todos os documentos e Fim de
todos os documentos ao seu script para indicar um bloco
de comandos a ser operado em todos os arquivos
selecionados.

Arquivo com caminho O comando é executado em um arquivo no caminho


especificado.
Para definir o caminho do sistema de arquivos, digite o texto
ou clique em para selecionar as variáveis do Dispatch a
incluir no caminho.

Pasta com caminho O comando é executado em uma pasta no caminho


especificado.
Para definir o caminho da pasta, digite o texto ou clique em
para selecionar as variáveis do Dispatch a incluir no
caminho.

Variável de cartão de Selecione em uma lista de todas as variáveis do vault.


destino

Lista de configuração Digite os nomes das configurações a serem atualizadas.


Deixe o campo em branco para atualizar todas as configurações.

Valor de variável Digite o valor da variável inserindo texto ou construindo a


variável selecionando variáveis do Dispatch na lista exibida ao
clicar em .

Adicionar comandos de entrada do usuário


Permite escolher um comando de entrada do usuário a ser executado quando a ação for
iniciada. Dependendo do comando selecionado, um diálogo subseqüente configura o
comando.

1. Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação.


2. Na caixa de diálogo Selecionar comando, selecione um comando de entrada do usuário.
3. Se for apresentada uma caixa de diálogo em seguida, configure como o usuário deve
interagir com o comando e clique em OK.
A caixa de diálogo Editar ação exibe o comando na coluna Tipo e os argumentos do
comando na coluna Conteúdo.

Caixa de diálogo Caixa combo


Use o diálogo Caixa combo para oferecer ao usuário uma lista suspensa de opções.

103
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Caixa combo
e clique em OK.
A caixa combo especificada é exibida para o usuário que inicia a ação. A opção de lista
selecionada pelo usuário fica armazenada na variável de tempo de execução do Dispatch
que você especificar.

Cadeia de caracteres Fornece a cadeia de caracteres da pergunta da caixa combo.


da pergunta

Nome da variável Especifica uma variável de tempo de execução para armazenar


o valor selecionado na caixa combo. Selecione uma variável
de tempo de execução existente da lista suspensa ou clique
no para definir uma nova variável de tempo de execução.

Opções selecionáveis Especifica as opções da lista suspensa a serem exibidas na


caixa combo gerada. Insira cada opção em uma linha separada
na caixa de texto.

Caixa de diálogo Executar caixa combo


Use o diálogo Caixa combo para selecionar em uma lista suspensa de opções.
A caixa de diálogo Caixa combo exibe uma lista suspensa personalizada de opções. Clique
em sua opção e, depois, clique em OK.

Caixa de diálogo Caixa de edição


Use a caixa de diálogo Caixa de edição para exibir uma caixa de texto contendo a cadeia
de caracteres de solicitação que você especificar.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Editar caixa
e clique em OK.
A caixa de edição especificada é exibida para o usuário que inicia a ação. O texto inserido
pelo usuário é armazenado na variável de tempo de execução do Dispatch que você
especificar.

Cadeia de caracteres Especifica a cadeia de caracteres da caixa de texto exibida para


da pergunta o usuário que inicia a ação.

Nome da variável Permite especificar uma variável de tempo de execução que


contém a cadeia de caracteres de texto inserida pelo usuário.
Selecione uma variável de tempo de execução existente da
lista suspensa ou clique no para definir uma nova variável
de tempo de execução.

Caixa de diálogo Gerar parâmetro


Use a caixa de diálogo Gerar parâmetro para gerar um arquivo de texto acionado por
template como parte da ação iniciada.

104
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique em Adicionar na Editar ação caixa de diálogo, em seguida escolha Gerar
parâmetro e clique em OK.
Com base no contexto e nas variáveis de um template predefinido, a ação iniciada gera
um arquivo de texto contendo valores expandidos de variáveis (por exemplo, valores de
cartões de dados dos arquivos selecionados).

Template Especifica o caminho exato (incluindo o nome do arquivo) do


template do arquivo gerado. Este template em estilo ANSI
contém texto estático e nomes de variáveis dinâmicas do
Dispatch (Esse template em estilo ANSI contém texto
estático e nomes de variáveis dinâmicas do Dispatch
() para substituição no arquivo gerado. Clique em para
procurar o arquivo.

Nome do arquivo Especifica o caminho exato (incluindo o nome do arquivo) do


arquivo a ser gerado. Clique em para procurar um arquivo
existente.

Usar o contador para Se estiver selecionada, anexa um número exclusivo a cada


gerar nomes de arquivo gerado. O contador é anexado após o nome do arquivo
arquivos exclusivos e antes da extensão (por exemplo, O contador é anexado
após o nome do arquivo e antes da extensão (por
exemplo, , Export1.txt).

Anexar ao arquivo se Se estiver selecionada e se o nome de arquivo especificado


ele já existir existir, anexa os resultados ao nome do arquivo com base no
template especificado.

Atribuir nome de Especifica uma variável de tempo de execução para conter o


arquivo a nome de arquivo. Selecione uma variável de tempo de execução
existente da lista suspensa ou clique no para definir uma
nova variável de tempo de execução.

Caixa de diálogo Caixa de mensagem OK


Use o diálogo Caixa de mensagem OK para exibir um diálogo de mensagem para o usuário.

O usuário deve clicar em OK para fechar o diálogo. O script do comando do Dispatch


é interrompido até o usuário fechar o diálogo.

Para exibir essa caixa de diálogo:


Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Caixa de
mensagem OK e clique em OK.

Cadeia de caracteres a exibir Especifica a exibição da cadeia de caracteres na caixa


na caixa de mensagem de mensagem OK. Use a tecla Enter para criar uma
quebra de linha. Clique em para inserir variáveis

105
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caixa de diálogo Enviar mensagem


Use a caixa de diálogo Enviar mensagem para enviar um e-mail para os usuários ou
grupos selecionados.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Enviar
mensagem e clique em OK.
Envie uma mensagem para um ou mais usuários ou grupos definidos no servidor.
Especifique um assunto e uma mensagem. Você pode formatar a mensagem usando
marcas HTML.

Para Selecione os grupos e usuários para receber a mensagem.

Assunto Especifica o assunto da mensagem.

Você não pode incluir variáveis predefinidas ou definidas


pelo usuário no assunto.

Mensagem Especifica a mensagem. Adicione marcas HTML para formatar


o texto.

Você não pode incluir variáveis predefinidas ou definidas


pelo usuário na mensagem.

Caixa de diálogo Caixa de mensagem Sim-Não


Use o diálogo Caixa de mensagem Sim-Não para exibir um diálogo que pede ao usuário
para selecionar Sim ou Não.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Caixa de
mensagem Sim-Não e clique em OK.
A caixa de mensagem Sim-Não é exibida para o usuário que inicia a ação. O valor
selecionado pelo usuário fica armazenado na variável de tempo de execução do Dispatch
que você especificar.

Cadeia de caracteres Fornece a cadeia de caracteres da pergunta da caixa de


da pergunta mensagem. Você pode incluir nomes de variáveis dinâmicas
do Dispatch (%variable%) na cadeia de caracteres da pergunta,
por exemplo, Do you wish to publish
%PathToSelectedFile%?

Nome da variável Especifica a variável de tempo de execução para armazenar o


valor selecionado na caixa de mensagem Sim-Não. Selecione
uma variável de tempo de execução existente da lista suspensa
ou clique no para definir uma nova variável de tempo de
execução.

Valor YES Esse valor é armazenado na variável de tempo de execução


definida se o usuário selecionar Sim.

106
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Valor NO Esse valor é armazenado na variável de tempo de execução


definida se o usuário selecionar Não.

Adicionar lógica de controle e comandos de sistema


Permite escolher uma lógica de controle ou um comando em nível de sistema a ser
executado quando a ação for iniciada. Dependendo do comando selecionado, um diálogo
subseqüente configura o comando.

1. Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação.


2. Na caixa de diálogo Selecionar comando, selecione uma lógica de controle ou um
comando em nível de sistema.
3. Se for apresentada uma caixa de diálogo em seguida, configure como o usuário deve
interagir com o comando e clique em OK.
A caixa de diálogo Editar ação exibe o comando na coluna Tipo e os argumentos do
comando na coluna Conteúdo.

CancelarSOLIDWORKS PDM
Adicione o comando Cancelar SOLIDWORKS PDM aos seus scripts de ação para
interromper o evento atual do SOLIDWORKS PDM.
Use a caixa de diálogo Selecionar comando para especificar os comandos a adicionar aos
scripts de ação do Dispatch. Se quiser interromper o evento atual do SOLIDWORKS PDM
que iniciou o script de ação, adicione o comando Cancelar SOLIDWORKS PDM ao seu
script de ação. Por exemplo, se o script for acionado quando um documento é aprovado
(com base no valor de uma variável determinada), você pode adicionar um salto ao script
que cancele a alteração se a variável não for encontrada.

Caixa de diálogo Salto condicional


Use o diálogo Salto condicional para definir as condições acionadoras de um salto para
uma etiqueta de comando do Dispatch predefinida.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Pular e clique
em OK.
Use a caixa de diálogo Salto condicional para especificar uma condição que acione um
salto no script do Dispatch. Especifique uma etiqueta predefinida indicando a localização
do salto.

Se Especifica a cadeia de caracteres ou a variável que deve corresponder


à condição definida para acionar o salto (por exemplo, se o arquivo
existe, então saltar). Clique em para adicionar variáveis.

Selecione uma das condições a seguir e forneça uma cadeia de caracteres na caixa de
texto abaixo para ser comparada à cadeia de caracteres na caixa de texto Se acima.
Clique no para adicionar variáveis à cadeia de caracteres.

Sempre Sempre saltar para a etiqueta especificada.

107
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

= Se a cadeia de caracteres avaliada, especificada na caixa de texto


acima, corresponder à existente na caixa de texto abaixo, saltar para
a etiqueta especificada.

> Se a cadeia de caracteres avaliada especificada na caixa de texto acima


for maior que a existente na caixa de texto abaixo, saltar para a
etiqueta especificada.

>= Se a cadeia de caracteres avaliada especificada na caixa de texto acima


for maior ou igual à existente na caixa de texto abaixo, saltar para a
etiqueta especificada.

!= Se a cadeia de caracteres avaliada especificada na caixa de texto acima


não corresponder à existente na caixa de texto abaixo, saltar para a
etiqueta especificada.

Sensível a Indica que as cadeias de caracteres nas caixas de texto fazem


maiúsculas/minúsculas distinção entre maiúsculas e minúsculas.

Existe como local Se o arquivo especificado existir localmente, saltar para a


etiqueta especificada.

Existe no vault Se o arquivo especificado existir no vault, saltar para a etiqueta


especificada.

então ir para etiqueta Selecione uma etiqueta de comando do Dispatch predefinida


para onde saltar se as condições definidas forem atendidas.

Fim de todas as configurações


Adicione o comando Fim de todas as configurações ao seu script para indicar o final
de um bloco de comandos (começando com Para todas as configurações).
O exemplo a seguir mostra uma série de comandos em um script do Dispatch. Os
comandos estão incluídos em um bloco. Você pode usar saltos condicionais para aproveitar
os blocos criados.

Tipo Conteúdo Descrição

Para todas as Block START Inicia o bloco.


configurações

Executar Shell c:\plot.exe Fornece a ação do


%PathToSelectedFile%,%CurrentConfig% bloco, neste caso um
comando do shell.

Fim de todas as Block END Finaliza o bloco.


configurações

108
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Fim de todos os documentos


Adicione o comando Para todos os documentos e Fim de todos os documentos ao
seu script para indicar um bloco de comandos a ser operado em todos os arquivos
selecionados.

Se um bloco não for especificado usando Para todos os documentos e Fim de todos
os documentos, os comandos do script são executados apenas uma vez, mesmo se
múltiplos documentos forem selecionados. Por exemplo, se o usuário selecionar 10
arquivos e ativar o script de ação do Dispatch, use um bloco para agrupar os arquivos
e processá-los com uma única caixa de diálogo de acompanhamento, em vez de 10
caixas de diálogo separadas.

O exemplo a seguir mostra uma série de comandos em um script do Dispatch. Como está
incluído em um bloco Para todos os documentos, o comando Copiar opera em todos
os arquivos selecionados.

Tipo Conteúdo Descrição

Caixa de edição DestFolder Mostra uma caixa de


edição uma vez para
que o usuário digite
uma pasta de destino.

Para todos os Block START Inicia o bloco dos


documentos comandos a serem
avaliados em todos os
documentos
selecionados.

Copiar arquivo %PathToSelectedFile% => Avalia a cópia em cada


%DestFolder%\%NameOfSelectedFile% arquivo selecionado.

Fim de todos os Block END Finaliza o bloco.


documentos

Para todas as configurações


Adicione o comando Para todas as configurações ao seu script para indicar o início de
um bloco de comandos (terminando com Fim de todas as configurações).
O exemplo a seguir mostra uma série de comandos em um script do Dispatch. Os
comandos estão incluídos em um bloco. Você pode usar saltos condicionais para aproveitar
os blocos criados.

Tipo Conteúdo Descrição

Para todas as Block START Inicia o bloco.


configurações

Executar Shell c:\plot.exe %PathToSelectedFile%, Fornece a ação do


bloco, neste caso um
%CurrentConfig%Config
comando do shell.

109
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo Conteúdo Descrição

Fim de todas as Block END Finaliza o bloco.


configurações

Para todos os documentos


Adicione o comando Para todos os documentos e Fim de todos os documentos ao
seu script para indicar um bloco de comandos a ser operado em todos os arquivos
selecionados.

Se um bloco não for especificado usando Para todos os documentos e Fim de todos
os documentos, os comandos do script são executados apenas uma vez, mesmo se
múltiplos documentos forem selecionados. Por exemplo, se o usuário selecionar 10
arquivos e ativar o script de ação do Dispatch, use um bloco para agrupar os arquivos
e processá-los com uma única caixa de diálogo de acompanhamento, em vez de 10
caixas de diálogo separadas.

O exemplo a seguir mostra uma série de comandos em um script do Dispatch. Como está
incluído em um bloco Para todos os documentos, o comando Copiar opera em todos
os arquivos selecionados.

Tipo Conteúdo Descrição

Caixa de edição DestFolder Mostra uma caixa de


edição uma vez para
que o usuário digite
uma pasta de destino.

Para todos os Block START Inicia o bloco dos


documentos comandos a serem
avaliados em todos os
documentos
selecionados.

Copiar arquivo %PathToSelectedFile% => Avalia a cópia em cada


%DestFolder%\%NameOfSelectedFile% arquivo selecionado.

Fim de todos os Block END Finaliza o bloco.


documentos

Caixa de diálogo Etiqueta


Use o diálogo Etiqueta para definir uma etiqueta do Dispatch no script de comandos.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Etiqueta e
clique em OK.

Nome da etiqueta Permite criar uma etiqueta para saltos condicionais no seu
script do Dispatch.

110
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caixa de diálogo Executar Shell


Use o diálogo Executar Shell para executar um comando de sistema.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Executar shell
e clique em OK.
Especifique uma linha de comando ou selecione um comando de shell para incluir em um
script do Dispatch. Por exemplo, você pode usar Executar Shell para enviar arquivos para
um programa gerador de arquivos PDF. Opcionalmente, você pode fornecer parâmetros
ao comando selecionado. Você pode pausar a execução do script do Dispatch até que o
comando de sistema seja concluído ou pode executar ambos simultaneamente.

Linha de comando Especifica uma linha de comando completa a ser executada


em um script do Dispatch.

Comando do Shell Clique para especificar um comando do shell a ser executado


em um script do Dispatch. Para especificar o comando do shell,
selecione um comando na lista suspensa Verbo e preencha os
campos Nome de arquivo e Parâmetros.

Verbo Selecione um comando (abrir, editar, imprimir ou explorar) na


lista suspensa. Se nenhum comando for selecionado, abrir é
executado por padrão.

Nome do arquivo Especifica o caminho exato do arquivo a ser executado ou para


usar com o comando de shell selecionado. Clique em para
inserir variáveis.

Parâmetros Especifica os parâmetros adicionais a serem enviados para o


arquivo executado. Por exemplo, você pode precisar especificar
chaves ou o nome de um arquivo a ser processado. Clique em
para inserir variáveis.

Parar a execução do Marque para interromper o script do Dispatch até a conclusão


script do comando do sistema.

Caixa de diálogo Aguardar


Use o diálogo Aguardar para interromper um script do Dispatch até que uma condição
específica ocorra.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Aguardar e
clique em OK.

111
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Aguardar até Permite selecionar uma condição que acione o script do


Dispatch para retomar o processamento. As condições incluem:

O arquivo é criado
Especifique o Nome de arquivo.

O arquivo é excluído
Especifique o Nome do arquivo.

O valor do registro é definido


Especifique o Valor do registro.

Nome de arquivo Especifica o caminho exato para o arquivo a ser criado ou


excluído para que o script retome o processamento. Clique em
para inserir variáveis.

Valor do registro Especifica o nome exato da chave do registro a ser criada para
que o script retome o processamento. Clique em para inserir
variáveis.

Caixa de diálogo Gravar valor do registro


Use o diálogo Gravar valor do registro para criar ou atualizar um valor do registro.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Adicionar na caixa de diálogo Editar ação, em seguida escolha Escrever valor
do registro e clique em OK.

O usuário conectado que inicia a ação do Dispatch deve ter direitos suficientes para
atualização da chave do registro especificada. Especifique um contêiner dentro da
seguinte chave de registro sugerida: HKEY_CURRENT_USER.

Chave Especifica a chave de registro completa e o contêiner do valor


do registro a ser atualizado, por exemplo,
HKEY_CURRENT_USER\Software\SOLIDWORKS\PDMWorks
Enterprise\Language. Se o contêiner de valor especificado
não existir, ele será criado (as chaves precisam existir).

Valor Especifica o valor a ser definido para a chave do registro. Clique


em para inserir variáveis.

String Selecione se o valor deve ser armazenado como uma cadeia


de caracteres.

DWORD Selecione se o valor deve ser armazenado como DWORD.

112
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Editar scripts do Dispatch


Use o diálogo Editar ação para editar e reordenar ações em seus scripts do Dispatch.

1. Abra o diálogo Ações administrativas.


2. Na lista Ações instaladas, selecione o script da ação do Dispatch a ser editado e clique
em Editar.
3. Use o diálogo Editar ação da Ativação para fazer alterações no script da ação.
4. Você pode fazer alterações em ações específicas no script:
a) Clique em Adicionar para adicionar novas ações.
b) Clique em Remover para excluir uma ação.

Tenha certeza de que quer excluir o script da ação; você não pode desfazer o
comando Remover.

c) Clique em Editar para atualizar o conteúdo de uma ação.


d) Clique em Mover para cima e Mover para baixo para reorganizar as ações no
script.

Criar variáveis para scripts do Dispatch


Use a caixa de diálogo Definir variáveis para definir as variáveis do SOLIDWORKS PDM
do Dispatch que avaliam quando uma ação do Dispatch é executada.
Você pode criar variáveis para uso nos scripts do Dispatch e em elementos
gráficos criados para os seus scripts:

1. Acesse a caixa de diálogo Definir variáveis clicando em Variáveis na caixa de diálogo


Editar ação ou clicando nas caixas de diálogo Dispatch.
2. Clique em Adicionar para criar uma nova variável.
3. No campo Nome, selecione a variável recém-adicionada e digite um nome.
4. No campo suspenso Tipo, selecione um tipo de dados:

Opção Descrição

Configuração atual %CurrentConfig%


Exemplo: @

Caminho da pasta atual %CurrentFolderPath%


Exemplo: C:\VaultProjA\FolderA

Revisão atual dos %CurrentRevisionOfFile%


arquivos selecionados
Exemplo: A

Versão atual dos arquivos %CurrentVersionOfFile%


selecionados
Exemplo: 4

113
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

Diretório dos arquivos %DirOfSelectedFile%


selecionados
Exemplo: C:\VaultProjA\FolderA

Nome da pasta atual %NameOfCurrentFolder%


Exemplo: FolderA

Nome do vault atual %NameOfCurrentVault%


Exemplo: VaultProjA

Nome do usuário %NameOfLoggedInUser%


conectado
Exemplo: Admin

Nome dos arquivos %NameOfSelectedFile%


selecionados
Exemplo: 89-NOAO-4200-1234.sldprt

Nome do usuário que %NameOfUserCreatedFile%


criou os arquivos
Exemplo: Admin
selecionados

Caminho dos arquivos %PathToSelectedFile%


selecionados
Exemplo:
C:\VaultProjA\FolderA\89-NOAO-4200-1234.sldprt

Caminho da pasta-raiz do %RootFolderPath%


SOLIDWORKS PDM
Exemplo: C:\VaultProjA

Variável de tempo de Variável de tempo de execução é um contêiner


execução temporário para armazenar as entradas do usuário.
Você pode usar a variável de tempo de execução em
seus scripts de ações.
Exemplo: UserState

Estado atual no fluxo de %SelectedFileCurrentWorkflowState%


trabalho dos arquivos
Exemplo: Aprovado
selecionados

String estática Define a variável como uma cadeia de caracteres


estática criada usando o campo Valor.
Exemplo: %Number%_%Rev%.pdf

Hora em que os arquivos %TimeFileCreated%


selecionados foram
Exemplo: 20090726 14:44:1
criados

114
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

Hora em que os arquivos %TimeFileModified%


selecionados foram
Exemplo: 20090726 17:04:12
modificados

Valor de variável Define o valor da variável como o da variável ambiental


ambiental que você selecionar.
Exemplo: USERNAME

Valor da variável de Define o valor da variável como o da variável de


registro registro que você selecionar.
Exemplo: FileExtVer

Valor variável do cartão Define o valor da variável como o da variável de cartão


de dados dos arquivos de dados que você selecionar.
selecionados
Exemplo: Aprovado em

5. Preenche os campos condicionais exibidos com base no Tipo selecionado:


a) Se o Tipo for String estática - No campo Valor, digite um valor ou clique em
para criar o valor com base em variáveis, funções de string ou funções aritméticas
predefinidas
b) Se o Tipo for Valor de variável ambiental – No campo Variável ambiental,
digite ou clique em para selecionar uma variável ambiental.
c) Se Tipo for Valor da variável de registro – No campo Variável de registro,
digite o nome da variável de registro.
d) Se o Tipo for Valor variável do cartão de dados dos arquivos selecionados
– No campo Variável de cartão de dados, digite ou clique em para selecionar
uma variável de cartão de dados. Em seguida, no campo Configuração, digite a
configuração.
6. Continue a adicionar variáveis (clicando em Adicionar) ou a excluir variáveis
(selecionando uma variável e clicando em Remover).
7. Clique em OK para salvar as variáveis.

Caixa de diálogo Definir variáveis


Use a caixa de diálogo Definir variáveis para definir as variáveis do SOLIDWORKS PDM
do Dispatch que avaliam quando uma ação do Dispatch é executada.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Variáveis na caixa de diálogo Editar ação ou selecione Variáveis definidas
pelo usuário > Nova variável.
Use variáveis nos seus scripts para armazenar e manipular valores. Você pode querer
armazenar o nome do arquivo selecionado ou o valor de um cartão de dados de arquivo,
por exemplo. Você pode construir variáveis combinando variáveis predefinidas e definidas
pelo usuário. Por exemplo, se a variável Versão é definida por %Número%_%Rev%.pdf, o
valor de Versão é derivado pela avaliação das variáveis Número e Rev. Por exemplo, se
Número for 4 e Rev for 2, a Versão será definida como 4_2.pdf.

115
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

As variáveis são formatadas como strings onde o nome da variável é contido entre símbolos
"%". Por exemplo, "%PathToSelectedFile%" assume o valor do caminho e o nome do
arquivo selecionado no momento em que a ação do Dispatch é executada.
O diálogo Definir variável apresenta campos específicos, dependendo dos tipos de
variáveis que estão sendo criadas. Por exemplo, se você criar uma nova variável do tipo
String estática , um campo de texto identificado como Valor permite inserir o valor
da string.

Variáveis Lista os nomes e informações de todas as variáveis definidas


pelo usuário.

Adicionar Clique para adicionar uma nova variável definida pelo usuário.

Remover Clique para remover uma variável definida pelo usuário já


existente.

Name Especifica o nome da variável definida pelo usuário. Este nome


de variável, contido entre símbolos "%", pode então ser usado
para inserir uma referência à variável, por exemplo,
%ValorVersão%.

O nome que você especificar não pode duplicar o das


variáveis de arquivo predefinidas.

Tipo Permite selecionar o tipo de variável a ser usado. Dependendo


do tipo selecionado, são exibidos diferentes campos de opção
para especificar o tipo em mais detalhes.

Value Digite um valor para a variável. Clique em para selecionar


as funções de string, funções aritméticas e variáveis
predefinidas.

Funções para variáveis


Ao criar variáveis, use funções de cadeia de caracteres e funções aritméticas para
configurar seus valores. Você pode adicionar essas funções clicando na ao lado dos
campos Valor nas caixas de diálogo.

Funções de string

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Left(<cadeia de
<string> - A string de caracteres
caracteres>,<número>)
<número> – O número de caracteres a retornar
Retorna o número de caracteres
especificado mais à esquerda na
Exemplo: Left(ProjectAA,7) - Retorna
cadeia de caracteres determinada.
"Project"

116
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Right(<string>,<número>)
<string> - O string (cadeia de caracteres)
Retorna o número de caracteres
<número> – O número de caracteres a retornar
especificado mais à direita na
cadeia de caracteres determinada.
Exemplo: Retorna "AA"Right(ProjectAA,2) -

Mid(<cadeia de <string> - A string de caracteres


caracteres>,<pos.inicial>,<número>)
<pos.inicial> – O número da posição inicial. O
Retorna uma subcadeia de primeiro caractere é a posição 0.
caracteres da cadeia de caracteres
<número> – O número de caracteres a retornar
especificada (iniciando em uma
posição específica).
Exemplo: Mid(ProjectAA,2,2) - Retorna "oj"

Length(<string>) <string>
Retorna o comprimento da cadeia Exemplo: Length(ProjectAA) - Retorna 9
de caracteres especificada.

Reverse(<string>) <string>
Retorna o inverso da cadeia de Exemplo: Reverse(stockholm) - Retorna
caracteres especificada. "mlohkcots"

Find(<string>,<substring>) <string> - A string de caracteres


Pesquisa em uma cadeia de <substring> – A substring a ser pesquisada
caracteres especificada a primeira
correspondência de um caractere Exemplo: Find(abc,b) - Retorna 1
ou subcadeia de caracteres.
Retorna a posição onde o caractere
ou a subcadeia de caracteres foi
encontrada.

A primeira posição na cadeia de


caracteres é 0.

ReverseFind(<string>,<substring>) <string> - A string de caracteres


Pesquisa em uma string <substring> – A substring a ser pesquisada
especificada a última
correspondência de um caractere. Exemplo: ReverseFind(abcabc,b) - Retorna 4
Retorna a posição onde a última
ocorrência do caractere ou da
substring foi encontrada.

A primeira posição na string é


0.

117
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

CurrentTime(%%Y-%%m-%%d %%a - Nome do dia da semana abreviado


%%H:%%M:%%S)
%%A - Nome completo do dia da semana
Retorna a data ou a hora atual em
%%b - Dia do mês abreviado (%b)
um formato específico.
%%B - Dia do mês completo
%%c - A representação de data e hora apropriados
para a localidade
%%d - Dia do mês como número decimal (01 a 31)
%%H -Hora no formato de 24 horas(00 a 23)
%%I - Hora no formato de 12 horas (01 a 12)
%%j - Dia do ano como número decimal (001 a 366)
%%m - Mês como número decimal (01 a 12)
%%M - Minuto como número decimal (00 a 59)
%%p - O indicador AM/PM da localidade para horários
de 12 horas

%%S - Segundos como número decimal (00 a 59)


%%U - A semana do ano com número decimal, sendo
domingo o primeiro dia da semana (00 a 53)
%%w - Dia da semana como número decimal (0 a 6;
domingo é 0)
%%W - A semana do ano com número decimal, sendo
segunda-feira o primeiro dia da semana (00 a 53)
%%x - Representação de data para a localidade atual
%%X - Representação de hora para a localidade atual
%%y - Ano sem os dois primeiros dígitos, como
número decimal (00 a 99)
%%Y - Ano com os dois primeiros dígitos, como
número decimal
%%z,%%Z - O nome ou abreviação do fuso horário,
dependendo das configurações do registro, nenhum
caractere se o fuso horário for desconhecido
%%%% - Sinal de porcentagem

Exemplos: CurrentTime(%%y%%m%%d) - Retorna


"050113"
CurrentTime (%%H:%%M) - Retorna "09:53"

118
Dispatch (somente para SOLIDWORKS PDM Professional)

Funções aritméticas

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Add(<termo1>,<termo2>) <termo1> - Primeiro termo


Retorna a soma de dois números <termo2> – Segundo termo
especificados.
Exemplo: Add(2,3) - Retorna 5

Sub(<termo1>,<termo2>) <termo1> - Primeiro termo


Retorna a diferença entre dois números <termo2> – Segundo termo (valor a ser
especificados. subtraído)

Exemplo: Sub(3,2 ) - Retorna 1

Exportar scripts do Dispatch


Você pode exportar os scripts de ação do Dispatch. Após exportar um script de ação do
Dispatch, você sempre pode importá-lo de volta para o Dispatch usando Carregar.
Para exportar um script de ação do Dispatch:

1. Abra o diálogo Administrar ações.


2. Na lista Ações instaladas, selecione o script de ação do Dispatch a ser exportado e
clique em Salvar.
3. Acesse o local que contém o script exportado e clique em Salvar.
O script é copiado no local especificado.

Importar scripts do Dispatch


Você pode importar os scripts de ação do Dispatch salvos anteriormente.
Também pode importar scripts de exemplo do Dispatch do CD de instalação, em
SWPDMClient\Support\Dispatch\Dispatch Examples.
Para importar um script de ação do Dispatch:

1. Abra a caixa de diálogo Ações administrativas.


2. Clique em Carregar, acesse o script do Dispatch a ser importado e clique em Abrir
para importá-lo.
O script é importado e exibido na lista Ações instaladas. Você pode editá-lo conforme
necessário.

119
7
Listas de materiais
No SOLIDWORKS PDM, uma Lista de materiais (BOM) é uma listagem dos componentes de
uma montagem ou desenho do SOLIDWORKS que pode ser vista pelos clientes quando eles
selecionam a guia Lista de materiais no File Explorer ou no Item Explorer. No SOLIDWORKS
PDM Professional, use a ferramenta Administração para criar ou modificar os templates de
BOM que controlam como as colunas da BOM são exibidas. Os tipos de template que você
pode criar são:
• Lista de materiais (BOM)
• BOM de soldagem
• Lista de corte de soldagem
• BOM de item

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Tipos de BOM compatíveis no SOLIDWORKS PDM


• Criar templates de lista de materiais (para SOLIDWORKS PDM Professional
apenas)
• Utilização do tipo de BOM Lista de Corte de Soldagem
• Caixa de diálogo Lista de Materiais

Tipos de BOM compatíveis no SOLIDWORKS PDM


O SOLIDWORKS PDM tem suporte para os seguintes tipos de BOM:

Tipo de BOM Descrição

BOM calculada As BOMs calculadas são calculadas automaticamente a partir


dos componentes do SOLIDWORKS existentes numa montagem
ou desenho. Uma BOM calculada é modificada quando a
montagem ou desenho é alterado. Os usuários não podem
fazer o check-out das BOMs calculadas nem alterá-las

BOM do SOLIDWORKS Quando uma montagem ou desenho do SOLIDWORKS contém


de uma montagem ou sua própria BOM, o conteúdo dessa BOM pode ser exibido na
desenho guia Lista de materiais. Os usuários podem salvar uma BOM
do SOLIDWORKS como uma BOM nomeada.

120
Listas de materiais

Tipo de BOM Descrição

BOM nomeada (apenas Para capturar uma instância de uma BOM calculada (incluindo
para o SOLIDWORKS as BOMs de item) ou do SOLIDWORKS, os usuários podem
PDM Professional) salvá-la como uma BOM nomeada. Os usuários podem fazer o
check-out e modificar BOMs nomeadas. Se a montagem,
desenho ou item em que a BOM nomeada é baseada for
modificada, você pode atualizar a BOM nomeada para incluir
as alterações.

BOM de soldagem e Quando uma peça multicorpos do SOLIDWORKS contém uma


Lista de corte de lista de soldagem ou uma lista de corte de soldagem, o
soldagem conteúdo dessas listas pode ser exibido na guia Lista de
materiais. Essas BOMs não podem ser salvas como BOMs
nomeadas.

BOM de item (apenas Os itens podem ser vinculados a outros itens para formar uma
para o SOLIDWORKS estrutura de itens. As BOMs de item são BOMs calculadas que
PDM Professional) mostram a estrutura do item. Os usuários podem salvar as
BOMs de item como BOMs nomeadas.

Criar templates de lista de materiais (para SOLIDWORKS


PDM Professional apenas)
Crie novas configurações de colunas de Lista de materiais para fornecer diferentes layouts
de BOM.

Você também pode modificar as BOMs padrão que acompanham o SOLIDWORKS PDM.

Para criar um novo template de Lista de materiais:

1. Faça o login na ferramenta Administração como um usuário com permissões para


atualizar colunas.
2. Clique com o botão direito em Listas de materiais e clique em Nova lista de
materiais.
3. Na caixa de diálogo Lista de materiais, digite o Nome da lista de materiais.
4. Selecione o Tipo de template.
5. Em Colunas, clique em Nova coluna.
6. Em Coluna selecionada:
a) Selecione a Variável de cartão de dados ou do sistema cujo valor deve ser exibido
na coluna.
O nome da variável predeterminada que você selecionar aparece no campo Nome.
b) Se quiser que outro nome seja exibido aos usuários, modifique o Nome.

121
Listas de materiais

c) Especifique o Alinhamento dos valores da coluna e a Largura predeterminada


para a coluna.

Você pode modificar a largura predeterminada movendo os divisores das colunas


na Visualização.

d) Para variáveis de cartão de dados (não variáveis de sistema), selecione como as


configurações devem ser pesquisadas para localizar a variável, ou defina um
atributo de vínculo selecionando Procurar variável nos valores específicos da
referência.
7. Repita as etapas 5 e 6 para adicionar mais colunas.
As seguintes colunas estão obrigatórias:

BOM de soldagem Descrição


<Contagem de referência>

Lista de corte de Descrição


soldagem
Quantidade da BOM
Contagem de referência (quantidade da BOM
ignorada)

8. Use o campo Visualização para ver como as colunas serão exibidas no File Explorer
ou no Item Explorer.
9. Em Usuários e grupos, selecione os usuários e grupos que devem ter acesso ao
template de BOM e atribua os Direitos.
10. Clique em OK.

Utilização do tipo de BOM Lista de Corte de Soldagem


Para extrair e exibir o comprimento e a quantidade de componentes de soldagens em
peças do SOLIDWORKS, use o tipo de BOM chamado Lista de corte de soldagem.
Este tipo de BOM trabalha com um cartão de dados de peça do SOLIDWORKS que tem
uma variável mapeada para a propriedade personalizada UNIDADE_DE_MEDIDA, que
extrai o valor da propriedade Quantidade da BOM definida para os itens de lista de
corte do SOLIDWORKS.
A versão predeterminada do tipo de BOM e cartão de dados instalados com o SOLIDWORKS
PDM 2009 e posteriores contém este mapeamento. Se você atualizar um vault criado
com uma versão anterior do SOLIDWORKS PDM, pode importar o tipo de BOM e cartão
de dados predeterminados.
• Para instalar o tipo de BOM da lista de corte de soldagem padrão, importe
<install_dir>\Default Data\BOM_WeldmentCutList_<language>.cex.
• Para instalar o cartão de dados do SOLIDWORKS predeterminado, importe
<install_dir>\Default Cards\all(sldprt_prt)_<language>.crd.
Você pode também configurar um cartão de peça do SOLIDWORKS de uma versão anterior
para funcionar com o tipo de BOM de lista de corte de soldagem.

122
Listas de materiais

Para configurar um cartão de dados de peça do SOLIDWORKS e criar uma BOM


de lista de corte de soldagem:

1. Expanda Cartões, expanda Cartões de arquivo e clique duas vezes em Cartão de


peça do SOLIDWORKS (sldprt).
2. Se o cartão não contiver uma caixa de edição com uma variável para conter o valor
do comprimento obtido da lista de corte de soldagem, adicione uma caixa de edição
e selecione Quantidade da BOM como Nome da variável.
3. Clique em Variáveis.
4. Na caixa de diálogo Editar variáveis, em Atributos:
a) Para Nome do bloco, selecione CustomProperty.
b) Para Nome do atributo, digite UNIT_OF_MEASURE.
c) Para extensões de arquivo, digite sldprt, sldasm.
d) Clique em OK.
5. Salve o cartão.
6. Expanda Lista de materiais e clique duas vezes em Lista de corte de soldagem.
7. Na caixa de diálogo Lista de materiais, para definir uma coluna para conter o
comprimento do componente, em Coluna selecionada:
a) Em Variável, selecione Quantidade da BOM.
b) Para Nome, digite Comprimento.
c) Especifique a Largura e o Alinhamento da coluna.
8. Para definir uma coluna para conter a quantidade do componente:
a) Em Variável, selecione <Contagem de referência (quantidade da BOM
ignorada)>.
b) Em Nome, digite Qde.
c) Especifique a Largura e o Alinhamento da coluna.

O comprimento dos componentes de soldagem é extraído da propriedade do componente


que está definida como a Quantidade da BOM no SOLIDWORKS. Quando é feito o
check-in da peça de soldagem no vault, o comando de check-in lista todos os componentes
de soldagem como referência.
• Na guia Contém da peça, clique com o botão direito em um componente e selecione
Propriedades. O comprimento é mostrado na variável Quantidade da BOM.
• Na guia Lista de materiais, a Lista de Corte de Soldagem mostra o comprimento e
a quantidade de cada componente de soldagem.

Caixa de diálogo Lista de Materiais


Use a caixa de diálogo Lista de materiais - BOM para criar templates de Lista de materiais
(BOM) para exibir os componente das montagens e desenhos de CAD.
A coluna BOM lista dinamicamente os valores de variáveis selecionadas do cartão de
dados de todos os componentes referidos em um arquivo principal selecionado, com base
no que é armazenado no banco de dados do SOLIDWORKS PDM.
O SOLIDWORKS PDM tem os seguintes modelos padrão:
• BOM
• BOM de item

123
Listas de materiais

• BOM de soldagem
• Lista de corte de soldagem
Para exibir a caixa de diálogo Lista de materiais:
• Para editar um template de BOM existente, expanda Listas de materiais e clique
duas vezes no template.
• Para criar um template de BOM, clique com o botão direito em Listas de materiais
e selecione Nova lista de materiais.

Nome da Lista de O nome do template de BOM


materiais

Tipo Selecione uma das opções abaixo:

Lista de materiais
Aparece como uma opção de BOM na guia Lista de materiais
de uma montagem ou desenho de CAD.

Lista de corte de soldagem


Aparece como uma opção de BOM na guia Lista de materiais
de uma peça multicorpos com uma BOM ou lista de corte.

BOM de soldagem
Aparece como uma opção de BOM na guia Lista de materiais
de uma peça multicorpos com uma BOM de soldagem ou lista
de corte.

BOM de itens
Aparece como uma opção de BOM na guia Lista de materiais
de um item no Item Explorer.

Visualização Mostra como o conjunto de colunas aparecerá para os usuários.

124
Listas de materiais

Colunas Lista as colunas que foram adicionadas.

Nova coluna
Adiciona uma nova coluna. Defina as propriedades da coluna
em Coluna selecionada.

Excluir coluna
Remove a coluna selecionada.

Mover coluna para a esquerda


Move a coluna para cima na lista Colunas, que a move para
a esquerda no Visualização.

Mover coluna para a direita


Move a coluna para baixo na lista Colunas, que a move para
a direita no Visualização.

Usuários e grupos Lista os usuários e grupos aos quais você pode atribuir direitos.

Ativar BOM calculada Os usuários com esta permissão pode ativar as BOMs
calculadas. Uma BOM calculada precisa ser ativada para
aparecer na vista da BOM no cliente. Essa opção não está
disponível para BOMs de itens.

Ver a BOM calculada Os usuários que têm esta permissão podem ver as BOMs
calculadas na guia Lista de materiais no cliente.

Coluna selecionada
Defina estas opções para cada coluna que adicionar.

125
Listas de materiais

Variável Selecione a variável de cartão de dados cujo valor deve ser


recuperado, na guia Lista de materiais.
A lista de variáveis inclui todas as variáveis que foram definidas
para o vault e as seguintes variáveis de sistema, que são
exibidas entre < >:

<Item associado>
Item que está vinculado ao arquivo, se houver. Se o arquivo
estiver associado a vários itens, um ID de item é listado
seguido de , .... Esta variável está disponível somente para
o SOLIDWORKS PDM Professional.

<Categoria>
A categoria do arquivo. Esta variável está disponível somente
para o SOLIDWORKS PDM Professional.

<Check-out por>
Se o arquivo estiver em check-out, mostra o usuário que
efetuou o check-out.

<Check-out em>
Se o arquivo estiver em check-out, mostra o sistema e o
caminho onde ele está.

<Configuration>
Nome da configuração utilizada/referida para os componentes
listados na BOM.

<Tipo de arquivo>
O tipo registrado do arquivo.

<Encontrado na versão>
A versão mais recente do arquivo onde o critério é encontrado.

<Encontrado em>
O caminho no vault onde se encontra o arquivo.

<ID>
O ID de documento exclusivo atribuído a cada arquivo no
vault, que pode ser útil quando se exportam BOMs para XML.

126
Listas de materiais

<Versão mais recente>


A versão mais recente do arquivo.

<Modificado>
A data em que o arquivo foi modificado pela última vez.

<Nome>
O nome e extensão do arquivo.

<Número da peça>
O número de peça do componente.

<Contagem de referência (quantidade da BOM


ignorada)>
A quantidade dos componentes de soldagem. Necessário para
templates de Lista de corte de soldagem.

<Contagem de referência>
O número de instâncias do mesmo componente e configuração
na BOM. Necessário para templates de BOM de soldagem.

Se o cartão de dados do arquivo contiver uma propriedade


personalizada "UNIT_OF_MEASURE", o valor da quantidade
pode ser substituído pela configuração Quantidade da
BOM. Essa configuração é especificada no arquivo do
SOLIDWORKS, na guia Específico da configuração da
caixa de diálogo Informações de resumo.

<Tamanho>
O tamanho do arquivo.

<Estado>
O estado atual do arquivo no fluxo de trabalho.

Nome O nome da coluna que será exibido na guia Lista de materiais.


O valor predeterminado é o nome da variável, mas pode ser
modificado.

Alinhamento Alinhamento do valor da coluna (Esquerda, Direita, Centro).

127
Listas de materiais

Largura A largura predeterminada da coluna Os usuários podem alterar


predeterminada a largura.

Você pode modificar a largura padrão movendo os divisores


das colunas na Visualização.

Procure as variáveis Selecione a forma como as configurações são pesquisadas para


em... localizar variáveis quando um usuário exibe uma BOM de um
arquivo com várias configurações, ou selecione Procurar
variável nos valores específicos da referência para definir
um atributo de vínculo.
Selecione uma das opções abaixo:

Procurar variável em todas as configurações


Mostra o valor da primeira variável em qualquer configuração.
Para itens, selecione esta opção a menos que esteja definindo
um atributo de vínculo.

Procurar variável na lista de configurações


Mostra o valor da primeira variável de uma configuração na
lista de configurações especificadas. A lista de configurações
é pesquisada de cima para baixo.

Procurar variável na configuração referida


Mostra o valor da primeira variável na configuração referida.

Procurar variável na configuração referida e, se vazia,


nas propriedades personalizadas
Mostra o valor da primeira variável na configuração referida.
Se a variável não existir na configuração referida, o
SOLIDWORKS PDM procura por ela nas propriedades
personalizadas do arquivo.

Procurar variável na configuração ativa


Mostra o valor da variável na configuração ativa.

Procurar variável nos valores específicos da referência


Mostra o valor da variável associado à relação de referência
pai-filho específica. Selecione esta opção para definir atributos
de vínculo, onde o valor não é derivado do arquivo ou item,
mas é um atributo do relacionamento. Por exemplo, use
atributos de vínculo para armazenas números de posição,
designadores de referência e comentários.

128
Listas de materiais

Configurações Quando Procurar variável na lista de configurações está


selecionado, você pode selecionar configurações e a ordem de
pesquisa.

Adicionar configuração
Exibe a caixa de diálogo Nova configuração, na qual você pode
especificar uma configuração a ser procurada para a variável.

Remover configuração
Remove da lista a configuração selecionada.

Mover configuração para cima


Move a configuração selecionada para cima da lista. Ao
recuperar o valor da variável, as configurações são
pesquisadas com base na ordem da lista.

Mover configuração para baixo


Move a configuração selecionada para baixo da lista.

