Você está na página 1de 117
Universidade Federal de Pelotas Vice-Reitoria Coordenação de Bibliotecas Manual de normas UFPel para trabalhos

Universidade Federal de Pelotas Vice-Reitoria Coordenação de Bibliotecas

Manual de normas UFPel para trabalhos acadêmicos

2

Universidade Federal de Pelotas

Vice-Reitoria

Coordenação de Bibliotecas

Manual de normas UFPel para trabalhos acadêmicos

Organizadores:

Aline Herbstrith Batista Dafne Silva de Freitas Patrícia de Borba Pereira

Pelotas

2019

3

Reitor Pedro Rodrigues Curi Hallal

Vice-reitor Luís Isaías Centeno do Amaral

Coordenação de Bibliotecas Patrícia de Borba Pereira

Revisão técnica das bibliotecárias Aline Herbstrith Batista Dafne Silva de Freitas

Diagramação Juliane Weber Peters

Dados de Catalogação na Publicação (CIP) Internacional Maria Inez Figueiredo Figas - CRB10/1612 Biblioteca Campus Porto - UFPel

M294

Manual de normas UFPel para trabalhos acadêmicos [livro eletrônico]:

revisão Aline Herbstrith Batista, Dafne Silva de Freitas e Patrícia de Borba Pereira. - Pelotas: Editora da UFPel, 2019 1 livro digital: il.

Vários autores. Inclui bibliografia. Disponível em: https://wp.ufpel.edu.br/sisbi/normas-da-ufpel-para- trabalhos-academicos/ ISBN xxx-xxx-xxx

1. Metodologia científica. 2. Trabalhos acadêmicos - elaboração.

I. Batista, Aline Herbstrith. II. Freitas, Dafne Silva de. III. Pereira, Patrícia de Borba. IV. Título.

Referência deste manual:

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Vice-Reitoria. Coordenação de Bibliotecas. Manual de normas UFPel para trabalhos acadêmicos. Pelotas, 2019. Revisão técnica de Aline Herbstrith Batista, Dafne Silva de Freitas e Patrícia de Borba Pereira. Disponível em:

mês ano (que você acessou o manual).

4

Sumário

Apresentação

08

1

Trabalhos acadêmicos

09

1.1 Estrutura dos trabalhos acadêmicos (NBR 14724)

09

1.2 Níveis de descrição

10

1.3 Elementos componentes

11

1.3.1 Capa

12

1.3.2 Lombada

12

1.3.3 Folha de rosto

12

1.3.4 Ficha catalográfica

13

1.3.5 Errata

13

1.3.6 Folha de aprovação

13

1.3.7 Dedicatória

13

1.3.8 Agradecimentos

14

1.3.9 Epígrafe

14

1.3.10 Resumo

14

1.3.11 Resumo em língua estrangeira

15

1.3.12 Lista de figuras

16

1.3.13 Lista de tabelas

17

1.3.14 Lista de abreviaturas e siglas

18

1.3.15 Lista de símbolos

19

1.3.16 Sumário

19

1.3.17 Introdução

19

1.3.18 Desenvolvimento

20

1.3.19 Conclusão ou considerações finais

20

1.3.20 Referências

21

1.3.21 Glossário

22

1.3.22 Apêndices

23

1.3.23 Anexos

23

1.3.24 Índice

24

2 Referências

24

2.1 Transcrição dos elementos

24

5

2.1.1 Indicação de responsabilidade

24

2.1.2 Título e subtítulo

27

 

2.1.3 Edição

27

2.1.4 Local

28

 

2.1.5 Editora

29

2.1.6 Data

30

2.1.7 Descrição física

30

2.1.8 Ilustrações

34

2.1.9 Dimensões

35

2.1.10 Séries e coleções

35

 

