Você está na página 1de 78

CLIQUEAQUIPARA

VIRARAPÁGINA

Administração

Semestre 1

Caderno de Atividades
Desenvolvimento Pessoal
e Profissional
Caderno de Atividades
Administração

Disciplina
Desenvolvimento Pessoal e Profissional

Coordenação do Curso
Grasiele Lourenço
Fernando Conter

Autor
Dante Bonetti Freitas

FICHA TÉCNICA Revisão Textual


Alexia Galvão Alves
Equipe de Gestão Editorial Giovana Valente Ferreira
Regina Cláudia Fiorin Ingrid Favoretto
João Henrique Canella Fiório Julio Camillo
Priscilla Ramos Capello Luana Mercúrio
Análise de Processos Diagramação
Juliana Cristina e Silva Célula de Inovação e Produção de Conteúdos
Flávia Lopes
Chanceler Pró-Reitor de Graduação
Ana Maria Costa de Sousa Eduardo de Oliveira Elias

Reitora Pró-Reitor de Extensão


Leocádia Aglaé Petry Leme Ivo Arcangêlo Vedrúsculo Busato

Pró-Reitor Administrativo Pró-Reitora de Pesquisa e PósGraduação


Antonio Fonseca de Carvalho Luciana Paes de Andrade

Realização:

Diretoria de Planejamento de EAD


José Manuel Moran
Barbara Campos

Diretoria de Desenvolvimento de EAD


Thais Costa de Sousa

Gerência de Design Educacional


Rodolfo Pinelli
Gabriel Araújo

Como citar esse documento:


FREITAS, Dante Bonetti. Desenvolvimento Pes-
soal e Profissional. Valinhos: Anhanguera Edu-
cacional, 2014. p. 1-78.
Disponível em: <http://www.anhanguera.com>.
Acesso em: 02 jan. 2014.

© 2013 Anhanguera Educacional


Proibida a reprodução final ou parcial por qualquer meio de impressão, em forma idêntica, resumida ou modificada em língua
portuguesa ou qualquer outro idioma.
Índic
e
Tema 01: O Mundo em Transformação e o Mercado de Trabalho  6

Tema 02: Construção da Carreira e Habilidades Sociais  24

Tema 03: Importância da Comunicação e o Processo Seletivo  42

Tema 04: Uso de Tecnologias e a Conquista da Independência Financeira  62


Tema 01
O Mundo em Transformação e o Mercado de
Trabalho

seções
S e ç õ e s
Tema 01
O Mundo em Transformação e o Mercado de
Trabalho
Introdução ao Estudo da Disciplina

Caro(a) aluno(a).

Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro Desenvolvimento Pessoal e
Profissional, da autora Josiane C. Cintra et al., Editora Anhanguera Publicações, 2011.
(Livro-Texto 412).

Roteiro de Estudo:
Desenvolvimento Pessoal
Dante Bonetti Freitas
e Profissional

CONTEÚDOSEHABILIDADES
Conteúdo
Nessa aula você estudará:

• As diferentes visões de mundo e os fenômenos que interferem nelas.

• Mudança, inovação e transformação.

• A evolução do mercado de trabalho.

• O que é empregabilidade.

9
CONTEÚDOSEHABILIDADES
Habilidades
Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Quais os tipos de visão de mundo existentes?

• Qual a diferença entre mudança, inovação e transformação?

• Quais as principais mudanças que ocorreram no mercado de trabalho?

• Como manter sua empregabilidade?

LEITURAOBRIGATÓRIA
O Mundo em Transformação e o Mercado de Trabalho
É importante compreendermos que, apesar de compartilharmos o mesmo espaço,
percebemos o mundo de maneira diferente. De acordo com Cintra (2011), cada um de nós
tem sua própria visão de mundo, e essa visão exerce impacto sobre nossa forma de agir.

Ainda segundo Cintra (2011), no passado, a visão de mundo era linear e hierárquica,
enquanto no mundo contemporâneo a visão de mundo está se tornando orgânica e holística.
Esta autora nos explica resumidamente a visão de mundo:

Visão linear e hierárquica: é uma visão clássica, orientada pelo paradigma Newtoniano-
Cartesiano, que defendia a previsibilidade, certeza, ordem e a razão.

Visão sistêmica ou holística: propõe uma mudança de visão de mundo – de um pensamento


mecanicista para formas sistêmicas de pensamento, invertendo a relação entre as partes e
o todo. Tudo no planeta parece estar conectado, e cada parte é sistemicamente relacionada
às outras.

A seguir, o Quadro 1.1 apresenta uma comparação entre as duas visões:

10
LEITURAOBRIGATÓRIA
Quadro 1.1. Visão linear e hierárquica versus Visão sistêmica ou holística.

Paradigma da Visão Linear Paradigma da Visão Holística


• Previsibilidade • Imprevisibilidade

• Certeza • Incerteza

• Estabilidade • Instabilidade

• Ordem • Caos, desordem

• Dominação • Participação

• Reducionista • Abordagem Sistêmica

• Simples • Complexa

• Competição • Colaboração

• Metáfora das máquinas • Metáfora dos organismos vivos


Fonte: Adaptação de Pereira (2008).

Podemos compreender que na visão holística as pessoas, a sociedade e a natureza formam


um conjunto indissociável, interdependente e em constante movimento. Por esta razão,
faz-se necessário compreender como nossa visão de mundo é afetada e quais fatores
contribuem para que isso ocorra.

Para Cintra (2011), os fenômenos que interferem na nossa visão de mundo são: globalização,
desenvolvimento da ciência e tecnologia, sustentabilidade, forças do contexto ambiental.
A seguir, o Quadro 1.2 apresenta um resumo que explica esses fenômenos:

11
LEITURAOBRIGATÓRIA
Quadro 1.2. Fenômenos que interferem na nossa visão de mundo.

Fenômeno Definição
É o conjunto de mudanças, de ordem econômica, financeira
e política, que integra os mercados mundiais. Traz mudanças
comportamentais e socioculturais, o que leva ao multiculturalismo,
Globalização ou seja, à coexistência de muitas pessoas originárias de várias
culturas diferentes em uma mesma localidade, o que alimenta a
ideia da existência de certa unificação comportamental. Exemplo:
McDonalds, localizado em vários países do mundo.
De acordo com Werbach (2010), a evolução tecnológica está
melhorando a qualidade de vida das pessoas mais do que em
Desenvolvimento da qualquer momento histórico passado.
ciência e tecnologia As descobertas no âmbito da energia nuclear, microeletrônica,
física quântica, microbiologia, engenharia genética etc. interferem
no desenvolvimento da sociedade.
Em termos contemporâneos, a sustentabilidade define-se por
Sustentabilidade meio de quatro componentes: social, econômico, ambiental e
cultural (WERBACH, 2010, p. 8-9).
Podem ser representadas como o conjunto de forças que
Forças do contexto influenciam nossa vida enquanto indivíduos. A organização da
ambiental sociedade define algumas dessas forças: econômicas, legais,
tecnológicas, culturais, políticas e demográficas.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

Nossa visão de mundo também é afetada por valores, que são a base na formação de
atitudes e preferências pessoais.

Para Raich e Dolan (2010), a sociedade humana procura fundamentar-se em quatro tipos
de valores essenciais: econômicos, éticos, emocionais e espirituais. À medida que nossa
visão de mundo vai se modificando, abrimos espaço para a mudança, o novo.

Mudar significa deixar uma situação conhecida, à qual já estávamos acostumados, para
uma nova situação, que poderá nos causar desconforto e insegurança.

Conforme nos explica Cintra (2011), além de adaptações e mudanças, muitas vezes temos de
lidar com uma “transformação” ou uma “inovação” (Quadro 1.3). Esta última resulta da insatisfação,
curiosidade, ideia, conceito ou visão alternativa, e sua implementação leva a um novo valor.

12
LEITURAOBRIGATÓRIA
Quadro 1.3. Diferenças entre mudança, transformação e inovação.

Definição
Apenas algumas diferenças.
Mudanças trazem incerteza, receios e riscos. Rompem equilíbrios
e mexem com nossas zonas de conforto. Elas podem perturbar,
Mudança provocar rupturas, perdas e destruição.
Lado positivo das mudanças: abrem novos caminhos, apresentam
novas soluções, permitem novas abordagens, constroem e
reconstroem, renovam, induzem melhoras, modernizam.
Qualquer mudança que crie valores.
Inovação Se esses valores passam a ser aceitos, constituem uma inovação.
Criatividade, empreendedorismo e iniciativas são características
dessa cultura de inovação.
Mudança sem retorno. Se a mudança criar novos valores é uma
inovação transformadora.
Uma transformação pode ocorrer continuamente ou subitamente, por
Transformação ação do tempo e em toda parte.
Exemplo: nascimento e morte são exemplos de transformação
súbita, enquanto o envelhecimento é uma transformação contínua e
paulatina.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011)

É importante perceber e ter consciência de que as mudanças e transformações produzem


efeito sobre a nossa percepção em relação ao futuro, que nasce na nossa imaginação.

De acordo com Raich e Dolan (2010), para se compreender o futuro do mundo é necessário
reconhecer cinco propulsores-chave: globalização, demografia, recursos naturais e
ambientais, regulamentações e stakeholders, mudanças de valores dos consumidores.

Mercado de Trabalho

De acordo com Cintra (2011), as mudanças iniciadas com o processo de globalização, as


inovações tecnológicas, a concorrência cada vez mais acirrada, a busca da excelência,
a exigência por qualidade e melhoria contínua resultaram em profundas alterações nas
formas de produção. Para compreender o mercado de trabalho atual é preciso dedicar-lhe
um olhar macro e considerar mudanças importantes ocorridas ao longo do tempo, conforme
explicado no Quadro 1.4 a seguir:

13
LEITURAOBRIGATÓRIA
Quadro 1.4. Fatores que impactaram o mercado de trabalho.

Fator Resumo
Após a década de 1980, o cenário mundial sofreu profundas
Mudança na mudanças, com o surgimento da chamada globalização econômica.
economia Essas mudanças criaram um mercado de forte concorrência mundial,
mundial em que a briga por espaço e a procura por menores custos de
produção tornam-se, por vezes, desleais.
As empresas, o mercado, o trabalhador e os hábitos de vida
Mudanças mudaram e continuam mudando. As exigências e preferências dos
no padrão de consumidores podem ser atendidas, pois existe uma infinidade de
consumo organizações pensando em como realizar seus desejos e superar
suas expectativas de consumo. O consumidor se acostumou a
melhores produtos e serviços, sendo cada vez mais exigente.
Inovações Com a abertura de mercado e a livre concorrência, o mercado
no processo brasileiro se viu forçado a mudar para ser mais competitivo, reduzindo
produtivo drasticamente a necessidade de trabalhadores braçais.

