Você está na página 1de 18

Ao longo dessa sessão verificamos que: “todas as coisas vivas (ou organismos) são compostas por

células: pequenas unidades delimitadas por membranas, preenchidas com uma solução aquosa
concentrada de compostos e dotadas de uma capacidade extraordinária de criar cópias delas mesmas pelo
seu crescimento e pela sua divisão em duas” (ALBERTS, 2017, p. 1).

Por mais complexo que seja um organismo, ou por mais diferentes que sejam dois órgãos em um mesmo
indivíduo, por exemplo, coração e cérebro, eles são compostos basicamente por água, íons e pelo mesmo
conjunto de moléculas básicas compostas de carbono. Descreva quais são as principais moléculas
orgânicas presentes nas células e algumas de suas propriedades e funções.

Referência: ALBERTS, B. Fundamentos da Biologia Celular. 4ª ed. Porto Alegre: Artmed. 2017.

Resposta Proteínas: São componentes fundamentais de todos os seres vivos. Moléculas de


Selecionada: proteínas são relativamente grandes, por serem formadas pela união de moléclas menores,
denominados de aminoácidos. Um aminoácido é formado por átomo de carbono,
hidrogênio, oxigênio e nitrogênio unidos de maneira característica. A ligação entre dois
aminoácidos é chamado de ligação peptídica. As proteínas podem apresentar estrutura
primária, secundária, terciária e quartenária. Função das proteínas: Desempenha papel
fundamental na estrutura e funcionamento das células, atuam no transporte de
substâncias, atuam no sistema de defesa do organismo, agem como
catalizadoras de reações químicas e atuam na regulação de hormônios.
Glicídios: Também chamados de carboidratos, são moléculas
constituídas por átomo de carbono, hidrogênio e oxigênio. Os
glicídios são classificados de acordo com o tamanho e a
organização da sua molécula em três grupos: monossacarídios,
dissacarídios e polissacarídios. Função: Os glicídios constituem a
principal fonte de energia para os seres vivos e estão presentes em
diversos tipos de alimentos, como: mel, frutas, farinhas, pães e etc.
Além da função energética, os glicídios também participam da
arquitetura corporal dos seres vivos, como a celulose que forma a
parede das células vegetais. Outro papel importante dos glicídios é
participar da estrutura dos ácidos nucleicos, tanto do DNA quanto
do RNA.
Lipídios: Designam alguns tipos de substância orgânica, cuja
principal característica é a insolubilidade em água e a solubilidade
em certos solventes orgânicos. Os principais tipos de lipídios são:
Os glicerídios, as ceras, os fosfplipídos e os carotenóides.
Cerídeos: classificados como lipídios simples, são encontrados na
cera produzida pelas abelhas (construção da colmeia) e na
superfície das folhas (cera de carnaúba) e dos frutos (a manga).
Exercem função de impermeabilização e proteção;
Fosfolipídios: moléculas anfipáticas, isto é, possuem uma região
polar (cabeça hidrofílica), tendo afinidade por água, e outra região
apolar (calda hidrofóbica), que repele a água; Glicerídeos: podem
ser sólidos (gorduras) ou líquidos (óleos) em temperatura ambiente;
Esteróides: formados por longas cadeias carbônicas dispostas em
quatro anéis ligados entre si. São amplamente distribuídos nos
organismos vivos, constituindo os hormônios sexuais, a vitamina D
e os esteróis (colesterol). Função: reserva energética (fonte de
energia para os animais hibernantes), isolante térmico (mamíferos),
além de colaborar na composição da membrana plasmática das
células (os fosfolipídios).
São constituídos por três tipos de componentes:
Ácidos Nucléicos:
Glicídios do grupo das pentoses, ácido fosfórico e base
nitrogenadas. Esses componentes organizam-se em trios
moleculares denominados nucleotivos, que se encadeiam para
formar a molécula de ácido nucleico. Há dois tipos de ácidos
nucleicos: O ácido desoxirribonucleico (DNA) e o ácido
ribonucleico(RNA). Existem cinco bases nitrogenadas presentes
nos ácidos nucleicos, três ocorrem tanto no DNA quanto no RNA:
Adenina, citosina e guanina. A base nitrogenada timina ocorre
apenas no DNA enquanto a base uracila ocorre apenas n RNA.
Função: São responsáveis pelo controle celular e informação
genética.

0,25 em 0,25 pontos

Os ribossomos são organelas eletrodensas formadas por RNA ribossômico e proteínas.


Nas células eucariontes, têm um diâmetro um pouco maior em relação aos das células
procariontes, como das bactérias.

A estrutura da organela conta com duas subunidades de tamanhos diferentes, que se


associam somente na presença dos filamentos de RNA mensageiro. Como os ribossomos
se associam a um único filamento de RNA mensageiro, formam-se polirribossomos
dispersos no citoplasma ou aderidos à superfície externa do retículo endoplasmático
rugoso.

JUNQUEIRA, J. C.; CARNEIRO, J. Biologia celular e molecular. 9. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2012.

Assim, depreende-se que as proteínas são sintetizadas especificamente nos ribossomos


através de mecanismos já bem definidos.

Dessa forma, de acordo com nossos estudos a respeito do assunto, analise as afirmativas
a seguir e as ordene corretamente.