2.1.11 Notas

36

2.1.12 Disponibilidade e acesso

36

2.2

Ordenação das referências

36

2.2.1 Sistema alfabético

37

2.2.2 Sistema numérico

37

2.3 Elaboração das referências

38

2.4 Exemplos de referências por tipo de material

38

2.4.1 Monografia no todo

38

2.4.2 Monografia no todo em meio eletrônico

40

2.4.3 Parte de monografia

42

2.4.4 Parte de monografia em meio eletrônico

42

2.4.5 Publicação periódica

43

2.4.5.1 Coleção de publicação periódica

43

2.4.5.2 Coleção de publicação periódica em meio eletrônico

43

2.4.5.3 Artigo, seção e/ou matéria de publicação periódica

44

2.4.5.4 Artigo, seção e/ou matéria de publicação periódica em meio eletrônico

44

2.4.5.5 Artigos e/ou matéria de jornal

45

2.4.5.6 Artigos e/ou matéria de jornal em meio eletrônico

46

2.4.6

Evento

46

2.4.6.1 Evento no todo em monografia ou em publicação periódica

46

2.4.6.2 Evento no todo em meio eletrônico

47

6
6

2.4.6.3.1 Parte de evento em monografia

47

2.4.6.3.2 Parte de evento em publicação periódica

48

2.4.6.3.3 Parte de evento em meio eletrônico

48

2.4.7 Correspondência

49

2.4.8 Correspondência disponível em meio eletrônico

50

2.4.9 Patente

50

2.4.10 Patente em meio eletrônico

50

2.4.11 Documento jurídico

51

2.4.11.1

Legislação

51

2.4.11.1.1 Legislação em meio eletrônico

52

2.4.12 Documentos civis e de cartórios

53

2.4.13 Documento audiovisual

53

2.4.13.1 Filmes, vídeos, entre outros

53

2.4.13.2 Filmes, vídeos, entre outros em meio eletrônico

54

2.4.13.3 Documento sonoro no todo

54

2.4.13.4 Audiolivros

55

2.4.13.5 Parte de documento sonoro

55

2.4.13.6 Documento sonoro em meio eletrônico

55

2.4.14

Partitura

56

2.4.14.1 Partitura impressa

56

2.4.14.2 Partitura em meio eletrônico

56

2.4.15

Documento iconográfico

56

2.4.15.1

Documento iconográfico em meio eletrônico

57

2.4.16

Documento cartográfico

57

2.4.16.1

Documento cartográfico em meio eletrônico

58

2.4.17 Documento tridimensional

58

2.4.18 Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico

59

3 Normas gerais de citações

59

4 Notas de rodapé

66

5 Numeração progressiva das sessões do documento

68

6 Normas gerais de apresentação gráfica

73

7

Apêndice A

113

Apêndice B

114

Anexo A

115

Anexo B

116

Referências

117

8

Apresentação

A Universidade Federal de Pelotas (UFPel) apresenta seu Manual para elaboração de Trabalhos Acadêmicos: Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso de Graduação (TCC) e de Especialização (TCCP). Tem por objetivo auxiliar os alunos no processo de desenvolvimento de trabalhos acadêmicos além de colaborar com a instituição na tarefa de estabelecer o padrão de apresentação de trabalhos. Os critérios utilizados em sua elaboração são provenientes das Normas Técnicas que tratam da Documentação e Informação editadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) vigentes no ano de sua publicação. Esperamos que o uso deste manual seja proveitoso para os que buscam subsídios técnicos e científicos para a elaboração de suas produções.

9

1 Trabalhos acadêmicos

1.1 Estrutura dos trabalhos acadêmicos (NBR 14724)

A estrutura dos trabalhos acadêmicos compreende duas partes: parte externa e parte interna. A parte externa é composta de: capa e lombada*. A parte interna é composta de: elementos pré-textuais, elementos textuais e elementos pós-textuais, divididos em duas categorias: obrigatórios e opcionais.

Figura 1: Elementos componentes do trabalho acadêmico

Figura 1: Elementos componentes do trabalho acadêmico *Só se utiliza a parte externa lombada para os

*Só se utiliza a parte externa lombada para os trabalhos impressos.