129
8
Cartões de dados
Os cartões de dados contêm metadados sobre os arquivos, pastas, itens e templates no banco
de dados do vault. Como as informações dos cartões de dados são armazenadas centralmente,
os usuários podem rapidamente pesquisar e localizar informações sobre os arquivos, itens,
pastas e templates sem precisar de cópias locais.
Como administrador, você pode personalizar os cartões de dados para:
• Solicitar aos usuários informações durante vários estágios do processo do fluxo de trabalho
ou quando eles adicionam arquivos ou itens.
• Fornecer um mecanismo de pesquisa para os usuários.
• Programaticamente gerar nomes de arquivos e pastas para os usuários, aplicando fórmulas
aos campos de entrada que eles preenchem.
Adicionando controles como campos de texto, caixas de lista, caixas de seleção e guias, você
pode usar cartões de dados para gerenciar o processo de criação.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Tipos de cartão de dados


• Abrir o Editor de Cartões
• Editar cartão – Caixa de diálogo Selecione o vault de arquivos
• Criar um cartão de dados
• Modificar um cartão de dados
• Adicionar controles de cartão a um Cartão de dados
• Adicionar lógica de controle a um controle
• Alinhar controles de Cartão de dados
• Colar controles de cartão de dados
• Exportar um cartão de dados
• Importar um cartão de dados
• Criar um cartão de pesquisa usando uma lista SQL (apenas para SOLIDWORKS
PDM Professional)
• Criar um cartão de pesquisa com valores selecionados antecipadamente
• Fórmulas de entrada (somente para o SOLIDWORKS PDM Professional)
• Trabalhar com guias controladas
• Atribuir valores predeterminados
• Barra de ferramentas Controles do Editor de Cartões
• Salvar cartões de dados

130
Cartões de dados

Tipos de cartão de dados


Cartões de arquivo
Vincular a um ou mais tipos de arquivo dentro do vault, armazenando dados que são
específicos de um arquivo no banco de dados do vault.
Quando um usuário seleciona um arquivo .doc ou .docx no Windows Explorer, a guia
Cartão de dados mostra o cartão de arquivo vinculado à extensão .doc ou .docx .
Consulte Cartões de arquivo na página 151.

Cartões de pasta
Vincular uma pasta de arquivos ou itens dentro do vault, armazenando dados que são
específicos de uma pasta (e subpastas) no banco de dados do vault.
Consulte Cartões de pasta na página 151.

Cartões de item (apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional)


Vincular a um item no banco de dados do vault.
Consulte Cartões de item (apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional) na
página 155.

Cartões de pesquisa
Permite consultas personalizadas quando exibido na ferramenta de pesquisa do
SOLIDWORKS PDM ou quando os usuários acessam a pesquisa do SOLIDWORKS PDM
dentro da caixa de diálogo do Windows Explorer.
Consulte Cartões de pesquisa na página 152.

Cartões de template (apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional)


Obter informações dos usuários quando eles criam um arquivo ou pasta usando um
template do SOLIDWORKS PDM.
Consulte Cartões de template (apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional)
na página 152.

Abrir o Editor de Cartões


Abra o editor de cartões para criar e gerenciar cartões de dados que permitem aos usuário
ver e modificar informações armazenadas no banco de dados do vault.

131
Cartões de dados

Pra usar o Editor de Cartões você precisa ter uma das seguintes permissões de usuário
ou grupo:
• Pode atualizar o design dos cartões
• Pode atualizar formulários de pesquisa
• Pode atualizar formulários de template

Para abrir o editor de cartões, siga um dos seguintes procedimentos:


• Pra abrir o editor de cartões sem abrir um cartão, clique com o botão direito em
Cartões e clique em Abrir o Editor de Cartões.
• Para criar um novo cartão de um determinado tipo, expanda Cartões, clique com
o botão direito no tipo de cartão a ser criado e clique em Novo cartão.
• Para abrir um cartão específico, expanda Cartões e o tipo de cartão e clique duas
vezes no cartão.
• Para abrir um cartão a partir do Windows Explorer, navegue até install_dir\
Default Cards\ e clique duas vezes no cartão. Na caixa de diálogo Editar cartão
– Selecione o vault de arquivos, para selecionar o vault no qual você quer editar
o cartão.

Editar cartão – Caixa de diálogo Selecione o vault de


arquivos
Use a caixa de diálogo Editar cartão – Selecione o vault de arquivos para selecionar o
vault de arquivos para o qual você quer editar cartões.
Para abrir essa caixa de diálogo, navegue até diretório_da_instalação\Default
Cards\. Clique duas vezes no cartão que você deseja editar.
Selecione o vault de arquivos na lista e clique em OK.
Se você ainda não efetuou o login no Enterprise PDM, será solicitado a fazê-lo.

Para salvar um cartão modificado, você precisa ter permissão para atualizar o design
dos cartões na pasta onde você quer salvá-lo.

Criar um cartão de dados


Crie cartões de dados para permitir aos usuários ver e modificar informações sobre
arquivos, itens e pastas no banco de dados do vault. Você pode personalizar os cartões
de dados para solicitar que os usuários forneçam informações e permitir que executem
pesquisas.
Para criar um cartão de dados:

1. Clique com o botão direito em Cartões e selecione Abrir o Editor de Cartões.


2. No Editor de cartões clique em Arquivo > Novo.
3. No painel Propriedades de cartão, especifique o Nome do cartão.

132
Cartões de dados

4. Selecione um Tipo de cartão e atribua as propriedades para este tipo de cartão.


Consulte Propriedades de cartão na página 150 para ver uma descrição dos tipos
de cartão. Os campos no painel Propriedades de cartão dependem do tipo de cartão
que você escolheu (Cartão de Arquivo, Cartão de Pasta, Cartão de Template,
Cartão de Pesquisa, ou Cartão de Item).
5. Clique em Redimensionável se quiser que os usuários possam redimensionar o
cartão.
6. Em Extensões de arquivo (somente para cartões de arquivo), especifique os
formatos de arquivo que usam o cartão, como doc;xls;docx;xlsx.
7. Selecione na barra de ferramentas Controles um controle para adicionar ao cartão e
clique no cartão para inserí-lo.
Você pode adicionar elementos gráficos, como caixas de texto, botões, caixas combo,
controles de pesquisa e guias. Para obter detalhes, consulte Adicionar controles
de cartão a um Cartão de dados na página 133.
8. Organize os elementos do cartão, alinhando-os e fixando-os.
9. Clique em Salvar ou Salvar > Arquivo para salvar o cartão de dados.

Modificar um cartão de dados


Para modificar um cartão de dados, você deve ter permissão para atualizar o projeto dos
cartões na pasta que contém o cartão.
Para modificar um cartão de dados:

1. Clique com o botão direito do mouse em Cartões e selecione Abrir Editor de cartões.
2. No Editor de cartões, clique em Abrir (barra de ferramentas principal) ou em
Arquivo > Abrir.
3. Na caixa de diálogo Abrir cartão:
a) Use a lista suspensa Procurar em para localizar a pasta que contém o cartão de
dados.
b) Selecione o cartão de dados e clique em Abrir.
4. Use os controles de cartão, ferramentas de alinhamento e propriedades do controle
para modificar o cartão.
5. Clique em Salvar (barra de ferramentas do Editor de cartão) ou Arquivo > Salvar.

Adicionar controles de cartão a um Cartão de dados


Os controles que podem ser adicionados a um cartão de dados são listados na barra de
ferramentas de controles do cartão.

Para adicionar controles em um cartão de dados:

1. Se a barra de ferramentas de controles do cartão não estiver visível, clique em Exibir


> Exibir barras de ferramentas > Controles.
2. Selecioe um controle na barra de ferramentas.

133
Cartões de dados

Opção Descrição

Para adicionar uma imagem, consulte Propriedades de imagem na


página 157.

Para adicionar texto estático ou dinâmico, consulte Propriedades de


texto na página 157.

Para adicionar um quadro separando seções do cartão de dados, consulte


Propriedades de quadro na página 158.

Para adicionar uma caixa de edição solicitando ações do usuário, consulte


Propriedades de caixa de edição na página 160.
Este é um novo parágrafo.

Para adicionar um botão de comando que abre um aplicativo, suplemento


ou página da internet, consulte Propriedades de botão na página 163.

Para criar um botão de opção que permite aos usuários selecionar um


valor predefinido, consulte Propriedades de botão de opção na página
165.

Para criar caixas combo nas quais os usuários podem selecionar entre
valores predefinidos ou inserir valores, consulte Propriedades de caixa
combo na página 167.

Para criar uma lista suspensa de valores predefinidos que os usuários


podem selecionar, consulte Propriedades de lista suspensa na página
170.

Para criar um lista combo, um controle de caixa de edição que permite


aos usuários selecionar em uma lista permanentemente visível de valores
predefinidos, consulte Propriedades de lista combo na página 173.

Para criar uma caixa de lista que permite aos usuários selecionar valores
em uma lista predefinida, consulte Propriedades de caixa de lista na
página 176.

Para criar guias com seus próprios controles, consulte Propriedades de


guia na página 179.

Para criar uma caixa de seleção, consulte Propriedades de caixa de


seleção na página 180.

Para criar um controle de calendário que permite aos usuários selecionar


uma data, consulte Date Field Properties na página 182.

Para permitir aos usuários criar consultas com base no conteúdo de


cartões de dados, consulte Controle de pesquisa de cartão na página
184.

134
Cartões de dados

Opção Descrição

Para permitir aos usuários criar pesquisas com base em valores


armazenados em uma variável, consulte Controle de pesquisa de
variável na página 185.

3. Mova o ponteiro para o layout do cartão e clique para posicionar o controle.

Clique-arraste para dimensiona o controle.

4. Use o painel de propriedades do controlem à direita, para definir as configurações do


controle, como seu nome, a variável onde armazenar dados e as configurações
predeterminadas.
As opções do painel de propriedades são específicas do controle e do tipo de cartão
que você está criando ou modificando.
5. Adicione lógica aos controles, se necessário.

Adicionar lógica de controle a um controle


Use a caixa de diálogo Lógica de controle para especificar uma ou mais condições que
fazem com que o SOLIDWORKS PDM Professional dinamicamente exiba, oculte ou desative
um controle de cartão de dados.
Por exemplo, você pode aplicar lógica de controle a um campo de entrada específico do
idioma para que ele fique oculto ou desativado, a menos que a caixa de seleção
correspondente específica do idioma seja marcada.

Você pode aplicar lógica de controle a apenas um controle de cada vez.

Para adicionar lógica a um controle:

1. No Editor de cartões, abra o cartão e selecione o controle ao qual deseja adicionar


lógica de controle.
2. Clique em Controle > Lógica de controle.
3. Na caixa de diálogo Lógica de controle, em Ações, clique em Clique aqui para
adicionar uma ação.
4. Selecione o comportamento do controle quando a lógica for satisfeita:
• Para tornar o controle apenas de leitura, selecione Acinzentado.
• Para ocultar o controle, selecione Ocultar.

5. Clique em Clique aqui para adicionar condição.


6. Se você quiser que a ação seja acionada por qualquer uma das diversas condições,
selecione .
Se todas as condições precisam ser atendidas, você pode selecionar ou simplesmente
adicionar as condições que precisam ser atendidas.
7. Selecione uma variável cujo valor vai acionar a lógica de controle.

A variável deve existir no mesmo cartão do controle.

135
Cartões de dados

8. Em Comparação, selecione de que forma o valor deve ser interpretado.


Por exemplo, Data igual a ou Data anterior a.
9. Em Valor, digite o valor da variável que vai acionar a lógica de controle.
10. Para adicionar outra condição, repita as etapas 5 a 9.
11. Para excluir uma ação ou condição, selecione-a e escolha Excluir da lista.
12. Clique em OK.

Ao usar o cartão, se o usuário fornecer um valor de variável que corresponda aos critérios
da lógica de controle, a ação do controle (ocultar ou desativar o controle) será executada.

Alinhar controles de Cartão de dados


Use a barra de ferramentas Alinhar no Editor de Cartões para alinhar e dimensionar
controles.

Você pode modificar as configurações da grade para facilitar o alinhamento. Consulte


Caixa de diálogo Configurações de grade.

Para alinhar dois ou mais controles:

1. Se a barra de ferramentas não estiver visível, ative-a clicando em Exibir > Exibir
barras de ferramentas > Alinhar.
2. No cartão de dados, selecione o controle de origem ao qual alinhar.
3. Ctrl + selecione os controles a serem alinhados ao controle de origem.
4. Clique na ferramenta de alinhamento adequada, ou selecione o alinhamento no menu
Alinhar.

Esquerdo Top Mesma largura

Right Centralizar horizontal Mesma altura

Inferior Centralizar vertical Mesmo tamanho

Colar controles de cartão de dados


Em um cartão de pesquisa redimensionável, use a barra de ferramentas Cola para
determinar que os controles de cartão permaneçam a uma distância constante das laterais
do cartão de pesquisa.

Quando um controle é colado, se o usuário redimensionar o cartão de pesquisa, o controle


também é redimensionado.

136
Cartões de dados

Para colar controles em um cartão de pesquisa redimensionável:

1. No painel Propriedades de cartão, selecione Redimensionável.


2. Selecione o controle a ser colado.
3. Use os botões Cola para especificar quais lados do cartão os controles devem seguir.
Você pode colar o controle em múltiplos lados do cartão.

Exportar um cartão de dados


Você pode exportar um cartão de dados para reutilizá-lo em outro vault ou criar uma
cópia backup. Todos os controles, variáveis, imagens e listas centrais são incluídos no
arquivo de exportação.
Para exportar um cartão de dados:

1. No Editor de Cartões, abra o cartão de dados.


2. Clique em Arquivo > Exportar.
3. Na caixa de diálogo Salvar como, selecione o local onde salvar o cartão e digite um
nome.
A extensão predeterminada é .crd.
4. Clique em Salvar.

Você pode também exportar os cartões de dados para um arquivo de exportação


.cex por meio da ferramenta Administração.

Importar um cartão de dados


Você pode importar um cartão de dados exportado. Também é possível importar um dos
cartões padrão instalados com SOLIDWORKS PDM Professional para restaurar os valores
padrão.
Para importar um cartão de dados:

1. Clique em Arquivo > Importar.


2. Na caixa de diálogo Abrir, use a lista Procurar em para acessar o local do cartão a
ser importado.
Cartões importados como parte da instalação são listados no diretório Default Cards,
geralmente localizado em c:\Arquivos de programa\SOLIDWORKS PDM\Default
Card.
3. Clique em Abrir.
Se os mapeamentos de variáveis no cartão importado já existirem no vault, os
mapeamentos de cartão importados são mesclados aos existentes.
4. Selecione cada controle de cartão e clique em Variáveis no painel de propriedades
para verificar se há mapeamentos duplicados de Bloco / Atributo.
Além disso, para blocos CustomProperties nos cartões de dados do SOLIDWORKS,
certifique-se de que a mesma variável não seja mapeada a várias propriedades
personalizadas.

137
Cartões de dados

5. Para salvar o cartão de dados importado, clique em Salvar (barra de ferramentas


Editor de cartões) ou Arquivo > Salvar.
6. Na caixa de diálogo Salvar cartão, acesse o local do cartão, digite o nome do cartão
e clique em Salvar.

Criar um cartão de pesquisa usando uma lista SQL (apenas


para SOLIDWORKS PDM Professional)
Nesse exemplo, você usa uma lista SQL central para exibir números de projeto existentes
armazenados no vault.
Para criar um cartão de pesquisa de projeto:

1. Crie uma lista SQL mostrando todos os valores armazenados na variável de cartão
Número de projeto.
2. Crie um cartão de pesquisa com uma caixa combo vinculada à variável Número de
projeto. Selecione a lista SQL central Números de projeto como o Valor especial
para o controle.
3. Defina o valor do cartão de pesquisa predeterminado para retornar somente arquivos,
não pastas.
4. Crie um novo conjunto de colunas de resultado de pesquisa.
5. Adicione algumas colunas (variáveis) ao conjunto de resultados e salve-o.
6. Selecione o novo conjunto de resultados.
7. Salve o cartão de pesquisa e teste-o na ferramenta de pesquisa.

Criar um cartão de pesquisa com valores selecionados


antecipadamente
Você pode criar um cartão de pesquisa que exibe valores e opções selecionados
previamente quando ele é aberto por meio da caixa de diálogo Pesquisa do SOLIDWORKS
PDM.
Para criar um cartão de pesquisa com valores e opções selecionados
antecipadamente:

1. Crie um cartão de dados.


2. No painel Propriedades do cartão, em Tipo de cartão, selecione Cartão de pesquisa.
3. Adicione controles ao cartão.
4. Clique em Valores predeterminados.
5. Na caixa de diálogo Valores predeterminados:
a) Clique abaixo de Variável para selecionar uma variável.
Embora as variáveis que você selecionar possam corresponder a controles no
cartão, isso não é necessário.
b) Em Valor, digite o valor a ser exibido quando o cartão for aberto.
Por exemplo, para um controle de caixa de edição que usa a variável Autor, você
pode especificar o nome de um autor.

138
Cartões de dados

Os controles de caixa de verificação estão marcados por padrão quando um cartão


de pesquisa é aberto. Para apresentar uma caixa de seleção desmarcada quando
o cartão for aberto, especifique o valor 0.

6. Salve o cartão.

Quando o cartão de pesquisa for usado, os controles exibirão os valores predeterminados.

Fórmulas de entrada (somente para o SOLIDWORKS PDM


Professional)
Você pode adicionar uma fórmula de entrada a um controle de caixa de edição de maneira
que os valores que os usuários selecionam para outros controles no cartão de dados
sejam exibidos na caixa de edição.
Por exemplo, a fórmula de entrada pode exibir uma string baseada nos valores
selecionados em duas listas do cartão de dados.
Para usar uma fórmula de entrada, você cria um ou mais controles onde os usuários
podem selecionar ou inserir valores para exibição. Quando você cria o controle de caixa
de edição, cria a fórmula de entrada adicionando as variáveis dos controles.

Aliases em fórmulas de entrada


Quando você usa aliases em um controle de entrada, cria um controle de lista único que
contém um conjunto de strings de texto definidas na propriedade Texto livre. Em seguida,
crie um controle de caixa de edição e adicione uma fórmula de entrada que é mapeada
para a variável do controle de lista e as strings de texto.

Restrições
A fórmula de entrada mostra somente a string avaliada quando um usuário insere
manualmente um valor (por exemplo, selecionando um valor em uma lista) no cartão de
dados. A fórmula de entrada não é avaliada pela atualização de propriedades vinculadas
em um arquivo ou pelo uso de valores predeterminados (por exemplo, um valor de um
cartão de dados de pasta).

Uso de uma fórmula de entrada


Uma fórmula de entrada permite preencher e editar um controle de caixa de edição com
um string composto dos valores das variáveis vinculadas a outros controles no cartão de
dados.
Para usar uma fórmula de entrada, crie um ou mais controles de lista e um de caixa de
edição. O controle de caixa de edição contém uma fórmula de entrada que é mapeada
para as variáveis dos controles de lista.
Esse exemplo descreve como usar a fórmula de entrada para criar um nome de projeto
e um campo de cartão de template.
Para criar a fórmula de entrada:

1. Crie um novo cartão de dados.


2. Para Tipo de cartão, selecione Cartão de template.

139
Cartões de dados

3. Adicione três controles de lista e vincule-os a variáveis. Por exemplo:


• Cidade
• Região
• Código
4. Adicione uma caixa de edição para conter o nome do projeto combinado a ser criado
pela fórmula de entrada.
5. Em Propriedades de caixa de edição, em Fórmula de entrada:
a) Digite um string (por exemplo, Prj-). Esse texto estático não muda quando a
fórmula é calculada.
Você pode adicionar um texto estático em qualquer local na fórmula.

b) Clique em para adicionar a primeira variável de controle de lista (por exemplo,


Cidade) à fórmula.
c) Construa o restante da fórmula adicionando outras variáveis (por exemplo, Região
e Código).

Para usar um campo de entrada maior , clique em Procurar (...).

6. Salve o cartão.

Quando um usuário preencher o cartão de template selecionando valores nos controles


de lista, o nome do projeto é baseado nessas seleções, pois é controlado pela fórmula
de entrada.
Por exemplo, se o usuário selecionar Estocolmo na lista Cidade, B na lista Região, e
112 na lista Código, o valor da caixa de edição Nome do projeto será
Prj-EstocolmoB112.

Uso dos aliases em fórmulas de entrada


Quando você usa um alias em uma fórmula de entrada, o valor da variável selecionada
em um controle é calculado como um valor diferente no campo da fórmula de entrada.
O formato de um alias em uma fórmula de entrada é o seguinte:
%NOMEDAVARIÁVEL(VALOR1=ALIAS1, VALOR2=ALIAS2)%
Onde VALOR é o valor inserido na variável NOMEDAVARIÁVEL e ALIAS é o valor
calculado.
Quando você usa aliases em um controle de entrada, cria um controle de lista único que
contém um conjunto de strings de texto definidas na propriedade Texto livre. Em seguida,
crie um controle de caixa de edição e adicione uma fórmula de entrada que é mapeada
para a variável do controle de lista e as strings de texto.
Esse exemplo descreve como criar uma fórmula de entrada que permite ao usuário
selecionar um componente em uma lista e ver seu preço em uma caixa de edição.
Para usar um alias em uma fórmula de entrada:

1. Clique duas vezes em Cartões.


2. No Editor de Cartões, crie um novo cartão.
3. Adicione um controle de Caixa combo de lista suspensa .

140
Cartões de dados

4. No painel Propriedades de lista suspensa:


a) Em Valor, clique em Variáveis.
b) Crie uma variável chamada Componente.
c) Vincule o controle à variável.
d) Em Itens, selecione Texto livre e digite uma lista dos componentes.
Por exemplo:

eixo_longo eixo_curto

5. Adicione um controle de caixa de edição.


6. No painel Propriedades de caixa de edição:
a) Em Valor, clique em Variáveis.
b) Crie uma variável chamada PreçoComponente.
c) Vincule o controle à variável PreçoComponente.
d) Ao lado de Fórmula de entrada, clique em Procurar (...).
e) Na caixa de diálogo Fórmula de entrada, digite a fórmula de entrada no seguinte
formato:
%Componente(componente_1=preço_1, componente_2=preço_2)%
Por exemplo:

%Componente(eixo_longo=$300, eixo_curto=$200)%

7. Salve o cartão.

Quando o cartão de dados é usado, se o usuário selecionar um componente na lista


suspensa, a caixa de edição exibirá o alias associado ao componente pela fórmula de
entrada.

Funções de fórmula de entrada


Você pode especificar funções aritméticas e funções com strings (cadeias de caracteres)
a serem usadas para configurar os valores retornados pela fórmula de entrada.
Para acessar as funções:
Clique na ao lado de Fórmula de entrada.

Funções aritméticas

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Somar números <termo1> - Primeiro termo


Add(<termo1>,<termo2>) <termo2> – Segundo termo
Retorna a soma de dois números
especificados. Exemplo: Add(2,3) - Retorna 5

141
Cartões de dados

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Subtrair números <termo1> - Primeiro termo


Sub(<termo1>,<termo2>) <termo2> – Segundo termo (valor a ser
subtraído)
Retorna a diferença entre dois números
especificados.
Exemplo: Sub(3,2 ) - Retorna 1

Multiplicar números <termo1> - Primeiro termo


Multiply(<termo1>,<termo2>) <termo2> – Segundo termo (valor pelo qual
multiplicar)
Retorna o resultado da multiplicação dos
dois números especificados.
Exemplo: Multiply((3,2 ) - Retorna 6

Dividir números <termo1> - Primeiro termo


Divide(<termo1>,<termo2>) <termo2> – Segundo termo (valor pelo qual
dividir)
Retorna o resultado da divisão de um
número por um segundo número.
Exemplo: Divide(6,2 ) - Retorna 3

Funções de string

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Substring esquerda <string> - A string de caracteres


Left(<cadeia de <número> – O número de caracteres a
caracteres>,<número>) retornar
Retorna o número de caracteres
Exemplo: Left(ProjectAA,7) - Retorna
especificado mais à esquerda na cadeia de
caracteres determinada. "Projeto"

Substring direita <string> - A string de caracteres


Right(<string>,<número>) <número> – O número de caracteres a
retornar
Retorna o número de caracteres
especificado mais à direita na cadeia de
caracteres determinada. Exemplo: Right(ProjectAA,2) - Retorna
"AA"

142
Cartões de dados

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Substring no meio <string> - A string de caracteres


Mid(<cadeia de <pos.inicial> – O número da posição
caracteres>,<pos.inicial>,<número>) inicial. O primeiro caractere é a posição 0.
Retorna uma subcadeia de caracteres da <número> – O número de caracteres a
cadeia de caracteres especificada (iniciando retornar
em uma posição específica).
Exemplo: Mid(ProjectAA,2,2) - Retorna
"oj"

String X da lista <string> - Lista de strings que podem ser


escolhidas.
$Token(<string>|<string>|...,<index>,|)
<índice> – Índice da string a ser usada.
Retorna o elemento de número X em uma
Pode ser uma variável vinculada a uma lista
lista ordenada, onde os elementos são
de alias.
delimitados por um determinado caractere.
| – O caractere usado para separar as
Esse recurso é útil quando usado em
conjunto com controles conectados a listas <strings>.
de alias.
Exemplo: $Token(Metal|Plastic|Metal,

,|)
Onde a variável Material está conectada
a uma lista de alias com os seguintes
valores:

Valor exibido Alias

Aço 1

Poliéster 2

Ouro 3

A fórmula de texto terá como resultado


Metal se o usuário selecionar Aço ou Ouro
como material. Ela terá como resultado
Plástico se o usuário selecionar Poliéster.

Comprimento da string <string>


Length(<string>) Exemplo: Length(ProjectAA) - Retorna
Retorna o comprimento da cadeia de 9
caracteres especificada.

143
Cartões de dados

Função, sintaxe e descrição Argumentos e exemplos

Localizar substring <string> - A string de caracteres


Find(<string>,<substring>) <substring> – A substring a ser pesquisada
Pesquisa em uma cadeia de caracteres
especificada a primeira correspondência Exemplo: Find(abc,b) - Retorna 1
de um caractere ou subcadeia de
caracteres. Retorna a posição onde o
caractere ou a subcadeia de caracteres foi
encontrada.

A primeira posição na string é 0.

Localizar substring invertida <string> - A string de caracteres


Reverse(<string>) Exemplo: Reverse(stockholm) - Retorna
Retorna o inverso da cadeia de caracteres "mlohkcots"
especificada.

Localizar invertido <string> - A string de caracteres


ReverseFind(<string>,<substring>) <substring> – A substring a ser pesquisada
Pesquisa em uma string especificada a
última correspondência de um caractere. Exemplo: ReverseFind(abcabc,b) -
Retorna a posição onde a última ocorrência Retorna 4
do caractere ou da substring foi
encontrada.

A primeira posição na string é 0.

Data atual
Exemplo: =$Time() - Retorna
$Time()
488a=2010-08-13
Retorna a data atual no formato
selecionado quando o vault foi criado.

Trabalhar com guias controladas


Você pode gerenciar o comportamento das guias de cartão de dados usando a opção
Controlado por variável.
Em vez de sempre mostrar as páginas em guias num controle de guia em um cartão de
dados, a visibilidade das páginas nas guias pode ser controlada por outra variável, usuário
ou grupo. Dessa maneira, um cartão de dados pode ter vários layouts dependendo do
que é selecionado no cartão.
Você pode usar esta opção para:
• Vincular guias às variáveis usadas em outro controle.

144
Cartões de dados

Por exemplo, um cartão de dados de um arquivo .doc ou .docx pode ter guias para
vários tipos de documentos. Quando o usuário seleciona um tipo de documento, a guia
apropriada é exibida.
• Vincula guias a uma variável do sistema como <Name of group>.
Por exemplo, quando uma guia é vinculada a um grupo, o que os usuários podem fazer
é determinado pelos grupos a que eles pertencem.

Cada nome de guia é associado a um valor na variável de controle.


Cada guia contém os controles e texto a ser exibido quando a variável de controle
corresponde ao nome da guia.

Exemplo de guia controlada 1 - Controlar a visibilidade


das guias
Esse exemplo descreve como controlar quais guias são visíveis vinculando-as a variáveis.
Para controlar a visibilidade das guias:

1. Crie um cartão de dados e vincule-o à extensão de arquivo .doc ou .docx.


2. Adicione um controle de lista suspensa.
3. No painel Propriedades de lista suspensa:
a) Sob Valor, selecione a variável Tipo de documento.
b) Em Itens, selecione Texto livre e digite os nomes dos vários tipos de documento.
Por exemplo, Memo, Fax, Carta.
4. Adicione um controle de guia.
5. No painel Propriedades de guia:
a) Em Nomes das guias, deixe a primeira linha em branco.
Esta guia fica visível quando nada está selecionado no controle de lista.
b) Dê às guias restantes os nomes dos itens na lista.

Você pode copiar os nomes no campo Texto livre do painel Propriedades de


lista suspensa e colá-los no campo Nomes das guias do painel Propriedades
de guia.

c) Selecione Controlado por variável e selecione Tipo de documento como a


variável.
6. Selecione uma guia e adicione os controles adequados ao nome da guia. Por exemplo:

Memo Caixa de edição multilinhas

Fax Número de FAX


Destinatários

Carta Autor
Data
Destinatário
Endereço

145
Cartões de dados

7. Salve o cartão de dados em uma pasta no vault.


8. Para testar o cartão, crie um documento do Microsoft Word e selecione-o.
9. Na guia Cartão de dados, selecione o tipo de documento para ver a guia de cartão
associada a ele.

Exemplo de guia controlada 2 - Gerenciar o acesso a um


controle
Esse exemplo descreve como gerenciar o acesso a um controle com base nos grupos a
que o usuário que fez o login está associado.
Para gerenciar o acesso a um controle com base no usuário conectado:

1. Crie um cartão de dados e vincule-o à extensão de arquivo .doc ou .docx.


2. Adicione um controle de guia.
3. No painel Propriedades de guia:
a) Selecione Controlado por variável e selecione a variável <Nome de grupo>.
Os grupos a que o usuário conectado está associado controlam quais guias ficam
visíveis.
b) Deixe em branco o nome da primeira guia e digite o nome de um grupo de usuário
existente, como Líderes de projeto como o nome da segunda guia.
4. Insira um controle de caixa de seleção na primeira guia.
5. No painel Propriedades de caixa de seleção:
a) Em Legenda, digite Aprovado.
b) Em Valor, para Nome da variável, selecione Aprovado.
c) Em Indicadores, selecione Somente para leitura.
6. Copie o controle de caixa de seleção e cole-o na segunda guia.
7. No painel Propriedades de caixa de seleção, em Indicadores, desmarque Somente
para leitura.
8. Salve o cartão de dados em uma pasta no vault.
9. Para testar o cartão, faça o login como um usuário que não pertence ao grupo Líderes
de projeto.
10. Selecione um arquivo .doc ou .docx na pasta onde você salvou o cartão.
Na guia Cartão de dados, a caixa de seleção está visível, mas não pode ser editada.
11. Faça o login como um usuário que pertence ao grupo Líderes de projeto e selecione
o mesmo arquivo .doc ou .docx .
Na guia Cartão de dados, você pode marcar e desmarcar a caixa de seleção.

Atribuir valores predeterminados


Em muitos controles de cartão, você pode atribuir um valor predeterminado para
preenchimento automático da variável de controle quando o usuário salvar um novo
arquivo ou item ou adicioná-lo ao vault.
Quando um usuário adiciona um arquivo, item ou pasta de um local externo do vault, os
valores predeterminados são gravados nas variáveis de cartão de dados. Se uma variável

146
Cartões de dados

estiver mapeada para uma propriedade, como, por exemplo, a propriedade Autor, o valor
predeterminado também é gravado nessa propriedade.
Se o arquivo ou item adicionado ou copiado possuir um valor (por exemplo, se a
propriedade Data já estiver preenchida), esse valor é utilizado e nenhum valor
predeterminado é gravado na variável.
Quando um arquivo é salvo na vista do vault a partir de um aplicativo e este mantém o
arquivo aberto, os valores predeterminados são gravados apenas na variável de cartão
de dados (ou seja, o banco de dados); esses valores podem não aparecer nas propriedades
do arquivo mapeado até o usuário reabrir o arquivo ou fazer seu check-in.
Quando um usuário copia (ou move) um arquivo ou item e o cartão de dados possui
valores predeterminados, os valores existentes são copiados para o local de destino.
Nenhum valor novo é gravado nas variáveis e nas propriedades mapeadas (consulte a
exceção a seguir).

Valores regerados
• Se uma variável de controle de cartão de dados for definida para ter um valor exclusivo,
copiar ou mover o arquivo ou o item apaga o valor da variável. Os usuários são avisados
e o valor predeterminado é regerado.
• Se o valor predeterminado ativo na variável de um arquivo ou item copiado for um
número de série, o usuário é avisado que o processo de cópia pode regerar o próximo
número de série disponível na variável do arquivo copiado.
• Se você ativar a opção Sobrescrição de valor predeterminado para o valor
predeterminado, o valor predeterminado de qualquer arquivo copiado ou adicionado é
regerado na variável e na propriedade mapeada.

Atribuir um valor predeterminado a uma variável de data


Você pode atribuir um valor predeterminado para atualização automática da variável
associada a um controle quando o novo arquivo for salvo ou adicionado ao vault.
Este exemplo mostra como usar a data atual como valor predeterminado ao criar
documentos usando as ferramentas do Microsoft Office.
Para definir a variável de data para usar um valor predeterminado:

1. No Editor de cartões, selecione Editar > Variáveis.


2. Na caixa de diálogo Editar variáveis, em Variável selecionada, digite o nome de
variável Data de criação.
3. Em Atributos selecionados:
a) Para Nome do bloco, selecione CustomProperty.
b) Para Nome do atributo, digite Data de criação.
c) Para as extensões de arquivo, selecione os tipos de arquivos do Microsoft Office
que usam a variável de data.
4. Clique em OK.
5. Abra o cartão de dados associado aos tipos de arquivos do Microsoft Office.
6. Crie um controle de data.

147
Cartões de dados

7. No painel Propriedades do campo de data:


a) Vincule o controle à variável Data de criação.
b) Em Valor predeterminado, selecione Data atual.
8. Clique em Salvar ou selecione Arquivo > Salvar.

Quando novos arquivos do Office são adicionados ao vault, a variável Data de criação
é atualizada com a data atual.
A data também é gravada nas propriedades do arquivo.

Usar um número de série como valor predeterminado


Este exemplo mostra como usar um número de série para criar um valor predeterminado
para uma variável de número de peça.
Para usar um número de série como valor predeterminado:

1. Na ferramenta Administração, clique com o botão direito do mouse em Números


de série e selecione Novo número de série.
2. No Editor de número de série:
a) Para Nome, digite PartNumber.
b) Para Tipo, selecione Número de série da cadeia de caracteres.
c) Para Cadeia de caracteres de formato, digite qualquer texto estático, como PN,
e selecione um valor de contador.
d) Clique em OK.

3. Clique duas vezes em Cartões.


4. No Editor de cartões, selecione Editar > Variáveis.
5. Na caixa de diálogo Editar variáveis, em Variável selecionada, digite o nome de
variável Número de peça.
6. Em Atributos selecionados:
a) Para Nome do bloco, selecione CustomProperty.
b) Para Nome do atributo, digite Número de peça.
c) Para as extensões de arquivo, selecione os tipos de arquivos que usam a variável
do número de peça.
7. Clique em OK.
8. Abra o cartão de dados associado aos tipos de arquivos.
9. Adicione um controle que use a variável.
10. No painel de propriedades do controle:
a) Em Valor, para Nome da variável, selecione Número de peça.
b) Em Valor predeterminado, selecione Número de série.
c) Para assegurar que sempre seja gerado um número de série, selecione
Sobrescrição de valor predeterminado.
11. Clique em Salvar ou selecione Arquivo > Salvar.

Quando um usuário adicionar um novo arquivo do tipo associado ao cartão de dados, a


variável Número de peça será atualizada com o próximo número de série disponível.
A propriedade mapeada do arquivo também será atualizada com o valor predeterminado.

148
Cartões de dados

Se você não selecionar Sobrescrição de valor predeterminado e a variável estiver


mapeada em uma propriedade de arquivo com um valor existente, esse será o valor
usado. Para gerar um número de série para esses arquivos, clique com o botão direito
do mouse no cartão de dados e selecione Gerar próximo número de série. A variável
e a propriedade do arquivo são atualizadas.

Barra de ferramentas Controles do Editor de Cartões


Use a barra de ferramentas Controles par adicionar controles aos cartões de dados. Defina
as propriedades dos controles usando as opções no painel de propriedades do controle.
Para exibir a barra de ferramentas:
Clique em Visualizar > Exibir barra de ferramentas > Controles.

Aparência do cartão
Esses controles permitem definir a aparência do cartão.
Você pode também controlar a aparência dos cartões alinhando e fixando controles.

Mover e Selecione, mova e redimensione os controles existentes


redimensionar

Ícone Adicione um ícone ou imagem.


Propriedades de imagem na página 157

Texto estático Digite o texto ou selecione um texto dinâmico a ser


exibido como texto somente para leitura no cartão de
dados.
Propriedades de texto na página 157

Quadro Adicione um quadro.


Propriedades de quadro na página 158

Controle de guia Adicione guias (visíveis ou invisíveis) para dividir os


cartões de dados em seções usando páginas
organizadas em guias.
Propriedades de guia na página 179

Controles interativos
Esses controles permitem ao usuário:

Editar Exibir valores armazenados no banco de dados do vault


e inserir novos valores.
Propriedades de caixa de edição na página 160

149
Cartões de dados

Botão Abrir um aplicativo, suplemento ou página da internet.


Propriedades de botão na página 163

Botão de opção Selecionar um valor predefinido.


Propriedades de botão de opção na página 165

Caixa combo Selecionar um valor em uma lista suspensa que você


suspensa define, ou inserir seus próprios valores.
Propriedades de caixa combo na página 167

Caixa combo de lista Selecionar um valor em uma lista suspensa que você
suspensa define. Os usuários não podem inserir valores.
Propriedades de lista suspensa na página 170

Caixa combo simples Selecionar um valor em uma lista permanentemente


visível que você define.
Propriedades de lista combo na página 173

Listagem Selecionar um valor em uma lista que você define e


que pode ser rolada.
Propriedades de caixa de lista na página 176

Checkbox Marcar ou desmarcar uma caixa de seleção.


Propriedades de caixa de seleção na página 180

Campo de data Selecionar uma data em um calendário.


Date Field Properties na página 182

Controle de pesquisa Em um cartão de pesquisa, selecionar qual layout de


de cartão cartão de dados usar.
Controle de pesquisa de cartão na página 184

Controle de pesquisa Num cartão de pesquisa, selecionar variáveis para a


de variável pesquisa.
Controle de pesquisa de variável na página 185

Propriedades de cartão
Use o painel Propriedades de cartão para selecionar o tipo de cartão de dados e especificar
valores relacionados ao tipo, como se o cartão pode ser redimensionado pelo usuário e
quem tem permissão para ver o cartão.
Para exibir esse painel:
Abra um cartão no Editor de cartões e clique na borda do cartão.

150
Cartões de dados

As opções no painel Propriedades de cartão dependem do tipo de cartão selecionado.

Para copiar o layout de um cartão existente, você pode abrir um tipo de cartão, alterar
o tipo na lista e salvá-lo como o novo tipo.

Cartões de arquivo
Os arquivos armazenados em um vault podem ter conectado um cartão de arquivo
contendo informações como as propriedades personalizadas do arquivo.
As informações são armazenadas no banco de dados do vault e usadas para exibir
informações sobre o arquivo quando os usuários procuram arquivos, sem que seja
necessário abrir o arquivo. O layout de cada cartão de arquivo é personalizável e diferentes
tipos de arquivo e/ou locais dentro do vault podem ter layouts diferentes.
Quando um novo vault é criado, os cartões de arquivo vinculados a tipos de arquivos
usados com maior frequência são importados. Se você atualizar uma versão anterior ou
quiser restaurar o layout predeterminado de um cartão, pode importá-lo novamente.

Nome do cartão Digite um nome de exibição para o cartão de arquivo.

Tipo de cartão Selecione Cartão de arquivo.

Redimensionável Não se aplica a cartões de arquivo.

Extensões de arquivo Lista as extensões dos arquivos que devem usar o layout de
cartão atual, separadas por ponto e vírgula. Não inclua os
pontos.

Se você adicionar ao cartão atual extensões que estão


atribuídas a outro cartão, as extensões serão atribuídas ao
cartão atual quando ele for salvo.

Cartões de pasta
As pastas do vault, tanto as de item como as de arquivo, podem ter conectado um cartão
de pasta, onde são mostradas as informações sobre a pasta. Essas informações são
armazenadas no banco de dados do vault e exibidas durante uma pesquisa ou procura.
Os cartões de pasta são diferentes dos de arquivo e item pois as informações inseridas
nos campos do cartão de dados de pasta são sempre herdades pelas pastas abaixo na
hierarquia de pastas. Isso significa que você não precisa inserir informaç~eos em todas
as subpastas, a menos que as informações precisem ser modificadas. Nesse casp. as
novas informações serão herdadas pelas subpastas.
Se você salvar um novo cartão de pasta em uma pasta onde já foi salvo um cartão de
pasta, o novo cartão se torna o ativo. Para tornar ativo um cartão de dados que não está
em uso, abra o cartão e salve-o.

Nome do cartão Digite um nome de exibição para o cartão de pasta.

Tipo de cartão Selecione Cartão de pasta.

Redimensionável Não se aplica a Cartões de pasta.

151
Cartões de dados

Cartões de template (apenas para o SOLIDWORKS PDM


Professional)
Um cartão de template pode ser usado para obter informações do usuário quando um
template é iniciado para criar novos arquivos ou projetos dentro de um vault.
Quando um template de projeto é ativado, o usuário é solicitado a fornecer informações
específicas do projeto por meio de um cartão de template. As informações são então
usadas para gerar os nomes das pastas do projeto.
O layout de cada cartão de template é totalmente personalizável e pode ser vinculado a
um ou mais templates.

Nome do cartão Digite um nome de exibição para o cartão de template.

Tipo de cartão Selecione Cartão de template.

Redimensionável Não se aplica a cartões de template.

Variáveis de cartão de template


Quando você cria um controle em um cartão de template, precisa vinculá-lo a uma
variável. Você pode criar variáveis novas e exclusivas para o cartão de template ou usar
as que já existem.
As variáveis são usadas somente para conter a entrada do usuário quando o formulário
é exibido, os valores não são armazenados no banco de dados. Para usar as variáveis no
template, você precisa vincular as variáveis do formulários às do template na página
Cartões de template do assistente de template.

Cartões de pesquisa
Os cartões de pesquisa fornecem aos usuários várias maneiras de inserir critérios de
pesquisa quando usam a ferramenta Pesquisa do SOLIDWORKS PDM para pesquisar
arquivos, itens e dados armazenados em um vault. Cartões de pesquisa que retornam
resultados de arquivos e pastas também estão disponíveis quando os usuários acessam
uma pesquisa dentro de uma caixa de diálogo do Windows Explorer.
O layout de cada cartão de pesquisa é totalmente personalizável, permitindo criar cartões
de pesquisa avançados, contendo guias e vários campos, ou simples, com um único
campo.
Quando você abre um cartão de pesquisa no Editor de Cartões, o painel de propriedades
do cartão mostra informações sobre o formulário. Se um controle estiver selecionado no
cartão, clique no plano de fundo do cartão para exibir novamente suas propriedades.

Nome do cartão Digite um nome de exibição para o cartão de pesquisa.

Tipo de cartão Selecione Cartão de pesquisa.

152
Cartões de dados

Redimensionável Quando habilitado, a placa será ajustada de acordo com a


largura da caixa de diálogo Pesquisar se um usuário
redimensionar a caixa de diálogo.
Quando desabilitado, a placa permanecerá em um tamanho
fixo mesmo se o usuário redimensionar a caixa de diálogo
Pesquisar.
Se você usar as opções de Glue Controls (Controles de cola)
em um controle, se o controle estiver colado em lados opostos
(superior/inferior ou esquerdo/direito) da placa, o controle
mudará de tamanho conforme a placa de pesquisa for
redimensionada.
Consulte Colar controles de cartão de dados na página 136.

Tipo de resultado Selecione se o cartão de pesquisa deve apresentar os resultados


mostrando:
• Arquivos e pastas
• Itens e pastas de itens
• Usuários

Definir colunas de Selecione se o resultado das pesquisas deste cartão deve usar
resultados um conjunto de colunas específico. Consulte Adicionar um
conjunto de colunas a um cartão de pesquisa na página
207.
Selecione uma coluna de pesquisa existente na lista ou <Novo
conjunto de colunas> para criar uma nova coluna de
resultados.

Usuários que podem Os usuários selecionados podem acessar o cartão.


usar o formulário

Grupos que podem Os usuários nos grupos selecionados podem acessar o cartão.
usar o formulário

153
Cartões de dados

Valores Exibe a caixa de diálogo Valores predeterminados, onde você


predeterminados pode determinar valores predeterminados para variáveis usadas
no cartão de pesquisa.

Algumas variáveis de pesquisa, como Localizar pastas são


ativadas (1) ou desativadas (0).

Quando o cartão de pesquisa é aberto, os valores


predeterminados são definidos automaticamente.
As caixas de seleção nos cartões de pesquisa estão sempre
marcadas quando o formulário é aberto na ferramenta Pesquisa.
Use o valor predeterminado 0 (zero) para que elas sejam
desmarcadas por padrão.
Para remover uma variável predeterminada, selecione-a e
clique em Remover na lista.
Os valores de variáveis que você define como predeterminados
não precisam estar presentes no cartão de pesquisa. Por
exemplo, você pode definir a variável de pesquisa Localizar
pastas como 0 (desativado) sem ter uma caixa de seleção no
cartão.

Variáveis de cartão de pesquisa


Quando você adiciona campos de controle em um cartão de pesquisa, os vincula a
variáveis. Por exemplo, para pesquisar o campo Nome do cliente em todos os cartões de
pastas e arquivos, adicione um controle de edição no formulário e vincule-o à variável
Nome do cliente.
Além das variáveis de cartão comuns, quando o tipo de cartão é definido como Cartão
de pesquisa, você pode selecionar as Variáveis de pesquisa na lista de variáveis, que
se destinam à pesquisa de critérios específicos no banco de dados do vault. As variáveis
de pesquisa são indicadas por . Por exemplo, a variável de pesquisa Nome pesquisa
os nomes de todos os arquivos adicionados a um vault.
Você precisa usar algumas variáveis de pesquisa, como Arquivos em check-in, nos
controles de caixa de seleção porque elas controlam o que deve ser retornado no resultado
da pesquisa. (uma caixa de seleção marcada está ativa, uma caixa desmarcada está
inativa). Por exemplo, quando uma caixa de seleção é vinculada à variável de pesquisa
Localizar pastas, se a caixa de seleção estiver marcada, a pesquisa inclui as pastas. Se
estiver desmarcada, o retorno conterá somente os arquivos.

