Você está na página 1de 25

NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E

COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES


A Acetilcisteína é um expetorante/ mucolítico. Úlcera péptica;
Atua sobre a viscosidade e a estrutura do muco, Insuficiência renal;
- Comp. Oral (revestidos) facilitando a sua remoção.
- Comp. Oral (efervescentes) -Indicado para: bronquite, enfisema pulmonar, Broncoconstrição, Precaução de uso em doentes asmáticos;
- Cêtussin ®; - Solução injetável (IV ou para broncopneumonia náuseas, vómitos, diarreias, estomatite
nebulização) rinorreia, cefaleias, zumbidos, *(atenção ao uso simultâneo de Nitroglicerina, já que
ACETILCISTEÍNA - Fluimucil ®; - Granulado para solução oral urticária, angioedema, arrepios e febre ambos acarretam: hipotensão e cefaleias)
- Tirocular ® (uso oftálmico: - Solução IV; ESPECTORANTES * (pode ser usado também em gotas para
frasco conta gotas); - Colírio (frasco conta-gotas) insuficiência lacrimal /colírio; e para *(Devido à incompatibilidade química com alguns
intoxicações por paracetamol: sol. injetável antibióticos recomenda-se o seu uso por separado)
ampola Fluimucil 3ml ou Fluimucil a 20% sol.
inj. 10ml)
- Divicil ®; -
Cicloviral®(MSRM); - Oral ANTIVÍRICOS - Gravidez e aleitamento;
ACICLOVIR - Uso tópico (pomada/ gel) - Profilaxia e tratamento das infeções devidas a Náuseas, vómitos diarreia, erupções - Reduzir a posologia em doentes com insuficiência
- Zovirax ®; - Intravenosa Hérpes simplex. Incluindo o herpes genital cutâneas, astenia, cefaleias, tonturas, renal grave.
- Zov 800 (MSRM) ®; (primário e recidivante. vertigens. - Manter hidratação adequada (principalmente
- Briclofar ®; - Tratamento das infeções devidas ao vírus Reações inflamatórias após administração quando administradas dosagens elevadas via
Varicella-Zozter. IV intravenosa.
- Cicloviral ®;
- Hermix-sofex ®
Hipertensão não controlada, gravidez, aleitamento,
insuficiência renal, crianças e adolescentes (risco de
Irritação gástrica; perda de sangue síndrome de Reye)
- Aspirina ®; ANALGÉSICOS E gastrintestinal assintomática, azia,
- Cartia®; - Comp. Oral (revestidos) Dor ligeira ou moderada; pirexia; profilaxia dispepsia, dor epigástrica, gastrite, *(evitar o seu uso juntamente com outros AINE’s)
- Comp. Oral (efervescentes)
ANTIPIRÉTICOS secundária de acidentes cardiovasculares hemorragia gastrintestinal (conjuntival ou *com uso simultâneo de corticoesteróides aumenta
ÁCIDO ACETILSALICÍLICO - Toldex retard ®; - Granulado para solução oral isquémicos (profilaxia do tromboembolismo outra), o risco de hemorragia gastrintestinal e ulceração;
- Tromalyt ® arterial-EAM, AVC e angina instável) Asma, aumento do tempo de hemorragias; *o ácido acetilsalicílico reduz a excreção do
ANTICOAGULANTES E rashes; broncospasmos metotrexato, e da acetazolamida
ANTITROMBÓTICOS * o efeito do ácido acetilsalicílico é potencializado
(antiagregante plaquetário) quando administrado juntamente com
metoclopramida e domperidona.
- Aporte vitamínico do complexo B (B9).
ANTIANÉMICOS - Usado em carências de vitamina B12, é um Não deve ser administrado de forma isolada numa
-Comp. Oral nutriente que mantem a saúde cerebral -Raramente: anorexia, náuseas, distensão anemia megaloblástica de causa não identificada
- Acfol ®; - Sol. Intravenosa, intramuscular ou (previne depressão); fortalece o sistema abdominal, flatulência e gosto amargo (pode precipitar a neuropatia) a menos que seja
ÁCIDO FÓLICO subcutânea (sob a forma de um sal imunológico, previne anemia (por formação de (formula oral) administrada em associação com vitamina B12.
- Folicil ®; sódico)
(medicamentos para células sanguíneas); controla a ação do - raramente foi referida febre, e/ou
- Folidex ® tratamento das anemias vitiligo; hipersensibilidade (incluindo anafilaxia fatal *(Em administrações injetáveis, deve administrar-se
megaloblásticas) - Indicado na gravidez para prevenção dos após injeção) uma dose-teste pelo menos 1h antes da dose
defeitos no tubo neural; nas perdas terapêutica e ter disponibilidade de controlo da
hemolíticas crónicas (exp. Hemodiálise); anafilaxia)
alcoolismo; síndromes de malabsorção

- Hepatoxicidade (principalmente em
- Dekapine ®; - Xarope (oral) -Epilepsia (tem ação sobre o humor nas crianças com menos de 2 anos; nos que
ÁCIDO VALPROICO - Granulado (oral) ANTIEPILÍTEPTICOS E psicoses maníaco-depressivas e pode ser útil tomam mais de um antiepilético; em
- Diplexil ®; - Comp. Revestidos (oral) na profilaxia da enxaqueca alterações metabólicas congénitas; - Doença hepática ou disfunção hepática
- Cápsulas libertação prolongada
ANTICONVULSIONANTES epilepsias graves ou lesões cerebrais significativa
(oral) orgânicas) a função hepática deve ser - Hipersensibilidade ao fármaco
avaliada antes do início da medicação e
posteriormente a intervalos curtos durante
os primeiros 6 meses
- Náuseas, vómitos, trombocitopenia
- Hipersensibilidade às vitaminas do grupo D;
-Nas situações que se manifestem por Sintomas de hipervitaminose (anorexia, - Hipercalcémia;
MEDICAMENTOS QUE carência de vitamina D; (ajuda a fixar o cálcio náuseas, vómitos, diarreia, perda de peso, - Hipercalciúria;
ALFACALCIDOL - Ethalpha ® - Gotas orais (frasco conta-gotas) ATUAM NO OSSO E NO e prevenir lesões ósseas; trata osteoporose) poliúria, sede, suores, vertigens, aumento - Calcificação metastásica;
- cápsulas sólidas (oral) - Osteodistrofia renal; das concentrações de cálcio e fosfatos no - Gravidez e aleitamento.
METABOLISMO DO - Hipoparatiroidismo; sangue e na urina
CÁLCIO - Raquitismo * em doentes que tomam digitálicos e doentes com
insuficiência renal deve-se monitorizar o cálcio
sérico
- Exantemas;
- Vasculites;
- Hepatite, nefrite intersticial;
- Uriprim®; - Alterações da visão e do paladar; - Recomenda-se a ingestão adequada de líquidos;
- Comp. Blister (oral) - Profilaxia da gota e litíase renal - Parestesias; - Reduzir posologia na insuficiência renal
ALOPURINOL - Zurim ®; MEDICAMENTOS - Neuropatia;
- Zyloric ® USADOS PARA O - Alterações hematológicas (leucopenia,
TRATAMENTO DA GOTA trombocitopenia, anemia hemolítica,
anemia aplástica)
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
É uma benzodiazepina, usado no tratamento - sonolência, incoordenação motora, - Uso contraindicado em idosos (ou uso com
- Comp. Blister (oral) PSICOFÁRMACOS de: alteração da memória a curto prazo, precaução --» doses menores que no adulto jovem)
ALPRAZOLAM - Xanax ® - Comp. De libertação modificada - Ansiedade e sintomas ansiosos; depressão, vertigens, obstipação, diarreia, pois podem desencadear reações paradoxais;
(oral) - Ataques de pânico; vómitos, alterações do apetite, alterações - Usar com precaução em doentes com miastenia
(Ansiolíticos, sedativos e - indução ou manutenção do sono. visuais, irregularidades cardiovasculares. gravis ou IR grave (necessidade de redução da
hipnóticos) dose);
Contraindicado na apneia do sono.

Penicilina de largo espectro (bactérias gram +


- Amplamox ®; e grande nº. De gram - ); Historial de hipersensibilidade às penicilinas
- Comp. revestidos (oral) Profilaxia da endocardite bacteriana,
- Cipamox ®; - Intramuscular; tratamento de infeções respiratórias; Náuseas, vómitos, diarreia, erupções
- Clamoxyl ®; - Intravenosa; exacerbações da bronquite crónica e otites (por cutâneas, choque anafilático
AMOXICILINA - Flemoxin solutab ®; - Pó para suspensão oral; estreptococos ou haemophilus); infeções
- Comprimidos dispersíveis (oral); ANTIBACTERIANOS urinárias e gonorreia; infeções da pele e tecidos
- Moxadent ®; - Cápsulas blister (oral); moles (Reduzir a posologia a doentes com insuficiência
- Oraminax®; renal)
- Cipamox ® * a amoxicilina é melhor absorvida que a
ampicilina quando administrada per-ós e não
se altera com os alimentos)

- Augmentin ®; -Infeções respiratórias, (H. Influenzae, - Náuseas, vómitos, diarreia (Maior com Historial de hipersensibilidade às penicilinas
-Xarope (sol. Oral) resistentes à ampicilina/ amoxicilina, doses mais elevadas de ácido clavulâmico),
- Augmentin duo ®; - Pó para suspensão oral; particularmente em doentes com DPOC) - Erupções cutâneas;
AMOXICILINA + ÁCIDO - Betamox plus ®; - Comprimidos dispersíveis (oral); bronquite crónica, otite média, sinusite; - Língua negra e disfunção hepática (Reduzir a posologia a doentes com insuficiência
CLAVULÂNICO - Clavamox ®; - Comp. revestidos (oral) - infeções urinárias por salmonella, gonorreia renal)
- Intravenosa; ANTIBACTERIANOS
- Forcid Solutab ®;
- Penilan ®
- Devido ao maior risco de hemorragia, o tratamento
- Prevenção de acontecimentos concomitante com quaisquer outros anticoagulantes
tromboembólicos venosos (em doentes que é contraindicado;
foram submetidos a artroplastia eletiva da - Pode levar a um risco aumentado de - A utilização concomitante de Apixabano com
anca ou joelho); hemorragia de qualquer órgão com anemia fármacos antiagregantes plaquetários aumenta o
- Prevenção de acidente vascular cerebral e consecutiva; risco de hemorragia;
embolismo sistémico em doentes com - Ocasionalmente podem surgir necroses - Deve-se ter precaução se os doentes estão a ser
fibrilhação auricular com um ou mais fatores cutâneas, cor arroxeada dos dedos dos tratados concomitantemente com anti-inflamatórios
de risco (tais como AVCl ou acidente pés, alopécia, náuseas, diarreia e icterícia não esteroides (AINEs), incluindo o ácido
APIXABANO - Comp. Revestidos (oral) ANTICOAGULANTES E isquémico transitório prévios; idade ≥ 75 anos; acetilsalicílico;
Eliquis 2,5 mg ®
ANTITROMBÓTICOS hipertensão; diabetes mellitus; insuficiência - Não está recomendado em doentes com afeção
cardíaca sintomática) hepática grave e com precaução nas afeções
- Tratamento de trombose venosa profunda e hepáticas ligeiras ou moderadas;
embolia pulmonar - Apixabano não é recomendado durante a
gravidez.

- Indicada no tratamento de feridas superficiais - Alterações da pele e tecidos subcutâneos - A Bacitracina Labesfal é para "USO EXTERNO" A
MEDICAMENTOS provocadas por organismos suscetíveis. Raros (>1/10 000, <1/1000) pomada de Bacitracina não deve ser aplicada no
USADOS EM AFEÇÕES (afeções cutâneas, anti-infecioso de aplicação - Hipersensibilidade alérgica, reações globo ocular nem no canal auditivo externo se
BACITRACINA -Bacitracina Labesfal ® - pomada para aplicação tópica na pele) anafiláticas houver perfuração do tímpano;
CUTÂNEAS - Em combinação com outros antibióticos, a - Não existem referências a situações de
Bacitracina é utilizada no tratamento de sobredosagem;
ANTI-INFECIOSOS/ eczemas infetados. - A Bacitracina não é recomendada durante a
ANTIBACTERIANOS gravidez nem durante o aleitamento.
- Debilidade muscular, osteoporose;
- Betnovate ®; - No SNC: alterações no comportamento; - As contraindicações absolutas ou relativas dos
- Controlo de doenças inflamatórias e - Tratamentos prolongados provocam corticoesteróides são a hipertensão, a ICC, a IR,
- Celesdepot ®; alérgicas; atrofia adrenal; osteoporose, epilepsia mal controlada, úlcera
- Celestone ®; - Susp. Injetável; - Edema cerebral; - a suspensão abrupta da medicação pode gastroduodenal, a tuberculose e as infeções virais
BETAMETASONA - Cilestoderme ®; - sol. Oral (líquido oral) Hiperplasia adrenal; desencadear uma insuficiência aguda ou micóticas;
CORTICOESTERÓIDES - processos inflamatórios no globo ocular e suprarrenal, hipotensão e morte, pelo que - Nos diabéticos, devido ás suas ações metabólicas
- Diprofos Depot ® ouvidos a retirada tem de ser feita gradual (por diminuírem a tolerância à glucose e a
- Diprosone ®; (podendo acarretar: febre, mialgias sensibilidade à insulina), só devem usar-se em caso
- Soluderme ® artralgias, rinite, conjuntivite e perda de de absoluta necessidade (o mesmo deve ser
peso); considerado durante a gravidez)
- Alterações digestivas, euforia, insónia…

- Protetor vascular utilizado no tratamento da


insuficiência venosa (pernas pesadas, dor, - Perturbações gastrintestinais - Hipersensibilidade aos seus constituintes
BIOFLAVONÓIDES - Daflon ® - Comp. Revestidos (oral) VENOTRÓPICOS cansaço, edemas, tratamento de crises
hemorroidárias)
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- Os doentes devem ser alertados para
- Dulcolax ®; - Promove defecação (laxante) evitarem a “escalada posológica” que é - Não deve ser usado em crianças e grávidas (a não
- Comp. Revestidos (oral); MODIFICADORES DA - usado também para preparação de exames frequente, dado que após a defecação ser com precauções especiais)
BISACODILO - Moderlax ®; - Saquetas bebíveis (oral) endoscópicos ou radiológicos, cirurgia determinada por laxante, podem decorrer - não indicado a utentes com obstrução ou perfuração
MOBILIDADE
- Bekunis ® - supositório (retal) gastrintestinal vários dias sem nova defecação por se ter do íleo, colite ulcerosa, doença de Crohn.
GASTRINTESTINAL verificado esvaziamento maciço do cólon

- Bradicardia sinusal, bloqueios - São contra-indicações ao seu uso as seguintes


- Control da hipertensão arterial; auriculoventriculares, tonturas, situações:
- Tratamento da angina de peito e certas agravamento de insuficiência cardíaca, Bradicardia sinusal clinicamente revelante, bloqueios
- Comp. Revestidos (oral) perturbações do ritmo cardíaco náuseas, vómitos, alterações do transito auriculoventriculares, doença do nó sinusal,
BISOPROLOL - Bisoprolol MG ®; - Comp. Blister (oral) - Hipertiroidismo; intestinal, dores abdominais, depressão, perturbações graves da circulação periférica, choque,
ANTI-HIPERTENSORES - Cardiomiopatia hipertrófica; insónia, alucinações; acidose metabólica, insuficiência cardíaca
- Concor ® - Certas formas de trémulo; - Broncospasmos, hipertrigliceridemia, descompensada, hipersensibilidade ao fármaco,
- em alguns casos na prevenção da diminuição do colesterol HDL, asma brônquica e DPOC;
enxaqueca hiperglicémia, aumento do cálcio ionizado, - uso com precaução ou evitar uso na gravidez e
hipercaliémia, astenia, alterações visuais, lactação
parestesias, agravamento das crises
hipoglicémicas e da psoríase
- Broncodilatador para tratamento prolongado
da DPOC; -- hipersensibilidade ao ipatrópio, atropina e
- Bronquite crónica; derivados;
- Enfisema pulmonar; - Secura da boca; - Glaucoma de ângulo fechado;
BROMETO DE IPATRÓPIO - Atrovent ® - Sol. Para inalação/ nebulização Tratamento de asma que não responde aos - Retenção urinária; - Hipertrofia prostática;
ANTIASMÁTICOS E antagonistas adrenérgicos; - Obstipação - Obstrução do colo da bexiga;
BRONCODILATADORES - em inalação é eficaz no alívio da rinorreia - Gravidez e aleitamento
associada à constipação e à rinite (alérgica e
não alérgica)
- Broncodilatador para tratamento prolongado
da DPOC; -- hipersensibilidade ao ipatrópio, atropina e
- Bronquite crónica; derivados;
BROMETO DE IPATRÓPIO + - Combivent ® - Sol. Para inalação/ nebulização ANTIASMÁTICOS E - Enfisema pulmonar; - Secura da boca; - Glaucoma de ângulo fechado;
SALBUTAMOL Tratamento de asma que não responde aos - Retenção urinária; - Hipertrofia prostática;
BRONCODILATADORES antagonistas adrenérgicos; - Obstipação - Obstrução do colo da bexiga;
- em inalação é eficaz no alívio da rinorreia - Gravidez e aleitamento
associada à constipação e à rinite (alérgica e
não alérgica)

- Aeromax nasal ®; - Facilita o controlo rápido dos sintomas e


previne a deterioração da função pulmonar; - Hipersensibilidade ao fármaco, tuberculose ou outra
- Budenofalk ®; - No tratamento da asma, pela sua ação anti- patologia infeciosa;
- Entocort ®; inflamatória ao nível da mucosa brônquica; - Por via inalatória: faringite, disfonia, - Mal asmático e outros episódios agudos de asma
BUDESUNIDA - Sol. Para inalação/ nebulização
ANTI-INFLAMAÓRIOS - Contribui para a redução do edema e da candidíase oral (geralmente com altas (Se usado isoladamente);
- Miflonide ®;
secreção de muco nas vias aéreas por ser doses); - Os corticoesteróides são indutores da osteoporose
- Pulmicort nasal®; GLUCOCORTICÓIDES broncodilatador por via indireta; - Ligeiro aumento de risco de glaucoma e e podem ter ação supressora ao nível da atividade
- Turbohaler ® - A budesunida é usada como fármaco de 1ª. cataratas endócrina das supraremais quando usada em altas
Linha no tratamento da rinite alérgica sazonal doses, e por período de tempo prolongado, mesmo
ou permanente da criança e do adulto na rinite por via inalatória
não alérgica, vasomotora

