Você está na página 1de 23

junho

27
quinta-feira

CLIPPING
27| Junho | 2019

Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública

26/06/2019 22h29
O fortalecimento da parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e o Ins tuto Evandro Chagas (IEC) – uma das mais conceituadas ins tuições de
pesquisa do planeta – para ampliar os serviços de saúde pública no Pará foi discu do na reunião realizada nesta terça-feira (25), no auditório do IEC, em
Ananindeua (Região Metropolitana de Belém), com a par cipação do secretário de Estado de Saúde, Alberto Beltrame; da diretora do IEC, Giselle Rachid Viana, e
de representantes da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde, Sônia Brito e Geraldo Ferreira. A par cipação do secretário de Vigilância em
Saúde, Wanderson de Oliveira, foi por meio de videoconferência, porque ele não conseguiu embarcar para Belém, como estava planejado.

Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
TESTE
Hospital Materno Infan l destaca a importância do Teste da Linguinha em recém-nascidos
Giselle Viana abriu a reunião agradecendo a confiança nos profissionais do Ins tuto. "Estamos à disposição do Ministério da Saúde, com o obje vo de manter as
a vidades do Ins tuto Evandro Chagas de forma sustentável e alcançar voos mais altos, com o olhar coeso para fortalecer a saúde pública do Brasil", ressaltou.
Wanderson de Oliveira enfa zou que o IEC faz parte da estrutura da Secretaria de Vigilância em Saúde, no mesmo nível de diretoria, sendo um importante
componente do Sistema Único de Saúde (SUS), e deve contribuir com a construção da Polí ca Nacional de Vigilância em Saúde.
Relação próxima - Após informar que era sua primeira visita ao IEC como tular da Sespa, Alberto Beltrame disse que o Ins tuto é uma das mais importantes
marcas do sistema de saúde do Pará, com reconhecimento nacional e internacional. "Eu espero que, agora, a Sespa possa ter uma relação mais próxima com o
Ins tuto, porque nós temos muito para fazer em Vigilância em Saúde no Estado, onde há alguns indicadores preocupantes, como é a situação das baixas
coberturas vacinais. Então, uma parceria com o IEC é essencial para que a gente possa, com esse entendimento, mudar a realidade de saúde aqui no Estado e,
sobretudo, melhorar a Vigilância em Saúde, que é muito frágil nos municípios, principalmente em função das distâncias, do tamanho do Estado e da existência de
regiões muito pobres, como é o caso do Marajó, onde está o município com menor IDH do Brasil, que é Melgaço", informou o secretário.
Ele propôs que o Execu vo reforce essas ações, para possibilitar a mudança dos indicadores de saúde. "Temos uma expecta va enorme, que a gente possa, de
fato, contar com o Ins tuto e com o Ministério da Saúde, para que a gente, primeiro, conheça melhor a realidade do Estado, já que há deficiências no registro de
informações e operação dessas informações em tempo real", disse o secretário. "Espero que vocês contem com a Sespa quando precisarem, assim como eu tenho
a expecta va de contar com o Ministério da Saúde", concluiu Alberto Beltrame.
Realidade específica - O secretário Wanderson de Oliveira parabenizou a Atenção Primária do Pará pelo alcance da meta na Campanha Nacional de Vacinação
contra a Gripe, com o índice de 92%, superior à média nacional, e garan u que a SVS é parceira da Sespa. "Nós temos que entender as especificidades de cada
região. O Estado do Pará pode contar conosco. Nós temos que aprender com vocês como é trabalhar nesse Estado desigual do ponto de vista das realidades, e
como nós podemos contribuir, como Secretaria de Vigilância em Saúde e Ministério da Saúde, para que vocês consigam a ngir todos os cantos do Pará. Nós
precisamos que vocês nos ajudem a conduzir e a contribuir, pois daqui de Brasília é muito di cil estabelecermos do que o Pará necessita nas suas especificidades",
ressaltou o secretário, afirmando que o Ministério da Saúde pode contribuir com ideias, metodologias e estudos, mas só o povo do Pará conhece suas
necessidades. "O IEC é a SVS no Brasil e no Pará. Então, estaremos sempre de portas abertas", assegurou Wanderson de Oliveira.
O diretor de Vigilância em Saúde da Sespa, Amiraldo Pinheiro, garan u que a relação entre Sespa e IEC já é boa, mas pode melhorar ainda mais, e colocou sua
Diretoria à disposição para fortalecer essa integração. Ele propôs a criação de uma Câmara Técnica, com representantes da Secretaria e do Ins tuto para a troca de
informações e a elaboração de notas técnicas sobre as doenças e agravos que afetam o Pará.
O fortalecimento da parceria entre a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) e o Ins tuto Evandro Chagas (IEC) – uma das mais conceituadas ins tuições de
pesquisa do planeta – para ampliar os serviços de saúde pública no Pará foi discu do na reunião realizada nesta terça-feira (25), no auditório do IEC, em
Ananindeua (Região Metropolitana de Belém), com a par cipação do secretário de Estado de Saúde, Alberto Beltrame; da diretora do IEC, Giselle Rachid Viana, e
de representantes da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde, Sônia Brito e Geraldo Ferreira. A par cipação do secretário de Vigilância em
Saúde, Wanderson de Oliveira, foi por meio de videoconferência, porque ele não conseguiu embarcar para Belém, como estava planejado.

Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
27| Junho | 2019

Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
TESTE
Hospital Materno Infan l destaca a importância do Teste da Linguinha em recém-nascidos
Giselle Viana abriu a reunião agradecendo a confiança nos profissionais do Ins tuto. "Estamos à disposição do Ministério da Saúde, com o obje vo de manter as
a vidades do Ins tuto Evandro Chagas de forma sustentável e alcançar voos mais altos, com o olhar coeso para fortalecer a saúde pública do Brasil", ressaltou.
Wanderson de Oliveira enfa zou que o IEC faz parte da estrutura da Secretaria de Vigilância em Saúde, no mesmo nível de diretoria, sendo um importante
componente do Sistema Único de Saúde (SUS), e deve contribuir com a construção da Polí ca Nacional de Vigilância em Saúde.
Relação próxima - Após informar que era sua primeira visita ao IEC como tular da Sespa, Alberto Beltrame disse que o Ins tuto é uma das mais importantes
marcas do sistema de saúde do Pará, com reconhecimento nacional e internacional. "Eu espero que, agora, a Sespa possa ter uma relação mais próxima com o
Ins tuto, porque nós temos muito para fazer em Vigilância em Saúde no Estado, onde há alguns indicadores preocupantes, como é a situação das baixas
coberturas vacinais. Então, uma parceria com o IEC é essencial para que a gente possa, com esse entendimento, mudar a realidade de saúde aqui no Estado e,
sobretudo, melhorar a Vigilância em Saúde, que é muito frágil nos municípios, principalmente em função das distâncias, do tamanho do Estado e da existência de
regiões muito pobres, como é o caso do Marajó, onde está o município com menor IDH do Brasil, que é Melgaço", informou o secretário.
Ele propôs que o Execu vo reforce essas ações, para possibilitar a mudança dos indicadores de saúde. "Temos uma expecta va enorme, que a gente possa, de fato,
contar com o Ins tuto e com o Ministério da Saúde, para que a gente, primeiro, conheça melhor a realidade do Estado, já que há deficiências no registro de
informações e operação dessas informações em tempo real", disse o secretário. "Espero que vocês contem com a Sespa quando precisarem, assim como eu tenho
a expecta va de contar com o Ministério da Saúde", concluiu Alberto Beltrame.
Realidade específica - O secretário Wanderson de Oliveira parabenizou a Atenção Primária do Pará pelo alcance da meta na Campanha Nacional de Vacinação
contra a Gripe, com o índice de 92%, superior à média nacional, e garan u que a SVS é parceira da Sespa. "Nós temos que entender as especificidades de cada
região. O Estado do Pará pode contar conosco. Nós temos que aprender com vocês como é trabalhar nesse Estado desigual do ponto de vista das realidades, e
como nós podemos contribuir, como Secretaria de Vigilância em Saúde e Ministério da Saúde, para que vocês consigam a ngir todos os cantos do Pará. Nós
precisamos que vocês nos ajudem a conduzir e a contribuir, pois daqui de Brasília é muito di cil estabelecermos do que o Pará necessita nas suas especificidades",
ressaltou o secretário, afirmando que o Ministério da Saúde pode contribuir com ideias, metodologias e estudos, mas só o povo do Pará conhece suas
necessidades. "O IEC é a SVS no Brasil e no Pará. Então, estaremos sempre de portas abertas", assegurou Wanderson de Oliveira.
O diretor de Vigilância em Saúde da Sespa, Amiraldo Pinheiro, garan u que a relação entre Sespa e IEC já é boa, mas pode melhorar ainda mais, e colocou sua
Diretoria à disposição para fortalecer essa integração. Ele propôs a criação de uma Câmara Técnica, com representantes da Secretaria e do Ins tuto para a troca de
informações e a elaboração de notas técnicas sobre as doenças e agravos que afetam o Pará.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13497/