Mudança O trabalho passou a ser mais intelectual do que braçal. A inovação


no perfil do passou a ser a palavra de ordem, e o trabalhador ideal passou a
trabalhador ser aquele com capacidade criativa, educação superior, espírito
empreendedor e proatividade.
Antes, o fator de tempo de serviço do trabalhador era um critério
fundamental para sua promoção. Atualmente, entende-se que o
Mudanças nas desempenho assegura a chamada “empregabilidade” por meio
relações de da aprendizagem, e assim se estabelece a troca entre trabalho e
trabalho recompensas. Os contratos começam a ficar mais autônomos, e,
além do emprego tradicional, surgem novos tipos de trabalhos que
podem ser: terceirizados, por projetos, a distância, de tempo parcial,
temporários, sazonais, home office, entre outros.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

É importante perceber todas as mudanças que foram ocorrendo ao longo do tempo, as


exigências que foram sendo incorporadas pelas organizações, visando atender aos
consumidores e fazer frente à concorrência, muito mais acirrada em uma economia global.
Da mesma forma, os trabalhadores e os contratos de trabalho tiveram de ser adaptados
ao novo contexto. Concluímos que, independentemente da ocupação desejada, é preciso
compreender as exigências para o desenvolvimento de novas habilidades pessoais e
profissionais para a entrada e permanência no mundo do trabalho.
14
LEITURAOBRIGATÓRIA
Empregabilidade

Todos os fatores anteriormente expostos e que impactaram o mundo do trabalho trouxeram


importantes modificações no perfil dos profissionais, o que é natural, em razão das novas
exigências do mercado.

De acordo com Lacombe (2005), a palavra “empregabilidade” tornou-se um neologismo


conhecido pela maioria dos profissionais. Ainda segundo este autor, a melhor maneira
de aumentar a “empregabilidade” é por meio da educação permanente e do treinamento
frequente.

Surge então a questão da empregabilidade e o que fazer para manter-se competitivo no


mercado de trabalho, com as habilidades e qualificações necessárias. Para Chiavenato
(2010), “empregabilidade” é a condição de uma pessoa manter-se sempre empregada e
constantemente procurada e convidada pelas organizações do mercado.

De acordo com Cintra (2011), analisar constantemente as tendências do mercado de


trabalho é relevante, mas perde o sentido se você não tiver realizado adequadamente sua
autoavaliação, ponderando seus desejos e objetivos de vida com suas competências
profissionais, no intuito de estabelecer metas reais de desenvolvimento e, consequentemente,
aumentar sua empregabilidade.

Mas, afinal de contas, como conquistar a empregabilidade? Obviamente é uma pergunta


complexa, difícil de ser respondida e não há uma receita para sua resposta. Na verdade, cabe
a cada um conhecer seus pontos fortes e suas fragilidades, identificando as competências
desenvolvidas e a desenvolver.

Para melhor compreensão do termo competências, algumas definições nos remetem


a conhecimentos, habilidades e atitudes. De acordo com Fleury (2000), competência
é um saber agir responsável e reconhecido, que implica mobilizar, integrar, transferir
conhecimentos, recursos, habilidades que agreguem valor econômico à organização e
valor social ao indivíduo.

Portanto, para conquistar e manter a empregabilidade, as pessoas devem oferecer para


as organizações as competências necessárias para o desempenho das suas funções e
atingimento de resultados.

15
LINKSIMPORTANTES
Quer saber mais sobre o assunto?
Então:
Sites
Leia o texto “Análise do mercado de trabalho”, do IPEA- Instituto de Pesquisa Econômica
Aplicada.
Disponível em: <http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/mercadodetrabalho/
bmt55_analise.pdf>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Você terá acesso a uma apresentação e análise do panorama geral do mercado de trabalho
brasileiro no primeiro semestre de 2013, com base, principalmente, nos indicadores da
Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE).

Acesse o site Exame.com.


Disponível em: <http://exame.abril.com.br/topicos/globalizacao>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Você encontrará à sua disposição uma séria de informações e artigos sobre globalização
que o auxiliarão e vão complementar o conteúdo abordado.

Para se interar mais sobre a sustentabilidade, acesse “Objetivos de Desenvolvimento do


Milênio”.
Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Objetivos_de_Desenvolvimento_do_
Mil%C3%AAnio>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Conheça os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que surgem da Declaração
do Milênio das Nações Unidas, adotada pelos 191 estados membros no dia 8 de setembro
de 2000.

16
LINKSIMPORTANTES
Leia o artigo da Revista Exame: “8 atividades da faculdade que podem alavancar a carreira”.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/8-atividades-da-faculdade-que-
podem-alavancar-a-carreira>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Confira diferentes formas de ir além da sala de aula de faculdade e garantir diferenciais
competitivos de carreira.

Vídeos
Assista ao vídeo: Como ser a pessoa que todo mundo adoraria contratar.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/videos/sua-carreira/como-ser-a-pessoa-que-
todo-mundo-adoraria-contratar>. Acesso em: 2 jan. 2014.
O vídeo dá dicas de como ser a pessoa que todo mundo adoraria contratar e revela o que
pode tornar você o tipo de profissional que é disputado no mercado de trabalho.

AGORAÉASUAVEZ
Instruções:
Chegou a hora de você exercitar seu aprendizado por meio das resoluções
das questões deste Caderno de Atividades. Essas atividades auxiliarão
você no preparo para a avaliação desta disciplina. Leia cuidadosamente
os enunciados e atente-se para o que está sendo pedido e para o modo de
resolução de cada questão. Lembre-se: você pode consultar o Livro-Texto
e fazer outras pesquisas relacionadas ao tema.

17
AGORAÉASUAVEZ
Questão 1: c) Ordem ( ).
Conforme estudamos, as mudanças exi- d) Participação ( ).
gem aprendizado. Nos estágios iniciais de
e) Abordagem Sistêmica ( ).
uma mudança, parece impossível ser posi-
tivo, aprender novas técnicas ou mudar há-
bitos e estilos de vida. No entanto, passada Questão 4:
a fase de crise, segue-se um período de
aceitação e readaptação à nova situação. Assinale a alternativa correta.
Assim, reflita e responda: para você, o que Os quatro fenômenos que interferem na
significa mudar? nossa visão de mundo são:

a) Globalização, guerras, economia e


Questão 2: forças do contexto ambiental.
Marque a alternativa correta.
Globalização, inflação,
b) guerras e
A visão de mundo sistêmica ou holística aquecimento global.
propõe:
c) Globalização, desenvolvimento da
a) Pensamento de que tudo no planeta ciência e tecnologia, sustentabilidade e
parece estar conectado e cada parte é forças do contexto ambiental.
sistemicamente relacionada às outras.
d) Globalização, política, guerras e
b) Previsibilidade. inflação.

c) Certeza. e) Globalização, economia, política e


religião.
d) Dominação.

e) Competição. Questão 5:
Assinale Verdadeiro (V) ou Falso (F).
Questão 3:
Algumas mudanças na relação do contrato
Indique Verdadeiro (V) ou Falso. A visão li- de trabalho foram:
near ou hierárquica considera:
a) Antes, o fator de tempo de serviço do
a) Certeza ( ). trabalhador era um critério fundamental
para sua promoção. ( )
b) Estabilidade ( ).

18
AGORAÉASUAVEZ
b) Atualmente, entende-se que o desempe- Questão 10:
nho assegura a chamada “empregabilida-
De acordo com o texto estudado, o que
de”. ( )
você entendeu por competências?
c) Atualmente, as pessoas se preocupam
menos com o desenvolvimento de suas
carreiras. ( )

d) É por meio da aprendizagem que se es-


tabelece a troca entre trabalho e recom-
pensas. ( )

e) Além do emprego tradicional, surgem


novos tipos de trabalhos que podem ser:
terceirizados, por projetos, a distância,
de tempo parcial, temporários, sazonais,
home office, entre outros. ( )

Questão 6:
O que você entende por Empregabilidade?

Questão 7:
Explique o que é Globalização.

Questão 8:
De acordo com o texto estudado, o que são
valores?

Questão 9:
Um dos principais impactos no mercado de
trabalho foi a mudança no perfil do traba-
lhador. Comente essa mudança.

19
FINALIZANDO
Neste tema, você compreendeu as diferentes visões de mundo e os fenômenos que
interferem na nossa visão de mundo. Aprendeu também a diferenciar mudança, inovação e
transformação. Além disso, teve informações sobre a evolução do mercado de trabalho e o
que é preciso fazer nos dias de hoje para adquirir e manter sua empregabilidade, por meio
do desenvolvimento constante de competências.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar
sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

REFERÊNCIAS
CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organiza-
ções. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

CINTRA, J. C. et al. Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Valinhos: Anhanguera Publi-


cações, 2011.

FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências.


São Paulo: Atlas, 2000.

LACOMBE, F. J. M. Recursos Humanos: princípios e tendências. São Paulo: Saraiva,


2005.

PEREIRA, M. F. A gestão organizacional: em busca do comportamento holístico. In: AN-


GELONI, M. T. (Org.) Organizações do conhecimento: infra-estrutura, pessoas e tecnolo-
gias. São Paulo: Saraiva, 2008.

20
REFERÊNCIAS
RAICH, M.; DOLAN, S. Adiante: as empresas e a sociedade em transformação. São Pau-
lo: Saraiva – Virgilia, 2010.

ROTHMANN, I.; COOPER, C. Fundamentos de Psicologia organizacional e do trabalho.


Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

WERBACH, D. E. Fundamentos básicos das grupoterapias. Porto Alegre: Artmed, 2000.

GLOSSÁRIO
Competência: é um saber agir responsável e reconhecido, que implica mobilizar,
integrar, transferir conhecimentos, recursos, habilidades que agreguem valor econômico à
organização e valor social ao indivíduo.

Empregabilidade: é a condição de uma pessoa manter-se sempre empregada e


constantemente procurada e convidada pelas organizações do mercado.

Globalização: é o conjunto de mudanças de ordem econômica, financeira e política, que


integra os mercados mundiais.

Sustentabilidade: em termos contemporâneos, a sustentabilidade define-se por meio de


quatro componentes – social, econômico, ambiental e cultural.

Visão de mundo: é a maneira como percebemos o mundo. Apesar de compartilharmos o


mesmo espaço, percebemos o mundo de maneira diferente.

21
GABARITO
Questão 1

Resposta: Mudar significa deixar uma situação conhecida, à qual já estávamos acostumados,
para uma nova situação, que poderá nos causar desconforto e insegurança.

Questão 2

Resposta: Alternativa A.

Questão 3

Resposta:
a) Certeza ( V )
b) Estabilidade ( V )
c) Ordem ( V )
d) Participação (F )
e) Abordagem Sistêmica ( F )

Questão 4

Resposta: Alternativa C.