Você pode examinar o cartão Pesquisa completa para conhecer a função de cada
variável de pesquisa, pois ele usa a maioria das variáveis de pesquisa.

Usuários atribuídos
Para que um cartão de pesquisa fique disponível na ferramenta Pesquisa de um
determinado usuário, você precisa habilitar o usuário (ou grupo) nas propriedades do
cartão.
Os cartões de pesquisa atribuídos estão disponíveis:

154
Cartões de dados

• No menu Ferramentas do Windows Explorer.


• O controle flyout Procurar cartões e favoritos na barra de menu do SOLIDWORKS
PDM.
• O nó de Pesquisas na ferramenta de Pesquisa do SOLIDWORKS PDM.

Cartões de pesquisa predeterminados


Quando o vault do Professional é criado, dois cartões de pesquisa predeterminados são
importados: um cartão de pesquisa completa e um cartão de pesquisa do usuário. Se os
itens do SOLIDWORKS PDM estiverem sendo usados, haverá três cartões de pesquisa
predeterminados adicionais. Se você tiver atualizado uma versão mais antiga, ou se quiser
restaurar o layout de cartão de pesquisa predeterminado, pode re-importar o cartão.
Os nomes de cartões de pesquisa predeterminados incluem o tipo de cartão (por exemplo,
Pesquisa completa) e terminam com o idioma (por exemplo, _ptb):
all(Search Complete)_gb.crd

Cartões de item (apenas para o SOLIDWORKS PDM Professional)


Os itens em um vault podem ter conectado um cartão de dados de item para exibir
informações como o nome e número do projeto.
Estas informações são armazenadas no banco de dados do vault e usadas para exibir as
informações sobre o item quando o usuário procura ou pesquisa um item. O layout de
cada cartão de item pode ser personalizado e cada pasta de item no vault pode ter um
cartão diferente.
Quando um novo vault é criado, um cartão de item predeterminado (o Cartão de Item
do SOLIDWORKS) é importado. Você pode modificar este cartão como necessário. Se
você atualizar uma versão anterior ou quiser restaurar o layout predeterminado de um
cartão, pode re-importar o cartão predeterminado.

Quando modificar ou criar cartões de item, use a opção Variável de cartão de dados
de arquivo para mapear as variáveis do cartão de dados de arquivo para um cartão
de item. Esta opção está disponível para todos os tipos de controle, como caixas de
verificação e controles de lista.
Na criação de itens para configurações, os valores do cartão do item vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades personalizadas (guia
@). Portanto, se você quiser que os valores do cartão do item correspondam exatamente
aos valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas as variáveis de
configuração mapeadas, definindo estas propriedades como necessário. Como
alternativa, não use propriedades personalizadas.
Na criação de itens a partir de arquivos CAD (não de configurações específicas), os
valores do cartão do item vêm das propriedades personalizadas.

Nome do cartão Digite um nome de exibição para o cartão de item.

Tipo de cartão Selecione Cartão de item.

Redimensionável Não se aplica a cartões de itens.

155
Cartões de dados

Caixa de diálogo Abrir/Salvar como


Use a caixa de diálogo Abrir cartão para listar os cartões de dados disponíveis, com base
no tipo de cartão, e selecionar o cartão a ser aberto. Use a caixa de diálogo Salvar como
para salvar cartões de dados novos ou modificados.
Para exibir a caixa de diálogo Abrir:
No Editor de cartões, clique em Abrir (barra de ferramentas principal) ou selecione
Arquivo > Abrir.
Para exibir a caixa de diálogo Salvar como:
No editor de cartões, selecione Arquivo > Salvar como.

Procurar em Permite procurar cartões.


Para cartões de arquivo, pasta e item, o valor predeterminado
é Todas as pastas, que lista todos os cartões que foram salvos
em pastas no vault.
Para listar os cartões salvos em uma determinada pasta,
selecione a raiz do vault e navegue até a pasta. Os cartões
daquela pasta são exibidos na lista.

Lista de cartões Lista os cartões no local Procurar em.


A coluna Nome do cartão mostra o nome com que o cartão foi
salvo. A coluna Extensões mostra os tipos de arquivo ao qual
o cartão está vinculado.
Clique em um cabeçalho para classificar a lista.

Nome do cartão O nome do cartão selecionado.


Você pode selecionar vários cartões para abri-los todos ao
mesmo tempo.

Cartões do tipo Permite selecionar o tipo de cartão de dados para a lista.

Extensões As extensões de arquivo vinculadas ao cartão selecionado.


Separe as extensões com ponto-e-vírgula e não inclua pontos.
Por exemplo:
sldprt;sldasm;slddrw

Opções de gerenciamento do botão direito


Clique com o botão direito no cartão e selecione uma ação:

Abrir Abre o cartão no Editor de Cartões.

Renomear Permite alterar o nome de exibição do cartão.

156
Cartões de dados

Excluir Exclui do banco de dados o layout do cartão.


Você pode também clicar em Excluir .
Isso não exclui os dados de variáveis armazenados no banco
de dados para o cartão.

Propriedades de imagem
Use o painel Propriedades de imagem para adicionar imagens ao cartão de dados.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Ícone (barra de ferramentas Controles).

Lista de imagens Selecione entre as imagens existentes armazenadas no banco


de dados do vault.

Procurar Selecione uma nova imagem.


Você pode usar arquivos .bmp, .ico e .avi como arquivos de
imagem. Quando você adiciona uma nova imagem, ela é
armazenada no arquivamento do vault.

Propriedades de texto
Use o painel Propriedades de texto para adicionar etiquetas de texto aos controles do
cartão de dados.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Texto estático (barra de ferramentas Controles) e
clique no cartão para inserir o texto.

Texto livre Adiciona um texto estático ao cartão.

157
Cartões de dados

Valor especial Adiciona texto dinâmico, com o valor dependendo do arquivo


selecionado.
Selecione entre:
Data atual

Hora atual

Usuário atual (xx) - Nome, iniciais, nome completo ou dados


do usuário que efetuou o login

Comentário da versão - Comentário do arquivo que foi


colocado em check-in mais recentemente

Comentário de transição - Comentário da transição de estado


efetuada mais recentemente

Caminho do arquivo - Nome e caminho completo do arquivo


selecionado

Última etiqueta - A etiqueta mais recente atribuída ao arquivo

Criador (xx) - Nome, iniciais, nome completo ou dados de


usuário do usuário que criou o arquivo

Check-out por (xx) - Nome, iniciais, nome completo ou dados


de usuário do usuário que fez o check-out do arquivo

Última versão

Estado atual - O estado atual do fluxo de trabalho

Descrição do estado atual

Transição mais recente - A transição mais recente no fluxo


de trabalho

Descrição da transição mais recente

Nome de arquivo

Nome de arquivo sem extensão

Número da revisão mais recente

Comentário da revisão mais recente

Propriedades de quadro
Use o painel Propriedades de quadro para adicionar um quadro agrupando os controles.

158
Cartões de dados

Para exibir esse painel:


No Editor de cartões, clique em Quadro (barra de ferramentas Controles) e insira o
quadro no cartão.

Texto livre Texto estático mostrado como título, no canto superior


esquerdo do quadro.
Se você deixar esse campo em branco, o quadro não terá um
título.

Valor especial Adiciona texto dinâmico como título do quadro, com o valor
dependendo do arquivo selecionado.
Selecione entre:
Data atual

Hora atual

Usuário atual (xx) - Nome, iniciais, nome completo ou dados


do usuário que efetuou o login

Comentário da versão - Comentário do arquivo que foi


colocado em check-in mais recentemente

Comentário de transição - Comentário da transição de estado


efetuada mais recentemente

Caminho do arquivo - Nome e caminho completo do arquivo


selecionado

Última etiqueta - A etiqueta mais recente atribuída ao arquivo

Criador (xx) - Nome, iniciais, nome completo ou dados de


usuário do usuário que criou o arquivo

159
Cartões de dados

Check-out por (xx) - Nome, iniciais, nome completo ou dados


de usuário do usuário que fez o check-out do arquivo

Última versão

Estado atual - O estado atual do fluxo de trabalho

Descrição do estado atual

Transição mais recente - A transição mais recente no fluxo


de trabalho

Descrição da transição mais recente

Nome de arquivo

Nome de arquivo sem extensão

Número da revisão mais recente

Comentário da revisão mais recente

Propriedades de caixa de edição


Use o painel Propriedades de caixa de edição para especificar como um controle de caixa
de edição permite aos usuários ver e editar valores armazenados no banco de dados do
vault.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Editar (barra de ferramentas Controles) e clique no
cartão para inserir a caixa de edição.

Valor
Uma caixa de edição precisa estar vinculada a uma variável. O valor inserido na variável
é armazenado no banco de dados do vault.

Nome da variável Selecione entre as variáveis existentes definidas no vault.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

Validação
Dependendo do tipo de variável, a validação restringe o comprimento do texto ou os
valores que podem ser inseridos na caixa de edição. Por exemplo, se a variável é Data,
você especifica um intervalo de datas a ser validado.
Marque Mín ou Màxe insira um valor ou intervalo.

160
Cartões de dados

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuários insiram valores, defina a caixa de
edição como somente para leitura.

Exibir no Explorer A variável e o valor armazenado da caixa de edição são


mostrados na guia Visualização do cliente.

Multilinhas Permite a entrada de múltiplas linhas de texto na caixa de


edição. O texto é distribuído automaticamente para a linha
seguinte.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração de cartão de arquivo são


configurações atualizadas com o valor inserido na caixa de edição.

Valor predeterminado
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado na caixa
de edição quando forem criados novos arquivos ou itens. Consulte Atribuir valores
predeterminados na página 146.

Valor de texto Insira uma string de texto estática a ser usada como o valor
predeterminado.

Valor especial Selecione um valor dinâmico a ser usado como o valor


predeterminado.

Hora atual

Nome de arquivo

Nome de arquivo sem extensão

Caminho do arquivo - o caminho completo e o nome do


arquivo a ser selecionado

Usuário conectado

Data de hoje - a data atual

Usuário (xx) - nome completo, iniciais ou dados do usuário


que efetuou o login.

Descrição da transição mais recente

Número de série Selecione um número de série a ser usado como o valor


predeterminado.

161
Cartões de dados

Variável de cartão de Selecione a variável de cartão de dados de pasta cujo valor


dados de pasta será usado como o valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de pasta
Projeto e o cartão de dados da pasta tiver o valor P05, quando
o usuário adicionar um novo arquivo à pasta, a caixa de texto
terá o valor predeterminado P05.

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de arquivo de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de arquivo Projeto e um arquivo tiver o valor P05, quando o
usuário criar um novo item a partir do arquivo, a caixa de
edição terá o valor predeterminado P05.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

Substituição com o Sobrescreve o valor existente da variável com o valor


valor predeterminado predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam
arquivos ou itens.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários gerarem


valores manualmente, como números de série.

Fórmula de entrada
Especifique uma fórmula de entrada para preencher o controle de caixa de edição com
uma string composta dos valores das variáveis vinculadas a outros controles no cartão
de dados.

162
Cartões de dados

Caixa de diálogo Fórmula de entrada


Use a caixa de diálogo Fórmula de entrada para preencher um controle de caixa de edição
com um string composto dos valores das variáveis vinculadas a outros controles no cartão
de dados.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Adicione um controle Editar a um cartão de dados. No painel Propriedades de caixa
de edição, ao lado de Fórmula de entrada, clique em Procurar (...).

Para selecionar variáveis para a fórmula de entrada, clique em .

Propriedades de botão
Use o painel Propriedades de botão para adicionar um botão de comando que abre um
aplicativo, suplemento ou página da internet.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Botão (barra de ferramentas Controles) e clique no
cartão para inserir o botão.

Legenda A legenda para o botão de comando.


Se você deixar a caixa de edição vazia, o botão não terá uma
legenda.

Tipo de comando O tipo de ação que o botão de comando executa:

String de comando
Digite um comando no campo Comando a ser executado ao
clicar no botão. Por exemplo, o comando pode ser o nome de
um arquivo executável, como notepad.exe. Clique em para
adicionar acionadores dinâmicos à string do comando. Inclua
entre as aspas os comandos e acionadores que contêm
espaços).
• Procurar - Abre a caixa de diálogo de pesquisa de arquivos,
onde você pode selecionar um arquivo a ser usado no
campo de comando.

O arquivo e seu caminho precisam estar disponíveis a


todos os sistemas clientes que usarão o botão de
comando.

• Caminho do arquivo (%1) - Adiciona o caminho completo


do arquivo selecionado.
• Nome do vault (%2) - Adiciona o nome do vault atual.
• Nome do arquivo (%3) - Adiciona o nome do arquivo
selecionado no momento.
• Extensão do arquivo (%4) - Adiciona a extensão do
arquivo selecionado no momento.
• Nome da pasta (%5) - Adiciona o caminho da pasta
selecionada no momento.

163
Cartões de dados

Procurar por arquivo


Abre uma caixa de diálogo de pesquisa de arquivos para que
o usuário selecione um arquivo.
• Legenda da caixa de diálogo - O título da caixa de
diálogo de pesquisa de arquivos.
• Variável de destino - Selecione uma variável de cartão
de dados para conter o caminho completo do arquivo que
é selecionado na caixa de diálogo de pesquisa.
• Somente arquivos no vault - O usuário pode selecionar
somente arquivos que estão no vault.
• Caminho relativo à raiz do vault - O caminho do arquivo
selecionado é mostrada em relação à raiz do vault.
• Permitir seleção múltipla - O usuário pode selecionar
vários arquivos na caixa de diálogo de pesquisa de arquivos.

Selecione a pasta
Abre uma caixa de diálogo de seleção de pastas para que o
usuário selecione uma pasta.
• Legenda da caixa de diálogo - O título da caixa de
diálogo de pesquisa.
• Variável de destino - Selecione uma variável de cartão
de dados para conter o caminho completo da pasta que é
selecionada na caixa de diálogo de pesquisa.
• Somente arquivos no vault - O usuário pode selecionar
somente pastas que estão no vault.
• Caminho relativo à raiz do vault - O caminho da pasta
selecionada é mostrada em relação à raiz do vault.

164
Cartões de dados

Executar suplemento
Inicia um suplemento do SOLIDWORKS PDM instalado.
• Nome do suplemento - Digite o nome do suplemento.

Página da Web
Abre uma página da internet.
• Endereço da WWW - Digite a URL da página da internet.

Propriedades de botão de opção


Use o painel Propriedades de botão de opção para configurar um botão de opção que
permite aos usuários selecionar um valor predeterminado a ser armazenado na variável
do cartão de dados.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Botão de opção (barra de ferramentas Controles) e
clique no cartão para inserir o controle.

Legenda
Insira o valor estático a ser armazenado na variável quando o usuário selecionar este
botão de opção. Por exemplo, se você usar a legenda Português, a palavra Português
será armazenada na variável definida.

Value

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados que armazenará o


valor da legenda.
Se você adicionar vários botões de opção com diferentes
legendas, mas todos vinculados à mesma variável, somente a
legenda do botão de opção selecionado será armazenada na
variável (use este recurso para agrupar botões de opção que
alternam entre vários valores).

Variáveis Clique para criar uma nova variável ou para verificar as


propriedades de uma variável existente.

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuário modifiquem os valores, defina o
botão de opção como somente para leitura.

165
Cartões de dados

Exibir no Explorer A variável e a legenda armazenadas do botão de opção são


mostradas na guia Visualização do cliente.

Atualiza todas as Quando o botão de opção é selecionado, todas as guias de


configurações configuração do cartão de dados são atualizadas com a mesma
seleção.

Valor predeterminado
Selecione para definir automaticamente um valor predeterminado para este botão de
opção quando um novo arquivo ou item for adicionado ao vault. ConsulteAtribuir valores
predeterminados na página 146.

Sem valor O botão de opção não tem um valor predeterminado.


predeterminado

Checked O botão de opção é marcado por padrão.

Se vários botões de opção estiverem conectados à mesma


variável, somente um botão do grupo pode estar selecionado.

Unchecked O botão de opção é desmarcado por padrão.

Variável de cartão de Selecione a variável de cartão de dados de pasta cujo valor


dados de pasta será usado como o valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de pasta
Idioma e o cartão de dados tiver o valor Sueco, o botão de
opção com a legenda Sueco será selecionado como a opção
predeterminada quando o usuário adicionar um arquivo àquela
pasta.

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de arquivo de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de arquivo
Idioma e um arquivo tiver o valor Sueco, o botão de opção
com a legenda Sueco será selecionado como a opção
predeterminada quando o usuário criar um item a partir daquele
arquivo.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

166
Cartões de dados

Substituição com o Substitui o valor variável existente com o valor predeterminado


valor predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam arquivos.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários geram


valores manualmente.

Propriedades de caixa combo


Use o painel Propriedades de caixa combo para permitir aos usuários selecionar valores
predeterminados em uma lista ou inserir seus próprios valores no campo de edição.
Para exibir o painel de propriedades:
No Editor de cartões, clique em Caixa combo suspensa (barra de ferramentas
Controles) e clique no cartão para inserir o controle.

Itens
Selecione os itens a serem exibidos na lista. Os valores podem ser obtidos de listas
predefinidas, listas administradas centralmente ou listas de itens estáticas.

167
Cartões de dados

Valor especial Selecione uma lista predefinida a ser usada para preencher a
lista do controle.

Lista de usuários (xx)


Lista todos os usuários do vault, mostrando nome de login,
iniciais, nome completo ou dados do cartão de perfil do
usuário.

Lista de grupos
Lista todos os grupos do vault.

Lista de estados
Lista todos os estados do fluxo de trabalho.

Lista de fluxos de trabalho


Lista todos os fluxos de trabalho do vault.

Histórico
Quando os usuários inserem valores neste campo e salvam
o cartão de dados, os valores são salvos e exibidos na lista
suspensa.

Padrão/Unidade/Idioma
Listas predefinidas que mostram valores do arquivo
StdVal_xx.Lan local. Atualize o arquivo em todos os clientes
para adicionar mais valores.

XXX - Listas de cartões administradas centralmente.


Consulte Listas centrais de cartões (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional) na página 190.

Texto livre Insira os itens, um por linha, a serem exibidos no controle de


lista da caixa combo.

Controlado por No cartão de dados, os valores disponíveis na lista dependem


variável de um valor selecionado em outra lista ou caixa de edição.
Consulte Criar listas de cartões controladas
dinamicamente na página 191.

Detalhes Exibe a caixa de diálogo Controlado por variável, onde você


associa os valores deste controle aos valores de outro controle.

168
Cartões de dados

Valor

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados para armazenar o valor


inserido ou selecionado na lista.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuários insiram valores, defina a caixa
combo como somente para leitura.

Exibir no Explorer A variável e o valor armazenado da caixa combo são mostrados


na guia Visualização do cliente.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração de cartão de dados de arquivo


configurações são atualizadas com o valor inserido na caixa combo.

Valor predeterminado
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado na caixa
combo quando forem criados novos arquivos. Consulte Atribuir valores
predeterminados na página 146.

Especificar valor Selecione o valor da lista a ser usado como o valor padrão.

Para as listas de usuários e grupos, você pode também


selecionar o usuário ou grupo que está conectado no
momento.

Variável de cartão de Selecione a variável de cartão de dados de pasta cujo valor


dados de pasta será usado como o valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de pasta Projeto e o cartão de dados de pasta tiver o valor
P05, quando o usuário adicionar um novo arquivo à pasta, a
caixa combo será preenchida com o valor predeterminado P05.

169
Cartões de dados

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de arquivo de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de arquivo Projeto e um arquivo tiver o valor P05, quando o
usuário criar um item a partir do arquivo, a caixa combo será
preenchida com o valor predeterminado P05.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

Substituição com o Substitui o valor variável existente com o valor predeterminado


valor predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam arquivos.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários geram


valores manualmente.

Propriedades de lista suspensa


Use o painel Propriedades de lista suspensa para adicionar um controle que requer que
os usuários selecionem um valor em uma lista de valores predefinidos.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Caixa combo suspensa (barra de ferramentas
Controles) e clique no cartão para inserir a caixa de lista suspensa.

Itens (apenasSOLIDWORKS PDM Professional )


Selecione os itens a serem exibidos na lista. Os valores podem ser obtidos de listas
predefinidas, listas administradas centralmente ou listas de itens estáticas.

170
Cartões de dados

Valor especial Selecione uma lista predefinida para preencher a lista do


controle.

Lista de usuários (xx)


Lista todos os usuários do vault, mostrando nome de login,
iniciais, nome completo ou dados do cartão de perfil do
usuário.

Lista de grupos
Lista todos os grupos do vault.

Lista de estados
Lista todos os estados do fluxo de trabalho.

Lista de fluxo de trabalho


Lista todos os fluxos de trabalho do vault.

Padrão/Unidade/Idioma
Listas predefinidas que mostram valores do arquivo
StdVal_xx.Lan local. Atualize o arquivo em todos os clientes
para adicionar mais valores.

XXX - Listas de cartões administradas centralmente.


Consulte Listas centrais de cartões (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional) na página 190.

Texto livre Insira os itens, um por linha, a serem exibidos no controle de


lista suspensa.

Controlado por No cartão de dados, os valores disponíveis na lista dependem


variável de um valor selecionado em outra lista ou caixa de edição.
Consulte Criar listas de cartões controladas
dinamicamente na página 191.

Detalhes Exibe a caixa de diálogo Controlado por variável, onde você


associa os valores deste controle aos valores de outro controle.

Valor

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados para armazenar o valor


selecionado na lista.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

171
Cartões de dados

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuários insiram valores, define a lista como
somente para leitura.

Exibir no Explorer O valor variável e armazenado da lista é mostrado na guia


Visualização do cliente.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração de cartão de dados de arquivo


configurações são atualizadas com o valor inserido na lista.

Valores predeterminados
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado na lista
quando forem criados novos arquivos. Consulte Atribuir valores predeterminados na
página 146.

Especificar valor Selecione o valor da lista a ser usado como o valor padrão.

Para as listas de usuários e grupos, você pode também


selecionar o usuário ou grupo que está conectado no
momento.

Variável de cartão de Selecione a variável de cartão de dados de pasta cujo valor


dados de pasta será usado como o valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de pasta Cliente e o cartão de dados da pasta tiver o valor
IBM, quando o usuário adicionar um novo arquivo à pasta, a
lista será preenchida com o valor padrão IBM.

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de arquivo de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
(apenas SOLIDWORKS valor predeterminado.
PDM Professional)
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de arquivo Cliente e um arquivo tiver o valor IBM, quando o
usuário criar um novo item a partir do arquivo, a lista será
preenchida com o valor padrão IBM.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

172
Cartões de dados

Substituição com o Substitui o valor variável existente com o valor predeterminado


valor predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam arquivos.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários geram


valores manualmente.

Propriedades de lista combo


Use o painel Propriedades de lista combo para adicionar e editar um controle de caixa
que permite aos usuários selecionar um valor em uma lista de valores predefinidos que
permanece visível.
Para exibir o painel de propriedades:
No Editor de cartões, clique em Caixa combo simples (barra de ferramentas Controles)
e clique no cartão para inserir a caixa combo de lista.

Itens (apenasSOLIDWORKS PDM Professional )


Selecione os itens a serem exibidos na lista. Os valores podem ser obtidos de listas
predefinidas, listas administradas centralmente ou listas de itens estáticas.

173
Cartões de dados

Valor especial Selecione uma lista predefinida para preencher a lista do


controle.

Lista de usuários (xx)


Lista todos os usuários do vault, mostrando nome de login,
iniciais, nome completo ou dados do cartão de perfil do
usuário.

Lista de grupos
Lista todos os grupos do vault.

Lista de estados
Lista todos os estados do fluxo de trabalho.

Lista de fluxo de trabalho


Lista todos os fluxos de trabalho do vault.

Padrão/Unidade/Idioma
Listas predefinidas que mostram valores do arquivo
StdVal_xx.Lan local. Atualize o arquivo em todos os clientes
para adicionar mais valores.

XXX - Listas de cartões administradas centralmente.


Consulte Listas centrais de cartões (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional) na página 190.

Texto livre Insira os itens, um por linha, a serem exibidos na lista combo.

Controlado por No cartão de dados, os valores disponíveis na lista dependem


variável de um valor selecionado em outra lista ou caixa de edição.
Consulte Criar listas de cartões controladas
dinamicamente na página 191.

Detalhes Exibe a caixa de diálogo Controlado por variável, onde você


associa os valores deste controle aos valores de outro controle.

Valor

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados para armazenar o valor


selecionado na lista combo.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

174
Cartões de dados

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuários insiram valores, define a lista combo
como somente para leitura.

Exibir no Explorer A variável e o valor armazenado da lista combo são mostrados


na guia Visualização do cliente.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração de cartão de dados de arquivo


configurações são atualizadas com o valor inserido na lista combo.

Valor predeterminado
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado na lista
quando forem criados novos arquivos. Consulte Atribuir valores predeterminados na
página 146.

Especificar valor Selecione o valor da lista a ser usado como o valor padrão.

Para as listas de usuários e grupos, você pode também


selecionar o usuário ou grupo que está conectado no
momento.

Variável de cartão de Selecione a variável de cartão de dados de pasta cujo valor


dados de pasta será usado como o valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de pasta Cliente e o cartão de dados da pasta tiver o valor
IBM, quando o usuário adicionar um novo arquivo à pasta, a
lista será preenchida com o valor predeterminado IBM.

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
arquivo(somente valor predeterminado.
SOLIDWORKS PDM
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
Professional)
de arquivo Cliente e um arquivo tiver o valor IBM, quando o
usuário criar um novo item a partir do arquivo, a lista será
preenchida com o valor predeterminado IBM.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

175
Cartões de dados

Substituição com o Substitui o valor variável existente com o valor predeterminado


valor predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam arquivos.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários geram


valores manualmente.

Propriedades de caixa de lista


Use o painel Propriedades de caixa de lista para adicionar um controle que permite aos
usuários selecionar um valor em uma lista.
Para exibir o painel de propriedades:
No Editor de cartões, clique em Lista (barra de ferramentas Controles) e clique no
cartão para inserir a caixa de lista.

Itens (apenasSOLIDWORKS PDM Professional )


Selecione os itens a serem exibidos na lista. Os valores podem ser obtidos de listas
predefinidas, listas administradas centralmente ou listas de itens estáticas|.

176
Cartões de dados

Valor especial Selecione uma lista predefinida para preencher a lista do


controle.

Lista de usuários (xx)


Lista todos os usuários do vault, mostrando nome de login,
iniciais, nome completo ou dados do cartão de perfil do
usuário.

Lista de grupos
Lista todos os grupos do vault.

Lista de estados
Lista todos os estados do fluxo de trabalho.

Lista de fluxo de trabalho


Lista todos os fluxos de trabalho do vault.

Padrão/Unidade/Idioma
Listas predefinidas que mostram valores do arquivo
StdVal_xx.Lan local. Atualize o arquivo em todos os clientes
para adicionar mais valores.

XXX - Listas de cartões administradas centralmente.


Consulte Listas centrais de cartões (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional) na página 190.

Texto livre Insira os itens, um por linha, a serem exibidos no controle de


lista.

Controlado por No cartão de dados, os valores disponíveis na lista dependem


variável de um valor selecionado em outra lista ou caixa de edição.
Consulte Criar listas de cartões controladas
dinamicamente na página 191.

Detalhes Exibe a caixa de diálogo Controlado por variável, onde você


associa os valores neste controle com os valores em outro
controle.

Valor

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados para armazenar o valor


selecionado na lista.

177
Cartões de dados

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis para criar
uma nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuário insiram valores, define a lista como
somente para leitura.

Exibir no Explorer A variável e o valor armazenado da lista são mostrados na guia


Visualização do cliente.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração de cartão de dados de arquivo


configurações são atualizadas com o valor inserido na lista.

Valor predeterminado
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado na lista
quando forem criados novos arquivos. Consulte Atribuir valores predeterminados na
página 146.

Valor específico Selecione o valor da lista a ser usado como o valor padrão.

Para as listas de usuários e grupos, você pode também


selecionar o usuário ou grupo que está conectado no
momento.

Variável de cartão de Selecione a variável de cartão de dados de pasta cujo valor


dados de pasta será usado como o valor predeterminado.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de pasta Cliente e o cartão de dados da pasta tiver o valor
IBM, quando o usuário adicionar um novo arquivo à pasta, a
lista será preenchida com o valor predeterminado IBM.

178
Cartões de dados

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de arquivo de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
(SOLIDWORKS PDM valor predeterminado.
Professional apenas) Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de arquivo Cliente e um arquivo tiver o valor IBM, quando o
usuário criar um novo item a partir do arquivo, a lista será
preenchida com o valor predeterminado IBM.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

Substituição com o Substitui o valor variável existente com o valor predeterminado


valor predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam arquivos.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários geram


números de série manualmente.

Propriedades de guia
Use o painel Propriedades de guia para adicionar guias visíveis ou ocultas para dividir
seções do cartão de dados em múltiplas páginas em guias, cada uma com seus controles.

Quando adicionar controles a uma guia, selecione o título da guia no controle da guia
e arraste os controles para a página na guia.

Para exibir esse painel:


No Editor de cartões, clique em Guia (barra de ferramentas Controles) e clique no
cartão para inserir as guias.

179
Cartões de dados

Nomes de guia Digite os títulos das guias, um por linha.


Para adicionar uma guia, digite uma nova linha.
Para remover uma guia, exclua o título.

Isso exclui todos os controles que você colocou na guia.

Exibir guias Todas as guias são visíveis.

Controlado por As guias são ocultas a menos que um valor da variável


variável controlada corresponda ao nome da guia.
Consulte Trabalhar com guias controladas na página 144.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

Propriedades de caixa de seleção


Use o painel Propriedades de caixa de seleção para configurar as caixas de seleção que
você adicionar a um cartão de dados.
Para exibir esse painel:
No Editor de cartões, clique em Caixa de seleção (barra de ferramentas Controles) e
clique no cartão para inserir a caixa de seleção.

Legenda
Digite a legenda para a caixa de seleção O procedimento mais comum é usar para a
legenda o nome da variável.

Value

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados onde armazenar o


valor da caixa de seleção.
O valor para uma caixa de seleção marcada é 1, e para uma
caixa desmarcada é 0.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuário modifiquem o valor da caixa de
seleção, defina-a como somente para leitura.

180
Cartões de dados

Exibir no Explorer A variável e o valor armazenado (0 ou 1) da caixa de seleção


são mostrados na guia Visualização do cliente.

Este indicador normalmente está desativado quando são


usadas caixas de seleção.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração do cartão de dados são


configurações atualizadas com o valor inserido na caixa de seleção.

Valor predeterminado
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado na caixa
de seleção quando forem criados novos arquivos ou itens. Consulte Atribuir valores
predeterminados na página 146.

Sem valor
predeterminado

Checked Por padrão, a caixa de seleção está marcada.

Você pode ter várias caixas de seleção marcadas por padrão.

Unchecked Por padrão, a caixa de seleção está desmarcada.

Variável de cartão de A caixa de seleção herda a configuração (marcada ou


dados de pasta desmarcada) da variável de cartão de dados de pasta
selecionada.
Por exemplo, se você vincular uma caixa de seleção no cartão
de dados da pasta a uma variável e definir a variável com o
valor predeterminado, os novos arquivos adicionados à pasta
herdarão esta configuração do cartão de dados da pasta.

181
Cartões de dados

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
arquivo(somente valor predeterminado.
SOLIDWORKS PDM
Por exemplo, se você vincular uma caixa de seleção no cartão
Professional)
de dados de arquivo a uma variável e definir a variável com o
valor predeterminado, os novos itens criados a partir de
arquivos que usam este cartão de dados herdarão o valor da
caixa de seleção.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

Substituição com o Sobrescreve o valor existente da variável com o valor


valor predeterminado predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam
arquivos ou itens.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários geram


valores manualmente.

Date Field Properties


Use o painel Propriedades de campo de data para configurar um controle que permite ao
usuário selecionar uma data em um calendário.
Para exibir o painel de propriedades:
No Editor de cartões, clique em Campo de data (barra de ferramentas Controles) e
clique no cartão para inserir o controle de data.

182
Cartões de dados

Valor

Nome da variável Selecione a variável de cartão de dados onde armazenar o


valor inserido ou selecionado no campo de data.

A data precisa estar no formato de data curto usado nas


configurações regionais do Windows no sistema do cliente.

Variáveis Clique para abrir a caixa de diálogo Editar variáveis e criar uma
nova variável ou verificar as propriedades de uma variável
existente.

Validação
Restringe o intervalo de datas permitido para o controle de campo de data.
Marque Mín e/ou Máx e selecione uma data ou intervalo de datas.

Esta opção só fica disponível se o tipo de variável for definido como Data.

Indicadores

Somente para leitura Para evitar que os usuário modifiquem o valor do campo de
data, defina-o como somente para leitura.

Exibir no Explorer A variável e o valor armazenado do campo de data são


mostrados na guia Visualização do cliente.

Atualiza todas as Todas as guias de configuração do cartão de dados são


configurações atualizadas com o valor inserido no campo de data.

Valor predeterminado
Selecione uma opção para inserir automaticamente um valor predeterminado no campo
de data quando forem criados novos arquivos ou itens. Consulte Atribuir valores
predeterminados na página 146.

Valor de texto Insira um valor textual estático (string de data) que será o
valor predeterminado do controle. Essa string precisa estar
corretamente formatada como uma data.

Data atual Define para o valor do controle a data atual.

Número de série Selecione um número de série formatado como data para ser
usado como o valor predeterminado.
Consulte Números de série (apenas para SOLIDWORKS
PDM Professional) na página 272.

183
Cartões de dados

Variável de cartão de Selecione uma variável de cartão de pasta.


dados de pasta
O campo de data herda seu valor desta variável.
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de pasta Prazo final do projeto e o cartão de dados da pasta
tiver o valor 9/9/2008, quando o usuário adicionar um novo
arquivo à pasta, o controle do campo de data será definido
para 9/9/2008.

Variável de cartão de (somente para cartões de dados de item) Selecione a variável


dados de arquivo de cartão de dados de arquivo cujo valor será usado como o
(apenas SOLIDWORKS valor predeterminado.
PDM Professional)
Por exemplo, se você selecionar a variável de cartão de dados
de arquivo Prazo final do projeto e um arquivo tiver o valor
9/9/2008, quando o usuário criar um novo item a partir do
arquivo, o controle do campo de data será definido para
9/9/2008.
Na criação de itens para configurações, os valores vêm da
configuração referida ou, se ela estiver vazia, das propriedades
personalizadas (guia @). Portanto, se você quiser que os
valores do cartão do item correspondam exatamente aos
valores da configuração, certifique-se de ter valores para todas
as variáveis de configuração mapeadas, definindo estas
propriedades como necessário. Como alternativa, não use
propriedades personalizadas.
Na criação de itens para arquivos CAD (não de configurações
específicas), os valores vêm das propriedades personalizadas.

Substituição com o Sobrescreve o valor existente da variável com o valor


valor predeterminado predeterminado quando os usuários copiam ou adicionam
arquivos ou itens.

Configurações As configurações das quais excluir os valores predeterminados.


excluídas
A exclusão ocorre quando os arquivos são adicionados ao vault
ou quando a adição de uma nova configuração gera valores
predeterminados.
Digite um nome de configuração por linha.
Você pode usar * (asterisco) como caractere curinga. Por
exemplo, *núcleo* exclui todas as configurações que têm a
palavra "núcleo" no nome.

As configurações não são excluídas se os usuários gerarem


valores manualmente, como números de série.

Controle de pesquisa de cartão


Os cartões de pesquisa podem incluir um controle de pesquisa de cartão que permite aos
usuáarios criar pesquisas com base no conteúdo dos cartões de dados.

184
Cartões de dados

Para adicionar um controle de pesquisa de cartão:


Clique em Pesquisa de cartão (barra de ferramentas Controles).
Quando o cartão de pesquisa é exibido no utilitário Pesquisa do SOLIDWORKS PDM, uma
lista suspensa permite aos usuários selecionar o cartão de dados a ser usado para a
pesquisa. Usando os campos do cartão de dados, os usuários especificam os valores para
a pesquisa.

Controle de pesquisa de variável


Os cartões de pesquisa podem incluir um controle de pesquisa variável que permite aos
usuários criar pesquisas com base nos valores armazenados em variáveis.
Para adicionar um controle de cartão variável:
Clique em Pesquisa variável (barra de ferramentas Controles).
Quando o cartão de pesquisa é exibido no utilitário SOLIDWORKS PDM Search, o usuário
seleciona uma ou mais variáveis, operadores de comparação e valores nos quais basear
a pesquisa.

Caixa de diálogo Configurações de grade


Use a caixa de diálogo Configurações de grade para facilitar o alinhamento dos controles
nos cartões de dados.
Para exibir essa caixa de diálogo:
No Editor de cartões, clique em Visualizar > Configurações de grade.

Exibir grade Exibe a grada no cartão de dados que você está editando.
Quando marcada, os controles que você adiciona são ajustados
à grade por snap.
Quando desmarcada, você pode mover os controles livremente.

Unidades de Unidades da grade em pixels.


espaçamento da
grade

Caixa de diálogo Controlado por variável


Use a caixa de diálogo Controlado por variável para tornar a lista de valores disponíveis
em um controle de cartão de dados dependente do valor selecionado em outra lista ou
caixa de edição.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Adicione um controle de lista (caixa de lista, caixa combo suspensa, caixa combo de lista
suspensa ou caixa combo simples) a um cartão de dados. No painel Propriedades ,
selecione Controlado por variável, e clique em Detalhes.

Antes de usar Controlado por variável, você precisa definir as listas controladora e
dependente que serão usadas.

185
Cartões de dados

Consulte Criar listas de cartões controladas dinamicamente na página 191.

Variável Selecione a variável da lista do cartão que será a controladora.

Dependências Valor
variável/ Lista de Valor de variável
cartões
Digite um valor definido na lista de cartão controladora.

Lista de cartões
Selecione a lista de cartões a ser exibida quando o usuário
escolher essa variável.

Salvar cartões de dados


A caixa de diálogo Salvar cartão permite salvar cartões de arquivo, item, pasta, template
e pesquisa.
• O processo de salvar cartões de arquivo, item e pasta é semelhante. O sistema de
herança de layouts de cartão de dados é ligeiramente diferente.
• Os cartões de template salvos estão disponíveis na página Cartões de template do
assistente de template quando você cria um template. Consulte Criar templates na
página 351.
• Você precisa atribuir cada cartão de pesquisa aos usuários ou grupos para que eles
possam usá-lo.
Para salvar um cartão de pasta, arquivo ou item:

1. Clique em Salvar ou em Arquivo > Salvar.


2. Na caixa de diálogo Salvar cartão:
a) Navegue até o local onde quer salvar o cartão.

Todas as pastas de itens estão sob a pasta raiz Itens.

b) Digite um Nome do cartão.


c) Selecione o tipo de cartão.
d) Para cartões de arquivo, verifique ou digite as extensões de arquivo a serem
associadas a ele.
Separe as extensões com ponto e vírgula. Não inclua os pontos.
e) Clique em Salvar.

O cartão de dados é salvo. Na lista de cartões, os cartões de arquivo são exibidos com a
lista das extensões especificadas na lista Extensões.

Herança de Cartões de dados


Os cartões de dados predeterminados que são instalados com o SOLIDWORKS PDM são
salvos na raiz do vault. Seus layouts são herdados por todas as subpastas.

186
Cartões de dados

Contudo, se você salvar um cartão de dados novo ou modificado para uma subpasta, as
subpastas dos níveis inferiores herdarão o layout desse novo cartão. O diagrama a seguir
mostra como três layouts de cartão são herdados no vault.

O mecanismo de herança depende do tipo de cartão de dados:


• Cartões de arquivo: Se você associar um novo cartão de dados às mesmas extensões
de arquivo de um cartão predeterminado e salvá-lo para uma subpasta, o layout desse
cartão é usado para todas as subpastas abaixo dela.
• Cartões de pasta: Se você salvar um novo cartão de pasta em uma pasta onde já foi
salvo outro cartão de pasta, o novo cartão se torna o ativo. Para tornar ativo um cartão
de dados que não está em uso, abra o cartão e salve-o.
Os cartões de pasta são diferentes dos de arquivo, pois as informações inseridas nos
campos do cartão de pasta são sempre herdados pelas pastas abaixo na hierarquia de
pastas. Isso significa que você não precisa inserir informações em todas as subpastas,
a menos que as informações precisem ser modificadas. Nesse caso, as novas
informações serão herdadas pelas subpastas.
Por exemplo, se um usuário que fez o login no vault pelo Windows Explorer inserir
informações na guia Editar valores de um cartão de dados, todas as subpastas abaixo
herdam essas informações e as exibem na guia Exibir valores.
• Cartões de item: Se você salvar um cartão de item para uma subpasta, o layout desse
cartão será usado pelos itens nas subpastas abaixo dela. Cartões de item estão
disponíveis para SOLIDWORKS PDM Professional.

Alterar valores de pastas herdados


As informações inseridas nos campos de um cartão de pasta são sempre herdados pelas
pastas inferiores. Isso significa que você não precisa inserir informações em cada uma
das subpastas, a menos que as informações precisem ser alteradas. Nesse caso, as novas
informações são herdadas pelas subpastas.
Por exemplo, se um usuário que fez o login no vault pelo Windows Explorer inserir
informações na guia Editar valores de um cartão de pasta, todas as subpastas abaixo
herdam essas informações e as exibem na guia Exibir valores.
Para alterar os valores de pasta:

1. No Windows Explorer, faça o login em um vault.


2. Na guia Cartão de dados, abra a guia Editar valores.
Todos os campos que herdam valores estão vazios, a menos que exista um valor
exclusivo salvo para a pasta, ou que a opção Exibir valores herdados esteja marcada
na guia Explorer das Configurações do usuário. Nesse caso, os valores herdados
também são exibidos.
3. Atualize um campo com um valor exclusivo.
O novo valor é herdado pelas subpastas e exibido na guia Exibir valores.

187
Cartões de dados

Configurar a herança de cartões de dados de pasta


Quando você adiciona informações a um cartão de pasta, essas informações podem ser
herdadas como um valor predeterminado pelos arquivos ou itens que são adicionados à
pasta (ou subpasta).
• O layout do cartão é sempre herdado pelas subpastas da pasta onde o cartão é salvo,
você não precisa salvar o cartão em todas as pastas.
• Os valores armazenados em um cartão de pasta são sempre herdados pelas subpastas,
até que o valor seja alterado em uma subpasta.
• Se um usuário mover ou copiar uma pasta de um local para outro, passa a ser usado
o layout do cartão da pasta de destino. Os valores de todas as variáveis armazenadas
numa pasta que correspondem às variáveis dos cartões da pasta alvo são exibidos no
novo layout. Os valores predeterminados (exceto números de série) não são regerados,
eles só serão atualizados quando forem adicionadas novas pastas.
Este exemplo descreve como modificar um cartão de pasta de forma que os arquivos
podem herdar o nome da Divisão associada a uma pasta chamada Projetos.
Para definir a herança do cartão de pasta:

1. No Windows Explorer, crie a pasta Projetos no vault.


2. No Editor de Cartões, abra o Cartão de pasta predeterminado que é salvo na raiz do
vault.
3. Modifique o cartão adicionando um controle específico do projeto, vinculado à variável
Divisão.
4. Clique em Arquivo > Salvar como.
5. Na caixa de diálogo Salvar cartão:
a) Navegue até a pasta Projetos.
b) Certifique-se de que o tipo de cartão é Cartão de pasta.
c) Clique em Salvar.
6. Abra o cartão de arquivo dos arquivos do Microsoft Office e adicione uma nova caixa
de edição.
7. No painel Propriedades de caixa de edição, em Valor predeterminado, selecione
Variável de cartão de dados de pasta e selecione a variável Divisão, que será
herdada por este controle no cartão de dados do Office.
8. Clique em Arquivo > Salvar como.
9. Na caixa de diálogo Salvar cartão:
a) Navegue até a pasta Projetos.
b) Certifique-se de que o tipo de cartão é Cartão de arquivo e que as extensões de
arquivos do Microsoft Office estão listadas.
c) Clique em Salvar.
10. No Windows Explorer, crie uma nova subpasta no diretório Projetos e insira um valor
no campo Divisão no cartão de pasta.

Quando um usuário adicionar um arquivo .doc ou .docx à pasta recém-criada, o cartão


de dados do arquivo herdará o valor que o controle tem no cartão da pasta.

188
Cartões de dados

Salvar um cartão de dados modificado em uma pasta


específica
Você pode salvar novamente um cartão de dados modificado em uma subpasta específica
para alterar a aparência de todos os arquivos ou itens nela armazenados.
O layout do cartão é herdado pelas subpastas da pasta onde você salvou o cartão, não
é preciso salvar novamente os cartões em cada pasta.
Se um usuário mover ou copiar um arquivo ou item de uma pasta para outra, será usado
o layout de cartão de arquivo ou item da pasta de destino. Os valores de variáveis
armazenadas no arquivo ou item que correspondem às variáveis de cartão na pasta de
destino são exibidos no novo layout. Os valores predeterminados (exceto números de
série) não são regerados, eles só serão atualizados quando novos arquivos ou itens forem
adicionados ao vault.