Graesp treina agentes de segurança que atuarão na Operação Verão 2019

26/06/2019 21h39
Um grupo de 36 alunos do Treinamento de Requalificação de Operador Aerotá co, formado por policiais civis, militares e bombeiros, além de médicos e
enfermeiros da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), foi cer ficado na tarde desta quarta-feira (26). O treinamento foi realizado pelo Grupamento Aéreo
de Segurança Pública do Estado do Pará (Graesp), por meio da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), com o obje vo requalificar e
aprimorar os agentes de segurança que par cipam de ações de resgate e salvamento com aeronaves.
O Graesp atua no resgate e salvamento de pessoas
Concurso C-199
Susipe divulga resultado do concurso para agentes prisionais
Capacitação
CIOp par cipa de mesa redonda sobre videomonitoramento e iconografia
Padrão federal
Com disciplina e gestão, Cadeia de Jovens e Adultos é referência no Pará
Operação
PM desmonta ponto de tráfico de drogas em Conceição do Araguaia
"A finalidade do curso foi reciclar e aprimorar nossa equipe de tripulantes, além dos médicos e enfermeiros que fazem parte das operações aerotá cas de
salvamento e resgate. Intensificamos esse treinamento, especialmente para preparar os nossos agentes nas ações desenvolvidas durante a Operação Verão",
informou o delegado Nelson Sobreira, coordenador de Segurança Operacional do Graesp.
Disciplinas específicas - Com carga horária de 180 horas, dividido em três turmas, o curso foi realizado no município de Terra Alta, no nordeste paraense, onde os
alunos puderam aprimorar o conhecimento na área de operações aerotá cas. As aulas foram ministradas por operadores do Grupamento Aéreo, e contaram com
27| Junho | 2019

disciplinas específicas sobre preparação e capacitação de tripulantes, explicou o instrutor de ro embarcado, cabo Bruno Gaspar, operador aerotá co do Graesp.
"Uma gama de conhecimentos foi revista durante o treinamento, em um processo de requalificação con nua para a formação de um operador aerotá co, como a
u lização de rapel, treinamentos voltados aos resgates aquá cos e em terra firme. Tivemos também aulas de combate a incêndio e treino embarcado, tudo
voltado para que esse agente pudesse se qualificar com o obje vo de melhorar sua atuação e o atendimento oferecido à sociedade", ressaltou o instrutor.
Para o 3º sargento PM Edir Carlos Quaresma, que atua há 12 anos no Graesp, o treinamento é importante para aprimorar o trabalho já realizado e manter a equipe
de tripulantes preparada para atuar nas operações de segurança pública. "Nosso trabalho é conduzir e resgatar a população em situações onde é necessário o
transporte aéreo para dar apoio e realizar salvamentos e resgates. Com essa reciclagem, nós poderemos atuar de forma mais segura, especialmente durante o
período de veraneio, onde as a vidades ganham uma maior intensidade", frisou o militar.
Operação Verão - Pela primeira vez, desde 2014, o Grupamento Aéreo de Segurança Pública realiza essa capacitação, que teve como principal obje vo preparar e
reforçar a equipe de agentes que atuarão na Operação Verão deste ano. "Nossa equipe de agentes é, na sua maioria, formada fora do nosso Estado. A realização
desse curso no Pará é uma conquista muito posi va para nós, que estamos à frente das operações e sabemos da importância em preparar os agentes, para que
eles possam atuar de forma segura, resguardando, em primeiro lugar, as suas vidas, e atender a população de forma eficaz e ainda mais segura", enfa zou o
coronel Armando Gonçalves, diretor do Graesp.
O secretário adjunto de Operações, Rômulo Rodovalho - representando o secretário de Segurança Pública, Ualame Machado – destacou na solenidade de
cer ficação a importância dos inves mentos em capacitações e treinamentos na área operacional. "Ficamos muito sa sfeitos em realizar essa reciclagem,
especialmente em atender aos nossos agentes que atuam diretamente nas ações operacionais do Grupamento Aéreo. Na área operacional é de extrema
importância rever conceitos e atualizar, constantemente, os envolvidos diretamente nessa a vidade. Nosso intuito é oferecer periodicamente esse po de
formação, dentro do nosso Estado, para que eles possam estar preparados para auxiliar e agir, sobretudo, de forma segura, resguardando suas vidas e a vida da
população", acrescentou Rômulo Rodovalho.

h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13502/

Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos


26/06/2019 18h39
Está aberto o processo sele vo para contratação de agente de portaria, aprendiz administra vo e analista de laboratório para o Hospital Regional do Sudeste do
Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), localizado na sede municipal de Marabá. Os interessados devem cadastrar o currículo no site prosaude.org.br/trabalheconosco até
o próximo dia 10 de julho. A Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospital, que administra o hospital e promove a seleção, oferece ainda
oportunidades para pessoas com deficiência (PCD).
O Hospital Regional do Sudeste recebe currículos dos interessados até 10 de julho
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
TESTE
Hospital Materno Infan l destaca a importância do Teste da Linguinha em recém-nascidos
São requisitos para o cargo de analista de laboratório: graduação em Biomedicina ou Farmácia Química, registro a vo no conselho de classe, conhecimento de
ro nas de laboratório e, se possível, experiência anterior. O candidato selecionado será responsável por manipular substâncias químicas, realizar exames pré-
estabelecidos pelo gestor, conferir os aparelhos automa zados, assessorar o gestor e reportar ao mesmo questões per nentes, registrar e solucionar as
ocorrências, elaborar com o superior as a vidades da equipe e auxiliar e desenvolver as a vidades administra vas.
Já os profissionais interessados em par cipar da seleção para agente de portaria devem ter ensino médio completo. As principais atribuições do cargo são:
controlar o acesso dos usuários ao hospital, além de conferir e orientar quanto à u lização do crachá, permi ndo a entrada somente após confirmada a
iden ficação, e controlar o acesso de veículos, observando atentamente o fluxo de pessoas e de materiais, intervindo quando necessário.
Para o cargo de aprendiz administra vo, o candidato deve estar cursando ou já ter concluído o ensino médio. O profissional aprovado será responsável por auxiliar
as a vidades administra vas do departamento, fazer a separação e entrega de documentos e correspondências, além de elaborar, organizar e controlar
documentos diversos, e auxiliar na elaboração de relatórios, planilhas e controles sob orientação.
Várias especialidades - Referência em atendimento de média e alta complexidade para 22 municípios paraenses, o Hospital Regional de Marabá tem 115 leitos,
sendo 77 de internação e 38 de unidades de Terapia Intensiva (UTIs).
Possui perfil cirúrgico e habilitação em Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades Cardiologia, Cirurgia
Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plás ca Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva
adulto, pediátrica e neonatal, Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, O almologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-
ortopedia, Nefrologia e Anestesiologia.
27| Junho | 2019