- Comp. Revestidos (oral) - Estados espmódicos gastrintesnais; -Boca seca, perturbações da acomodação, - Gravidez, lactação. Glaucoma, hipertrofia
BUTILESCOPOLAMINA - Buscopam ® - Intramuscular; ANTIESPASMÓDICO - Cólicas biliares; taquicardia, tonturas, retenção urinária, prostática, miasténia gravis, megacólon;
- Intravenosa; - Usado em endoscopias onde os espasmos reações alérgicas (raramente tomando a - Por possível perturbação da acomodação,
- Supositório blister (retal) podem ser um problema forma de choque anafilático) aconselha-se a não conduzir automóveis ou
máquinas durante a administração.
O carbonato de sevelâmero é indicado para o
controle do fósforo sérico em pacientes com
Doença Renal Crônica (DRC) sob diálise (a
fazer hemodiálise ou diálise peritoneal) já que
em pacientes sob diálise diminui a incidência - Hipersensibilidade ao fármaco
CORRETIVOS DAS de episódios de hipercalcemia em relação aos - Vómitos, obstipação / diarreia, dor - Não deve ser ingerido com o estômago vazio
ALTERAÇÕES pacientes em tratamento com cálcio; abdominal superior, náuseas, indigestão, - Este medicamento é contraindicado para uso por
CABONTATO DE SEVELAMERO - Comp. Ver. por película (oral) HIDROELETROLÍTICAS Liga-se ao fosfato dos alimentos nas vias flatulência; pacientes com Hipofosfatémia ou obstrução
- Renvela 800 mg ®
digestivas e assim reduz os níveis de fósforo - Prurido, erupções cutâneas, intestinal.
no sangue. - Não usar em menores de 18 anos, doentes com
FIXADORES DE - controlo da hiperfosfatémia em doentes patologia gastrintestinal, ou quando não seja possível
FÓSFORO adultos; vigiar as concentrações plasmáticas de potássio,
- controlo da hiperfosfatémia em doentes cloro, cálcio, bem como fosfatos.
adultos com doença renal crónica que não
estão em diálise, com níveis séricos de fósforo
> 1,78 mmol/l.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- 1º. Trimestre de gravidez (porque pode influenciar o
desenvolvimento do esqueleto do feto, já que o
fármaco atravessa a placenta):
SANGUE -Cefaleias, tonturas, parestesias; - Crianças menores de 14 anos;
Profilaxia e correção das anomalias - Hipotensão, rubor facial, náuseas; - Anemia não atribuída a défice de ferro;
CARBOXIMALTOSE FÉRRICA Ferinject ® Sol. Inj. Ou pó para perfusão eritropoéticas devidas ao défice de ferro ( em - Dor abdominal, alterações do trânsito - Em sobrecarga de ferro;
ANTIANÉMICO casos de eritropoiese deficitária e anemia intestinal; - Hipersensibilidade ao medicamento (podendo levar
microcítica e hipocrómica) - Prurido, urticária, mialgias, reação no local à necessidade de ressuscitação cardiopulmonar)
COMPOSTOS DE FERRO de administração - Administrar com precaução na insuficiência
hepática;
- o ferro via Per-ós, só deverá ser administrado 5 dias
após a última injeção
- Bradicardia sinusal, bloqueios
auriculoventriculares, tonturas, São contra-indicações ao seu uso as seguintes
- Control da hipertensão arterial; agravamento de insuficiência cardíaca, situações:
- Tratamento da angina de peito e certas náuseas, vómitos, alterações do transito Bradicardia sinusal clinicamente revelante, bloqueios
perturbações do ritmo cardíaco intestinal, dores abdominais, depressão, auriculoventriculares, doença do nó sinusal,
CARVEDILOL - Dilbloc ®; - Comp. Revestidos (oral); - Hipertiroidismo; insónia, alucinações; perturbações graves da circulação periférica, choque,
- Comp. Blister (oral) - Cardiomiopatia hipertrófica; - Broncospasmos, hipertrigliceridemia, acidose metabólica, insuficiência cardíaca
ANTI-HIPERTENSORES - Certas formas de trémulo; diminuição do colesterol HDL, descompensada, hipersensibilidade ao fármaco,
- em alguns casos na prevenção da hiperglicémia, aumento do cálcio ionizado, asma brônquica e DPOC;
enxaqueca hipercaliémia, astenia, alterações visuais, - uso com precaução ou evitar uso na gravidez e
parestesias, agravamento das crises lactação
hipoglicémicas e da psoríase
- Leucopenia, trombocitopenia e diminuição
da secreção lacrimal
- Está indicada no tratamento das infeções - Não administrar este medicamento em caso de
causadas por microrganismos sensíveis à hipersensibilidade ao fármaco e á lidocaína;
Ceftriaxona, tais como: - Nos doentes com alergia às penicilinas (atenção a
- Sepsis; possibilidade de reações alérgicas cruzadas).
- Meningite; - Contra-Indicado em doentes com hipersensibilidade
- Infeções abdominais (peritonite, infeções das conhecida aos antibióticos beta-lactâmicos;
- Ceftriaxona MG ®; vias biliares e do trato gastrointestinal); - Os recém-nascidos com Hiperbilirrubinémia e os
CEFTRIAXONA - Pó e solvente. Para sol. Inj. (IM ou ANTIBACTERIANOS - Infeções ósseas, articulares, dos tecidos - Náuseas, vómitos, diarreia, erupções recém-nascidos prematuros não
- Ceftriaxona Sandoz ®; IV) moles, pele e feridas; cutâneas, devem ser tratados com Ceftriaxona (A Ceftriaxona
- Rocephin ®; - Infeções em doentes imunodeprimidos; pode deslocar a bilirrubina do seu local de ligação à
- Infeções renais e das vias urinárias; albumina sérica, havendo a possibilidade de se
- Infeções das vias respiratórias inferiores, em desenvolver encefalopatia pela bilirrubina;
particular pneumonia; - As contra-indicações da lidocaína devem ser
- Infeções do ouvido, nariz e garganta; excluídas antes da injeção intramuscular da
- Infeções genitais (incluindo Infeções Ceftriaxona, quando a lidocaína é utilizada como
gonocócicas); solvente;
- Borreliose de Lyme disseminada (etapas - Estão contra-indicadas injeções intramusculares
inicial e tardias da doença) deste medicamento em -crianças com idade inferior
a2 anos, durante a gravidez e aleitamento.

- Acular ®; - Profilaxia da miose e da inflamação


CETOROLAC - colírio (solução oftálmica) ANTI-INFLAMATÓRIOS resultante da cirurgia ocular; - não se conhecem para esta forma de - não se conhecem para esta forma de administração
- Elipa ® - Edema macular cistoide; administração
NÃO ESTERÓIDES
- Usado como anti-inflamatório isoladamente
ou combinado com corticoesteróides;
- Alívio de conjuntivite alérgica sazonal

- Infeções do trato respiratório;


- Infeções do ouvido ou sinusais, de longa
duração ou recorrentes; - Alergia à substância ativa, a outros medicamentos
- Infeções do trato urinário; - Náuseas, vómitos, diarreia, erupções do tipo quinolona ou a qualquer outro dos
- Infeções dos testículos; cutâneas; componentes de Ciprofloxacina;
- Infeções dos órgãos genitais da mulher - Prurido, artralgias, mialgias, rabdomiólise; - Contraindicado com administração em simultâneo
- Sol. Inj. (Intravenoso); - Infeções do trato gastrointestinal e infeções - Tendinites (uni e bilaterais); de tizanidina;
- Susp. Oral (frasco); intra-abdominais; - Leucopenia, trombocitopenia, hematúria; - Gravidez e aleitamento;
- Ciproxina Bayer ®; - Susp. Oral (saqueta); - Infeções da pele e dos tecidos moles; - Alterações do sono, confusão mental, - Doentes com epilepsia e /ou história de doença
CIPROFLOXACINA - Comp. revest. por película (oral); ANTIBACTERIANOS - Infeções dos ossos e das articulações; convulsões, alucinações e depressões; convulsiva;
- Nivoflox ® - Comp. revest. blister (oral); - No tratamento de infeções em doentes com - Fototoxicidade; - Doentes com historia de tendinites;
- Caps. blister (oral); QUINOLONAS uma contagem de glóbulos brancos muito - Detioração da função renal (cristalúria), e - Em situações de hipocaliémia e Hipocalcémia e / ou
baixa (neutropenia); da função hepática (hepatite fulminante alterações do ritmo cardíaco;
- Na prevenção de infeções em doentes com muito raramente) - Doentes com síndrome de QT longo (congénito ou
uma contagem de glóbulos brancos muito - este medicamento é suscetível de induzir adquirido) ou com administração de medicamentos
baixa (neutropenia); o prolongamento do intervalo QT (risco que induzam o prolongamento do intervalo QT;
- Infeções pulmonares e brônquicas em baixo) - Ajustar as posologias em doentes com insuficiência
crianças e adolescentes com fibrose cística; renal
- Infeções complicadas do trato urinário, - Doentes com insuficiência hepática
incluindo infeções que tenham atingido os rins
(pielonefrite);
- Exposição a antraz por inalação
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- Citicolina é um medicamento usado para a - Não administrar este medicamento se:
doença de Alzheimer e outros tipos de - O doente tem alergia (hipersensibilidade) à
demência, aumenta a produção da dopamina substância ativa ou a qualquer outro componente de
e é um ativador do estado de alerta (com um Somazina, solução oral.
efeito importante na resposta cortical direta); - O doente sofrer de hipertonia do sistema nervoso
- Usado em: parassimpático.
- Sequelas de lesões cerebrais vasculares ou - Agitação psicomotora; Tomar especial cuidado nas seguintes situações:
- Hipercol ®; traumáticas. - Perturbações digestivas; - Em crianças com epilepsia administrar com
- Perda de memória relacionada à idade, - Hipotensão; precaução;
CITICOLINA - Somazina ®; - Susp. Oral (frasco); doença de Parkinson; - Insónia; - Em doentes com hipertensão intracraniana não
OUTROS
- Startonyl ®; - Sol. Inj. (Intravenoso); MEDICAMENTOS COM - Manifestações neurológicas da insuficiência - Cefaleias; ultrapassar a dose de 1200 mg/dia.
- Trausan ® AÇÃO NO SNC vascular cerebral incluindo perturbações - Diarreia; - Se o doente sofrer de asma, especialmente se for
psíquicas e diminuição do rendimento - Náuseas; alérgico ao ácido acetilsalicílico.
intelectual (arteriosclerose cerebral ou - Visão turva; - Potencia o efeito da L-Dopa;
involução senil; - Dores no peito.
- Perturbações da memória, atenção e
- Pode ser tomada com alimentos;
concentração, alterações do comportamento, - Gravidez;
perda da espontaneidade, desorientação - É necessária prudência na mulher que amamenta
espacial, vertigens e transtornos da fala). porque não há dados sobre a passagem da
Em pediatria: encefalopatias, atraso Citicolina para o leite materno e, portanto, sobre a
psicomotor ou perturbações do sua ação no lactente.
comportamento.
- A claritromicina é contraindicada para o uso por
pacientes com conhecida hipersensibilidade aos
antibióticos macrolídeos e a qualquer componente da
fórmula.
- Infeções respiratórias; - Este medicamento contém óleo de rícino - A administração concomitante de claritromicina com
- Granulado para susp. Oral; - Infeções da pele e tecidos moles; hidrogenado como excipiente, podendo astemizol, cisaprida, pimozida e terfenadina está
CLARITROMICINA - Klacid ® - Comp. Blister (oral) - Tratamento da úlcera péptica (erradicação do provocar: mal-estar gástrico e diarreia contraindicada, pois pode resultar em prolongamento
- Comp. De libertação modificada ANTIBACTERIANOS H. Pylori); - Com mais frequência náuseas, vómitos, QT e arritmias cardíacas incluindo taquicardia
(oral) - Em associação com outros antimicrobianos e alteração no paladar, dor abdominal, ventricular, fibrilação ventricular e torsades de
inibidores da secreção gástrica erupções, flatulência, cefaleias, obstipação, pointes.
problemas auditivos - Não deve ser indicada para pacientes com
hipocalemia (risco de prolongamento do intervalo
QT);
- Não deve ser usada em utentes que sofrem de
insuficiência hepática grave em combinação com
insuficiência renal.
- Fadiga (cansaço, abatimento), - alergia (hipersensibilidade) às benzodiazepinas ou
- Comp. frasco (oral) - Epilepsia, estado de mal epilético; sonolência, cansaço, diminuição da a qualquer componente deste
CLONAZEPAM - Rivotril ® - Sol. Gotas. Frasco conta gotas ANTIEPILÍTEPTICOS E - crises mioclónicas e atónicas (síndrome de tonicidade e fraqueza muscular, vertigens, Medicamento;
(oral) ANTICONVULSIONANTES Drop). - Atordoamento, intolerância à luz, falta de - insuficiência renal grave ou insuficiência hepática
controlo dos músculos e diminuição da grave;
capacidade de reação. - Apneia do sono, insuficiência pulmonar crónica ou
compromisso da função renal
ou hepática. (Nestes casos a dose deve ser
reduzida).
Está indicado na prevenção de acidentes - Equimoses, hemorragias, náuseas,
aterotrombóticos em doença isquémica (sem diarreias - Não administrar em hemorragia ativa;
elevação do segmento ST); prevenção de AVC - Com consumo prolongado: aumento dos - Evitar administrar nos primeiros dias após EAM e
ANTICOAGULANTES E isquémico e oclusão de artérias periféricas. líquidos sanguíneos, neutropenia e AVC isquémico;
CLOPIDOGREL - Plavix ® - Comp. Blister (oral); Combinado com acido acetilsalicílico trombocitopenia ou agranulocitose; - Não associar ao acido acetilsalicílico,
- Comp. Revestidos (oral)
ANTITROMBÓTICOS (aspirina), pode ser usado no enfarte agudo do Os efeitos adversos do Clopidogrel são anticoagulantes e corticoesteróides;
(Antiagregante plaquetário) miocárdio (com elevação do segmento ST); potenciados pelos anticoagulantes, - Se não se desejar obter efeito antiplaquetário, o uso
Pode constituir alternativa á aspirina quando corticoesteróides e AINE’s (pelo que não do Clopidogrel deve ser interrompido 7 dias antes de
esta está contraindicada deve ser administrado em simultâneo com cirurgias eletivas.
nenhum fármaco destes grupos - Contraindicado na gravidez e aleitamento.
- Bialzepam ®; - Sol. Inj. Intramuscular; - Uso contraindicado em idosos (ou uso com
- Sol. Inj. Intravenosa; - Sonolência, incoordenação motora, precaução --» doses menores que no adulto jovem)
- Metamidol ®; - Susp. Oral frasco; - Ansiedade e sintomas ansiosos; alteração da memória a curto prazo, pois podem desencadear reações paradoxais;
DIAZEPAM - Stesolid®; - Cápsulas blister (oral); PSICOFÁRMACOS - Relaxante muscular; depressão; - Usar com precaução em doentes com miastenia
- Uniselid®; - Comp. Blister (oral); - Anticonvulsionante - Vertigens, obstipação, diarreia, vómitos, gravis ou IR grave (necessidade de redução da
- Cápsulas libert. Prolong. (oral); alterações do apetite, alterações visuais, dose);
- Valium ® - Sol. Retal (cânula retal) irregularidades cardiovasculares. Contraindicado na apneia do sono.

- Voltaren ®; Flector - Sol. Inj. (Intramuscular);


- Comp. Dispersíveis Blister (oral); - Hipersensibilidade (alergia) ao diclofenac;
tissugel®; Cataflam ®; - Comp. Revestidos (oral) - Náuseas, dispepsia, diarreia; - Não deve ser administrado em utentes com úlcera
- Dagesil ®; - Diclospay ®; - Cápsulas moles (oral); - Dor e inflamação em doenças reumáticas e - Raras: úlceras, hemorragias digestivas; péptica ativa;
- Dofen ®; Fenil-V ®; - Comp. gastroresistentes (oral); outras afeções músculo-esqueléticas; - De incidência variável: reações de - Hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico
DICLOFENAC - Comp. libert. Prolong. (oral);
ANTI-INFLAMATÓRIOS - Dor ligeira a moderada hipersensibilidade, toxicidade renal e (aspirina), pois pode agravar a insuficiência renal, a
- Flameril ®; Olfen ®; - Cápsulas libert. Prolong. (oral); NÃO ESTERÓIDES hepática. insuf. Cardíaca, bem como dificultar o controlo da
- Painex ®; - Supositório blister (retal) pressão arterial em utentes hipertensos;
- Sup. fita termossoldada (retal) - Gravidez e aleitamento
- Pomada/gel bisnaga (uso cutâneo)
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- Náuseas, vómitos, anorexia diarreia;
- Nevralgias, cefaleias, tonturas, - Contraindicado no síndrome de Wolff-Parkinson-
APARELHO - Fibrilhação e flutter auriculares; sonolência, desorientação e alucinações; White, na taquicardia ventricular, nos bloqueios
- Lanoxin ®; - Comp. Blister (oral); CARDIOVASCULAR - Reduzem a taquiarritmia supraventricular - Ginecomastia, e diminuição da síntese de auriculoventriculares de 2º e 3º graus;
DIGOXINA - Sol. Inj. (Sub cutânea) associada à insuficiência cardíaca melhorando gonadotrofinas; - Na cardiomiopatia hipertrófica obstrutiva e ainda em
- Lanitop ® - Sol. Inj. Intravenosa; a capacidade dinâmica do coração - sugestivas de intoxicação: Diplopia, situações de hipercalcémia e hipocaliemia
CARDIOTÓNICOS escotomas e discromatopsia; significativas.
- Bradicardia sinusal, bloqueios
auriculoventriculares, extrassístoles
supraventriculares e ventriculares

- Cefaleias, tonturas, hipotensão postural,


- Comp. Blister (oral); - Angina de peito; exantema - Choque
DINITRATO DE ISOSSORBIDA - Flindiz retard ® - Cápsulas libert. Prolong. (oral); VASODILATADORES - Como adjuvante em insuficiência cardíaca; - os pensos transdérmicos podem provocar
- Pensos transdérmicos (uso na - Edema agudo do pulmão irritação local
pele)
ANTIANGINOSOS

funciona de duas maneiras.