I. Ligação da subunidade pequena e da metionina-acil tRNA no sítio AUG


II. Polipeptídeo é alongado pela associação com outros aminoácidos por ligações
peptídicas.
III. Formação do aminoacil-t RNA.
IV. Ocorre uma interrupção no alongamento (códon de parada).
V. Processamento pós-tradicional do polipeptídeo.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
III, I, II, IV, V.
Resposta Correta:
III, I, II, IV, V.
Feedback Está correta a sua resposta! Os mecanismos que envolvem a
da
resposta:
síntese de proteínas nos ribossomos incluem a inserção de
aminoácidos às cadeias polipeptídicas nascentes por ligações
peptídicas. Por esta lógica, ficam claras as etapas de iniciação,
alongamento e terminação na síntese de proteínas.
 Pergunta 2
0,25 em 0,25 pontos
As proteínas são moléculas abundantes e diversas quanto às suas funções. Praticamente
todos os processos vitais dependem de proteínas. Enzimas e hormônios proteicos
controlam e regulam o metabolismo, enquanto proteínas contráteis permitem a realização
dos movimentos musculares. No tecido ósseo, o colágeno forma uma estrutura para a
deposição de cristais de fosfato de cálcio. No sangue, a hemoglobina e a albumina
plasmática transportam moléculas essenciais para a vida, enquanto as imunoglobulinas
combatem microrganismos causadores de infecções.

HARVEY, A. R.; FERRIER, R. D. Bioquímica ilustrada. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2015.

No texto anterior fica evidente a importância das proteínas para o organismo. Porém, para
serem sintetizadas, é necessária a ingestão de alimentos de origem proteica, fonte de suas
unidades constitutivas, os aminoácidos.

Dessa forma, associe as estruturas relacionadas com a síntese de proteínas nas células a
seguir com suas respectivas funções.

I. Ribossomos
II. RNAm
III. RNAt
IV. aminoacil-RNAt

( ) Molécula transcrita no DNA, responsável pela codificação de proteínas.


( ) Enzima que associa o RNAt com seus aminoácidos específicos.
( ) Locais de síntese de proteínas nas células.
( ) Se associa aos aminoácidos que irão compor as proteínas.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
II, IV, I, III.
Resposta Correta:
II, IV, I, III.
Feedback Está correta a sua resposta! As proteínas são sintetizadas nos
da
resposta:
ribossomos, organelas que codificam o RNAm transcrito a partir
do DNA. Os códigos gerados (códons) no RNAm são
complementares (anticódons) aos existentes no RNAt, que
carrega o aminoácido correspondente para cadeia polipeptídica
nascente.
 Pergunta 3
0,25 em 0,25 pontos

A bomba de dependente de ATP desempenhar um papel central na economia de


energia pelas células animais. Normalmente, ela costuma ser responsável por 30% ou mais
do seu consumo total de ATP. Essa bomba utiliza a energia derivada da hidrólise do ATP

para transportar para o meio extracelular, ao mesmo tempo em que

influxa para o meio intracelular. A bomba é, portanto, também conhecida como

bomba ATPase ou bomba .

A energia da hidrólise do ATP promove uma série de mudanças conformacionais da


estrutura da proteína. Estas mudanças direcionam o intercâmbio iônico de e ,
mediante processos de fosforilação de desfosforilação.

ALBERTS, B. et al. Fundamentos da biologia celular. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017.

Na imagem a seguir, observe a atividade de uma ATPase.

Fonte: ALBERTS et al., 2017, p. 392.

Após a leitura atenta do texto e a análise da figura anterior do transporte ativo de íons sódio
e potássio nas células, leia os eventos que descrevem as etapas da atividade

das ATPase a seguir.

( ) Ocorre uma alteração conformacional na estrutura da bomba, o que resulta no

efluxo da célula.
( ) Ocorre a hidrólise do ATP, é liberado o ADP e o fosfato inorgânico é transferido para

um ácido aspártico de uma das subunidades, o que leva a fixação de três no


transportador.

( ) Dois presentes no meio extracelular se associam às subunidades ,


provocando uma desfosforilação (liberação do fosfato).
( ) A desfosforilação faz com que a bomba retome seu estado inicial, gerando influxo

dos para o citoplasma.

Agora, ordene a sequência dos eventos e assinale a alternativa com a sequência correta.
Resposta Selecionada:
II, I, III, IV.
Resposta Correta:
II, I, III, IV.
Feedback Isso mesmo, sua resposta está correta! A ordem dos eventos
da
resposta:
que levam ao transporte ativos dos íons sódio e potássio inicia
com a quebra de ATP para liberar íons sódio da célula, da
mesma forma que na desfosforilação da bomba ocorre o
transporte de íons de potássio para o seu interior.
 Pergunta 4
0,25 em 0,25 pontos

De acordo com Junqueira e Carneiro (2012), as membranas biológicas, também nominadas


plasmáticas ou celulares, separam o meio interno do externo das células, sendo
responsáveis pelo controle do fluxo de entrada e saída de diversas moléculas. Por serem
delgadas, não são visíveis na microscopia de luz (ótica).

Assim, a observação da variação de volume das células, de acordo com a concentração


das soluções em que são imersas, permitiu deduzir a existência de uma estrutura
relativamente permeável de revestimento que, mais tarde, viria a ser descrita como
membrana plasmática. Essa constatação só foi confirmada com estudos auxiliados pela
microscopia eletrônica. A partir daí, inúmeras funções foram elucidadas, tanto que muitas
questões de saúde e doenças são, hoje, melhor compreendidas com a fisiologia das
membranas.

JUNQUEIRA, J. C.; CARNEIRO, J. Biologia celular e molecular. 9. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2012.

Os trechos a seguir descrevem anormalidades relacionadas à constituição das membranas


biológicas que, no geral, caracterizam disfunções no organismo humano. Observe:

I. Na fibrose cística, há comprometimento da liberação de secreções exócrinas (muco, suor


e enzimas) que se tornam mais viscosas, afetando sua eliminação e as funções de alguns
tecidos corporais. Isto se deve ao fato de que, nas membranas apicais das células
epiteliais, há grande concentração de CFTR (Cystic Fibrosis Transmembrane Conductance
Regulator) defeituosos. Essas estruturas são importantes para o transporte de iônico pela
membrana e, consequentemente, pela regulação da quantidade e consistência das
secreções exócrinas.

