Você está na página 1de 2

Como Melhorar Suas Habilidades

de Pensamento Crítico
Nós somos apresentados a um leque de alternativas. O pensamento crítico nos ajuda a analisar cada uma delas e escolher
uma ao invés da outra. Se paga um bom dinheiro às universidades para desenvolverem nossas habilidades de pensamento
crítico. Independente se for para criticar um artigo do wikihow, considerar uma proposta de negócio ou analisar um poema,
estes passos irão ajudá-lo:

1 - Pergunte a si mesmo: O que você irá fazer se nada tiver divisibilidade, comparabilidade, conectividade, reordenabilidade,
substitutabilidade e satisfacibilidade?

2 - Entenda seu próprio propósito: A crítica, especialmente artística, é subjetiva. O que você quer obter com sua crítica?
Você quer avaliar um trabalho artístico, ou uma proposta de negócio objetiva?

3 - Entenda o propósito da pessoa cujo trabalho você está analisando: A maioria das críticas some simplesmente porque
o crítico não leva em conta o que o escritor ou o pintor quer transmitir. O escritor pode ter mirado e acertado no galho,
enquanto você pode pensar que na verdade ele errou o pássaro que estava no galho. O escritor ou pintor teve êxito
alcançando seu propósito original?

4 - Conheça as alternativas: Pesquise trabalhos relacionados ao que você está analisando. A crítica só pode ser feita por
meio de um padrão: Uma coisa é superior ou inferior em relação a algo. Saiba mais sobre escrita contemporânea e esforços
similares em outras épocas. Se você está avaliando se compra ou não um carro de alguém, descubra quanto vai te custar uma
outra opção, como comprar um de segunda mão ou alugar. Se não conseguir encontrar nada relacionado, deixe que o padrão
seja sua própria visão de como o projeto deveria ser, ou de como o criador quer que ele seja.

5 - Aprenda lógica: Estude como um argumento é construído, quais são as premissas e como as conclusões são alcançadas.
Depois estude as falácias da lógica e pratique identificando elas na sua vida cotidiana.

6 - Aprenda o jargão crítico: Todas as áreas possuem jargões críticos. Por exemplo, em poesia termos como aliteração,
encavalgamento e a métrica trocaica mostram que você sabe do que está falando. Estes termos o ajudarão a tornar a crítica
mais concreta e te darão pontos-chaves nos quais focar sua critica.

7 - Use a técnica do GBI (no Português, BRI): O psicólogo Edward de Bono sugere que você deve listar os pontos Bons
(Good), os Ruins (Bad) e os Interessantes (Interesting).

8 - Não diga apenas que não gosta disso, diga por que você não gosta, e dê sugestões para melhorar.

Dicas
 Não seja definitivo, mas também não seja tímido na sua crítica: Tente evitar coisas como "nunca", a não ser quando você está
absolutamente certo sobre algo. No entanto, ao mesmo tempo, seja assertivo na sua crítica. Pense no quão menos motivadora
esta afirmativa seria: "Devagar e sempre, em certos casos, ganha a corrida."
 Utilize bibliotecas e a internet para encontrar informações sobre o tópico que você está criticando. Um crítico desinformado é
pior do que um péssimo crítico, mas informado.
 Peça opinião às outras pessoas. É bem provável que elas ofereçam uma nova perspectiva que pode alterar sua abordagem.
Considere pessoas de diferentes faixas etárias e diferentes profissões.
 Pratique a crítica e você ficará melhor nisso. Faça anotações caso outros critiquem a sua crítica.
 Você pode criticar algo muito, mas muito melhor se você souber fazer o trabalho também.
 Por exemplo, somente um escritor pode analisar corretamente o trabalho de outro escritor.
 Leia as críticas de outras pessoas nos livros e nos jornais, e aprenda com os erros e pontos fortes deles para melhorar seu
próprio estilo.
 Seja diplomático. Seu alvo não é a pessoa em si, mas o propósito que ela teve.
Avisos
 Critique de uma forma não ofensiva. As pessoas ficam na defensiva se algo que lhes dá orgulho é atacado. Por isso não
contrarie um defensor extremo do aborto com um acalorado discurso anti-aborto. Isso só iria fazê-lo defender de forma
agressiva suas crenças, ignorando totalmente seus argumentos para fortalecer sua visão de apoio ao aborto. Começar sua
crítica com um elogio geralmente funciona bem.
 Ou utilize o método do sanduíche: Elogio, sugestão, elogio. A crítica é mais bem recebida utilizando esta abordagem. Também
utilize o nome da pessoa, sorria (genuinamente) e olhe nos olhos.

Interesses relacionados