h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13496/

Uepa e Ins tuto Confúcio formam a primeira turma de mandarim


26/06/2019 17h53
A Universidade do Estado do Pará (Uepa), na busca do reconhecimento além das fronteiras brasileiras, inves u na internacionalização e no fortalecimento das
relações ins tucionais com a China, por meio do Ins tuto Confúcio. Na úl ma terça-feira (25) foi realizada a primeira cerimônia de formatura do curso de
mandarim, idioma da China. O evento ocorreu no auditório Paulo Freire, no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE).
Experiência do cárcere
Alunos de escola pública par cipam de ação preven va ao uso de drogas
Planejamento
Região Carajás discute elaboração de polí ca socioeduca va em meio aberto
COMBATE
Programação reúne 500 jovens para falar sobre combate às drogas
Julho
Escola de Verão inscreve gratuitamente para minicursos e oficinas
Dos alunos que começaram o curso de mandarim, 55 receberam o diploma
A abertura da cerimônia contou com apresentações de duas alunas do Ins tuto Confúcio: Vivian Pereira, que fez a dança com o leque, e Rebeca Teixeira, que
realizou a dança tradicional da China, com a música "Rindo ao vento". Após as apresentações foram chamados para compor a mesa o reitor da Uepa, Rubens
Cardoso; o vice-reitor, Clay Anderson Nunes; o diretor brasileiro do Ins tuto, Antônio Silva, e o diretor chinês, Pang Hui.
Nos úl mos anos, várias empresas chinesas entraram no Brasil e inves ram em diferentes áreas, como energia renovável, portos, saúde, mineração, papel e
celulose. Segundo um estudo da plataforma Dealogic, as aquisições chinesas no Brasil em 2017 já haviam movimentado cerca de R$ 35 milhões. Por isso, aprender
mandarim é importante nos dias de hoje. "No Pará, nós temos uma grande relação com os chineses, em função do comércio. A China é um grande importador das
nossas commodi es metálicas e também da soja. Ter esse curso é aumentar as relações com os chineses, conhecer a sua cultura e ampliar o mercado de trabalho",
ressaltou o reitor.
Apresentação de danças tradicionais da China integraram a solenidade
Relação internacional - O Brasil e a China são dois dos cinco membros do Brics, ao lado de Rússia, Índia e África do Sul. Essa relação une os países no mercado
internacional. "No futuro, muitos chineses vão estudar português e os brasileiros, o mandarim. O nosso Ins tuto desempenha um papel muito importante nessa
área, em cooperação com os países", afirmou o diretor Pang Hui, acrescentando que "nós temos alunos muito bons, e os ex-alunos sempre serão bem-vindos para
realizar a vidades".
Orador da turma, Davi Almeida obteve a maior nota na prova de proficiência do idioma no Ins tuto Confúcio da Uepa. A formanda Paloma Carvalho foi a
tradutora. Ela conseguiu uma bolsa de um ano em Língua e Cultura Chinesa, em uma ins tuição na China. "Não foi fácil fazer a prova para passar. Fiz duas vezes. Na
primeira, não consegui os pontos necessários, e na segunda vez eu fiz 241 pontos, dos 300 possíveis", informou.
Pioneirismo - O mandarim não é um idioma fácil para os brasileiros. No começo do curso, o diretor Antônio Silva se ques onou se as pessoas iriam realmente se
interessar pela língua. O Ins tuto Confúcio iniciou suas a vidades em 2016 com apenas 60 alunos, e em 2019 já são 450 estudantes. "Estou feliz e surpreso com a
formatura, pois a Uepa é a primeira universidade da Amazônia a oferecer o idioma, e eu achei que o interesse ia ser pouco. Hoje, 55 alunos que começaram o
curso estão recebendo o diploma", disse o diretor brasileiro.
O diretor Pang Hui (e) e o reitor da Uepa, Rubens Cardoso, na solenidade de formatura
Foto: ASCOM / UEPAFeliz com o diploma, Amanda Barros, 21 anos, contou que "foram dois anos de muito esforço. É uma língua muito di cil, e a gente não tem
tanto contato. Foi uma oportunidade que surgiu, pois o curso é gratuito e decidi entrar. Hoje, estou muito feliz de ter chegado até aqui", afirmou.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13492/

Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes

26/06/2019 17h00
Hospital Jean Bitar oferece atendimento ao portadores da doença
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que 16 milhões de brasileiros sofrem de diabetes Mellitus. Ainda de acordo com o estudo, a taxa de
incidência da doença cresceu 61,8% nos úl mos dez anos.
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
27| Junho | 2019

MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
TESTE
Hospital Materno Infan l destaca a importância do Teste da Linguinha em recém-nascidos
A diabetes é uma doença crônica, caracterizada pela redução da produção de insulina e/ou diminuição da ação dela nos tecidos, gerando um excesso de glicose
(açúcar) no sangue. Após o diagnós co, o paciente deve receber tratamento, que pode ou não medicamentoso, além de orientações alimentares, es mulo à
realização de a vidade sica, informações sobre a importância do tratamento e da prevenção de complicações, como exame do olho, dos pés e da urina.
Neste 26 de junho, Dia Nacional do Diabetes, a endocrinologista do Hospital Jean Bitar (HJB), Flávia Cunha, orienta que o tratamento e o po de medicamento
indicado para diabetes dependem de várias caracterís cas do paciente, como o nível de glicose, peso e doenças prévias. "Não há cura, mas há controle. No Jean
Bitar, em alguns casos de pacientes obesos com pouco tempo de diagnós co que foram subme dos à cirurgia bariátrica, observamos uma remissão da doença
após a cirurgia", afirmou a médica.
A obesidade, fator de risco associado à complicação do diabetes, também é tratada na unidade de saúde, pela equipe de médicos endocrinologistas, que realiza,
caso necessário, as cirurgias bariátricas, procedimento que coloca o HJB como referência no Pará, por ser o único hospital público do Estado que realiza esse po
de cirurgia.
Endrocrinologista Flávia Cunha, da unidade de saúde, fala dos cuidados com a diabetes, que afeta 16 milhões de brasileiros
Foto: DivulgaçãoA endocrinologista destaca, ainda, que o diabetes pode ser assintomá co, principalmente, nos primeiros anos, após o surgimento da doença, e,
nos casos mais graves, o paciente apresenta perda de peso, sede e fome intensas, e urina em excesso. Pode ocorrer também fadiga, desidratação e embaçamento
visual.
São três pos da doença: diabetes po 1, diabetes po 2 e diabetes gestacional, sendo que o po 1 é mais frequente em crianças, adolescentes e jovens, e o po
2, em adultos e idosos, mas ambos podem ocorrer em qualquer idade.
A médica diz que pacientes com histórico familiar de diabetes devem ter cuidado redobrado: atenção com o peso, não fumar, controlar a pressão arterial, evitar
medicamentos que potencialmente possam agredir o pâncreas e pra car a vidade sica regular.
"Além disso, aos que já são diabé cos, aconselho aderir ao tratamento, realizar exame diário dos pés para evitar o aparecimento de lesões, manter uma
alimentação saudável, pra car a vidades sicas, manter um bom controle da glicemia, seguindo corretamente as orientações médicas", orientou a
endocrinologista.
O Hospital Jean Bitar (HJB) faz o acompanhamento ambulatorial dos pacientes diabé cos, por meio da sua equipe de endocrinologistas, e realiza também
internações e procedimentos cirúrgicos aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), provenientes de todos os municípios paraenses.
Palestra – Em alusão ao Dia Nacional do Diabetes, o Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do hospital promoveu ação educa va direcionada aos usuários e
colaboradores, por meio das palestrantes Larice Assef Bastos e Lara Ostuzzi, médicas residentes de endocrinologia, que compar lharam informações e dicas de
prevenção sobre a doença.
Estrutura – O HJB dispõe de 70 leitos. Os usuários contam com equipe de especialistas, estrutura, equipamentos e tecnologias de ponta, para cirurgias da parede
abdominal e gástrica, incluindo bariátrica. Também são oferecidos serviços cirúrgicos para vias biliares e intes no.
Os usuários que necessitam de atendimentos ambulatoriais e hospitalares no HJB contam com as especialidades de clínica médica, reumatologia, endocrinologia,
pneumologia, cardiologia, dermatologia, geriatria, cirurgia geral, cirurgia bariátrica, colo/proctologia, gado e via biliares, cabeça e pescoço, vascular,
anestesiologia, o almologia, nefrologia, cirurgia plás ca reparadora e nutrição.
Serviço:
O Hospital Jean Bitar funciona na Rua Cônego Jerônimo Pimentel, bairro do Umarizal. Mais informações: (91) 3239-3800.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13490/