Questão 5
Resposta:
a) ( V )
b) ( V )
c) ( F )
d) ( V )
e) ( V )
22
GABARITO
Questão 6

Resposta: A melhor maneira de aumentar a “empregabilidade” é por meio da educação


permanente e do treinamento frequente. É o que fazer para manter-se competitivo no
mercado de trabalho, com as habilidades e qualificações necessárias. Para Chiavenato
(2010), “empregabilidade” é a condição de uma pessoa manter-se sempre empregada e
constantemente procurada e convidada pelas organizações do mercado.

Questão 7

Resposta: É o conjunto de mudanças, de ordem econômica, financeira e política, que


integra os mercados mundiais. Ela traz mudanças comportamentais e socioculturais, o que
leva ao multiculturalismo, ou seja, à coexistência de muitas pessoas originárias de várias
culturas diferentes em uma mesma localidade, o que alimenta a ideia da existência de certa
unificação comportamental. Exemplo: McDonalds, localizado em vários países do mundo.

Questão 8

Resposta: Nossa visão de mundo também é afetada por valores, que são a base na
formação das atitudes e preferências pessoais. Basicamente, a sociedade humana procura
fundamentar-se em quatro tipos de valores essenciais: econômicos, éticos, emocionais e
espirituais.

Questão 9

Resposta: O trabalho passou a ser mais intelectual do que braçal. A inovação passou a
ser a palavra de ordem, e o trabalhador ideal passou a ser aquele com capacidade criativa,
educação superior, espírito empreendedor e proatividade.

Questão 10

Resposta: Para melhor compreensão do termo competência, algumas definições nos


remetem a conhecimentos, habilidades e atitudes. De acordo com Fleury (2000), competência
é um saber agir responsável e reconhecido, que implica mobilizar, integrar, transferir
conhecimentos, recursos, habilidades, que agreguem valor econômico à organização e
valor social ao indivíduo.

23
Tema 02
Construção da Carreira e Habilidades Sociais

seções
S e ç õ e s
Tema 02
Construção da Carreira e Habilidades Sociais
Introdução ao Estudo da Disciplina

Caro(a) aluno(a).

Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro Desenvolvimento Pessoal e
Profissional, da autora Josiane C. Cintra et al., Editora Anhanguera Publicações, 2011.
(Livro-Texto 412).

Roteiro de Estudo:
Desenvolvimento Pessoal
Dante Bonetti Freitas
e Profissional

CONTEÚDOSEHABILIDADES
Conteúdo
Nessa aula você estudará:

• Como construir um projeto de vida e carreira.

• Habilidades sociais.

• O poder dos relacionamentos.

27
CONTEÚDOSEHABILIDADES
Habilidades
Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• Como construir um projeto de vida?

• De que maneira é possível alinhar minha carreira com meu projeto de vida?

• Quais as principais habilidades sociais para criar e manter relacionamentos?

• Qual a importância de uma boa rede de relacionamentos?

LEITURAOBRIGATÓRIA
Construção da Carreira e Habilidades Sociais
Projeto de Vida
Muitas vezes nos deparamos com questões pessoais relativas ao futuro e ao que
queremos ser, que objetivos iremos atingir, se vamos casar, constituir família, trabalhar em
determinada empresa, alcançar determinado cargo e várias outras coisas que norteiam
nossas decisões. Algumas pessoas não estruturam nem planejam estes passos e acabam
se frustrando.

Se imaginarmos que quem somos e aquilo que temos hoje é fruto de um pensamento,
planejamento e ação que tivemos no passado fica mais fácil compreendermos a importância
de estruturar minimamente um projeto de vida.

Para Cintra (2011), elaborar um projeto de vida significa organizar informações e estruturar
ações, a curto, médio e longo prazos. Ao ser colocado em prática, este planejamento pode
e deve ser alterado, corrigido e aprimorado. De acordo com Barduchi (2009), o projeto de
vida é uma visualização antecipada da vida que desejamos ter ou levar.

28
LEITURAOBRIGATÓRIA
As empresas e organizações possuem missão, visão e valores. Com base nestas definições
elaboram seu planejamento estratégico e as ações necessárias para chegarem ao resultado
esperado. Podemos compreender o projeto de vida da mesma forma, em que temos nossos
princípios, visão e valores pessoais. Com base nestes fatores vamos definir nosso projeto
de vida e estruturar as ações necessárias para alcançarmos nossos objetivos. Este é um
nível de consciência importante para todos os indivíduos.

A elaboração de seu projeto de vida passa pela compreensão de que cada pessoa é diferente,
e isso faz que cada indivíduo reconheça os fatores que irão nortear seu desenvolvimento
pessoal e profissional. As escolhas serão diferentes, de acordo com preferências, princípios,
valores, afinidades, experiências. Isso tudo vai se somar à personalidade de cada indivíduo
na hora de definir e implementar o projeto de vida.

De acordo com Cintra (2011), o projeto de vida é único, pessoal e intransferível. Isso quer
dizer que você é o dono de seu projeto de vida, deve defini-lo e executá-lo.

Carreira

Quando olhamos para dentro das organizações, começamos a perceber como o projeto de
vida pode se materializar por meio da realização profissional e do que é chamado de carreira.
A seguir, veremos alguns autores e algumas definições de carreira por eles apresentadas.

Segundo Van Maanen (1977), carreira é um caminho estruturado e organizado no tempo e


espaço, que pode ser seguido por alguém. Para Hall (1976), carreira é uma sequência de
atitudes e comportamentos, associada a experiências e atividades relacionadas ao trabalho,
durante o período de vida de uma pessoa.

Na concepção de London e Stumph (1982), carreira são as sequências de posições


ocupadas e de trabalhos realizados durante a vida de uma pessoa. A carreira envolve
uma série de estágios e a ocorrência de transições que refletem necessidades, motivos
e aspirações da sociedade. Da perspectiva do indivíduo, engloba o entendimento e a
avaliação de sua experiência profissional, enquanto da perspectiva da organização engloba
políticas, procedimentos e decisões ligadas a espaços ocupacionais, níveis organizacionais,
compensação e movimento de pessoas. Essas perspectivas são conciliadas pela carreira
dentro de um constante ajuste, desenvolvimento e mudança.

Esta última definição traz conceitos importantes e mais amplos, compreendendo a carreira
como uma série de estágios e transições, fruto de uma relação estabelecida entre empresa

29
LEITURAOBRIGATÓRIA
e empregado, e, finalmente, enxerga a carreira como um elemento de conciliação de
expectativas entre a organização e a pessoa.

É importante percebermos que as carreiras estão mudando, acompanhando o processo de


mudança das organizações. Da mesma maneira, o conceito de carreira vem sendo revisado
e discutido dentro das empresas. De acordo com Balassiano (2004), podemos identificar
duas fases distintas para o conceito de carreiras, conforme explicado no Quadro 2.1 a
seguir:

Quadro 2.1. Carreiras: conceito tradicional versus conceito moderno.

Conceito Tradicional de Carreira Conceito Moderno de Carreira


• Carreira voltada para a empresa. • Concepção mais democrática.

• Definida e gerenciada pela empresa. • Oportunidades de carreira aberta a


todos.
• Fundamentada em estabilidade,
crescimento vertical, benefícios eram • Caracteriza-se pela instabilidade,
direitos assegurados. descontinuidade, horizontalidade.

• Sucesso medido pela ascensão na • Evolução na carreira não significa


hierarquia. ascensão na hierarquia.
Fonte: Adaptação de Balassiano (2004).

A tendência das organizações é cada vez mais seguirem o conceito “moderno” de carreira,
em que a responsabilidade pela gestão da carreira é compartilhada entre o indivíduo e a
organização.

Como Elaborar um Projeto de Vida

De acordo com Cintra (2011), um projeto de vida deve incluir todas as esferas da vida de uma
pessoa, para que possa contemplar da forma mais abrangente possível as possibilidades
de realização pessoal e profissional. Essas esferas podem ser identificadas como: saúde,
trabalho, finanças, relacionamento social, educação, lazer e espiritualidade. Cabe a cada
um refletir e identificar quais esferas da vida estão sendo privilegiadas e quais precisam de
um investimento maior para que o resultado seja equilibrado.

30
LEITURAOBRIGATÓRIA
A partir desta reflexão inicial, podemos utilizar uma técnica denominada “análise SWOT”,
normalmente aplicada nas organizações, na área de planejamento estratégico, com o objetivo
de identificar e avaliar aspectos internos e externos que podem interferir no desempenho
da empresa. Essa técnica é apresentada por Martins (2002). SWOT é uma sigla em inglês
para definir:

S=strenghts (forças).

W= weaknesses (fraquezas).

O= opportunities (oportunidades).

T= threats (ameaças).

As “forças” e “fraquezas” dizem respeito ao ambiente interno; já “oportunidades” e “ameaças”


se referem ao ambiente externo.

A seguir, o Quadro 2.2 apresenta uma adaptação da técnica SWOT para a elaboração do
projeto de vida.

Quadro 2.2. SWOT - análise para o projeto de vida.

Fatores internos Fatores externos


Oportunidades: a análise deve ter o foco no
Forças: significa analisar o que você
ambiente, ou seja, quais são as tendências
tem como diferencial, suas qualidades,
sociais, econômicas, políticas que podem
habilidades que podem ajudá-lo a
colaborar na conquista de seus objetivos
conseguir atingir seus objetivos.
pessoais e profissionais.
Ameaças: são as condições que o ambiente
externo oferece à consecução de seus objetivos
Fraquezas: diz respeito a uma pessoais e profissionais. Por exemplo, em
análise crítica de quais são os pontos termos profissionais, de carreira, significa
em que você julga necessitar de considerar as dificuldades a serem enfrentadas
aperfeiçoamento, melhorias para na área definida como seu alvo, tais como:
atingir seus objetivos. - concorrência: número de oportunidades
x número de profissionais que, como você,
sentem-se atraídos por essas oportunidades.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

31
LEITURAOBRIGATÓRIA
De acordo com Cintra (2011), por meio desta análise você pode identificar pontos de
desenvolvimento para que possa atingir seus objetivos, viabilizando seu “projeto de vida”.

Habilidades Sociais

De acordo com Cintra (2011), o ser humano é um ser social que busca alcançar competência
social. A interação com o ambiente social tem um papel fundamental no desenvolvimento
das pessoas.

De acordo com Del Prette e Del Prette (2001), as habilidades sociais referem-se aos
comportamentos sociais que uma pessoa assume para lidar adequadamente com as
exigências do ambiente de relacionamentos. Os autores classificam as habilidades sociais
em categorias, conforme descrito no Quadro 2.3 a seguir:

Quadro 2.3. Habilidades sociais.

Habilidade Descrição
Habilidade pela qual uma pessoa se observa, descreve, interpreta
Automonitoria e controla seus pensamentos, sentimentos e ações em diferentes
situações sociais.