Se quiser usar layouts de cartão diferentes para uma extensão de arquivo dentro de
uma pasta (por exemplo, diferentes campos para um arquivo .doc ou .docx se ele for
um fax, memorando ou ordem de compra), crie guias controladas por variáveis no
cartão. Consulte Exemplo de guia controlada 1 - Controlar a visibilidade das
guias na página 145.

Neste exemplo, o cartão de arquivo predeterminado associado aos programas do Microsoft


Office é modificado e salvo em outro diretório.
Para salvar o cartão de dados Office para uma determinada pasta:

1. Crie a pasta no vault. Por exemplo, Projetos.


2. No Editor de Cartões, clique em Abrir ou selecione Arquivo > Abrir.
3. Na caixa de diálogo Abrir cartão, role até o Cartão Office, selecione-o e clique em
Abrir.
4. Modifique o cartão com novos campos específicos do projeto.
5. Clique em Salvar ou em Arquivo > Salvar.
6. Navegue até a nova pasta.
7. Certifique-se de que as extensões do Office estão listadas e que o tipo de cartão é
Cartão de arquivo.
8. Clique em Salvar.

Quando os usuários selecionarem um arquivo .doc ou .docx na pasta raiz do vault, verão
o layout do cartão original. Quando eles selecionarem um arquivo .doc ou .docx na nova
pasta, verão o layout modificado.

189
9
Listas de cartões (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional)

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Listas centrais de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)


• Criar uma lista de cartões baseada em texto
• Criar uma lista de cartões a partir de uma origem SQL
• Criar listas de cartões controladas dinamicamente
• Usar aliases em listas de cartões
• Exemplos de consultas SQL
• Caixa de diálogo Lista

Listas centrais de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM


Professional)
As listas centrais de cartões permitem manter e atualizar valores de lista para várias
listas de cartões de dados ou caixas de seleção sem que seja necessário modificar os
valores nas listas em cada cartão individualmente.
Os valores nas listas podem ser entradas de texto estático ou valores atualizados
periodicamente a partir de uma origem de dados SQL externa. Você pode também criar
listas dependentes do cartão, de maneira que selecionar um determinado valor em um
controle determina os valores em um segundo controle de lista.

Criar uma lista de cartões baseada em texto


Em uma lista de cartão baseada em texto, você fornece valores de texto estático a serem
usados em controles de cartão que usam a lista.
Para criar uma lista de cartão baseada em texto:

1. Clique com o botão direito em Listas (para cartões) e selecioneAdicionar nova.


2. Na caixa de diálogo, digite o Nome da lista.
3. Em Tipo de dados, selecione Texto.
4. Em Dados, digite os valores para a lista, um por linha.
5. Clique em Salvar (barra de ferramentas) ou em Arquivo > Salvar.

190
Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Criar uma lista de cartões a partir de uma origem SQL


Você pode criar uma lista de cartões configurando uma consulta T-SQL que obtém valores
de um banco de dados externo; por exemplo, um banco de dados de materiais ou lista
de nomes de clientes.
As consultas usam a formatação padrão do Microsoft T-SQL. Consulte os Manuais Online
do SQL Server para obter ajuda sobre como escrever as consultas.
As listas do SOLIDWORKS PDM só podem mostrar valores em uma coluna. Se a consulta
SQL retornar resultados em mais de uma coluna, somente os valores na primeira coluna
são usados.
As listas SQL são atualizadas pelo serviço de servidor de banco de dados do SOLIDWORKS
PDM que executa o servidor SQL que hospeda o vault do SOLIDWORKS PDM onde as
listas são definidas. Se a atualização da lista falhar, certifique-se de que o serviço está
instalado e configurado corretamente.
Para criar uma lista de cartão a partir de uma origem SQL:

1. Determine de onde devem ser obtidos os dados SQL. Use o SQL Server Management
Studio para localizar os nomes de tabelas e tente executar a consulta.
2. Use o SQL Server Management Studio para localizar os nomes de tabelas e tente
executar a consulta.

3. Clique com o botão direito em Listas (para cartões) e selecioneAdicionar nova.


4. Na caixa de diálogo, digite o Nome da lista.
5. Para Tipo de dados, selecione Do banco de dados SQL.
6. Em Comando SQL retornando os dados, digite a consulta SQL que seleciona
valores da lista da tabela de banco de dados.
7. Para Servidor, digite o endereço IP ou o nome do servidor SQL que hospeda o banco
de dados.
8. Para Banco de dados, digite o nome do banco de dados SQL que contém a lista de
valores.
9. Digite o nome e a senha de login do usuário SQL.
10. Para testar a consulta SQL e a conexão das informações , clique em Testar.
Se a consulta for executada com êxito, uma lista dos valores da origem SQL é exibida
na janela Valores.
11. Para completar a lista, clique em Arquivo > Salvar.
12. Para vincular a lista a um cartão, crie ou edite um cartão de dados.
13. Adicione um controle para usar a lista.
14. No painel de propriedades, em Itens, selecione Valor especial e selecione a lista
baseada no SQL.

Quando um usuário usar o cartão de dados, os valores do controle são derivados da lista
retornada pela consulta SQL.

Criar listas de cartões controladas dinamicamente


Você pode fazer com que os valores do controle de lista determinem o que é exibido em
um segundo controle de lista quando ambos são usados em um cartão de arquivo ou
item. Para fazer isso, você cria listas de cartão com valores de lista relacionados.

191
Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Nesse exemplo você cria três listas:


• Uma lista controladora, com dois valores
• Duas listas dependentes que correspondem aos valores na lista controladora
Quando você criar o cartão de dados, adicionará um controle de lista para permitir aos
usuários selecionar um valor na lista controladora. Você adiciona um segundo controle
de lista e torna as opções que os usuários podem selecionar dependentes da seleção que
eles fizeram na primeira lista.
Para usar listas de cartão dinamicamente em um cartão de dados:

1. Clique com o botão direito em Listas (para cartões) e selecione Adicionar nova.
2. Na caixa de diálogo, crie a lista controladora usando os seguintes valores:

Nome da lista Material

Tipo de dados Texto

Dados Metal
Plástico

3. Clique em Salvar .
4. Repita as etapas 1 a 3 para criar duas listas dependentes que correspondem aos
valores Metal e Plástico na lista controladora:

para Metal para Plástico

Nome da lista Tipos de metal Tipos de plástico

Tipo de dados Texto Texto

Dados Cobre Polietileno


Aço inoxidável Polipropileno
Zinco Poliestireno

Embora esses nomes correspondam aos valores no campo Dados da lista


controladora, você pode atribuir qualquer nome no campo Nome da lista. Você
só cria o relacionamento de fato entre as listas quando insere os controles no cartão
de dados.

5. Crie um cartão de dados e insira um controle de lista (caixa de lista, caixa combo,
Lista suspensa ou Lista combo).
6. No painel de propriedades do controle, em Itens, selecione Valor especial e selecione
a lista controladora, Material.
7. Em Valor, selecione um Nome de variável para armazenar o valor.
8. Adicione um segundo controle de lista.
9. Para tornar os valores desta lista dependentes do que o usuário escolheu na primeira
lista, selecione Controlado por variável e clique em Detalhes.

192
Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

10. Na caixa de diálogo Controlado por variável, para Variável, selecione a variável
conectada à lista controladora, nesse caso Material.
11. Clique em Valor de variável e digite um valor de variável, por exemplo Metal.
12. Em Lista de cartões, selecione a lista a ser mostrada se o valor da variável
corresponder à seleção do usuário.
13. Para adicionar outro valor de variável, repita as etapas 9 e 10.
14. Em Valor, vincule o segundo controle de lista a uma variável, por exemplo Tipo.
15. Clique em Arquivo > Salvar para salvar o cartão de dados.

Quando um usuário usar o cartão de dados, o valor selecionado na primeira lista (Material)
controlará os valores disponíveis na segunda lista (Tipo).

Usar aliases em listas de cartões


O tipo de dado de lista de cartões Texto com alias permite adicionar aliases ao criar
listas de cartões para exibir valores de variáveis em cartões de dados. Os aliases permitem
truncar valores para exibição e uso em fórmulas de entrada.
Se você já tem listas de valores de variáveis e aliases associados em planilhas ou outros
documentos, pode copiá-los e colá-los para criar listas de cartões com aliases.

Criar uma Lista de alias


1. Clique com o botão direito em Listas (para cartões) e clique em Adicionar nova.
2. Na caixa de diálogo, digite o Nome da lista e selecione Texto com alias como Tipo
de dados.
3. Na lista Dados:
a) Em Valor exibido, insira o valor.
b) Em Alias, digite o alias a ser usado para o valor exibido quando a lista for usada.
4. Repita a etapa 3 para cada par de valor/alias da lista.

5. Clique em Salvar (barra de ferramentas Administração).


6. Feche a lista.

Copiar e colar valores de lista de cartões de aliases


Você pode criar uma lista de cartões do tipo Texto com alias a partir de listas existentes.

1. Abra uma planilha, arquivo CSV ou documento do Word que contenha uma lista com
valores exibidos e aliases emparelhados.
2. Copie a lista.
3. Clique com o botão direito em Listas (para cartões) e clique em Adicionar nova.
4. Na caixa de diálogo, digite o Nome da lista e selecione Texto com alias como Tipo
de dados.
5. Na lista Dados, posicione o cursor em Valor exibido, clique com o botão direito e,
em seguida, clique em Colar.
As colunas Valor exibido e Alias serão preenchidas a partir da lista.

193
Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

6. Clique em Salvar (barra de ferramentas Administração).


7. Feche a lista.

Usar uma Lista de alias em um Cartão de dados


1. Abra o cartão no Editor de cartões.
2. Adicione um dos seguintes controles:
• Caixa de lista
• Lista suspensa
• Caixa combo
• Lista combo
3. Em Itens, selecione Valor especial.
4. Selecione a lista de alias a ser usada.
5. Salve o cartão.

Exemplos de consultas SQL


Esses são exemplos das consultas que você pode usar para retornar valores de lista do
banco de dados do SOLIDWORKS PDM.

Listar todos os valores exclusivos armazenados em uma determinada


variável
Esse exemplo lista os valores substituindo o nome da variável.

Select distinct Vv.ValueCache From VariableValue Vv Where Vv.VariableID


= ( select variableid from variable where Variablename like 'Project
number') And Vv.ValueCache != '' order by Vv.ValueCache ASC

Listar todas as pastas de projeto armazenadas em uma determinada


pasta
Esse exemplo lista as pastas substituindo o caminho da pasta.

Select P.Name From Projects P, ProjectTree Pt, Projects P2 where


P.ProjectID > 1 And P2.Path Like '\Projetos\' And P2.ProjectID =
Pt.ProjectID And P.ProjectID = Pt.ChildProject Order By P.Name Asc

Obter valores de uma origem ODBC


Usando esse método você pode obter valores de uma origem ODBC, como uma planilha
Excel.

SELECT Data FROM OpenDataSource( 'Microsoft.Jet.OLEDB.4.0', 'Data


Source="c:\Livro1.xls"; User ID=Admin;Password=;Extended properties=Excel
8.0')...Folha1$

Neste exemplo:

194
Listas de cartões (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

• O arquivo Excel precisa ser acessível ao servidor SQL (pode ser um caminho UNC).
• Data é o nome da coluna.
• Folha1 é o nome da folha.
• As informações de conexão do servidor precisam ser do servidor SQL local. Por exemplo,
você pode usar o nome do banco de dados do vault.

Caixa de diálogo Lista


Use a caixa de diálogo Lista para manter e atualizar os valores de lista para as listas ou
caixas de seleção dos cartões de dados sem precisar modificar os valores da lista
manualmente em cada cartão.
Para exibir essa caixa de diálogo:

Clique com o botão direito em Listas e selecione Adicionar nova.

Nome da lista

Tipo de dados Especifique se a lista deve mostrar valores de Texto estáticos


ou Do banco de dados SQL.

Tipo de dado - Texto


Para uma lista de texto, em Dados, digite os valores para a lista, um por linha.

Tipo de dado - Do servidor SQL


Quando você seleciona Do banco de dados SQL como Tipo de dado, você preenche a
consulta SQL e as informações de conexão usadas para acessar o banco de dados externo.

Comando SQL Insira a consulta T-SQL que seleciona valores da lista em uma
tabela de banco de dados.
Neste exemplo, a consulta retorna uma lista de companhias
da tabela Fornecedores do banco de dados de SQL de amostra
Northwind.
Select Companyname
From Suppliers
Order by Companyname

Servidor IP ou nome do servidor SQL que hospeda o banco de dados.

Banco de dados Nome do banco de dados SQL que contém os valores da lista.

Login Nome do usuário SQL que pode acessar a tabela do banco de


dados usando a consulta.

Senha A senha do usuário SQL.

195
Atualizar Se a lista SQL precisar ser atualizada periodicamente, selecione
quando a consulta especificada deve ser executada para
atualizar a lista de valores.

Atualizar quando a seguinte chave do registro for criada


Especifique o valor do registro no servidor SQL que executa
o banco de dados do SOLIDWORKS PDM que acionará uma
atualização quando modificado. O valor é verificado a cada
minuto e, se tiver sido alterado, a consulta SQL é executada
e a lista é atualizada. Certifique-se de fornecer o nome
completo e o valor da chave, por exemplo:
HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\SOLIDWORKS\Applications\PDMWorks
Enterprise\ListUpdate\Update

Atualização periódica a cada


Especifique o intervalo de atualização em minutos. O valor
mínimo é 1 (minuto).

Tipo de dado - Texto com Alias


Em Dados:

Dados
Valor exibido
O valor que é exibido no cartão de dados.

Alias
O alias que é armazenado no arquivo e banco de dados.

Se você tem uma planilha ou documento que contém um


conjunto de valores e aliases a serem exibidos , pode copiá-la,
clicar em Valor exibido, e colá-la na lista Texto com alias.

196
10
Categorias (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional)
Você pode usar categorias para agrupar e organizar arquivos e itens, por exemplo para enviá-los
ao fluxo de trabalho adequado.O SOLIDWORKS PDM atribui uma, e apenas uma, categoria a
cada novo arquivo e item no vault.
Quando você cria uma categoria, define as condições em que os novos arquivos e itens terão
essa categoria atribuída. Por exemplo, você pode criar a categoria Arquivos da Engenharia
para todos os tipos de arquivos usados pelos engenheiros (como desenhos, montagens e
peças). Quando os usuários fazem o check-in inicial de arquivos desses tipos, eles podem
entrar automaticamente no fluxo de trabalho Engenharia.
Você pode também usar categorias para especificar um tipo de documento para arquivos que
usam uma determinada extensão. Por exemplo, um arquivo .doc ou .docx pode ser um
memorando ou um fax. Usando categorias você pode atribuir o tipo e o fluxo de trabalho
corretos para os diferentes tipos de documento.

Categoria predeterminada
Se um arquivo ou item não atende as condições para nenhuma outra categoria, o SOLIDWORKS
PDM atribui a ele a categoria predeterminada, que tem o nome - (hífen). Por padrão, a
categoria predeterminada não tem condições. Você pode renomear e adicionar condições à
categoria predeterminada, mas não pode excluí-la.

Quando um arquivo não corresponde a nenhuma categoria


Todos os arquivos e itens precisam atender as condições de pelo menos uma categoria. Se
um usuário tentar fazer o check-in de um arquivo ou item que não corresponde a nenhuma
categoria, o SOLIDWORKS PDM exibe uma mensagem de erro e o check-in não é feito.
Certifique-se de definir categorias para cobrir todos os tipos de arquivo usados no vault, ou
tenha uma categoria (por exemplo a categoria predeterminada) sem condições. Os arquivos
e itens que não correspondem a nenhuma categoria terão atribuída a categoria sem condições.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Criar categorias
• Caixa de diálogo Categoria
• Criando condições para categorias
• Operadores de condição para categorias
• Editar categorias
• Excluir categorias
• Exibir a caixa de diálogo Utilização

197
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

• Exemplo - Atribuir categorias por tipo de arquivo


• Exemplo - Atribuir categorias por valor de variável

Criar categorias
Você pode criar categorias para facilitar o gerenciamento de arquivos e itens no vault,
por exemplo para enviá-los ao fluxo de trabalho adequado.
Para criar uma categoria:

1. Clique com o botão direito em Categorias e selecione Nova categoria.


2. Na caixa de diálogo Categoria, digite um Nome para a categoria.
3. Opcionalmente, digite uma Descrição.
4. Crie uma ou mais Condições para definir quais arquivos e itens devem ser atribuídos
a essa categoria.
5. Clique em OK.

Caixa de diálogo Categoria


Use a caixa de diálogo Categoria para definir categorias.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Para editar uma categoria existente, expanda Categorias, clique com o botão direito
em uma a categoria e selecione Propriedades. Você pode também clicar duas vezes
na categoria.
• Para criar uma categoria, clique com o botão direito em Categorias e selecione Nova
categoria.

Nome O nome da categoria.

Descrição Uma descrição opcional.

Condições Cria condições para definir quais arquivos ou itens são


adicionados à categoria.

Condições

Op. A lista de condições e contêineres OR.

198
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo Selecione o tipo de condição:

Filepath
Para arquivos, faz correspondência por nome de arquivo,
extensão ou caminho, como especificado por Argumento.
Para itens, correspondências por ID de item, extensão
(.<item>), ou caminho (incluindo a pasta-raiz do item
<items>). Por exemplo, tanto <items>\% como %.<item>
corresponde a todos os itens.

Revisão
Faz correspondência de arquivos e itens por número de
revisão, como especificado por Argumento.

Variável
Faz correspondência de arquivos e itens por valor da variável
do cartão de dados (consulte Variável de cartão de dados).
Insira os valores para valores para Nome da variável,
Configuração e Argumento.

Tipo de objeto
Faz correspondência de arquivos por tipo de objeto (BOM,
Arquivo ou Item), conforme especificado por Argumento.

Nome da variável (Disponível apenas quando Tipo for Variável.) Selecione uma
variável de cartão de dados de arquivo.

Configuração (Disponível apenas quando Tipo for Variável.) Para procurar


o valor da variável em uma determinada guia de configuração
de cartão de dados de arquivo (configuração/modelo/layout),
digite o nome da configuração. Deixe em branco para pesquisar
todas as configurações.

199
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Argumento Digite ou selecione o valor usado para determinar que arquivos


atendem a condição. O valor depende da sua seleção para
Tipo:

Categoria

Filepath
Digite um nome de arquivo ou caminho. Use os caracteres
curinga % (porcentagem) e _ (underscore) conforme
necessário. Para itens, inclua a pasta-raiz <items>.

Todos os caminhos são relativos à raiz do vault. Portanto,


não especifique a letra da unidade de disco.

Tipo de objeto
Selecione BOM para corresponder aos arquivos da lista de
materiais do SOLIDWORKS BOM, Arquivo para corresponder
a todos os outros tipos de arquivo, e Item para corresponder
a itens.

Revisão
Digite um número de revisão em relação ao qual será feita a
correspondência. Use os caracteres curinga % (porcentagem)
e _ (underscore) conforme necessário. Por exemplo, Rev A.%
corresponde a Rev A.1, Rev A.2, e assim por diante.

Variável
Digite o valor da variável em relação ao qual será feita a
correspondência. Use operadores de condição conforme
necessário, consulte os caracteres coringa % (porcentagem)
e _ (sublinhado) conforme necessário. Por exemplo, &lt;5
significa que o valor da variável especificada deve ser menor
que 5.

Tipo de argumento Exibe o tipo de dado do argumento. Este campo é somente


para leitura.
Por exemplo, se Tipo é Filepath, então Tipo de argumento
é Texto. Se Tipo é Variável e Nome da variável é
Quantidade da BOM, então Tipo de argumento é Decimal.

Ou Clique para criar um contêiner OR. Por padrão, todas as


condições precisam ser verdadeiras (AND). Use contêineres
OR para agrupar condições quando somente uma condição
precisar ser verdadeira.

Novo Clique para criar uma nova condição. Em seguida, você pode
arrastar a condição para um contêiner OR como necessário.

200
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Excluir Clique para excluir a condição selecionada ou o contêiner OR.

Criando condições para categorias


Você pode criar condições para controlar como o SOLIDWORKS PDM atribui arquivos e
itens às categorias.
Para criar condições para categorias:

1. Expanda Categorias, clique com o botão direito em uma categoria e selecione


Propriedades.
2. Em Condições, clique em Nova .
3. Em Tipo, clique em Clique aqui para alterar, selecione um tipo de condição e
forneça as informações adicionais solicitadas pelo tipo.
4. Opcionalmente, adicione mais condições.
Por padrão, todas as condições são E, o que significa que todas devem ser verdadeiras
para que o arquivo ou o item passe pela transição. Você também pode definir condições
OU, o que significa que pelo menos uma condição deve ser verdadeira.
5. Para definir as condições OU:
a) Clique em Ou para criar um contêiner OU.
b) Arraste duas ou mais condições para o contêiner OU.
6. Ao terminar de adicionar as condições ou editar a categoria, clique em OK.

Operadores de condição para categorias


Ao definir condições para categorias, você pode usar os seguintes operadores na coluna
Argumento.

Operador Descrição Exemplo

> Maior do que >123

< Menor do que <123

>= Maior ou igual a >=123

<= Menor ou igual a <=123

!= Diferente de !=123

% (porcentagem) Qualquer cadeia com zero %teste% retorna teste, proteste,


ou mais caracteres testemunho e inconteste

_ (sublinhado) Qualquer caractere único _cad retorna ecad e mcad

[caracts]] Qualquer caractere único no Rev[A1] corresponde a RevA e


conjunto ou intervalo Rev1. Rev[A-C] corresponde a
RevA, RevB e RevC

201
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Operador Descrição Exemplo

[^caracts] Qualquer caractere único de[^xyz]% corresponde com todas


que não esteja no conjunto as strings começando com de,
ou intervalo onde a próxima letra não seja x,
y ou z.

Editar categorias
Você pode renomear as categorias e alterar suas condições.
Para editar uma categoria:

1. Expanda Categorias.
2. Clique com o botão direito na categoria que deseja editar e selecione Propriedades,
ou clique duas vezes na categoria.
3. Na caixa de diálogo Categoria, altere os valores como necessário.
4. Clique em OK.

Excluir categorias
As categorias que não estão sendo usadas podem ser excluídas.

• Não é possível excluir categorias que têm arquivos ou itens do vault associados.
• Não é possível excluir a categoria predeterminada ( - ).

Para excluir uma categoria:

1. Expanda Categorias.
2. Clique com o botão direito na categoria e selecione Excluir.
3. Na caixa de confirmação, clique em Sim.

Exibir a caixa de diálogo Utilização


Exibe os itens e arquivos atribuídos à categoria. Esta caixa de diálogo é exibida quando
você tenta excluir uma categoria que contém arquivos ou itens atribuídos.

Exemplo - Atribuir categorias por tipo de arquivo


Neste exemplo, você define a categoria Arquivos de engenharia para todos os arquivos
CAD (arquivos .dwg, .dxf, .dwf, .cal).

1. Clique com o botão direito em Categorias e selecione Nova categoria.


2. Na caixa de diálogo Categoria, digite Arquivos de engenharia para Nome.
3. Em Condições, clique em Ou para criar um contêiner OU.

202
Categorias (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

4. Crie uma condição para arquivos .dwg (consulte Criar condições para fluxos de
trabalho na página 502):
a) Com o contêiner OU selecionado, clique em Novo .
b) Em Tipo, clique em Clique aqui para alterar, depois clique novamente e selecione
Caminho do arquivo.
c) Em Argumento, clique para exibir a caixa de texto e digite o formato de arquivo:
%.dwg.
5. Repita a etapa anterior para os outros tipos de arquivo CAD (.dxf, .dwf, .cal).
6. Clique em OK.
7. Para testar a categoria, verifique os novos arquivos de cada tipo e confirme que eles
foram atribuídos à categoria Arquivos de engenharia.

Exemplo - Atribuir categorias por valor de variável


Nesse exemplo você atribui os arquivos .doc a uma de três categorias (Fax, Pedido de
alteração, Memo) dependendo do valor da variável Tipo de documento do cartão do
documento.
Antes de criar as categorias, você precisa criar uma variável de cartão chamada Tipo
de documento para arquivos .doc. Consulte Caixa de diálogo Editar variáveis na
página 486.

1. Clique com o botão direito em Categorias e selecione Nova categoria.


2. Na caixa de diálogo Categoria, digite Fax para Nome.
3. Para Descrição, digite: Uma das três categorias de arquivos .doc: Fax,
Pedido de alteração e Memo
4. Crie uma condição (consulte Criar condições para fluxos de trabalho na página
502):
a) Em Condições, clique em Nova .
b) Em Tipo, clique em Clique aqui para alterar, depois clique novamente e selecione
Caminho do arquivo.
c) Em Argumento, clique para exibir a caixa de texto e digite %.doc.
5. Crie outra condição:
a) Clique em Novo .
b) Em Tipo, clique em Clique aqui para alterar, depois clique novamente e selecione
Variável.
c) Em Nome da variável, clique para exibir a caixa de opções e clique novamente,
então selecione Tipo de documento.

Se Tipo de documento não estiver na lista, você precisa criar uma variável
de cartão Tipo de documento para os arquivos .doc.

d) Em Argumento, clique para exibir a caixa de texto e digite Fax.


6. Clique em OK.

203
7. Repita esse procedimento para criar as categorias Pedido de alteração e Memo,
especificando os valores de variável em Argumento como Pedido de alteração e
Memo, respectivamente.
8. Para testar as categorias:
a) Nos cartões de dados de três arquivos .doc, defina a variável Tipo de documento
como Fax, Pedido de alteração e Memo.
b) Faça o check-in dos arquivos e confirme que eles têm atribuída a categoria correta.

204
11
Colunas
As colunas fornecem uma maneira de controlar como são exibidos os dados de arquivo.
Estão disponíveis os seguintes tipos de listagem de colunas personalizáveis:
• Lista de arquivos - Cria colunas de valor de variável de cartão de dados adicionais para a
listagem de arquivos no Windows Explorer.
• Resultados da pesquisa - Cria listagens de colunas de resultados de pesquisa na ferramenta
de pesquisa.
Você pode também personalizar as listas de colunas que são exibidas na guia Lista de
Materiais no File Explorer e no Item Explorer.

As colunas do Item Explorer não podem ser personalizadas.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Criar um conjunto de colunas de lista de arquivos


• Criar um conjunto de colunas de resultados de pesquisa
• Adicionar um conjunto de colunas a um cartão de pesquisa
• Caixa de diálogo Colunas personalizáveis
• Caixa de diálogo Nova configuração

Criar um conjunto de colunas de lista de arquivos


Crie um conjunto de colunas de lista de arquivos para adicionar colunas à vista de arquivos
quando os usuários fazem o login em um vault pelo Windows Explorer.
O conjunto de colunas pode ser baseado em variáveis de cartão de dados tanto de arquivo
como de pasta. Você pode atribui-lo a usuários ou grupos específicos.
As colunas que são adicionadas aparecem à direita das colunas padrão. Os usuários
podem alterar a posição e o tamanho das colunas arrastando-as.
Para criar um novo conjunto de colunas de lista de arquivos:

1. Faça o login na ferramenta Administração como um usuário com permissões para


atualizar colunas.
2. Clique com o botão direito do mouse em Colunas e selecione Novo conjunto de
colunas.
3. Na caixa de diálogo Colunas personalizáveis, digite o Nome do conjunto de colunas.
4. Em Tipo, selecione Lista de arquivos.
5. Em Colunas, clique em Nova coluna.

205
Colunas

6. Em Coluna selecionada:
a) Em Variável, selecione a variável de cartão de dados, ou do sistema (entre < >),
cujo valor deve ser exibido.

Somente as seguintes variáveis do sistema podem ser usadas em conjuntos de


colunas de lista de arquivos: <Item associado>, <Número da versão> e
<ID>. A variável <Item associado> está disponível apenas para o
SOLIDWORKS PDM Professional.

O nome de variável que você selecionar aparece no campo Nome.


b) Se quiser que outro nome seja exibido aos usuários, modifique o Nome.
c) Especifique o Alinhamento dos valores da coluna e a Largura predeterminada
para a coluna.

Você pode modificar a largura predeterminada movendo os divisores das colunas


na Visualização.

d) Selecione como as configurações devem ser pesquisadas para localizar a variável:


Procurar variável em todas as configurações ou Procurar variável na lista
de configurações.

Essas opções não afetam itens ou arquivos que não têm múltiplas configurações.

Por exemplo, você pode adicionar a coluna Número da versão selecionando


<Número da versão> na lista variável .
7. Repita as etapas 5 e 6 para adicionar mais colunas.
8. Use o campo Visualização para ver como as colunas serão exibidas no Windows
Explorer.
9. Em Usuários ou Grupos, selecione os usuários ou grupos que verão o conjunto de
colunas.
Você pode também especificar o conjunto de colunas na caixa de diálogo Propriedades
do usuário.

Você pode atribuir somente um conjunto de colunas de lista de arquivos a um


usuário por vault.

10. Clique em OK.

Criar um conjunto de colunas de resultados de pesquisa


Crie um conjunto de colunas de resultados de pesquisa para personalizar a maneira como
os cartões de pesquisa listam arquivos e pastas. Você pode atribuir um conjunto de
colunas de resultados de pesquisa específico a cada cartão de pesquisa.
Para criar um conjunto de colunas de resultados de pesquisa:

1. Faça o login na ferramenta Administração como um usuário com permissões para


atualizar colunas.
2. Clique com o botão direito em Colunas e selecione Novo conjunto de colunas.
3. Na caixa de diálogo Colunas personalizáveis, digite o Nome do conjunto de colunas.

206
Colunas

4. Em Tipo, selecione Resultados de pesquisa.


5. Em Colunas, clique em Nova coluna.
6. Em Coluna selecionada:
a) Em Variável, selecione a variável de cartão de dados ou do sistema cujo valor
deve ser exibido na coluna.
O nome de variável que você selecionar aparece no campo Nome.
b) Se quiser que outro nome seja exibido aos usuários, modifique o Nome.
c) Especifique o Alinhamento dos valores da coluna e a Largura predeterminada
para a coluna.

Você pode modificar a largura predeterminada movendo os divisores das colunas


na Visualização.

Por exemplo, você pode adicionar a coluna Número da versão selecionando


<Número da versão> na lista Variável.
7. Repita as etapas 5 e 6 para adicionar mais colunas.
8. Clique em OK.

Adicionar um conjunto de colunas a um cartão de pesquisa


Você pode atribuir um conjunto de colunas de resultados de pesquisa a um cartão de
pesquisa.
Para adicionar um conjunto de colunas a um cartão de pesquisa:

1. Crie um conjunto de colunas de resultados de pesquisa.


2. Clique duas vezes em Cartões.
3. No Editor de cartões, clique em Arquivo > Abrir.
4. Na caixa de diálogo Abrir cartão, na caixa de lista Cartões do tipo, selecione Cartão
de pesquisa.
5. Em Nome do cartão, selecione o cartão de pesquisa que deve usar o conjunto de
colunas de resultados de pesquisa.
6. Em Propriedades do cartão, selecione o conjunto de colunas de resultados de
pesquisa.
7. Salve o cartão de pesquisa e feche o Editor de Cartões.

Caixa de diálogo Colunas personalizáveis


Use a caixa de diálogo Colunas personalizáveis para personalizar a exibição dos dados
de arquivo.
Para exibir a caixa de diálogo:
• Para um conjunto de colunas existente, expanda Colunas e clique duas vezes no
conjunto de colunas.
• Para criar um novo conjunto de colunas, clique com o botão direito em Colunas e
selecione Novo conjunto de colunas.

207
Colunas

Nome do conjunto de O nome do conjunto de colunas.


colunas

Tipo
Lista de arquivos
Adiciona colunas de valores de variáveis de cartões de dados
para a listagem de arquivos no Windows Explorer. Você pode
atribuir conjuntos de colunas de Lista de arquivos a usuários
ou grupos específicos.

Resultados da pesquisa
Adiciona colunas aos resultados da pesquisa na ferramenta
de pesquisa. Os conjuntos de Resultados de pesquisa estão
disponíveis a todos os usuários com acesso à Pesquisa.

Visualização Mostra como o conjunto de colunas aparecerá para os usuários.

Colunas Lista as colunas que foram adicionadas.

Nova coluna
Adiciona uma nova coluna. Defina as propriedades da coluna
em Coluna selecionada.

Excluir coluna
Remove a coluna selecionada.

Mover coluna para a esquerda


Move a coluna para cima na lista Colunas, o que a move para
a esquerda na Visualização.

Mover coluna para a direita


Move a coluna para baixo na lista Colunas, o que a move
para a direita na Visualização.

Usuários (somente conjuntos de colunas de lista de arquivos). Usuários


que podem ser designados para ver o conjunto de colunas.

Grupos (somente conjuntos de colunas de lista de arquivos). Grupos


cujos membros que podem ser designados para ver o conjunto
de colunas.

Coluna selecionada
Defina estas opções para cada coluna que adicionar.

208
Colunas

Variável Selecione a variável de cartão de pasta ou arquivo ou variável


do sistema (entre < >) cujo valor deve ser obtido na coluna
do Windows Explorer.

Não é possível usar variáveis do sistema em conjuntos de


colunas de lista de arquivos, exceto <Item associado>,
<Número da versão> e <ID>.

<Item associado>
Item que está vinculado ao arquivo, se houver. Se o arquivo
estiver associado a vários itens, os IDs dos itens são exibidos
seguidos de , ... .

<Categoria>
A categoria do arquivo.

<Check-out por>
Se o arquivo estiver em check-out, mostra o usuário que
efetuou o check-out.

<Check-out em>
Se o arquivo estiver em check-out, mostra o sistema e o
caminho onde ele está.

<Tipo de arquivo>
O tipo registrado do arquivo.

<Encontrado na versão>
A versão mais recente do arquivo onde o critério é encontrado.

209
Colunas

<Encontrado em>
O caminho no vault onde se encontra o arquivo.

<ID>
ID de documento exclusivo atribuído a cada arquivo no vault.
Esse ID pode ser útil na exportação de BOMs para XML.

<Versão mais recente>


A versão mais recente do arquivo.

<Modificado>
A data em que o arquivo foi modificado pela última vez.

<Nome>
O nome e extensão do arquivo.

<Tamanho>
O tamanho do arquivo.

<Estado>
O estado atual do arquivo no fluxo de trabalho.

<Número da versão>
A versão local e a versão mais recente no vault do arquivo.

Nome O nome da coluna que será exibido na listagem de arquivos


do Windows Explorer. O valor predeterminado é o nome da
variável, mas pode ser modificado.

Alinhamento O alinhamento dos valores na coluna (Esquerda, Direita,


Centro).

Largura A largura predeterminada da coluna Os usuários podem alterar


predeterminada a largura.

Você pode modificar a largura predeterminada movendo os


divisores das colunas na Visualização.

210
Colunas

Procure as variáveis (somente conjuntos de colunas de lista de arquivos). Selecione


em... como as configurações são pesquisadas para localizar variáveis.
Essa opção não tem efeito em arquivos sem configurações.
Selecione uma das opções abaixo:

Procurar variável em todas as configurações


Mostra o valor da primeira variável em qualquer configuração.

Procurar variável na lista de configurações


Mostra o valor da primeira variável de uma configuração na
lista de configurações especificadas. A lista de configurações
é pesquisada de cima para baixo.

Configurações Quando Procurar variável na lista de configurações está


selecionada, permite selecionar configurações e a ordem de
pesquisa.

Adicionar configuração
Exibe a caixa de diálogo Nova configuração, na qual você pode
especificar uma configuração a ser procurada para a variável.

Remover configuração
Remove da lista a configuração selecionada.

Mover configuração para cima


Move a configuração selecionada para cima da lista. Ao
recuperar o valor da variável, as configurações são
pesquisadas com base na ordem da lista.

Mover configuração para baixo


Move a configuração selecionada para baixo da lista.

Caixa de diálogo Nova configuração


Use a caixa de diálogo Nova configuração para especificar configurações nas quais
pesquisar variáveis quando você criar ou modificar um conjunto de colunas de lista de
arquivos ou template de lista de materiais.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Na caixa de diálogo Colunas personalizáveis ou Lista de materiais, selecione Procurar
variável na lista de configurações. Em Configurações, clique em .

211
Ler variável de arquivos que Obtém o valor de variável do cartão de dados de
não têm configurações arquivo que não contém configurações (isso é,
nenhuma guia de configuração aparece na lista de
cartão de dados de arquivo na guia Visualização no
Windows Explorer).

Ler variável de Quando marcada, você pode digitar o nome da


configurações com este nome configuração da qual devem ser obtidos os dados da
variável.

212
12
Tipos de arquivo
O tipo de arquivo define o formato de dados do arquivo. A extensão do arquivo é um sufixo
no nome do arquivo que indica seu tipo. SOLIDWORKS PDM considera o tipo do arquivo em
várias situações, como para determinar quais arquivos podem participar de um fluxo de trabalho
e que visualizados deve ser usado para o arquivo.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Configurar propriedades de tipo arquivo


• Caixa de diálogo Propriedades de tipo de arquivo
• Impedir nomes de arquivo duplicados no vault
• Caixa de diálogo Verificação de nomes de arquivos duplicados

Configurar propriedades de tipo arquivo


Você pode personalizar como os tipos de arquivos e seus arquivos referidos se comportam
na interface do Explorer.
Para definir as propriedades de um tipo de arquivo:

1. Expanda Tipos de arquivo.


2. Clique com o botão direito no tipo de arquivo e selecione Propriedades, ou clique
duas vezes no tipo de arquivo.

A lista contém todos os tipos de arquivo atualmente armazenados no vault.

3. Na caixa de diálogo Propriedades de tipo de arquivo, selecione as opções.


4. Clique em OK.

Caixa de diálogo Propriedades de tipo de arquivo


Use a caixa de diálogo Propriedades de tipo de arquivo para definir as propriedades de
tipo de arquivo.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Expanda Tipos de arquivo e clique duas vezes em um tipo de arquivo.

Não permitir nomes Ativa a verificação de nome de arquivo duplicado para este
de arquivos tipo de arquivo. Consulte Impedir nomes de arquivo duplicados
duplicados para esta no vault.
extensão de arquivo

213
Tipos de arquivo

A visualização não Quando um usuário visualiza um arquivo deste tipo, não faz o
precisa de arquivos download (em cache) dos arquivos referidos. Esta opção pode
referidos melhorar significativamente o desempenho na visualização de
arquivos com referências, como desenhos e montagens. Alguns
aplicativos de visualização podem carregar o desenho ou
montagem sem requerer que todos os arquivos referidos sejam
locais.
Quando esta opção não está selecionada, é feito o download
de qualquer referência não contida na cache (ou versões
anteriores quando se trabalha com a opção de versão mais
recente), de forma que a visualização pode carregar toda a
árvore de referências.

Esta opção afeta somente a guia Visualização. Todas as


outras operações incluem as referências na cache.

Suporte para geração Permite a criação de itens a partir de arquivos deste tipo usando
de itens (somente o comando Gerar item do File Explorer ou Novo item do
SOLIDWORKS PDM arquivo do Item Explorer. Consulte Itens.
Professional)
Por padrão, esta opção está ativa somente para tipos de arquivo
de peça e montagem de CAD. Estes tipos definem a estrutura
do produto para a qual o SOLIDWORKS PDM pode gerar
automaticamente a estrutura do item. Você pode habilitar a
geração de itens para outros tipos de arquivo, mas o método
mais comum é vincular o item a arquivos não CAD a partir do
que gerá-los diretamente do arquivos.
Por padrão, esta opção não está ativada para desenhos de
CAD.O SOLIDWORKS PDM vincula estatisticamente os desenhos
aos itens de peça ou montagem correspondentes. Marcar esta
opção habilita o comando Gerar item para desenhos, mas o
comportamento não muda; não são gerados itens separados
para os desenhos.

Este tipo de arquivo Permite mostrar a extensão listada como um nó de desenho


pode ter nós de (que é subpai do desenho) em caixas de diálogo de referência
desenho com as para arquivos que têm o desenho registrado como referência
seguintes extensões pai.
Digite as extensões sem o ponto (.) e separe-as com vírgulas
(,).

Restauração dos valores predeterminados


Clique em Restaurar valores padrão para restaurar as configurações predeterminadas
para este tipo de arquivo.

Impedir nomes de arquivo duplicados no vault


Você pode ativar a verificaççai de nomes de arquivos duplicados para um vault de maneira
que os usuários não possam criar multiplos arquivos com o mesmo nome.

214
Tipos de arquivo

Para ativar a verificação de nome de arquivo duplicado:

1. Clique com o botão direito em Tipos de arquivo e selecione Configurações de


nome de arquivo duplicado.
2. Na caixa de diálogo erificação de nomes de arquivos duplicados, selecione uma das
opções.
3. Clique em OK.

Caixa de diálogo Verificação de nomes de arquivos


duplicados
Use a caixa de diálogo Verificação de nomes de arquivos duplicados para ativar a
verificação de nome de arquivo duplicado, que impede que os usuários criem dois ou
mais arquivos com o mesmo nome no vault.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique com o botão direito em Tipos de arquivo e selecione Configurações de nome
de arquivo duplicado.

• A ativação da verificação de nome de arquivo duplicado afeta somente as operações


futuras.O SOLIDWORKS PDM não verifica nomes de arquivos duplicados já existentes
no vault.
• A verificação de nome de arquivo duplicado é global para todas as pasgtas e arquivos
no vault. Para ter suporte para arquivos com o mesmo nome em diferentes pastas,
considere usar templates de arquivo para lidar com a nomeação exclusiva de arquivos.
• Quanto ativada, as seguintes operações verificam se há nomes de arquivos
duplicados:
• Check-in inicial (incluindo desfazer check-out)
• Renomear
• Recuperar (de arquivos excluídos)
• Os arquivos são adicionados ao vault
• A configuração de nome duplicado é ignorada para itens. Os IDs de itens precisam
sempre ser exclusivos.

Permitir nomes de Desativa a verificação de nome de arquivo duplicado. Os


arquivos duplicados neste usuários podem criar qualquer número de arquivos com o
vault de arquivos mesmo nome.

Não permitir nomes de Ativa a verificação de nome de arquivo duplicado para todos
arquivos duplicados no os tipos de arquivo. Os usuários não podem criar um
vault de arquivos arquivo com o mesmo nome de outro arquivo do mesmo
tipo existente no vault.

215
Não permitir nomes de Ativa a verificação de nome de arquivo duplicado somente
arquivos duplicados com para os tipos de arquivo especificados (pela extensão). Os
estas extensões usuários não podem criar um arquivo de determinado tipo
com o mesmo nome de outro arquivo do mesmo tipo no
vault.
Quando você seleciona esta opção, o campo de entrada é
habilitado. Especifique as extensões de arquivos para os
quais você quer ativar a verificação de nome de arquivo
duplicado, um por linha e sem prefixos (como . ou *.).

216
13
Importação e exportação de dados
(apenas para SOLIDWORKS PDM
Professional)

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Importar valores de variáveis (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)


• Criar um arquivo XML
• Estrutura e exemplo de arquivo
• Criar uma regra de importação
• Caixa de diálogo Regra de importação
• Criar um conjunto de alias
• Caixa de diálogo Conjuntos de alias de variável XML
• Criar uma regra de exportação
• Caixa de diálogo Regra de exportação
• Trabalhar com ações de transição
• Dicas de solução de problemas

Importar valores de variáveis (apenas para SOLIDWORKS


PDM Professional)
O SOLIDWORKS PDM Professional pode importar valores de variáveis de um arquivo XML
para um banco de dados de vault. No vault, os arquivos ou itens existentes que atendem
ao critério de importação adquirem os valores nos pontos especificados no fluxo de
trabalho do arquivo.
No nível mais alto, o processo funciona da seguinte maneira:
1. Você:
• Grava um arquivo XML file contendo valores variáveis.
• Cria uma regra de importação e ação de transição de importação.
2. O sistema:

217
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

• Reúne regularmente os arquivos XML que contém novos valores variáveis.


• Compara o novo conteúdo do XML com os arquivos ou itens existentes no vault.
• Grava o novo conteúdo em uma tabela temporária no banco de dados.
3. Quando os arquivos ou itens passam por uma transição do fluxo de trabalho com uma
ação de importação, o sistema copia o novo conteúdo da tabela temporária para o
cartão do arquivo ou item.

Pré-requisitos
Antes de começar:

1. Crie um cartão de arquivo ou item contendo um controle para cada variável.


Por exemplo, para as variáveis IDArtigo e Custo, crie controles com nomes iguais,
IDArtigo e Custo.
2. Crie um arquivo ou item que use o cartão de dados e faça seu check-in no vault, pelo
menos uma vez.

Criar um arquivo XML


Para associar variáveis a valores:

1. Crie um ou mais arquivos XML contendo valores de variáveis. Estruture os arquivos


como descrito no exemplo.
2. Salve o arquivo em uma pasta acessível para o SOLIDWORKS PDM serviço do servidor
de banco de dados.
3. Ative o acesso para gravação, para que o arquivo possa ser excluído se a importação
for bem-sucedida.

Estrutura e exemplo de arquivo


Observações sobre a estrutura de arquivos XML:
• O sistema remove os espaços à esquerda nos nomes de atributos.
• O sistema algumas vezes remove os espaços à esquerda nos valores de atributos.
• Use minúsculas em todos os elementos e nomes de atributos.
• O uso de um elemento ou nome de atributo desconhecido provoca a falha da importação.
O exemplo a seguir descreve a maioria dos aspectos da estrutura de um arquivo XML.

<?xml version="1.0"?> <xml> <transactions> <transaction date="1196854268"


type="wf_import_document_attributes" vaultname="2008 file vault">
<document aliasset="" pdmweid="0" idattribute="Number"
id="89-NOAO-4200-1236" idcfgname=""> <configuration name=""> <attribute
name="Cost" value="0.44"/> <attribute name="ArticleID" value="A-012-BB"/>
</configuration> </document> </transaction> </transactions> </xml>

onde:

218
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Elemento XML Descrição e atributos

<?XML O arquivo precisa começar com este elemento.


version="1.0"?>

<XML> Este elemento amarra o elemento transactions.