Governo entrega 580 cheques moradia e anuncia ampliação do bene cio


26/06/2019 15h22
Moradores da região metropolitana de Belém e de municípios de Castanhal, Acará e Cametá foram contemplados
Emoção em poder começar a realizar um sonho. Foi com esse sen mento que a produtora rural Maria do Socorro da Silva recebeu, nesta quarta-feira (26), um dos
580 cheques moradia entregues para a população da região metropolitana de Belém e municípios de Castanhal, Acará e Cametá. O evento contou com a
par cipação do governador Helder Barbalho e do vice, Lúcio Vale, e foi realizado no Hangar Centro de Convenções, na capital paraense. O inves mento é de R$ 3,5
milhões.
Auxílio
Governo vai liberar Cheque Moradia para idosa de 90 anos que perdeu a casa após incêndio
Habitação
Cohab celebra 54 anos com cheque moradia e tulo de regularização
Companhia de Habitação
27| Junho | 2019

Cohab comemora 54 anos com celebração de missa e entrega de cheque moradia


Habitação
Auditoria-Geral propõe mudanças para melhorar gestão do Cheque Moradia
Também es veram presentes na entrega o vice-prefeito de Belém, Orlando Reis; o presidente da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), José Scaff Filho, além
de autoridades municipais, estaduais e federais.
Os cheques moradia irão beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade social, entre eles, famílias com crianças em tratamento oncológico, idosos, ví mas de
incêndio e portadores de necessidades especiais.
Governador anunciou que cheque será ampliado no segundo semestre, atendendo também o custo de mão de obra
Maria do Socorro da Silva jus ficou sua alegria. Ele é avó e cuidadora da jovem Hitaly Pereira Mar ns, 15, portadora do Linfoma de Hodgkin, que está em
tratamento no Hospital Oncológico Infan l. A família vive em uma casa de barro, sem condições de habitabilidade.
"Não tem nem como explicar, a emoção é tão grande. A assistente foi lá fazer a visita pessoalmente, viu o meu estado, a chuva destruiu tudo. As paredes são de
barro e eu me sinto muito emocionada de pegar esse cheque moradia da mão do governador do Estado. Agora, eu vou construir minha casa o mais rápido
possível. Se Deus quiser, em outubro, já quero estar nela, eu, minhas duas netas e minha bisneta", contou Maria.
"Quero aproveitar minha vida com elas, que são a minha família. Eu sonhava fazer, esse ano, nem que fosse um quar nho, mas Deus é tão grande, tão poderoso,
que eu fiquei surpresa em poder receber esse cheque moradia", declarou a produtora rural.
Famílias receberam primeira e segunda parcela do bene cio, podendo, agora, ter uma casa digna para moradia
Para o presidente da Cohab, José Scaff, o momento é de celebração e de poder ajudar a quem mais precisa de forma correta. "Hoje, estamos vendo a sa sfação do
povo, independente de quem quer que tenha iniciado esse projeto. E é importante aperfeiçoar e melhorar", disse.
Ampliação – Segundo o governador Helder Barbalho, no segundo semestre, o cheque moradia será ampliado com recursos do próprio Estado, para que o subsidio
e a garan a para o custeio da mão de obra possam também ser contemplados pelo valor. A reformulação deve manter o montante variando em torno de R$ 14 e
R$ 16 mil para o crédito de material de construção, além da mão de obra, que passa a ser inclusa, não podendo ultrapassar R$ 20 mil do total disponibilizado.
"Estamos entregando os cheques moradias de uma forma justa, para quem precisa, assegurando os direitos das pessoas, sem que isto seja usado como uma troca
polí ca, como uma troca eleitoreira. A população desse Estado paga imposto e tem o direito de receber em contra par da atenção e ações do governo, e é isso
que nós estamos fazendo aqui, assegurando que os beneficiários possam receber de maneira correta, transparente, e, com isto, possam melhorar as suas unidades
habitacionais", ressaltou o governador.
"Nós desejamos garan r, além do material de construção, a mão-de-obra. Assim, asseguramos que o custeio facilite a efe vação da melhoria habitacional, mas
também é uma oportunidade de garan r a geração de renda na construção civil", declarou Helder.
Casa nova – A aposentada Isaura Seabra, 73 anos, foi uma das beneficiárias. Ela tentava há anos conseguir um apoio do governo para reformar sua casa, que está
situação precária. "Muita emoção em receber esse cheque moradia, já faz cinco anos que eu esperava por ele. Minha casa estava caindo, foi então que procurei a
Cohab para me cadastrar e me deram o cheque. Recebo, agora, essa segunda parcela e vou terminar minha obra, que falta telha, lajota, falta muita coisa. Meu
marido é cadeirante, sofreu um AVC e não anda, não fala, então, nós estamos precisando de ajuda", contou a moradora de Benevides.
Foto: Marco Santos / Ag. ParáO vice-prefeito de Belém, Orlando Reis, destacou os dois momentos da entrega: a realização de um sonho para 580 famílias, que
recebem a primeira e segunda parcela do seu cheque moradia, e o anúncio feito pelo governador sobre a ampliação do bene cio.
"É importante porque resgata esse déficit de moradia e de moradias de qualidade que exis a do nosso Estado. A segunda parte também foi especial, quando o
governador anunciou o financiamento da mão de obra, que a gente sabe que é um dos grandes problemas, e uma fiscalização efe va junto às empresas
cadastradas. É um momento de festa, de alegria, para todos nós", enfa zou.
Também acompanharam a cerimônia de entrega dos cheques a secretária de Cultura do Estado, Úrsula Vidal; a deputada federal Elcione Barbalho; o deputado
estadual Vanderlan Quaresma; a prefeita de Bannach, Lucinéia Alves; e os vereadores Blenda Quaresma, de Belém, e Alex Melul, de Ananindeua.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13489/

Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher


Ação realizou 78 atendimentos entre consultas e exames para mulheres do município de Limoeiro do Ajuru.
26/06/2019 13h48
Atuar para a promoção da melhoria das condições de vida e da saúde das mulheres do município Limoeiro do Ajuru foi o obje vo do mu rão da saúde realizado no
Hospital Materno Infan l de Barcarena, gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a
Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA). A ação, promovida nesta terça-feira (25), resultou em 78 atendimentos.
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
TESTE
27| Junho | 2019

Hospital Materno Infan l destaca a importância do Teste da Linguinha em recém-nascidos


O mu rão reuniu diversos profissionais da saúde como médicos, enfermeiros e técnicos, e garan u atendimento clínico e laboratorial às moradoras de Limoeiro do
Ajuru, município localizado à 182 km de Barcarena. A inicia va possibilitou que essas mulheres vessem acesso a exames de mamografias, consultas ginecológicas,
colposcopias, eletrocardiogramas e consultas para cirurgias pediátricas.
Ainda durante o mu rão, a enfermeira Laila Arruda palestrou sobre os mecanismos para iden ficação precoce do câncer de mama, alertou sobre sintomas da
doença e riscos, e também apresentou métodos preven vos. Na palestra houve ainda a demonstração do passo a passo do autoexame.
Maria do Carmo Morais, 52 anos, foi uma das mulheres atendidas durante o mu rão. Demonstrou alegria em poder compar lhar esse atendimento com outras
mulheres, e sobre a importância de ter um momento de orientação sobre o câncer de mama. "Ações como essa de prevenção do câncer de mama e de
atendimentos nos incen vam, amenizam os medos e as dúvidas, e nos trazem alegria e aprendizado. Sen mos que o apoio que precisávamos foi atendido", relata.
A diretora do Hospital Municipal de Limoeiro do Ajuru, Maria Celina Lobo, enalteceu o atendimento e destacou a importância da ação. "Foram horas de viagem
compensadas com atenção e assistência, com um olhar mais humano, e com ações conjuntas entre o município e o Hospital Materno-Infan l. Nos receberam de
braços abertos, inclusive quero parabenizar os profissionais do hospital pela estrutura e pelo atendimento. Nossa recompensa está aqui, no rosto de cada mulher
que se sente assis da e mo vada", afirma.
A realização do mu rão foi uma parceria entre o HMIB com a Secretaria de Saúde do município de Limoeiro do Ajuru. O município disponibilizou o transporte das
pacientes para a unidade, além de alimentação.
"Ficamos felizes com o engajamento do município em promover este mu rão, pois demonstra o esforço em ampliar a u lização dos serviços da unidade com a
realização de procedimentos que visam a promoção à saúde, cuidando dos seus munícipes, seu maior bem", afirma Stéphanie Valdivia, diretora hospitalar do
Materno-Infan l.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13486/

