Você está na página 1de 4

- O corte é a primeira etapa na preparação.

A amostra
cortada deve ser suficientemente representativa do
material a ser analisado e deve ter tamanho que permita a
preparação e a observação.
PREPARAÇÃO DE - A escolha da localização da amostra a ser retirada envolve
um grande número de fatores que devem ser levados em
AMOSTRAS METALOGRÁFICAS conta. Deve-se sempre verificar se há normas,
procedimentos, relatos de experiências anteriores que
indiquem a posição, o sentido e o tamanho da amostra.
Parte 3 Sempre é importante analisar bem antes de cortar uma
Corte peça; nessa hora o bom senso e a experiência contam
muito.
- Existem diversas formas de corte mas a mais usada em
metalografia é o corte com disco abrasivo.
CARMO ROBERTO PELLICIARI DE LIMA, Dr. Eng. Carmo Roberto Pelliciari de Lima 2

Amostras de
aço carbono
Direção de
laminação

Barra laminada
Amostra de
titânio
Direção
transversal

Carmo Roberto Pelliciari de Lima 3 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 4

- Vídeo – corte (0:50) – vídeo


Requisitos no corte
Magnutom
- A amostra deve ser
representativa
- Planicidade máxima,
Importante

- Mínimo de Pós-
deformação, processamento
- Mínimo de mudanças mínimo
estruturais.
- Precisão
- Vídeo – corte – vídeo - Rapidez
- Economia
Carmo Roberto Pelliciari de Lima
Accutom 5 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 6

1
Técnicas de corte: corte de aço 42CrMo4
Técnicas de corte: corte de aço 42CrMo4
Técnicas de
corte

Mecânico Térmico

Serra de Corte abrasivo Torneamento/ Corte a Corte a Eletroerosão


fita com fresamento plasma laser a fio
refrigeração

Prcisão
Carmo Roberto Pelliciari de Lima 7 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 8

Velocidade de rotação
Refrigeração
Poros

Disco de corte
Detalhes do corte abrasivo e Amostra
dos discos de corte

Ligante Abrasivos
Avanço

Carmo Roberto Pelliciari de Lima 9 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 10

- A escolha de um disco adequado é fundamental para que o


corte seja bem feito.
- O disco abrasivo é formado por partículas abrasivas unidas
por uma resina.
- O tipo de abrasivo, a dureza da resina, a porosidade do
disco são alguns fatores que influenciam a escolha do
disco e o seu desempenho.
- Deve-se levar em conta a dureza e a composição química
O esquema ilustra como os vazios na do material a ser cortado.
estrutura do disco servem para
promover a remoção de cavacos.

Carmo Roberto Pelliciari de Lima 11 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 12

2
Resistência do ligante em discos de corte consumíveis

Ligante fraco/disco mole Ligante forte/disco duro - De forma geral tem-se algumas recomendações básicas:
Solução 1
Disco mole –
corta facilmente
- discos de óxido de alumínio (alumina) são usados para
mas desgasta metais ferrosos
rapidamente, o
que leva a custo
relativemente alto
- discos de carboneto de silício são usados para metais
não ferrosos
Solução 2 - para metais de dureza elevada usam-se discos“moles”
Disco duro –
desgasta (desgastam mais rapidamente), e para metais moles
lentamente mas
não é adequado
usam-se discos “duros”.
para todos os
materiais

Carmo Roberto Pelliciari de Lima 13 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 14

Sistema de numeração para os discos de corte Dureza Vickers

consumíveis http://www.struers.com

Disco mole Materiais duros


60A25 Metais ferrosos muito duros
Seleção de
50A25 Metais ferrosos duros discos de
54A25 Metais ferrosos duros corte
40A25 Metais ferrosos meio duros

33A25 Metais ferrosos meio duros


Grupos de materiais
30A25 Metais ferrosos meio duros

20A25 Metais ferrosos moles


Grandes máquinas de corte
20S25 Titânio

10S25 Cobre, alumínio, etc.


Disco duro Materiais moles Máquinas de corte de precisão
15 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 16
Dureza Vickers

SiC Al2O3

Seleção de
CBN

discos de corte Grandes máquinas de corte 60A30


Diamond 66A30

Unitom/Discotom-50/-60/-65/-100
Carbonetos sinterizados,
cerâmicas duras
Metais ferrosos
muito duros

Grupos de materiais
17 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 18

3
Máquinas de corte de precisão
50A20
Secotom-1/-10/-15/-50**

Carmo Roberto Pelliciari de Lima 19 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 20

- Sempre se deve ter em mente que o corte, por melhor que


seja, altera a microestrutura do material ao provocar riscos,
deformações mecânicas e aquecimento. Essas alterações
vão ser removidas com as etapas posteriores de - Para mais detalhes sobre parâmetros (avanço, força),
preparação. modos de corte abrasivo (DirectCut, AxioCut, ExciCut) e
outros, sugerimos a consulta à aula “TPM2 – Cutting”.
- Mesmo que sempre haja prejuízo à amostra, quanto
melhor o corte menos danos serão causados e mais
rápidas serão as etapas seguintes.

Carmo Roberto Pelliciari de Lima 21 Carmo Roberto Pelliciari de Lima 22

Interesses relacionados