ROSA, F. R. et al. Fibrose cística: uma abordagem clínica e nutricional. Rev. Nutr.,
Campinas, v. 21, n. 6, p. 725-737, nov./dez. 2008. Disponível
em: <http://www.scielo.br/pdf/rn/v21n6/a11v21n6.pdf>. Acesso em: 23/01/2019.
II. Alguns pesticidas, como os organoclorados, são altamente lipossolúveis, tornando-os
substâncias de grande toxicidade para os organismos vivos. Assim, quando são absorvidos
pela via oral, dérmica ou respiratória, os pesticidas organoclorados penetram com relativa
facilidade as membranas biológicas, sendo transportados por via sistêmica aos diversos
compartimentos, causando efeitos deletérios ao funcionamento normal do organismo.

SANTOS, P. C. G. dos et al. Intoxicação por hidrocarbonetos clorados. Revista Científica


Eletrônica de Medicina Veterinária, n. 3, jul. 2004.

Sendo assim, com a leitura dos dois textos, é possível depreender que as estruturas
constituintes das membranas biológicas envolvidas nos processos de disfunção descritos
são:
Resposta
Selecionada: proteínas integrais, no trecho 1, e lipídios de membrana,
no trecho 2.
Resposta Correta:
proteínas integrais, no trecho 1, e lipídios de membrana,
no trecho 2.
Feedback da Isso mesmo, sua resposta está correta! O transporte de
resposta:
partículas através das membranas depende de muitos fatores,
como solubilidade e tamanho do composto e da estrutura da
própria membrana.
 Pergunta 5
0,25 em 0,25 pontos

Junqueira e Carneiro (2012) nos explicam, com base no modelo da molécula de DNA
proposto por Watson e Crick, que o mecanismo básico de replicação envolve a separação
das cadeias de DNA, obtida pelo desenrolamento da dupla hélice, seguido pela cópia de
cada cadeia, que serve como um molde para a síntese de uma nova cadeia complementar.

A sequência de nucleotídeos da nova cadeia é fixada pelas regras de pareamento de


bases. O correto pareamento das bases assegura uma replicação acurada da dupla hélice
original. Durante a replicação, as duas fitas do DNA original, também chamadas de
parentais, são copiadas, originando duas moléculas-filhas, cada qual com somente uma
das fitas recém-sintetizada. Diz-se, portanto, que a replicação é semiconservativa, sendo a
nova molécula de DNA uma cópia perfeita de outra preexistente.

JUNQUEIRA, J. C.; CARNEIRO, J. Biologia celular e molecular. 9. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2012.

Sendo assim, analise a figura a seguir.

Fonte: HARVEY e FERRIER, 2015, p. 396.

HARVEY, A. R.; FERRIER, R. D. Bioquímica ilustrada. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2015.

Após a leitura do texto e análise da ilustração que esquematiza a polimerização do DNA,


analise as afirmativas a seguir e marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

I. ( ) No esquema, a ligação entre os nucleotídeos está representada entre o carbono 5’ e


o fosfato de um nucleotídeo e o carbono 3’ do nucleotídeo seguinte. Pela lógica, a
polimerização forma sequências lineares sempre da extremidade 5’ para 3’.
II. ( ) Os nucleotídeos estão covalentemente associados por ligações fosfodiéster. Além
disso, os fragmentos das duas cadeias são complementares e antiparalelas, ou seja,
enquanto as moléculas de DNA são polimerizadas, as fitas complementares seguem
direções opostas.
III. ( ) Nas cadeias complementares do DNA, observa-se as pentoses e os fosfatos dos
nucleotídeos unidos, formando um arcabouço das moléculas de DNA e as bases
nitrogenadas, voltadas uma para as outras e associadas por ligações hidrogênio.
IV. ( ) As bases se ligam de forma complementar através de fosfodiéster fracas. As bases
purinas A e G estabelecem estas ligações com as bases pirimidinas C e T, sendo a
estrutura química a justificativa para o pareamento.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
V, V, V, F.
Resposta Correta:
V, V, V, F.
Feedback Isso mesmo, sua resposta está correta! Na síntese das fitas de
da
resposta:
DNA, os nucleotídeos são inseridos sempre da extremidade 5’
para 3’, sendo associados por ligações fosfodiéster. Estas fitas
são complementares e antiparalelas, estando as pentoses e os
fosfatos unidos como um esqueleto do DNA e as bases
nitrogenadas associadas por ligações hidrogênio.
 Pergunta 6
0 em 0,25 pontos

Utilizando microscopia simples, há muito tempo está claro que os organismos vivos podem
ser classificados em dois grupos com base na estrutura celular: eucariotos e procariotos.
Os eucariotos mantêm seu DNA em um compartimento intracelular envolto por membrana,
chamado núcleo, cujo nome vem do grego e significa “realmente nucleado”, das palavras
“eu”, “bem” ou “verdadeiro”, e “karyon”, “centro” ou “núcleo”. Já os procariotos não possuem
um compartimento nuclear distinto para abrigar seu DNA. As plantas, os fungos e os
animais são eucariotos, enquanto as bactérias são procariotos, assim como as Arqueas,
uma classe à parte de células procarióticas.

ALBERTS, B. et al. Biologia molecular da célula. 6. ed. Porto Alegre: Artmed, 2017.

Sendo assim, a respeito do núcleo das células eucarióticas, observe as estruturas


apontadas pela figura a seguir.

Fonte: Elaborada pelo autor, baseada em Shutterstock, 2019.