1. Evita que os coágulos sanguíneos
existentes fiquem maiores. Isto ajuda o seu
corpo a destruí-los e impede que lhe causem - Alergia (hipersensibilidade) à enoxaparina sódica ou
danos; a qualquer outro componente deste medicamento;
2. Impede a formação de coágulos sanguíneos - Pode ocorrer um evento hemorrágico - Alergia à heparina ou a outras heparinas de baixo
no seu sangue; que não pare por si só, ou apresentar peso molecular;
- Tratar os coágulos sanguíneos que existem sinais de hemorragia excessiva (fraqueza - Se tiver uma hemorragia grave ou uma condição
no seu sangue; fora do normal, cansaço, palidez, tonturas, com risco elevado de hemorragia (como as úlceras
- Parar a formação de coágulos sanguíneos no dores de cabeça ou edema inexplicável do estômago, cirurgia recente ao cérebro e aos
ENOXAPARINA - Lovenox ® - Sol. Inj. – seringa pré cheia- ANTICOAGULANTES E seu sangue nas seguintes situações: como: edema dos olhos), incluindo acidente vascular cerebral (AVC)
…(subcutânea) ANTITROMBÓTICOS - Antes e após uma cirurgia lábios, face, garganta ou língua) recente;
- Quando tem uma doença aguda que - Erupções cutâneas, problemas de - Não deve ser utilizado alternadamente com outros
implique um período de mobilidade limitada deglutição ou de respiração, medicamentos que pertencem ao grupo das
- Quando tem angina instável (uma condição ; heparinas de baixo peso molecular;
que se verifica quando não chega sangue
suficiente ao seu coração);
- Após um ataque cardíaco;
- Parar a formação de coágulos sanguíneos
nos tubos da sua máquina de diálise (utilizado
para pessoas com problemas renais graves).

- Náuseas, vómitos, dor abdominal,


- Como adjuvante da terapêutica com diarreia, obstipação;
ENTACAPONA - Comtan ® - Comp. revest. por película (oral) ANTIEPILÍTEPTICOS E levodopa em utentes com doença de - Alteração da cor da urina; - Gravidez e aleitamento;
ANTICONVULSIONANTES Parkinson e “wearing-off” - Boca seca, discinesias; - Disfunção hepática;
- Alguns casos de anemia; - Feocromocitoma;
- Em casos raros: elevação das enzimas
hepáticas.
Não administrar em fase maníaca, alterações
- Náuseas, vómitos; hepáticas graves, doença cardíaca e epilepsia;
- Sol. Gotas. Frasco conta gotas PSICOFÁRMACOS - Depressão, ansiedade generalizada; - Anafilaxia, xerostomia; - Gravidez e aleitamento
ESCITALOPRAM - Cipralex ® (oral); - Perturbações do pânico com ou sem - Ansiedade e irritabilidade; - Recentemente o Escitalopram foi associado a um
- Comp. revest. por película (oral) ...agorafobia. - Disfunção sexual; aumento do risco de suicídio pelo que essa
- Convulsões; eventualidade deve ser considerada e deve ser
instituída vigilância apropriada ao utente.
- A espironolactona, reduz o excesso de
líquido no organismo ao aumentar a secreção
urinária. Distingue-se de muitos outros
diuréticos pelo facto de nenhum potássio ser
perdido na urina; - Hipercaliémia;
- Este medicamento é utilizado para o - Hiponatrémia;
tratamento de: tensão arterial elevada ou - Reações gastrintestinais; - Contraindicada em situações de hipercaliémia e
insuficiência cardíaca, como tratamento - Parestesias; insuficiência renal grave;
ESPIRONOLACTONA - Aldactone ® - Comp. Blister (oral); ANTI-HIPERTENSORES complementar em doentes que não - Rash cutâneo, prurido, cefaleias, - Gravidez
- Comp. revest. (oral); respondem adequadamente a outros confusão mental, apatia e tonturas.
DIURÉTICOS tratamentos;
- Edemas relacionados com doença renal e
hepática, quando outros tratamentos não
foram eficazes;
- Hiperaldosteronismo primário (atividade
excessiva da secreção hormonal de
aldosterona pelas glândulas adrenais
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- Hirsutismo;
ANTIEPILÍTEPTICOS E - Na epilepsia (crises parciais e crises tónico- - Hiperplasia gengival; - Gravidez;
FENITOÍNA - Hidantina ® - Comp. Revestidos –blister- (oral) ANTICONVULSIONANTES clónicas); - Disfunção hepática; - Disfunção hepática;
- Nevralgia do trigémeo - Síndrome semelhante ao Lupus - Porfíria
eritematoso

- Excluir a existência de uma patologia maligna uma


-Inibição da líbido; vez que a Finasterida pode reduzir os valores de
OUTROS MEDICAMENTOS - Ginecomastia; marcadores do cancro da próstata em 50%;
FINASTERIDA - Proscar ® - Comp. revest. por película (oral); USADOS EM - Hiperplasia benigna da próstata; - disfunção eréctil e diminuição do volume - Desaconselhada a manipulação da Finasterida a
- Comp. Revestidos –blister- (oral); - Alopécia androgénica de ejaculação gravidas e mulheres em idade fértil;
DISFUNÇÕES - Como é excretado pelo sémen, é recomendável o
GENITURINÁRIAS uso de preservativo durante o tratamento com
Finasterida.

- Hemorragias por excesso de dosagem de - A injeção IV deve ser lenta porque a - Deve reduzir-se a dosagem em idosos e
ANTIHEMORRÁGICOS anti vitamínicos K; infusão rápida pode induzir: insuficientes hepáticos;
FITOMENADIONA - Fitomenadiona - Sol. Inj. Intravenosa; HOMOESTÁTICOS - Profilaxia da doença hemorrágica do RN - Dispneia; - Gravidez;
pela dieta pobre, na nutrição parenteral e na - Dor torácica; - Contraindicada em casos de hipersensibilidade aos
uremia - Morte; análogos da vitamina K, insuficiência hepática grave
ou avançada, infarto do miocárdio, hemorragia
cerebral.
- Muito raramente podem ocorrer
- A Flucloxacilina é um antibiótico de largo neutropenia (diminuição do número de - Hipersensibilidade à Flucloxacilina ou a qualquer
espectro indicada em: neutrófilos no sangue), incluindo outro componente do fármaco;
- Tratamento de infeções causadas por agranulocitose e trombocitopenia - História prévia de icterícia ou disfunção hepática
organismos sensíveis (Streptococcus e (diminuição do número de plaquetas no associada à Flucloxacilina;
Staphylococcus): sangue). Estes efeitos são reversíveis - Existe um risco de anomalias no sangue e fluidos
- Infeções da pele, por ex.: furunculose, quando o tratamento é interrompido; (acidose metabólica com hiato aniónico aumentado)
carbúnculo, abcesso, impetigo; - Raramente pode também ocorrer que ocorrem quando há um aumento da acidez do
- Infeções dos tecidos moles subcutâneos, eosinofilia (aumento do número de plasma, quando a Flucloxacilina é usada com o
celulite, linfagite; eosinófilos no sangue); paracetamol, em particular em determinados grupos
- Feridas traumáticas, cirúrgicas e de - Muito raramente podem ocorrer choque de doentes em risco, (por ex. doentes com a função
queimaduras; anafilático e edema angioneurótico. Se renal gravemente comprometida, sepsia ou
- Pó para suspensão oral; - Artrite, osteíte, osteomielite; ocorrer alguma reação de malnutrição), especialmente quando são utilizadas as
- Pó e solv. p/ Sol. Inj. - Otite externa; hipersensibilidade, o tratamento doses diárias máximas de paracetamol. A acidose
FLUCLOXACILINA Floxapen ® (Intramuscular); - Infeções do trato respiratório inferior deve ser descontinuado; metabólica com hiato aniónico aumentado é uma
- Pó e solv. p/ Sol. Inj (Intravenosa);
ANTIBACTERIANOS (abcesso pulmonar, pneumonia, - Também muito raramente, podem ocorrer doença grave que necessita de tratamento urgente
- Cápsulas blister (oral); PENICILINAS Broncopneumonia); distúrbios neurológicos com convulsões - Tomar Flucloxacilina com alimentos e bebidas;
ISOXAZOLILPENINCILINAS - Infeções do trato respiratório superior em doentes com insuficiência renal;
(tonsilite, sinusite, faringite) - Muito raramente desenvolvem-se
- As cápsulas devem ser administradas uma
- Empiema (como parte do regime combinado) reações de artralgia e mialgia mais de 48 hora antes das refeições. (deglutindo-as inteiras
em conjugação com drenagem; horas após o início do tratamento; com água, sem mastigar);
- Meningite (estafilocócica) - a utilização de Flucloxacilina durante a
- Trato urinário e genital, Intestino delgado e * Outros efeitos secundários (frequência
cólon; desconhecida): gravidez não é suficiente para avaliar a sua
- Profilaxia na cirurgia cardiovascular - Reações cutâneas graves; segurança;
(próteses - Erupção cutânea avermelhada escamosa
valvulares e próteses arteriais) e cirurgia com bolhas e pequenos altos sob a pele
ortopédica (artroplastia, osteossíntese e (pustulose exantematosa).
* Pode ser utilizado durante a amamentação,
artrotomia) pelo potencial patogénico uma vez que é eliminado em quantidades
dominante dos estafilococos durante estes muito baixas no leite materno. (O único risco
procedimentos cirúrgicos.
para o bebé é o de reação alérgica).

- Utilizado para tratar infeções causadas por


fungos e pode também ser utilizado para
prevenir a candidíase;
- Meningite criptocócica (infeção fúngica no
cérebro)
- Coccidioidomicose (doença no sistema - Náuseas; - Gravidez;
broncopulmonar); - Epigastralgias; - Aleitamento;
- Pó para suspensão oral( frasco); - Infeções causadas por Cândida presentes na - Flatulência; - Disfunção hepática;
FLUCONAZOL - Diflucan ® - Cápsulas blister (oral); circulação sanguínea e outros órgãos - Diarreia;
- Sol. p/ perfusão frasco p/ ANTIFÚNGICOS (ex. coração, pulmões) ou trato urinário; -Raramente podem ocorrer:
injetáveis (Intravenosa); - Candidíase das mucosas – infeção ao redor Erupções cutâneas e alteração das
da boca, garganta e lesão bucal provocada enzimas hepáticas; * Reduzir a dosagem em doentes com insuficiência
por prótese dentária; renal
- Candidíase genital - infeção da vagina ou
pénis;
- Infeções da pele (ex. pé de atleta, micose,
infeção da virilha, infeção na unha);
Profilaxia das infeções fúngicas em doentes
imunodeprimidos.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- Alterações gastrintestinais (náuseas, Não administrar em fase maníaca, alterações
vómitos, dispepsia, alterações do trânsito hepáticas graves, doença cardíaca e epilepsia;
- Sol. Oral frasco; - Depressão; intestinal, anorexia e perda de peso); - Gravidez e aleitamento
FLUOXETINA - Fluanxol ® - Cápsulas blister (oral); PSICOFÁRMACOS - Bulimia nervosa; - Anafilaxia, xerostomia, ansiedade e - Recentemente o Escitalopram foi associado a um
- Doença obsessiva-compulsiva irritabilidade; aumento do risco de suicídio pelo que essa
- Disfunção sexual; eventualidade deve ser considerada e deve ser
- Convulsões instituída vigilância apropriada ao utente.

- Depleção e desequilíbrios eletrolíticos


- Diurético da ansa; que causam hipocaliemia (aumento da
- A Furosemida está indicada na remoção de excreção de cálcio e alcalose - Os diuréticos da ansa devem ser usados com
- Comp. Blister (oral); edema causado por insuficiência cardíaca hipoclorémica); precaução em doentes com hiperplasia da próstata
FUROSEMIDA - Lasix ® - Comp. fita termossoldada (oral); (nomeadamente edema pulmonar), e por - Cefaleias, hipotensão, sede, fadiga, (risco de retenção urinária aguda);
- Cápsulas libert. Prolong. (oral); ANTI-HIPERTENSORES doenças hepáticas ou renais, em outros tipos oligúria, arritmias, perturbações - Estão contraindicados em caso de falência renal
de edemas mais ligeiros e refratários ao gastrintestinais e cãibras; causada por fármacos nefrotóxicos ou hepotóxicos e
DIURÉTICOS tratamento com tiazidas; - Pode causar hiperglicémia, glicosúria e em casos de insuficiência renal associada a coma
- Situações de oligúria (em caso de hiperuricemia com risco de precipitação de hepático
insuficiência renal aguda ou crónica); ataques de gota;
- no tratamento urgente de hipercalcémia (já - Menos frequentes: Rash cutâneo e
que promove excreção urinária de cálcio). reações de fotossensibilidade e surdez (se
doses elevadas).

- Cápsulas blister (oral); ANTIEPILÍTEPTICOS E - Como terapêutica adjuvante no tratamento - Sonolência;


GABAPENTINA - Neurontin ® - Comp. rev. p/ película- blister- ANTICONVULSIONANTES das crises parciais com ou sem generalização - Fadiga; - Em doentes com insuficiência renal.
(oral); em adultos; - Tonturas, ataxia, nistagmo, rinite;
- Dor neuropática - Diplopia, ambliopia, tremores

- Nefrotoxicidade (geralmente reversível); - Hipersensibilidade à gentamicina ou a qualquer


- Tratamento de infeções graves causadas por - Ototoxicidade (geralmente irreversível); outro componente do fármaco;
bacilos gram-negativos aeróbios, - Bloqueio neuromuscular; - Miasténia gravis ou parkinsonismo (este fármaco
particularmente as enterobactérias e P. pode agravar a debilidade muscular);
aeruginosa, Outros efeitos indesejáveis igualmente - Gravidez;
entre eles a citar: descritos, possivelmente relacionados com - Deve-se evitar o uso simultâneo de gentamicina e
- Pseudomonas aeruginosa; a gentamicina, são: diuréticos potentes, como o ácido etacrínico ou
- Proteus Sp (indol positivos e indol - Depressão respiratória; Furosemida, já que alguns diuréticos podem provocar
- Sol. Inj. Ampola; negativos); - Escherichia coli, Klebsiella, - Letargia; ototoxicidade por si mesmo. Além disso, os diuréticos
GENTAMICINA Gentocil ® - Pomada oftálmica- bisnaga; ANTIBACTERIANOS Enterobacter; - Confusão; administrados intravenosamente podem aumentar a
- Colírio sol. Frasco conta gotas - Serratia sp, Citrobacter e Staphylococcus sp - Depressão; toxicidade do aminoglicosídeo alterando a
AMINOGLICOSÍDEOS (coagulase positivos e coagulase negativos); - Alterações visuais; concentração do antibiótico;
- Eficaz na Sepsis bacteriana do recém- - Redução do apetite, perda de peso; - Deve-se evitar o uso concomitante ou sequencial
nascido, septicemia - Hipotensão, hipertensão; (sistémico ou tópico), de outros
bacteriana e infeções bacterianas graves do - Erupção cutânea; fármacos potencialmente neurotóxicos e/ou
S.N.C. (meningites), infeções bacterianas - Urticária; nefrotóxicos, tais como cisplatina,
graves do trato urinário, respiratório ou - Edema laríngeo; cefaloridina, canamicina, amicacina, neomicina,
gastrointestinal (inclusive peritonites), pele - Reações anafiláticas; polimixina B, colistina, estreptomicina,
osso e tecidos; - Febre, cefaleias; tobramicina, vancomicina e viomicina.
- Pode-se considerar a Gentamicina como - Púrpura;
terapêutica inicial em infeções em que se - Fibrose pulmonar; *ajustar a posologia e monitorizar as concentrações
suspeita ou se tenha confirmado que são - Alopecia; séricas nos doentes com insuficiência renal, incluindo
causadas por microrganismos gram- - Dor articular; o doente idoso;
negativos. - Hepatomegalia transitória e * Os doentes devem estar bem hidratados durante o
esplenomegalia. tratamento.