Comunicação A comunicação pode ser verbal e não verbal (postura, gestos,


expressões faciais, movimentos corporais).
Civilidade Expressão de cortesia, educação e etiqueta social.

Assertivas de Assertividade tem relação com a afirmação dos próprios direitos


enfrentamento simultaneamente à assunção de ações que visem resguardar os
direitos de outras pessoas. É o exercício de cidadania.
São aquelas focadas nos sentimentos do outro, diante de situações de
Empáticas manifestação de sentimentos positivos e também perante situações
de perda.

Profissionais Atendem às necessidades de relacionamentos interpessoais para a


realização das atividades de trabalho.
Expressão de
sentimentos Refere-se a lidar com a afetividade e a expressão de sentimentos
positivos positivos.

Fonte: Adaptação de Del Prette e Del Prette (2001).

32
LEITURAOBRIGATÓRIA
O uso competente das habilidades sociais depende do contexto em que ocorrem os
relacionamentos e também de aspectos culturais, ou seja, valores e normas dos diferentes
grupos sociais.

É importante compreender essas categorias de habilidades sociais, seu significado e os


efeitos de cada uma delas.

A partir do momento que compreendo e utilizo adequadamente essas habilidades,


adequando-as a cada contexto diferente, passo a ser “competente” socialmente, o que traz
benefícios nos diversos relacionamentos e ambientes em que estamos inseridos.

O Poder dos Relacionamentos e Networking

De acordo com Cintra (2011), o poder dos relacionamentos é também conhecido como
capital social. Passaremos para a compreensão da rede de relacionamentos, também
conhecida como networking, que é fundamental nos dias atuais.

Conforme explica Quinn (2003), networking eficaz é um processo por meio do qual ajudamos
outras pessoas que, a longo prazo, venham a ser também um recurso útil para nós. Ainda
segundo este autor, networking envolve o compartilhamento de informações; apresentações,
indicações e referências; ideias e conselhos.

O fato é que não se pode viver isoladamente em um mundo globalizado, em que as


informações estão mais acessíveis e as pessoas estão conectadas por meio de redes
sociais, como Facebook, Linkedin, entre tantas outras.

Uma pessoa que preza por seus relacionamentos e utiliza de maneira construtiva sua
influência acaba gerando mais oportunidades de desenvolvimento e, consequentemente,
mais resultados, tanto do ponto de vista pessoal como profissional.

33
LINKSIMPORTANTES
Quer saber mais sobre o assunto?
Então:
Sites
Acesse o site Exame.com e leia o artigo “Há planos de carreira para geração Y?”.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/sidnei-oliveira/2013/11/18/ha-
planos-de-carreira-para-geracao-y/>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Você terá acesso a um artigo sobre as oportunidades de carreira para a Geração Y.

Acesse o site Globo.com.


Disponível em: <http://g1.globo.com/educacao/guia-de-carreiras/>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Você encontrará à sua disposição um guia de carreira com informações e artigos sobre o
tema que vão complementar o conteúdo abordado.

Para se interar mais sobre networking, acesse o site do Endeavor e leia o artigo “O networking
nos negócios”.
Disponível em: <http://www.endeavor.org.br/artigos/start-up/aprendendo-a-ser-
empreendedor/o-networking-nos-negocios>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Saiba por que o empreendedor deve priorizar momentos para estabelecer relações e não
pode ter vergonha de fazer contatos.

Leia um artigo de Max Gehringer sobre carreira e networking: “Definição de Networking”.


Disponível em: <http://forum.outerspace.terra.com.br/index.php?threads/
defini%C3%87%C3%83o-de-networking-max-gehringer.227244/>. Acesso em: 2 jan. 2014.

34
LINKSIMPORTANTES
Vídeos
Assista ao vídeo: 3 piores hábitos de carreira para limar o expediente.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/videos/sua-carreira/3-piores-habitos-de-carreira-
para-limar-do-expediente>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Pelo bem de sua carreira, quais os hábitos que muita gente cultiva, mas que deveriam ser
cortados pela raiz? O vídeo dá dicas sobre os 3 piores hábitos de carreira para limar do
expediente de trabalho.

AGORAÉASUAVEZ
Instruções:
Chegou a hora de você exercitar seu aprendizado por meio das resoluções
das questões deste Caderno de Atividades. Essas atividades auxiliarão
você no preparo para a avaliação desta disciplina. Leia cuidadosamente
os enunciados e atente-se para o que está sendo pedido e para o modo de
resolução de cada questão. Lembre-se: você pode consultar o Livro-Texto
e fazer outras pesquisas relacionadas ao tema.

Questão 1: A análise SWOT define a análise de fatores


internos e externos. Os fatores externos
Com base na sua percepção e experiência,
consideram:
você acredita que a gestão da carreira é de res-
ponsabilidade do indivíduo ou da organização? a) Forças.

b) Fraquezas.
Questão 2:
c) Oportunidades.
Marque a alternativa correta.

35
AGORAÉASUAVEZ
d) Ameaças. Questão 5:
e) Alternativas “C” e “D” estão corretas. Assinale Verdadeiro (V) ou Falso (F).
O conceito “moderno” de carreira indica
que ela é:
Questão 3:
a) Mais democrática. ( )
Indique Verdadeiro (V) ou Falso.
b) Evolução na carreira = ascensão hierár-
O conceito “tradicional” de carreira indica quica. ( )
que ela é:
c) Tem oportunidades abertas a todos. ( )
a) Voltada para a Empresa. ( )
d) Caracterizada pela instabilidade. ( )
b) Definida e gerenciada pela empresa. ( ) e) Caracterizada pela descontinuidade e
c) Baseada na estabilidade. ( ) horizontalidade. ( )

d) Crescimento vertical. ( )
Questão 6:
e) Mais democrática. ( )
Com base no texto estudado, o que é um
projeto de vida?
Questão 4:
Assinale a alternativa correta. Questão 7:
Identifique categorias de habilidades so- Qual o significado de carreiras?
ciais:
Questão 8:
a) Habilidades de comunicação.
De acordo com o texto estudado, o que é
b) Habilidades empáticas. “análise SWOT”?
c) Habilidades profissionais.
Questão 9:
Habilidade
d) de expressão de
sentimentos positivos. O que são habilidades sociais?

e) Todas as alternativas estão corretas.


Questão 10:
De acordo com o texto estudado, o que
você entende por networking?

36
FINALIZANDO
Neste tema, você compreendeu como construir um projeto de vida, de que maneira
alinhar carreira com projeto de vida, quais as principais habilidades sociais para criar e
manter relacionamentos e também a importância do networking, ou seja, uma boa rede de
relacionamentos.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar
sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

REFERÊNCIAS
BARDUCHI, A. L. J. (Org.) Empregabilidade: competências pessoais e profissionais. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas organiza-
ções. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

CINTRA, J. C. et al. Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Valinhos: Anhanguera Publi-


cações, 2011.

DEL PRETTE, A.; DEL PRETTE, Z. A. P. Psicologia das relações interpessoais. Rio de
Janeiro: Vozes, 2001.

37
REFERÊNCIAS
FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências.
São Paulo: Atlas, 2000.

HALL, D. T. Career development in Organizations. San Francisco: Jossey-Bass, 1986.

LACOMBE, Francisco José Masset. Recursos Humanos: princípios e tendências. São


Paulo: Saraiva, 2005.

LONDON, M.; STUMPF, S. Individual and organizational career development in changing


times. In: HALL, D. T. Career development in organizations. San Francisco: Jossey-Bass,
1986.

MARTINS, R. F.; TURRIONI, J. B. Análise de SWOT e Balanced Scorecard: uma aborda-


gem sistemática e holística para formulação da estratégia. In: ENCONTRO NACIONAL
DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 22., 2002. Anais... Curitiba-PR, 23 a 25 de outubro
de 2002.

PEREIRA, M. F. A gestão organizacional: em busca do comportamento holístico. In: AN-


GELONI, M. T. (Org.) Organizações do conhecimento: infra-estrutura, pessoas e tecnolo-
gias. São Paulo: Saraiva, 2008.

QUINN, R. E. et al. Competências gerenciais: princípios e aplicações. Rio de Janeiro:


2003.

RAICH, M; DOLAN, S. Adiante: as empresas e a sociedade em transformação. São Paulo:


Saraiva – Virgilia, 2010.

ROTHMANN, I.; COOPER, C. Fundamentos de Psicologia organizacional e do trabalho.


Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

VAN MAANEN, J. Organizational careers: some new perspectives. New York: John Wiley
& Sons, 1977.

WERBACH, D. E. Fundamentos básicos das grupoterapias. Porto Alegre: Artmed, 2000.

38
GLOSSÁRIO
Projeto de vida: significa organizar informações e estruturar ações a curto, médio e longo
prazos. Ao ser colocado em prática, este planejamento pode e deve ser alterado, corrigido
e aprimorado. É uma visualização antecipada da vida que desejamos ter ou levar.

Carreira: são as sequências de posições ocupadas e de trabalhos realizados durante a


vida de uma pessoa.

Habilidades sociais: referem-se aos comportamentos sociais que uma pessoa assume
para lidar adequadamente com as exigências do ambiente de relacionamentos.

Análise SWOT: normalmente é aplicada nas organizações, na área de planejamento


estratégico, com o objetivo de identificar e avaliar aspectos internos e externos que podem
interferir no desempenho da empresa. SWOT é uma sigla em inglês para definir: S =
strenghts (forças); W = weaknesses (fraquezas); O = opportunities (oportunidades); T =
threats (ameaças).

Networking: é um processo por meio do qual ajudamos outras pessoas que, a longo
prazo, possam vir a ser também um recurso útil para nós. Envolve o compartilhamento de
informações; apresentações, indicações e referências; ideias e conselhos.

39
GABARITO
Questão 1

Resposta: A gestão da carreira é de responsabilidade do profissional. Obviamente, é


necessário um alinhamento das expectativas da pessoa com a organização para que possa
haver apoio mútuo.

Questão 2

Resposta: Alternativa E.

Questão 3
Resposta:
a) V.
b) V.
c) V.
d) V.
e) F.

Questão 4

Resposta: Alternativa E.

Questão 5
Resposta:
a) V.
b) F.
c) V.
d) V.
e) V.

40
GABARITO
Questão 6

Resposta: O projeto de vida consiste em organizar informações e estruturar ações, a curto,


médio e longo prazos. Ao ser colocado em prática, este planejamento pode e deve ser
alterado, corrigido e aprimorado. É uma visualização antecipada da vida que desejamos ter
ou levar.

Questão 7

Resposta: Carreiras são as sequências de posições ocupadas e de trabalhos realizados


durante a vida de uma pessoa.

Questão 8

Resposta: A análise SWOT é normalmente aplicada nas organizações, na área de


planejamento estratégico, com o objetivo de identificar e avaliar aspectos internos e externos
que podem interferir no desempenho da empresa. SWOT é uma sigla em inglês para definir:
S = strenghts (forças); W = weaknesses (fraquezas); O = opportunities (oportunidades);
T = threats (ameaças).