Agora, assinale a alternativa que apresenta a característica correta de determinada


estrutura mencionada na ilustração.
Resposta
Selecionada: O poro nuclear é a estrutura que permite a regulação
unidirecional de transporte do núcleo para o citoplasma.
Resposta
Correta: O nucleoplasma é a matriz fluídica que reúne íons, enzimas,
RNA, DNA e nucleotídeos solubilizados em água.
 Pergunta 7
0,25 em 0,25 pontos

O colágeno constitui uma família de proteínas fibrilares muito importante para o organismo.
Ao longo da evolução dos seres vivos, as moléculas de colágeno foram se desenvolvendo
a partir de uma proteína inicial. Então, foram se diversificando, assumindo estruturas,
funções e reações diferentes, de acordo com as necessidades de cada tecido.

O colágeno é a proteína mais abundante no organismo humano, no qual constitui 25% do


total das proteínas do corpo, sendo os quatro tipos mais conhecidos os colágenos I, II, III e
IV. As moléculas de colágeno são constituídas por três polipeptídios, dispostos em tripla
hélice, de aproximadamente 1.000 aminoácidos em cada polipeptídio.

JUNQUEIRA, J. C.; CARNEIRO, J. Biologia celular e molecular. 9. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2012.

Assim, temos que o colágeno é uma importante proteína para o organismo. Neste contexto,
em linhas gerais, é possível atribuir funções a determinadas organelas dos fibroblastos.

Portanto, com base em seus estudos a respeito do assunto, relacione as colunas a seguir,
atribuindo às organelas suas respectivas descrições e funções.

I. Ribossomos
II. Retículo endoplasmático
III. Complexo golgiense

( ) Compostos por subunidades de tamanhos diferentes, são produzidos nos nucléolos,


saem do núcleo pelos poros nucleares, estando livres e dispersos no citoplasma ou
aderidos à membrana externa da carioteca e retículo endoplasmático. Realizam síntese de
proteínas.
( ) Rede de membranas dobradas que se estendem a partir da membrana nuclear externa,
apresentando-se “cravejada” de ribossomos. Realizam síntese de proteínas, as quais são
destinadas à exportação da célula ou são incorporadas à membrana plasmática ou de
organelas.
( ) Constituição de três a 20 cisternas, ou seja, sacúolos membranosos empilhados e
achatados com extremidades expandidas. São responsáveis por modificar e empacotar
proteínas sintetizadas e dão origem às vesículas secretoras.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
I, II, III.
Resposta Correta:
I, II, III.
Feedback Está correta a sua resposta! Os ribossomos, dispersos no
da resposta:
citoplasma ou aderidos à membrana externa da carioteca e
retículo endoplasmático, sintetizam proteínas. No complexo
golgiense, as proteínas são modificadas, podendo ser liberadas
das células por vesículas secretoras.
 Pergunta 8
0,25 em 0,25 pontos

Leia o excerto a seguir.

“O conceito de gene tem desempenhado um papel central na biologia desde sua


introdução, no início do século XX. Contudo, ao longo do seu desenvolvimento histórico, o
conceito tem sido objeto de controvérsia crescente, inicialmente na filosofia da biologia e,
depois, na própria biologia. Desafios ao conceito de gene têm levado a uma dificuldade de
preservar o chamado conceito molecular clássico, de acordo com o qual um gene é um
segmento do DNA que codifica um produto funcional [...]”.

JOAQUIM, L. M.; EL-HAN, C. N. A genética em transformação: crise e revisão do conceito


de gene. Scientiæ Zudia, v. 8, n. 1, 2010, p. 93.

Após a leitura do trecho, fica clara a importância do estudo dos genes na manutenção da
vida de qualquer organismo vivo.

Sendo assim, com base em nossos estudos a respeito do assunto, analise as afirmativas a
seguir e marque V para as verdadeiras e F para as falsas.

I. ( ) Genes são sequências de nucleotídeos do DNA que armazenam as informações que


originam aminoácidos em uma cadeia polipeptídica.
II. ( ) Tanto nos organismos procariontes como nos eucariontes os genes podem estar
divididos em segmentos conhecidos como éxons, que codificam proteínas, sendo estes
separados pelos íntrons, segmentos que não são traduzidos.
III. ( ) Um gene começa a ser transcrito em sua região promotora, que pode incluir uma
sequência de nucleotídeos de timidina-adenina-timidina-adenina, conhecido como TATA box.
IV. ( ) A região promotora é um segmento do DNA em que é iniciado o processo de
transcrição de um determinado gene, estando localizada próxima ao local de início da
formação de um RNAm.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
V, F, V, V.
Resposta Correta:
V, F, V, V.
Feedback Muito bem sua resposta está certa! Genes armazenam
da resposta:
informações genéticas que originam as proteínas. Para isto,
precisam ser transcritos em sua região promotora, normalmente,
o TATA box. Nos genes, somente os organismos eucariontes
éxons são separados dos íntrons.
 Pergunta 9
0,25 em 0,25 pontos

Junqueira e Carneiro (2012) nos explicam que o DNA, segundo o modelo de Watson e
Crick, é constituído por duas cadeias de polinucleotídeos complementares e antiparalelas,
que se associam por pontes de hidrogênio, formando uma dupla hélice com diâmetro de 2
nm. A quantidade de DNA por núcleo varia de uma espécie para outra e é característica de
cada espécie.

Com base no modelo da molécula de DNA proposto por Watson e Crick, o mecanismo
básico de replicação envolve a separação das cadeias de DNA, obtida pelo
desenrolamento da dupla hélice, seguido pela cópia de cada cadeia, que serve como um
molde para a síntese de uma nova cadeia complementar. A sequência de nucleotídeos da
nova cadeia é fixada pelas regras de pareamento de bases. O correto pareamento das
bases assegura uma replicação acurada da dupla hélice original.

JUNQUEIRA, J. C.; CARNEIRO, J. Biologia celular e molecular. 9. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2012.