Este medicamento pode provocar


hipoglicemias (suores, fome intensa, - Hipersensibilidade (alergia) à Gliclazida, às
tremores, palidez, perturbações visuais, sulfunilureias, às sulfamidas, ou a
indisposição, anomalias de qualquer outro componente de Gliclazida Mer
- Comp. libert. modificada. blister comportamento. Neste caso deve ingerir -Diabetes tipo 1;
(oral); INSULINAS, - A Gliclazida está indicada na diabetes não imediatamente açúcar ou um alimento -Pré-coma e coma diabético, cetoacidose diabética;
GLICASIDA - Comp. libert. Prolong. blister ANTIDIABÉTICOS ORAIS E insulino-dependente (de tipo 2), no adulto, açucarado e advertir o médico; -Insuficiência renal ou hepática grave: nestas
- Diamicron ®
(oral); GLUCAGOM. quando o regime alimentar, o exercício físico e - Manifestações cutâneas: urticária, situações recomenda-se o recurso à insulina;
- Comp. blister (oral); a redução ponderal não são, por si sós, prurido, erupções cutâneas; -perturbações - Hipoglicemia;
- Comp. Revest. blister (oral); suficientes para controlar a glicemia. digestivas: dores abdominais, náuseas, - Este medicamento está contraindicado durante o
vómitos, diarreia, peso na zona do período de aleitamento (Em caso de gravidez, o
estômago, obstipação, hepatite; tratamento da diabetes recorre necessariamente à
- Alterações biológicas ao nível do fígado e insulina);
do sangue
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Alergia (hipersensibilidade) ao haloperidol, aos


fármacos que contenham butirofenona ou a qualquer
outro componente deste medicamento;
- Doenças clinicamente significativas (ex. enfarte
- O haloperidol é um fármaco com ação a agudo do miocárdio recente, insuficiência cardíaca
nível de uma substância neurotransmissora - Alterações gastrintestinais (náuseas, descompensada, arritmias tratadas com fármacos
- Haldol ®; - Sol. Oral frasco; (Dopamina). vómitos, dispepsia, alterações do trânsito antiarrítmicos das classes IA e III);
HALOPERIDOL - Comp. Blister (oral); - O haloperidol bloqueia os recetores intestinal, anorexia e perda de peso); - Prolongamento do intervalo QT; - Se tem história de
- Haldol decanoato ® - Sol. Inj. (Intramuscular); PSICOFÁRMACOS existentes no organismo para a dopamina, - Anafilaxia, xerostomia, ansiedade e arritmias ventriculares ou torsades de pointes;
reduzindo assim o efeito transmissor da irritabilidade; - Bradicardia;
dopamina e produzindo consequentemente - Disfunção sexual; - Hipocalemia não corrigida;
um efeito antipsicótico. - Convulsões - Associado com outros fármacos que possam
originar um prolongamento do intervalo QT;
- Gravidez ou amamentação;
- Crianças de idade inferior a 3 anos não devem ser
tratadas com haloperidol

- Retenção sódica, retenção hídrica,


insuficiência cardíaca congestiva nos
indivíduos predispostos, perda de
potássio, alcalose hipocaliémica,
hipertensão arterial;
- Fraqueza muscular, miopatia cortisónica,
amiotrofia, compressão vertebral, necrose
- Insuficiência supra-renal aguda e asséptica das cabeças femural e numeral,
bissuprarrenalectomia; fratura patológica dos ossos longos,
- Choque em que se verifique ou suspeite de osteoporose, artropatia;
insuficiência da supra-renal - Úlcera péptica com risco de hemorragia e - Infeções por vírus neurotrópicos (varicela, zona,
- Medrol ®; - Anafilaxia aguda; de perfuração, pancreatite, edema queratite herpética);
Como terapêutica adjuvante nas seguintes abdominal, esofagite ulcerosa, náuseas; - Vacinação durante o período em que decorre a
- Depo-Medrol ®; - Comp. Blister (oral); situações: - Problemas de cicatrização, corticoterapia, em especial a vacinação da varíola;
- Solu-Medrol ®; - Creme bisnaga (uso tópico na - Asma brônquica ou estados de mal asmático adelgaçamento e fragilização da pele, - Estados psicóticos agudos;
- Hidalone ®; pele); - Terapêutica paliativa de situações hipersudação, outras reações cutâneas - Doença de Cushing;
HIDROCORTISONA - Pomada bisnaga (uso tópico na avançadas de neoplasias tais como dermatite, alérgica, urticária; - Úlceras gastroduodenais e cirurgia digestiva
- Hydrocortone ®; pele); - Reações tranfusionais; - Hipertensão intracraniana com edema recente para anastomose;
- Lactisona®; - Pó e solvente. Para sol. Inj. (IM ou GLUCOCORTICOIDES - Neurologia: edema cerebral, encefalites e papilar (pseudotumor cerebral) que surge - Hipertensão arterial
- Pandermil ®; IV); certas meningites agudas habitualmente após o tratamento; - Insuficiência renal crónica evolutiva
- Espuma rectal; - Pediatria: síndrome neurotóxica, hiperplasia - Convulsões, vertigens, cefaleias, - Diabetes mellitus insulino-dependente
- Colifoam ®; congénita das supra-renais com perda hipersensibilidade; - Gravidez em curso
de sal (síndrome de Debré-Fibiger) - Desaceleração do crescimento na - Infeções fúngicas sistémicas.
- Forma maligna de doenças infeciosas criança, inibição secundária da reatividade
- Edema agudo do pulmão de origem tóxica. hipofiso-supra-renal, sobretudo em caso
de stress;
- Catarata capsular posterior, aumento da
pressão intraocular, glaucoma, exoftalmia;
- Híper ou hipopigmentação, atrofia
cutânea ou subcutânea, abcesso
asséptico, reações anafiláticas, hipo ou
hipertensão, perturbações do ritmo
cardíaco e (ou) colapsos cardiovasculares.

- Como para os anti-histamínicos em geral, não se


deve administrar por via endovenosa (possibilidade
- Xarope frasco (oral); MEDICAÇÃO - Usado no prurido das alergias cutâneas e A injeção IM provoca dor no local da de hemólise)
HIDROXIZINA - Atarax ® - Comp. rev. p/ película- blister- ANTIALÉRGICA como ansiolítico, sedativo, hipnótico e injeção; - Como ansiolítico usar apenas em adultos;
(oral); antiemético - reações paradoxais com excitação - Reduzir a posologia nos doentes com insuficiência
ANTI-HISTAMÍNICOS renal;
SEDATIVOS - Gravidez;
- Aleitamento
- A Idebenona pertence ao grupo dos - Náuseas, vómitos, anorexia,
medicamentos utilizados no tratamento epigastralgias, diarreia, agitação - Alergia (hipersensibilidade) à Idebenona ou a
- Cerestabon ®; OUTROS sintomático das alterações das funções psicomotora, tremores, convulsões, qualquer outro componente deste medicamento;
MEDICAMENTIOS COM cognitivas. estados confusionais, alucinações, insónia - Não são necessários cuidados especiais com
IDEBENONA - Amizal ®; - Comp. rev. blister (oral); - Está indicado no tratamento da hipobulia, ou sonolência; Idecortex;
- Idecortex ® AÇÃO NO SNC alterações afetivas e logopatia, - Elevação das transacionases; - Não é aconselhável a utilização de Idecortex
associadas às sequelas de enfarte cerebral, - Eritrocitopenia e leucocitopenia; durante a gravidez, uma vez que ainda
MEDICAMENTOS hemorragia cerebral e arteriosclerose - Elevação do colesterol, dos triglicéridos não foi estabelecida a sua inocuidade durante esse
UTILIZADOS NO cerebral. ou da ureia período;
TRATAMENTO DA - Idecortex pode influenciar a capacidade de
DEMÊNCIA DE condução e utilização de máquinas.
ALZHEIMER
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Foram descritos frequentemente níveis


de potássio aumentados aos doentes com:
pressão arterial elevada, diabetes do tipo
2, e em doenças renais;
- Tonturas, mal-estar/vómitos, fadiga;
- Valores da enzima creatina cinase
aumentados;
- Irbesartan Aristo pertence a um grupo de - Tonturas quando se passa da posição
medicamentos conhecidos como deitada ou sentada para a posição de pé,
ANTI-HIPERTENSORES antagonistas dos recetores da angiotensina-II. pressão arterial baixa quando se passa da - Alergia (hipersensibilidade) à substância ativa ou a
- Comp. blister (oral); - Para tratar a pressão arterial elevada posição deitada ou sentada para a posição qualquer outro componente de Irbesartan;
IBERSARTAN Aprovel ® - Comp. rev. p/ película blister (hipertensão essencial) de pé, dor nas articulações ou músculos e - Não administrar a partir do segundo trimestre de
(oral); ANTAGONISTAS DOS - Para proteger os rins nos doentes com níveis de hemoglobina diminuídos; gravidez;
pressão arterial elevada, diabetes do tipo 2 Pouco frequentes:
RECETORES DA e evidência laboratorial de insuficiência dos - Ritmo cardíaco rápido, rubor, tosse,
ANGIOTENSINA rins. diarreia, indigestão/pirose, disfunção
sexual e dor torácica;
- Cefaleias, alteração do paladar,
zumbidos, cãibras musculares, dor nas
articulações e músculos;
- Função hepática alterada, níveis
sanguíneos de potássio aumentados;
- Redução do número de plaquetas e
inflamação dos vasos sanguíneos
pequenos afetando principalmente a pele
(vasculite leucocitoclásica).

- A utilização incorreta do produto pode


provocar diarreia e distúrbios do equilíbrio
eletrolítico; - Alergia (hipersensibilidade) a qualquer dos
- A Lactulose pode aumentar a perda de componentes da Lactulose;
potássio induzida por outros fármacos (p. - Galactosemia (um distúrbio genético grave que
ex. tiazidas, esteroides e anfotericina B); impede a digestão da galactose)
- A Lactulose é um laxante que torna as fezes - O uso concomitante de glicosídeos - Doença intestinal inflamatória aguda (como doença
- Colsanac ®; mais moles e fáceis de defecar ao introduzir cardíacos pode aumentar o efeito dos de Crohn ou colite ulcerativa),
LACTULOSE água nos intestinos. (Não é absorvido para o glicosídeos devido à insuficiência de obstrução intestinal (para além da obstipação
- Duphalac ®; - Xarope frasco (oral); Organismo). potássio. normal), perfuração ou risco de perfuração digestiva,
- Laevolac ® - Xarope saqueta (oral) MODIFICADORES DA - É utilizado para: - Com o aumento da dose, verifica-se uma dor abdominal indeterminada;
MOTILIDADE - Tratar os sintomas de obstipação diminuição do valor do pH no cólon; - Interromper o tratamento se houver sintomas como
GASTRINTESTINAL - Tratar uma doença hepática específica - Flatulência, (especialmente durante os meteorismo ou edema abdominal após utilizar o
(encefalopatia porto-sistémica) primeiros dias. Este sintoma desaparece, medicamento
normalmente, ao fim de alguns dias);.
- Quando é tomada uma dose superior à
recomendada, pode ocorrer diarreia ou dor
Abdominal;
- Náuseas
- Vómitos

- Sonolência, cansaço e tonturas poderão


ser mais comuns no início do tratamento
- Medicamento usado para tratar crises de ou durante o aumento da dose. Estes - Hipersensibilidade ao levetiracetam;
epilepsia; efeitos devem, contudo, diminuir ao longo - Administrar com precaução em idosos e
- Isoladamente em doentes com idade do tempo; insuficientes renais;
superior a 16 anos com epilepsia - Nasofaringite; - Se se verificar aumento na gravidade das crises
diagnosticada recentemente, para tratar crises - Diminuição do número de plaquetas; epiléticas (aumento do número);
parciais com ou sem generalização - Anorexia, aumento de peso, agitação, - O levetiracetam foi associado a um aumento do
- Sol. Oral frasco; secundária. depressão, labilidade emocional/variações risco de suicídio pelo que essa eventualidade deve
LEVETIRACETAM - Keppra ® - Comp. rev. p/ película- blister- ANTIEPILÍTEPTICOS E - Em doentes que estão já a tomar outro de humor, hostilidade ou agressividade, ser considerada e deve ser instituída vigilância
(oral); ANTICONVULSIONANTES medicamento antiepilético (terapêutica insónia, nervosismo, irritabilidade; apropriada ao utente;
adjuvante) para tratar: crises parciais, com ou - Alterações da personalidade, - Não é recomendada a utilização de Levetiracetam
sem generalização, em adultos, crianças e perturbações do pensamento, durante a gravidez e em mulheres em idade fértil que
bebés com idade superior a 6 meses; incapacidade de concentração; não estejam a utilizar nenhum método contracetivo a
- Crises mioclónicas em doentes com idade - Tonturas, convulsão, cefaleias, menos que claramente necessário;
superior a 12 anos com Epilepsia Mioclónica - Hipercinésia, ataxia, tremor, amnésia, - Levetiracetam revelou efeitos indesejáveis na
Juvenil; alterações do equilíbrio, falta de reprodução, quando utilizado em doses mais
- Crises generalizadas tónico-clónicas concentração, esquecimento; elevadas;
primárias em doentes com mais de 12 anos - Visão dupla/desfocada; - Não se deve conduzir ou utilizar máquinas durante
de idade com epilepsia idiopática - Vertigem, tosse dor abdominal, náuseas, a terapêutica por induzir sonolência
generalizada. diarreia, vómitos, erupção da pele,
eczema, prurido, mialgia
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Reação alérgica, (os sinais podem incluir


urticária, prurido, erupção cutânea, edema
do rosto, lábios, língua ou garganta. Isso
pode causar dificuldade em respirar ou
engolir). - Alergia (hipersensibilidade) às substâncias ativas ou
- Problemas mentais incluindo depressão, a qualquer outro componente deste medicamento;
sentimentos suicidas, paranoia, redução - Cancro da pele ou lesões/ manchas suspeitas;
- Medicamento dopaminérgico, utilizado para do conhecimento; - Se o utente tiver "glaucoma de ângulo estreito" que
tratar a doença de Parkinson, a qual é - Sudorese, frequência cardíaca rápida, pode causar um súbito aumento da pressão no olho;
causada pela falta de uma substância elevação da temperatura corporal, rigidez - Problemas cardíacos graves
LEVODOPA + CARDIDOPA - Stalevo ® - Comp. rev. p/película - frasco- química, chamada dopamina no sistema muscular e coma; - Não administrar a menores de 18 anos;
+ ENTACAPONA (oral) ANTIPARKINSÓNOCOS nervoso. Estes comprimidos ajudam a - Incapacidade de resistir ao impulso de - Histórico de convulsões;
restabelecer o nível de dopamina e a reduzir executar 1 ação que pode ser prejudicial - Úlcera duodenal / péptica ou úlcera;
os sinais e sintomas da doença. (impulso para jogar excessivamente, - Ataque cardíaco anterior, batimento cardíaco
Alteração ou aumento do interesse e de irregular, circulação ou problemas respiratórios;
comportamentos sexuais, Compras e - Patologias renais, hepáticas ou disfunções
gastos excessivos - Compulsão alimentar); hormonais;
- Espasmos musculares, agitação ou - Sinais de depressão / outros problemas mentais
outros movimentos bruscos e indesejáveis - Se for a ser submetido a uma cirurgia;
do corpo, contorcer as pálpebras e
dificuldade em abrir o olho e mal-estar
generalizado;
- Bradicardia, palpitações, lipotimias
vertigens, tonturas, perda de apetite,
vómitos, sonolência

- Eficaz contra uma quantidade bastante


grande de bactérias gram-negativas, aquelas
que são patogênicas, com maior virulência e - Distúrbios psiquiátricos, como insônia;
mais resistentes aos antibióticos. Com isso, - Distúrbios do sistema nervoso, como - Hipersensibilidade ou alergia a sua composição, a
muitas vezes, a Levofloxacina é prescrita para tonturas e dores de cabeça; outros agentes antimicrobianos que são derivados
uma ampla série de infeções, em que o - Distúrbios respiratórios, como dispneia; das quinolonas ou a qualquer outro componente que
- Oftaquix ®; agente causador é desconhecido. - Distúrbios gastrointestinais, como dores esteja presente na sua fórmula;
LEVOFLOXACINA - Pó e solvente. Para sol. Inj. (IV); É indicado especialmente para: abdominais, náuseas, vômitos e diarreias; - Não conduzir ou manusear máquinas porque,
- Tavanic ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); ANTIBACTERIANOS - Tratar infeções geradas por bactérias - Distúrbios do tecido subcutâneo e da podem ocorrer alguns efeitos secundários como
QUINOLONAS causadas por agentes sensíveis; pele, como erupções cutâneas e pruridos. tonturas, sonolência, perturbações visuais, que
- Infeções que ocorrem no trato respiratório, - Em casos raros: podem causar dor e podem perturbar a capacidade de concentração e
tanto inferior quanto superior (sinusite, inflamação nos tendões, particularmente reação.
- pneumonia adquirida na comunidade e em doentes idosos ou em doentes que - Deve reduzir-se a posologia em doentes com
exacerbações agudas de bronquite crônica); tomem corticosteroides (cortisona e insuficiência renal.
- Infeções do tecido subcutâneo e da pele, fármacos semelhantes).
sejam elas complicadas ou não (erisipela,
celulite, furunculose, abscessos e impetigo);
- Infeções do trato urinário (pielonefrite
aguda);

- Edema da face, lábios, boca, língua, Este medicamento está contraindicado nas seguintes
garganta ou extremidades; situações:
- Dispneia, disfagia (estes podem ser - Hipersensibilidade ao cloridrato de Loperamida ao a
sinais de reações anafiláticas) qualquer outro componente deste medicamento;
MODIFICADORES DA Este medicamento torna as fezes sólidas e - Erupção bulhosa, urticária, prurido; - Desinteria aguda (sangue nas fezes ou / e febre
- Comp. Orodispersível Blister MOTILIDADE menos frequentes. - Necrólise epidérmica tóxica (Se tal elevada);
(oral); GASTRINTESTINAL - Loperamida é utilizada no tratamento da ocorrer, interromper a administração deste - Colite ulcerosa ou colite pseudomembranosa como
- Imodium ®;
LOPERAMIDA - Caps. fita termossoldada (oral); diarreia aguda (diarreia repentina) e medicamento e avisar o médico; resultante do uso de antibióticos;
- Imodium Rapid ®; - Cápsulas Blister (oral); OBSTIPANTES crónica (diarreia de longa duração) e após - Cefaleias, tonturas, obstipação, - Obstipação, abdómen distendido ou qualquer outra
- Loride ® -- Comp. rev. - blister- (oral); ileostomia (operação cirúrgica com flatulência; situação em que exista diminuição do funcionamento
- Comp. Blister (oral); remoção de parte do intestino). - Náuseas; do intestino;
- dor e desconforto abdominal; - Crianças com menos de 2 anos.
- boca seca
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES
- Hipersensibilidade ao lorazepam, a qualquer outro
excipiente deste medicamento ou qualquer outra
benzodiazepina;
- Sedação, sonolência, confusão - Insuficiência renal grave;
emocional, capacidade de reação - Insuficiência hepática grave;
diminuída, fadiga, tonturas, fraqueza - Apneia do sono;
- Ansilor ®; muscular, astenia (enfraquecimento do - Miastenia gravis (perturbação neurológica grave
- Sol. Inj. (Intramuscular); PSICOFÁRMACOS - Tratamento da ansiedade (sensação de mal- estado geral), ataxia (má coordenação dos caracterizada por fraqueza muscular excessiva);
LORAZEPAM - Lorenin ®; - Comp. Blister (oral); estar psíquico) ou alívio dos sintomas movimentos) e alterações oculares (ex. - Glaucoma de ângulo fechado (afeção ocular
- Lordesal ® - Comp. frasco (oral); ANSIOLÍTICOS da ansiedade, por curtos períodos; visão dupla); caracterizada pelo aumento considerável da pressão
SEDATIVOS E - Tratamento da insónia devido à ansiedade; - Ocasionalmente foram referidos: intra-ocular);
HIPNÓTICOS náuseas, obstipação, alteração da líbido, - Depressão;
impotência, anorgasmia (disfunção - Antecedentes de alcoolismo ou toxicodependência;
BENZODIAZEPINAS sexual), reações alérgicas cutâneas ou - Utentes menores de 18 anos, idosos ou utentes
alopécia debilitados;
- Condução e/ou uso de máquinas: o lorazepam pode
interferir com as atividades que requerem alerta. Se o
sono for insuficiente, há maior probabilidade de
diminuição da capacidade de reação.