Questão 9

Resposta: Habilidades sociais referem-se aos comportamentos sociais que uma pessoa
assume para lidar adequadamente com as exigências do ambiente de relacionamentos.

Questão 10

Resposta: Networking é um processo por meio do qual ajudamos outras pessoas que, a
longo prazo, venham a ser também um recurso útil para nós. Envolve o compartilhamento
de informações; apresentações, indicações e referências; ideias e conselhos.

41
Tema 03
Importância da Comunicação e o Processo
Seletivo

seções
S e ç õ e s
Tema 03
Importância da Comunicação e o Processo
Seletivo
Introdução ao Estudo da Disciplina

Caro(a) aluno(a).

Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro Desenvolvimento Pessoal e
Profissional, da autora Josiane C. Cintra et al., Editora Anhanguera Publicações, 2011.
(Livro-Texto 412).

Roteiro de Estudo:
Desenvolvimento Pessoal
Dante Bonetti Freitas
e Profissional

CONTEÚDOSEHABILIDADES
Conteúdo
Nessa aula você estudará:

• A importância da comunicação eficaz.

• O processo de comunicação.

• O currículo profissional e as principais etapas de um processo seletivo.

45
CONTEÚDOSEHABILIDADES
Habilidades
Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• O que é comunicação eficaz?

• De que maneira é possível melhorar o processo de comunicação?

• Quais as principais informações contidas em um currículo profissional?

• Qual a estrutura de um processo seletivo?

LEITURAOBRIGATÓRIA
Importância da Comunicação e o Processo Seletivo
A Comunicação
Este tema é um desafio constante, uma vez que praticamos a comunicação no
contexto pessoal e profissional diariamente. Muitas vezes, nossa comunicação é eficaz,
mas em algumas ocasiões pode não o ser. O que vamos aprender é como tornar o processo
de comunicação menos intuitivo e mais estruturado, sendo mais assertivo na sua condução.

Se avaliarmos a evolução tecnológica, há diversas ferramentas que nos auxiliam no


processo de recebimento e transmissão de informações. Entretanto, devemos nos lembrar
que a comunicação ocorre por meio das pessoas.

De acordo com Cintra (2011), podemos entender a comunicação como uma possibilidade
de compartilhar, tornar comum uma informação, de forma a facilitar a compreensão e a
interação entre duas ou mais pessoas.

Para Robbins (2010), a comunicação perfeita, se existisse, ocorreria quando um pensamento


ou ideia fosse transmitido de uma pessoa para outra de tal forma que a figura mental
percebida pelo receptor fosse idêntica à do emissor.

46
LEITURAOBRIGATÓRIA
O Processo de Comunicação

Ainda segundo Robbins (2010), antes que a comunicação se realize, ela necessita de um
propósito, de uma mensagem a ser transmitida entre um emissor e um receptor.

A seguir, apresentamos uma representação simplificada do processo de comunicação


proposto por Robbins (2010):

Emissor -> Codificação -> Mensagem -> Canal -> Decodificação ->Receptor ->Feedback

O emissor codifica a mensagem (convertendo-a em um formato simbólico) e a transmite


por um meio (canal) até o receptor que a traduz (decodifica). O resultado é a transferência
de um significado de uma pessoa para outra. A comunicação pode ser considerada eficiente
se produzir uma resposta (feedback) do receptor, que pode ser verbal (escrita ou falada) ou
não verbal (gestos, expressões ou ações).

Para Cintra (2011), o processo de comunicação só pode ser considerado completo se todos
esses elementos estiverem presentes.

Funções da Comunicação

Ainda segundo Robbins (2010), a comunicação tem quatro funções básicas dentro de um
grupo ou organização, conforme explicado a seguir:

• Controle: ocorre quando atua no comportamento das pessoas por meio de orientações
formais que devem ser seguidas, divulgação de políticas e procedimentos.

• Motivação: esclarece aos funcionários o que deve ser feito por meio do estabelecimento
de metas específicas, qualidade de seu desempenho, gerando feedback do progresso e
recompensa do comportamento desejável.

• Expressão emocional: para muitos funcionários, seu grupo de trabalho é a fonte


primária de interação social, expressando suas frustações e sua satisfação.

• Transmissão de informações: proporciona aos membros dos grupos as informações


necessárias para a tomada de decisão.

Basicamente, as interações de comunicação que ocorrem dentro de um grupo ou organização


exercem uma ou mais dessas quatro funções, visando principalmente a tomada de decisão.

47
LEITURAOBRIGATÓRIA
As barreiras e os ruídos são comuns no processo de comunicação e, segundo Schermerhorn
(1999), são qualquer distúrbio dentro do processo de comunicação que o interrompe ou
interfere na sua transmissão. Para Cintra (2011), essas barreiras podem ser problemas
de semântica (escolha de palavras inadequadas), distrações físicas (como barulho), efeito
de status (como diferenças de níveis hierárquicos), diferenças culturais (entre países ou
regiões) e ausência de feedback (falta de resposta do receptor).

Cabe ao emissor atentar-se ao processo de comunicação e sua execução, visando garantir


a compreensão de sua mensagem, ou seja, certificar-se de que não há descompasso entre
a comunicação pretendida e a comunicação recebida.

Comunicação Verbal/Não Verbal e os Canais de Comunicação

De acordo com Cintra (2011), a comunicação verbal é aquela realizada com o uso da
linguagem falada ou escrita, enquanto a comunicação não verbal é realizada por meio de
gestos, expressões faciais, posturas corporais, sem o uso exclusivo de palavras.

Quando abordamos os canais de comunicação, tratamos da forma pela qual a informação


é transmitida.

De acordo com Robbins (2010), a eficácia da comunicação depende muito da escolha


adequada do canal de comunicação, que pode variar. O Quadro 3.1 apresenta um exemplo
de canais de comunicação em ordem de “riqueza”, ou seja, do mais pobre para o mais rico:

Quadro 3.1. Riqueza dos canais de comunicação.

(Mais pobres) --------------------------------------------------------- (Mais ricos)


Relatórios - e-mails - grupos de discussão (on-line) - conversas telefônicas - conversas cara a cara
Fonte: Adaptação de Robbins (2010).

Este autor reforça que o canal de comunicação “cara a cara” é o que possui maior riqueza,
uma vez que oferece o máximo de informações transmitidas durante um episódio de
comunicação.

A escolha de um canal depende de a mensagem ser rotineira ou não. As mensagens não


rotineiras tendem a ser mais ambíguas e gerar mais dúvidas. Desta forma, devem ser
transmitidas por canais mais ricos de comunicação, por exemplo, a comunicação cara a
cara.

48
LEITURAOBRIGATÓRIA
Como Elaborar uma Apresentação Eficiente

De acordo com Cintra (2011), antes de realizar uma apresentação, é fundamental considerar
algumas informações importantes até chegar no momento final. Estas etapas estão
organizadas conforme o Quadro 3.2 a seguir:

Quadro 3.2. Elaboração de uma apresentação eficiente.

Etapa Atividades / definição de:


Objetivo da apresentação: transmissão de informação, solução de um
problema.
Planejamento Público-alvo: número de pessoas, nível de conhecimento do tema, faixa
etária etc.
Recursos: local, tempo de apresentação, recursos tecnológicos.
Tema: organizar informações, pesquisar, estudar o assunto.
Elaborar a apresentação: utilizar racionalmente os discursos que vai
Preparação dispor, trazer os principais tópicos resumidos, revisão ortográfica, utilizar
imagens ou filmes, equilibrar a quantidade de informação.
Ensaio: fazer uma simulação da apresentação com público fictício,
treinar em frente a um espelho.
Horário: chegar ao local da apresentação com antecedência.
Apresentação pessoal: cuidados com vestimenta, higiene pessoal,
alimentação. Adequação de estilo conforme a imagem que você quer
transmitir.
Postura: movimentar-se em cena mas sem exagero, manter postura
ereta, olhar para o público diretamente e identificar reações de aprovação,
Organização e reprovação ou cansaço.
Postura
Vocabulário: adequado ao público-alvo e ao tema. Evitar vícios de
linguagem (hãm, né, tá, etc...). Utilizar o vocabulário que você domina.
Voz: o tom (alto ou baixo), a velocidade (rápida ou lenta) e o ritmo
(alternância) interferem na atenção do público.
Esclarecimento de dúvidas e participação do público: o apresentador
deve definir se as dúvidas ou os comentários poderão ocorrer durante a
apresentação ou somente no final.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

49
LEITURAOBRIGATÓRIA
Além de seguir essas etapas, é importante uma boa conclusão da apresentação, integrando
e amarrando os principais pontos abordados.

Desta forma, concluímos o tópico de comunicação, que abordou desde a compreensão


e importância da comunicação, os veículos principais e a estrutura sugerida para uma
apresentação eficaz.

Abordaremos, agora, a questão do processo de seleção, pois a comunicação é uma das


ferramentas principais para que você seja bem-sucedido nele.

O Processo de Seleção

É normal que este tema traga uma série de questões e preocupações para quem participa
de um processo de seleção. Vamos abordar o tema para esclarecer os principais passos de
um processo seletivo e apresentar o que é necessário para uma boa preparação antes de
participar de um processo como este.

Vamos iniciar com as características de um bom currículo.

De acordo com Cintra (2011), o currículo é um documento e deve ter alguns itens organizados,
de forma que não contenha exageros ou fatores que dificultem sua leitura.

O Quadro 3.3 apresenta um resumo dos principais itens que compõem um currículo.

Quadro 3.3. Principais itens de um currículo.

Item Descrição
Estes dados devem ser colocados em posição de destaque para que
você possa ser localizado facilmente.

Dados pessoais Incluir: e-mail, endereço, telefones, estado civil, nacionalidade, data
de nascimento.
Não incluir: número de documentos pessoais, peso, altura, raça ou
religião.

Objetivo Deve ser uma frase curta, clara e direta, indicando um cargo ou a área
de atuação/interesse.

50
LEITURAOBRIGATÓRIA
Item Descrição
Mencione o grau de escolaridade, o nome do curso, instituição e data
Formação de conclusão.
acadêmica Cite estes dados em ordem cronológica decrescente (do mais atual
para o mais antigo).
Resumo das Destaque seus principais conhecimentos e resultados obtidos na
qualificações carreira.
Descreva os empregos anteriores, do mais atual para o mais antigo.
Se forem muitos, escolha os principais.
Experiência
profissional Coloque o nome da empresa, área de atuação. Acrescente mês e ano
de entrada/saída, cargo que ocupava.
Exponha brevemente a experiência e realizações em cada organização.
Informe o nome dos cursos, palestras ou congressos relacionados à
Cursos área de interesse (do mais atual para o mais antigo). Acrescente os
nomes das instituições em que foram realizadas.