A partir da descrição espacial da molécula de DNA, é possível detalhar a forma como estas
moléculas estão organizadas no interior do núcleo das células eucarióticas.

Dessa forma, analise a ilustração a seguir.

Fonte: LODISH et al., 2005.

LODISH, H, BERK, A. et al. Biologia celular e molecular. 5. ed. Porto Alegre, Artmed, 2005.

Agora, relacione corretamente os níveis da compactação do DNA.

( ) Nucleossomos.
( ) DNA molecular.
( ) Cromossomos altamente condensados em metáfase.
( ) Solenoide.
( ) Alças.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
II, I, V, III, IV.
Resposta Correta:
II, I, V, III, IV.
Feedback da Muito bem, sua resposta está correta! A compactação do DNA é
resposta:
importante para que o material genético das células eucarióticas
se mantenha devidamente compartimentalizado.
 Pergunta 10
0 em 0,25 pontos

O DNA, além de se replicar de forma precisa quando a célula se divide, deve expressar, de
forma seletiva, a informação que contém. A transcrição (síntese de RNA) é o primeiro
passo da expressão da informação genética. A seguir, o código contido na sequência de
nucleotídeos das moléculas de RNA mensageiro é traduzido (síntese proteica),
completando a expressão gênica. O fluxo de informação do DNA para o RNA, e deste para
a proteína, é denominado “dogma central” da biologia molecular. Este dogma é
representativo para todos os organismos, à exceção de alguns vírus que possuem o RNA
como o repositório de sua informação genética.

HARVEY, A. R.; FERRIER, R. D. Bioquímica ilustrada. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2015.

No esquema a seguir, são observadas em sequência os mecanismos da síntese de


proteínas.

DNA (A) → RNA (B) → Proteína (C)

Sendo assim, com base em nossos estudos a respeito do assunto, marque a alternativa
correta.
Resposta
Selecionada: Em ‘B”, todos os tipos de RNA existentes podem dar
continuidade ao processo, dependendo da sua especificidade
de seus códons.
Resposta
Correta: A transcrição do DNA para moléculas de RNAm em “A”
permite que ocorra a tradução de uma proteína nos
ribossomos em “C”.
Ao longo da Unidade, pudemos verificar que as moléculas biológicas, ou seja, proteínas, carboidratos e
lipídios, exercem diversas funções nas células e nos tecidos do organismo. A obtenção dessas moléculas
normalmente está nas fontes alimentares, porém, em excesso, podem ocasionar disfunções orgânicas. Por
exemplo, a ingestão em excesso de alimentos gordurosos e/ou ricos em carboidratos pode trazer como
consequência a obesidade e o desenvolvimento de diabetes tipo 2, infarto do miocárdio, acidente vascular
cerebral e tipos de cânceres como o de colo, mama, próstata e endométrio (NELSON, 2019, p. 939).

Tendo em vista que você já sabe que o excesso de calorias dietéticas pode levar à obesidade e que a
principal resposta do organismo ao excesso de calorias é a conversão do excesso de carboidratos em
gordura e o armazenamento no tecido adiposo, descreva os processos bioquímicos que ocorrem com os
lipídios, em especial os ácidos graxos, como substrato para as mitocôndrias produzirem energia para as
células.

Referência

NELSON, D. L.; COX, M. M. Princípios de Bioquímica de Lehninger. 7. Ed. Porto Alegre:


Artmed, 2019.

Resposta Os ácidos graxos dos triacilgliceróis fornecem uma grande fração


Selecionada:
da energia oxidativa nos animais. Os triacilgliceróis da dieta são
emulsificados no intestino delgado por sais biliares, hidrolisados
pelas lipases intestinais, absorvidos pelas células epiteliais
intestinais, reconvertidos em triacilgloceróis, e então transformados
em quilimícrons pela combinação com apolipoprotéinas específicas.
Os quilomícrons distribuem os triacigliceróis aos tecidos onde a
lipase lipoproteica libera ácidos graxos livres para a entrada nas
células. Os triacilgliceróis armazenados no tecido adiposo são
mobilizados por uma lipase de triacilglicerol sensível a hormônio.
Os ácidos graxos liberados se ligam à albumina sérica e são
transportados no sangue para o coração, para musculatura
esquelética e outros tecidos que utilizam ácidos graxos como
combustíveis.
Uma vez dentro das células, os ácidos graxos são ativados na
membrana mitocrondial externa pela conversão em tioésteres de
acil-CoA graxos. A acil-CoA graxo que será oxidada entra na
mitocôndria em três passos pelo ciclo da carnitina.
Na primeira etapa da β-oxidação, quatro reações retiram cada
unidade de acetil-Coa da extremidade carboxila de um acil-CoA
graxo saturado. O acil-CoA graxo encurtado entra de novo na
sequência de reações.
Na segunda etapa da oxidação dos ácidos graxos, o acetil-Coa é
oxidado a CO2 no ciclo do ácido cítrico. Uma grande fração do rendimento teórico de energia livre da oxidação
dos ácidos graxos é recuperada como ATP pela fosforilação oxidativa, a etapa final da via oxidativa.