<transactions> O arquivo contém somente um elemento transactions.

<transaction …> O arquivo contém vários elementos transactions.


Atributos:

date
O número de segundos decorridos deste 12:00, 1º de janeiro de
1970 precisa ser um número inteiro maior que 0.

type
Indica que a transação contém dados a serem importados em
arquivos ou itens no vault.

Vaultname
O nome do vault ao qual esta transação está relacionada. A regra
de importação processa as transações com um nome de vault
correspondente.

Aliasset
O conjunto de alias a ser usado para procurar os nós de atributo
filhos. Os nomes dos atributos no arquivo XML são comparados
com a variável mapeada por alias.
Por exemplo, um conjunto de alias contendo a variável X2Number
com o atributo NR no arquivo XML é configurado para corresponder
à variável de cartão de dados Number.
Um valor em branco corresponde às variáveis de cartão de dados
com os nomes de atributos no arquivo XML.

219
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Elemento XML Descrição e atributos

<document …> Contém os critérios para comparar os valores importados com um


arquivo ou item no vault. Compara o ID interno exclusivo de um
arquivo ou item, ou o valor de uma variável.
Atributos:

Pdmweid
Compara a transação com o DocumentID interno da tabela
Documents de um arquivo ou item no banco de dados do vault.
Quando você usa este atributo, [id], [idattribute] e
[idcfgname] são ignorados. Para usar outra técnica de
comparação, defina o valor como 0 ou omita este atributo.

Idattribute
A variável de cartão de dados ou alias a ser usado para comparar
um arquivo ou item no vault.

Id
Valor de variável a ser usado na procura por arquivos ou itens.
Procura o valor usando o nome da variável, idattribute, e a
configuração opcional, Idcfgname, na tabela de banco de dados
VariableValue.
Se forem encontrados vários arquivos ou itens correspondentes,
os valores são importados para todos, mas são gravados somente
naqueles que passam pela ação de transição de importação.

Idcfgname
O nome da configuração, se houver, com a qual comparar o valor
da variável. Se este atributo não tiver um valor, todas as
configurações de um arquivo serão consideradas para a
comparação.

<configuration …> A configuração do cartão de dados do arquivo a ser atualizada com


os valores do atributo. Se este atributo não tiver um valor, todas
as configurações serão atualizadas.
Crie vários elementos de configuração para importar diferentes
valores para deferentes configurações.
Atributo:

nome

220
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Elemento XML Descrição e atributos

<attribute …>
Atributos:

nome
O nome da variável de cartão de dados a ser atualizada, no
formato VariableAlias.Alias ou Variable.VariableName.

value
O valor a ser usado na definição da variável especificada. Não
pode exceder 1024 caracteres.

Criar uma regra de importação


Defina regras de importação para especificar os detalhes da importação de arquivos XML.
Para criar uma regra de importação:

1. Clique com o botão direito em Importar/Exportar dados > Regras de importação


e selecione Nova regra de importação.
2. Digite o Nome da regra.
3. Digite a freqüência da verificação de atualizações na pasta em Freqüência de
verificação da pasta.
O servidor de banco de dados executa as regras na inicialização e, a partir daí, de
acordo com o intervalo especificado.
4. Clique em Procurar (...) para navegar para a pasta com os arquivos XML e, em
seguida, clique em OK.
5. Opcionalmente, selecione um conjunto de alias em Conjunto de alias de variável
a usar.
Consulte Estrutura e exemplo de arquivo na página 218 para obter informações
sobre conjuntos de alias.
Quando você seleciona um conjunto de alias de variável e a regra de importação é
executada, a pasta é verificada para ver se há arquivos XML correspondentes. Após
o processamento, os arquivos analisados corretamente são removidos da pasta. Se
a importação não funcionar, leia Dicas de solução de problemas na página 230.

Quando a regra é executada, o servidor de banco de dados pesquisa a existência de


arquivos XML na pasta contendo valores válidos, enviando-os para o banco de dados na
tabela ImportBatches. Os valores importados de variáveis são armazenados na tabela
ImportDocumentVariables . Os valores importados não são atualizados no arquivo
armazenado no vault até o arquivo passar por uma ação de transição de importação.

Caixa de diálogo Regra de importação


Use a caixa de diálogo Regra de importação para configurar regras que importam dados
de arquivos XML.

221
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo:


Expanda Vault > Importar/Exportar dados, clique com o botão direito em Regras
de importação, e selecione Nova regra de importação.

Nome da regra

Frequência de Número de minutos decorridos até que seja verificado


verificação da pasta novamente se há arquivos XML atualizados na pasta. A primeira
verificação é executada quando o serviço do servidor de banco
de dados é iniciado.

Importar da pasta Clique em Procurar (...) para navegar até a pasta que contém
os arquivos a serem importados, depois clique em OK.
Certifique-se de que o caminho da pasta pode ser acessado
pelo computador que executa o serviço do servidor de banco
de dados. Use um caminho UNC se a pasta estiver em um local
da rede.

Conjunto de alias de Conjunto de mapeamentos opcional dos atributos e valores


variável a usar importados para variáveis em um arquivo no vault.
Os nomes de alias definidos no conjunto de alias e incluídos
no arquivo importado são mapeados para as variáveis de cartão
de dados correspondentes. Quando não é usado um conjunto
de alias, o arquivo importado precisa conter nomes exatamente
iguais aos nomes da variável de cartão de dados dos valores
a serem importados.

Criar um conjunto de alias


Use conjuntos de alias para mapear as variáveis do SOLIDWORKS PDM em variáveis de
um sistema ERP.
Por exemplo, você pode usar um conjunto de alias quando a BOM do SOLIDWORKS PDM
contém uma variável chamada Revisão, e o sistema ERP define a mesma variável com o
nome Rev.
Para criar um conjunto de alias:

1. Expanda Importar/Exportar dados , clique com o botão direito do mouse em


Conjuntos de alias de variável e selecione Novo conjunto de alias.
2. Digite o Nome do conjunto de alias.
3. Em Variáveis mapeadas, para cada variável do conjunto:
a) Clique na coluna Variável e selecione uma variável na lista.
b) Na coluna Alias, digite um alias para a variável selecionada.
4. Clique em OK.

Caixa de diálogo Conjuntos de alias de variável XML


Use essa caixa de diálogo para definir mapeamentos entre atributos em um arquivo XML
e variáveis em um cartão de dados.

222
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Um conjunto de alias substitui o nome da variável do cartão de dados com um nome


alternativo quando a regra de exportação gera o arquivo XML. Quando uma regra de
importação é executada, o conjunto de alias substitui o nome alternativo com o nome da
variável de cartão de dados. Os conjuntos de alias só podem ser usados com variáveis
de cartão de dados. Não é possível usá-las com variáveis definidas pelo sistema, como
Configuração ou Nome.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Expanda Vault > Importar/Exportar dados, clique com o botão direito em Conjuntos
de alias de variável, e selecione Novo conjunto de alias.

Nome do conjunto O nome está disponível nas caixas de diálogo Regra de


importação e Regra de exportação.

Variável Selecione uma variável de cartão de dados a ser mapeada.

Alias Digite o alias que aparece no arquivo XML.

Criar uma regra de exportação


Uma regra de exportação pode ser criada para exportar as variáveis de BOMs do
SOLIDWORKS PDM para arquivos XML que podem ser lidos pelos sistemas ERP.
Se quiser usar um conjunto de alias para mapear as variáveis de BOM do SOLIDWORKS
PDM em variáveis de um sistema ERP, você precisa criar o conjunto de alias antes de
criar a regra de exportação. Consulte Criar um conjunto de alias na página 222.
Depois de criar a regra de exportação, adicione uma ação de transição de fluxo de trabalho
para acionar a regra. Consulte Trabalhar com ações de transição na página 229.
Para criar uma regra de exportação:

1. Expanda Importar/Exportar dados , clique com o botão direito em Regras de


exportação e selecione Nova regra de exportação.
2. Na caixa de diálogo Regra de exportação, digite o Nome da regra.
3. Especifique o caminho da pasta onde criar o arquivo XML resultante.
Esta pasta precisa estar em um caminho que pode ser acessado pelo computador
onde o serviço de banco de dados do SOLIDWORKS PDM está sendo executado.
Se você especificar um caminho UNC, o serviço de banco de dados que trata da
exportação normalmente está sendo executado na conta de usuário do sistema que,
por padrão, não tem acesso à rede. Para ter acesso à rede, execute o serviço como
um usuário específico ou use caminhos UNC administrativos. Esses caminhos incluem
os caracteres c$ para a unidade C: de um computador, etc.

223
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

4. Em Nome do arquivo de saída XML, especifique o nome do arquivo ou clique em


e selecione os componentes variáveis a serem usados para compor o nome do
arquivo exportado.

Se você optar por usar variáveis no nome do arquivo de saída, essas variáveis
precisam existir e ter valores em todos os cartões de dados de arquivo que serão
lidos para os dados exportados. Se a variável não existir ou não tiver um valor no
cartão, os nomes dos arquivos exportados serão .XML, 001.XML, 002.XML e assim
por diante.

5. Defina o tipo de BOM a ser exportado:

• BOM de CAD . Gera um arquivo XML para arquivos de desenho ou montagem,


contendo uma BOM de CAD. O layout da BOM determina as variáveis, configurações
e referências a serem incluídas nos dados do arquivo XML.
Determine se devem ser exportadas todas as BOMs de CAD ou somente as ativadas.

Na ação de transição da exportação, use a opção Executar em arquivos.

• BOM calculada . Exporta os dados de uma BOM calculada, gerando um arquivo


XML para todos os arquivos, desde que uma BOM esteja definida.
Determine se a BOM deve ser exportada no formato de tabela e se devem ser
exportadas todas as BOMs ou somente as que estão ativadas.

Na ação de transição da exportação, use a opção Executar em arquivos.

• BOM nomeada . Exporta os dados de uma BOM nomeada e salva. O layout da


BOM nomeada determina as variáveis, configurações e referências a serem incluídas
nos dados do arquivo XML.
As BOMs ativadas são exportadas no formato de tabela.

Na ação de transição da exportação, use a opção Executar para listas de


materiais nomeadas.

6. Se você escolher BOM calculada como o tipo de dados a serem exportados:


a) Na guia Variáveis, em Nome da Lista de materiais a exportar, selecione a
definição de coluna da BOM a ser usada quando ela for exportada.
Se você não selecionar a opção de exportar a BOM no formato de tabela, em
Variável usada para identificar um arquivo, selecione o valor de variável que
define cada arquivo nos dados do arquivo XML exportado. Por exemplo, use essa
opção se um número de peça exclusivo estiver associado ao cartão de dados de
arquivo e o aplicativo que processa os dados XML exportados usa esse número de
peça em vez do nome do arquivo para identificar o arquivo.

224
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Em Conjunto de alias a usar no arquivo XML, selecione o conjunto de alias


cujos nomes de alias serão substituídos por variáveis de cartão de dados no arquivo
XML gerado.
b) Na guia Configurações, defina se devem ser exportadas todas as configurações,
somente as ativas (as que foram salvas por último) ou somente as indicadas
especificamente.
c) Na guia Referências de arquivo, especifique as informações de referência para
a exportação, como as referências pai e filha.
Para obter detalhes sobre as opções nessas guias, consulte Caixa de diálogo Regra
de exportação na página 225.
7. Clique em OK.

Caixa de diálogo Regra de exportação


Use a caixa de diálogo Regra de exportação para configurar regras que exportam dados
para arquivos XML.
Uma regra de exportação é executada quando a transição Exportar dados para XML é
acionada para um arquivo ou BOM passa pela transição.
• A exportação de dados de BOMs de CAD e calculadas é acionado quando um arquivo
pai contendo a BOM passa pela transição.
• A exportação de BOMs de Itens é acionada quando o item pai passa pela transição.
• A exportação de BOMs nomeadas é acionada somente quando a própria BOM nomeada
passa pela transição, não há exportação quando o arquivo do qual a BOM é derivada
passa pela transição.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Expanda Vault > Importar/Exportar dados, clique com o botão direito em Regras
de exportação e selecione Nova regra de exportação.

Nome da regra

Saída dos arquivos O nome da pasta para onde os arquivos serão exportados.
XML na pasta Clique em Procurar (...) para procurar a pasta, depois clique
em OK.
Esta pasta precisa ser acessível pelo computador que está
executando o servido do servidor de banco de dados. Use um
caminho UNC (\\computador\disco\pastas ) se a pasta de
saída estiver em um local na rede.

Nome do arquivo XML O nome do arquivo de exportação Pode combinar componentes


de saída do nome do caminho e de variáveis disponíveis ao clicar em
>. Por exemplo, Nome_do_arquivo_Ano (2)_Contador-02
pode gerar um arquivo chamado ASM_09_38.xml. Se necessário,
o sistema gera nomes de arquivo exclusivos, anexando um
contador (001, 002 e assim por diante) ao nome do arquivo.
Não inclua a extensão .xml com o componente de nome do
arquivo. O sistema adiciona a extensão ao arquivo exportado.

225
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo de dado a O tipo de BOM a exportar:


exportar
BOM de CAD
Gera um arquivo XML para arquivos de desenho ou montagem
que contem uma BOM de CAD. O layout da BOM, e não a
regra de exportação, determina as variáveis, configurações
e referências a serem incluídas ou excluídas do arquivo XML.
A ação de transição da exportação precisa usar a opção
Executar em arquivos.

BOM calculada
Exporta dados de BOMs calculadas. Gera um arquivo XML
para todos os arquivos, contanto que uma BOM esteja
definida.
A ação de transição da exportação precisa usar a opção
Executar em arquivos.

Para exportar BOMs de Itens, selecione BOM calculada e


escolha um template de BOM de itens em Lista de
materiais a exportar. A ação de transição da exportação
precisa usar a opção Executar em itens.

BOM nomeada
Exporta os dados de uma BOM nomeada e salva. O layout da
BOM nomeada, e não a regra de exportação, determina as
variáveis, configurações e referências a serem incluídas ou
excluídas do arquivo XML.
A ação de transição da exportação precisa usar a opção
Executar para listas de materiais nomeadas.

Exportar lista de Formata os dados XML em uma estrutura de tabela simples,


materiais no formato correspondendo às colunas e linhas da BOM.
de tabela
Se desmarcada, formata os dados hierarquicamente, seguindo
a estrutura da montagem. A exportação precisa incluir a
informação contém.
BOMs de CAD e BOMs nomeadas são sempre formatadas como
tabelas.

Exportar somente as Aciona a regra de exportação se uma BOM de CAD ou Calculada


BOMs ativadas estiver marcada como ativada no visualizador de BOMs do
arquivo. Esta opção não se aplica a BOMs de Itens.

Variáveis
Use esta guia para especificar o tipo de variável a ser exportada para uma BOM Calculada
ou de Itens. Esta guia não está disponível para BOMs de CAD e Calculadas.

226
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Nome da Lista de A definição de coluna da BOM a ser usada quando é exportada


materiais a exportar uma BOM Calculada ou de Itens. A BOM não precisa estar
ativada ou visível ao usuário que está executando a transição.

Variável usada para


Valor de variável que identifica cada arquivo nos dados XML
identificar um arquivo
exportados. Se uma variável de cartão de dados é selecionada
e tem um valor um id é incluído nos dados XML com esse valor.
Um idattribute e idcfgname exibem o nome da variável e
configuração de onde o valor é obtido.
Por exemplo, use esta opção se um número de peça exclusivo
estiver associado ao cartão de dados de arquivo e o aplicativo
que processa os dados XML exportados usa este número de
peça em vez do nome do arquivo para identificar o arquivo.

Conjunto de alias a Conjunto de alias a ser usado quando essa regra de exportação
usar no arquivo XML for executada. O arquivo XML gerado usa o nome do alias em
vez das variáveis de cartão de dados definidas no conjunto de
alias.

Configurações
Use essa guia para especificar as informações de configuração a serem exportadas para
uma BOM calculada. Esta opção não se aplica a BOMs de Itens. Esta guia não está
disponível para BOMs de CAD e Calculadas.

Exportar todas as Exporta todas as configurações no arquivo que aciona a regra


configurações de exportação. Para desenhos do SOLIDWORKS, exporta todas
as folhas.
Se forem incluídas referências de arquivo, informações
contains de cada configuração são exportadas, agrupadas em
entradas de configuração separadas. A configuração @ para
arquivos do SOLIDWORKS não é exportada a menos que isso
seja especificado na opção Exportar configurações com o
seguinte nome.
Para arquivos que não têm suporte para configurações, exporta
as informações normais de cartão de dados.

Exportar as Exporta a configuração ativa (a última salva) no arquivo que


configurações ativas aciona a regra de exportação. Para desenhos do SOLIDWORKS,
exporta a folha ativa.
Para arquivos que não têm suporte para configurações, exporta
as informações normais de cartão de dados.

227
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Exportar Exporta as configurações que correspondem ao nome


configurações com o especificado. Use um asterisco (*) como curinga. Para exportar
seguinte nome várias configurações nomeadas, crie várias regras de
exportação e ações de exportação.
Ignora arquivos que não têm suporte para configurações.

Referências de arquivos
Use esta guia para especificar as informações de referência a serem exportadas para uma
BOM calculada ou de Itens. Esta guia não está disponível para BOMs de CAD e Calculadas.

Arquivo selecionado Inclui informações sobre o arquivo ou item que aciona a regra
de saída de exportação no arquivo de exportação. Esta opção é
equivalente a usar a opção exibir selecionados durante a
exibição de uma BOM calculada no visualizador de BOMs.
Por exemplo, se você exportar uma BOM de desenho com esta
opção selecionada, a exportação incluirá informações sobre o
desenho além das referências de montagem ou peça.
Para arquivos ou itens sem referências, esta opção precisa
estar ativada para que o arquivo de exportação seja criado.
Não é possível desmarcar esta opção se Exportar todas as
configurações estiver ativada.

Saída das informações Inclui informações sobre a que pai pertence cada entrada de
de "Local de uso" arquivo ou item nos dados exportados.
(referências de pai)
Esta opção é ignorada nas exportações em um formato de
tabela.

Saída das informações Inclui informações de referência de BOM para o arquivo ou


de "contém" item que aciona a regra de exportação.
(referências de filhos)
Por exemplo, se uma montagem aciona a regra de exportação,
o arquivo de exportação contém todas as submontagens e
peças que contêm referências à montagem, como referida por
cada configuração incluída na exportação.
Para arquivos que não têm suporte para configurações, todas
as referências são incluídas. Referências definidas pelo usuário
são incluídas se tiverem sido marcadas como exibir na lista
de materiais na criação.
Esta opção é ignorada nas exportações em um formato de
tabela.

Somente nível Inclui referências de BOM somente do primeiro nível.


superior
Equivalente a usar o visualizador de BOM.

228
Importação e exportação de dados (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Incluir quantidade Inclui a quantidade da BOM no arquivo de exportação. Não é


necessária uma coluna de quantidades definida na BOM.
Esta opção é ignorada nas exportações em um formato de
tabela.

Versões como criado Inclui as informações de referência da BOM Como criado para
o arquivo ou item que aciona a regra de exportação, isso é, a
versão anexada dos arquivos referidos à versão do arquivo que
aciona a exportação.

Versão mais recente Inclui a versão mais recente das referências da BOM que são
das peças referidas pelo arquivo ou item que aciona a regra de exportação
seja qual for a versão Como criado.

Trabalhar com ações de transição


Para que as variáveis seja atualizadas, o arquivo no vault precisa passar por uma transição
do fluxo de trabalho que inclui a transição de importação.
Para criar uma ação de transição que aciona a importação de valores de um
arquivo XML:

1. Crie uma ação de transição na transição do fluxo de trabalho onde você quer acionar
a importação de valores.
2. Digite uma Descrição, por exemplo, Importar custos e artigos do XML.
3. Selecione Importar dados de XML em Tipo.
4. Em Executar em arquivos com a extensão, digite os tipos de arquivo pra os quais
essa ação deve ser acionada. Separe os vários tipos de arquivo com ponto e vírgula,
por exemplo, sldprt;sldasm. Deixe em branco para acionar a ação para todos os
tipos de arquivo.
5. Em Nome do arquivo de onde importar, digite o nome do arquivo que contém os
dados de importação. Use um asterisco (*) como caractere curinga, por exemplo,
SW*.xml. Não inclua um caminho.

A ação de transição importa valores dos arquivos XML pesquisados que correspondem
ao nome de arquivo.

Adiar transições
Você pode criar uma condição de transição que impeça uma transição de arquivo até que
a importação XML tenha ocorrido e os dados estejam disponíveis para atualização.
Para adiar uma transição:

• Na caixa de diálogo Propriedades da transição, crie condições de transição que acionem


a importação. Use estes parâmetros:

Op. Condição

Tipo Variável

229
Nome da variável Por exemplo, IDArtigo ou Custo

Configuração Deixe em branco para incluir todas as configurações

Argumento Digite !=.

Por exemplo, para um arquivo no vault sem valores de IdArtigo ou Custo, a transição
falha com uma advertência se o arquivo iniciar a transição de estado antes de concluída
a importação. Uma vez concluída a importação, a transição é feita e são atribuídos
valores a IdArtigo e Custo .

Dicas de solução de problemas


Dicas para ajudar a solucionar problemas de importação de XML:
• O serviço do servidor de banco de dados do SOLIDWORKS PDM processa os arquivos
XML. Certifique-se de que o serviço tenha acesso completo ao caminho da origem dos
arquivos XML.
• Verifique se o serviço do servidor de banco de dados está configurado corretamente e
em execução.
• Para obter mais detalhes sobre problemas durante a importação, examine o log de
eventos de aplicativos no sistema que executa o serviço do servidor de banco de dados.
• Quando o serviço do servidor de banco de dados é iniciado, todas as regras de
importação são executadas, independentemente da freqüência indicada em cada uma
delas.
• A tabela ImportBatches do banco de dados lista os arquivos XML importados com
sucesso.
• A tabela ImportDocumentVariables do banco de dados lista os valores das variáveis
importadas que corresponderam a um documento do vault, mas que não foram gravadas
em um cartão de dados de arquivo.
• Quando a importação é bem-sucedida, o arquivo XML é removido do diretório.
• Se parte da importação for bem-sucedida, os nós da transação que tiveram sucesso
são excluídos do arquivo XML.
• Se parte ou toda a importação falhar, o atributo ignored=-1 é inserido no nó
XML, impedindo que o documento seja processado em atualizações posteriores.
• Ao usar a combinação de id , idattribute e cfgname para identificar os arquivos
a serem atualizados, o sistema não indica quando os atributos não são encontrados.
O sistema interpreta a não localização de arquivos correspondentes no vault como um
sucesso, excluindo o arquivo XML sem armazenar dados no banco de dados.

230
14
Indexação do vault (para
SOLIDWORKS PDM Professional
apenas)
Quando um arquivamento de vault é indexado, a ferramenta de pesquisa pode usar a opção
de pesquisa de conteúdo para pesquisar o conteúdo ou as propriedades de um documento.
Por exemplo, é possível pesquisar todos os documentos contendo a palavra “produto” ou todos
os documentos do Microsoft Office redigidos por um autor específico.
A pesquisa de conteúdo do SOLIDWORKS PDM Professional usa o Microsoft Indexing Service
ou a Pesquisa do Windows para criar um catálogo de cada vault de arquivos indexado. Este
catálogo contém informações de índice e propriedades armazenadas de todas as versões de
todos os documentos nas pastas de arquivamento de vault de arquivos.
O serviço de indexação verifica periodicamente as pastas de arquivamento de vaults e extrai
o conteúdo, usando componentes de filtro. O Serviço de Indexação Microsoft fornece filtros
para arquivos do Microsoft Office, arquivos HTML, mensagens MIME e arquivos de texto simples.
É possível instalar outros filtros de documento para pesquisa de conteúdo em, por exemplo,
arquivos PDF.
O processo de indexação cria um catálogo com um índice principal, que armazena palavras e
os locais onde elas se encontram no conjunto de documentos indexados.A pesquisa de conteúdo
do SOLIDWORKS PDM Professional procura combinações de palavras nos catálogos, usando
o índice principal, além de listas de palavras e índices de sombra, para executar as pesquisas
de conteúdo.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Usar a Pesquisa do Windows para a pesquisa de conteúdo


• Configuração da Pesquisa do Windows
• Configurar a indexação
• Indexar arquivamentos do vault em um sistema de servidor SQL
• Configurar o serviço de indexação em um sistema de servidor não SQL
• Remover o índice de um vault
• Caixa de diálogo Configurações de indexação
• Caixa de diálogo Editar caminho de pasta de arquivamento do vault de arquivos

Usar a Pesquisa do Windows para a pesquisa de conteúdo


O SOLIDWORKS PDM pode usar o serviço de Pesquisa do Windows para realizar pesquisas
de conteúdo.

231
Indexação do vault (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

Como a Microsoft não aceita o Serviço de indexação nos sistemas operacionais Windows
8 ou posterior ou Windows Server 2012, o SOLIDWORKS PDM utiliza o serviço de Pesquisa
do Windows para permitir a pesquisa de conteúdo nos sistemas operacionais referidos.
Para usar a Pesquisa do Windows para a pesquisa de conteúdo:
• O administrador deve configurar o serviço de Pesquisa do Windows e indexar uma
pasta de arquivamento do vault de arquivos.
• A pasta de arquivamento do vault de arquivos que está sendo indexada deve:
• Estar na mesma máquina que o serviço de Pesquisa do Windows configurado.

A Pesquisa do Windows não tem suporte para a indexação de compartilhamentos


remotos de rede ou unidades mapeadas de rede. As pastas de arquivamento
devem estar acessíveis em um armazenamento vinculado localmente ou
armazenamento SAN.

• Ser acessível ao serviço de Pesquisa do Windows para criar um índice de sistema.


• Se o servidor de arquivamento estiver em outro computador que não seja o do servidor
SQL:
• O administrador deve compartilhar a pasta de arquivamento do vault de arquivos.
• O usuário conectado que executa o serviço de servidor SQL deve ter permissão total
para a pasta compartilhada.
• O serviço de Pesquisa do Windows precisa estar instalado no computador do servidor
SQL e no servidor de Arquivamento que hospeda os arquivos do vault.

Quando o serviço de Pesquisa do Windows cria o índice do sistema, o administrador pode


configurar o SOLIDWORKS PDM para usar o índice do sistema.

Configuração da Pesquisa do Windows


A configuração da Pesquisa de conteúdo do SOLIDWORKS PDM Professional para usar a
Pesquisa do Windows requer a instalação do Serviço de pesquisa do Windows, adicionando
o caminho da pasta de arquivamento às configurações de indexação e indexando os
arquivamentos do vault.
Para configurar a Pesquisa do Windows:

1. Na ferramenta de administração, faça login no vault do arquivo para ser indexado


como usuário do SOLIDWORKS PDM com permissões Pode atualizar as
configurações de índice.
2. Clique com o botão direito em Indexação e selecione Abrir.
3. Na caixa de diálogo Configurações de indexação, selecione Indexar arquivamentos
do vault de arquivos.
4. Em Selecionar o método de indexação do vault de arquivo, selecione Pesquisa
do Windows.
5. Em Locais de arquivamento, clique duas vezes no caminho do arquivamento para
configurar locais de índice.

232
Indexação do vault (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

6. Na caixa de diálogo Editar caminho de pasta de arquivamento do vault de arquivos,


digite um caminho para uma pasta de arquivamento do vault de arquivos a partir do
servidor SQL.

• Se o servidor de arquivamento está em um computador diferente do SQL Server,


insira um caminho de UNC ao compartilhamento da pasta de arquivamento.
• As pastas de arquivamento devem estar acessíveis em um armazenamento
vinculado localmente ou armazenamento SAN no computador do servidor de
arquivamento.

7. Clique em OK duas vezes.


Para obter mais detalhes, consulte o Manual de Instalação do SOLIDWORKS PDM:
Instalar o Serviço de pesquisa do Windows.

Configurar a indexação
Você precisa configurar o servidor de indexação do SOLIDWORKS PDM para um vault no
SQL Server que hospeda o banco de dados do vault.
O Manual de instalação do SOLIDWORKS PDM descreve os requisitos e procedimentos
para configurar o serviço de indexação no sistema do SQL Server que são realizados fora
da ferramenta Administração, usando ferramentas como o SQL Server Management
Studio.
Eles incluem:
• Verificar a instalação do Serviço de Indexação Microsoft
• Atualizar o banco de dados do vault com o nome do servidor de indexação
• Alterar a conta de login no servidor de banco de dados
• Alterar a conta de login no servidor SQL
• Adicionar filtros de servidor de indexação
• Pesquisar novamente o catálogo de indexação
• Gerenciar os catálogos de indexação de vaults

Indexar arquivamentos do vault em um sistema de servidor


SQL
Este procedimento descreve a configuração do servidor de indexação quando ele e o
servidor de banco de dados estão instalados no servidor SQL que hospeda bancos de
dados de vaults.
Antes de indexar os arquivamentos do vault, certifique-se de que o servidor de banco de
dados está instalado e configurado.
Para configurar o servidor de indexação em um sistema de servidor SQL:

1. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:

233
Indexação do vault (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,


no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Faça login no vault a ser indexado como um usuário SOLIDWORKS PDM com
permissões Pode atualizar configurações de indexação.
3. Clique com o botão direito do mouse em Indexação e selecione Abrir.
Se solicitado, faça login no servidor de arquivamento como um usuário com acesso
administrativo.
4. Na caixa de diálogo Configurações de indexação, para habilitar a pesquisa de conteúdo
nesse vault de arquivos, selecione Indexar arquivamentos do vault de arquivos.
5. Em Locais de arquivamento, clique duas vezes no caminho do arquivamento.
6. Na caixa de diálogo Editar caminho da pasta de arquivamento do vault de arquivos,
especifique o caminho para o arquivamento a partir do sistema que executa o serviço
de indexação. Você pode clicar em Procurar para localizar a pasta de arquivamento.
• Se o servidor de indexação (geralmente, o servidor SQL) estiver localizado no
mesmo sistema que o servidor de arquivamento, copie o caminho exibido no
primeiro campo e cole-o no segundo campo.
• Se o servidor de indexação estiver localizado em um sistema diferente do servidor
de arquivamento, forneça um caminho UNC para a pasta de arquivamento.
Digite uma destas informações:
• O login de domínio de um usuário, como o administrador do domínio, com acesso
total ao compartilhamento UNC.
• O nome e a senha de um usuário local do Windows no servidor de indexação.

7. Clique em OK e feche a caixa de diálogo Configurações de indexação.


8. Para verificar:
a) Clique com o botão direito do mouse em Meu computador e selecione Gerenciar.
b) Na caixa de diálogo Gerenciamento do computador, expanda Serviços e
aplicativos > Serviço de Indexação e verifique se o catálogo Conisio foi criado.

Configurar o serviço de indexação em um sistema de


servidor não SQL
Para configurar o serviço de indexação, o servidor de banco de dados do SOLIDWORKS
PDM e o Microsoft SQL Server precisam poder manter a comunicação com o sistema
utilizado como servidor de indexação.
Os processos listados aqui estão descritos no Manual de instalação do SOLIDWORKS PDM.
Para configurar o serviço de indexação em um sistema que não o do SQL Server:

1. Atualize o banco de dados do vault com o nome do servidor de indexação


Se o nome do servidor contém hífens (-), coloque o nome entre aspas duplas (" ").
2. Altere a conta de login no servidor de banco de dados.

234
Indexação do vault (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

3. Altere a conta de login no servidor SQL.


Se o servidor de indexação e o SQL Server estiverem no mesmo domínio, não é
necessário alterar a conta de login do SQL Server.
4. Quando as contas do serviço e o banco de dados do vault tiverem sido configurados,
adicione o serviço de indexação e indexe os arquivamentos do vault. Consulte Indexar
arquivamentos do vault em um sistema de servidor SQL na página 233.

Remover o índice de um vault


Quando você remove o índice de um vault, somente o catálogo de indexação é removido;
nenhum arquivamento físico é afetado pela operação.
Para remover o índice de um arquivamento de vault:

1. Inicie a ferramenta Administração executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
no menu Iniciar do Windows, selecione Todos os Programas > SOLIDWORKS
PDM > Administração.
• No Windows 8 e Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Faça login no vault cujo índice deseja remover.


3. Clique com o botão direito do mouse em Indexação e selecione Abrir.
Se solicitado, faça login como um usuário com acesso administrativo.
4. Desmarque Indexar arquivamentos do vault de arquivos e clique em OK.

Caixa de diálogo Configurações de indexação


Use a caixa de diálogo Configurações de indexação para configurar o servidor de indexação
e o servidor de banco de dados do SOLIDWORKS PDM instalados no sistema SQL Server
que hospeda os bancos de dados do vault.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique com o botão direito em Indexação e selecione Abrir.

Indexar Permite realizar pesquisa de conteúdo do vault.


arquivamentos do
vault de arquivos

Locais de O caminho do local onde os arquivamentos do vault estão


arquivamentos armazenados.
Para editar o caminho, clique com o botão direito do mouse no
caminho do arquivamento e selecione Editar.

Selecionar o método Pesquisa do Windows é pré-selecionada se o vault não tiver


de indexação do vault sido previamente indexado. Serviço de indexação é
de arquivos pré-selecionado se o vault já tiver sido indexado e tiver sido
atualizado.

235
Caixa de diálogo Editar caminho de pasta de arquivamento
do vault de arquivos
Use a caixa de diálogo Editar caminho da pasta de arquivamento do vault de arquivos
para alterar o caminho das pastas de arquivamento do vault no servidor de arquivamento.
Para exibir a caixa de diálogo:
Na caixa de diálogo Configurações de indexação, clique com o botão direito e selecione
Editar.

Caminho para a pasta de O caminho para o servidor de arquivamento da pasta que


arquivamento do vault de contém os arquivamentos do vault de arquivos. (somente
arquivos para leitura)

Caminho para a pasta de O caminho usado pelo sistema que está executando o
arquivamento do vault de serviço de indexação (em geral o servidor SQL).
arquivos a partir do • Se o servidor de indexação estiver localizado no mesmo
servidor de índice sistema do servidor de arquivamento, use o caminho
local para os arquivamentos. Copie o caminho exibido
no primeiro campo e cole-o no segundo campo.
• Se o servidor de indexação estiver em outro sistema que
não o do servidor de arquivamento:
• Forneça o caminho UNC para a pasta de arquivamento.
• Nome do usuário – Forneça o login de domínio de
um usuário com acesso de leitura e gravação ao UNC
compartilhado, por exemplo, o administrador do
domínio.
• Senha – Digite a senha do usuário.
• Verificar senha – Digite a senha do usuário
novamente.

236
15
Itens (somente SOLIDWORKS PDM
Professional )
Os Itens capturam uma definição completa de um produto. Eles reúnem projetos de montagem
CAD, software, embalagem, documentação e outros componentes em uma vista única e
abrangente do produto.
Os usuários interagem com os itens no Item Explorer, o aplicativo cliente para itens. No Item
Explorer os usuários podem criar novos itens, pesquisar pastas de itens e executar operações
como check-out e alteração do estado no fluxo de trabalho. Consulte a Ajuda do Explorador
de item do SOLIDWORKS PDM para obter mais detalhes. Os usuários podem também criar
itens no File Explorer.
Cada item tem um identificador exclusivo (ID de item). O ID do item pode ser lido de uma
variável de cartão de dados de arquivo, gerada a partir de números de série do SOLIDWORKS
PDM Professional, ou fornecida pelo usuário. Como o ID dos itens não é descritivo, eles também
têm nomes de exibição com base em uma variável (por padrão, Descrição). O Item Explorer
sempre mostra o ID do item e seu nome de exibição.

Consulte o Manual de Instalação do SOLIDWORKS PDM para obter informações sobre itens:
• O Explorador de arquivos não está instalado como padrão somente na instalação do
cliente. Ele é instalado como padrão no cliente com a instalação do servidor. Para instalá-lo,
execute uma instalação de cliente personalizada e selecione o recurso Item Explorer.
• Atualizar um banco de dados de vault anterior à versão 2009 SP2 não cria os cartões de
item predeterminados (cartão de dados e cartões de pesquisa), template de BOM de item,
nem números de série. Para trabalhar com itens, use a ferramenta Administração para
importar esses recursos.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Pastas de itens
• Configuração de itens

Pastas de itens
As pastas de itens organizam os itens em grupos, o que simplifica a navegação e o
gerenciamento.
Em termos funcionais, as pastas de itens são idênticas às pastas do vault. Por exemplo,
você pode definir permissões de usuário e de grupo, definir notificações de fluxo de
trabalho e criar cartões de dados para as pastas de itens.
As pastas de itens são criadas no Item Explorer. Todas as pastas de itens são criadas
dentro da pasta-raiz Items no topo da estrutura do vault.

237
Itens (somente SOLIDWORKS PDM Professional )

• A pasta-raiz Itens é criada na primeira vez que alguém visita o vault a partir do
Item Explorer.
• O painel de Pastas do Item Explorer não mostra a pasta-raiz Items como um nó
individual. Os itens de nível superior e as pastas de itens são exibidas imediatamente
abaixo do vault.

Configuração de itens
Você pode usar as configurações predeterminadas para itens ou configurá-las como
necessário.

Todas as etapas de configuração são opcionais.

Para configurar itens:

1. Altere o formato do número de série do item predeterminado ou crie um novo número


de série a ser usado com o gerador de ID de itens.
2. Configure como serão gerados os IDs dos itens e seus nomes descritivos:
a) Clique duas vezes em Itens.
b) Na caixa de diálogo Configurar itens, na página ID do item, selecione um Número
de série do item.
c) Para criar IDs de item a partir de uma variável de cartão de dados de arquivo,
selecione uma Variável de ID de item.
d) Na página Nome descritivo, selecione uma variável para ser usada como Nome
descritivo.
e) Clique em OK.
3. Ative a geração de itens para tipos de arquivo adicionais. Consulte Configurar
propriedades de tipo arquivo na página 213.
Por padrão, a geração de itens está ativada para os tipos de arquivo de CAD.
4. Modifique o cartão de item predeterminado ou crie novos cartões de item.
5. Crie cartões de dados de pasta para as pastas de itens.
6. Modifique os cartões de pesquisa de itens predeterminados ou crie novos cartões.
7. Modifique o conjunto de colunas de BOM de Itens predeterminado ou crie um novo
template. Consulte Criar templates de lista de materiais (para SOLIDWORKS
PDM Professional apenas) na página 121.
8. Adicione a coluna Associated Item ao File Explorer, para que os usuários possam
ver quais itens (se houver) estão vinculados ao arquivo. Consulte Criar um conjunto
de colunas de lista de arquivos na página 205.

238
Itens (somente SOLIDWORKS PDM Professional )

9. Ative a importação de dados de variável para os itens existentes, a partir de um


sistema ERP:
a) Crie um arquivo XML vinculando os valores variáveis aos atributos do item.
b) Adicione uma ação de transição para acionar a importação dos dados variáveis.
10. Execute as outras operações de configuração como faria para os arquivos, como, por
exemplo, configuração de permissões para pastas, definição de categorias e criação
de números de revisão e fluxos de trabalho.

Os recursos a seguir não têm suporte para itens:


• Colunas – Não é possível personalizar as colunas do Item Explorer.
• Templates – Não é possível usar templates para criar itens ou pastas de itens.

Configurar itens - ID de Item


Use a página Configurar itens - ID de item para selecionar o número de série e variável
de cartão de dados de arquivo usado para gerar IDs de item exclusivos.
Para exibir essa página:
Clique duas vezes em Itens.

Número de série do Especifica o número de série (consulte Números de série) a


item partir do qual o SOLIDWORKS PDM gera IDs de item exclusivos.
O valor predeterminado é Número de item, que é um contador
de 8 dígitos (00000001, 00000002, e assim por diante).

• Se Variável de ID de item estiver definido, o número


de série é usado somente se a variável de cartão de dados
selecionada não tiver um valor.
• Selecione um número de série com pelo menos um
componente de contador para assegurar que os IDs dos
itens sejam exclusivos.
• OS IDs de item não podem conter barras invertidas (\).
As barras invertidas nos números de séries são
substituídas por sublinhados (_) nos IDs gerados.
• Os números de série baseados em suplementos não têm
suporte como geradores de IDs de itens.
• Quando os itens são criados, os usuários podem especificar
IDs de item diferentes dos gerados automaticamente, por
exemplo, para especificar IDs obtidos de um sistema de
planejamentos de recursos (ERP).

Variável de ID de item Especifica a variável de cartão de dados a partir da qual o


SOLIDWORKS PDM cria IDs de itens. Para desativar o
mapeamento de IDs de item para uma variável de cartão de
dados, selecione <Não ler o ID em uma variável>.
Se uma variável de cartão de dados mapeada não tiver um
valor ou o mapeamento estiver desativado, será usado Número
de série de item para gerar IDs de itens.

239
Configurar itens - Nome descritivo
Use a página Configurar itens - Nome descritivo para selecionar a variável de cartão de
item a ser usada como nome de exibição do item.
Para exibir essa página:
Clique duas vezes em Itens. No painel da esquerda, clique em Nome descritivo.

Nome descritivo Especifica a variável de cartão de item cujo valor é usado como
o nome de exibição do item. Selecione uma variável ou aceita
a Descriçãopredeterminada, que é mapeada para a descrição
do arquivo no Cartão de Item SOLIDWORKS predeterminado.
O Item Explorer em geral exibe tanto o ID exclusivo do item
como o nome descritivo.

Como os IDs tipicamente não descrevem o conteúdo do


item, selecione um Nome descritivo que crie nome
significativos para todos os itens gerados.

240
16
Instalar e configurar a licença
SolidNetWork
O SOLIDWORKS PDM gerencia licenças usando o SolidNetWork License (SNL) Manager. A
Instalação do SolidNetWork Licença inclui:
• A Instalação do SolidNetWork License Manager.

Se você já tem um SolidNetWork License Manager instalado para o SOLIDWORKS, você


pode usá-lo com o SOLIDWORKS PDM. É necessário ter certeza de que ele está atualizado
com a versão de lançamento do SOLIDWORKS PDM.

• Ativar licenças de cliente.


• Configurar o servidor de Licenças de rede do SolidWorks para uso com o vault de arquivos.
• Certificar-se de que o servidor de Licenças do SolidNetWork é acessível a todos os clientes.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Configuração do servidor de licenças do SolidNetWork para o vault de arquivos


• Utilização do servidor de licenças SolidNetWork com firewalls
• Modificar as configurações do Gerenciador de Licenças SolidNetWork para o
firewall do Windows
• Administração de Licenças SolidNetWork
• Licensing

Configuração do servidor de licenças do SolidNetWork para


o vault de arquivos
Você pode configurar o servidor para o vault de arquivos após instalar o SolidNetWork
License Manager e ativar a licença no servidor.

Você precisa configurar o servidor de licenças apenas uma vez, pois todos os vaults
do SOLIDWORKS PDM no servidor SQL usam o mesmo servidor SNL.

1. Abra a ferramenta Administração executando uma das seguintes opções:

241
Instalar e configurar a licença SolidNetWork

• Em sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,


clique em Iniciar > Todos os Programas > /> > Administração.SOLIDWORKS
PDM
• No Windows 8.1 e no Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Crie um vault de arquivos ou expanda o vault de arquivos existente.


3. Clique com o botão direito no nó Licença e selecione Abrir.
4. Na guia Lista de servidores, clique em Adicionar.
5. Insira o endereço do SolidNetWork License Manager no formato: port@SNLServerName.

O número padrão da porta é 25734. Você pode digitar o nome do host ou o endereço
de IP do servidor de licenças do SolidNetWork em SNLServerName. Todos os
clientes devem ser capazes de se conectar ao servidor através do endereço de IP
ou nome do host.

6. Clique em OK.
7. Clique na guia Utilização de licenças para garantir que licenças do SOLIDWORKS PDM
estejam disponíveis.
8. Clique em OK.

Utilização do servidor de licenças SolidNetWork com firewalls


Se o seu servidor utiliza um firewall, você precisa configurar as portas para fornecer
suporte à licença SolidNetWork.
Você precisa configurar o firewall no lado do servidor.

Modificar as configurações do Gerenciador de Licenças


SolidNetWork para o firewall do Windows
Se estiver usando o firewall do Windows, você precisa modificar o arquivo de licença
SolidNetWork para usar as portas do firewall para distribuir as licenças aos computadores
clientes.

1. Inicie o SolidNetWork License Manager executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
clique em Iniciar > Todos os programas > versão SOLIDWORKS >
Ferramentas SOLIDWORKS > versão do SolidNetWork License
ManagerServer.
• No Windows 8.1 e no Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS Tools, clique em SolidNetWork License Manager Server versão
.
2. Na guia Administração de Servidores, em Servidor de Licenças, clique em Parar.
(clique em Sim quando for solicitada a confirmação e em OK para concluir a
interrupção do servidor de licenças).
3. Em Informações de licença, clique em Modificar.
4. Em Tipo de servidor, selecione a disposição de servidores da sua rede (Único ou
Tríade) e clique em Avançar.

242
Instalar e configurar a licença SolidNetWork

5. Em Informações do servidor:
a) Selecione Um firewall está sendo usado neste servidor.
b) O Número da Porta e o Número da porta Daemon do fornecedor devem conter os
números de portas especificados no firewall do Windows.
c) Selecione Opções de arquivo e clique em Procurar para localizar o arquivo.
Clique em Editar para alterar qualquer um de seus parâmetros.