Hospital Materno Infan l destaca a importância do Teste da Linguinha em recém-nascidos

26/06/2019 13h42
O Hospital Materno Infan l de Barcarena (HMIB), administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar destaca a importância do
Teste da Linguinha para o diagnós co precoce de problemas de sucção na amamentação, mas gação e fala.
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
A realização do teste da Linguinha no bebê não dói e é feito por meio da observação da língua do recém-nascido e as reações ao sugar o seio da mãe ou chorar.
Existem graus variados de língua presa, por isso, a importância de haver um teste que leve em consideração os aspectos anatômicos e funcionais para fazer um
diagnós co preciso, e indicar o tratamento com fonoaudiólogo, pediatra ou outro profissional da saúde.
"A realização do teste, o mais cedo possível, permite que sejam detectados os problemas que podem ocasionar deficiências na fala e outras funções da língua,
como mas gação, deglu ção e higiene oral. Um diagnós co tardio pode atrapalhar ou até impedir futuras tenta vas de correções. Por isso, sempre reforçamos a
importância e necessidade do Teste da Linguinha" afirma a fonoaudióloga da unidade Caroline Alcântara.
A Presidência da República sancionou a lei federal 13.002, ins tuindo a obrigatoriedade da realização do Protocolo de avaliação do frênulo da língua em bebês em
todos os hospitais e maternidades do país em 20 de junho de 2014. A medida foi proposta pelo deputado estadual Maurício Picarelli e hoje é um protocolo
adotado antes da alta de recém-nascidos.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13484/

Família viaja mais de 110 quilômetros para doar sangue em Marabá


Doação de sangue foi realizada no Hospital Regional do Sudeste do Pará, que promove campanha até o dia 28 de junho.
26/06/2019 12h25
HRSPOs familiares e amigos de Simeão Lira vivenciaram uma terça-feira diferente. Ontem, 25, eles viajaram 110 quilômetros entre as cidades de Pales na e
Marabá para cumprir a promessa feita pela mãe de Simeão à Nossa Senhora de Fá ma, quando ele estava internado no Hospital Regional do Sudeste do Pará - Dr.
Geraldo Veloso (HRSP), em decorrência de um acidente de motocicleta. Foi doando sangue que o grupo retribuiu a recuperação bem-sucedida, emocionando as
pessoas que aguardavam no posto de coleta montado pelo Hemopa Marabá no Hospital.
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
27| Junho | 2019

Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
"Me sinto muito feliz em saber que posso ajudar a salvar vidas. Peço que as pessoas não meçam esforços para fazer o mesmo. Às vezes, achamos que nunca vamos
precisar de sangue. Ninguém está preparado para isso. A verdade é que muita gente precisa, como um dia o meu filho precisou. Hoje ele está bem, por isso viemos
aqui para ajudar a quem precisa para que fique do mesmo jeito que ele: a salvo", disse dona Sônia.
O Hospital Regional de Marabá, unidade gerenciada pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a
Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA), promove pela 36ª vez a Campanha de Doação de Sangue. Janicleia Souza Paiva, que é integrante do
Programa de Voluntariado da Pró-Saúde, também viveu uma experiência nova ao doar sangue. "Não esquecerei nunca desse momento. Foi muito bom, uma
sensação muito gra ficante. Vou doar quantas vezes puder", prometeu a voluntária.
Foto: Ascom HRSPAo todo, 51 pessoas compareceram à ação. Para mobilizar os voluntários, ao longo desta semana, o grupo "Amigos de Sangue", formado por
colaboradores do Hospital, percorreu os corredores das enfermarias orientando pacientes, acompanhantes e visitantes sobre a programação. Além disso foram
realizadas palestras educa vas para usuários ambulatoriais, colaboradores da Unidade e estudantes da Universidade do Estado do Pará (Uepa), com o apoio do
Hemopa Marabá.
Para a coordenadora da Agência Transfusional do HRSP, Socorro Leão, "a doação de sangue tem um valor ines mável. É um gesto simples que salva vidas".
Serviço
Quem puder doar ainda dá tempo. A campanha encerrará na sexta-feira, 28/06. Até lá, as doações poderão ser feitas no Hemopa Marabá, localizado na Rodovia
Transamazônica, número 251, próximo ao Ins tuto Nacional de Seguridade Social. O posto de coleta funciona das 7h às 12h30. Os requisitos são: ter entre 16 e 69
anos, pesar ao menos 50 kg, estar bem alimentado, em bom estado de saúde e levar um documento oficial de iden ficação, como carteira de iden dade e
habilitação. Menores de idade precisam estar acompanhados dos pais e, no caso dos idosos, se es verem doando pela primeira, a idade máxima é 60 anos.
Sobre a Unidade
O Hospital Regional de Marabá, gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão com a Secretaria de
Estado de Saúde Pública (Sespa), tem 115 leitos, sendo 77 de Unidades de Internação e 38 de Unidades de Terapia Intensiva. Possui perfil cirúrgico e habilitação em
Traumato-ortopedia pelo Ministério da Saúde, oferecendo atendimento gratuito nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Buco-maxilo-facial,Cirurgia Plás ca
Reparadora, Cirurgia Pediátrica, Cirurgia Geral, Cirurgia Vascular, Clínica Médica, Fisioterapia, Infectologia, Medicina Intensiva adulto, pediátrica e neonatal,
Nutrição, Obstetrícia de Alto Risco, O almologia, Otorrinolaringologia, Urologia, Neurocirurgia, Terapia Ocupacional, Traumato-ortopedia, Nefrologia e
Anestesiologia.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13480/

Presidente do Iasep visitará municípios do interior em busca de melhorias para o plano


26/06/2019 12h12
Cumprindo o obje vo de fortalecer a atuação do Ins tuto de Assistência dos Servidores do Estado do Pará (Iasep) nos interiores, como meta da atual gestão da
autarquia e do Governo do Estado, o presidente do órgão, Bernardo Almeida, viajará para pelo menos três municípios do interior nas próximas semanas. Na
agenda, o tular do Ins tuto vai visitar as gerências regionais do Iasep, conhecer as demandas locais e dialogar com a rede de assistência e com potenciais
empresas credenciadas.
Serão visitadas as cidades de Santarém, no oeste paraense, Breves, no Marajó, e Marabá, no sudeste do estado. Os três municípios estão incluídos na chamada
pública, atualmente aberta, para credenciamento de novos estabelecimentos.
A primeira viagem será a Santarém, nos dias 27 e 28 de junho. "Sei de algumas dificuldades vivenciadas nos interiores, mas conhecer a realidade in loco é sempre
diferente. Indo até lá, poderei saber pessoalmente como estão os serviços prestados por nós nesses municípios. Além disso, uma das metas da nossa gestão é
ampliar o diálogo, tanto com os segurados quanto com os credenciados. Pretendo conversar com cada uma das ins tuições que têm contrato conosco, me colocar
à disposição e mostrar que o Iasep vive um novo tempo, em que há interesse de resolver os problemas e de se fazer presente em todo o estado", pontuou
Bernardo Almeida.
A viagem a Santarém contará também com a presença da servidora Verenna Monteiro, presidente da Comissão de Credenciamento da autarquia, que par cipará
das visitas. "O processo de credenciamento por chamadas públicas pressupõe que as próprias empresas nos procurem para par cipar da seleção e, em alguns
locais, a procura tem sido menor do que precisamos para ampliar nossa cobertura. Indo pessoalmente até estabelecimentos que poderiam estar na nossa rede
credenciada, esperamos ter uma maior adesão, até por mostrarmos a eles essa nova realidade vivida pelo órgão", argumentou Verenna.
Outros municípios – A viagem seguinte será para Breves, acompanhando o programa Governo Por Todo o Pará, que vai transferir temporariamente a administração
do Execu vo estadual para o município no Marajó, de 8 a 10 de agosto. Em seguida, o presidente Bernardo Almeida irá a Marabá, em data ainda a ser definida.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13481/
27| Junho | 2019