Malonil-CoA, intermediário inicial na síntese de ácidos graxos, inibe a carnitina-


aciltransferase I, previnindo a entrada dos ácidos graxos na mitocrôndia. Isso bloqueia a
degradação dos ácidos graxos enquanto ocorre a síntese.
Defeitos genéticos na acil-CoA-desidrogenase de cadeia média resulta em doenças
humanas graves, assim como mutações em outros componentes do sistema de β-
oxidação.
A oxidação de ácidos graxos insaturados requer duas enzimas adicionais: a
enoil-CoA-isomerase e a 2,4-dienoil-CoA-redutase.
Os peroxissomos vegetais e animais, e os glioxissomos vegetais fazem β-
oxidação em quatro etapas semelhantes àquelas da via mitocrondial em
animais.
Os corpos cetônicos - acetona, acetoacetato e D-β-hidroxibutirato - são
formados no fígado. Os dois últimos compostos servem como
combustíveis nos tecidos extra-hepáticos, por meio da oxidação a acetil-
CoA e entrada no ciclo do ácido cítrico.
A super produção de corpos cetônicos no diabetes não controlado ou na
redução severa da ingestão de calorias pode levar à acidose ou cetose.
 Pergunta 1
0,25 em 0,25 pontos

Na divisão celular, a distribuição organizada de cromossomos nas células-filhas é a


essência da mitose. Na célula-mãe, cada cromossomo é replicado previamente ao início da
divisão celular mitótica durante uma fase conhecida como “S” (do inglês, synthesis ). Nesta
fase, a identificação individual dos cromossomos é praticamente impossível, uma vez que
estão muito estendidos e finos, formando um filamento conhecido como cromatina. Na
mitose, ocorre o encurtamento e a condensação da cromatina, sendo possível reconhecê-la
como cromossomo único.

SNUSTAD, D. P.; SIMMONS, M. J. Fundamentos de genética . 7. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2017.
Na figura a seguir, observe algumas etapas que ocorrem durante a mitose.

Fonte: Elaborada pelo autor, 2019.

Assim, com base em nossos estudos, analise as afirmativas a seguir sobre os eventos que
descrevem as etapas da sequência apresentada na figura anterior.

( ) Com a fixação dos microtúbulos do fuso nos cinetócoros, os cromossomos duplicados


são deslocados até o ponto médio entre os polos celulares.
( ) O nucléolo desaparece e o envelope nuclear se fragmenta em vesículas diminutas e
microtúbulos que se fixam aos cinetócoros, estruturas proteicas associadas aos
centrômeros dos cromossomos duplicados.
( ) As cromátides-irmãs se separam por diminuição dos microtúbulos, sendo puxadas em
direção aos polos celulares.
( ) Com a separação os cromossomos, tornam-se menos condensados, originando a
cromatina, além de que as organelas são reconstituídas.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
2, 1, 3, 4.
Resposta Correta:
2, 1, 3, 4.
Feedback Está correta a sua resposta. As fases da mitose podem ser percebidas pela
da resposta: posição dos cromossomos e distribuição das fibras do fuso mitótico.
Compreender o processo e as etapas detalhadas da divisão celular é muito
importante, inclusive, para análises citogenéticas que permitem identificar
diversas anormalidades cromossômicas.
 Pergunta 2
0 em 0,25 pontos

No padrão de herança autossômica dominante, os riscos e a gravidade dos distúrbios


dependem das características dos genitores. Assim, dependem se um ou ambos são
afetados e se a característica possui penetrância completa ou parcial. Na prática, os
homozigotos para fenótipos dominantes não são observados com frequência, pois as
uniões que poderiam originar prole homozigota são bastante raras.

BORGES-OSÓRIO, M. R.; ROBINSON, W. M. Genética humana . 3. ed. Porto Alegre:


Artmed, 2013.

Sendo assim, após a leitura do texto, analise as gerações apontadas pelos números
romanos na figura a seguir.

Fonte: BORGES-OSÓRIO e ROBINSON, 2013, p. 153.

Agora, sobre o esquema anterior, analise as alternativas a seguir e assinale a que está
correta.
Resposta
Selecionada: A prole de um indivíduo afetado tem 25% de chance de
também ser afetado.
Resposta Correta:
Um casal de heterozigotos afetados tem 75% de chance de
ter filhos afetados.
Feedback da Sua resposta está incorreta. Analise o heredograma e faça os cruzamentos
resposta: dos genitores para determinar a probabilidade de terem filhos afetados ou
não afetados pela condição. Releia a respeito do assunto e tente responder
novamente!
 Pergunta 3
0,25 em 0,25 pontos

De acordo com Snustad e Simmons (2017), as células podem se dividir até originarem
populações denominadas clones . Com exceção dos erros, todas as células de um clone
são geneticamente idênticas. A divisão celular é característica dos organismos
pluricelulares e, também, é a base da reprodução. Quando as células se dividem, o
conteúdo da célula-mãe é dividido entre as células-filhas. O cromossomo da célula-mãe é
duplicado antes da divisão e cada cópia é distribuída entre as células resultantes.

SNUSTAD, D. P.; SIMMONS, M. J. Fundamentos de genética . 7. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2017.

Assim, as células deixam descendentes, mas, para este processo, são necessários
mecanismos de controle. Desta forma, os trechos “A” e “B” a seguir descrevem alguns
desses mecanismos de regulação do ciclo de replicação celular.

Trecho A
Há associação entre moléculas de ciclinas e cinases dependentes de ciclina, sendo que as
cinases fosforilam a proteína pRB que regula a divisão celular, liberando fator de
transcrição de genes da replicação do DNA.

Trecho B
A proteína P53 age no ciclo de replicação das células, promovendo “paradas” que permitem
que o DNA seja reparado em caso de danos.

Sendo assim, podemos depreender que os intervalos da divisão celular são descritos entre:
Resposta Selecionada:
G1 e S no trecho A e G1 - S e G2 – M no trecho B.
Resposta Correta:
G1 e S no trecho A e G1 - S e G2 – M no trecho B.
Feedback da Muito bem, sua resposta está correta! O ciclo celular é regulado por ciclinas
resposta: e cinases dependentes de ciclina (CDK). As células em divisão param em
pontos de checagem que dependem de condições favoráveis para a
continuação do ciclo.
 Pergunta 4
0,25 em 0,25 pontos

A replicação semiconservativa do DNA é um ponto importante na forma como as ligações


de hidrogênio associam as bases dos nucleotídeos (adenina se liga à timina por duas
ligações de hidrogênio e a citosina se liga à guanina por três ligações de hidrogênio). Na
molécula de DNA dupla fita, os arcabouços pentose-fosfato das fitas complementares são

antiparalelos: um é orientado de 5’ 3’ e a fita oposta é orientada de 3’ 5’. Isto é


essencial para o processo de replicação e orientadas por enzimas.