10

1.2 Níveis de descrição

Verifique junto ao Coordenador de seu Curso ou seu Orientador qual nível de descrição você deve utilizar para a elaboração de seu trabalho acadêmico. Opte por um dos níveis de descrição a seguir:

- Nível de descrição tradicional

- Nível de descrição em capítulos

- Nível de descrição em artigos

Regras gerais

Informe-se junto ao seu curso de Graduação ou Programa de Pós- Graduação para a escolha do nível de descrição e, se necessário, a impressão de cópias. A biblioteca não recebe cópia impressa. Para integrar o acervo da biblioteca deverá ser entregue somente uma cópia em meio digital, a qual será disponibilizada no sistema de gerenciamento de acervo: Pergamum, Repositório Institucional da UFPel e Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) do IBICT, juntamente com o termo de autorização original para publicação.

11

1.3 Elementos componentes do trabalho acadêmico

Parte externa

Capa (obrigatório)

Lombada (opcional)

Parte interna Elementos Pré textuais

Folha de rosto (obrigatório)

Ficha catalográfica (obrigatório)

Errata (opcional)

Folha de aprovação (obrigatório)

Dedicatória (opcional)

Agradecimentos (opcional)

Epígrafe (opcional)

Resumo (obrigatório)

Resumo em língua estrangeira (obrigatório)

Lista de figuras (opcional)

Lista de tabelas (opcional)

Lista de abreviaturas e siglas (opcional)

Lista de símbolos (opcional)

Sumário (obrigatório)

Elementos Textuais

Introdução (obrigatório)

Desenvolvimento (capítulos) (obrigatório)

Conclusão ou considerações finais (obrigatório)

Elementos Pós textuais

Referências (obrigatório)

Glossário (opcional)

Apêndices (opcional)

Anexos (opcional)

Índice (opcional)

12

1.3.1 Capa

Elemento obrigatório. Deve ser confeccionada conforme as versões abaixo. Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial tamanho 12, centralizados, em negrito e entrelinhas de 1,5cm.

Versão impressa: encadernação em brochura com lombada e logotipo.

- Modelo de capa impressa

- Versão em CD - Modelo de capa para CD 1

1.3.2 Lombada (somente para o trabalho impresso)

Elemento opcional. Utilizada para capa em versão impressa. Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial, tamanho 12 e em negrito.

- Modelo de lombada impressa com logotipo

1.3.3 Folha de rosto

Elemento obrigatório. Devem constar os dados necessários à identificação do trabalho, a identificação da natureza e a finalidade do trabalho acadêmico. Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial, tamanho 12, centralizados, apenas autor e título, em negrito e entrelinhas de 1,5cm. A natureza do trabalho deve ser com espaçamento simples e recuado 7cm da margem esquerda.

- Modelo de folha de rosto para Tese

- Modelo de folha de rosto para Dissertação

- Modelo de folha de rosto para Trabalho de Conclusão de Curso

1 Verificar com o colegiado do curso

13

Elemento obrigatório. Quando finalizado o trabalho, deve ser solicitada no programa de geração de fichas do Sistema de Bibliotecas da UFPel em:

http://sisbi.ufpel.edu.br/?p=reqFicha Sua localização é no verso da folha de rosto para versão impressa ou após a folha de rosto na versão digital. Deve ser redigida em fonte Arial, 10, com margem alinhada à esquerda e entrelinhas simples. Consulte os trabalhos acadêmicos da UFPel em:

1.3.5 Errata

Elemento opcional. Deve ser inserida e colada logo após a folha de rosto, constituída pela referência do trabalho e pelo texto da errata. Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial tamanho 12, título centralizado, sem indicativo numérico, texto justificado e entrelinhas de 1,5cm.

- Modelo de Errata

1.3.6 Folha de aprovação

Elemento obrigatório. Deve ser preenchida com os dados do trabalho e data de aprovação. Todos os elementos devem ser redigidos em fonte Arial tamanho 12, centralizados. A natureza do trabalho em texto justificado, com espaçamento entrelinhas simples. O título deste elemento pré-textual não deve constar na folha.