Revista cien fica europeia publica ar go produzido por equipe do Hospital Galileu
26/06/2019 10h53 - Atualizada em 26/06/2019 11h30

A revista espanhola "Nutrición Clínica y Dieté ca Hospitalaria", voltada para a divulgação de ar gos cien ficos sobre nutrição e dietas hospitalares, publicou um
ar go de profissionais do Hospital Público Estadual Galileu (HPEG). O ar go, feito pelos colaboradores Talita Lobato, Thiago Oliveira, Laurena Von Grapp e Waléria
Aine , em parceria com a pesquisadora Ághata Konrad tem como tulo o "Aprimoramento do gerenciamento de riscos na distribuição de dietas hospitalares por
via oral".
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
A publicação mostra um estudo sobre a oferta de refeições nutricionalmente equilibradas e seguras, que acontece dentro das unidades de alimentação e nutrição
hospitalar, visando uma melhora na qualidade dos alimentos que são servidos nas enfermarias.
Dentro do hospital, o Serviço de Nutrição e Dieté ca busca a excelência no atendimento aos pacientes, garan ndo uma alimentação balanceada e que esteja de
acordo com as necessidades individuais de cada um. Para tanto, dentro do setor, existem dois pos de processos produ vos de refeições, sob responsabilidade de
nutricionistas. O primeiro é a produção, passando desde a aquisição dos gêneros alimen cios até a sua distribuição. Já o segundo associa-se à assistência
nutricional, onde o profissional traça diretrizes sobre os cuidados alimen cios, pensando no papel terapêu co que a alimentação tem durante uma internação
hospitalar.
Para Talita Lobato, nutricionista do Hospital Galileu, a expecta va em oferecer uma alimentação diferenciada mo vou a pesquisa. "Acredito que o mais importante
centra-se na experiência do paciente no ambiente hospitalar, pois em nossa região, o alimento tem a função biopsicossocial muito forte e os erros na oferta desse
po de alimento pode gerar uma falta de credibilidade", explica.
Através dos resultados ob dos pela pesquisa a equipe pôde adequar as a vidades dos nutricionistas de produção dentro do hospital, permi ndo uma melhora na
qualidade dos alimentos e, principalmente, evitando falhas no processo de distribuição das refeições entre pacientes. Ainda observou-se que houve um aumento
de 67% de acerto na distribuição dessas dietas após o aprimoramento do gerenciamento de risco, permi do por meio da elaboração da pesquisa.
O Hospital Público Estadual Galileu sempre incen va as pesquisas que priorizam a melhora na qualidade do atendimento, tanto de clientes quanto de
colaboradores. De acordo com o diretor hospitalar, Saulo Mengarda, esse es mulo se faz presente na gestão do Hospital. "Buscamos incen var o desenvolvimento
destas pesquisas através de inscrições em congressos e dando suporte logís co para a par cipação, bem como procuramos fomentar, nas reuniões e análises
crí cas, a realização dos ar gos, obje vando na valorização profissional e reconhecimento do trabalho realizado", esclarece Saulo.
Sobre o HPEG - O hospital Público Estadual Galileu (HPEG) é uma unidade de retaguarda que atende baixa e média complexidades, e presta assistência hospitalar
em trauma-ortopedia, clínica médica e Cardiologia. O hospital está localizado na Rodovia Mário Covas, nº 2253. A unidade é gerenciada pela Pró-Saúde Associação
Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato de gestão Secretaria de Saúde do Estado do Pará (SESPA).
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13479/

Hospital Galileu oferece atendimento diferenciado em Terapia Ocupacional


26/06/2019 09h41 - Atualizada em 26/06/2019 10h55
O Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém, se destaca pelas ações de Terapia Ocupacional (T.O.) ofertadas aos pacientes. Trata-se de uma área que
busca tratamentos e terapias para a recuperação sica e psicológica do paciente, com o obje vo de devolver sua autonomia para realização das a vidades do
co diano.
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
A recuperação dos ossos após uma fratura pode ser demorada e dolorosa, e voltar a pra car a vidades diárias passa a ser um grande desafio. Para Fernando Silva,
27| Junho | 2019

que teve a mão cortada por uma serra de cortar mármore, voltar a pegar objetos com as mãos só foi possível com a ajuda do tratamento oferecido pela Terapia
Ocupacional do HPEG. "Estou gostando bastante do tratamento. Já estava fazendo em outro lugar e não via melhora na mão machucada. Em apenas três sessões
feitas aqui no Galileu, já consigo fazer movimentos que não fazia antes. Acredito que em breve, estarei com mão recuperada", explica Fernando, que já consegue
pegar pequenos objetos com a mão.
Ana Carolina, Terapeuta Ocupacional do Hospital Galileu, reforça a necessidade de um atendimento mais específico em casos de fraturas nos membros superiores.
"Os atendimentos acontecem toda semana. Quando o paciente chega no atendimento com a ortopedia e é detectado algum déficit funcional, a equipe aciona a
T.O e começamos o acompanhamento. Trabalhamos com a vidades no consultório e exercícios para fazer em casa. O diferencial do hospital Galileu é, justamente,
o tratamento das mãos, sendo considerado um membro de extrema importância para a realização de a vidades diárias", esclarece Ana Carolina.
Além do tratamento ambulatorial, a equipe de Terapia Ocupacional em parceria com o setor de humanização, oferece diversas a vidades que contribuem não só
para o bem estar sico, mas também para o mental. Um exemplo é a pintura das novas mesas da pracinha do hospital, que foi feita pelos pacientes, na úl ma
sexta-feira (21). A ação fez parte do tratamento, onde os pacientes foram es mulados a movimentar os membros.
Ainda de acordo com Ana Carolina, todas essas a vidades têm papel fundamental na recuperação dos pacientes. "Com elas conseguimos resgatar o papel
funcional do indivíduo, fazendo com que ele se sinta ú l e volte a realizar certas a vidades diárias. Além disso, todas as a vidades possuem um contexto por trás,
não tratando apenas a parte óssea, mas colaborando também com o emocional, já que percebemos melhora, inclusive, na ansiedade dos pacientes", ressalta.
As oficinas terapêu cas, como ficaram conhecidas, acontecem toda a semana, no turno da manhã ou da tarde. Além dos pacientes, os acompanhantes também
são convidados a par cipar e podem confeccionar materiais de decoração, além de jogos que trabalhem a expressão corporal dos usuários. Na próxima quinta-
feira (27), a par r das 15h, acontecerá a oficina junina, onde os pacientes confeccionarão a decoração junina que ficará exposta no hospital.
Sobre o HPEG: O hospital Público Estadual Galileu (HPEG) é uma unidade de retaguarda que atende baixa e médica complexidades, e presta assistência hospitalar
em trauma-ortopedia, clínica médica e Cardiologia. O hospital está localizado na Rodovia Mário Covas, nº 2253.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13476/