Idiomas Mencione quais idiomas você conhece e seu nível de domínio (básico,
intermediário, avançado ou fluente).
Outras Descreva aqui atividades temporárias, trabalhos voluntários,
informações colaboração em ONGs, artigos publicados etc.
Experiência Descreva de maneira resumida a experiência internacional, informando
internacional viagens/reuniões de negócio, país, ano.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

Esta estrutura básica de um currículo deve ser adaptada à situação de cada profissional,
experiência e ao objetivo pretendido.

Considerações sobre o Processo Seletivo

Os processos seletivos não são idênticos e variam de acordo com cada organização.

De acordo com Cintra (2011), algumas técnicas (Quadro 3.4) são mais conhecidas e
utilizadas, tendo por objetivo conhecer mais profundamente as pessoas que se candidataram
à vaga. A meta final é encontrar a pessoa que apresente maior capacidade de adequação
e integração à dinâmica da organização.

51
LEITURAOBRIGATÓRIA
Quadro 3.4. Técnicas comuns em processos de seleção.

Técnica Descrição resumida


Pode ser realizada individualmente ou de forma coletiva. Em geral,
é feita primeiramente por um profissional de RH e, depois, pelo
Entrevista solicitante da vaga. É uma conversa com objetivos predefinidos para
ambos, em que as pessoas estarão frente a frente para descobrirem-
se mutuamente (empresa e candidato).
São situações estruturadas para que as pessoas participem
desempenhando um papel, cumprindo uma tarefa, relacionando-
Dinâmica de se com outros candidatos, expondo seus pontos de vista, ouvindo
Grupo os outros, discutindo e debatendo. Este tipo de atividade fornece
mais dados para subsidiar a escolha do candidato, além de ser um
instrumento auxiliar na tomada de decisão.
São instrumentos planejados e padronizados, de uso específico
Testes do profissional da área de psicologia. Permitem avaliar diferentes
psicológicos características do indivíduo, entre elas, suas aptidões, tendências de
comportamento, capacidades mentais e aspectos da personalidade
do candidato.
Consiste na exposição de uma situação-problema, bem próxima de
Provas um acontecimento real, para a qual o candidato deve apresentar
situacionais uma alternativa de solução. Avalia-se a tomada de decisão e a linha
de raciocínio de cada participante.
Testes práticos Algumas profissões podem necessitar de um teste prático, em que
ou provas o candidato precisa demonstrar certas habilidades para a realização
técnicas de uma tarefa.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

Concluindo, as informações apresentadas, referentes à construção de um bom currículo e à


estrutura de um processo seletivo, são importantes para que você se prepare adequadamente
para esta importante etapa profissional.

Além disso, é fundamental compreender que a comunicação eficaz, anteriormente abordada,


será uma ferramenta imprescindível durante todo o processo de seleção, muitas vezes
fazendo a diferença entre os candidatos participantes e os escolhidos.

52
LINKSIMPORTANTES
Quer saber mais sobre o assunto?
Então:
Sites
Acesse o site Administradores.com e leia o artigo “Importância da comunicação eficaz no
século XXI”.
Disponível em: <http://www.administradores.com.br/artigos/cotidiano/importancia-da-
comunicacao-eficaz-no-seculo-xxi/23132/>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Você terá acesso a um artigo sobre a importância da comunicação eficaz no século XXI.

Acesse o site Exame.com e leia o artigo ”Como encarar a seleção no Google numa boa:
conheça as etapas do processo seletivo e saiba como se preparar”.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/como-encarar-a-selecao-no-
google-numa-boa>. Acesso em: 2 jan. 2014.

Leia o artigo “Segredos da linguagem corporal: alguns motivos pelos quais você nunca mais
cruzará os braços”.
Disponível em: <http://www.administradores.com.br/artigos/carreira/segredos-
da-linguagem-corporal-alguns-motivos-pelos-quais-voce-nunca-mais-cruzara-os-
bracos/71603/>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Veja uma análise bastante pertinente sobre o assunto e confira ainda cinco dicas que podem
ajudar você em momentos importantes, como uma reunião de negócios ou uma entrevista
de emprego.

53
LINKSIMPORTANTES
Leia o artigo da Revista Exame: “6 dicas essenciais para se dar bem na dinâmica de grupo:
autoconhecimento, tranquilidade, interação e um toque de ousadia”.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/carreira/noticias/6-dicas-de-ouro-para-se-dar-
bem-uma-dinamica-de-grupo>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Confira conselhos de especialistas para quem vai encarar esta “temida” etapa de um
processo seletivo.

Vídeos
Assista ao vídeo: Processo Seletivo da Heineken: vencer é uma escolha.
Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=y6EcEpibnQY>. Acesso em: 2 jan. 2014.
O vídeo apresenta um processo de seleção inovador, para o qual as pessoas não conseguem
se preparar previamente.

AGORAÉASUAVEZ
Instruções:
Chegou a hora de você exercitar seu aprendizado por meio das resoluções
das questões deste Caderno de Atividades. Essas atividades auxiliarão
você no preparo para a avaliação desta disciplina. Leia cuidadosamente
os enunciados e atente-se para o que está sendo pedido e para o modo de
resolução de cada questão. Lembre-se: você pode consultar o Livro-Texto
e fazer outras pesquisas relacionadas ao tema.

54
AGORAÉASUAVEZ
Questão 1: a) Email, endereço, telefones. ( )
Conforme estudamos, as mudanças exi- b) Estado civil. ( )
gem aprendizado. Nos estágios iniciais de
c) Nacionalidade, data de nascimento. ( )
uma mudança, parece impossível ser posi-
tivo, aprender novas técnicas ou mudar há- d) Número de documentos pessoais. ( )
bitos e estilos de vida. No entanto, passada
e) Peso e altura. ( )
a fase de crise, segue-se um período de
aceitação e readaptação à nova situação.
Assim, reflita e responda: Para você, o que Questão 4:
significa mudar?
Assinale a alternativa correta.

As técnicas mais comuns utilizadas em


Questão 2: processos de seleção são:
Marque a alternativa correta.
a) Entrevista.
Os principais itens de um currículo são:
b) Dinâmica de Grupo.
a) Dados pessoais.
c) Testes psicológicos.
b) Objetivo.
d) Testes práticos ou provas técnicas.
c) Formação acadêmica, Cursos, Idio-
mas. e) As alternativas “a, b, c, d” estão
corretas.
d) Resumo das qualificações, Experiência
profissional.
Questão 5:
e) As alternativas “a, b, c, d” estão
Assinale Verdadeiro (V) ou Falso (F).
corretas.
A comunicação tem quatro funções bási-
cas dentro de um grupo ou organização.
Questão 3: São elas:
Indique Verdadeiro (V) ou Falso (F).
a) Manipulação: convencimento das pes-
Na preparação do currículo, os seguintes soas por meio de informações que não ne-
dados pessoais devem ser informados: cessariamente sejam verdadeiras.

55
AGORAÉASUAVEZ
b) Controle: ocorre quando atua no compor- Questão 9:
tamento das pessoas, por meio de orienta-
Qual a definição de comunicação?
ções formais que devem ser seguidas, di-
vulgação de políticas e procedimentos. ( )

c) Motivação: esclarece aos funcionários


Questão 10:
o que deve ser feito por meio do estabe- Na preparação para uma apresentação,
lecimento de metas específicas, qualidade quem deve definir como será o esclare-
de seu desempenho, gerando feedback do cimento de dúvidas e perguntas? De que
progresso e recompensa do comportamen- forma esta definição deve ser comunicada
to desejável. ( ) aos participantes da apresentação?
d) Expressão emocional: para muitos fun-
cionários, seu grupo de trabalho é a fonte
primária de interação social, expressando
suas frustações e sua satisfação. ( )

e) Transmissão de informações: proporcio-


na aos membros dos grupos as informa-
ções para a tomada de decisão. ( )

Questão 6:
O que é Comunicação Verbal e Não Verbal?

Questão 7:
O que é uma Dinâmica de Grupo?

Questão 8:
De acordo com o texto, para que servem os
testes psicológicos?

56
FINALIZANDO
Neste tema, você compreendeu a definição do que é comunicação eficaz, qual o
processo e de que maneira melhorar o processo de comunicação, qual a estrutura e as
principais informações contidas em um currículo profissional. Além disso, pode conhecer a
estrutura principal de um processo seletivo e os tipos de testes realizados.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar
sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

REFERÊNCIAS
BARDUCHI, A. L. J. (Org.) Empregabilidade: competências pessoais e profissionais. São
Paulo: Pearson Prentice Hall, 2010.

CHIAVENATO, Idalberto. Gestão de Pessoas: o novo papel dos recursos humanos nas
organizações. Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

CINTRA, Josiane C. et al. Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Valinhos: Anhanguera


Publicações, 2011.

DEL PRETTE, A.; DEL PRETTE, Z. A. P. Psicologia das relações interpessoais. Rio de
Janeiro: Vozes, 2001.

57
REFERÊNCIAS
FLEURY, A.; FLEURY, M. T. L. Estratégias empresariais e formação de competências.
São Paulo: Atlas, 2000.

HALL, Douglas T. e Associados. Career development in Organizations. San Francisco:


Jossey-Bass, 1986.

LACOMBE, Francisco José Masset. Recursos Humanos: princípios e tendências. São


Paulo: Saraiva, 2005.

LONDON, Manuel; STUMPF, Stephen. Individual and organizational career development


in changing times. In: HALL, Douglas T. Career development in organizations. San Fran-
cisco: Jossey-Bass, 1986.

MARTINS, R. F.; TURRIONI, J. B. Análise de SWOT e Balanced Scorecard: uma aborda-


gem sistemática e holística para formulação da estratégia. In: ENCONTRO NACIONAL
DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 22., Curitiba-PR, 23 a 25 de outubro de 2002.

PEREIRA, M. F. A gestão organizacional: em busca do comportamento holístico. In: AN-


GELONI, M. T. (Org.) Organizações do conhecimento: infra-estrutura, pessoas e tecnolo-
gias. São Paulo: Saraiva, 2008.

QUINN, R. E. et al. Competências gerenciais: princípios e aplicações. Rio de Janeiro:


2003.

RAICH, M; DOLAN, S. Adiante: as empresas e a sociedade em transformação. São Paulo:


Saraiva – Virgilia, 2010.

ROBBINS, S. P.; TIMOTHY, A.; JUDGE, F. S. Comportamento Organizacional. São Paulo:


Pearson Prentice Hall, 2010.

ROTHMANN, I.; COOPER, C. Fundamentos de Psicologia organizacional e do trabalho.


Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

SCHERMERHORN JR., J. R. Fundamentos do comportamento organizacional. Porto Ale-


gre: Bookman, 1999.

VAN MAANEN, John. Organizational careers: some new perspectives. New York: John
Wiley & Sons, 1977.