.
- Losartan pertence a 1 grupo de fármacos - Erupção na pele, comichão, edema da
conhecidos como antagonistas dos recetores face, lábios, boca ou garganta, que pode
de angiotensina II. Esta é uma substância causar dificuldade a engolir ou a respirar;
produzida no organismo que se liga aos - tonturas, hipotensão;
recetores nos vasos sanguíneos, causando o - Efeitos ortostáticos relacionados com a - Não administrar se hipersensibilidade ao Losartan
seu estreitamento. (Esta situação resulta num dose tais como diminuição da pressão ou a qualquer outro componente deste medicamento
aumento da pressão arterial). Losartan arterial (antecedentes de angioedema a qualquer IECA;
ANTI-HIPERTENSORES previne a ligação da angiotensina II a estes após se levantar de posição deitada ou - Estenose da artéria renal (bilateral ou unilateral em
- Coozar®; recetores, causando o relaxamento dos vasos sentada; doentes com rim único);
- Pó e veic. p/ susp. Oral- saqueta; sanguíneos, o que por sua vez diminui a - Debilidade, cansaço, hipoglicemia, - Na insuficiência renal
LOSARTAN - Lortaan ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); pressão arterial e retarda o agravamento da excesso de potássio no sangue - Gravidez e lactação
- Aratis Farbio ®; - Comp. rev. p/ blister (oral); função renal em doentes com pressão arterial (hipercaliémia),
- Decara ® ANTAGONISTAS DOS elevada e diabetes tipo 2; - Alterações na função renal incluindo
- É utilizado para tratar doentes com pressão insuficiência renal;
RECETORES DA arterial elevada (hipertensão) em adultos e em - Diminuição do número de glóbulos
ANGIOTENSINA crianças e adolescentes dos 6-18 anos de vermelhos (anemia);
idade; - Aumento da ureia no sangue, da
- No tratamento da insuficiência cardíaca, o creatinina e do potássio séricos em
Losartan é frequentemente associado a um doentes com
diurético e/ou digitálico e/ou um bloqueador insuficiência cardíaca;
beta. Pouco frequentes: sonolência, cefaleia,
distúrbios do sono, palpitações, angina de
peito, dispneia, dor abdominal, obstipação,
diarreia, náuseas, vómitos, erupção
cutânea com comichão (urticária), prurido,
edemas localizados, tosse.

- Hipersensibilidade à substância ativa ou a


- Febre elevada, rigidez muscular invulgar qualquer outro componente deste medicamento;
- Esquizofrenia aguda e crónica; e fraqueza dos membros inferiores, - Em situação de insuficiência hepática.
-Síndrome de abstinência alcoólica; sobretudo se acompanhada por suores - Em situações de intoxicação aguda por sedativos.
- Distúrbios de comportamento relacionados abundantes e aumento do ritmo cardíaco; - Em situações de colapso circulatório.
MELPERONA (CLORIDRATO) Bunil ® com atrasos mentais; - Efeitos secundários muito raros: - Em caso de alteração ou depressão do sistema
- Comp. revestidos - frasco- (oral) PSICOFÁRMACOS - Neuroses ansiosas com sintomas de - Palpitações cardíacas, arritmias, ataque nervoso
agitação, inquietação e tensão; cardíaco, espasmo facial, esgares e associada a qualquer causa (ex.: intoxicação com
ANTIPSICÓTICOS - Estados confusionais, ansiedade, agitação e movimentos peculiares da língua, álcool,
inquietação noturna, especialmente no doente alteração do estado de consciência. Pode barbitúricos ou opiáceos).
idoso. ocorrer síndrome de “Stevens Johnson” - Em caso de coma.
(condição cutânea com grave - Em caso de doenças do sangue.
empolamento e sangramento nos lábios, - Em caso de feocromocitoma.
olhos, boca, nariz e genitais) e morte - a Melperona tem efeitos tranquilizantes e, por
súbita. conseguinte, pode interferir com a condução de
veículos e a utilização de máquinas.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Hipersensibilidade à substância ativa, benzoatos ou


- Náuseas e vómitos; a qualquer um dos excipientes;
- Depressão respiratória, apneia, choque e - Ataque agudo de asma;
paragem cardíaca; - Alcoolismo agudo;
- Foi notificada trombocitopenia reversível - Administração concomitante com inibidores da
SISTEMA NERVOSO em doentes dependentes de opiáceos com monoaminoxidase (MAO) ou entre as 2 semanas de
CENTRAL - Terapêutica de substituição para hepatite crónica; interrupção do tratamento com eles;
manutenção da dependência de opioides em - Retenção de líquidos; - Ausência de dependência de substâncias opioides;
OUTROS adultos, (em conjunto com tratamento médico, - Euforia, alucinações; - Indivíduos com intervalo de prolongamento QT,
METADONA (CLORIDRATO DE) Misyo ® - Concentrado para solução oral MEDICAMENTOS COM social e psicológico adequado) - Disforia, agitação, insónia, desorientação, incluindo síndrome congénito do QT longo; - Como
(Solução azul clara) AÇÃO NO SNC diminuição da libido; com outros analgésicos opioides, este produto não
- Sedação, Visão turva, miose, olhos deve ser administrado a doentes com insuficiência
MEDICAMENTOS PARA secos; hepática grave (pois pode precipitar a encefalopatia
- Cefaleias, síncope, vertigens; porto sistémica em doentes com insuficiência
TRATAMENTO DA - Erupção cutânea transitória, sudorese, hepática grave).
DEPENDÊNCIA DE Fadiga, sonolência, Aumento de peso - A metadona tem uma grande influência sobre a
DROGAS capacidade de conduzir e utilizar máquinas,
durante e após o tratamento, pois pode causar
sonolência e reduzir o estado de alerta.

- Agranulocitose, leucopenia,
- Nolotil ®; - Sol. Inj. (Intramuscular); ANALGÉSICOS E - Dor moderada a grave trombocitopenia, reações de - Asma, porfiria, deficiência em desidrogenase do
METAMISOL MAGNÉSIO - Sol. Inj. (Intravenosa); ANTIPIRÉTICOS hipersensibilidade com choque fosfato de glucose
- Dolocalma ® - Cápsulas blister (oral); - Alterações renais com oligúria ou anúria,
proteinúria e nefrite intersticial

- Nos diabéticos obesos como terapêutica de


- Glucophage ®; INSULINAS, 1ª linha; - Anorexia, náuseas, vómitos, diarreia; - Na insuficiência renal, insuficiência cardíaca e
METFORMINA - Pó p/ susp. Oral- saqueta; ANTIDIABÉTICOS ORAIS E - Quando tenha havido falha terapêutica das - Produz reduzida incidência de situações insuficiência renal (porque nestas situações pode
- Risidon ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); sulfonilureias; de acidose láctea e dificilmente provoca desencadear acidose láctea);
GLUCAGOM
- Stagid ® - Comp. Blister (oral); - Como adjuvante do tratamento com hipoglicémia - Não deve ser administrado na gravidez
sulfonilureias ou em associação com insulina

- Sonolência, sedação, depressão, fadiga, A Metildopa é contraindicada em utentes:


- Hipertensão arterial (principalmente na secura da boca, congestão nasal, cefaleia, - Com hepatopatia ativa, tal como, hepatite aguda e
ANTI-HIPERTENSORES grávida) bradicardia, retenção hidrossalina, cirrose ativa;
- Aldomet ®; disfunção hepática, leucopenia, - Com hipersensibilidade a qualquer componente do
METILDOPA - Comp. Blister (oral); trombocitopenia, anemia hemolítica, teste produto (incluindo distúrbios hepáticos associados à
- Aldomet Forte ®; ANTAGONISTAS ALFA 2 de Combs positivo, síndrome semelhante terapia anterior com Metildopa (substância ativa));
CENTRAIS ao Lupus eritematoso disseminado; Em tratamento com inibidores da monoaminoxidase
Raramente: miocardite, pancreatite, fibrose (MAO).
retroperitoneal.

- Antiemético (atua numa parte do seu cérebro


que o impede de sentir –se
enjoado (náuseas) ou estar enjoado (vómitos);
- Gastroparesia diabética;
- Para fins diagnósticos na preparação para Depois de tomar Metoclopramida pode - Hipersensibilidade à metoclopramida ou a qualquer
exames digestivos; ocorrer: outro componente deste medicamento;
- Para prevenir náuseas e vómitos tardios que - sonolência, tonturas ou contraturas - Hemorragia, obstrução ou perfuração
METOCLOPRAMIDA Primperan ® - Comp. Blister (oral); MODIFICADORES DA possam ocorrer após quimioterapia; incontroláveis, movimentos bruscos ou gastrintestinal;
- Sol. Inj. (Intravenosa); MOTILIDADE - Para prevenir náuseas e vómitos causados contorcidos; - Em caso de feocromocitoma;
GASTRINTESTINAL por radioterapia; - Tónus muscular invulgar causando - Epilepsia;
- Para tratar náuseas e vómitos incluindo distorção do corpo. - Doença de Parkinson;
ANTIEMÉTICOS náuseas e vómitos que possam ocorrer - Se o doente estiver a tomar levodopa (medicamento
com uma enxaqueca. * Isto pode afetar a visão e também para a doença de Parkinson) ou
interfere com a capacidade de conduzir e agonistas dopaminérgicos;
* A metoclopramida pode ser tomada com utilizar máquinas. - Gravidez (primeiro trimestre)
comprimidos para as dores em caso de
enxaqueca, para ajudar os comprimidos para
as dores a atuarem com mais eficiência.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

As tiazidas e seus análogos podem causar


alterações metabólicas (hiperglicemia e
A Metolazona, uma quinazolino-sulfonamida é glicosúria, hiperuricemia, alterações do
considerada um diurético tipo tiazídico de perfil lipídico), desequilíbrios eletrolíticos
longa ação, muito útil na insuficiência renal vários (alcalose hipoclorémica, A administração de Metolazona obriga a precaução
crónica. Hiponatrémia, hipocaliemia, quando usada:
Usado para: hipomagnesémia, hipercalcemia), - Em doentes com hipercalcemia;
- Insuficiência cardíaca ligeira ou moderada; alterações hematológicas, diversos tipos - Com história de ataques de gota, cirrose hepática
METOLAZONA Diulo ® - Comp. Blister (oral); - Nefrolitíase causada por Hipercalciúria de reações adversas gastrintestinais, (risco aumentado de hipocaliemia),
ANTI-HIPERTENSORES idiopática e na diabetes insípida nefrogénica; anorexia, cefaleias, tonturas, reações de - NA insuficiência renal (risco de agravamento da
- Também tende a reduzir a pressão fotossensibilidade, hipotensão postural, função renal);
DIURÉTICOS sanguínea e aumentar a perda de potássio; parestesias, impotência e alterações da - Em diabéticos e em casos de hiperaldosteronismo;
visão. - Está contraindicada em doentes que tenham sofrido
Os efeitos diuréticos deste fármaco iniciam-se um AVC recente e na gravidez. Em doses altas
1 a 2 horas após a administração oral, * Muitas das reações adversas são podem suprimir a lactação;
mantendo-se por 12 a 24 horas. São dependentes da dose e, nas posologias
administrados de preferência de manhã, para habitualmente usadas na clínica, têm uma
a diurese não interferir com o sono. incidência e gravidade modestas.
Pode também causar palpitações, dores
torácicas e calafrios.

- Dumozol creme ®; - Náuseas, vómitos e epigastralgias;


- Alterações do paladar, erupções
- Flagyl ®; - Infeções devidas a anaeróbios, cutâneas e urticária; - Gravidez e aleitamento;
METRONIDAZOL - Metroderme ®; - Comp. Revestidos Blister (oral); nomeadamente infeções abdominais, - Urina escura; - Insuficiência Hepática;
ANTIBACTERIANOS ginecológicas e urinárias; - As cefaleias, vertigens e ataxia ocorrem - Em terapêuticas superiores a 10 dias deve-se
- Rodermil ®;
- Tratamento da colite pseudomembranosa; raramente; monitorizar a função hepática.
- Rosiced ® - Neuropatia periférica e convulsões
epileptiformes (quando usado em doses
altas ou em terapêuticas prolongadas.

- Epilepsia;
PSICOFÁRMACOS - Aumento do apetite e ganho de peso, - Alterações da função hepática e renal;
- Comp. Orodispersível Blister aumento das enzimas hepáticas, icterícia - Hipotensão;
MIRTAZAPINA - Remeron soltab ® (oral); ANTIDEPRESSORES - Depressão (obriga à suspensão do tratamento); - História de retenção urinária;
- Comp. rev. p/película blister (oral); - Raramente edema, hipotensão postural, - Glaucoma de ângulo aberto;
- Comp. Revestidos Blister (oral); exantema, tremor, mioclonos, - Psicose;
TRICÍCLICOS E AFINS agranulocitose reversível; - História de doença bipolar;
- Leucopenia - Gravidez e aleitamento

- Infeções do trato respiratório superior;


- Febre;
ANTIASMÁTICOS E - Situações de asma ligeira a moderada; - Artralgia e mialgias;
- Lukair ®; - Comp. Para mastigar Blister (oral); - Em doentes refratários aos corticoesteróides - Perturbações gastrintestinais; - Estes fármacos estão contraindicados no
MONTELUCASTE - Granulado saqueta (oral);
BRONCODILATADORES por via inalatório e aos agonistas beta-2 de - Cefaleias; tratamento do ataque de asma agudo e o seu uso
- Singulair ® - Comp. rev. p/película blister (oral); curta duração de ação; - Astenia, sonolência, insónia, não conduz necessariamente à redução do
ANTAGONISTAS DOS - Benéfico na asma induzida pelo exercício irritabilidade; tratamento instituído com corticoesteróides.
LEUCOTRIENOS nos doentes com rinite - Tonturas e secura de boca;
- Reações de hipersensibilidade incluindo
anafilaxia, angioedema e reações
cutâneas.

- Indução de dependência física;


- Tonturas, sedação, náuseas, vómitos e - Hipersensibilidade a substâncias provenientes da
sudação, euforia, disforia, estados papoila;
confusionais, , insónia, agitação, , medo, Insuficiência renal severa, asma ou DPOC;
- MST 1 ®; - Sol. Inj. (Intramuscular); alucinações, sonolência, incoordenação Insuficiência hepática;
- Sol. Inj. (Intravenosa); - Dor intensa dos movimentos, alteração do humor, Gravidez e no decorrer do aleitamento;
- MST 3 ®; - Sol. Inj. (subcutânea); - Sedação pré-operatória e adjuvante da cefaleias, alteração da visão, miose, Lactentes e recém-nascidos;
MORFINA - MST 6 ®; - Sol. Oral Ampola; ANALGÉSICOS E anestesia; tremor, convulsões, aumento da pressão Epilepsia não controlada;
- MST 10 ®; - Sol. Oral frasco; ESTUPEFACIENTES - Dor associada ao enfarte do miocárdio; intracraniana; Pressão craniana elevada, meningite e tumor
- Comp. Lib. Prolong. Blister (oral); - Tratamento adjuvante do edema pulmonar - Dor abdominal, alterações do gosto, boca cerebral;
- Oramorph ®; - Comp. Revestidos Blister (oral); agudo seca, anorexia e obstipação; Hipotiroidismo e problemas na tiroide;
- Sevredol ® - Afrontamentos, calafrios, colapso da Pressão arterial baixa;
circulação periférica, taqui/bradi cardia, Doença de Addison (ou outra desordem da glândula
arritmia, híper/hipo tensão e síncope; adrenérgica).
- Espasmos dos esfíncteres, , retenção
urinária, redução da líbido/ impotência; * As doses devem ser reduzidas quando há
Redução reflexo da tosse, parestesias, insuficiência renal;
prurido, laringospasmo, rigidez muscular.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