As opções de arquivo permitem que o administrador de licenças controle vários


parâmetros de operação das licenças FLEXnet.
O local recomendado para as opções de arquivo é o diretório de instalação do
SolidNetwork License Manager ( SolidNetwork_License_Manager_install_dir\
Licenses \sw_d.opt). Esse arquivo deve estar no mesmo diretório que o arquivo
sw_d.lic.
Para obter mais informações sobre as opções de arquivo, consulte o Manual de
Administração de Licenças do FLEXnet Publisher no diretório de instalação do
SolidNetWork License Manager (\Docs\flexuser\licensingenduserguide.pdf).

d) Clique em Avançar e em Concluir.


6. Na guia Administração de servidores, em Servidor de licenças, clique em Iniciar.
7. Clique em OK para fechar o Gerenciador de Licenças do SolidNetWork.

Administração de Licenças SolidNetWork


As tarefas incluem o início, a atualização e a desinstalação das licenças do gerenciador
de licenças.

Iniciar o SolidNetWork License Manager


Você pode iniciar o SolidNetWork License Manager no menu Iniciar do Windows.

Inicie o SolidNetWork License Manager executando uma destas ações:


• Nos sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
clique em Iniciar > Todos os programas > versão SOLIDWORKS >
Ferramentas SOLIDWORKS > versão do SolidNetWork License
ManagerServer.
• No Windows 8.1 e no Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS Tools, clique em SolidNetWork License Manager Server versão
.

Solução de problemas de licenças SolidNetWork


Se a instalação do SolidNetWork License Manager falhar, verifique essas possíveis
explicações.

Acessar os arquivos de log de Licenças SolidNetWork


Quando ocorre um erro de licença, a solução frequentemente é encontrada no arquivo
SNL_Manager_install_dir\lmgrd.log.

243
Instalar e configurar a licença SolidNetWork

Não foi possível obter uma licença para o SOLIDWORKS PDM ou não é
possível conectar ao servidor de licenças
Em geral, esses problemas são causados por configurações de porta.
• As configurações de porta entre o SolidNetWork License Manager e o cliente de licenças
podem não corresponder.
• É possível que não tenham sido especificadas configurações de porta adicionais para
múltiplas versões do SolidNetWork License Manager.
• Certifique-se de que a máquina cliente pode resolver e traçar rotas com precisão para
o servidor, dado o nome do servidor. Além disso, certifique-se de que o servidor pode
resolver com precisão a rota para o cliente, dado o nome da máquina cliente.
• Certifique-se de que o número de porta no arquivo de log na guia Administração de
servidores esteja correto.
• Certifique-se de que o firewall no servidor de Licenças SolidNetWork não bloqueia o
acesso ao porto.

Quando um erro de logo ocorrer, é possível verificar o Arquivo de log na ferramenta


de administração.

Licensing

Tipos de licença
O SOLIDWORKS PDM usa licenças de cliente flutuantes. Quando você faz o login em um
vault, a licença instalada no seu sistema é retirada de um pool de licenças que são
gerenciadas pelo servidor de licenças do SolidNetWork. Quando você faz o logout ou sai
do SOLIDWORKS PDM, a licença retorna ao pool e pode ser usada por outro cliente.

Licenças para SOLIDWORKS PDM Professional

Licença Tipos de licença incluídos

SOLIDWORKS PDM Editor: Fornece suporte para o trabalho com todos os


ProfessionalCAD Editor e Web tipos de arquivo, incluindo gerenciamento e visualização
aprimorados de formatos CAD, como o SOLIDWORKS.
Os suplementos CAD permitem aos usuários acessar
o recurso SOLIDWORKS PDM Professional a partir de
um aplicativo CAD.
Web: Os usuários remotos podem usar o cliente WEB
para pesquisar o vault e executar funções básicas para
habilitar processos de trabalho remotos.

244
Instalar e configurar a licença SolidNetWork

Licença Tipos de licença incluídos

SOLIDWORKS PDM Colaborador: Os usuários em uma rede de área local


ProfessionalContributor e Web (LAN), rede de longa distância (WAN) ou rede virtual
privativa (VPN) podem executar as mesmas funções
executadas com o tipo de licença Editor, exceto que
os suplementos CAD não são habilitados.
Web: Os usuários remotos podem usar o cliente WEB
para pesquisar o vault e executar funções básicas para
habilitar processos de trabalho remotos.

SOLIDWORKS PDM Permite o acesso somente para leitura aos vaults. Os


ProfessionalVisualizador usuários não podem adicionar ou modificar (check-out,
check-in, atualizar valores) os arquivos nem usar
suplementos CAD.

Licenças para SOLIDWORKS PDM Standard

Licença Tipos de licença incluídos

SOLIDWORKS PDM StandardCAD Oferece suporte para operação com o SOLIDWORKS,


Editor formato DWG/DXF, Microsoft Word e arquivos do
Microsoft Excel. Todos os formatos de arquivo
gerenciados pelo suplemento do Office se comportam
da mesma forma no SOLIDWORKS PDM Standard,
exceto Visualização.

SOLIDWORKS PDM Oferece suporte para operação com o SOLIDWORKS,


StandardContributor formato DWG/DXF, Microsoft Word e arquivos do
Microsoft Excel.

SOLIDWORKS PDM Permite acesso somente de leitura aos vaults de


StandardVisualizador arquivos; o usuário não pode adicionar nem modificar
(efetuar check-out, check-in, atualizar valores)
arquivos.

Alterar o tipo de licença do cliente


Você seleciona o tipo de licença de cliente durante a instalação.
Pré-requisitos:
• Para alterar o tipo de licença, você precisa ter permissões administrativas locais no
Windows.
• Para clientes instalados a partir de uma imagem administrativa (via distribuição do
Active Directory ou uma instalação semelhante por script), você precisa reinstalar o
cliente usando outra imagem administrativa do tipo de cliente especificado.
É possível alterar o tipo de licença:

245
Instalar e configurar a licença SolidNetWork

• Usar Painel de Controle > Programas > Desinstalar um programa para remover
o SOLIDWORKS PDM e reinstalá-lo.
• Abrir a caixa de diálogo Desinstalar ou alterar um programa e selecionar SOLIDWORKS
PDM Client > Alterar. No Assistente de Instalação do SOLIDWORKS PDM, selecione
Modificar.

Na caixa de diálogo Desinstalar ou alterar um programa, o SOLIDWORKS PDM


Client ou o SOLIDWORKS PDM Server estará listado se você tiver instalado
oSOLIDWORKS PDM usando MSIs. Você deve modificar a instalação do SOLIDWORKS
caso tenha instalado o SOLIDWORKS PDM usando o SLDIM.

• Usando a caixa de diálogo Sobre o SOLIDWORKS PDM.


Para alterar o tipo de licença na caixa de diálogo Sobre o SOLIDWORKS PDM:

1. Clique em Ajuda > SOLIDWORKS PDM Administração.


2. Use a lista suspensa Tipo de cliente para selecionar outro tipo de licença de cliente.
3. Clique em OK.
4. Quando instruído a reiniciar seu computador, clique em OK.
5. Reinicie o computador.

Dependendo do tipo de licença que foi usada quando o cliente foi instalado, mudar
para o tipo de licença do CAD Editor na caixa de diálogo Sobre o SOLIDWORKS PDM
pode não ativar o suplemento CAD. Se ele não for ativado, remova o SOLIDWORKS
PDM conforme descrito acima e selecione SOLIDWORKS PDM CAD Editor na
reinstalação.

Visualizar informações de versão de sistemas que não


são clientes
Para encontrar a versão do software SOLIDWORKS PDM em um servidor que
não possui um cliente instalado:

1. Abra o Painel de Controle > Programas > Desinstalar um Programa.


2. Clique em Servidor do SOLIDWORKS PDM .
A coluna Versão exibe a versão atual instalada.

Exibir informações de versão para sistemas clientes


Para encontrar a versão do software SOLIDWORKS PDM em um cliente:

1. Faça login na ferramenta Administração do SOLIDWORKS PDM .


2. Clique em Ajuda > Administração do SOLIDWORKS PDM .
3. Veja a Versão do cliente e clique em OK.

246
Instalar e configurar a licença SolidNetWork

Adicionar e modificar servidor de licenças do


SolidNetWork
Para fazer o login em um vault a partir de um cliente SOLIDWORKS PDM, é necessário
ter uma licença que corresponda ao tipo e versão da licença instalada atualmente. A
licença é obtida do servidor de licenças do SolidNetWork definido na configuração da
licença. Para adicionar ou modificar o servidor de licenças do SolidNetWork, você usa a
caixa de diálogo Definir licença disponível na ferramenta Administração.
Para adicionar ou modificar o servidor de licenças:

1. Abra a ferramenta Administração executando uma das seguintes opções:


• Em sistemas Windows 7 e Windows Server anteriores ao Windows Server 2012,
clique em Iniciar > Todos os Programas > SOLIDWORKS PDM >
Administração.
• No Windows 8.1 e no Windows Server 2012 ou posterior, na tela Aplicativos, em
SOLIDWORKS PDM , clique em Administração.

2. Crie um vault de arquivos ou expanda o vault de arquivos existente.


3. Clique com o botão direito no nó Licença e selecione Abrir.
4. Na guia Lista de servidores, clique em Adicionar.
5. Insira o endereço do SolidNetWork License Manager no formato: port@SNLServerName

O número padrão da porta é 25734. Você pode digitar o nome do host ou o endereço
de IP do servidor de licenças do SolidNetWork em SNLServerName. Certifique-se
de que todos os clientes conseguem se conectar ao servidor através do endereço
de IP ou nome do host.

6. Clique em OK.
7. Clique na guia Utilização de licenças para garantir que licenças do SOLIDWORKS PDM
estejam disponíveis.
8. Clique em OK.

Caixa de diálogo Definir licença


Use a caixa de diálogo Definir licença para adicionar ou modificar servidores de licenças.
Para fazer o login em um vault a partir de um cliente SOLIDWORKS PDM, é necessário
ter uma licença que corresponda ao tipo e versão da licença instalada atualmente.
Para abrir essa caixa de diálogo, siga um destes procedimentos:
• Clique duas vezes em Licença.
• Clique com o botão direito do mouse em Licença e selecione Abrir.

Servidor

Lista de Servidores Lista os servidores de licenças do SolidNetWork.


Por exemplo, Port@SNLServerName

ADicionar Permite adicionar os servidores de licenças.

247
Remover Permite remover os servidores de licenças selecionados.

Utilização de Licenças

Servidor Permite selecionar o servidor de licenças SolidNetWork.

Produto Permite selecionar o tipo de licença do SOLIDWORKS PDM para


ver detalhes da licença.
Consulte Tipos de licença na página 244.

Total de licenças Exibe o número total de licenças.

Licenças gratuitas Exibe o número de licenças disponíveis.

Licenças usadas por Mostra detalhes de licenças utilizadas.

248
17
Sistema de mensagens
O sistema de mensagens do SOLIDWORKS PDM envia notificações do vault (como notificações
de fluxo de trabalho) para os usuários.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Tipos de sistemas de mensagens


• Configurar o sistema de mensagens
• Exemplo: Usar o sistema de mensagens do banco de dados

Tipos de sistemas de mensagens


Você pode escolher o sistema de mensagens usado pelo SOLIDWORKS PDM.

Banco de dados
O sistema de mensagens integrado do SOLIDWORKS PDM. As notificações são enviadas
para a caixa de entrada do vault do destinatário. As mensagens de notificação ficam
acessíveis apenas ao utilizar uma vista de vault do cliente. Os usuários podem visualizar
as notificações clicando no ícone da bandeja do sistema ou visualizando a caixa de entrada
do vault (Ferramentas > Inbox).
Não é possível enviar e-mails externos através do sistema de mensagens do banco de
dados para as caixas de entrada de vault dos usuários.
As notificações automáticas (acionadas por fluxo de trabalho ou API) dependem da
disponibilidade do serviço de servidor de banco de dados do SOLIDWORKS PDM e de sua
configuração correta. Se houver problemas com o envio de notificações, verifique se o
serviço de servidor de banco de dados está em execução e se o log do aplicativo não
contém erros.

SMTP
O SOLIDWORKS PDM Professional usa um servidor de correspondência SMTP. É possível
enviar notificações para aplicativos de e-mail externos, como Microsoft Outlook. Para
receber e-mail, o usuário deve ter um endereço de e-mail especificado em seu cartão de
perfil.
Ao definir as configurações SMTP, você pode enviar um e-mail de teste para um usuário
e verificar se as configurações estão corretas.
• Se tiver dificuldades para colocar as notificações SMTP em funcionamento, passe para
o sistema de mensagens do banco de dados temporariamente para assegurar que as
notificações estejam sendo geradas corretamente.

249
Sistema de mensagens

Se estiver testando através do uso de notificações de transição, as notificações não


são processadas se você colocar você mesmo como destinatário. O usuário de destino
deve ser diferente do usuário conectado que está acionando a notificação.

• Para notificações automáticas, a origem de uma mensagem SMTP é o sistema que


executa o serviço de servidor de banco de dados, normalmente o sistema do servidor
SQL. Certifique-se de que o servidor SMTP permite a retransmissão de mensagens do
sistema que executa o serviço de servidor de banco de dados.
• As notificações automáticas enviadas para um endereço de e-mail possuem o formato
HTML. Os links na mensagem (como Exibir e Abrir pasta) funcionam somente se
houver uma vista local do vault disponível no computador onde a mensagem é lida.
Observe também que os links podem ser bloqueados para acionamento se as restrições
de segurança do aplicativo de e-mail estiverem muito elevadas.
• Certifique-se de que a porta SMTP não esteja bloqueada entre o servidor SMTP e os
computadores clientes ou o serviço de servidor de banco de dados que gera as
notificações.
• Assegure-se de que nenhum aplicativo antivírus esteja impedindo o envio de mensagens
SMTP. Pode ser necessário criar exceções para os processos que geram mensagens:
• Para notificações de cliente (usuário-para-usuário), crie exceções para: explorer.exe,
inbox.exe
• Para notificações de serviço de servidor de banco de dados (automáticas), crie uma
exceção para: ConisioDbServer.exe
• Se um endereço de e-mail estiver especificado no cartão de perfil do usuário, as
notificações são enviadas apenas para esse e-mail. Nenhuma cópia é enviada para a
caixa de entrada do vault do usuário.
• As notificações usuário-para-usuário (como, por exemplo, responder a mensagens da
caixa de entrada ou usar a opção Notificar, Um colega) são enviadas diretamente
do computador cliente onde a mensagem é criada, não dependendo do serviço de
servidor de banco de dados. Se estiver usando a opção SMTP, certifique-se de que o
servidor SMTP permite a retransmissão de mensagens dos computadores clientes.

Configurar o sistema de mensagens


No SOLIDWORKS PDM Professional, é possível configurar o SOLIDWORKS PDM para enviar
notificações usando o sistema de mensagens predeterminado do banco de dados ou um
servidor de correspondência SMTP. O SOLIDWORKS PDM Standard tem suporte somente
para o sistema padrão de mensagens do banco de dados.
Para configurar o sistema de mensagens no SOLIDWORKS PDM Professional:

1. Clique duas vezes em Sistema de mensagens.


2. Na guia Geral da caixa de diálogo Sistema de mensagens, selecione um sistema de
mensagens: Banco de dados ou SMTP.
Se você selecionar Banco de dados, nenhuma configuração adicional é necessária.
Se selecionar SMTP, a guia Configurações SMTP aparecerá.
3. Para configurar o servidor SMTP:
a) Clique na guia Configurações SMTP.
b) Digite o nome ou o número IP do Servidor e o número da Porta.
c) Se o servidor SMTP requer login, selecione Login necessário e digite o Usuário
(nome do usuário) e a Senha.

250
Sistema de mensagens

d) Digite o Endereço do remetente e o Nome do remetente.


e) Para testar a configuração do SMTP, clique em Testar configurações.
A caixa de diálogo Testar configurações mostra o endereço de e-mail do usuário
conectado, se tiver sido definido.
f) Se não for exibido um endereço de e-mail, digite-o.
g) Clique em OK.
O software tenta enviar o e-mail.
Se a mensagem não puder ser enviada, é exibida uma mensagem de erro. Use a
mensagem para identificar e solucionar o problema.

4. Clique em OK.

Sistema de mensagens - Guia Geral


Use a guia Geral para selecionar o sistema de mensagens usado pelo SOLIDWORKS PDM
para enviar notificações.
Para exibir a caixa de diálogo Sistema de mensagens:
Clique duas vezes em Sistema de mensagens.

Sistema de correio Selecione um sistema de mensagens:


selecionado
Banco de dados
Use o sistema de mensagens do banco de dados integrado.

SMTP
Use um servidor de correspondência SMTP. Defina as
configurações SMTP na guia SMTP.

Sistema de mensagens - Guia Configurações SMTP


Use a guia Configurações SMTP para configurar o servidor SMTP usado pelo SOLIDWORKS
PDM para enviar notificações.

A guia Configurações SMTP só fica disponível quando SMTP é selecionado na guia


Geral.

Para exibir a caixa de diálogo Sistema de mensagens:


Clique duas vezes em Sistema de mensagens.

Servidor O nome ou o endereço IP de um servidor SMTP válido e


disponível na rede, que pode retransmitir mensagens geradas
por SMTP.

Porta O número de porta do servidor SMTP, normalmente 25.

251
Sistema de mensagens

Login obrigatório Se o servidor SMTP exigir login para retransmitir as mensagens,


selecione essa opção e digite um nome de usuário e senha.

Usuário (ativo somente se Login obrigatório estiver selecionado)

Senha (ativo somente se Login obrigatório estiver selecionado)

Endereço do O endereço de e-mail de resposta usado para notificações


remetente geradas automaticamente.

Nome do remetente O nome do remetente usado para notificações geradas


automaticamente.

Enviar Clique em Testar configurações para exibir a caixa de diálogo


correspondência de Testar configurações e enviar um e-mail para testar as
teste configurações SMTP.

Testar configurações
Use a caixa de diálogo Testar configurações para especificar um destinatário de correio
para testar as configurações SMTP.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Na guia SMTP da caixa de diálogo Sistema de mensagens, clique em Testar
configurações.

Destinatário O endereço de e-mail do usuário conectado.


Se o endereço de e-mail não estiver especificado nas
propriedades do usuário, digite esse endereço.

OK Se o SMTP estiver configurado corretamente, uma notificação


é enviada a um usuário.
Se a notificação não puder ser enviada, é exibida uma
mensagem de erro.

Exemplo: Usar o sistema de mensagens do banco de dados


Este exemplo descreve como usar o sistema de mensagens de banco de dados integrado
do SOLIDWORKS PDM.

1. Configure o vault para usar o sistema de mensagens do banco de dados:


a) Clique duas vezes em Sistema de mensagens.
b) Na guia Configurar Sistema de correio - Geral, selecione Banco de dados e
clique em OK.
2. Configure uma transição de fluxo de trabalho para enviar uma notificação ao usuário.

252
Sistema de mensagens

3. Faça um arquivo passar pela transição (consulte a Ajuda do SOLIDWORKS PDM ).


É enviada uma notificação ao usuário. O usuário é notificado através de um ícone na
bandeja do sistema.
4. O usuário visualiza a notificação clicando no ícone da bandeja do sistema ou exibindo
a caixa de entrada do vault (Ferramentas > Caixa de entrada na Vista do Explorer
do SOLIDWORKS PDM).

253
18
Replicação (para SOLIDWORKS
PDM Professional apenas)

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Arquivar
• Replicação do banco de dados do vault

Arquivar

Caixa de diálogo Status de arquivamento (SOLIDWORKS


PDM Professional somente vaults)
Use a caixa de diálogo Status de arquivamento para monitorar o processo de replicação.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique com o botão direito do mouse em Status do arquivamento e clique em Abrir.

Servidor de Arquivamento Selecione o servidor de arquivamento a ser monitorado.


À medida que os arquivos são replicados, os valores e
o diagrama são alterados em tempo real.

O vault de arquivos está Indica se o vault de arquivos está replicado.


replicado:

Número total de O número de versões de arquivo que existem no vault.


arquivamentos disponíveis
neste vault de arquivos

Número de arquivos que O número de versões de arquivo que ainda não foram
ainda não foram replicados replicadas para o servidor o arquivamento selecionado.
para este servidor Por exemplo, o vault pode ter cinco versões, e o
servidor de arquivamento, três versões.

254
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

Porcentagem de arquivos A porcentagem do número total de versões de arquivo


ainda não foram replicados que ainda não foram replicadas.
para este servidor
Arquivos existentes
Arquivos que estão disponíveis aos usuários no vault.

Arquivos excluídos
Arquivos que foram excluídos (mas que ainda não
foram eliminados) no vault. A guia Arquivos excluídos
nas propriedades da pasta ainda lista os arquivos.

Atualizar
Atualiza os valores de status exibidos nesta caixa de
diálogo.

Arquivos do sistema
Arquivamentos de arquivos de sistema no vault, como
imagens de cartão e suplementos.

Replicação do arquivamento (apenas para SOLIDWORKS


PDM Professional)
SOLIDWORKS PDM utiliza um servidor de banco de dados e um servidor de arquivamento
para hospedar dados centrais de arquivos e atividades em um vault do SOLIDWORKS
PDM.
Quando um cliente se conecta a um vault do SOLIDWORKS PDM por meio da vista do
vault para procurar arquivos, visualizar cartões de dados de arquivos, pesquisar arquivos
etc., as informações são enviadas entre o cliente e o servidor de banco de dados. Quando
o cliente recupera os arquivos físicos armazenados no vault (como desenhos e documentos)
do arquivamento para a vista do vault de arquivos local (cache) usando funções como
Obter ou Check-out, os arquivos são obtidos no servidor de arquivamento e enviados
para o cliente. O tempo para transferir esses arquivos depende do tamanho dos arquivos
e da velocidade da rede.
Em um ambiente de LAN, os arquivos normalmente são transferidos rapidamente, já que
o servidor de arquivamento reside no local dos clientes. Se o vault do SOLIDWORKS PDM
for compartilhado entre múltiplos escritórios através de uma WAN, o desempenho diminui
e depende muito da velocidade da conexão. As informações do servidor de banco de
dados (rápidas de transferir, já que apenas pequenos dados de texto são enviados) e os
arquivos físicos (que podem levar de segundos a horas para transferir, dependendo do
tamanho) são transferidos através da WAN.
A utilização do recurso de replicação de vault do SOLIDWORKS PDM permite equilibrar a
quantidade de dados transferidos através de uma conexão WAN lenta, configurando em
cada escritório servidores de arquivamento locais que hospedam uma cópia replicada do
arquivamento do vault. Quando os clientes de cada escritório trabalham no vault, as
informações ainda são enviadas do servidor de banco de dados central, mas os arquivos

255
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

físicos agora são obtidos no servidor de arquivamento mais próximo que hospeda uma
cópia arquivada.
Se o arquivamento já foi replicado, o arquivo é recuperado do servidor de arquivamento
local no escritório da WAN. Se o arquivo foi adicionado a um servidor de arquivamento
em outro escritório mas ainda não foi replicado no servidor local, o arquivamento é
replicado automaticamente quando o arquivo é inicialmente recuperado por um cliente,
tornando o arquivo acessível no servidor local para todos os outros clientes do mesmo
escritório.

Caixa de diálogo Configurações de replicação


Use a caixa de diálogo Configurações de replicação para configurar um servidor para a
replicação sob demanda de um arquivamento do vault.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Execute o assistente do servidor de arquivamento replicado. Quando você conclui o login
no servidor de replicação, a caixa de diálogo é exibida.

Conexões Selecione uma conexão para modificar.


Use a seção Conexão selecionada para fazer alterações.

Teste Selecione Teste e pressione o botão Teste para verificar a


conexão de replicação entre o servidor de origem e o servidor
de destino.

Endereço IP ou nome Digite um nome de sistema DNS ou endereço IP válido que o


DNS servidor de destino possa usar para se comunicar com o
servidor de origem.
Em um ambiente WAN, você deve usar o endereço IP aqui. Os
servidores de arquivamento se comunicam através da porta
TCP 3030, portanto certifique-se de que esta porta esteja
totalmente aberta em todos os firewalls entre os servidores.

Velocidade Equilibre a carga de replicação entre três ou mais servidores.


Conexões de servidor com taxa de velocidade maior possuem
prioridade sobre servidores com velocidade menor.
Se estiver replicando entre dois servidores, você deve
selecionar a taxa de velocidade mais alta (10 Mbit)
independentemente da velocidade real da conexão. A definição
da velocidade não afeta a velocidade de transferência real em
qualquer sentido, apenas a velocidade.

Caixa de diálogo Novo esquema de replicação


Use a caixa de diálogo Novo esquema de replicação para definir a replicação entre
servidores de arquivamento localizados em fusos horários diferentes.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Expanda a árvore de um vault replicado e clique duas vezes em Configurações de
replicação. Na caixa de diálogo Configurações de replicação, clique em Novo esquema.

256
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

Nome do esquema Digite o nome do esquema.

Pastas que são parte As pastas incluídas no esquema de replicação.


do esquema

Adicionar pasta Exibe a caixa de diálogo Selecionar pasta, onde você pode
selecionar as partes do vault a serem incluídas neste esquema
de replicação.
Para programar a replicação de todos os arquivos do vault,
selecione o nome superior do vault. Certifique-se de ter espaço
de armazenamento suficiente em cada servidor de
arquivamento do esquema para hospedar a replicação total do
arquivamento. Se o vault que está sendo replicado contiver
muitos arquivos, o processo de replicação inicial pode demorar
um pouco, porque todos os arquivamentos são replicados nos
servidores de arquivamento definidos.
Para replicar apenas partes do vault, por exemplo, a pasta de
projetos, selecione essa pasta na árvore. Todos os arquivos da
pasta e de suas subpastas são programados para replicação.
Use este método em grandes vaults: programe a replicação
das pastas em que os arquivos são atualizados com freqüência
e use replicação sob demanda nas pastas acessadas com menos
freqüência.

Remover pasta Remove a pasta selecionada da lista.

Conexões a replicar Selecione os servidores entre os quais a replicação deve ser


programada. O arquivamento de arquivos é replicado para no
Servidor de destino do a partir do Servidor de origem.

Intervalo de replicação para conexão selecionada


Programe o intervalo de replicação para cada par de servidor de destino/servidor de
origem na lista Conexões a replicar. Para definir o mesmo intervalo para múltiplas
conexões, pressione a tecla CTRL enquanto seleciona as conexões.

Intervalo predefinido Programe quando a replicação deve ser executada entre os


servidores de origem e de destino. Você pode selecionar uma
programação predefinida ou atribuir sua própria programação
selecionando Programação definida pelo usuário.

257
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

Cadeia de caracteres Ao selecionar uma programação definida pelo usuário, digite


de intervalo uma Cadeia de caracteres de intervalo para definir quando
a replicação deve ocorrer.
Defina o formato da cadeia de caracteres:

Minuto
Selecione entre 0 e 59, onde 0 é a hora cheia.

Hora
Selecione entre 0 e 23, onde 0 é meia-noite.

Dia da semana
Selecione entre 1 e 7, onde 1 é segunda-feira.

Avançado Exibe a caixa de diálogo Configurações avançadas de esquema,


onde você limita os arquivos das pastas que serão replicados
quando a programação for executada.

Caixa de diálogo Configurações avançadas de esquema


Use a caixa de diálogo Configurações avançadas de esquema para especificar quais
arquivos das pastas especificadas devem ser realmente replicados quando a programação
for executada.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique em Avançado na caixa de diálogo Esquema.

Replicar somente a Replicará somente a versão mais recente se o arquivo possuir


versão mais recente múltiplas versões que ainda não foram replicadas no servidor.
Por exemplo, se as versões 5 a 10 ainda não foram replicadas
no servidor B, ativar essa opção replicará apenas a versão 10.
Se essa opção estiver desativada, as versões 5 a 10 serão
replicadas quando a programação for executada.

Replicar somente os Replica as versões de arquivo com a revisão do SOLIDWORKS


arquivos com revisões PDM atribuída.
Por exemplo, se a versão 4 possuir a revisão A e a versão 7
possuir a revisão B, ativar essa opção só replicará as versões
4 e 7 quando a programação for executada.

258
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

Incluir filhos na Por padrão, somente os arquivos armazenados nas pastas


replicação especificadas no esquema serão replicados pela programação.
Quaisquer arquivos abaixo das pastas especificadas não serão
replicados automaticamente.
Com essa opção ativada, a programação também incluirá todos
os arquivos referenciados pelo arquivo armazenado sob a pasta
especificada no esquema.
Por exemplo, considere um esquema definido para replicar
somente arquivos na pasta \Projects. O vault contém um
arquivo de montagem que faz referência a dois arquivos de
peça na pasta \Library. Com essa opção ativada, essas duas
peças serão replicadas também quando o esquema for
executado, embora a pasta \Library não faça parte do
esquema de replicação.

Replicar somente os Inclui somente os arquivos que estão atualmente nos estados
arquivos nos de fluxo de trabalho especificados.
seguintes estados
Selecione um fluxo de trabalho e estado na lista suspensa e
clique em Adicionar. As versões de arquivos que não estão
no estado especificado não são replicadas.

Interromper Por padrão, uma vez iniciada, a replicação programada processa


replicação após todos os arquivos e versões ainda não replicados no servidor.
Os arquivos são adicionados a uma fila e replicados até a fila
ficar vazia.
Para interromper o processo de replicação após um determinado
tempo, essa opção pode ser ativada para especificar quando
a replicação deve parar.
Todos os arquivos não processados ainda após esse período
serão adicionados à fila para replicação na próxima vez em que
um esquema for definido para iniciar.

Se um cliente recuperar um arquivo recuperado antes na


próxima vez em que o esquema for executado, o arquivo
será replicado imediatamente por replicação sob demanda.

Replicação do banco de dados do vault


O SOLIDWORKS PDM Professional é compatível com a replicação de um banco de dados
do vault que pode melhorar o desempenho em alta latência (normalmente em mais de
50 milissegundos) e ambientes de alto uso.
Os administradores podem usar a tecnologia de Grupos de disponibilidade AlwaysOn
(AOAG) do Microsoft SQL Enterprise edição 2012 ou posterior. Para obter mais detalhes,
consulte https://msdn.microsoft.com/en-us/library/ff878265.aspx.
Para cada grupo de disponibilidade, o AOAG mantém um único banco de dados primário
de leitura-gravação e vários bancos de dados secundários somente leitura. O servidor
SQL primário atualiza os servidores SQL secundários periodicamente.

259
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

O cliente da Web2 e o cliente da Web do SOLIDWORKS PDM não podem aproveitar o


banco de dados secundário.

Você pode criar os servidores SQL secundários por meio da LAN e WAN para o servidor
SQL primário. Usando o AOAG, o SOLIDWORKS PDM Professional pode direcionar as
operações de leitura para o servidor SQL secundário. Isso melhora o desempenho da
seguinte forma:
• As operações de leitura são direcionadas para o servidor SQL secundário, o que reduz
significativamente a carga sobre o servidor SQL primário de modo que ele possa
responder mais rapidamente e lidar com mais carga.
• Para as operações de leitura, os usuários acessam o servidor do banco de dados SQL
secundário, em vez de acessar o banco de dados SQL primário. Isso acelera as operações
de leitura, como a navegação pelas pastas do vault, e o acesso aos cartões de dados,
conteúdo e informações de local de uso.
• No caso de alta latência entre o servidor cliente e o servidor SQL primário, ter um
servidor SQL secundário localmente para o cliente melhora o desempenho das operações
de leitura.

É recomendado usar o modo de confirmação síncrona nos servidores SQL secundários


que têm pouquíssima latência para o servidor SQL primário.

Todas as operações de gravação são direcionadas para o servidor SQL primário. Durante
o login, o usuário é conectado:
• Aos servidores SQL primário e secundário caso o servidor SQL secundário esteja
acessível.
• Ao servidor SQL primário caso o servidor SQL secundário não esteja acessível. Nesse
caso, o servidor SQL primário lida com todas as operações do banco de dados da
respectiva sessão.

Configuração de servidores SQL secundários


Use a caixa de diálogo Configurações do servidor para configurar os servidores SQL
secundários.
Para configurar servidores SQL secundários:

1. Na ferramenta Administração, expanda Replicação e clique duas vezes em Banco


de dados.
2. Na caixa de diálogo Banco de dados, clique em Adicionar servidor.
3. Na caixa de diálogo Configurações do servidor, em Nome do servidor, selecione o
nome do servidor SQL secundário.
4. Para Lag máx. do primário, digite um valor.
5. Clique em Adicionar membro para atribuir usuários e grupos.
6. Clique em Testar configurações e em OK.

Caixa de diálogo Configurações do servidor


A caixa de diálogo Configurações do servidor permite configurar o servidor SQL secundário.

260
Replicação (para SOLIDWORKS PDM Professional apenas)

Opção Descrição

Nome do servidor Permite selecionar o servidor SQL secundário. Esse nome deve
ser exclusivo.

Use o endereço IP se o SOLIDWORKS PDM estiver


configurado para se comunicar usando este.

Máx. Lag do primário


O tempo máximo de lag permitido entre os servidores SQL
primário e secundário.
Esse valor pode variar de 1 minuto a 60 minutos. Se o tempo
de lag real ultrapassa o valor máximo, todas as operações de
leitura e gravação são direcionadas apenas para o servidor SQL
primário.

Não há suporte para números decimais, zero e valores


negativos.

Adicionar Membro Permite atribuir usuários e grupos ao servidor SQL secundário.


Se você atribuir um usuário a um banco de dados por meio de
um grupo e o usuário for atribuído a outro banco de dados
explicitamente, o SOLIDWORKS PDM o direciona para o banco
de dados ao qual ele foi atribuído explicitamente.
Se você atribuir um usuário a vários servidores SQL secundários
por meio de atribuições de grupo ou explícitas, o SOLIDWORKS
PDM o direciona para o banco de dados ao qual ele foi
adicionado mais recentemente.

Remover Membro Permite remover os usuários e grupos selecionados.

Testar configurações Verifica o seguinte:


• O nome do servidor SQL secundário é exclusivo.
• O banco de dados do vault no servidor SQL primário é
replicado nos servidores SQL secundários.
• O nome de usuário (sa) e a senha para os servidores SQL
primário e secundário são os mesmos.

261
19
Números de revisão
Os Números de revisão são nomes que identificam exclusivamente as versões de arquivos e
de itens. Qualquer versão de um arquivo ou item (criada ao fazer check-in de um arquivo ou
item modificado) pode receber um número de revisão, tanto automaticamente durante uma
transição de fluxo de trabalho como manualmente pelo usuário com direitos suficientes para
isso. Use os números de revisão para ajudar os usuários a recuperar a versão correta de um
arquivo ou item, ou para limitar o acesso a usuários específicos.

O número de revisão é diferente do número da versão.O SOLIDWORKS PDM incrementa o


número da versão (1, 2, 3, ...) toda vez que uma nova versão faz check-in no vault. O
número de revisão pode então ser aplicado a qualquer versão. Por exemplo, a versão 7 de
um arquivo pode ser aprovada como parte de um fluxo de trabalho e receber o número de
revisão Rev1.

Você pode configurar os números de revisão para corresponder aos esquemas de numeração
usados em sua empresa. O número de revisão pode consistir em texto estático e um ou mais
componentes (contadores), incrementados automaticamente toda vez que o número de revisão
é aplicado a um arquivo ou item. Exemplos de números de revisão:
• Rev 1, Rev 2, Rev 3, ...
• A.01, A.02, A.03, ...
• 1.1, 1.2, ..., 2.1, 2.2, ..., 3.1, 3.2, ...
Os números de revisão podem ser aplicados a itens, arquivos e a seus arquivos referenciados
(desenhos, montagens e peças).
Você pode configurar diferentes números de revisão para diferentes fluxos de trabalho ou
processos, para acomodar todos os tipos de arquivo gerenciados pelo SOLIDWORKS PDM.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Criar números de revisão


• Definir números de revisão manualmente
• Definir números de revisão automaticamente
• Atribuir números de revisão a estados de fluxo de trabalho
• Sincronização de uma variável de revisão com um número de revisão
• Exemplo - Alterar a numeração de revisão para diferentes estados de fluxo de
trabalho
• Exemplo - Criar números de revisão com contadores principal e secundário
• Exemplo - Mapear um número de revisão em um formulário de desenho

262
Números de revisão

Criar números de revisão


Você pode criar números de revisão para corresponder aos esquemas de numeração
usados em sua empresa. Você pode associar os números de revisão a estados de fluxo
de trabalho e transições, ou permitir que os usuários atribuam os números de revisão
manualmente.
Para criar um número de revisão:

1. Crie um ou mais componentes de número de revisão para servir como contadores


que aumentam cada vez em que um número de revisão é definido para um arquivo.
a) Expanda Revisões, clique com o botão direito do mouse em Componentes de
número de revisão e selecione Novo componente.
b) Na caixa de diálogo Propriedades de componente de número de revisão, digite um
Nome de componente descritivo que reflete a forma como sua empresa organiza
seus dados.
O SOLIDWORKS PDM fornece um componente de revisão de exemplo chamado
Componente de revisão Alpha. Se sua empresa preferir um designador numérico
para revisões, você pode especificar um Componente de revisão numérico como
o nome do componente.
c) Para o Valor inicial do contador, especifique o valor a ser usado para o
componente na primeira vez em que ele é aplicado a um arquivo.
Recomendação: Use 1 como o valor inicial do contador.
d) Em Dados, selecione o método que o software SOLIDWORKS PDM usa para criar
o componente de revisão:
• A String de formato baseia o componente em contadores predefinidos que
você seleciona em uma lista.
• O Valor da lista baseia o componente em uma lista de valores que você
especifica.
e) Clique em OK.
2. Expanda Revisões, clique com o botão direito do mouse em Números de revisão
e selecione Novo número de revisão.
3. Na caixa de diálogo Propriedades de número de revisão, digite um nome para o
número de revisão.
Você usa este nome ao atribuir um número de revisão a um estado de fluxo de
trabalho.
4. Para a String de formato de número de revisão, selecione um ou mais dos
componentes de número de revisão que você definiu na etapa 1.
5. Clique em OK.

Caixa de diálogo Propriedades do componente de número


de revisão
Use a caixa de diálogo Propriedades do componente de número de revisão para definir
um componente de número de revisão, a parte do número que é automaticamente
incrementada toda vez que o número de revisão é aplicado ao arquivo ou item.

263
Números de revisão

Para exibir essa caixa de diálogo:


• Para visualizar ou modificar um componente de número de revisão existente, expanda
Revisões > Componentes de número de revisão e clique duas vezes em um
componente.
• Para criar um novo componente de número de revisão, expanda Revisões, clique com
o botão direito do mouse em Componente de número de revisão e selecione Novo
componente.

Nome do componente O nome do componente de número de revisão.


Use um Nome de componente descritivo que reflita a forma
como sua empresa organiza seus dados.
Na caixa de diálogo Propriedades do número de revisão, você
seleciona os nomes de componentes para definir os formatos
de número de revisão.

Valor inicial do O valor inicial do componente. Por exemplo, se Valor inicial


contador do contador for 1:

Formato do componente Valor inicial

000 001

A,B,C,...,Z A

Valor da lista Primeiro valor na lista

Cadeia de caracteres Baseie o formato do componente em um contador predefinido.


de formato
Para selecionar um contador, clique em . Você também pode
especificar texto estático.

Valor da lista Baseie o formato do componente em uma lista de valores


especificada. A coluna da esquerda mostra a posição do
contador. Digite os valores do contador na coluna da direita.
Você deve definir o que acontece quando o contador chega ao
final da lista. Selecione uma das opções abaixo:
• Reiniciar da primeira linha da lista
• Continuar a usar a última linha
• Recusar a operação
SOLIDWORKS PDM também pode enviar um e-mail para um
usuário ou grupo quando o contador atingir o final da lista.
Selecione E enviar um e-mail a: e um destinatário.

Caixa de diálogo Propriedades de número de revisão


Use a caixa de diálogo Propriedades de número de revisão para definir formatos de
números de revisão.

264
Números de revisão

Para exibir a caixa de diálogo:


• Para criar um novo formato de número de revisão, expanda Revisões, clique com o
botão direito do mouse em Números de revisão e selecione Novo número de
revisão.
• Para visualizar ou modificar um formato de número de revisão existente, expanda
Revisões > Números de revisão e clique duas vezes no número de revisão.

Nome do número de O nome descritivo do número de revisão.


revisão

Cadeia de caracteres O formato do número de revisão.


de formato de número • Digite o texto estático que deve aparecer nos números de
de revisão revisão, como Rev-.
• Para selecionar o componente de número de revisão, clique
em e selecione um componente. Você pode usar vários
componentes em seu número de revisão.
• Para criar um novo componente de número de revisão, clique
em e selecione Novo componente.

Por exemplo, se você digitar Rev-, clicar em e selecionar


um componente cujo formato do contador é 000, os números
de revisão serão Rev-001, Rev-002, etc.

Exibir a caixa de diálogo Utilização


Exibe os itens e arquivos atribuídos à categoria. Esta caixa de diálogo é exibida quando
você tenta excluir uma categoria que contém arquivos ou itens atribuídos.

Definir números de revisão manualmente


Os usuários com permissões adequadas podem definir os números de revisão manualmente
no File Explorer e no Item Explorer. Consulte Ajuda do File Explorer do SOLIDWORKS
PDM e Ajuda do Item Explorer para obter mais detalhes. Entretanto, os números de
revisão normalmente são definidos de maneira automática durante as transições de fluxo
de trabalho.

Definir números de revisão automaticamente


SOLIDWORKS PDM pode definir automaticamente números de revisão para arquivos e
itens quando eles passarem pelas transições de fluxo de trabalho.
Para definir números de revisão automaticamente:

1. Se ainda não o fez, crie o formato do número de revisão que deseja utilizar, conforme
descrito em Criar números de revisão na página 263.
2. Atribua o número de revisão ao estado de destino (por exemplo, Aprovado) no qual
os arquivos ou itens devem ter o número da revisão atribuído automaticamente.
3. Clique na transição para o estado de destino.

265
Números de revisão

4. Na guia Ações da caixa de diálogo de Propriedades transição, clique em Adicionar


ação para adicionar uma Inc. revisão ação. Consulte Adicionar ações de transição
na página 531.

Em geral, você não deve usar a guia Números de revisão para especificar como os
componentes são incrementados a partir da transição. O comportamento do
componente está definido no estado de destino. Apenas defina como os
componentes incrementam quando estiver trabalhando com números de revisão
que têm vários componentes de contador (consulte Exemplo - Criar números
de revisão com contadores principal e secundário na página 269). O uso
inadequado desta opção pode fazer com que os números de revisão sejam ignorados
ou não incrementados.

5. Clique em OK duas vezes.


6. Para testar a atribuição automática de números de revisão, no Windows Explorer
clique com o botão direito do mouse no arquivo do vault e altere seu estado para o
estado de destino que você usou na etapa 2, por exemplo, Aprovado.
A caixa de diálogo Histórico, a guia Versão do PDM Explorer e a listagem Obter
versão desse arquivo devem todas mostrar o novo número de revisão.

Atribuir números de revisão a estados de fluxo de trabalho


Você pode atribuir números de revisão aos estados de fluxo de trabalho para que eles
sejam aplicados a arquivos ou itens somente em determinados estados, como, por
exemplo, Aprovado. Normalmente, você atribui números de revisão aos estados de fluxo
de trabalho como parte da configuração de números de revisão automáticos. Entretanto,
os usuários com direitos suficientes também podem configurar os números de revisão
manualmente.
Para atribuir um número de revisão a um estado de fluxo de trabalho:

1. Expanda Fluxos de trabalho e clique duas vezes no fluxo de trabalho para abri-lo.
2. No editor de fluxo de trabalho, clique no estado de fluxo de trabalho que irá utilizar
os números de revisão.
A caixa de diálogo Propriedades do estado de fluxo de trabalho é aberta.
3. Na parte superior esquerda da guia Números de revisão, expanda a lista Número
de revisão do estado e selecione o número de revisão a ser usado.

Se o número de revisão não estiver listado, você provavelmente estava com o


fluxo de trabalho aberto quando criou o número da revisão. Saia e abra novamente
o fluxo de trabalho.

Os contadores de componente do número de revisão selecionado são exibidos na


coluna Nome.
4. Para cada componente, proceda de uma das seguintes formas:
• Para incrementar o contador, em Incrementar por, digite o número do incremento
(normalmente 1).
• Para reiniciar um contador, em Redefinir como, digite o número desejado para
o componente.

266
Números de revisão

O número de revisão que será usado para o componente é mostrado na coluna


Visualização.
• Para deixar um contador inalterado, deixe Incrementar por e Redefinir como
vazias.
Por exemplo, se estiver usando componentes de revisão principal e secundário, você
pode definir que o componente principal seja incrementado de 1 e o componente
secundário, reiniciado em 1.
5. Clique em OK para salvar o estado do fluxo de trabalho.
6. Clique em Salvar ou em Arquivo > Salvar para salvar o fluxo de trabalho.
7. Para testar a numeração de revisão, defina manualmente o número de revisão de
um arquivo na vista do Explorer do SOLIDWORKS PDM:
a) Selecione um arquivo com check-in que esteja no estado do fluxo de trabalho que
você acabou de editar e selecione Modificar > Definir revisão.

Você deve ter direitos suficientes para definir números de revisão.

b) Na caixa de diálogo Definir revisão, verifique se a coluna Revisão atual mostra


o número de revisão atual e se Nova revisão mostra o número de revisão
apropriado com base no incremento de revisão que você define para o estado.

Em vez de usar a próxima revisão, você pode clicar no campo Nova revisão
para selecionar um número de revisão diferente.

c) Clique em OK.
A caixa de diálogo Histórico, a guia Versão do Explorer e a listagem Obter versão
desse arquivo devem todas mostrar o novo número de revisão.