WERBACH, D. E. Fundamentos básicos das grupoterapias. Porto Alegre: Artmed, 2000.

58
GLOSSÁRIO
Comunicação: é a possibilidade de compartilhar, tornar comum uma informação, de forma
a facilitar a compreensão e a interação entre duas ou mais pessoas. Se a comunicação
perfeita existisse, ocorreria quando um pensamento ou ideia fosse transmitido de uma
pessoa para outra de tal forma que a figura mental percebida pelo receptor fosse idêntica à
do emissor.

Comunicação verbal: é aquela realizada com o uso da linguagem falada ou escrita.

Comunicação não verbal: é aquela realizada por meio de gestos, expressões faciais,
posturas corporais, sem o uso exclusivo de palavras.

Dinâmica de Grupo: são situações estruturadas para que as pessoas participem


desempenhando um papel, cumprindo uma tarefa, relacionando-se com outros candidatos,
expondo seus pontos de vista, ouvindo os outros, discutindo e debatendo. Este tipo de
atividade fornece mais dados para subsidiar a escolha do candidato e é um instrumento
auxiliar na tomada de decisão.

Testes psicológicos: são instrumentos planejados e padronizados, específicos de uso


do profissional da área de psicologia, que permitem avaliar diferentes características do
indivíduo, entre elas, suas aptidões, tendências de comportamento, capacidades mentais e
aspectos da personalidade do candidato.

59
GABARITO
Questão 1

Resposta: Mudar significa deixar uma situação conhecida, à qual já estávamos acostumados,
para uma nova situação, que poderá nos causar desconforto e insegurança.

Questão 2

Resposta: Alternativa E.

Questão 3

Resposta:
a) V.
b) V.
c) V.
d) F.
e) F.

Questão 4

Resposta: Alternativa E.

Questão 5

Resposta:
a) F.
b) V.
c) V.
d) V.
e) V.
60
GABARITO
Questão 6

Resposta: A comunicação verbal é aquela realizada com o uso da linguagem falada ou


escrita, enquanto a comunicação não verbal é realizada por meio de gestos, expressões
faciais, posturas corporais, sem o uso exclusivo de palavras.

Questão 7

Resposta: São situações estruturadas para que as pessoas participem desempenhando


um papel, cumprindo uma tarefa, relacionando-se com outros candidatos, expondo seus
pontos de vista, ouvindo os outros, discutindo e debatendo. Este tipo de atividade fornece
mais dados que subsidiem a escolha do candidato e é instrumento auxiliar na tomada de
decisão.

Questão 8

Resposta: São instrumentos planejados e padronizados, específicos de uso do profissional


da área de psicologia, que permitem avaliar diferentes características do indivíduo, entre
elas, suas aptidões, tendências de comportamento, capacidades mentais e aspectos da
personalidade do candidato.

Questão 9

Resposta: Podemos entender a comunicação como uma possibilidade de compartilhar,


tornar comum uma informação, de forma a facilitar a compreensão e a interação entre duas
ou mais pessoas.

Questão 10

Resposta: Com relação ao esclarecimento de dúvidas e participação do público, o


apresentador deve definir se as dúvidas ou comentários poderão ocorrer durante a
apresentação ou somente no final.

61
Tema 04
Uso de Tecnologias e a Conquista da
Independência Financeira

seções
S e ç õ e s
Tema 04
Uso de Tecnologias e a Conquista da
Independência Financeira
Introdução ao Estudo da Disciplina

Caro(a) aluno(a).

Este Caderno de Atividades foi elaborado com base no livro Desenvolvimento Pessoal e
Profissional, da autora Josiane C. Cintra et al., Editora Anhanguera Publicações, 2011.
(Livro-Texto 412).

Roteiro de Estudo:
Desenvolvimento Pessoal
Dante Bonetti Freitas
e Profissional

CONTEÚDOSEHABILIDADES
Conteúdo
Nessa aula você estudará:

• O conceito de tecnologia.

• As redes sociais e o uso das tecnologias para divulgação pessoal e profissional.

• Os conceitos de riqueza e independência financeira.

65
CONTEÚDOSEHABILIDADES
Habilidades
Ao final, você deverá ser capaz de responder as seguintes questões:

• O que é tecnologia?

• O que são redes sociais?

• De que maneira divulgar conteúdos pessoais e profissionais nas redes sociais?

• Como administrar os recursos financeiros e conquistar a independência financeira?

LEITURAOBRIGATÓRIA
Uso de Tecnologias e a Conquista da Independência
Financeira
Tecnologia
As mudanças que ocorrem na área de tecnologia são constantes e impactam nossa
vida pessoal e profissional. Vamos identificar recursos que podem ser obtidos por meio da
tecnologia e vantagens com relação à empregabilidade.

Primeiramente vamos compreender o que são tecnologias e como defini-las. Boa parte das
pessoas associa tecnologia a equipamentos, dispositivos, máquinas e aparelhos. De acordo
com Kenski (2007), tecnologia é o conjunto de conhecimentos e princípios científicos que se
aplicam ao planejamento, à construção e à utilização de um equipamento em determinado
tipo de atividade.

Evoluindo um pouco mais no conceito, de acordo com Velloso (2004), temos a Tecnologia
da Informação (TI), que é um termo utilizado para caracterizar tudo o que está associado a
soluções utilizadas em determinado sistema.

66
LEITURAOBRIGATÓRIA
De acordo com Cintra (2011), muitas ferramentas foram criadas, por exemplo, o e-mail,
agenda de grupo on-line, sendo a internet considerada um marco e um dos principais
avanços na história do desenvolvimento tecnológico.

Internet

É difícil imaginar nos dias atuais o fato de não estarmos conectados à internet. Nós nos
tornamos dependentes desta ferramenta de tal forma que nossa vida se reorganizou em
função de muitas facilidades e comodidades permitidas por meio desta rede.

Conforme nos explica Cintra (2011), a internet é uma rede mundial de computadores interligados
que permite que milhões de pessoas em todo o mundo tenham acesso a informações e se
comuniquem por meio de serviços como e-mail, chat, fóruns, redes sociais etc.

A seguir, o Quadro 4.1 apresenta um resumo dos principais serviços oferecidos e vinculados
à internet.

Quadro 4.1. Serviços da internet.

Serviço da
Descrição
Internet
Também é conhecido como correio eletrônico. É uma ferramenta que
E-mail permite a comunicação entre duas ou mais pessoas por meio do envio e
recebimento de mensagens, de um computador a outro, via internet.
É o bate-papo virtual, de forma imediata. É possível comunicar-se
Chat simultaneamente com mais de uma pessoa, de forma escrita, voz ou, até
mesmo, pelo envio de arquivos durante a comunicação.
Permite a interação entre duas ou mais pessoas sem a necessidade de
Fórum estarem conectadas no mesmo momento. Também conhecido como
grupo de discussão, permite debates sobre assuntos diversos.

Download Na internet, é possível buscar determinada informação e transferi-la para


o computador local. Significa “baixar um arquivo”.
Sistemas de São mecanismos destinados a analisar, ordenar e pesquisar informações
busca na internet.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

67
LEITURAOBRIGATÓRIA
A partir da criação da internet e seus serviços, tiveram origem as redes sociais, que serão
explicadas a partir de agora.
Redes Sociais
De acordo com Cintra (2011), uma rede social é composta por um grupo de pessoas que
interagem por meio da internet. As redes sociais permitem conexões entre as pessoas que
compõem o grupo, o que acaba determinando os laços sociais.
Por meio das redes sociais, as pessoas se aproximam por afinidade, projetos conjuntos,
cooperação, valores, costumes. O objetivo principal é agrupar pessoas com interesses
comuns e gerar espaço para discussões.
As redes sociais podem ser utilizadas com foco em negócios ou relacionamentos pessoais.
Um dos exemplos mais importantes de rede social com foco em negócios é o Linkedin,
que permite criar um perfil profissional descrevendo a formação acadêmica, experiência
profissional, competências e outras informações. A partir da criação do perfil, é possível
adicionar novos contatos, criar ou participar de grupos, buscar vagas de emprego e trocar
informações profissionais importantes.
Entre as redes sociais focadas em relacionamentos pessoais, a de maior destaque
atualmente é o Facebook, que tem um caráter mais pessoal, apesar de permitir a colocação
de dados e informações profissionais. Este tipo de rede permite que as pessoas publiquem
informações que podem ser visualizadas por todos ou apenas seus amigos.
É importante destacar também o Blog e o Twitter, que são resumidos no Quadro 4.2:

Quadro 4.2. Blog e Twitter.

Item Definição
É um diário hospedado na internet que permite que qualquer pessoa escreva
sobre si mesma ou algum tema de interesse geral.
Blog
É possível divulgar textos, imagens ou vídeos. Muitas pessoas divulgam seu
currículo, visando aumentar sua empregabilidade.
É uma rede de microblogs que permite que as pessoas publiquem mensagens
curtas, de até 140 caracteres, que são vistas por seguidores.
Twitter O usuário pode se cadastrar, seguir amigos, formar uma comunidade e ser
seguido por outras pessoas. Seguir outra pessoa significa adicionar ao seu twitter
o endereço desta pessoa e receber todas as mensagens por ela disponibilizadas.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

68
LEITURAOBRIGATÓRIA
É importante reconhecer que determinadas tecnologias podem ser utilizadas com enfoque
pessoal ou profissional, o que vai direcionar a divulgação de conteúdo. Além disso, algumas
tecnologias podem potencializar o aprendizado por meio da interação, cooperação e
comunicação.

Vamos estudar, agora, as questões financeiras e o planejamento adequado para nossa


realização pessoal e profissional.

Conquista da Independência Financeira

Abordaremos, aqui, como conquistar a independência financeira.

Obter a independência financeira é um desejo de muitas pessoas, e isso pode ser alcançado
por meio de planejamento e disciplina. Quanto antes nos planejarmos para isso, mais cedo
poderemos atingi-la. Isso não é uma tarefa fácil, mas é algo perfeitamente possível. Se
considerarmos que a expectativa de vida está aumentando, os avanços na área da medicina
e na qualidade vida vão nos propiciar maior longevidade. Então, torna-se fundamental
estarmos preparados para uma etapa de vida futura, em que poderemos usufruir de recursos
financeiros acumulados em etapas anteriores de nossa vida produtiva.

Já a falta de independência financeira significa que trabalharemos por mais tempo e muitas
vezes teremos de nos contentar em pagar dívidas acumuladas ao longo de anos pelo
descontrole financeiro.

De acordo com Cintra (2011), a independência financeira pode ser definida, de forma
simples, como o patrimônio pessoal que gera renda suficiente para a pessoa sobreviver
pelo resto de sua vida sem precisar mais trabalhar.