- Modelo de folha de aprovação para Tese

- Modelo de folha de aprovação para Dissertação

- Modelo de folha de aprovação para Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.7 Dedicatória

Elemento opcional. O autor presta homenagem ou dedica seu trabalho a alguém. Deve ser redigida em fonte Arial tamanho 12. Se curta, recuar na margem de 6 cm e no meio da folha. Se longa, texto justificado, entrelinhas de 1,5 cm e parágrafo de 1,25. O título deste elemento pré-textual não deve constar na folha.

14

- Modelo de dedicatória para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.8 Agradecimentos

Elemento opcional. São colocadas manifestações de reconhecimento a pessoas e instituições que colaboraram e foram importantes para a execução do trabalho. Deve ser redigido em fonte Arial tamanho 12, título centralizado, sem indicativo numérico, texto justificado, entrelinhas de 1,5cm e parágrafo de 1,25. Se curta, é permitido recuar na margem de 6 cm e no meio da folha.

- Modelo de agradecimentos para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.9 Epígrafe

Elemento opcional. De acordo com ABNT NBR 10520, constitui-se numa citação, seguida de indicação de autoria, que bem caracteriza a linha de pensamento abordada pelo autor. Pode ocorrer também no início de cada capítulo, mas é opcional. Deve ser redigido em fonte Arial tamanho 10, em itálico, entrelinhas de 1,5cm, recuada na margem de 6 cm e no meio da folha. Entre aspas quando for menos de três linhas. O título deste elemento pré-textual não deve constar na folha.

- Modelo de epígrafe para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.10 Resumo

Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6028, “é a apresentação concisa dos pontos relevantes de um documento”. Deve ter de 150 a 500 palavras. Deve ser redigido em parágrafo único, com verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular. Deve ser composto de uma sequência de frases concisas, afirmativas e não de enumeração de tópicos. Deve ressaltar o objetivo, o resultado e as conclusões do trabalho, assim como o método e a técnica empregada em sua elaboração. Deve-se evitar: abreviaturas, símbolos, fórmulas, equações e diagramas. Redigir a referência do trabalho antes do

15

resumo¹. Citar as palavras-chave após o resumo, precedidas da expressão “Palavras-chave:”. Este capítulo não deve constar no sumário.

A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, título centralizado, sem indicativo numérico e texto justificado, em parágrafo único. A referência citada acima do resumo deve ser redigida em fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, texto em margem alinhada à esquerda. Separar as Palavras-chave por ponto.

- Modelo de resumo para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.11 Resumo em língua estrangeira

Elemento obrigatório. Abstract, se em língua inglesa ou a língua escolhida pelo Curso de Graduação ou Programa de Pós-Graduação. Deve conter todos os dados do resumo traduzido para língua estrangeira, inclusive a referência. Este capítulo não deve constar no sumário. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, título centralizado, sem indicativo numérico e texto justificado, em parágrafo único. A referência citada acima do resumo deve ser redigida em fonte Arial tamanho 12, entrelinhas simples, texto em margem alinhada à esquerda. Separar as Palavras-chave por ponto.

- Modelo de abstract para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1 O Comitê Técnico decidiu pela utilização da referência do trabalho antes do Resumo e do Abstract em trabalhos acadêmicos.

1.3.12 Lista de figuras

Elemento opcional. Apresenta os elementos de apoio ao texto: Figura¹, com suas respectivas paginações. Elaborado de acordo com a ordem apresentada

16

no texto, com cada item designado pela palavra Figura com seu número específico, a legenda iniciada pelo tipo de figura a que se refere e respectivo número da página. Este capítulo não deve constar no sumário. Quando em quantidade expressiva, recomenda-se a elaboração de lista própria para cada tipo de Figura (Lista de desenhos, Lista de esquemas, Lista de fluxogramas, Lista de fotografias, Lista de gráficos, Lista de mapas, Lista de organogramas, Lista de plantas, Lista de quadros, Lista de retratos e outras). Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

- Modelo de Lista de figuras para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