CIIR sedia evento da OAB/PA para debater sobre saúde mental


26/06/2019 09h34 - Atualizada em 26/06/2019 10h54
Foto: Ascom /HemopaO Centro Integrado de Inclusão e Reabilitação (CIIR), em Belém, sediou roda de conversa sobre "A saúde mental de pais e mães de pessoas
com deficiência: as expecta vas, desafios e formas de elaboração de pais de PcD", organizado e mediado pela presidente da Comissão de Proteção aos Direitos das
PcD da OAB/PA, Gisele Costa, na tarde da terça-feira (25).
Integração
Sespa e Ins tuto Evandro Chagas querem ampliar parceria para melhorar a saúde pública
Emprego
Hospital Regional em Marabá abre vagas para três cargos
Saúde
Especialista orienta população sobre tratamento e prevenção do diabetes
MULHERES
Hospital Materno-Infan l promove Mu rão da Saúde da Mulher
Os par cipantes do evento foram recepcionados pelo diretor execu vo do Centro de Reabilitação, José Neto, que destacou a importância da construção de
espaços para estes pos de debates.
A mesa foi composta por mestres e doutores da área comportamental e por pais e mães de pessoas com deficiência. Para José Neto, o evento só reafirma o
compromisso social, é co e de cidadania como garan a dos direitos à Pessoa com Deficiência.
O evento foi encerrado com entrega de Cer ficado por serviços prestados às pessoas com deficiência no Estado do Pará, concedido pela OAB/Pa, por meio da
Comissão de Proteção aos Direitos das PcD. José Neto foi um dos homenageados.
Estrutura - O CIIR oferta diversas especialidades e tecnologias, voltadas à Pessoa com Deficiência - PCD, sempre prezando pela acessibilidade, assistência segura, de
qualidade e humanizada aos usuários do Sistema Único de Saúde – SUS.
O centro possui modelo inovador de assistência de média e alta complexidade distribuído em uma área com mais de 40 mil metros quadrados, sendo 15 mil só de
área construída. O espaço possui uma estrutura singular com Centro Especializado em Reabilitação (CER IV) des nado ao atendimento de pessoas com deficiência
audi va, sica, intelectual e visual. O destaque vai para a Oficina Ortopédica Fixa.
Os usuários contam também com um Centro de Especialidades Odontológicas (CEO II) para atendimento das complexidades com diversos procedimentos, inclusive
de cirurgia oral e todo serviço de periodon a e endodon a.
Atendimento - Para ter acesso aos serviços, o usuário deve ser encaminhado, exclusivamente, por meio das Unidades Básicas de Saúde (UBS), onde a Central de
Regulação de cada município, envia à Regulação Estadual, onde o pedido será analisado conforme perfil do usuário, por meio do Sistema de Regulação (SISREG).
Serviço: O Centro funciona em um prédio na Rodovia Arthur Bernardes, 1000. Mais informações: (91) 4042-2157/58/59.
h ps://www.agenciapara.com.br/no cia/13472/
27| Junho | 2019
27| Junho | 2019

Hospital Regional de Marabá abre processo sele vo para três cargos

quarta-feira, 26/06/2019, 19:04


Os cargos são para Analista de Laboratório, Agente de Portaria e Aprendiz Administra vo
Os cargos são para Analista de Laboratório, Agente de Portaria e Aprendiz Administra vo | Está aberto o processo
sele vo para a contratação de Agente de Portaria, Aprendiz Administra vo e Analista de Laboratório para o Hospital
Regional do Sudeste do Pará Dr. Geraldo Veloso (HRSP), localizado na sede municipal de Marabá. Os interessados devem
cadastrar o currículo no site (prosaude.org.br/trabalheconosco) até o dia 10 de julho.
ANALISTA DE LABORATÓRIO
São requisitos para o cargo de analista de laboratório: graduação em Biomedicina ou Farmácia Química, registro a vo no
conselho de classe, conhecimento de ro nas de laboratório e, se possível, experiência anterior. O aprovado será
responsável por manipular substâncias químicas, realizar exames pré-estabelecidos pelo gestor, conferir os aparelhos
automa zados, assessorar o gestor e reportar ao mesmo questões per nentes, registrar e solucionar as ocorrências,
elaborar com o superior as a vidades da equipe e auxiliar e desenvolver as a vidades administra vas.
AGENTE DE PORTARIA
Para agente de portaria é necessário ter ensino médio completo. As principais atribuições do cargo são: controlar o
acesso dos usuários ao hospital, além de conferir e orientar quanto à u lização do crachá, permi ndo a entrada somente
após confirmada a iden ficação, e controlar o acesso de veículos, observando atentamente o fluxo de pessoas e de
materiais, intervindo quando necessário.
APRENDIZ ADMINISTRATIVO
Enquanto que o cargo de aprendiz administra vo exige apenas o ensino médio (cursando ou concluído). O profissional
aprovado será responsável por auxiliar as a vidades administra vas do departamento, fazer a separação e entrega de
documentos e correspondências, além de elaborar, organizar e controlar documentos diversos, e auxiliar na elaboração
de relatórios, planilhas e controles sob orientação.
h p://www.diarioonline.com.br/no cias/maraba/no cia-604596-hospital-regional-de-maraba-abre-processo-sele vo-
para-tres-cargos.html
27| Junho | 2019

PORTAL ROMA NEWS

Hospital oferece curso gratuito para profissão de cuidador de idosos


26 JUN 2019 - 22H13ATUALIZADO 26 JUN 2019 - 22H31
Hospital oferece curso gratuito para profissão de cuidador de idosos.
A procura por cursos profissionalizantes de cuidador de idosos está em alta no Brasil. E o mo vo pode estar em dados
divulgados recentemente pelo IBGE: já são mais de 30,2 milhões de idosos, 4,8 milhões a mais do que em 2012,
representando um aumento de 18% na quan dade de pessoas acima dos 60 anos. Com o PLC 11/2016, projeto de lei
que regulamenta a profissão de cuidador de idosos, esse mercado irá aquecer e a procura por cursos profissionalizantes
como este aumentará.
Entretanto, para que o profissional siga uma carreira de cuidador de idoso, precisa-se de alguns requisitos que são
propostos pela lei, como ter no mínimo dezoito anos, haver concluído o ensino fundamental e o curso de qualificação
profissional, além de não possuir antecedentes criminais. É proibido, também, a administração de medicamentos que
não seja por via oral nem orientada por prescrição profissional de saúde. Todas essas orientações são passadas ao
cuidador durante o curso profissionalizante que par cipará.
Curso gratuito em Belém
Pensando em oferecer oportunidades como essas para pessoas de baixa renda, o Hospital Público Galileu (HPEG), em
Belém, promove um curso gratuito de cuidador de idosos e que, por conta do sucesso, já está em sua oitava edição. A
ação é voltada para pessoas que buscam especialização no cuidado de idosos que precisam de atenção redobrada em
relação a sua alimentação, locomoção, a vidades sicas, controle de medicamentos, entre outros fatores.
O HPEG oferta a qualificação, por meio de psicólogos, enfermeiros, fonoaudiólogos e fisioterapeutas, que irão
compar lhar conhecimentos em aulas teóricas e prá cas. Entre os temas que serão abordados no oitavo curso de
cuidador de idosos estão os cuidados com medicamentos, alimentação, polí cas públicas e direitos da pessoa idosa,
além de orientações fonoaudiólogas, higiene oral na terceira idade entre outros assuntos complementares a
metodologia do curso.
h ps://www.romanews.com.br/cidade/hospital-oferece-curso-gratuito-para-profissao-de-cuidador-de-idosos/45212/
27| Junho | 2019

PORTAL PARÁ NEWS

BELÉM, 26/06/2019 ÀS 11:56


Helder dobra valor máximo da Lei Semear para incen vo da produção cultural
O mais importante programa de incen vo à cultura no Estado, a Lei Semear, teve duplicado para R$ 6 milhões o limite
máximo de renúncia fiscal do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para fins de inves mentos em
projetos culturais.
A medida, que representa um momento histórico na existência da legislação, foi confirmada em três decretos assinados
pelo governador Helder Barbalho, em uma grande celebração no Teatro Experimental Waldemar Henrique, no centro
de Belém.
Com o obje vo de fortalecer a cultura enquanto gerador de emprego e renda nos 144 municípios paraenses, o
governador anunciou ainda uma rede de ar culação envolvendo, além da Secult, as secretarias da Fazenda (Sefa) e de
Desenvolvimento Econômico, Mineração e Energia (Sedeme), a fim de garan r o convencimento e, principalmente, a
sensibilização do setor empresarial para adesão aos inves mentos na produção cultural.
Desafio – “As três secretarias acompanharão conjuntamente, no sen do de convencer, dialogar, mostrando que se trata
de um excelente negócio e oportunidade. Se o imposto tem que ser pago, melhor pagar pela Lei Semear, vinculando a
imagem da empresa a um belo projeto cultural paraense”, ressaltou Helder Barbalho, destacando que, por ser um
desafio, é fundamental que a sociedade, de um modo geral, abrace a proposta.
“A Sefa entende que inves r em cultura é inves r em promoção de renda e economia que, no final, voltará em mais
receita”, assegurou o secretário René Júnior.
“Pode contar com a gente”, garan u, de imediato, Sebas ão Campos, presidente da Federação do Comércio do Estado
do Pará (Fecomércio).
“Sen mos orgulho de ver a cultura paraense sendo valorizada. Essa duplicação mostra que estamos indo rumo a um
Estado promissor e desenvolvido, porque nos outros países educação e cultura são molas propulsoras”, disse ele,
acrescentando que “as empresas e empresários vão colaborar; estão sensibilizados e mobilizados. Podem contar
conosco”.
“É um reforço da importância da cultura para o Estado, da valorização aos movimentos culturais e à diversidade do
nosso território, da iden dade de cada região. A par r do movimento em que dobramos o limite em incen vos e
renúncias fiscais, passamos a viver um momento singular e par cular”, disse Helder Barbalho, ressaltando ainda a
inclusão do Pará no Sistema Nacional de Cultura – único Estado da Federação que estava ausente do instrumento de
planejamento e gestão compar lhada de polí cas culturais envolvendo União, estados e municípios.
h p://www.portalparanews.com.br/no cia/pa/belem/governo/helder-dobra-valor-maximo-da-lei-semear-para-
incen vo-da-producao-cultural
Blog da Franssinete 27| Junho | 2019
Florenzano