O naproxeno é uma molécula que reduz a Contraindicado em casos de:


inflamação, a febre e a dor: - Porfíria;
- Doença inflamatória intestinal;
- Dor e inflamação em doenças reumáticas e - Úlceras pépticas, perfuração ou - Úlcera ativa;
outras músculo-esqueléticas; hemorragia gastrointestinal. Dor - Gravidez;
- Dor ligeira a moderada abdominal, obstipação, diarreia, dispepsia, - Aleitamento
- Comp. rev. p/película blister (oral); Está indicado nas seguintes situações: azia, náuseas, estomatite (inflamação da - Alergia ao naproxeno ou a qualquer outro excipiente
- Momendol ®; - Comp. Blister (oral); - Artrite reumatoide; mucosa bucal), deste medicamento;
NAPROXENO - Comp. Revestidos Blister (oral); ANTINFLAMATÓRIOS NÃO - Osteoartrite, osteoartrose ou artrose; - Melema, agravamento de colite ou - Asma, rinite, pólipos nasais ou reações anafiláticas
- Naproxyn; ®; - Comp. gastroresistentes Blister - Espondilite anquilosante; doença de Crohn. induzidas pela toma de aspirina ou outros anti-
ESTERÓIDES
- Reuxen ® (oral); - Dismenorreia (dores menstruais); - Tonturas, sonolência, dor de cabeça, inflamatórios não-esteroides;
- Sup. fita termossoldada (retal) DERIVADOS DO ÁCIDO - Profilaxia da enxaqueca; sensação de vazio, vertigem; - Antecedentes de hemorragia gastrointestinal ou
PROPIÓNICO - Situações músculo-esqueléticas (ex. bursite); - Equimose (mancha cutânea escura ou perfuração, relacionada com terapêutica com AINE
- Tendinite; azulada), prurido, púrpura (mancha anterior;
- Tenossinovite; cutânea vermelho-vivas ou violáceas), - Insuficiência cardíaca grave;
- Lumbago; erupções cutâneas, sudorese - 3º trimestre de gravidez.
- Alívio das dores agudas resultantes de um - dispneia, edemas, palpitações;
processo inflamatório (excepto no Os medicamentos contendo naproxeno estão
tratamento inicial da dor aguda); contraindicados em crianças com
- Intervenções cirúrgicas e trauma como menos de 2 anos de idade.
luxações; Não conduzir nem utilizar máquinas porque o
- Entorses, intervenções ortopédicas, naproxeno pode interferir com as atividades que
extrações dentárias, cirurgia); requerem alerta.

hipersensibilidade ao Nebivolol ou a qualquer outro


- Perturbações do sistema nervoso componente do fármaco;
Frequentes: dor de cabeça, tonturas, - Doença hepática;
sensação de formigueiro (parestesias); - Gravidez, amamentação;
Nebivolol está indicado no tratamento da - Perturbações dos órgãos dos sentidos, - Insuficiência cardíaca aguda, choque cardiodémico
hipertensão essencial e no tratamento da dispneia, obstipação, náuseas, diarreia, ou episódios de descompensação da insuficiência
insuficiência cardíaca crónica estável, ligeira a fadiga e retenção de fluidos (edemas); cardíaca;
NEBIVOLOL - Comp. Blister (oral); ANTI-HIPERTENSORES moderada, em associação com as Pouco frequentes: - Doença do nódulo sinusal;
- Nebilet ®
terapêuticas padronizadas nos doentes com - Diminuição da visão, pesadelos; - Bloqueio cardíaco do segundo e terceiro grau;
BLOQUEADORES BETA idade igual ou superior a 70 anos. - Diminuição da frequência cardíaca, - Broncospasmo ou asma brônquica;
- Diminuição da tensão arterial, - Feocromocitoma não tratado;
- Insuficiência cardíaca, redução / bloqueio - Acidose metabólica;
da condução auriculoventricular, - Bradicardia;
claudicação intermitente (cãibra dolorosa, - Hipotensão;
em geral na barriga da perna, que aparece - Perturbações circulatórias periféricas graves.
durante a marcha e desaparece quando se Nebivolol Vida não está indicado em crianças e
para). adolescentes.
- Broncospasmo;
- Dispepsia, flatulência, vómitos;
- Prurido, erupção cutânea;

- Os efeitos secundários ocorrem


sobretudo no início do tratamento, sendo
frequentemente de carácter leve e
passageiro, resultando principalmente da
ação vasodilatadora da Nifedipina:
- Cefaleias, rubor facial e cutâneo, -
ANTI-HIPERTENSORES sensação de calor, taquicardia, - Hipersensibilidade à substância ativa
- É um anti hipertensor; bloqueador dos canais palpitações; (Nifedipina) ou a qualquer outro componente
BLOQUEADORES DOS de cálcio. Está indicado na doença coronária, - tonturas, fadiga, hipotensão e edema do fármaco;
- Adalat CR ®; CANAIS DE CÁLCIO incluindo profilaxia e terapêutica da angina de periférico, principalmente dos membros
NIFEPIDINA - Comp. Libert. Prolong. Blister peito crónica estável e angina vasospástica inferiores; - Choque cardiovascular;
- Meborilan ® (oral) (angina de Prinzmetal ou variante), e no - Náuseas, vómitos, diarreia ou - Angina de peito instável;
VASODILATADORES tratamento de todas as obstipação, flatulência, e ainda aumento - enfarte agudo do miocárdio recente ( até às
ANTIANGINOSOS formas de hipertensão arterial. da excreção urinária diária;
primeiras 4 semanas);
- Mais raramente: prurido, urticária,
exantema, e em casos isolados: dermatite
exfoliativa; tremores, agitação;
- Perturbações do sono;
equilíbrio e visão (ao nível da perceção
ótica);
- Parestesia, astenia, mialgias;
diminuição moderada, na agregação
plaquetária e um aumento no tempo de
hemorragia;
- Alterações da função hepática.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Pertence a um grupo de medicamentos - Cefaleias - Hipersensibilidade à nitroglicerina, aos nitratos ou a


denominados vasodilatadores, que - Tonturas; qualquer outro componente deste medicamento;
- Nitromint ®; aumentam o diâmetro dos vasos sanguíneos - Hipotensão postural; - Falência da circulação sanguínea, com pressão
e aumentam o fluxo sanguíneo para os - Exantema; arterial muito baixa (por exemplo, em caso de
- Nito-dur ®; tecidos choque);
- Epinitril 5 ®; e músculos (incluindo o músculo do coração). * as preparações de libertação - Pressão intracraniana aumentada;
- Epinitril 10 ®; é utilizado para prevenir crises anginosas (dor transdérmicas podem provocar irritação - Patologias das válvulas cardíacas ou doença
- Comp. Sublingual- frasco (oral); ANTIHIPERTENSORES torácica ou desconforto) devido a doença local inflamatória cardíaca (pericardite);
NITROGLICERINA - Nitradisc 5 ®; - Sistema transdérmicos- saqueta coronária (diminuição do diâmetro interno ou * A administração crónica de nitroglicerina - Hipovolémia;
- Nitradisc 10 ®; (uso na pele); VASODILATADORES obstrução das artérias que irrigam o coração, provoca tolerância pelo que deve evitar-se - Hipotensão;
- Nitroderm TTS 5 ®; que leva a uma diminuição do nível de a suspensão brusca em tratamentos
oxigénio que chega ao músculo (cardíaco). prolongados; * O sistema transdérmico de nitroglicerina deverá ser
- Nitroderm TTS 10 ®; - O sistema transdérmico de nitroglicerina não removido antes de qualquer
- Plastranit® deve ser utilizado para alívio imediato da dor * A sobredosagem pode provocar sintomas intervenção como desfibrilhação ou cardioversão
- Rectogesic ® anginosa, pois a sua ação não é de hipotensão tais como síncope, astenia para evitar a possibilidade de
suficientemente rápida na crise aguda. ou vertigens e, em particular, hipotensão recirculação do estímulo elétrico, e antes da
ortostática. Outros sintomas incluem diatermia.
- Angina de peito; taquicardia, rubor, náuseas e vómitos
- Insuficiência cardíaca (como adjuvante)
- Dores nas articulações;
- Atua reduzindo a quantidade de ácido - Perda de peso sem razão aparente;
que é produzida pelo estômago. é - Edema dos seus lábios, língua e
utilizado para tratar: garganta ou do corpo, erupção
- Úlcera péptica; cutânea, perda de consciência ou
- Albozan ®; - Alergia (hipersensibilidade) ao Omeprazol ou a
- Úlceras causadas por medicamentos disfagia (reação alérgica grave);
- Losec ®; - Caps. Gastroresistentes -frasco- designados de AINEs (Anti-Inflamatórios - Dores gástricas ou indigestão. qualquer outro componente de Omeprazol
ANTI ÁCIDOS E
- Mepraz ®; (oral); ANTIULCEROSOS Não Esteroides). - vómitos alimentares ou hemáticos; pantoprazol, lansoprazol, rabeprazol,
OMEPRAZOL - Ometon ®; - Caps. Gastroresistentes -blister-
- Esofagite de refluxo; - Fezes negras (fezes manchadas com esomeprazol;
(oral); INIBIDORES DA BOMBA - se está previsto fazer uma análise específica
- Omezolam ®; - Pó e solvente p/ sol. Inj. - Síndrome de Zollinger-ellison; sangue);
- Proclor ®; DE PROTÕES ao sangue (Cromogranina A);
(Intravenosa); - Acidez excessiva no estômago - Diarreia grave ou persistente (uma
- Proton ®; provocada por um crescimento do vez que o omeprazol tem sido
pâncreas (síndrome de associado a um pequeno aumento de
Zollinger-Ellison). diarreia infeciosa);
- Erradicação do H. Pylori (em - Pele amarela, urina de cor escura e
associação) cansaço (que poderão ser sintomas de
problemas de fígado Problemas
hepáticos);
- Trombocitopenia (diminuição do número
de plaquetas), agranulocitose (diminuição
ou ausência de um tipo de glóbulos
brancos), pancitopenia (diminuição dos
glóbulos brancos, vermelhos e plaquetas);
- Reação alérgica grave), reação
anafilactóide, hipersensibilidade, reação
cutânea;
- sedação e sonolência;
- ataxia (falta de coordenação dos
movimentos), confusão emocional, - Alergia (hipersensibilidade) ao Oxazepam ou a
tonturas, fraqueza muscular, fadiga
* A interrupção abrupta do Oxazepam
qualquer outro componente do fármaco;
PSICOFÁRMACOS
pode ser acompanhada de sintomas de - Deve ser utilizado com precaução em doenças
OXAZEPAM - Comp. Blister (oral); - Ansiedade e sintomas ansiosos; privação. Estes incluem: respiratórias (DPCO) ou apneia do sono, doença
- Serenal ® ANSIOLÍTICOS hepática grave e/ou encefalopatia;
SEDATIVOS E - Cefaleias, ansiedade, tensão, depressão,
insónia, agitação, confusão, irritabilidade, - Nunca administrar com bebidas alcoólicas durante o
HIPNÓTICOS sudação, fenómeno de rebound, disforia tratamento (O álcool pode aumentar os seus efeitos
(mal-estar psíquico acompanhado por secundários);
sentimentos depressivos, tristeza, - Gravidez;
melancolia e pessimismo); - Aleitamento
- Tonturas, despersonalização, hiperacusia
(hipersensibilidade a certos sons);
- Dormência/formigueiro das extremidades,
hipersensibilidade à luz, barulho e
alterações no contacto/perceção físicos,
movimentos involuntários;
- Náuseas, vómitos, diarreia, perda de
apetite, alucinações / delírio, convulsões,
tremor, cãibras abdominais, mialgia (dor
muscular), palpitações, taquicardia, taques
de pânico, vertigens, hiper reflexia, perda
de memória de curto prazo e hipertermia;
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

Pantoprazol é um “inibidor da bomba de - Perda de peso involuntária;


protões” seletivo, que reduz a quantidade de - Vómitos repetidos;
ácido produzida no estômago. É utilizado para - Disfagia;
o tratamento de doenças relacionadas com o - Vómitos com sangue;
ácido do estômago e intestino; - Palidez e sensação de fraqueza (anemia)
* Adultos e adolescentes com idade igual ou - Sangue nas fezes;
superior a 12 anos: - diarreia grave e/ou persistente (uma vez
- Apton - Caps. Gastroresistentes -frasco- ANTI ÁCIDOS E - Tratamento de sintomas (azia, regurgitação que o Pantoprazol está associado a um - Alergia (hipersensibilidade) ao Pantoprazol ou a
- Mag (oral); ANTIULCEROSOS ácida, dor ao engolir) pequeno aumento da diarreia infeciosa); qualquer outro componente do Pantoprazol
- Pantoc - Caps. Gastroresistentes -blister- - Refluxo gastroesofágico causada por refluxo - Obstipação; boca seca; dor e desconforto Omeprazol, lansoprazol, rabeprazol, esomeprazol;
PANTOPRAZOL - Pantoloc control (oral); INIBIDORES DA BOMBA de ácido a partir do estômago. - Tratamento abdominal; - Se está previsto fazer uma análise específica ao
- Zipantol - Pó e solvente p/ sol. Inj. de manutenção de esófagite de refluxo - Lesão (reação) na pele, exantema, sangue (Cromogranina A);
- Zurcal (Intravenosa);
DE PROTÕES * Adultos erupção cutânea;
- Prevenção de úlceras gástricas e duodenais - Prurido;
induzidas por medicamentos anti-inflamatórios - Sensação de fraqueza, exaustão ou
não esteroides (AINEs, por exemplo geralmente indisposição;
ibuprofeno), em doentes em risco com - Distúrbios do sono;
necessidade de tratamento contínuo com
AINEs.

Efeitos secundários raros:


- Atralidon ®; - Erupção da pele com comichão
(urticária);
- Bem-u-ron ®; - Aumento das enzimas hepáticas;
- Dafalgan ®; - Sol. Oral frasco; - Aumento da creatinina sérica, prurido, - Hipersensibilidade ao paracetamol ou a qualquer
- Efferalgan ®; - xarope frasco (oral); sudação, pequenas hemorragias na pele outro componente deste medicamento;
- Gotas orais, sol. Frasco (oral); (púrpura). - Anemia hemolítica grave (diminuição anormal do nº
- Gelocatil ®; - Comp. Blister (oral); - Perturbações no sangue (redução do de glóbulos vermelhos no sangue);
- Lisopan ®; - Comp. Efervescentes Blister ANALGÉSICOS E número de plaquetas, células brancas e - Não deve ser administrado frequentemente por um
- Panadol ®; (oral); ANTIPIRÉTICOS - Paracetamol é um medicamento para o alívio neutrófilos no sangue, anemia hemolítica); longo período de tempo, uma vez que a utilização
- Comp. Efervescente fita da dor e diminuição da febre (analgésico e - Estreitamento das vias aéreas em prolongada pode causar problemas hepáticos;
PARACETAMOL - Panassorbe ®; termossoldada (oral); antipirético). É utilizado para o tratamento pessoas com predisposição, reações - Recomenda-se precaução na administração de
- Paracetol ®; - Pó efervescente saqueta (oral); sintomático da dor ligeira a moderada e/ou da alérgicas (reações de hipersensibilidade, paracetamol a doentes com insuficiência grave do
- Paramolan ®; - Supositório blister (retal); febre. incluindo erupções cutâneas e rim ou com insuficiência hepatocelular ligeira a
- Supositório fita termossoldada TRICÍCLICOS E AFINS angioedema com sintomas como edema moderada;
- Parsel-S ®; (retal); da face, lábios, língua ou garganta); - O paracetamol deve ser usado com precaução em
- Singrips ®; - Granulado efervescente saqueta - Dores gástricas, diarreia, náuseas, situações de desidratação e de má nutrição crónica;
- Supofen ®; (oral) vómitos, sangramento (hemorragia), olhos
Sol. Inj (Intravenosa) amarelos (icterícia), edema dos tornozelos;
- Tylenol ®; - problemas hepáticos, renais e urinários,
- Xumadol ®; bem como inflamação do pâncreas
(pancreatite).

- Perturbações gastrointestinais (por


exemplo, sensação de peso no epigástrio,
náuseas, vómitos e diarreia);
- Cefaleias ou tonturas, podem ocorrer e
obrigar, em casos isolados, à interrupção
do tratamento;
- Usados como vasos dilatadores cerebrais - Rubor ou sensação de calor facial,
e/ou periféricos; arritmias (por exemplo, taquicardia);
- Doença arterial oclusiva periférica de origem - Angina de peito ou hipotensão foram - Hipersensibilidade à Pentoxifilina ou a outras
- Comp. Libert. Modif. Blister (oral); arteriosclerótica ou diabética (claudicação assinalados muito raramente e, em geral, metilxantinas, ou a qualquer dos excipientes,
PENTOFIXILINA - Trental ® - sol. Inj. Ampola (Intravenosa) VASODILATADORES intermitente e dor em repouso); só após doses elevadas; hemorragias graves e enfarte recente do miocárdio;
Lesões tróficas (úlceras de perna e gangrena). - Foram descritos casos isolados de - Gravidez, aleitamento
- Doença vascular cerebral; reações de hipersensibilidade podendo
- Perturbações circulatórias oculares devidas evoluir até ao choque;
a distúrbios vasculares degenerativos. - Hemorragias cutâneas ou das mucosas
foram referidas em casos muito raros de
doentes tratados com Pentoxifilina
isoladamente ou em associação com
anticoagulantes ou inibidores da
agregação plaquetária sem que possa ter
sido estabelecido ou excluído
formalmente uma relação causal com a
Pentoxifilina.
- Casos isolados de trombocitopenia foram
também isolados
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Edema da face, lábios, boca, língua ou


garganta, dispneia, Tonturas graves ou
sensação de desmaio, Batimentos
- Este medicamento atua dilatando os vasos cardíacos rápidos ou irregulares ou dores - Hipersensibilidade ao Perindopril, ou a qualquer
sanguíneos, sendo mais fácil para o no peito ou dor abdominal grave; inibidor da ECA ou a qualquer outro componente
coração bombear o sangue. é usado: - Cefaleias, tontura, vertigens, picadas e deste medicamento;
- Para tratar a pressão arterial elevada; formigueiro, distúrbios de visão, - Respiração ofegante, edema da face, língua ou
ANTIHIPERTENSORES - Para tratar a insuficiência cardíaca; zumbidos (sensação de sons nos ouvidos), garganta, prurido intenso ou erupções na pele graves
- Para reduzir o risco de eventos cardíacos, atordoamento devido à descida da pressão com um tratamento anterior com um inibidor ECA;
- Comp. Blister (oral); tais como ataques de coração, em doentes arterial, tosse, falta de ar, alterações - Estenose da aorta;
PERINDOPRIL - Coversyl ®; - Comp. Ver. P/ película- recipiente INIBIDORES DA ENZIMA com doença arterial coronária estável (uma gastrointestinais (náuseas, vómitos, - O Perindopril não é recomendado para uso em
p/ comprimidos (oral); condição em que o fornecimento de desconforto abdominal, alteração do crianças e adolescentes;
DE CONVERSÃO DA sangue para o coração está reduzido ou paladar, dispepsia ou dificuldade de - É preferível tomar Perindopril antes duma refeição
ANGIOTENSINA bloqueado) e que já sofreram um ataque digestão,
cardíaco e/ou uma operação para melhorar o diarreia, prisão de ventre), reações
fornecimento de sangue ao coração por alérgicas (tais como erupções na pele,
dilatação dos vasos que o fornecem. prurido)
- Cãibras, sensação de cansaço.