HARVEY, A. R.; FERRIER, R., D. Bioquímica ilustrada . 5. ed. Porto Alegre: Artmed,
2015.

A leitura do texto é clara quanto a importância da estrutura do DNA frente as suas etapas
da replicação. Desta forma, analise as afirmativas a seguir.

I. A replicação de DNA é semiconservativa, inicia-se em origens fixas e, geralmente, é


bidirecional a partir de cada origem de replicação.
II. A replicação do DNA é semiconservativa, pois cada filamento parental é conservado e
serve de molde para a síntese de um novo filamento complementar.
III. Na fita retardatária, o molde está orientado com a extremidade 3’, orientada no sentido
da abertura da forquilha de replicação.
IV. Na fita retardatária, a sequência iniciadora ou primer está orientada com a extremidade
3’, voltada para o sentido da abertura da forquilha de replicação, fornecendo o pareamento
à ação da DNA polimerase.

Está correto o que se afirma em:


Resposta Selecionada:
I, II e IV, apenas.
Resposta Correta:
I, II e IV, apenas.
Feedback da Está correta a sua resposta! Na fita líder é que o molde está orientado com a
resposta: extremidade 5’ à forquilha de replicação, sendo a síntese de fita nova
continuada com a adição de nucleotídeos na extremidade 3’-OH.
 Pergunta 5
0,25 em 0,25 pontos

A ciência genética estuda os padrões das doenças hereditárias. O mapeamento dos genes
causadores dessas doenças em locais específicos dos cromossomos, a análise dos
mecanismos pelos quais os genes causam doenças, o diagnóstico e a possibilidade de
tratamento de distúrbios genéticos são objetos de trabalho de equipes multiprofissionais.
Para estudantes da área da saúde, recordar os princípios básicos da genética humana
possibilita a compreensão de mecanismos envolvidos na etiologia de inúmeras doenças.

BORGES-OSÓRIO, M. R.; ROBINSON, W. M. Genética humana . 3. ed. Porto Alegre:


Artmed, 2013.

Assim sendo, a respeito do que estudos sobre os conceitos de genética, organize a ordem
correta correspondente à lógica da expressão de informações genéticas a seguir.

I. O conjunto das características físicas, bioquímicas e fisiológicas determinadas por genes


pode ou não ser influenciado pelo meio ambiente.
II. A constituição genética de um indivíduo representa o seu genótipo.
III. No genótipo, há genes que determinam características dominantes e recessivas.
IV. Genes que ocupam nos cromossomos o mesmo lócus no par de cromossomos
homólogos são considerados alelos.

Agora, assinale a alternativa com a sequência correta.


Resposta Selecionada:
II, III, IV, I.
Resposta Correta:
II, III, IV, I.
Feedback da Muito bem, sua resposta está correta! Há várias formas de estudar
resposta: características genéticas. Em nível de genes, elas podem se manifestar
segundo as leis de Mendel nos fenótipos.
 Pergunta 6
0,25 em 0,25 pontos

Alterações cromossômicas numéricas de parte do genoma, normalmente, ocorrem quando,


no cariótipo, há um cromossomo a mais ou um a menos, tantos nos autossomos quanto em
pares sexuais. Os indivíduos portadores dessas alterações são considerados aneuploides.
Da mesma forma, um indivíduo com deleção de braços cromossômicos também é
considerado aneuploide.

SNUSTAD, D. P.; SIMMONS, M. J. Fundamentos de genética . 7. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2017.

Sendo assim, com base em nossos estudos sobre o assunto, as características descritas a
seguir são referentes a aneuploidias numéricas. Analise-as atentamente.

I. Só existe um monossômico viável, o cariótipo 45, X do distúrbio denominado “Síndrome


de Turner”. Esses indivíduos possuem um cromossomo X único, mas são cromatina X
negativos e um complemento diploide de autossomos.
II. Indivíduos com aneuploidia do Y (duplo-Y) apresentam cariótipo 47, XYY, deficiência
mental moderada, comportamento agressivo, incoordenação motora fina e problemas de
conduta.
III. A aneuploidia do X (triplo-X) apresenta cariótipo 47, XXY, com ausência de barba e
aspecto eunucoide, além de ginecomastia em até 25% dos casos e testículos pequenos.
IV. Indivíduos com aneuploidia do Y (duplo-Y) apresentam cariótipo 47, XXY, deficiência
intelectual grave, testículos pequenos e criptorquidia ao nascimento, além incoordenação
motora fina.

Está correto o que se afirma em:


Resposta Selecionada:
I, II e III, apenas.
Resposta Correta:
I, II e III, apenas.
Feedback da Muito bem, sua resposta está correta. Entre as aneuploidias dos
resposta: cromossomos sexuais há indivíduos com cariótipo 47, XXX, ou seja,
aneuploida do X, sendo do sexo feminino e cujo cariótipo apresenta um
cromossomo sexual X extra.
 Pergunta 7
0,25 em 0,25 pontos

O desenvolvimento de técnicas de cultura celular possibilitou o estudo dos cromossomos


de diversos tipos celulares. Por exemplo, leucócitos humanos podem ser coletados do
sangue periférico e cultivados pela estimulação de divisões celulares via tratamento
químico. No meio da divisão, prepara-se uma amostragem celular para serem analisadas.
No procedimento, são usadas substância que desativam o fuso mitótico, interferindo na
ligação dos cromossomos. Dessa forma, a análise de cariótipos possibilita a confirmação
de suspeitas diagnósticas e pesquisas sobre a origem de muitos distúrbios
cromossômicos.