Sincronização de uma variável de revisão com um número


de revisão
Os administradores podem mapear uma variável de revisão no fluxo de trabalho para
sincronizá-la com um número de revisão.
Com o uso da opção Definir revisão você pode sincronizar um número de revisão a um
valor de revisão armazenado em uma variável de cartão, para qualquer arquivo, inclusive
arquivos gerenciados anteriormente fora do SOLIDWORKS PDM.
Para sincronizar uma variável de revisão com um número de revisão:

1. Na ferramenta de Administração, expanda Fluxos de trabalho e selecione um fluxo


de trabalho.
2. Selecione um estado.
3. Na guia Números de revisão, defina um número de revisão a ser associado a este
estado.
4. Para Incrementar por, digite o número (geralmente 1) a ser usado quando o
comando Definir revisão for invocado.

267
Números de revisão

5. Selecione uma variável de revisão em Variável da revisão.

• Essa variável deve existir nos cartões de dados dos arquivos que terão a revisão
sincronizada.
• A variável deve ser vinculada à propriedade personalizada que contém o valor
de revisão do legado.
• O número de revisão deve coincidir com o valor de revisão encontrado na variável
para a revisão se tornar sincronizada.

6. Clique em OK.
7. Clique em Arquivo > Salvar para salvar o fluxo de trabalho.
Para verificar a sincronização do número de revisão, defina manualmente o número
da revisão de um arquivo na vista do Explorer do SOLIDWORKS PDM. Para saber
mais detalhes, consulte a Ajuda do File Explorer do SOLIDWORKS PDM.

Exemplo - Alterar a numeração de revisão para diferentes


estados de fluxo de trabalho
Neste exemplo, a numeração de revisão altera de Rev 1, Rev 2, ... no fluxo de trabalho
pré-liberação para Rev A, Rev B, ... no fluxo de trabalho liberado.
Para alterar a numeração de revisão para diferentes estados de um fluxo de
trabalho:

1. Crie dois componentes de número de revisão:

Nome do componente Valor inicial do contador String de formato

Números 1 Número 0

Letras 1 A,B,C,...,Z

2. Crie dois números de revisão:

Nome do número de revisão Cadeia de caracteres de formato de


número de revisão

Pré-liberação Rev Números

Versão Rev Letras

3. Nos estados de fluxo de trabalho de pré-liberação, na guia Números de revisão,


selecione Pré-lançamento na lista de números de revisão.
4. Nos estados de fluxo de trabalho de versão, na guia Números de revisão, selecione
Versão na lista de números de revisão.
5. Clique em Salvar ou em Arquivo > Salvar para salvar os fluxos de trabalho.
6. Para testar a numeração de revisão, mova um arquivo através dos fluxos de trabalho,
atualizando manualmente os números de revisão.

268
Números de revisão

Exemplo - Criar números de revisão com contadores


principal e secundário
Neste exemplo, o formato de número de revisão possui os valores A.01, A.02, ... durante
o fluxo de trabalho pré-liberação e B.01, B.02, ... durante o fluxo de trabalho liberado.
Para criar números de revisão com contadores principal e secundário:

1. Crie dois componentes de número de revisão:

Nome do componente Valor inicial do contador String de formato

Principal 1 A,B,C,...,Z

Secundário 1 Número 00

2. Crie um número de revisão chamado PrincipalSecundário usando estes componentes


(defina Cadeia de caracteres de formato de número de revisão como Principal
. Secundário).
3. Para os estados pré-liberação e liberado:
a) Na guia Números de revisão, selecione PrincipalSecundário na lista de números
de revisão.
b) Como somente o componente secundário deve ser incrementado em cada revisão
no fluxo de trabalho pré-liberação, defina Incrementar por para Secundária
como 1 e desmarque Incrementar por em Principal.
c) Salve o fluxo de trabalho.
4. Abra as propriedades da transição onde os arquivos passam do fluxo de trabalho
pré-liberação para o fluxo de trabalho liberado. Certifique-se de que o estado de
destino possui o número de revisão atribuído.
5. Na caixa de diálogo Propriedades da transição, na guia Números de revisão, defina
Principal para incrementar por 1 e Secundário para redefinir para 1.

Os valores inseridos na guia Números de revisão aumentam ou redefinem


silenciosamente o valor do próximo contador do componente quando o arquivo
passa pela transição, mas os números de revisão não são definidos em nenhum
arquivo. A definição do número de revisão é feita de forma manual ou automática
usando a ação de transição para aumentar a revisão definida pelo usuário. Use
essa opção apenas quando estiver trabalhando com números de revisão com
múltiplos componentes de contador.

6. Para testar a numeração de revisões:


a) Mova um arquivo através do fluxo de trabalho pré-liberação e incremente a
numeração de revisão. Somente o contador secundário é incrementado a cada vez
(A.01, A.02, etc).
b) Mova o arquivo para o fluxo de trabalho liberado. O contador principal é
incrementado de 1 (por exemplo, A > B) e o contador secundário é reiniciado em
1 (por exemplo, 03 > 01). Você verá essas alterações na próxima vez em que um
número de revisão for aplicado ao arquivo.
c) Mova o arquivo através do fluxo de trabalho liberado. Somente o contador
secundário deve ser incrementado a cada vez (B.01, B.02, etc).

269
Números de revisão

Exemplo - Mapear um número de revisão em um formulário


de desenho
Neste exemplo, o fluxo de trabalho atualiza os blocos de título de desenho sempre que
um desenho é aprovado.
Este exemplo demonstra o único método disponível para atualizar uma variável de cartão
de dados de arquivo com o número de revisão do arquivo. Você pode atualizar um cartão
de dados de arquivo com um número de revisão usando o comando Definir revisão na
vista do Explorer. Para obter mais detalhes, consulte Sincronização de uma variável
de revisão com um número de revisão.

Este exemplo se baseia no fluxo de trabalho e em cartões de dados de arquivo


predeterminados criados ao configurar um novo vault.

1. Crie o formato de número de revisão conforme descrito em Criar números de revisão:


a) Crie um componente de número de revisão chamado AlphaRev com a cadeia de
caracteres de formato A,B,C,...,Z e o valor inicial 1.
b) Crie um formato de número de revisão chamado Revisão usando o componente
AlphaRev.
2. Configure o mapeamento da variável de cartão de dados (consulte Mapear
propriedades personalizadas do SOLIDWORKS):
a) Abra o cartão de dados de arquivo do SOLIDWORKS.
b) Adicione um controle de caixa de edição com uma variável denominada Revisão.
c) Edite a variável Revisão para se certificar de que o bloco CustomProperty um
atributo Revisãomapeado para arquivos de desenho do SOLIDWORKS (.slddrw).
3. Vincule o número de revisão ao fluxo de trabalho (consulte Criar transições de fluxo
de trabalho e Criar estados de fluxo de trabalho):
a) Abra Fluxo de trabalho predeterminado.
b) Abra a caixa de diálogo Propriedades da transição Passou para aprovação.
c) Adicionar uma nova ação Definir variável para atribuir a variável Revisão à
Nova revisão (%newrevision%).
d) Adicione uma ação Inc. revisão.

Certifique-se de que a ação Inc. Revisão acompanhe todas as ações de Definir


variável, caso contrário a revisão será definida na versão anterior criada quando
a variável é atualizada.

e) Feche a caixa de diálogo Propriedades da transição.


f) Clique na caixa de estado de Aprovado.
g) Na guia Números de revisão, na lista Números de revisão do estado, selecione
Revisão.
h) Feche a caixa de diálogo Propriedades do estado e salve o fluxo de trabalho.

270
Números de revisão

4. Configure o formulário de desenho do SOLIDWORKS:


a) Abra um arquivo de desenho no SOLIDWORKS.
b) Edite o formato da folha para adicionar uma nota vinculada a uma propriedade
personalizada denominada Revisão.
c) Salve o desenho em uma pasta local.
5. Teste a atualização do bloco de título de desenho:
a) Arraste o desenho do SOLIDWORKS para uma pasta da vista do vault e faça
check-in do arquivo.
b) Altere o estado do desenho até ele passar pela transição Passou para aprovação
e terminar no estado Aprovado.
A revisão seguinte deve agora ser configurada no arquivo de desenho e a variável
Revisão no cartões de dados de arquivo deve mostrar o valor.
c) Abra o desenho no SOLIDWORKS.
A revisão aparece no bloco de título.

271
20
Números de série (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional)
Você define os números de série na caixa de diálogo Número de série. Para exibir essa caixa
de diálogo, você deve ter uma vista local do vault para o qual está definindo o número de
série.
• Para criar um novo número de série, clique com o botão direito em Números de série
e selecione Novo número de série.
• Para editar um número de série existente, expanda Números de série e clique duas vezes
no número.
Você pode gerar um número de série:
• A partir de uma cadeia de caracteres
O número de série é gerado pela combinação de texto estático com um valor consecutivo
automatizado.
• A partir de uma lista
• A partir de um suplemento
O número de série é obtido de um suplemento de números de série, criado em VB ou C++
usando a API do SOLIDWORKS PDM. Você pode usar essa opção quando o número de série
deve ser recuperado de um sistema externo, como, por exemplo, um ERP.

O número de série do Número do item é definido, por padrão, para gerar IDs de item exclusivas.
Consulte Itens.

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Criar um número de série a partir de uma cadeia de caracteres


• Criar um número de série a partir de um suplemento
• Adicionar um número de série a um cartão de dados
• Usar números de série para nomear arquivos automaticamente
• Caixa de diálogo Propriedades de Número de Série
• Caixa de diálogo Número de série

272
Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Criar um número de série a partir de uma cadeia de


caracteres
Para criar um número de série a partir de uma cadeia de caracteres:

1. Clique com o botão direito em Números de série e selecione Novo número de


série.
2. Na caixa de diálogo Número de série, digite o nome do número de série.
3. Em Tipo, selecione Cadeia de caracteres.
4. Use o campo Cadeia de caracteres de formato para criar a cadeia de caracteres:
a) Digite o texto que você quer que permaneça o mesmo na cadeia de caracteres.
Por exemplo, se você iniciar a cadeia de caracteres de formato digitando a letra
D, o número de série sempre começará com D.
b) Clique em para selecionar as variáveis dinâmicas (que mudam).
Por exemplo, selecionar Valor do contador e 0001 cria um contador decimal
com quatro dígitos, usando 0 como preenchedor de posição.
A quantidade de dígitos não restringe o número de série. Se você usar quatro
dígitos e o contador passar de 9999, 10000 será o próximo valor.
As variáveis aparecem como controles azuis no campo de edição. Você pode
adicionar mais de uma variável ao campo.
O texto de exemplo mostra como o número de série ficará.
5. Em Valor do próximo contador, defina o valor inicial para o número de série. Você
pode iniciar com qualquer número inteiro.
6. Clique em OK.

Use o número de série nos controles de cartão ou em variáveis de template.

Criar um número de série a partir de um suplemento


Se uma lista ou cadeia de caracteres de formato não satisfizer suas necessidades, você
pode usar um suplemento de número de série do SOLIDWORKS PDM para criar o número
de série.
Consulte o Manual de Referência do Programador do SOLIDWORKS PDM para obter
informações sobre como criar um suplemento de número de série usando Visual Basic
.Net ou C++.
Para criar um número de série a partir de um suplemento:

1. Use a caixa de diálogo Administrar suplementos para adicionar o suplemento de


número de série ao vault. Consulte Instalar suplementos do SOLIDWORKS PDM
na página 90.
2. Clique com o botão direito em Números de série e selecione Novo número de
série.
3. Na caixa de diálogo Número de série, digite o nome do número de série.
4. Para Tipo, selecione Número de série do suplemento.
5. Na lista Nome do suplemento, selecione o suplemento.

273
Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

6. Em Valor do próximo contador, defina o valor inicial para o número de série. Você
pode iniciar com qualquer número inteiro.
7. Clique em OK.

Adicionar um número de série a um cartão de dados


Este exemplo descreve como adicionar o número de série de um documento ao cartão
de dados de arquivos do Microsoft Word.
Para adicionar um número de série a um cartão de dados:

1. Crie o seguinte número de série:

Nome Número do documento

Tipo Número de série da cadeia de caracteres

Cadeia de caracteres • Texto estático:Documento-


de formato
• Texto dinâmico: Contador > 001

2. No Editor de cartões, abra o cartão de dados de arquivo do Office.


3. Crie um controle de caixa de edição.
4. No painel Propriedades da caixa de edição:
a) Vincule o controle à variável Número do documento.
b) Em Valor predeterminado, selecione Número de série.
c) Selecione Número do documento (o número de série criado na etapa 1).
5. Clique em Salvar .

Quando um usuário adiciona ou cria novos arquivos do Word, um número de série exclusivo
é adicionado ao cartão de dados do arquivo.

Usar números de série para nomear arquivos


automaticamente
Você pode criar novos arquivos e nomeá-los automaticamente usando números de série.
Este exemplo descreve o uso de um número de série para nomear novos arquivos de
peças.
Para usar um número de série para nomear automaticamente um arquivo:

1. Crie o seguinte número de série:

Nome Digite Partnumber.

Tipo Selecione Número de série da cadeia de caracteres.

Cadeia de caracteres • Texto estático: Digite P-.


de formato
• Texto dinâmico: Selecione Valor do contador > 00001.

274
Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Valor do próximo Digite 1000.


contador

2. Crie uma pasta no vault denominada Templates.


3. Adicione à pasta um arquivo .sldprt vazio e faça seu check-in.
Você vai utilizar esse arquivo como origem do template.
4. Clique com o botão direito do mouse em Templates e clique em Novo template.
Consulte Criar Templates.
5. Na página Nome do template do assistente de template, nomeie o template Criar
nova peça.
6. Na página Arquivos e pastas do assistente de template, clique em Variáveis de
template.
7. Na caixa de diálogo Organizar variáveis de template, crie a seguinte variável de
template:

Nome Digite Partnumber.

Tipo Selecione Número de série.

Número de série Selecione Partnumber (criado na etapa 1).

8. Clique em Novo arquivo .


9. Na caixa de diálogo Selecionar template, acesse o local do arquivo .sldprt, selecione-o
e clique em Abrir.
10. Na caixa de diálogo Novo arquivo, selecione o nome do arquivo (sem a extensão),
clique em e selecione a variável de template partnumber criada na etapa 7.
A variável de template, que usa o número de série criado na etapa 1, substitui o
nome do arquivo. O novo nome do arquivo é %partnumber%.sldprt.
11. Conclua o assistente de template. Na página Usuários e grupos do assistente de
template, atribua o template ao usuário com o qual você está conectado atualmente.
12. Para testar o novo template de peça, acesse o vault, clique com o botão direito do
mouse e selecione Novo > Criar nova peça.
Um novo arquivo de peça é criado usando o número de série como nome de arquivo.

Caixa de diálogo Propriedades de Número de Série


Use a caixa de diálogo Número de série para criar números de série para automaticamente
dar nomes aos arquivos, gerar IDs de item exclusivos ou adicionar valores consecutivos
exclusivos para controles de cartão.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Clique com o botão direito do mouse em Números de série e selecione Novo número
de série.

Nome

275
Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo Selecione um dos seguintes procedimentos:

Lista
Digite a lista a ser usada no campo de dados.

Número de série do string


O número de série é gerado pela combinação de texto estático
com um valor consecutivo automatizado.

Número de série do suplemento


O número de série é obtido de um suplemento de números
de série, criado em VB ou C++, usando a API do
SOLIDWORKS PDM, disponível no vault.
Antes de usar a opção de suplemento, você precisa criar e
adicionar um suplemento de números de série do
SOLIDWORKS PDM que gera os números de série. Para obter
detalhes, consulte Caixa de diálogo Propriedades do
suplemento na página 91 e SOLIDWORKS PDM Ajuda da
API.

Os suplementos de números de série não têm suporte como


geradores de IDs de itens.

Dados Quando o tipo é Lista, digite uma lista de valores.

String de formato Quando o tipo é Número de série da string, construa a string


digitando um texto estático (caracteres que não mudam) e
clicando em para selecionar variáveis dinâmicas (que
mudam).
As variáveis aparecem como controles azuis no campo de
edição. Você pode adicionar mais de uma variável ao campo.
O texto de exemplo mostra como o número de série ficará.

Nome do suplemento Quando o tipo é Número de série do suplemento, selecione


de uma lista de suplementos instalados.

Valor do próximo Defina o valor inicial para os números de série.


contador

Caixa de diálogo Número de série


Ao configurar números de série a partir de uma lista, use a caixa de diálogo Número de
série para visualizar a associação entre a lista de números de série que você especificar
e os valores de contador que retornarão esses números de série.

276
Números de série (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo:


Na caixa de diálogo Propriedades do número de série para Tipo, selecione Lista. Ao lado
da caixa de texto Dados, clique em .

Você pode redimensionar essa caixa de diálogo para visualizar uma grande quantidade
de números de série e seus valores de contador associados.

A coluna à esquerda exibe o valor do contador, e a coluna à direita exibe o número de


série associado.

277
21
Tarefas (apenas para
SOLIDWORKS PDM Professional)
O recurso Tarefas da ferramenta de Administração permite configurar, executar e monitorar
tarefas executadas com frequência em arquivos no SOLIDWORKS PDM.
As tarefas são definidas por suplementos criados com as APIs do SOLIDWORKS PDM.
O SOLIDWORKS PDM fornece:
• O suplemento Tarefas do SOLIDWORKS, que habilita Converter, Design Checkere tarefas
Imprimir para uso em arquivos do SOLIDWORKS
• Uma API que permite aos programadores criar seus próprios suplementos para tarefas
personalizadas
Todas as tarefas usam a estrutura de tarefa, que fornece várias maneiras de executar tarefas:
sob demanda, com base em uma programação, ou acionadas por um fluxo de trabalho do
SOLIDWORKS PDM. Você pode configurar as tarefas para execução em um determinado
computador ou distribuí-las tanto para os computadores clientes como para servidores
dedicados.
Na ilustração a seguir:
• A Lista de tarefas representa as tarefas que estão aguardando para serem executadas.
• Os Hosts de tarefas são os computadores em que uma tarefa é configurada para ser
executada.
Um host de tarefa pode ser um computador cliente SOLIDWORKS PDM usado para o trabalho
diário, ou uma estação de trabalho ou servidor dedicado.

278
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Este capítulo contém os seguintes tópicos:

• Adicionar tarefas a um vault


• Permitir a execução de tarefas
• Caixa de diálogo Configuração de host de tarefa
• Criar uma nova tarefa
• Configurar a tarefa Converter
• Configurar a tarefa Imprimir
• Configurar tarefas do Design Checker
• Suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF
• Criar uma variante da tarefa
• Executar tarefas
• Monitorar tarefas
• Solução de problemas de tarefas
• Tarefas personalizadas
• Atualizar o suplemento Tarefas do SOLIDWORKS (somente para SOLIDWORKS
PDM Professional)

Adicionar tarefas a um vault


SOLIDWORKS PDM inclui as tarefas Converter, Design Checker e Imprimir para uso
em arquivos do SOLIDWORKS. Para fornecer acesso a essas tarefas, você deve adicioná-las
ao vault.
Para adicionar as tarefas Converter , Design Checker e Imprimir para um vault:
• Selecionando as tarefas ao criar um novo vault
• Importando as tarefas para um vault existente
Você também pode importar tarefas personalizadas usando as APIs do SOLIDWORKS
PDM.

279
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Adicionar tarefas durante a criação do vault


Você pode adicionar o suplemento do SOLIDWORKS Task Converter e Imprimir tarefas
para um vault ao criá-lo.

Use Importar para adicionar tarefas personalizadas criadas com as APIs do


SOLIDWORKS PDM.

Para adicionar tarefas durante a criação do vault:

1. Na ferramenta Administração, clique com o botão direito no servidor de arquivamento


e selecione Criar novo vault.
2. Use o assistente Criar novo vault para especificar o nome, pasta-raiz, servidor de
banco de dados, configurações regionais e senha do usuário administrador para o
novo vault.
3. Na tela Configurar vault, selecione Usar uma configuração padrão.
4. Selecione a configuração Predeterminada e clique em Avançar.
5. Na tela Selecionar detalhes da configuração, em Execução de tarefas, selecione
Converter, Design Checker e Imprimir.
6. Clique em Avançar, depois em Concluir.

No novo vault, as tarefas Converter, Design Checker e Imprimir aparecem em Tarefas.

Importar tarefas para um vault


Se um vault não inclui as tarefas Imprimir e Converter, você pode importá-las.
Por exemplo, você pode importar as tarefas para um vault criado usando a configuração
Início rápido, que não inclui tarefas.
Para importar as tarefas Imprimir, Design Checker e Converter para um vault:

1. Faça o login no vault para onde você quer importar as tarefas.


2. No nível superior do vault, clique com o botão direito e selecione Importar.
3. Na caixa de diálogo Abrir, navegue até:
diretório_de_instalação\Default Data\
4. Selecione Convert_gb.cex, Print_gb.cex e DesignChecker_gb.cex e clique em
Abrir.
5. Quando aparecerem as mensagens de confirmação para cada arquivo, clique em OK.
Converter, Design Checker e Imprimir aparecem em Tarefas e o SWTaskAddIn
é instalado em Suplementos.

Você pode também exportar uma tarefa de outro vault e depois importá-la para este
vault.

Permitir a execução de tarefas


Para executar tarefas em um computador, você precisa configurar o computador como
um host de tarefas. Você concede a permissão para execução de tarefas a cada vault
vault onde a tarefa será executada.

280
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para as tarefas Converter, Design Checker e Imprimir, o SOLIDWORKS precisa


estar instalado nos sistemas que você selecionar para a execução da tarefa. Quando
a tarefa é executada, o SOLIDWORKS é aberto brevemente. Se você configurar uma
tarefa para converter montagens que usam peças do Toolbox, para impedir que o
SOLIDWORKS fique suspenso, defina o caminho Assistente de furação/Toolbox no
SOLIDWORKS como o local do Toolbox no vault. Consulte Configurar o Toolbox no
SOLIDWORKS PDM e no SOLIDWORKS na página 366.

Para configurar um computador como um host de tarefas:

1. No computador que você está configurando como host, use o File Explorer para fazer
o login no vault.
2. Na área de notificações, à direita da barra de tarefas, clique no ícone do SOLIDWORKS
PDM e clique em Configuração do Host de Tarefas.
3. Na caixa de diálogo Configuração do Host de Tarefas, selecione o vault onde você
quer permitir a execução da tarefa.
Os suplementos de tarefas instalados no vault são listados.
4. Em Permitir, selecione os suplementos que podem executar tarefas neste computador.
5. Repita as etapas 3 e 4 para cada vault onde você quer permitir a execução da tarefa.
6. Clique em OK.

Quando um administrador selecionar o método de execução para uma tarefa, o computador


aparecerá na lista de computadores que você pode selecionar para a execução da tarefa.

Caixa de diálogo Configuração de host de tarefa


Use a caixa de diálogo Configuração de host de tarefa para especificar os suplementos
de quais tarefas podem ser executados neste computador.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Faça login no vault utilizando File Explorer. Na bandeja do sistema, clique com o botão
direito no ícone do SOLIDWORKS PDM e clique em Configuração de host de tarefa.

Vault de arquivos Vault de arquivos onde as tarefas podem ser executadas.


Se você não estiver conectado ao vault selecionado, isso será
solicitado.

Lista de suplementos de Suplementos de tarefa instalados neste computador.


tarefa
Permitir
Selecione para ativar a execução de tarefas usando um
suplemento. Desmarque para desativar a execução de tarefas.

Suplemento selecionado
Selecione um suplemento para exibir os detalhes.

281
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Suplemento Detalhes do suplemento selecionado:


selecionado • Nome
• Empresa
• Versão
• Descrição

Criar uma nova tarefa


Se usar a SOLIDWORKS PDM API para criar um suplemento de tarefa, você adiciona a
tarefa ao nó Tarefas criando uma nova tarefa.
Quando você cria uma tarefa, sua caixa de diálogo Propriedades atua como um assistente,
pedindo informações sobre a tarefa. O tipo de tarefa escolhido determina as opções
adicionais que você pode configurar após salvar a nova tarefa, como, por exemplo, opções
de conversão ou configurações de impressora.
As opções descritas aqui se baseiam no suplemento SWTaskAddIn fornecido pelo
SOLIDWORKS PDM.
Para criar uma nova tarefa:

1. Clique com o botão direito do mouse em Tarefas e clique em Nova tarefa.


2. Na tela Suplemento da caixa de diálogo Propriedades da tarefa:
a) Digite o nome da tarefa.
b) Em Suplemento, selecione o suplemento da tarefa instalado usando o nó
Suplemento.
Quando você seleciona o suplemento, opções adicionais são exibidas no painel
esquerdo.
c) Se criou um cartão para a tarefa, selecione-o em Cartão de entrada.
d) Se quiser que um usuário específico execute a tarefa, selecione o nome e a senha
desse usuário.
O padrão é permitir que o usuário atualmente conectado execute a tarefa.
e) Opcionalmente, configure o comportamento para novas tentativas se a tarefa
falhar.
f) Clique em Avançar.
3. Na página Método de execução:
a) Selecione como um computador é selecionado para executar a tarefa quando ela
é iniciada:
b) Selecione os computadores que podem ser usados para a tarefa.

Para estar disponível para seleção, o computador deve estar ativado para a
execução de tarefas. Consulte Permitir a execução de tarefas na página 280.
Se não visualizar um computador adicionado recentemente, clique em Atualizar
lista.

c) Clique em Avançar.

282
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

4. Na página Comando de menu, se quiser que a tarefa apareça no menu de botão


direito do File Explorer:
a) Selecione Exibe um comando de menu no File Explorer para essa tarefa.
b) Digite o nome do comando.
c) Digite o texto a ser exibido na barra de status da janela do File Explorer.
5. Na página Script:
a) Visualize o script do suplemento da tarefa e, se necessário, selecione uma macro
a ser inserida, como, por exemplo, o nome do arquivo de origem e a extensão.
Consulte Inserir macros nos scripts do suplemento Tarefas do SOLIDWORKS
na página 289.
b) Selecione a Versão do SOLIDWORKS a usar.
c) Selecione o Tipo de interface de usuário de tarefa, que controla as opções
configuráveis disponíveis após salvar a tarefa.
d) Clique em Avançar.

Após salvar a tarefa, você pode editar essas informações usando a caixa de diálogo
Opções avançadas de criação de scripts, acessada na página Arquivos da caixa de
diálogo Propriedades da tarefa.

6. Na página Permissões, selecione os usuários e grupos com permissão para iniciar a


tarefa e clique em Avançar.
7. Na página Notificação de êxito:
a) Selecione os usuários e grupos a serem notificados se a tarefa for executada com
êxito.
b) Digite o assunto e o texto da notificação de êxito.
c) Clique em Avançar.
8. Na página Notificação de erro:
a) Selecione os usuários e grupos a serem notificados se a tarefa falhar.
b) Digite o assunto e o texto da notificação de falha.
c) Especifique o número de vezes que a mensagem deve ser reenviada se a notificação
falhar e o tempo entre cada reenvio.
d) Clique em OK.
A nova tarefa aparece no nó Tarefas.

Propriedades da tarefa - Suplemento


Use a página Suplemento da caixa de diálogo Propriedades de uma tarefa para selecionar
o suplemento para a tarefa. Você também pode especificar um cartão de entrada, o
usuário para executar uma tarefa, o número e a freqüência de repetições.
Para exibir essa página:
• Para uma tarefa existente, expanda Tarefas e clique duas vezes na tarefa.
• Para uma nova tarefa, clique com o botão direito do mouse em Tarefas e clique em
Nova tarefa.

Suplemento Suplemento para a tarefa.

283
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Cartão de entrada Cartão exibido para entrada de informações pelo usuário


quando a tarefa é iniciada.

As tarefas Converter e Imprimir, ativadas quando o vault é


criado, não são codificadas para usar um cartão de entrada
e, portanto, nenhum é instalado. Para usar um cartão de
entrada com essas tarefas, crie um cartão (ou adicione
campos a um cartão existente) para fornecer os valores em
tempo de execução para as tarefas de conversão ou
impressão. Use a caixa de diálogo Opções avançadas de
criação de scripts para modificar as tarefas adicionando um
código que utiliza a entrada do cartão. Use a sintaxe { }
para referenciar as variáveis de cartão. Para obter mais
informações, consulte o Manual de Referência do
Programador, acessado clicando com o botão direito do
mouse no recurso Suplementos.

Executar tarefa como Usuário cujas permissões são usadas quando a tarefa é
o usuário executada.
O usuário selecionado deve ter as permissões adequadas para
a tarefa. Por exemplo, em uma tarefa de conversão, o usuário
deve ter permissão para adicionar arquivos na pasta
especificada no caminho de saída.
Se nenhum usuário for selecionado, a tarefa é executada pelo
usuário conectado.

Senha Digite a senha, se especificar o usuário.

Número de tentativas Número de vezes que a execução da tarefa é repetida se falhar.


na falha

Minutos a aguardar Número de minutos a aguardar antes que a execução da tarefa


antes da falha seja considerada uma falha.

Propriedades da tarefa - Método de execução


Use a página Método de execução da caixa de diálogo Propriedades de uma tarefa para
selecionar os computadores que podem ser usados para executar a tarefa e como a
execução deve ser iniciada.
Para exibir essa página:
Na caixa de diálogo Propriedades da tarefa, no painel da esquerda, selecione Método de
execução.

284
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para as tarefas Converter e Imprimir, o SOLIDWORKS deve estar instalado nos


sistemas selecionados para execução da tarefa. Quando a tarefa é executada, o
SOLIDWORKS é aberto brevemente. Se você configurar uma tarefa para converter
montagens que usam peças do Toolbox, para impedir que o SOLIDWORKS fique
suspenso, defina o caminho Assistente de furação/Toolbox no SOLIDWORKS como o
local do Toolbox no vault. Consulte Configurar o Toolbox no SOLIDWORKS PDM
e no SOLIDWORKS na página 366.

Deixar o sistema escolher os O sistema seleciona automaticamente os computadores


computadores que irão host para executar a tarefa.
executar a tarefa

Solicitar que o usuário É pedido ao usuário para selecionar o computador onde


escolha o computador a tarefa deve ser executada.
quando a tarefa for iniciada
Não selecione essa opção se quiser que a tarefa seja
executada silenciosamente, por exemplo, quando a
tarefa é iniciada por uma alteração de estado.

Executar no computador A tarefa é executada no computador onde é iniciada.


onde a tarefa é iniciada

Computadores com suporte Lista os computadores configurados para permitir a


para a tarefa execução dessa tarefa.
Selecione os computadores a serem usados.
Se a execução dessa tarefa não for permitida em
nenhum computador, serão exibidas instruções. Para
permitir a execução da tarefa, em cada computador:
1. Na área de notificação, à direita da barra de tarefas,
clique no ícone do SOLIDWORKS PDM .
2. Clique em Configuração do Host de Tarefas.
3. Selecione o Vault de arquivo onde a tarefa é
permitida.
São listadas as tarefas que possuem suplementos
instalados no vault selecionado.
4. Para permitir uma tarefa, marque Permitir.
5. Clique em OK.
6. Na página Método de execução da caixa de diálogo
Propriedades da tarefa, clique em Atualizar lista.

Atualizar lista Atualiza a lista de computadores disponíveis.

Propriedades da tarefa - Comando de menu


Use a página Comando de menu da caixa de diálogo Propriedades da tarefa para especificar
a opção de menu de botão direito exibida aos usuários no File Explorer.

285
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para abrir esta página, execute um desses procedimentos:


• Expanda o nó Tarefas e clique duas vezes em uma tarefa. No painel da esquerda,
clique em Comando de menu.
• Clique com o botão direito do mouse em Tarefas e selecione Nova tarefa. Na página
Suplemento, em Suplemento, selecione SOLIDWORKS Task Add-in. No painel da
esquerda, clique em Comando de menu.

Exibe um comando de menu Exibe o comando de menu de clique com botão direito
no File Explorer para essa especificado no campo Comando de menu.
tarefa
Desmarque se não quiser exibir o comando de menu
de clique com botão direito.

Comando de menu

Texto de ajuda da barra de Descrição do comando que aparece na barra de status


status do File Explorer quando o usuário passa o cursor do
mouse sobre o comando.

Propriedades da tarefa - Script


Quando criar uma nova tarefa que usa o suplemento Tarefas do SOLIDWORKS, ou
modificar uma tarefa do Design Checker, use a página Scripts da caixa de diálogo
Propriedades da tarefa para modificar o script do suplemento da tarefa, selecionar a
versão do SOLIDWORKS e o tipo de tarefa.
Para abrir esta página, execute um desses procedimentos:
• Clique com o botão direito do mouse em Tarefas e clique em Nova tarefa.
• Expanda Tarefas e clique duas vezes em Design Checker.
Na página Suplemento, para Suplemento, selecione suplemento Tarefas do
SOLIDWORKS. No painel da esquerda, clique em Script.

Insira o script a ser Script do plugin que executa a tarefa.


executado no
Para modificar o script:
SOLIDWORKS
• Digite na caixa de texto.
• Posicione o cursor na caixa de texto e clique em Inserir
macro.

Inserir macro Insere uma macro no local do cursor no script.


Consulte Inserir macros nos scripts do suplemento
Tarefas do SOLIDWORKS na página 289.
As seguintes macros são resolvidas como valores na interface
do usuário:

286
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caminho da pasta de origem


Inserido no script: <Caminho>
Resolve como: A pasta onde o arquivo de origem se encontra.
Exemplo: C:\MyVault\Drawings\.

Caminho da pasta-raiz do vault


Inserido no script: <VaultPath>
Resolve como: Pasta-raiz do vault.
Exemplo: C:\MyVault\.

GUID de instância da tarefa


Inserido no script: <TaskInstanceGuid>
Resolve como: Um identificador global exclusivo (GUID) que
é usado como ID da tarefa.

Caminho de arquivo de origem


Inserido no script: <Filepath>
Resolve como: O caminho completo e o nome do arquivo de
origem.
Exemplo: C:\MyVault\Drawings\Part.sldprt.

287
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

As macros apresentadas a seguir não são resolvidas como


valores reais. Elas permanecem como tokens no script. Você
deve adicionar um código que analise os valores a partir do
valor resolvido de outras macros, como, por exemplo,
<Filepath>. Exemplos de como fazer isso são encontrados nos
scripts predeterminados para as tarefas Imprimir e
Converter.

Nome do arquivo de origem


Inserido no script: <Filename>

Extensão do arquivo de origem


Inserido no script: <Extension>

Nome da configuração
Inserido no script: <Configuration>

Versão do A versão do SOLIDWORKS usada pela tarefa.


SOLIDWORKS a usar
Todas as tarefas criadas usando o suplemento Tarefas do
SOLIDWORKS devem ser executadas no computador que esteja
com essa versão do SOLIDWORKS instalada.

288
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo de interface de Determina as opções configuráveis da tarefa.


usuário de tarefa
Você deve salvar e editar a tarefa para visualizar as opções
configuráveis, disponíveis como páginas na caixa de diálogo
Propriedades da tarefa.

Selecione uma das opções abaixo:

Tipo de interface do Opções configuráveis


usuário

Geral • Suplemento
• Método de execução
• Comando de menu
• Script
• Permissões
• Notificações de êxito
• Notificações de erro

Conversão de arquivos Opções gerais mais:


• Configurações de conversão
• Cartão de arquivo
• Detalhes do arquivo de saída

Impressão Opções gerais mais:


• Impressora
• Tamanho e orientação do papel
• Margens
• Arquivos

Inserir macros nos scripts do suplemento Tarefas do


SOLIDWORKS
Você pode usar macros para modificar os scripts existentes, como os scripts de tarefa
Converter e Imprimir, ou pode criar os seus próprios scripts.
Quando você insere macros em um script, o suplemento de tarefa os analisa (parse)
como tokens. Em tempo de execução, os valores de script contidos em < > são
substituídos pelos valores do suplemento de Tarefas do SOLIDWORKS. Os valores são
transferidos para o SOLIDWORKS e executados como macros.
Verifique os scripts Converter e Imprimir para ver como as macros < > são usadas. Em
geral, você coloca os macros onde o script de tarefa está esperando receber um valor.
Com as macros < >, o código executa uma operação de busca e substituição. Se você
usar strings, terá que incluir as macros entre aspas "" como normalmente faria ao
especificar um valor de string num script do Visual Basic. Se você não fizer isso, o texto
não indicado claramente para como um tipo de variável causará erros no script.

289
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Exemplos de atribuições de macro para a macro <Path>:

Código e resultado

Variáveis sPath="<Path>"
sPart="C:\MyVault\Drawings\"

Chamada de função ou GetFileNameFromPath("<Filepath>")


sub-rotina
GetFileNameFromPath("C:\MyVault\Drawings\Part.sldprt")

Caixa de diálogo Opções avançadas de criação de scripts


Após criar a tarefa, use a caixa de diálogo Opções avançadas de criação de scripts para
modificar o script do suplemento da tarefa, a versão do SOLIDWORKS ou o tipo da tarefa.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Detalhes do arquivo de saída, clique
em Opções avançadas de criação de scripts.
• Ao configurar uma tarefa de impressão, na página Arquivos, clique em Opções
avançadas de criação de scripts.

Insira o script a ser Script do plugin que executa a tarefa.


executado no
Para modificar o script:
SOLIDWORKS
• Digite na caixa de texto.
• Posicione o cursor na caixa de texto e clique em Inserir
macro.

Inserir macro Insere uma macro no local do cursor no script.


Consulte Inserir macros nos scripts do suplemento
Tarefas do SOLIDWORKS na página 289.
As seguintes macros são resolvidas como valores na interface
do usuário:

Caminho da pasta de origem


Inserido no script: <Caminho>
Resolve como: A pasta onde o arquivo de origem se encontra.
Exemplo: C:\MyVault\Drawings\.

290
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caminho da pasta-raiz do vault


Inserido no script: <VaultPath>
Resolve como: Pasta-raiz do vault.
Exemplo: C:\MyVault\.

GUID de instância da tarefa


Inserido no script: <TaskInstanceGuid>
Resolve como: Um identificador global exclusivo (GUID) que
é usado como ID da tarefa.

Caminho de arquivo de origem


Inserido no script: <Filepath>
Resolve como: O caminho completo e o nome do arquivo de
origem.
Exemplo: C:\MyVault\Drawings\Part.sldprt.

As macros apresentadas a seguir não são resolvidas como


valores reais. Elas permanecem como tokens no script. Você
deve adicionar um código que analise os valores a partir do
valor resolvido de outras macros, como, por exemplo,
<Filepath>. Exemplos de como fazer isso são encontrados nos
scripts predeterminados para as tarefas Imprimir e
Converter.

Nome do arquivo de origem


Inserido no script: <Filename>

Extensão do arquivo de origem


Inserido no script: <Extension>

Nome da configuração
Inserido no script: <Configuration>

Versão do A versão do SOLIDWORKS usada pela tarefa.


SOLIDWORKS a usar
Todas as tarefas criadas usando o suplemento Tarefas do
SOLIDWORKS devem ser executadas no computador que esteja
com essa versão do SOLIDWORKS instalada.

291
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo de interface de Determina as opções configuráveis da tarefa.


usuário de tarefa
Você deve salvar e editar a tarefa para visualizar as opções
configuráveis, disponíveis como páginas na caixa de diálogo
Propriedades da tarefa.

Selecione uma das opções abaixo:

Tipo de interface do Opções configuráveis


usuário

Geral • Suplemento
• Método de execução
• Comando de menu
• Script
• Permissões
• Notificações de êxito
• Notificações de erro

Conversão de arquivos Opções gerais mais:


• Configurações de conversão
• Cartão de arquivo
• Detalhes do arquivo de saída

Imprimindo Opções gerais mais:


• Impressora
• Tamanho e orientação do papel
• Margens do papel
• Arquivos

Propriedades da tarefa - Programação


Use a página Programação para especificar quando executar a tarefa que você está
configurando.

As tarefas Converter, Imprimir e Design Checker não têm suporte para Programação.

Para exibir essa página:


Clique com o botão direito do mouse em Tarefas e clique em Nova tarefa. Em
Suplemento, selecione um suplemento com suporte a programação. No painel da
esquerda, clique em Programação.

292
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Esta tarefa não está Para executar uma tarefa não programada:
agendada • Configure a tarefa a ser executada pelos usuários.
• Adicione a tarefa às ações de transição de fluxo de trabalho.
Consulte Iniciar uma tarefa usando um fluxo de
trabalho na página 332.
• Execute a tarefa a partir da caixa de diálogo Lista de tarefas.
Consulte Executar uma tarefa sob demanda na página
333.

Esta tarefa deve ser Data e hora para executar a tarefa.


executada uma vez
Use o controle de calendário para definir a lista de data e hora
em
para seleção da hora.

Esta tarefa deve ser Intervalo, data e hora da tarefa recorrente.


executada a cada
Utilize as listas suspensas para selecionar:
• Um dia e hora
Você pode selecionar um dia específico da semana ou um
intervalo. Por exemplo, você pode selecionar Quarta-feira
ou Quarto dia.
• Hora inicial
Use o controle de calendário para alterar a lista de data e
hora para seleção da hora.
• Hora final
Marque a caixa de seleção para especificar a data e a hora
finais para execução da tarefa.
Desmarque a caixa de seleção para executar a tarefa
repetidamente.
Use o controle de calendário para alterar a lista de data e
hora para seleção da hora.

Programação Selecione para ativar Detalhes, que exibe a caixa de diálogo


avançada Programação avançada onde você pode definir várias
ocorrências da tarefa.

Caixa de diálogo Programação avançada


Use a caixa de diálogo Programação avançada para configurar múltiplas ocorrências da
tarefa.
Para exibir essa caixa de diálogo:
Na página Programação da caixa de diálogo Propriedades de uma tarefa, selecione
Programa avançado e clique em Detalhes.

293
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Agendamento desta Lista as ocorrências programadas de uma tarefa.


tarefa
Clique em Novo para adicionar uma ocorrência de tarefa à
lista.
Selecione uma ocorrência de tarefa para alterar seus
parâmetros em Ocorrência selecionada.

Novo Adiciona a ocorrência de uma tarefa à lista de programação.

Remover Remove da lista a ocorrência da tarefa selecionada.

Ocorrência selecionada
Use os campos para definir os parâmetros da tarefa selecionada na lista Programação
desta tarefa.

Executar uma vez A tarefa é executada uma vez na data e hora especificadas.

Executar A tarefa é executada várias vezes no período de tempo e nos


repetidamente intervalos especificados por você.

Início em Data e hora para executar a tarefa.


Se você selecionar Executar repetidamente, essa é a data
e a hora da primeira ocorrência de execução da tarefa.

Use ou o controle de calendário para definir a data.

Use ou para selecionar a hora.

Final em Marque a caixa de seleção para especificar a data e a hora


finais das tarefas configuradas para execução repetida.
Se você desmarcar a caixa de seleção, não há data final.

Use ou o controle de calendário para definir a data.

Use ou para selecionar a hora.

Executar a intervalos A freqüência de repetição da tarefa.


de

Propriedades da tarefa - Permissões


Use a página Permissão da caixa de diálogo Propriedades da tarefa para selecionar os
usuários e grupos com permissão para iniciar a tarefa.
Para exibir essa página:
Na caixa de diálogo Propriedades da tarefa, no painel da esquerda, selecione Permissões.

Você também pode alterar as permissões de usuários individuais e grupos na página


Tarefas da caixa de diálogo Propriedades de usuários ou grupos.

294
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Usuários Usuários do vault.


Os usuários com Permitir selecionada podem iniciar esta
tarefa.

Grupos Grupos do vault.


Os membros de grupos com Permitir selecionada podem iniciar
esta tarefa.

Propriedades da tarefa - Notificação de êxito


Use a página Notificação de êxito da caixa de diálogo Propriedades da tarefa para selecionar
os usuários e grupos a serem notificados quando a tarefa for executada com êxito.
Para exibir essa página:
Na caixa de diálogo Propriedades da tarefa, no painel da esquerda, selecione Notificação
de êxito.

Usuários Usuários do vault.


Os usuários com a opção Enviar selecionada serão notificados
quando esta tarefa tiver êxito.

Notificar o usuário
que iniciou a tarefa

Grupos Grupos do vault.


Os membros de grupos com a opção Enviar selecionada serão
notificados quando esta tarefa tiver êxito.

Assunto Linha de assunto da notificação.

Você pode digitar texto estático ou clicar em para adicionar


texto gerado pelas seguintes variáveis dinâmicas:
• Computador host
• Data atual
• Hora atual
• Iniciado por
• Executado como

Texto Texto da mensagem de notificação.

Você pode digitar o texto da mensagem ou clicar em para


adicionar texto gerado pelas variáveis dinâmicas.

Propriedades da tarefa - Notificação de erro


Use a página Notificação de erro da caixa de diálogo Propriedades da tarefa para selecionar
os usuários e grupos a serem notificados quando a tarefa falhar.

295
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa página:


Na caixa de diálogo Propriedades da tarefa, no painel da esquerda, selecione Notificação
de erro.

Usuários Usuários do vault.


Os usuários com a opção Enviar selecionada serão notificados
quando esta tarefa falhar.

Notificar o usuário
que iniciou a tarefa

Grupos Grupos do vault.


Os membros de grupos com a opção Enviar selecionada serão
notificados quando esta tarefa falhar.

Assunto Linha de assunto da notificação.

Você pode digitar texto estático ou clicar em para adicionar


texto gerado pelas seguintes variáveis dinâmicas:
• Computador host
• Data atual
• Hora atual
• Iniciado por
• Executado como

Texto Texto da mensagem de notificação.

Você pode digitar o texto da mensagem ou clicar em para


adicionar texto gerado pelas variáveis dinâmicas.

Número máximo de Número de vezes que a notificação deve ser reenviada se a


envios repetidos entrega falhar.

Minutos entre envios Freqüência dos reenvios.

Configurar a tarefa Converter


Você configura a tarefa Converter fornecida pelo suplemento Tarefas do SOLIDWORKS
para especificar o tipo de saída, mapear variáveis de cartão de dados e definir a convenção
de nomes e o destino dos arquivos convertidos.
Você pode configurar as propriedades de conversão para que esta ocorra silenciosamente
quando executada ou para permitir que o usuário que está iniciando a tarefa de conversão
selecione todas ou algumas propriedades de conversão.
Para navegar na caixa de diálogo, clique em um recurso no painel esquerdo para
configurá-lo, ou clique em Voltar ou Avançar.