- Pode também diminuir a absorção das


tetraciclinas (antibióticos),
bisfosfonatos (utilizados no tratamento da
osteoporose), quinolonas (antibióticos),
azitromicina (antibiótico) ou preparações
de fluoreto de sódio (utilizadas na
VITAMINAS E SAIS - Prevenção e alívio de queixas sugestivas de prevenção de cáries dentárias). Espaçar a - Alergia ao pidolato de magnésio ou a qualquer outro
PIDOLATO DE MAGNÉSIO - Magnesona ® - Sol. Oral ampola; MINERAIS falta de magnésio, tais como fraqueza, fadiga, administração com pidolato de magnésio componente deste medicamento
irritabilidade, náuseas, cãibras e parestesias em 2 a 3 horas;
MAGNÉSIO (formigueiros). - Náuseas, vómitos;
- Reações cutâneas do tipo alérgico como
por exemplo vermelhidão da pele
(eritema), prurido (urticária), edema da
pele (angioedema);
- Foi descrito um caso de tonturas e
desequilíbrio com Magnesona;

Frequentes:
- Hipoalbuminemia, hipoglicemia,
hipoproteinemia total, hipocaliemia;
- A Piperacilina é uma penicilina - Diarreia, náuseas, vómitos;
semissintética de largo espectro, ativa contra - Erupção cutânea;
muitas Pouco frequentes:
bactérias aeróbias Gram-positivas e Gram- - Leucopenia, neutropenia,
negativas e bactérias anaeróbias, e que trombocitopenia;
exerce a sua atividade bactericida pela - Cefaleias, insónia;
ANTIBACTERIANOS inibição da síntese do septo e da parede - Hipotensão, flebite, tromboflebite; - Hipersensibilidade a alguma das substâncias ativas,
celular; - Obstipação, dispepsia, icterícia, a qualquer β lactâmico, incluindo penicilinas e
Piperacilina + Tazobactam está indicado para: estomatite; cefalosporinas ou aos inibidores das β-lactamases ou
PIPERACILINA + TAZOBACTAM - Piperacilina+ tazobac. ® - Pó P/ sol. Inj. (Intravenosa) - Infeções das vias respiratórias inferiores; - Prurido, urticária; a qualquer outro componente de Piperacilina +
- Infeções (complicadas ou não) das vias - Creatininemia aumentada; Tazobactam;
ASSOCIAÇÕES DE urinárias; - Febre, reação no local de injeção; - Gravidez;
PENICILINAS COM - Infeções intra-abdominais; Raras: - Aleitamento
INIBIDORES DAS - Infeções da pele e tecidos moles; - Anemia, manifestações hemorrágicas
LACTAMASES BETA - Septicemia bacteriana; (incluindo púrpura, epistaxis, tempo de
- Infeções ginecológicas, incluindo hemorragia aumentado), eosinofilia,
endometrite pós-parto e doença inflamatória anemia hemolítica;
pélvica; - Rubor;
- Infeções bacterianas em doentes - Bilirrubina aumentada, fosfatase alcalina
neutropénicos; no sangue aumentada, γ-GT aumentada,
hepatite;
- Dor abdominal, colite
pseudomembranosa;
- Artralgia
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

Afeções ou doenças: - Os principais efeitos adversos graves


- Estados alérgicos graves, certas urticárias resultam da supressão da função adrenal
extensas, choque anafilático, edema de e dos mecanismos de defesa imunitários e
Quincke; do hiperadrenocorticismo iatrogénico
- Pênfigo, penfigoide bolhoso, líquen plano, (síndrome de Cushing).
hematodermias e certas formas de toxidermia, Estas complicações incluem:
de eczema e de afeções bolhosas. Certos - Atraso do crescimento nas crianças,
angiomas tuberosos do lactente em ataque osteoporose e necrose óssea asséptica,
agudo; ulceração péptica, hipertensão ocular, - São as mesmas da corticoterapia geral: em
- Ataques evolutivos da retocolite hemorrágica catarata subcapsular, distúrbios particular, todo o estado infecioso ou micótico não
e da doença de Crohn. Hepatite crónica ativa pancreáticos e miopatia. controlado por um tratamento específico; certas
auto-imune com ou sem cirrose; - A osteoporose e as fraturas por viroses em evolução, nomeadamente herpes e zona
- Tiroidite não supurada: tiroidite subaguda de compressão vertebral são frequentemente com manifestações oculares; gota; úlcera
Quervain. Hipercalcemia paraneoplásica; encontradas nos tratamentos com gastroduodenal evolutiva; estados psicóticos; cirrose
- Purpuras trombocitopénicas idiopáticas corticosteroides; alcoólica com ascite; hepatites agudas por vírus A, B,
(auto-imunes). Anemias hemolíticas auto- - Os corticosteroides têm sido associados ou não-A não-B.
- Frisolona forte ®; - Comp. Blister (oral); imunes; com uma incidência elevada da úlcera
PREDNISOLONA - Pomada oftálmica bisnaga - Como tratamento paliativo de leucemias e de péptica envolvendo hemorragia e - Infeções por vírus neurotrópicos (varicela, zona,
- Lepicortinolo ®; (ocular);
CORTICOESTEROIDES linfoma, do mieloma múltiplo e de numerosos perfuração. O aumento da pressão intra- queratite herpética);
- Predniocil ® - Colírio susp. frasco conta gotas cancros; como tratamento antiemético no ocular pode aparecer em 40% dos - Vacinação durante o período em que decorre a
(ocular) GLUCOCORTICOIDES curso de tratamentos imunodepressores; pacientes que recebem esteroides corticoterapia, em especial a vacinação da varíola;
- Certos síndromas nefróticos; sistémicos ou de aplicação ocular; - Estados psicóticos agudos;
- Miastenia. Edema cerebral, em particular de - Em tratamentos prolongados, podem - Doença de Cushing;
causa tumoral ou traumática; tratamento verificar-se distúrbios gastrointestinais, - Úlceras gastroduodenais e cirurgia digestiva
paliativo de tumores cerebrais inoperáveis. como náuseas e vómitos. A nictúria é recente para anastomose;
Paralisia facial; comum durante o tratamento com - Hipertensão arterial
- Casos graves de uveíte anterior e posterior corticosteroides; - Insuficiência renal crónica evolutiva
(a via local, instilações ou injeções - O aumento de apetite, obesidade, face - Diabetes mellitus insulino-dependente
subconjuntivais ou laterobulbares, é possível). redonda e fragilidade da pele, são os - Gravidez em curso
Certas nevrites e papilites ópticas; primeiros indicadores de hiperatividade - Infeções fúngicas sistémicas.
- Certas broncopneumopatias crónicas dos glucocorticoides;
obstrutivas e certas formas de asma. Certas - Os corticosteroides podem provocar
fibroses pulmonares intersticiais difusas; alterações de comportamento e
- Reumatismo articular agudo; personalidade, especialmente em doses
- Certas artrites e poliartrites; elevadas. Os sintomas variam desde
- Doença de Horton; nervosismo, insónia e euforia até episódios
- Certas hipercalcemias não tumorais. psicóticos graves

- Aumento de peso;
- Movimentos musculares anormais;
- Depressão bipolar e episódios depressivos - Batimento cardíaco rápido; - Alergia à Quetiapina ou a qualquer outro
major na perturbação depressiva major: onde - Palpitações cardíacas, aceleradas, ou componente deste medicamento;
se sente triste. Sensação de depressão, batimento irregular; Se o doente está a tomar algum dos seguintes
culpabilidade, falta de energia, com perda de - Obstipação, mal-estar gástrico medicamentos:
apetite ou insónia. (indigestão); - Alguns medicamentos para o VIH -medicamentos
- Mania: - Sensação de fraqueza; do tipo azol (para infeções fúngicas), eritromicina ou
- Excitação, euforia, agitação, entusiasmo ou - Edema dos braços ou pernas; claritromicina (para infeções) e nefazodona (para a
hiperação ou pouco discernimento, incluindo - Hipotensão quando está de pé; depressão);
- Alzen SR ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); PSICOFÁRMACOS agressividade ou comportamentos disruptivos; - Lipotimias; - Se o doente tiver pressão arterial baixa, teve um
QUETIAPINA - Comp. Libert. Prolong. Blister - Esquizofrenia; - Hiperglicose; acidente vascular cerebral (AVC), e especialmente se
- Seroquel ®; (oral); - Ansiedade, confusão, tensão; - Visão turva; for idoso.
- Seroquel SR ® ANTIPSICÓTICOS - Sonhos agitados e pesadelos. - Se o doente tem problemas hepáticos, teve alguma
* Quando a Quetiapina é administrado para - Aumento do apetite; vez um ataque epilético (convulsões), se tem
tratar episódios depressivos major na - Sensação de irritabilidade; diabetes ou risco de ter diabetes;
perturbação depressiva major, este será - Perturbações da fala e da linguagem; - Níveis baixos de glóbulos brancos no sangue;
administrado conjuntamente com outro - Pensamentos suicidas e agravamento da - Em casos de (retenção urinária;
medicamento que estiver a ser utilizado para depressão; - Gravidez;
tratar esta doença. - Dispneia; - Aleitamento
- Vómitos (principalmente nos idosos);
- Febre.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

Frequentes:
- Cefaleias, fadiga;
- Tonturas;
- Lipotímia, especialmente ao levantar-se
ou sentar-se repentinamente;
- Tosse seca irritativa;
Ramipril contém uma substância ativa - Sinusite ou bronquite; - Hipersensibilidade ao Ramipril, outros
chamada Ramipril. Este pertence a um grupo - Dispneia;
de substâncias conhecidas por “Inibidores da - Dor gastrintestinal, diarreia, indigestão,
medicamentos inibidores da ECA ou a qualquer
ECA” (Inibidores da Enzima de Conversão da náuseas; outro componente de Ramipril;
Angiotensina). - Erupção cutânea com ou sem saliências - Se o doente tiver tido um angioedema;
*Atua promovendo: na pele. - Se o doente estiver a fazer diálise ou outro
- A diminuição da produção de substâncias, - Dores abdominais;
que aumentam a pressão sanguínea, - Dor ou cãibras musculares; tipo de filtração sanguínea;
ANTIHIPERTENSORES (causando o relaxamento e alargamento dos - Nível de potássio sérico mais aumentado - Doentes com estenose da artéria renal;
vasos sanguíneos); no sangue do habitual; - Gravidez;
- Triatec composto ®; - Facilitando o bombeamento de sangue, pelo Pouco frequentes:
RAMIPRIL - Cápsulas blister (oral); INIBIDORES DA ENZIMA coração, para todo o organismo; - Vertigens, prurido, dormência em certas
- Aleitamento;
- Triatec composto forte ® - Comp. Blister (oral); DE CONVERSÃO DA *Pode ser utilizado para: zonas da pele; - Pressão sanguínea for invulgarmente baixa ou
ANGIOTENSINA - Tratar hipertensão; - Parestesias; instável;
- Reduzir o risco de ataque cardíaco ou AVC; - Perturbações do paladar;
- Não se recomenda a administração de
- Reduzir o risco ou atrasar o agravamento de - Perturbações do sono;
problemas renais; - Depressão, ansiedade, nervosismo ou Ramipril em crianças e adolescentes com
- Para tratar a insuficiência cardíaca; agitação; menos de 18 anos de idade, uma vez que não
- Tratamento após ataque cardíaco (enfarte do - Agravamento da asma; existe informação disponível para estes grupos
miocárdio), complicado por insuficiência - Sensação de edema intestinal
cardíaca. (“angioedema intestinal”); etários;
- Pirose, obstipação ou boca seca;
- Poliúria;
- Sudorese, anorexia;
- Visão turva, febre;
- Alterações da líbido e impotência sexual.

Permite diminuir a quantidade de ácido - Urticária, febre, edema angioneurótico


produzido pelo estômago, sendo utilizada no (caracterizado por edema incidente, em
tratamento de: lábios e olhos podendo atingir a laringe);
- Úlcera péptica; - Broncospasmo, descida da pressão
- Comp. rev. p/película blister (oral); - Esofagite de refluxo; arterial;
- Comp. Revest. fita termossoldada ANTI-ÁCIDOS ANTI- - Síndrome de Zollinger- Ellison; - Choque devido a reação alérgica grave;
-Gastridina ®;
(oral); ULCEROSOS - Prevenção úlcera de "stress"; - Dor no peito. - Hipersensibilidade à substância ativa Ranitidina ou
RANITIDINA - Peptab ®; - Comp. revest. Blister (oral); - Prevenção de hemorragia em doentes que Efeitos descritos raramente: a qualquer outro ingrediente do medicamento;
- Zantac ®; - Comp. revest. P/ película Blister MODIFICADORES DA sofrem de úlcera gástrica e/ou da 1ª porção - Pancreatite aguda;
-Ranitidina MG ®; (oral); SECREÇÃO GÁSTRICA do intestino, acompanhada de hemorragia; - Diminuição ou irregularidade no ritmo dos
- Sol. Inj. Ampola (Intravenosa) - Antes de anestesia geral, em doentes batimentos cardíacos;
ANTAGONISTA DOS obstétricas, durante o parto, nos casos de - Impotência (reversível);
RECETORES H2 risco de aspiração do conteúdo gástrico - Alopécia e inflamação dos vasos
durante a anestesia geral (síndrome de sanguíneos;
Mendelson); - Mialgias e artralgias

- Risperidona pode causar aumento de


peso;
- Tem sido observado o agravamento da
- Esquizofrenia e outras psicoses; diabetes mellitus pré-existente em doentes
a tomar Risperidona;
A Risperidona é utilizada para tratar: - Alterações súbitas do estado de - Hipersensibilidade à Risperidona ou a
- Esquizofrenia; consciência, fraqueza repentina, perda de
- Sol. Oral frasco; - Mania: em que se pode sentir muito sensibilidade na face, braços ou pernas,
qualquer outro componente deste
- Risperdal ®;
- Comp. rev. p/película blister (oral); excitado, eufórico, agitado, entusiástico ou especialmente de um dos lados do corpo e medicamento;
- Risperdal Consta ®; - Comp. Orodispersível Blister PSICOFÁRMACOS hiperativo (doença bipolar); alterações da fala, mesmo que por um - Os doentes com demência provocada por um
RISPERIDONA - Risperidona Genedec ®; (oral); - Tratamento de curta duração (até 6 curto período de tempo (Estes podem ser AVC. não devem tomar Risperidona;
- Risperdal quicklet ®; - Pó e veic. P/ susp. Inj. Frasco ANTIPSICÓTICOS semanas) da agressividade persistente em sinais de AVC);
para injetáveis (Intravenoso) pessoas com demência de Alzheimer que - Febre, rigidez muscular, sudorese ou - Gravidez;
causam dano a si próprio ou aos outros; perda de consciência (“Síndrome - Aleitamento
- A Risperidona pode ajudar a aliviar os Neuroléptica Maligna”);
sintomas da doença ou prevenir que os - Movimentos involuntários rítmicos da
mesmos se voltem a manifestar. língua, boca e face;
- Distúrbios nos padrões de sono;
- Parkinsonismo.
- Cefaleias;
Pneumonia, bronquite, infeção sinusal,
cistite, otite;
• Aumento dos níveis de prolactina sérica
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

-Lipotímias;
- Sensação de sonolência;
- Em monoterapia ou como terapêutica - Náuseas;
adjuvante da Levodopa na doença de - Alucinações;
Parkinson; - Vómitos;
Síndrome das pernas inquietas de gravidade - Tonturas;
moderada a severa - Pirose; Não administrar a doentes que:
- Aldartrel ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); - Gastralgias, obstipação; - Tenham alergia (hipersensibilidade) ao Ropinorol ou
- Comp. rev. p/película frasco (oral); ANTIPARKINSÓNICOS * A substância ativa de Ropinorol pertence a - Edemas nos membros inferiores e a qualquer outro componente do medicamento;
- Dopic ®; - Comp. rev. p/película – recipiente um grupo de medicamentos denominados superiores, (pés ou mãos); - Em caso de doença renal grave ou doença
ROPINOROL - Requip LP ®; multidose (oral); DOPAMINOMIMÉTICOS agonistas dopaminérgicos. Estes atuam no * Alguns doentes poderão ter os seguintes hepática;
- Ropinorol Genedec ®; - Comp. libert. Prolong. blister cérebro de forma semelhante à dopamina. efeitos secundários - O Ropinorol não está recomendado durante a
(oral); O Ropinorol é utilizado no tratamento da - Edemas da pele com rubor e prurido gravidez, nem na amamentação porque o fármaco
- Ropinorol Ciclum ® doença de Parkinson. (As pessoas com (urticária); afeta a produção de leite.
doença de Parkinson têm baixos níveis de - Edema da face, lábios, boca, língua ou
dopamina em algumas zonas garganta que pode provocar disfagia ou
do seu cérebro. Como este fármaco tem um dispneia;
efeito semelhante ao da dopamina natural, vai - Impulsos para comportamentos
ajudar a reduzir os sintomas da doença). invulgares como: jogar ou impulsos e/ou
comportamentos sexuais aumentados.
- Alteração da função hepática, a qual foi
identificada nos testes sanguíneos

Indicações terapêuticas:
O Salbutamol é um broncodilatador e é
também conhecido como um inalador para
- Sol. P/ inalação P/ nebulização- APARELHO "alívio".
frasco conta-gotas; - O Salbutamol relaxa os músculos da parede
- Sol. Para perfusão Ampola
RESPIRATÓRIO das pequenas vias aéreas nos pulmões e - Hipersensibilidade à substância ativa (Salbutamol)
- Salbutamol Novolizer ®;
(aerossol); assim ajuda a abrir as vias aéreas, aliviar os - Sabor desagradável e pouco usual, ou à lactose;
SALBUTAMOL - Ventilan ®; - Sol. Inj. Ampola; sintomas da asma e doenças similares tais reações no local de aplicação (irritação na - Não utilizar em doentes com hipersensibilidade ao
- Ventilan-Inalador ®; - Comp. blister (oral) ANTIASMÁTICOS como bronquite crónica e enfisema pulmonar, boca e garganta, sensação de queimadura iodo;
- Ventilan Rotacaps ®; - Xarope frasco (oral) E permitindo-lhe respirar mais facilmente. na língua); - Durante a gravidez;
- Pó p/ inalação caps. – recipiente BRONCODILATADORES - Tratamento dos sintomas de doenças com - Tremor ligeiro (geralmente das mãos), - no aleitamento (Uma vez que o Salbutamol é
p/ Comp. obstrução das vias aéreas (associada) como a náuseas, sudação, agitação, dores de excretado através do leite materno de forma passiva,
- Susp. Pressurizada P/ inalação- asma, e outras doenças do peito, se a cabeça, tonturas e raramente cãibras altas doses podem induzir efeitos adversos na
recipiente pressurizado; obstrução das vias aéreas for pelo menos musculares. criança).
- Pó p/ inalação – cartuxo; reversível em parte, (ex: bronquite crónica). É
também utilizado para prevenir os sintomas da
asma causada pelo exercício ou alérgenos
"indutores" como o pólen, fumo do cigarro, pó
da casa, gatos e cães.