SNUSTAD, D. P.; SIMMONS, M. J. Fundamentos de genética . 7. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2017.

Assim sendo, analise a figura a seguir com a formação de gametas por não-disjunção na
meiose I e II.
Fonte: SNUSTAD e SIMMONS, 2017, p. 118.

Identifique esses gametas pela numeração a seguir.

I: Duplo 21
II: Normal
III: Nulo 21

Dessa forma, associe os gametas as suas características e marque a alternativa correta a


seguir.
Resposta Selecionada:
A = I, B = I, C = III, D = III, E = II, F= II, G = I, H = I.
Resposta Correta:
A = I, B = I, C = III, D = III, E = II, F= II, G = I, H = I.
Feedback da Muito bem, sua resposta está correta! A não-disjunção cromossômica pode
resposta: ocorrer tanto no sexo masculino como no feminino, sendo frequente nas
mulheres acima dos 40 anos. Isso pode originar indivíduos com trissomia do
21.
 Pergunta 8
0,25 em 0,25 pontos

O padrão de herança autossômica recessiva, características autossômicas recessivas,


manifesta-se quando dois alelos recessivos estão presentes. Nos indivíduos em que um
alelo único é mutante, o normal compensa o alelo anormal, impedindo que a doença se
manifeste. Como cada indivíduo herda somente um dos dois alelos de cada genitor, para
que a doença autossômica recessiva se manifeste, o indivíduo deve herdar um alelo
mutante de cada genitor.

BORGES-OSÓRIO, M. R.; ROBINSON, W. M. Genética humana . 3. ed. Porto Alegre:


Artmed, 2013.

Sendo assim, após a leitura do texto, analise as gerações apontadas pelos números
romanos na figura a seguir.

Fonte: BORGES-OSÓRIO e ROBINSON, 2013, p. 156.

Agora, sobre o esquema anterior, analise as alternativas a seguir e assinale a que está
correta.
Resposta
Selecionada: Os indivíduos afetados são resultantes de casamentos
consanguíneos.
Resposta Correta:
Os indivíduos afetados são resultantes de casamentos
consanguíneos.
Feedback Isso mesmo, resposta correta! Na herança autossômica recessiva, um alelo
da resposta: mutante pode ser compensado pelo seu par normal, impedindo a
manifestação da característica durante muitas gerações. Dessa forma,
casamentos consanguíneos aumentam a probabilidade desses genes
recessivos serem expressos, conforme observado no heredograma.
 Pergunta 9
0,25 em 0,25 pontos

A morte celular faz parte dos processos fisiológicos dos organismos pluricelulares vivos,
podendo ser programada. O termo que define esse processo programado recebe o nome
de “apoptose”; ao contrário do esperado, ou seja, quando, nos tecidos corporais, células
morrem acidentalmente por situações de traumas, toxinas ou estenose vascular, em que o
termo empregado é “necrose”, sendo os danos teciduais observados exacerbados.

ROBERTIS, E. M. de; HIB, J. Biologia celular e molecular . Rio de Janeiro: Guanabara


Koogan, 2014.

A partir da leitura do texto anterior, analise as afirmativas a seguir.

I. A morte celular por apoptose é um processo programado que acontece na vida após o
nascimento, quando os organismos necessitam eliminar células que representam alguma
ameaça à saúde, como células infectadas, tumorais ou auto-reativas.
II. A eliminação das células mortas durante a apoptose e a necrose são iguais, porém, na
apoptose, a estrutura tecidual sofre processos inflamatórios e a formação de tecido de
cicatrização.
III. Na necrose, os lisossomos perdem a capacidade de conter as hidrolases que, no citosol,
iniciam a autólise.
IV. Células que morrem durante a apoptose, assim como na necrose, originam uma
estrutura tecidual preservada, acionando mecanismos inflamatórios e a formação de tecido
cicatricial.

Está correto o que se afirma em:


Resposta Selecionada:
I e III, apenas.
Resposta Correta:
I e III, apenas.
Feedback da Parabéns, sua resposta está correta! Diferentemente da apoptose, em que
resposta: as células mortas são eliminadas pelo organismos; na necrose, a morte
celular é acompanhada de processos inflamatórios e tecido de cicatrização.
 Pergunta 10
0,25 em 0,25 pontos

A reprodução sexuada está relacionada a um processo de divisão celular especial que


reduz pela metade a quantidade de cromossomos de uma espécie. Assim, o número dos

cromossomos em um gameta é designado como haploide ( ) e, desta forma, na

fecundação, o zigoto é diploide ( ). Sem a meiose, a quantidade de cromossomos dos


organismos eucarióticos seria duplicada em cada geração. Essa constatação é inviável
frente as limitações físicas e a capacidade metabólica celular.

SNUSTAD, D. P.; SIMMONS, M. J. Fundamentos de genética . 7. ed. Rio de Janeiro:


Guanabara Koogan, 2017.

Observe a demonstração esquemática a seguir.

Fonte: SNUSTAD e SIMMONS, 2017, p. 16.

Sendo assim, com base na leitura do texto e na análise do esquema anterior, é correto
afirmar que:
Resposta
Selecionada: a redução no número de cromossomos na meiose forma
células haploides que recebem um membro de cada par de
cromossomos.
Resposta
Correta: a redução no número de cromossomos na meiose forma
células haploides que recebem um membro de cada par de
cromossomos.
Feedback da Muito bem, sua resposta está correta! Comparar os dois processos de divisão
resposta: celular é importante para compreender como as células e os tecidos são
mantidos no organismo, bem como a forma com que as características de
cada espécie são geneticamente perpetuadas.