296
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Este procedimento descreve as opções exclusivas da conversão de arquivos:


• Criar uma nova tarefa na página 282 descreve as opções que são comuns a todas
as tarefas habilitadas pelo suplemento Tarefas do SOLIDWORKS.
• Configurar a tarefa Imprimir na página 315 descreve as opções disponíveis para
impressão.
• Configurar tarefas do Design Checker na página 320 descreve as opções disponíveis
para verificação do projeto usando os arquivos de padrões criados no suplemento
SOLIDWORKS Design Checker.

Para configurar a tarefa Converter:

1. Expanda Tarefas e clique duas vezes em Converter.


2. Na caixa de diálogo Converter - Propriedades, no painel da esquerda, clique em
Método de execução.
3. Selecione os computadores que podem ser usados para executar a tarefa e como a
execução deve ser iniciada.

Se quiser que a conversão seja realizada silenciosamente, por exemplo, acionada


por uma alteração de estado, você deve deixar o sistema escolher o computador
onde a tarefa será executada ou executar a tarefa no computador onde ela for
iniciada.

4. Clique em Configurações de conversão para selecionar o formato dos arquivos


convertidos ou permitir que o comando da tarefa peça ao usuário para selecionar o
formato.
Clique em Opções de conversão para exibir a caixa de diálogo Opções avançadas
do formato se o formato de arquivo selecionado aceitar opções avançadas.
5. Na guia Configurações, selecione quais configurações serão convertidas ao converter
os modelos.
Selecione Permitir ao usuário alterar esta configuração para permitir aos usuários
que executam o comando de conversão alterar essa configuração.

Essa opção está disponível para todas as configurações na página Configurações


de conversão.

6. Na guia Folhas, selecione quais folhas serão convertidas ao converter desenhos e


como tratar as saídas com múltiplas folhas.
7. Em Referências do arquivo de origem, especifique a versão dos arquivos
referenciados a converter.
8. Clique em Cartão de arquivo para mapear as variáveis do cartão de dados do arquivo
de origem no cartão de dados do arquivo de saída.
9. Clique em Detalhes do arquivo de saída para especificar o formato do nome do
arquivo de saída e o destino.
Você pode permitir que os usuários alterem esse caminho.
Você também pode usar essa página para:
• Definir o caminho para salvar um segundo arquivo de saída.
• Criar uma referência do arquivo de destino ao arquivo de origem.

297
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

• Especificar se os arquivos convertidos devem sobrescrever os arquivos existentes


com o mesmo nome ou se devem ser criadas novas versões.
• Alterar o local da pasta do log de erros.
• Exibir a caixa de diálogo Opções avançadas de criação de scripts, onde você pode
modificar o script que executa o comando.
10. Clique em OK.

Habilitar a opção Salvar como PDF 3D no script da tarefa


Converter
Você pode adicionar conteúdo ao script de tarefa Converter para permitir aos usuários
salvar arquivos do SOLIDWORKS como arquivos PDF 3D.

1. Expanda Tarefas e clique duas vezes em Converter.


2. Na caixa de diálogo Converter - Propriedades, no painel da esquerda, clique em
Detalhes de arquivo de saída.
3. Clique em Opções avançadas de criação de scripts.
4. Em Insira o script a ser executado no SOLIDWORKS, role até o final da seção
do script mostrada a seguir, na linha 410:

If Not isEmpty(vConfNames) Then


If ([FileConfs] And 4) = 4 Then
' Save configurations
For i = 0 to UBound(vConfNames)
swModel.ShowConfiguration vConfNames(i)

convFileNameTemp = GetFullFileName(convFileName,
vConfNames(i), i, UBound(vConfNames))

5. Insira as seguintes linhas:

'Enable 3D PDF export


Set swPDFExport = swApp.GetExportFileData(1)
swPDFExport.exportAs3D = True

6. Na linha seguinte do código, substitua o parâmetro Nothing com swPDFExport.


Essa linha deve ficar assim:

' Convert the document


Success = swExtension.SaveAs(convFileNameTemp,
swSaveAsCurrentVersion,swSaveAsOptions_Silent, swPDFExport, errors,
warnings)

7. Clique em OK para salvar o script.


8. Clique em OK.

Quando a tarefa Converter arquivos é iniciada, o PDF criado é habilitado para 3D.

298
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Propriedades de Converter - Configurações de conversão


Use a página Configurações de conversão da caixa de diálogo Converter - Propriedades
para selecionar um formato de arquivo de saída e especificar como lista com as referências
a arquivos de origem.
Para exibir essa página:
Expanda o nó Tarefas e clique em Converter. No painel da esquerda, clique em
Configurações Avançadas.

Você pode permitir aos usuários alterar a maioria das configurações. Quando um usuário
inicia a conversão, uma caixa de diálogo Converter é exibida com as suas configurações
originais, para que o usuário possa alterá-las.
Contudo, se você quiser executar uma tarefa no modo silencioso, por exemplo, quando
acionado por uma alteração no fluxo de trabalho, você precisa:
• Especificar o formato do arquivo de saída.
• Desmarcar todas as caixas de seleção Permitir ao usuário alterar esta
configuração.

Formato do arquivo O formato para o qual converter os arquivos selecionados.


de saída

Opções de conversão Exibe as opções de conversão quando o formato de arquivo de


saída selecionado tem suporte para opções de conversão.

Configurações
A guia Configurações especifica como as configurações devem ser tratadas quando os
modelos são convertidos.

Configurações para
saída Todas as configurações
É criada uma saída para cada configuração.

Última configuração ativa


Somente a última configuração usada é convertida.

Configuração nomeada (use * como caractere curinga)


Somente as configurações que você especificar são
convertidas.

Você não pode usar a configuração @ como uma


configuração nomeada.

299
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Saída com várias


configurações Criar um arquivo de saída por configuração
Um arquivo de saída individual é criado para cada
configuração.

Incluir todas as configurações no mesmo arquivo de


saída
Um único arquivo de saída é criado, contendo todas as
configurações.

Permitir ao usuário alterar esta configuração

Folhas
A guia Folhas especifica como as folhas de desenho são geradas para os desenhos
convertidos.

Folhas para saída


Todas as folhas
É criada uma saída para todas as folhas do desenho.

Última folha ativa


Somente a folha de desenho usada mais recentemente é
convertida.

Folha nomeada (use * como caractere curinga)


Somente as folhas que você especificar são convertidas.

Permitir ao usuário alterar esta configuração

Saída com várias


folhas Criar um arquivo de saída por folha
Um arquivo separado é criado para cada folha do desenho.

Incluir todas as folhas no mesmo arquivo de saída


Um arquivo de saída é criado para todas as folhas do desenho.

Permitir ao usuário alterar esta configuração

Montagem ou peça
As guias Montagem e Peça permitem que você defina os temas e vistas para publicar na
saída.

300
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Caminho do tema do PDF 3D Caminho do arquivo de tema. Se o arquivo de tema


estiver no vault, ele precisa estar em cache antes
de executar a tarefa. Se o arquivo de tema estiver
fora do vault, ele precisa estar acessível para o
host de tarefa.

Permitir ao usuário alterar o Permite aos usuários alterar o caminho do arquivo


caminho do tema de tema durante a execução da tarefa.

Vistas 3D (Predeterminado) Inclui toda as vistas 3D


capturadas, exceto a vista de modelo atual no
arquivo de saída.

Vistas primárias Permite selecionar as vistas primárias, vistas


frontal, superior e posterior a serem incluídas no
arquivo de saída.

Permitir ao usuário alterar esta Permite aos usuários alterar a configuração das
configuração vistas durante a execução da tarefa.

Referências do arquivo de saída


Quando o arquivo a ser convertido contém referências, estas opções determinam como
são convertidas as referências.

Usar a versão referida dos arquivos Usa a versão do arquivo referido usada
referidos ("como construído") durante a conversão quando ele foi gerado.

Usar a versão mais recente dos Usa a versão mais recente dos arquivos
arquivos referidos referidos.

Permitir ao usuário alterar esta Permite que você altere as configurações


configuração padrão.

Geração de PDFs 3D do SOLIDWORKS MBD


Os clientes do SOLIDWORKS PDM Professional que utilizam a funcionalidade do
SOLIDWORKS MBD podem gerar a saída de PDF 3D do SOLIDWORKS MBD
automaticamente usando a tarefa Converter.
Isso o ajuda a definir, organizar e publicar informações de manufatura e produtos em 3D
(PMI), incluindo dados de modelo 3D nos formatos de arquivo padrão do setor. Essa
funcionalidade melhora a integração entre o SOLIDWORKS PDM e o SOLIDWORKS MBD.
Para gerar PDFs 3D do SOLIDWORKS MBD:
1. Na ferramenta Administração, no painel esquerdo da caixa de diálogo Converter -
Propriedades, clique em Configurações de conversão.
2. Defina o Formato de arquivo de saída como PDF 3D - MBD (*.pdf).

301
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Montagem ou peça
As guias Montagem e Peça permitem que você defina os temas e vistas para publicar na
saída.

Tema para montagem


do SW ou Tema para Caminho do tema do PDF 3D
peça do SW
Caminho do arquivo de tema. Se o arquivo de tema estiver
no vault, ele precisa estar em cache antes de executar a
tarefa. Se o arquivo de tema estiver fora do vault, ele precisa
estar acessível para o host de tarefa.

Permitir ao usuário alterar o caminho do tema


Permite aos usuários alterar o caminho do arquivo de tema
durante a execução da tarefa.

Selecione as vistas a
serem incluídas Vistas 3D
(Predeterminado) Inclui toda as vistas 3D capturadas, exceto
a vista de modelo atual no arquivo de saída.

Vistas primárias
Permite selecionar as vistas primárias, vistas frontal, superior
e posterior a serem incluídas no arquivo de saída.

Permitir ao usuário alterar esta configuração


Permite aos usuários alterar a configuração das vistas durante
a execução da tarefa.

Referências do arquivo de saída


Quando o arquivo a ser convertido contém referências, estas opções determinam como
são convertidas as referências.

Usar a versão referida dos arquivos Usa a versão do arquivo referido usada
referidos ("como construído") durante a conversão quando ele foi gerado.

Usar a versão mais recente dos arquivos Usa a versão mais recente dos arquivos
referidos referidos.

Permitir ao usuário alterar esta Permite que você altere as configurações


configuração padrão.

Opções avançadas de conversão (ACIS)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (ACIS) para definir as opções ao
exportar documentos de peças ou montagens como arquivos ACIS.

302
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa caixa de diálogo:


• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
ACIS (*.sat) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione ACIS (*.sat) e clique em Opções de conversão.

Geometria de Exporta a geometria como sólidos e corpos de superfície.


sólido/superfície

Curvas 3D Exporta os corpos sólidos e de superfície como entidades de


estrutura de arame. Todas as curvas 3D (curvas compostas,
fios 3D, curvas importadas, etc.) também são salvas.

Exportar entidades de esboço


Exporta todos os esboços 2D e 3D como curvas 3D.

Versão Versão do ACIS a ser usada.


Selecione a versão do ACIS aceita pelo sistema de destino.

Unidade Unidade de comprimento predeterminada.


Recomenda-se usar metros (usado internamente pelo
SOLIDWORKS) porque o sistema receptor pode converter
superfícies pequenas em superfícies menores ainda e dessa
forma perder dígitos significativos nas medições.

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Opções avançadas de conversão (Adobe PDF)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (PDF) para definir as opções ao
exportar documentos no formato Adobe Portable Document Format (PDF).
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
Adobe PDF (*.pdf) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione Adobe PDF (*.pdf) e clique em Opções de conversão.

Exportar PDF em
cores

Embutir fontes As definições de fonte se tornam parte do documento, o que


aumenta o tamanho do arquivo, mas assegura que as fontes
sejam iguais às definidas no documento original.

303
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Alta qualidade Somente para desenhos. As vistas sombreadas especificadas


no desenho como qualidade de rascunho são impressas em
alta qualidade.

Imprimir Ao imprimir, utiliza o cabeçalho e o rodapé especificados para


cabeçalho/rodapé o documento selecionado.

Usar pesos de linha Quando desmarcada, são usados os pesos de linha de


da impressora impressora predeterminados.
especificada

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Opções avançadas de conversão (Adobe Photoshop) e (TIF)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (Adobe Photoshop) para definir
opções ao exportar documentos do SOLIDWORKS como arquivos do Adobe Photoshop.
As mesmas opções estão disponíveis na caixa de diálogo Opções avançadas de conversão
(TIF) ao exportar arquivos TIF.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
Adobe Photoshop (*.psd) ou TIF (*.tif) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione Adobe Photoshop (*.psd) ou TIF (*.tif) e clique em
Opções de conversão.

Tipo de imagem Tipo de imagem usado para os arquivos convertidos.


Selecione uma das opções abaixo:

Preto e branco (binível)


Não indicado para imagens sombreadas ou com cor de fundo.
Para desenhos com linhas pretas e cor de fundo branca, essa
opção produz um arquivo pequeno.

RGB (full color)

Tons de cinza

304
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Esquema de Esquema de compactação utilizado.


compactação
Selecione o tipo oferecido pelo sistema alvo:

Não compactado

Packbits
Resulta na menor imagem em cores.

Group 4 Fax
Resulta no menor tamanho de arquivo dos três formatos, mas
pode ser usado somente para uma imagem em preto e branco.

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Opções avançadas de conversão (eDrawings)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (eDrawings) para definir opções
ao exportar documentos do SOLIDWORKS como arquivos do eDrawings ®.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
eDrawings (*.eprt; *.easm; *edrw) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione eDrawings (*.eprt; *.easm; *edrw) e clique em
Opções de conversão.

Pronto para medir Os destinatários podem medir a geometria no eDrawings


esse arquivo Viewer.
eDrawings

Permitir exportação Os destinatários podem salvar o arquivo como Stereo


para STL de peças e Lithography (STL) no eDrawings Viewer.
montagens

Salvar dados (somente desenhos)


sombreados em
Salva os dados de sombreado e de qualidade de rascunho do
desenhos
documento de desenho do SOLIDWORKS. Quando desmarcada,
as vistas sombreada e qualidade de rascunho são omitidas no
arquivo do eDrawings.

No SOLIDWORKS, você também precisa selecionar Salvar


dados de tesselação de desenhos com vistas
sombreadas e de qualidade de rascunho no Opções >
Desenhos antes de exportar estes dados.

305
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Salvar recursos da Se o documento de peça ou montagem que você está salvando


Lista de Materiais no incluir listas de materiais, selecione a opção de incluir essas
arquivo do eDrawings informações no arquivo do eDrawings exportado.

Salvar Estudos de Para modelos com Estudos de Movimento do SOLIDWORKS.


Movimento no arquivo Salvar os estudos de movimento pode aumentar o tamanho e
do eDrawings o tempo de criação do arquivo:

Salvar cada estudo de movimento em todas as


configurações
Os estudos desatualizados são recalculados automaticamente
antes de serem exportados para o eDrawings.

Salvar somente na última configuração calculada.


É usada a configuração do estudo de movimento calculado
mais recentemente.

Recalcular o estudo de movimento se os resultados


estiverem desatualizados
Recalcula qualquer estudo de movimento desatualizado nesta
configuração antes de exportar.

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Opções avançadas de conversão (IGES)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (IGES) para definir as opções ao
exportar documentos de peças ou montagens como arquivos IGES.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
IGES (*.igs) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione IGES (*.igs) e clique em Opções de conversão.

306
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Recursos de sólido/superfície

Saída como
Entidades de sólido/superfície IGES
Exporta os dados como entidades de sólido ou de superfície.
Selecione uma das opções abaixo:
• Superfície aparada (tipo 144) – Converte as faces da
peça, da montagem ou das superfícies selecionadas em
superfícies aparadas no arquivo IGES.
• Objeto Manifold Solid B-rep (tipo 186) – Exporta os
dados de representação de limite (BREP) para o arquivo
IGES.

Estrutura de arame IGES (curvas 3D)


Converte o corpo sólido em uma representação de estrutura
de arame 3D no arquivo IGES. Ao contrário das superfícies e
das faces, não é possível exportar individualmente as arestas
de modelo selecionadas para um arquivo IGES.
Selecione um deles, dependendo dos tipos de entidade
exigidos pelo sistema de destino:
• B-Splines (tipo de entidade 126)
• Splines Parametric (tipo de entidade 112)
Para obter mais informações, consulte a tabela Curvas 3D
IGES.

Caso as duas opções acima sejam selecionadas, o modelo


será exportado como superfícies aparadas e curvas 3D.
Quando uma montagem for exportada como arquivos
separados em IGES ALIAS, a origem nos arquivos de peça
estará nas coordenadas da origem da montagem.

Representação de Os tipos de entidade IGES que compõem as superfícies


superfície/Preferências aparadas dependem do formato de exportação escolhido.
do sistema
A tabela Representação da superfície mostra os tipos de
entidade IGES que compõem as superfícies aparadas.

Exportar recursos de Inclui recursos de curva 3D no arquivo exportado.


curva 3D

Exportar entidades de Inclui entidades de esboço no arquivo exportado. Todas as


esboço entidades de esboço 2D e 3D estão incluídas.

307
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Usar alta precisão da Exporta usando precisão alta da curva de aparagem; o tamanho
curva de aparagem do arquivo é maior do que o com a caixa de seleção
desmarcada. Essa configuração afeta os arquivos exportados
com Superfícies aparadas e com Curvas 3D. Uma precisão
alta da curva de aparagem por vezes pode ajudar, se o sistema
de destino tiver problemas na importação do arquivo IGES ou
não puder costurar as superfícies em um sólido útil.

Estrutura de montagem IGES


Somente montagens

Salvar todos os Salva todos os componentes de montagem, as submontagens


componentes da e os componentes de submontagem em um arquivo. Caso
montagem em um contrário, os componentes e subcomponentes de montagem
arquivo são salvos como arquivos IGES individuais no mesmo diretório.

Planificar a hierarquia Planifica a montagem para um nível de corpos de peça


da montagem somente. Um arquivo planificado contém uma montagem de
nível superior e uma série de peças contendo recursos
importados.

Tipos de entidade IGES

Tipo Nome da entidade Tipo Entity Name

514 Entidade da casca 142 Curva em uma superfície


paramétrica

510 Entidade de face 140 Somente Superfície para offset


para
importação

508 Entidade de loop 128 Superfície B-spline racional

504 Entidade de aresta 126 Curva B-spline racional

502 Entidade de vértice 124 Entidade de matriz de


transformação

416 Entidade de referência 123 Entidade de direção


externa

408 Entidade de instância de 122 Cilindro tabulado


subfigura singular

406 Forma 12 Arquivo de referência 120 Superfície de revolução


externa

308
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tipo Nome da entidade Tipo Entity Name

402 Forma 7 Entidade de grupo 118 Somente Superfície regrada


para
importação

314 Entidade de definição de cor 116 Ponto

308 Entidade de definição de 114 Somente Superfície de spline


subfigura para paramétrica
importação

198 Superfície toroidal 112 Curva de spline paramétrica

196 Superfície esférica 110 Linha

194 Superfície cônica circular 108 Avião


direita

192 Superfície cilíndrica circular 106 forma 12 Dados copiosos-Curva linear


direita somente para 3D por partes
importação

190 Superfície do plano 106 forma 11 Dados copiosos-Curva linear


somente para 2D por partes
importação

186 Entidade de objeto manifold 104 Somente Arco cônico


solid B-Rep para
importação

144 Superfície aparada 102 Curva composta


(paramétrica)

143 Superfície limitada 100 Arco circular

Curvas 3D IGES

Tipo de curva 3D Tipos de entidade IGES exportadas

B-Splines (entidade 126) 126, 110, 102*, 100

Splines paramétricas (entidade 112) 112, 110, 102*, 100

Representação de superfície

Representação de superfície Tipos de entidade IGES exportadas

STANDARD 144, 142, 128, 126, 122, 120, 110, 102, 100

309
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Representação de superfície Tipos de entidade IGES exportadas

NURBS 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

ALIAS 144, 142, 128, 126, 122, 120, 110, 102, 100

ANSYS 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

COSMOS 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

MASTERCAM 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

SURFCAM 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

SMARTCAM 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

TEKSOFT 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

ALPHACAM 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

MULTICAD 144, 142, 128, 126, 110, 102, 100

Se o sistema para o qual você está exportando não estiver na lista, consulte a
documentação do sistema para determinar quais entidades têm suporte, então escolha
a opção apropriada.

Opções avançadas de conversão (Parasolid) e (Parasolid Binary)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (Parasolid) para definir opções
ao exportar documentos do SOLIDWORKS como arquivos do Parasolid. As mesmas opções
estão disponíveis na caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (Parasolid Binary)
ao exportar arquivos binários Parasolid.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
Parasolid (*.x_t) ou Parasolid Binary (*.x_b) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione Parasolid (*.x_t) ou Parasolid Binary (*.x_b) e clique
em Opções de conversão.

Versão Selecione o tipo oferecido pelo sistema alvo.

Planificar a hierarquia (somente montagens)


da montagem
Planifica a montagem para um nível de corpos de peça
somente. Um arquivo planificado contém uma montagem de
nível superior e uma série de peças contendo recursos
importados.

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

310
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opções avançadas de conversão (STEP)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (STEP) para definir as opções
quando exportar documentos de peças ou montagens como arquivos STEP.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Quando configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão
da caixa de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída,
selecione STEP (*.step) e clique em Opções de conversão.
• Quando iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato
de arquivo de saída, selecione STEP (*.step) e clique em Opções de conversão.

Geometria de Exporta a geometria como sólidos e corpos de superfície.


sólido/superfície

Curvas 3D Exporta os corpos sólidos e de superfície como entidades de


estrutura de arame. Todas as curvas 3D (curvas compostas,
fios 3D, curvas importadas, etc.) também são salvas.

Exportar entidades de esboço


Exporta todos os itens em Curvas 3D, além de todos os
esboços em 2D e 3D no documento.

Versão
AP203
O padrão STEP AP203 não tem nenhuma implementação de
cor.

AP214
Exporta corpo, face e cores de curvas. São aceitas as classes
de conformidade 1, 4 e 6.

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Opções avançadas de conversão (STL)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (STL) para definir as opções ao
exportar documentos de peças ou montagens como arquivos de estereolitografia (STL).
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
STL (*.stl) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione STL (*.stl) e clique em Opções de conversão.

311
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Saída como Formato de arquivo de saída aceito pelo sistema de destino.


Selecione Binário ou ASCII.
Os arquivos binários são menores que os ASCII, mas não são
aceitos em alguns sistemas.
Selecione a unidade de medida.

Resolução Controla a tesselação das superfícies não planas para a saída


STL. Uma configuração de desvio menor produz um arquivo
STL tesselado mais finamente. Os arquivos gerados com
configurações de precisão mais alta (tesselação maior) são
maiores e mais lentos para gerar.
Selecione Grossa ou Alta.

Não converter dados Faz com que as peças exportadas mantenham a posição original
de saída STL para no espaço global em relação à origem.
espaço positivo

Salvar todos os Somente montagens


componentes da
Salva a montagem e seus componentes em um único arquivo
montagem em um
.stl.
único arquivo

Verificar Somente montagens


interferências
Verifica se há interferências em um documento de montagem
antes de salvar.
A exportação de uma montagem com corpos coincidentes ou
que causem interferência em um único arquivo .stl produz
um arquivo que pode não ser adequado para alguns sistemas
de prototipagem rápida. Recomenda-se verificar se há
interferência entre os componentes antes de salvar o
documento de montagem.
Consulte a Ajuda do SOLIDWORKS: Detecção de interferência
para obter mais informações.

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Opções avançadas de conversão (VRML)


Use a caixa de diálogo Opções avançadas de conversão (VRML) para definir as opções
ao exportar documentos de peças ou montagens como arquivos VRML.
Para exibir essa caixa de diálogo:
• Ao configurar uma tarefa de conversão, na página Configurações de conversão da caixa
de diálogo Converter - Propriedades, em Formato de arquivo de saída, selecione
VRML (*.wrl) e clique em Opções de conversão.
• Ao iniciar uma tarefa de conversão, na caixa de diálogo Converter, em Formato de
arquivo de saída, selecione VRML (*.wrl) e clique em Opções de conversão.

312
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Unidade Selecione a medição da unidade de comprimento.

Salvar todos os (somente montagens)


componentes da
Salvar todos os componentes da montagem em um único
montagem em um
arquivo.
único arquivo

Redefinir todos Redefine as opções com os valores predeterminados de fábrica.

Propriedades de conversão - Cartão de arquivo


Use a página Cartão de arquivo da caixa de diálogo Propriedades de conversão para
especificar o mapeamento de variáveis do cartão de dados de arquivo de origem para o
cartão de dados do arquivo de saída.
Para exibir essa página:
Expanda o nó Tarefas e clique em Converter. No painel da esquerda, clique em Cartão
de arquivo.

Lista de variáveis
Source
Variável usada no cartão de dados do arquivo de origem.

Variável de destino
Variável no cartão de dados do arquivo de saída mapeada
para a variável Origem.

Adicionar variável Ativa a seção Variável selecionada para que você possa
especificar o mapeamento da variável.

Remover variável Remove o mapeamento da variável selecionada.

Variável selecionada
Define o mapeamento de variável.

Origem Variável usada no cartão de dados do arquivo de origem.

Texto livre Texto a ser exibido na variável de destino se Texto livre for
selecionada como origem.

Variável de destino Variável exibida no cartão de dados do arquivo de saída.

Propriedades de conversão - Detalhes do arquivo de saída


Use a página Detalhes do arquivo de saída da caixa de diálogo Propriedades de conversão
para definir propriedades básicas do arquivo de saída como o caminho predeterminado
e a pasta do log de erros.

313
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para exibir essa página:


Expanda o nó Tarefas e clique em Converter. No painel da esquerda, clique em Detalhes
do arquivo de saída.

Caminho da saída
principal Caminho predeterminado
Local onde os arquivos convertidos são salvos.
Crie o caminho do arquivo de saída digitando texto estático
e clicando em para selecionar entre as seguintes variáveis
dinâmicas:
• Nome do arquivo de origem
• Extensão do arquivo de origem
• Nome da configuração
• Caminho da pasta de origem
• Caminho da pasta-raiz do vault
• Revisão do arquivo de origem
• Versão do arquivo de origem
• Estado do fluxo de trabalho do arquivo de origem
• Data atual
• Variáveis
O exemplo mostra o formato e o caminho atuais do arquivo
selecionado.

Permitir ao usuário alterar o caminho da saída

Caminho da saída Segundo local onde os arquivos convertidos são salvos.


secundária
Crie o caminho do arquivo de saída digitando texto estático e
clicando em para selecionar entre as variáveis dinâmicas.
O exemplo mostra o formato e o caminho atuais do arquivo
selecionado.

Criar uma referência Quando selecionada, o arquivo de destino contém uma


do arquivo de destino referência ao arquivo de origem.
para o arquivo de
Para visualizar a referência, selecione o arquivo de saída no
origem
File Explorer e observe a guia Contém.

Tratamento de nomes
de arquivos Substituir o arquivo existente
duplicados
Se um arquivo com o mesmo nome já existir, ele é
sobrescrito.

Criar uma nova versão dos arquivos existentes


Se um arquivo com o mesmo nome já existir, é criada uma
nova versão do arquivo.

314
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Pasta do log de erros Local onde os logs de erro são salvos.


O local predeterminado é \Logs\Convert.
Esse diretório é criado automaticamente na pasta-raiz do vault,
exceto se você alterar o local clicando em Procurar.

Antes de executar uma tarefa de conversão, é necessário


ter certeza de que você possui um fluxo de trabalho que
especifica que arquivos .log podem entrar no fluxo de
trabalho. Você pode adicionar uma condição que permita
que os arquivos .log entrem em um fluxo de trabalho
existente na caixa de diálogo Propriedades do fluxo de
trabalho ou pode criar um fluxo de trabalho especificamente
para arquivos de log de tarefas.
Um fluxo de trabalho criado para arquivos log de tarefas
necessita somente de um estado inicial. Todos os usuários
devem ter permissão para esse estado inicial.

Opções avançadas de Exibe a caixa de diálogo Opções avançadas de criação de


criação de script scripts, onde você pode:
• Modificar o script do VB que controla a tarefa
• Alterar a versão do SOLIDWORKS a ser usada
• Alterar o tipo de interface do usuário usada pela tarefa

Configurar a tarefa Imprimir


Você configura a tarefa Imprimir fornecida pelo suplemento Tarefas do SOLIDWORKS
para especificar o computador, a impressora e as configurações de impressão a serem
usadas.
Você pode configurar as propriedades de impressão para que ela ocorra silenciosamente
quando executada ou para permitir que o usuário que está iniciando a tarefa selecione
todas ou algumas propriedades da impressora.
Para navegar na caixa de diálogo, clique em um recurso no painel esquerdo para
configurá-lo, ou clique em Voltar ou Avançar.

Este procedimento descreve as opções exclusivas da impressão de arquivos:


• Criar uma nova tarefa na página 282 descreve as opções que são comuns a todas
as tarefas habilitadas pelo suplemento Tarefas do SOLIDWORKS.
• Configurar a tarefa Converter na página 296 descreve as opções disponíveis para
a conversão de arquivos.
• Configurar tarefas do Design Checker na página 320 descreve as opções disponíveis
para verificação do projeto usando os arquivos de padrões criados no suplemento
SOLIDWORKS Design Checker.

315
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para configurar a tarefa Imprimir:

1. Expanda Tarefas e clique duas vezes em Imprimir.


2. Na caixa de diálogo Imprimir - Propriedades, no painel da esquerda, selecione Método
de execução.
3. Selecione os computadores que podem ser usados para executar a tarefa e como a
execução deve ser iniciada.

Se quiser que a impressão seja executada no modo silencioso, quando acionada


por uma alteração de estado, por exemplo, terá que permitir ao sistema escolher
o computador que executará a tarefa ou executá-la no computador onde ela for
iniciada.

4. Clique em Impressora:
5. Selecione uma das opções abaixo:
• Sempre usar o seguinte nome nome de impressora
Selecione uma impressora na lista de impressoras locais disponíveis.

Se a tarefa será executada em um servidor sem acesso às impressoras listadas,


digite o nome de uma impressora.

• Apresentar ao usuário as seguintes opções


Especifique as impressoras que os usuários podem escolher.

Com Sempre usar o seguinte nome nome de impressora marcada, selecione


uma impressora e copie e cole seu nome.

• Selecionar impressora com base no tamanho do papel


Para cada Tamanho de papel a ser usado na impressão, clique em Nome da
impressora e especifique o nome da impressora a ser usada.

6. No painel da esquerda, clique em Tamanho e orientação do papel para especificar


os valores predeterminados de tamanho e orientação do papel.
7. Selecione Permitir ao usuário alterar esta configuração para permitir aos usuários
que executam o comando de impressão alterar as configurações.

Essa opção está disponível para outras configurações de impressão.

8. Clique em Margens para especificar as margens do papel e cabeçalhos e rodapés


opcionais, ou deixe o comando de impressão solicitar que os usuários insiram esses
valores.
9. Clique em Arquivos para especificar como lidar com arquivos referidos e configurar
uma pasta para os logs de erros.
10. Na página Arquivos, clique em Opções avançadas de criação de scripts para ver
ou modificar o código que controla a tarefa.

É recomendado que você tenha conhecimento de programação.

316
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

11. Clique em Permissões para conceder aos usuários e grupos a permissão para iniciar
a tarefa.
12. Clique em OK.

Propriedades de impressão - Impressora


Use a página Impressora da caixa de diálogo Propriedades de impressão para selecionar
a impressora a ser usada.
Para exibir essa página:
Expanda o nó Tarefas e clique em Imprimir. No painel da esquerda, clique em
Impressora.

Sempre usar o Permite selecionar em uma lista de impressoras locais


seguinte nome nome disponíveis.
de impressora
Se a tarefa for executada em um servidor sem acesso às
impressoras listadas, digite um nome de impressora.

Apresentar ao usuário Lista as impressoras que podem ser escolhidas pelos usuários.
as seguintes opções
Com Sempre usar o seguinte nome de impressora
selecionada, escolha uma impressora e copie seu nome.
Selecione essa opção e cole o nome da impressora.

Selecionar impressora
Lista as impressoras a serem usadas para tamanhos específicos
com base no tamanho
de papel.
do papel
Para cada Tamanho do papel que desejar imprimir, clique
em Nome de impressora e especifique o nome da impressora
a ser usada.

Propriedades de impressão - Tamanho e orientação do


papel
Use a página Tamanho do papel e orientação da caixa de diálogo Propriedades de
impressão para selecionar o tamanho e a orientação do papel ou para permitir que o
usuário faça essas seleções.
Para exibir essa página:
Expanda o nó Tarefas e clique em Imprimir. No painel da esquerda, selecione Tamanho
do papel e orientação.

Usar o tamanho de papel e Se o tamanho e a orientação do papel estiverem


orientação armazenados no armazenados com o desenho, eles serão utilizados.
desenho, se disponível Caso contrário, serão utilizados o tamanho e a
orientação do papel selecionados.

317
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Tamanho do papel

Tamanho
predeterminado Série Milímetros Polegadas

A 8 ½ x 11

B 11 x 17

C 17 x 22

D 22 x 34

E 34 x 44

A0 841 × 1189 33,1 × 46,8

A1 594 × 841 23,4 × 33,1

A2 420 × 594 16,5 × 23,4

A3 297 × 420 11,7 × 16,5

A4 210 × 297 8,3 × 11,7

Permitir ao usuário
alterar o tamanho

Orientação predeterminada

Retrato

Paisagem

Permitir ao usuário alterar a orientação

Propriedades de impressão - Margens


Use a página Margens da caixa de diálogo Propriedades de impressão para selecionar
margens, cabeçalhos e rodapés.
Para exibir essa página:
Expanda o nó Tarefas e clique em Imprimir. No painel da esquerda, clique em Margens.

318
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Margens do papel Especifica o alinhamento da saída impressa:

Usar margens da impressora


Usa os valores predeterminados da impressora.

Usa margens personalizadas


Permite definir as seguintes margens para a impressão:
• Superior
• Inferior
• Esquerda
• Direita

Cabeçalho Especifica o alinhamento do texto do cabeçalho.


personalizado

Rodapé personalizado Especifica o alinhamento do texto do rodapé.

Propriedades de impressão - Arquivos


Use a página Arquivos para especificar quais arquivos devem ser incluídos no trabalho
de impressão e o local do arquivo de log de erros.
Para exibir essa página:
Expanda o nó Tarefas e clique em Imprimir. No painel da esquerda, clique em Arquivos.

Exibir caixa de
diálogo de impressão

Selecionar
automaticamente as Nenhuma
referências para
impressão Todos os desenhos

Somente peças e submontagens

Todas as peças, submontagens e desenhos

Versão dos arquivos


referidos Usar a versão referida dos arquivos referidos ("como
construído")

Usar a versão mais recente do arquivo referido

Perguntar ao usuário

319
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Pasta do log de erros Local onde os logs de erro são salvos.


O local predeterminado é \Logs\Print.
Esse diretório é criado automaticamente na pasta-raiz do vault,
exceto se você alterar o local clicando em Procurar.

Antes de executar uma tarefa de impressão, é necessário


ter certeza de que você possui um fluxo de trabalho que
especifica que arquivos .log podem entrar no fluxo de
trabalho. Você pode adicionar uma condição que permita
que os arquivos .log entrem em um fluxo de trabalho
existente na caixa de diálogo Propriedades do fluxo de
trabalho ou pode criar um fluxo de trabalho especificamente
para arquivos de log de tarefas.
Um fluxo de trabalho criado para arquivos log de tarefas
necessita somente de um estado inicial. Todos os usuários
devem ter permissão para esse estado inicial.

Opções avançadas de Exibe a caixa de diálogo Opções avançadas de criação de


criação de script scripts, que permite modificar o script que controla a tarefa,
alterar a versão do SOLIDWORKS usada com a tarefa e alterar
o tipo de interface do usuário da tarefa.

Configurar tarefas do Design Checker


Você configura tarefas do Design Checker para especificar o cartão de entrada e o
computador a serem usados.
A tarefa Design Checker permite validar os documentos do SOLIDWORKS selecionados
no vault usando os arquivos padrão (.swstd) criados no suplemento SOLIDWORKS Design
Checker.

1. Expanda Tarefas e clique duas vezes em Design Checker.


Na caixa de diálogo Design Checker - Propriedades, na tela Suplemento, o cartão do
Design Checker é selecionado como cartão de entrada de dados.
O cartão de entrada é necessário para que os usuários possam especificar o arquivo
de padrão a ser usado para validar o projeto e os locais onde salvar o relatório e o
arquivo de log do Design Checker.
2. Selecione o usuário cujas permissões serão utilizadas quando a tarefa for executada.
3. No painel esquerdo, clique em Método de execução e selecione como a tarefa será
iniciada e em que computador ela será executada.
4. Clique em Comando de menu e especifique se (e como) o comando deve aparecer
para os usuários no File Explorer.
5. Clique em Permissões e selecione os usuários e os grupos que têm permissão para
iniciar a tarefa.
6. Clique em Notificação de êxito e Notificação de erro para criar mensagens de
notificação e selecionar os usuários e grupos a serem notificados.
7. Clique em OK.

320
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF


O SOLIDWORKS PDM Professional oferece um suplemento de tarefas que permite aos
usuários converterem arquivos do Microsoft Office e arquivos em formato DWG/DXF em
arquivos de PDF.
O suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF fornece as seguintes tarefas:

Tarefa Descrição

Office para PDF Converte arquivos Microsoft Word, Excel e PowerPoint.

DraftSight para PDF Converte arquivos em formato DWG/DXF.

Para converter arquivos em PDF, os usuários devem ter as seguintes opções instaladas
no host de tarefas:
• Microsoft Office 2010 ou versões posteriores para arquivos do Microsoft Office.
• SOLIDWORKS DraftSight Professional/Premium para arquivos em formato DWG/DXF.

Para que a tarefa DraftSight para PDF seja concluída, é preciso desativar o Suplemento
do SOLIDWORKS PDM no DraftSight, no host especial de tarefas.

Acesso ao suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF


Para acessar o suplemento de tarefas do SOLIDWORKS PDF:

1. Na ferramenta Administração, carregue o SWPDFTaskAddIn.


a) Clique com o botão direito do mouse no vault e clique em Importar.
b) Na caixa de diálogo, navegue até letra da unidade:\Default Data.
c) Selecione os arquivos Draftsight_to_PDF_gb.cex e Office_To_PDF_gb.cex e
clique em Abrir.
2. Certifique-se de que a execução do suplemento Tarefas do SOLIDWORKS PDF
seja permitida no computador cliente.
3. Configure as tarefas.

Configuração da tarefa Office para PDF


Os administradores podem configurar a tarefa Office to PDF para converter arquivos do
Microsoft Office para arquivos PDF.

321
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Para configurar a tarefa Office to PDF:

1. Na ferramenta Administração, expanda Tarefas e clique duas vezes em Office para


PDF.
2. Na caixa de diálogo, para Suplemento, selecione o Suplemento Tarefas do
SOLIDWORKS PDF.
3. No painel da esquerda, configure as opções:

Opção Descrição

Método de execução Selecione os computadores que podem executar a


tarefa.

Comando de menu Especifica se e como o comando deve aparecer para


os usuários no File Explorer.

Cartão de arquivo Mapeia variáveis do cartão de dados do arquivo de


origem para o cartão de dados do arquivo de saída
ou adiciona Texto livre ao cartão de dados do arquivo
de saída.

Detalhes do PDF de saída Especifica o nome e o local do arquivo PDF de saída.

Opções do Office Define as configurações para arquivos do Microsoft


Word, Excel e PowerPoint.

Permissões Permite que você selecione os usuários e os grupos


que têm permissão para iniciar a tarefa.

Notificação de êxito e Permite selecionar os usuários e grupos a serem


Notificação de erro notificados.

Propriedades do Office para PDF - Cartão de arquivo


Use a página Cartão de arquivo da caixa de diálogo Propriedades do Office para PDF para
especificar o mapeamento de variáveis do cartão de dados de arquivo de origem para o
cartão de dados do arquivo de saída.
Para exibir a página de Propriedades do Office para PDF - Cartão de arquivo:
1. Expanda o nó Tarefas e clique duas vezes em Office para PDF.
2. No painel da esquerda, clique em Cartão de arquivo.

322
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

Lista de variáveis
Variável de origem

Variável usada no cartão de dados do arquivo de origem.

Variável de destino

Variável no cartão de dados do arquivo de saída mapeada


para a variável Origin.

Adicionar variável Ativa a seção Variável selecionada para que você possa
especificar o mapeamento da variável.

Remover variável Remove o mapeamento da variável selecionada.

Variável selecionada
Define o mapeamento de variável.

Opção Descrição

Variável de origem Variável usada no cartão de dados do arquivo de origem.

Texto livre Texto a ser exibido na variável de destino se você selecionar


Texto livre como a origem.

Variável de destino Variável no cartão de dados do arquivo de saída.

Propriedades do Office para PDF - Opções do Office


Use a página Opções do Office da caixa de diálogo Propriedades do Office para PDF para
definir as opções para arquivos do Microsoft Word, Excel e PowerPoint.
Para exibir a página de Propriedades do Office para PDF - Opções do Office:
1. Expanda o nó Tarefas e clique duas vezes em Office para PDF.
2. No painel à esquerda, clique em Opções do Office.

323
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

Word
Seleção de página
• Todas as páginas
Seleciona todas as páginas para a conversão.
• Página(s) de
Seleciona páginas no intervalo.

Propriedades do documento
Inclui as propriedades do documento.

Documento com marcação


Inclui o documento com marcação.

Permitir ao usuário alterar as configurações de


exportação
Permite aos usuários alterar as configurações de exportação.

Excel
Seleção de guia
• Todas as planilhas/Toda a pasta de trabalho
Seleciona todas as planilhas para conversão.
• Planilha(s) de
Seleciona planilhas no intervalo.

Propriedades do documento
Inclui as propriedades do documento.

Ignorar áreas de impressão das planilhas se existirem


Ignora as áreas de impressão nas planilhas para converter
toda a planilha.

Permitir ao usuário alterar as configurações de


exportação
Permite aos usuários alterar as configurações de exportação.

324
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

PowerPoint
Seleção de slides
• Todos os slides
Seleciona todos os slides para a conversão.
• Slide(s) de
Seleciona slides no intervalo.
• Permitir ao usuário alterar as configurações do slide
Permite aos usuários alterar as configurações do slide.

Propriedades do documento
Inclui as propriedades do documento.

Enquadrar slides
Inclui os slides do quadro.

Incluir slides ocultos


Inclui os slides ocultos.

Permitir ao usuário alterar as configurações de


exportação
Permite aos usuários alterar as configurações de exportação.

Propriedades do Office para PDF - Detalhes do PDF de saída


Use a página Detalhes PDF de saída da caixa de diálogo Propriedades do Office para PDF
para configurar as propriedades básicas do arquivo PDF, como caminho predefinido e
caminho de registro do vault.
Para exibir a página Propriedades do Office para PDF - Detalhes do PDF de saída:
1. Expanda o nó Tarefas e clique duas vezes em Office para PDF.
2. No painel da esquerda, clique em Detalhes do PDF de saída.

325
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

Caminho da saída
principal Caminho predeterminado
Local onde os arquivos PDF convertidos são salvos.
Crie o caminho do arquivo de saída digitando texto estático
e clicando em para selecionar entre as seguintes variáveis
dinâmicas:
• Nome do arquivo de origem
• Extensão do arquivo de origem
• Caminho da pasta de origem
• Caminho da pasta-raiz do vault
• Revisão do arquivo de origem
• Versão do arquivo de origem
• Estado do fluxo de trabalho do arquivo de origem
• Data atual
• Variáveis
O exemplo na caixa de diálogo mostra o formato e o caminho
do arquivo atualmente selecionado.

Permitir ao usuário alterar o caminho da saída


Permite aos usuários alterar o caminho de saída durante a
execução da tarefa.

Caminho da saída Segundo local onde os arquivos PDF convertidos são salvos.
secundária
Crie o caminho do arquivo de saída digitando texto estático
e clicando em para selecionar entre as variáveis dinâmicas.
O exemplo na caixa de diálogo mostra o formato e o caminho
do arquivo selecionado no momento.

Criar uma referência Quando selecionada, o arquivo de destino contém uma


do arquivo de destino referência ao arquivo de origem.
para o arquivo de
Para visualizar a referência, selecione o arquivo de saída no
origem
File Explorer e observe a guia Contém.

Tratamento de nomes
de arquivos duplicados Substituir o arquivo existente
Sobrescreve o arquivo se já existir um arquivo com o mesmo
nome.

Criar uma nova versão dos arquivos existentes


Cria uma nova versão do arquivo se já existir um arquivo
com o mesmo nome.

326
Tarefas (apenas para SOLIDWORKS PDM Professional)

Opção Descrição

Configurações de log
Caminho do log do vault
Clique em Procurar para criar o caminho do log do vault.

Opções avançadas de Exibe a caixa de diálogo Opções avançadas de criação de


criação de script scripts, onde você pode:
• Modificar o script do VB que controla a tarefa.
• Alterar o tipo de interface do usuário usada pela tarefa.

Configuração da tarefa DraftSight para PDF


Os administradores podem configurar a tarefa DraftSight para PDF para converter
arquivos no formato DWG/DXF em arquivos PDF.
Para configurar a tarefa DraftSight para PDF:

1. Expanda Tarefas e clique duas vezes em DraftSight para PDF.


2. Na caixa de diálogo, para Suplemento, selecione o Suplemento Tarefas do
SOLIDWORKS PDF.