- Alergia à Sertralina ou a qualquer outro componente


O efeito secundário mais frequente é a de Sertralina;
náusea. Os efeitos secundários dependem - Se o doente está a tomar, ou tomou, medicamentos
da dose e normalmente desaparecem ou denominados inibidores da
estes medicamentos são utilizados para tratar diminuem com a continuação do monoaminoxidase (IMAOs como selegilina,
a depressão e/ou perturbações de tratamento; moclobemida) ou fármacos semelhantes
ansiedade; - Reação alérgica ou alergia, que podem aos IMAOs (como linezolida). Se parar o tratamento
PSICOFÁRMACOS * A Sertralina pode ser utilizado para tratar: incluir sintomas como uma erupção com Sertralina, deve esperar, pelo
- Zoloft ®; - Depressão e prevenção da recorrência da cutânea menos, uma semana antes de iniciar o tratamento
SERTRALINA - Serlin ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); ANTIDEPRESSORES depressão (em adultos). com comichão, dificuldade em respirar, com um IMAO. Após parar o
- Serpax ® - Perturbação de ansiedade social (em pieira, inchaço das pálpebras, cara ou tratamento com um IMAO, deve esperar, pelo menos,
adultos). lábios. 2 semanas antes de iniciar o
TRICÍCLICOS E AFINS - Perturbação de stress pós-traumático - O doente pode revelar: agitação, tratamento com Sertralina.
(PTSD) (em adultos). confusão, diarreia, temperatura e tensão -Se o doente está a tomar outro medicamento
- Perturbação de pânico (em adultos). altas, transpiração excessiva e batimentos denominado pimozida (um medicamento para
- Perturbação obsessiva-compulsiva (POC) cardíacos acelerados. (Estes são sintomas perturbações mentais como a psicose).
(em adultos e crianças e adolescentes com da Síndrome Serotoninérgica). Em casos - Se o doente sofreu de doença maníaca depressiva
6-17 anos de idade). raros, esta síndrome pode ocorrer (doença bipolar) ou esquizofrenia. Caso tenha
enquanto estiver a tomar certos um episódio maníaco;
medicamentos ao mesmo tempo que a - Se tem, ou teve anteriormente, pensamentos
Sertralina. suicidas ou de autoagressão, pensamentos suicidas
e agravamento da depressão ou perturbação da
ansiedade.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Hipersensibilidade á Silodosina ou a qualquer


excipiente do fármaco;
- Ejaculão retrograda; - Em caso de carcinoma da próstata, Insuficiência
- Tonturas, hipotensão ortostática; renal e Insuficiência hepática graves;
OUTROS MEDICAMENTOS - Diarreia; - Pode ser necessária a redução da dose em caso de
- Silodyx ®; USADOS EM
SILODOSINA - Caps. Blister (oral) - Hiperplasia benigna da próstata - Disfunção eréctil; insuficiência hepática ou insuficiência renal graves e
- Urorec ®; DISFUNÇÕES - Diminuição da líbido; no doente idoso;
GENITURINÁRIAS - Rinite; - O risco de hipotensão nas primeiras tomas pode ser
- Náuseas e boca seca. minorado se o doente tomar o medicamento com
MEDICAMENTOS USADOS alimentos;
NA RETENÇÃO URINÁRIA - O doente deve manter-se deitado se referir
tonturas;

O Simeticone atua por redução da tensão


superficial, facilitando a remoção gazes
presentes no trato gastrointestinal;
- Simeticone previne a flatulência dolorosa
resultante da entrada de ar durante a refeição
MODIFICADORES DA ou pela toma de medicamentos que (hipersensibilidade) ao Simeticone ou a qualquer
MOTILIDADE neutralizam o suco gástrico; Não foram reportados quaisquer efeitos outro componente do Simeticone;
- Aero-om ®; - Emulsão oral frasco conta-gotas; GASTRINTESTINAL - Está indicado: secundários após administração de - Não deve ser administrado a crianças com menos
SIMETICONE - Comp. P/ mastigar blister (oral); - Para reduzir a acumulação excessiva de Simeticone de 28 dias de idade;
- Infacalm ®; Caps. Moles blister (oral) gases no trato gastrointestinal (sensação de - O doente não deve ingerir líquidos carbonatados
enfartamento após ingestão de alimentos, durante a administração do Simeticone;
ANTIESPASMÓDICOS flatulência crónica ou flatulência após
cirurgia);
- Como medida de suporte terapêutico para
preparação de doentes para alguns exames
auxiliares de diagnóstico, tais como: Raios-X e
ultra-sons (ecografia) dos órgãos abdominais,
gastroscopias ou duodenoscopias.

- Dor, sensibilidade ou fraqueza - Alergia à Sinvastatina ou a qualquer outro


musculares ou cãibras; componente deste medicamento;
- Jabastatina ®; A Sinvastatina é um medicamento utilizado - Edema da face, língua e garganta, que - Se o doente foi diagnosticado com uma doença
para baixar os valores de colesterol total, podem causar dispneia, mialgia grave, hepática;
- Simvacol ®; colesterol “mau” (colesterol das LDL), e (habitualmente nos ombros e anca) - Gravidez ou amamentação;
- Simvasim ®; substâncias gordas chamadas triglicéridos no erupção da pele com fraqueza muscular * se o doente está a tomar medicamentos com uma
SINVASTATINA - Sinpor ®; - Comp. rev. p/película blister (oral); ANTIDISLIPIDÉMICOS sangue. Adicionalmente, Sinvastatina Generis dos membros e do pescoço; ou mais das seguintes substâncias ativas:
- Comp. rev. blister (oral); aumenta os valores de colesterol “bom” - Dor ou inflamação das articulações - Itraconazol, cetoconazol, posaconazol ou
- Sinvastatina Frosst ®; (colesterol das HDL). Sinvastatina Generis é (polimialgia reumática); voriconazol (utilizados para tratar infeções fúngicas),
- Sinvastatina Wynnova ®; um membro de uma classe de medicamentos - Inflamação dos vasos sanguíneos eritromicina, claritromicina ou telitromicina (utilizados
- Sinvastatina Zera ®; denominada Estatinas. (vasculite); para tratar infeções);
- sensação de cansaço ou fraqueza, - Evitar o uso concomitante com anti-retrovirais
- Zocor ®; - Perda de apetite;
- Insuficiência hepática (muito rara)

Frequentes: - Hipersensibilidade à Tiaprida ou a qualquer outro


- Astenia/fadiga; componente deste medicamento;
- Sonolência/letargia, insónia, agitação, - Se o doente tiver tumores prolactino-dependentes
desinteresse; associados como, por exemplo, a prolactinomas da
- Tonturas/vertigens, cefaleias, glândula pituitária e cancro da mama;
PSICOFÁRMACOS * Tiaprida é um medicamento que pertence à Parkinsonismo, tremor, hipertonia, - Se o doente tiver um feocromocitoma;
classe dos neurolépticos e é utilizado em: hipocinésia e hipersalivação; - Não administrar em caso de associação com
-Perturbações do comportamento na levodopa;
TIAPRIDA - Tiapridal ® - Comp. rev. blister (oral); ANTIPSICÓTICOS abstinência alcoólica: abstinência alcoólica Pouco frequentes: - A Tiaprida não deve ser administrada a doentes
- Solução inj. Ampola (IV) aguda e pós abstinência alcoólica e - Aumento de peso; com doença de Parkinson, salvo em circunstâncias
Tratamento sintomático das psicoses - Acatisia, distonia (espasmo, torcicolo, excecionais;
NEROLÉPTICOS associadas. crises oculógiras, trismus). Estes sintomas - Nos casos de insuficientes renais, a dose deve ser
são geralmente reversíveis após a diminuída devido ao possível risco de coma devido a
administração de medicamentos sobredosagem;
antiparkinsónicos; - A Tiaprida deve ser administrada com precaução
- Galactorreia, amenorreia, crescimento em doentes com fatores de risco de acidente
mamário, impotência; vascular cerebral;
- Deve ser usado com precaução em doentes com
fatores de risco para o tromboembolismo venoso.
NOME DO FÁRMACO OUTROS NOMES VIAS DE GRUPO INDICAÇÕES TERAPÊUTICAS REAÇÕES ADVERSAS CONTRA INDICAÇÕES E
COMERCIALIZADOS ADMINISTRAÇÃO: TERAPÊUTICO PRECAUÇÕES

- Crises epiléticas;
- Náuseas; - o uso do Tramadol está contraindicado nas
- Gotas orais sol. Frasco; - Tonturas; intoxicações agudas pelo álcool, hipnóticos,
- Cáps. Libert. Prolong. Blister * O Tramadol está indicado na prevenção e no - Vómitos; analgésicos e outros fármacos ativos sobre o S.N.C.
(oral); tratamento da dor moderada ou grave, de - Obstipação; (estupefacientes e/ou psicotrópicos) e ainda em
- Gelotralib ®; - Cáps. Blister (oral); doentes que estejam a ser tratados com inibidores da
caráter agudo, subagudo ou crónico: - Sudação;
- Paxilfar ®; - Comp. Orodispersível blister (oral) ANALGÉSICOS - Dor do pós-operatório; - Secura da boca; MAO ou que tomaram estes fármacos durante os
TRAMADOL - Tramal ®; - Comp. blister (oral); - Dor do trabalho de parto; - Cefaleias; últimos 14 dias;
- Comp. Libert. Prolong. Blister ESTUPEFACIENTES - Dor do enfarte agudo do miocárdio; - Sonolência; - Contraindicado em doentes com propensão para
- Travex ®; (oral); crises epiléticas;
- Dor traumática; - Ânsia de vomitar;
- Tridural ® - Sol. Inj. Ampola (Intravenoso); - Dor oncológica. - Irritações gastrointestinais (sensação de Tramadol não deve ser administrado durante a
- Sup. Fita termossoldada (retal); pressão no estômago; gravidez uma vez que não existe uma avaliação
- Reações cutâneas (prurido, exantema, adequada de estudos de segurança do Tramadol na
urticária). grávida.

O Valproato Semisódico é utilizado para * O Valproato Semisódico pode causar malformações


controlar certos tipos de convulsões no congénitas e alterações no desenvolvimento
tratamento da epilepsia. É um Hepatoxicidade (principalmente em precoce da criança se for tomado durante a gravidez.
anticonvulsivante. Atua ao reduzir ou prevenir crianças com menos de 2 anos; Se é uma mulher em idade fértil
o número de ataques controlando a atividade Nos doentes que tomam mais de um deve usar um método contracetivo eficaz durante o
anormal dos impulsos nervosos no cérebro e antiepilético; seu tratamento;
VALPROATO SEMISÓDICO - Diplexil ® - Comp. ver. blister (oral); ANTIEPILÉTICOS no SNC; - em alterações metabólicas congénitas; - Insuficiência renal;
E - O Valproato Semisódico também é usado epilepsias graves ou lesões cerebrais *Não administrar Valproato Semisódico:
ANTICONVULSIONANTES para tratar a fase maníaca da doença bipolar orgânicas) a função hepática deve ser - Se o doente tiver alergia (hipersensibilidade) ao
(doença maníaco-depressiva) e para prevenir avaliada antes do início da medicação e Valproato Semisódico, a outros medicamentos
enxaquecas; posteriormente a intervalos curtos durante contendo derivados do ácido valpróico ou a qualquer
- Mania, situação em que pode sentir-se muito os primeiros 6 meses; outro componente deste medicamento;
excitado, exaltado, agitado, entusiasmado ou - Náuseas, vómitos, trombocitopenia - Doença hepática (hepatite aguda ou crónica);
hiperativo (doença Bipolar); - Doença mitocondrial (exemplo: síndrome de Alpers-
- O Valproato Semisódico pode ser utilizado Huttenlocher) causada por um problema genético.
quando o lítio não pode ser usado;

- Tratamento de infeções graves, - Urticária, edema da cara, lábios, língua


nomeadamente endocardites, osteomielites, ou garganta, dispneia ou disfagia;
pneumonias e infeções da pele e tecidos - Tonturas; Na gravidez e aleitamento: monitorizar a função
moles devidas a bactérias gram + suscetíveis - Diminuição da pressão sanguínea, auditiva;
- Pó p/ solução p/ perfusão (IV) e resistentes aos antimicrobianos de 1ª edemas, rubor e dor ao longo das veias; - Monitorizar a função renal;
perfundir no mínimo a 60minutos; escolha; - Rubor generalizado e inflamação das - Ajustar a posologia na insuficiência renal
VANCOMICINA Vancomicina ® ANTIBACTERIANOS - Profilaxia da endocardite bacteriana em mucosas, prurido; (monitorizar concentrações séricas);
- Comp. libert. Prolong. blister doentes de alto risco; - Rubor do tronco e da cara, dor e - Alergia (hipersensibilidade) à vancomicina
(oral); - Tratamento da colite pseudomembranosa espasmos musculares do peito e nas
causada por Clostridium difficile e da costas;
enterocardite estafilocócica (única indicação - Problemas renais os quais podem ser
para administração da Vancomicina por via detetados principalmente pelo aumento da
oral) concentração da creatinina ou da ureia no
seu sangue.
- Podem ocorrer vómitos com sangue (ou - Não deve ser administrada no período pós-parto,
Os anticoagulantes diminuem a tendência do com aspeto “borra de café”), fezes com dado o risco de hemorragia;
sangue para coagular, ajudando a evitar a sangue, diarreia com fezes pretas, dores - Se o doente tiver hemorragia, doença ou situação
formação de coágulos anormais e obstrução abdominais ou lombares, urina com que aumente o risco de hemorragia;
dos vasos sanguíneos (tromboses e sangue, cefaleias ou tonturas; - O doente deve evitar atividades que aumentem o
ANTICOAGULANTES E tromboembolismo). A Varfarina é utilizada - Dores ou coloração púrpura/azulada nos risco de traumatismo;
VARFARINA - Varfine ®; ANTITROBÓTICOS como anticoagulante oral, na prevenção e no dedos dos pés, hemorragias na pele, - Evitar ferimentos que possam provocar hemorragia,
- Comp. blister (oral); tratamento de tromboses das veias profundas febre, náuseas, vómitos; mesmo durante o barbear ou a lavagem dos dentes;
ANTICOAGULANTES ORAIS e do tromboembolismo pulmonar e na - Diarreia, alopécia, erupções cutâneas - Se o doente parar de tomar Varfarina a ação
prevenção do tromboembolismo em doentes (“mancha” na pele), doença hepática e anticoagulante do medicamento pode manter-se
com fibrilhação auricular ou submetidos a pancreática e ereção prolongada e cerca de cinco dias. Durante este período deve
cirurgia das válvulas cardíacas. dolorosa; continuar a respeitar as precauções indicadas
- Erupção cutânea com prurido

- Isoptin ®; Está indicado nas seguintes situações: - Hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer
-Insuficiência coronária crónica e tratamento a - Tonturas, cefaleias, parestesia; outro componente do Veperamilo;
VERAPAMILO 175, 216 - Isoptin 120 ®; ANTIARRÍTMICOS longo prazo da angina de peito, - Tremor, síndrome extrapiramidal; *Se o doente sofre ou sofreu de:
- Isoptin 40 ®; espasmos coronários, angina vasoespástica. - Vertigens, zumbido; - Choque cardiogénico, Bloqueio AV de 2 º ou 3 º
- Isoptin 80 ®; BLOQUEADORES DA Angina de peito após enfarte do miocárdio. - Hipotensão e rubor facial; grau (excepto em doentes com pacemaker artificial);
ENTRADA DE CÁLCIO -Hipertensão arterial. - Náuseas, vómitos, obstipação; -Enfarte agudo do miocárdio complicado; -Síndrome
- Isoptin DC ®; (CLASSE IV) -Perturbações taquicárdicas do ritmo, tais - Oclusão intestinal, hiperplasia gengival, do nódulo sinusal, excepto em doentes com
- Isoptin HTA ® como taquicardia paroxística desconforto/dor abdominal; pacemaker artificial; -Insuficiência cardíaca
supraventricular, fibrilhação/ flutter auriculares - Fraqueza muscular, mialgia, artralgia; congestiva; -Flutter/fibrilhação auricular vias
com taquiarritmia - Disfunção eréctil, ginecomastia acessórias (síndromes de Wolff-Parkinson-White e
Lown-Ganong-Levine)
Prontuário terapêutico
Serviço de medicina interna- “medicina homens”

Trabalho realizado pela discente:

Graça Machado a29707

Bragança; julho de 2018


Bibliografia:

- www.infarmed.PT

- webmobile: m.infarmed.pt

- prontuário terapêutico 11. (2012) INFARMED- Autoridade Nacional do medicamento e produtos de saúde, IP / ministério de Saúde