URUATAPERA

26 de Junho de 2019
Helder festeja alianças
Ao redor de uma mesa é mais fácil sintonizar. A premissa se aplica como uma luva a todas as situações, das familiares às
polí cas. Ontem à noite o governador Helder Barbalho e o vice-governador Lúcio Vale receberam deputados estaduais e
federais e secretários de Estado em um jantar no Parque da Residência, em Belém, a fim de agradecer antecipadamente a
aprovação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2020, apreciada na sessão ordinária de hoje, a úl ma do semestre
na Assembleia Legisla va. A unanimidade na votação das bancadas foi costurada pelo deputado Dr. Daniel Santos,
presidente da Alepa, e pelo líder do Governo, deputado Francisco Melo (Chicão).
Helder resolveu adiar a agenda de trabalho no arquipélago do Marajó para os dias 8, 9 e 10 de agosto, por causa do
recesso parlamentar, mas convidou os aliados a acompanhá-lo nos próximos dias 9, 10 e 11 de julho na caravana a 14
municípios, de Novo Progresso a Marabá.
O governador aproveitou a ocasião e pediu à Alepa que crie um grupo de trabalho para revisar a exploração da bauxita na
região da Calha Norte (além de Oriximiná e Terra Santa, Alenquer já está na planta da Mineração Rio do Norte),
considerando as exigências da legislação ambiental e as alegações dos movimentos sociais. Enfa zou que o Pará tem
pressa para resolver muitas questões urgentes que não podem aguardar decisões nacionais.
h p://uruatapera.blogspot.com/2019/06/helder-festeja-aliancas.html
27| Junho | 2019

Coluna do Salame
https://belemdopara.com.br/colunadosalame/
27| Junho | 2019

Caros (as) secretários (as), assessores (as) de imprensa e colaboradores do


Conass,
Destacamos as seguintes matérias publicadas hoje na mídia nacional:
CORREIO BRAZILIENSE
Saúde
Mal de Parkinson começa no intes no, diz estudo
Estudo em roedores comprova hipótese levantada há 16 anos e muda a compreensão sobre a
origem da doença neurodegenerativa. As proteínas danificadas que destroem os neurônios
produtores de dopamina se acumulam primeiro nas vísceras e sobem para o cérebro

Viver em grandes cidades aumenta risco de males como diabetes e derrame


Os moradores têm mais risco de serem acometidos por doenças cardíacas, diabetes e derrame,
mostra estudo da Lituânia. Situação é pior para habitantes de prédios, que parecem ser mais
impactados pelo tráfego de veículos e a poluição do ar

Dor fantasma não acomete apenas pessoas que perderam um membro, diz estudo
Síndrome acomete também indivíduos que não perderam o braço ou a perna, mostra estudo
alemão. A descoberta ajuda a decifrar um dos fenômenos mais intrigantes da medicina e pode
ser explorada em soluções tecnológicas baseadas no toque

AGÊNCIA BRASIL
Saúde
Insulina inalável pode ajudar no tratamento do diabetes
Maioria dos pacientes mantém doença fora de controle, diz médico

Fiocruz vai produzir an rretroviral para o SUS em agosto

O GLOBO
Sociedade
Brasil tem mais de 30 fórmulas inéditas de agrotóxicos na fila para regulamentação
Diretor-executivo da Andef afirma que lentidão na liberação pelo governo prejudica setor do
agronegócio, mas ritmo de autorizações preocupa ambientalistas

Cachorros estão sendo vacinados contra o câncer; se funcionar, os humanos podem ser os próximos
Pesquisadores do Centro de Inovações em Medicina da Universidade Estadual do Arizona e do
Centro de Câncer Animal da Universidade do Estado do Colorado estão testando vacinas
contra o câncer em cães

ESTADÃO
Saúde
Droga para es mular libido feminina é aprovada nos Estados Unidos
Agência Federal de Vigilância Sanitária dos EUA aprovou o produto Vyleesi; medicamento deve
ser usado 45 minutos antes da relação sexual

FOLHA DE S. PAULO
Saúde
Sem evidência, projeto pró cesárea no SUS vai à votação em SP
Brasil é o 2º país com maior taxa de cesáreas no mundo; proposta divide entidades médicas

UOL
27| Junho | 2019
27| Junho | 2019

Colunas
–Bela Megale Livro de Palocci detalhará negociação de acordo de delação na Lava-Jato

–Merval Pereira Dormindo com o inimigo

–Bernardo Mello Franco Um livro, um filme, um país

–Carlos Alberto Sardenberg A Jus ça que nunca acaba

–Merval Pereira Bolsonaro se isola, e candidatos se mexem

–Ascânio Seleme O que aconteceria se Lula fosse solto?

–Míriam Leitão Economia moderna não combina com atraso ambiental

ESTADÃO
Política
''Gilmar Mendes: Temos de encerrar o ciclo de falsos heróis
Ministro do STF defende projeto de abuso de autoridade e novo debate sobre prisão após 2ª
instância

Após aprovação da criminalização ao abuso de autoridade, Moro janta com senadores


Encontro foi realizado na casa de Marcos do Val; entre os presentes estavam parlamentares
que votaram contra e a favor do projeto

Tráfico de drogas é o 2º crime mais comum na pauta da Jus ça Militar


Consumo e tráfico de drogas respondem por 11,03% dos casos, só atrás dos processos que
envolvem deserção

Relator do abuso de autoridade deve manter pena àquele que violar “prerroga va” de advogado
Magistrados, agentes policiais e membros do Ministério Público que violarem “direito ou
prerrogativa” de um advogado podem pegar prisão de um ano a dois, além de multa.

Colunas
do Estadão
Fora da reforma, governadores atrapalham mais do que ajudariam dentro

William Waack
Terra arrasada
A Lava Jato está sendo arrastada pelo caos político-institucional

Luis Fernando Verissimo


The Queen
Bolsonaro se queixou que estão querendo transformá-lo numa rainha da Inglaterra, que reina,
mas não manda; mesmo sem mandar, Elizabeth tem uma vida invejável e sua única obrigação
é participar das cerimônias oficiais do reino

Notas e Informações
Caminho aberto para a reforma
Num avanço notável, consolida-se o cenário em que a maioria dos parlamentares parece
convencida da premência da reforma da Previdência. Resta detalhar o formato
27| Junho | 2019
27| Junho | 2019

– Maria Hermínia Tavares A sombra da corrupção

–Fernando Schüler De Viktor Orban a rainha da Inglaterra?

tendências/debates
Solange Srour
O Plano Real das contas fiscais?

Simone Tebet
O equívoco do presidente

VALOR ECONÔMICO
Brasil
Sob pressão do Centrão, Câmara adia reunião de comissão da Previdência

Presidente quer caso de militar aclarado o quanto antes, diz porta-voz

STF suspende viagem de férias ao Caribe de senador preso

Grandes empresas concentraram avanço do emprego formal em 2017

Opinião
Um imposto de renda para um mundo globalizado
GUIA DE PESQUISA

http://www.agenciapara.com.br/
http://www.diarioonline.com.br/
https://www.oliberal.com/
https://www.oliberal.com/amazonia
https://www.romanews.com.br/noticias/
https://g1.globo.com/pa/para/
http://www.portalparanews.com.br/
http://uruatapera.blogspot.com/
http://www.jesocarneiro.com.br/
http://pererecadavizinha.blogspot.com/
http://www.ver-o-fato.com.br/

Clipping CONASS