A seguir, abordaremos as etapas para conquistar a independência financeira (Quadro 4.3):

69
LEITURAOBRIGATÓRIA
Quadro 4.3. Cinco passos para a independência financeira

Etapas Detalhamento
A renda da família geralmente é composta pelos salários das pessoas
que trabalham na casa. A primeira armadilha a ser evitada é considerar
a renda bruta da família, ou seja, deve-se sempre considerar a renda
1- Conheça sua
líquida (excluindo-se os impostos) da família.
renda
Outro fator fundamental é buscar alternativas de incremento da renda.
Pequenos aumentos de renda produzem grandes resultados a longo
prazo.
Este item exige disciplina. Algumas dicas:
- Anote as despesas para ter a real dimensão de tudo o que foi gasto.
- Evite parcelamentos e seus respectivos juros.
2- Controle - Mantenha um diálogo aberto com todos da família e busque uma
suas despesas divisão justa de despesas.
- Tarifas bancárias: uma conta conjunta do casal pode reduzir tarifas.
- Celulares: avalie com cuidado o pré e pós-pago.
- Financiamentos: evite ao máximo, principalmente o cheque especial
e o cartão de crédito rotativo.
Faça orçamento mensal de seus gastos e sua renda.
3- Faça
orçamento Isso permite avaliar tudo o que ocorreu na sua vida financeira naquele
mensal mês. O ideal é anotar todas as despesas e transferi-las para uma
planilha.
Invista seu superávit de forma inteligente, gerando juros que permitirão
alcançar seu objetivo de acumulação mais rapidamente. Dicas:
4- Invista seu - Compreenda o produto financeiro detalhadamente.
superávit - Seja conservador com a maior parte dos seus recursos.
- Entenda seu horizonte de tempo de investimento, escolhendo o
investimento adequado para o tempo que seu dinheiro ficará retido.
O acompanhamento é fundamental para garantir que suas metas estão
5- Acompanhe sendo atingidas.
a evolução do O ideal é rever a cada seis meses ou um ano se as metas de superávit
patrimônio foram cumpridas, bem como certificar-se de que os juros recebidos no
período foram superiores à inflação.
Fonte: Adaptação de Cintra (2011).

A conquista da independência financeira é possível para qualquer pessoa, entretanto, ela


exige comprometimento, disciplina e dedicação.
70
LINKSIMPORTANTES
Quer saber mais sobre o assunto?
Então:
Sites
Acesse o site Globo.com e leia o artigo “Setor da tecnologia da informação oferece 276 mil
vagas em todo o país”.
Disponível em: <http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2013/06/setor-da-tecnologia-da-
informacao-oferece-276-mil-vagas-em-todo-o-pais.html>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Você terá acesso a um artigo sobre o Setor da tecnologia da informação, que oferece 276 mil
vagas em todo o país. Apesar da grande oferta, boa parte das vagas não são preenchidas.

Acesse o site Wikipedia e leia ”História da Internet”.


Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_da_Internet>. Acesso em: 2
jan. 2014.

Acesse o site Serasa Experian.


Disponível em: <http://www.serasaexperian.com.br/guia/conteudo.htm>. Acesso em: 2 jan.
2014.
Encontre vários artigos falando sobre o planejamento financeiro pessoal.

Leia o artigo da Revista Exame: “Os 7 pecados capitais que o impedem de enriquecer”.
Disponível em: <http://exame.abril.com.br/seu-dinheiro/noticias/os-7-pecados-capitais-que-
o-impedem-de-enriquecer>. Acesso em: 2 jan. 2014.
Ter uma vida financeira saudável e enriquecer dá trabalho; veja como a preguiça, o
imediatismo, a ganância e as lamúrias podem sabotar seu planejamento.

71
LINKSIMPORTANTES
Vídeos
Assista ao vídeo: Tecnologia: os computadores do futuro.
Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=zOkDpBX8YZs>. Acesso em: 2 jan.
2014.
O vídeo explica a evolução recente dos computadores e da tecnologia.

AGORAÉASUAVEZ
Instruções:
Chegou a hora de você exercitar seu aprendizado por meio das resoluções
das questões deste Caderno de Atividades. Essas atividades auxiliarão
você no preparo para a avaliação desta disciplina. Leia cuidadosamente
os enunciados e atente-se para o que está sendo pedido e para o modo de
resolução de cada questão. Lembre-se: você pode consultar o Livro-Texto
e fazer outras pesquisas relacionadas ao tema.

Questão 1: Questão 2:
Conforme estudamos, há redes sociais Marque a alternativa correta.
mais voltadas para aspectos profissionais
Qual destas ferramentas foi considerada um
e outras redes sociais mais voltadas para
marco, ou seja, um dos principais avanços
aspectos pessoais. Assim, reflita e respon-
na história do desenvolvimento tecnológico?
da: Você sabe diferenciar essas redes?
Está participando de ambas (profissional e a) E-mail.
pessoal)? Se sim, cite as redes que parti-
cipa. b) Agenda de grupo on-line.

c) Internet.
72
AGORAÉASUAVEZ
d) Planilhas de informações. Questão 5:
e) Máquina de escrever. Assinale Verdadeiro (V) ou Falso (F).

Um dos componentes da independência


Questão 3: financeira é o controle das despesas. A se-
guir, algumas dicas que se referem a este
Indique Verdadeiro (V) ou Falso (F).
tópico:
Sobre o Twitter, podemos afirmar que:
a) Anote as despesas para ter real dimen-
a) É uma rede de microblogs que permi- são de tudo o que foi gasto. ( )
te que as pessoas publiquem mensagens
b) Faça compras parceladas sempre que
curtas, de até 140 caracteres. ( )
possível. ( )
b) As mensagens são vistas por seguido-
res. ( ) c) Mantenha um diálogo aberto com todos
da família e busque uma divisão justa das
c) O usuário pode se cadastrar, seguir ami- despesas. ( )
gos. ( )
d) Tarifas bancárias: uma conta conjunta
d) É possível formar uma comunidade e ser
do casal pode reduzir tarifas. ( )
seguido por outras pessoas. ( )
e) Celulares: avalie com cuidado o pré e
e) O twitter é utilizado somente para fins
pós-pago. ( )
profissionais. ( )

Questão 4: Questão 6:
Dentro do contexto de negócios, há uma
Assinale a alternativa correta.
rede social bastante conhecida. Qual é o
Identifique o que podemos considerar como nome desta rede, o que ela permite fazer e
Serviços da Internet: o que você sabe sobre ela?

a) E-mail.

b) Chat. Questão 7:
c) Fórum. Comente as principais finalidades e objeti-
vos das redes.
d) Sistemas de busca.

e) As alternativas “a, b, c, d” estão


corretas.
73
AGORAÉASUAVEZ
Questão 8: Questão 10:
Você acredita que o uso de tecnologia pode Um dos componentes da independência fi-
potencializar o aprendizado? De que maneira? nanceira é a realização de um “orçamento
mensal”. Comente o que você entende ser
importante neste tópico.
Questão 9:
Qual a definição de independência finan-
ceira?

FINALIZANDO
Neste tema, você compreendeu o que é tecnologia, o que são redes sociais e de que
maneira divulgar conteúdos pessoais e profissionais nas redes sociais. Além disso, aprendeu
como administrar seus recursos financeiros e conquistar a independência financeira.

Caro aluno, agora que o conteúdo dessa aula foi concluído, não se esqueça de acessar
sua ATPS e verificar a etapa que deverá ser realizada. Bons estudos!

REFERÊNCIAS
CINTRA, Josiane C. et al. Desenvolvimento Pessoal e Profissional. Valinhos: Anhanguera
Publicações, 2011.

KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distancia. Campinas: Papirus, 2007.

VELLOSO, F. de C. Informática: conceitos básicos. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

74
GLOSSÁRIO
Internet: é uma rede mundial de computadores interligados que permite que milhões de
pessoas, em todo o mundo, tenham acesso a informações e se comuniquem por meio de
serviços como e-mail, chat, fóruns, redes sociais etc.

Chat: é o bate-papo virtual, de forma imediata. É possível comunicar-se simultaneamente


com mais de uma pessoa, de forma escrita, voz ou, até mesmo, pelo envio de arquivos
durante a comunicação. É aquela realizada por meio de gestos, expressões faciais, posturas
corporais, sem o uso exclusivo de palavras.

Blog: é um diário hospedado na internet que permite que qualquer pessoa escreva sobre
si mesma ou sobre algum tema de interesse geral. É possível divulgar textos, imagens ou
vídeos.

Twitter: é uma rede de microblogs que permite que as pessoas publiquem mensagens
curtas, de até 140 caracteres, que são vistas por seguidores. O usuário pode se cadastrar,
seguir amigos, formar uma comunidade e ser seguido por outras pessoas.

Independência financeira: pode ser definida, de forma simples, como o patrimônio pessoal
que gera renda suficiente para a pessoa sobreviver pelo resto de sua vida sem precisar
mais trabalhar.

75
GABARITO
Questão 1
Resposta: Um dos exemplos mais importantes de rede social com foco em negócios é
o Linkedin, que permite criar um perfil profissional descrevendo a formação acadêmica,
experiência profissional, competências e outras informações. Entre as redes sociais focadas
em relacionamentos pessoais a de maior destaque atualmente é o Facebook, que tem um
caráter mais pessoal, apesar de permitir a colocação de dados e informações profissionais.
Questão 2
Resposta: Alternativa C.
Questão 3
Resposta:
a) V.
b) V.
c) V.
d) V.
e) F.
Questão 4
Resposta: Alternativa E.
Questão 5
Resposta:
a) F.
b) V.
c) V.
d) V.
e) V.
76
GABARITO
Questão 6

Resposta: Um dos exemplos mais importantes de rede social com foco em negócios é
o Linkedin, que permite criar um perfil profissional descrevendo a formação acadêmica,
experiência profissional, competências e outras informações. A partir da criação do perfil, é
possível adicionar novos contatos, criar ou participar de grupos, buscar vagas de emprego
e trocar informações profissionais importantes.

Questão 7

Resposta: As redes sociais permitem conexões entre as pessoas que compõem o grupo,
o que acaba determinando os laços sociais. Por meio das redes sociais, as pessoas se
aproximam por afinidade, projetos conjuntos, cooperação, valores, costumes. O objetivo
principal é agrupar pessoas com interesses comuns e gerar espaço para discussões.

Questão 8

Resposta: O uso de algumas tecnologias pode potencializar o aprendizado por meio da


interação, cooperação e comunicação.

Questão 9

Resposta: Pode ser definida, de forma simples, como o patrimônio pessoal que gera renda
suficiente para a pessoa sobreviver pelo resto de sua vida sem precisar mais trabalhar.

Questão 10

Resposta: Faça orçamento mensal de seus gastos e sua renda. Isso permite avaliar tudo
o que ocorreu na sua vida financeira naquele mês. O ideal é anotar todas as despesas e
transferi-las para uma planilha.

77