Você está na página 1de 3

ATIVIDADES 1

1- Discorra sobre o papel da logística na estratégia empresarial.

“Logística é a parte dos processos da cadeia de suprimentos (SC) que planeja,


implementa e controla o efetivo fluxo e estocagem de bens, serviços e
informações correlatas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com
o objetivo de atender as necessidades dos clientes.” (Council of Logistics
Management, 2012).

A logística vem ganhando espaço no mercado desde a Segunda Guerra


Mundial, esse processo de evolução ocorreu devido à utilização do transporte
rodoviário dos principais países envolvidos nessa guerra, ficando conhecida
como guerra do automóvel. Hoje, logística é de suma importância quando se
trata de estratégia comercial, já que ela contribui para o crescimento de uma
organização e pode ser usada até como um diferencial dentro de um segmento
que pode se destacar quanto entrega produtos e serviços com pontualidade,
baixo custo, qualidade e eficiência.

Por ser um veiculo de grande valia, a logística precisa ser flexível e


acompanhar os métodos e processo para atender de forma rápida e eficaz a
sociedade atual e tornar o mercado mais competitivo.

2- Apresente cinco maneiras de ampliar a competitividade por meio da


logística.

 Qualidade – busca redução da “não conformidade”, levando-as a zero.


Esse é o aspecto mais visível da cadeia de suprimentos, pois pode
influenciar de maneira negativa na fidelidade dos clientes. Alguns dos
principais problemas de qualidades enfrentados pelo processo de cadeia
de suprimento são: indisponibilidade de produtos, defeitos e atrasos na
entrega.
 Velocidade – Nesse aspecto a prioridade é o tempo que leva do
momento que é solicitado até quando ele recebe o produto solicitado.
Atingir o tempo adequado ou quanto tempo o cliente está disposto a
esperar para receber um serviço ou um determinado produto. Esse
tempo pode variar de zero (quando o produto está disponível em uma
prateleira) à meses ou anos.

 Tempestividade – envolve cumprimento daquilo que foi prometido.

 Flexibilidade – uma cadeia de suprimento precisa ser flexível aos novos


produtos e mercado e está pronta para mudar de acordo com a
exigência de cada cliente. A flexibilidade assume quatro formas
diferentes:
 Flexibilidade do produto – mede a rapidez com que um novo
produto pode ser lançado.
 Flexibilidade mix – mede o tempo que leva para trocar diferentes
produtos.
 Flexibilidade de volume – mede o tempo que leva para responder
a aumentos ou diminuição das demandas em geral.
 Flexibilidade de entrega – mede a capacidade de modificar as
entregas, seja aumentando-as ou retendo-as.

 Custo – baixos custos se traduzem em vantagens no mercado em


termos de preços baixos ou margens altas, ou um pouco dos dois.
Muitos produtos competem com base dos preços baixos.

3- Qual o papel e a função da gestão da Informação?

A princípio os autores afirmavam que em 1980 não se identificavam grandes


avanços na evolução da informação com a capacidade logística, os
desenvolvimentos notáveis foram relacionados com os transportes e aberturas
de novas rotas. A gestão estratégica da logística é apoiada em quatro níveis:
estratégico, estrutural, funcional e de implementação, o nível funcional é
descrito como gestão de transporte, gestão de operação de armazém e gestão
de materiais, porém esses componentes não se sustentam diante de
argumentações científicas de que as verdadeiras atividades funcionais das
logísticas se constituem por gestão da informação, gestão do transporte e
movimentação e gestão de estoque. Como poderia a logística funcionar sem a
informação?

A gestão de informação é um elemento de extrema importância para a


concretização da logística, porque é imprescindível conhecer as necessidade
dos clientes/consumidores no nível estratégico até a identificação da carga e
seu destino final no nível de implementação assim portanto tornando-se um
elemento funcional e fundamental para logística.

A gestão de informação é responsável por definir o design e operação da


infraestrutura de informação , incluindo a definição do ciclo de processamento
de pedidos, escolha de software, hardware e sistemas integrados de
comunicação e rastreamento e segurança. Além do seu papel relevante na
estratégia organizacional, marketing, gestão financeira e gestão operacional.