- Figuras 1

Conforme a ABNT NBR 14724, “são elementos de apoio ao texto”. As figuras (= ilustrações) apresentam-se das seguintes formas: quadros, lâminas, plantas, fotografias, gráficos, organogramas, fluxogramas, esquemas, desenhos e outros. Regras gerais:

a) as figuras devem ser relacionadas em lista própria;

b) as figuras devem estar localizadas, o mais próximo possível, do texto onde são mencionadas pela primeira vez;

c)

as figuras devem ter seu quadro fechado, tanto na horizontal, como na

vertical;

d)

as legendas das figuras devem estar localizadas abaixo das mesmas;

e)

as legendas das figuras devem ter seus textos precedidos da palavra

Figura mais seu número arábico sequencial;

1 O Comitê Técnico decidiu pela continuidade do uso da palavra Figura para as todas ilustrações dos trabalhos acadêmicos produzidos pela Universidade, como facilitador de seu uso.

f) as legendas das figuras devem iniciar pela designação da palavra que caracteriza a figura. Exemplos:

Figura 1 - Fotografia de Luís Fernando Veríssimo

17

Figura 2 - Gráfico da distribuição da idade dos estudantes do ensino médio;

g) as legendas das figuras não devem ter sua continuação na página

seguinte;

h) a fonte (citação de forma abreviada contendo: autor, data e paginação)

deve ser mencionada, logo após a legenda da figura, quando extraída de outra

fonte publicada;

i) no capítulo Referências incluir os dados completos da fonte da figura.

A formatação da legenda da figura e da fonte deve ser fonte Arial tamanho

10, entrelinhas simples e texto justificado.

- Exemplo de figuras

- Exemplo de citação de figuras

1.3.13 Lista de tabelas

Elemento opcional. Apresenta os elementos de apoio ao texto: Tabelas,

com suas respectivas paginações. Este capítulo não deve constar no sumário.

Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de

1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

- Modelo de Lista de Tabelas para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

- Tabelas

Conforme a ABNT NBR 14724, “são elementos de apoio ao texto”.

Regras gerais:

a) as tabelas devem ser relacionadas em lista própria;

b) as tabelas devem estar localizadas, o mais próximo possível, do texto

onde são mencionadas pela primeira vez;

c) as tabelas devem ser padronizadas de acordo com o Instituto Brasileiro

de Geografia e Estatística (IBGE). Consulte a padronização das tabelas no

endereço eletrônico:

d) os títulos das tabelas devem estar localizados acima das mesmas;

e) os títulos das tabelas devem ter seus textos precedidos da palavra

Tabela seguidos do número arábico sequencial;

18

f) utilizam-se fios horizontais e verticais, para separar os títulos das colunas

no cabeçalho, fechando-as na parte inferior. São abertas na lateral; g) se o tamanho for maior que o formato A4, deve ser continuada na folha

seguinte e, nesse caso, não delimitar por traço horizontal na parte inferior; h) tabelas mais largas do que a folha, deve ser usado o recurso paisagem;

i) a fonte (citação de forma abreviada contendo: autor, data e paginação)

deve ser mencionada no rodapé da mesma, após o fio de fechamento, quando

extraída de outra fonte publicada;

j) no capítulo Referências incluir os dados completos da fonte da tabela;

A formatação do título da tabela e da fonte deve ser fonte Arial tamanho 10, entrelinhas simples e texto justificado.

- Exemplo de tabela

- Exemplo de citação de tabela

1.3.14 Lista de abreviaturas e siglas

Elemento opcional. São usadas para evitar a repetição de palavras utilizadas com frequência no decorrer do texto. A abreviatura deve compor uma lista, em ordem alfabética, com a indicação por extenso de seu significado. Este capítulo não deve constar no sumário. As abreviaturas e siglas devem ser precedidas do nome por extenso, quando aparecem no texto pela primeira vez. Os nomes geográficos são utilizados sempre por extenso, exemplo: São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco. Abre-se uma exceção aos países conhecidos universalmente pela abreviatura, exemplo: UK (Reino Unido) ou EUA/ USA (Estados Unidos). Nas referências os meses do ano devem ser abreviados, segundo Tabela de Abreviatura dos Meses de acordo com a língua de origem. As abreviaturas das edições são indicadas a partir da segunda edição, exemplo: 4. ed., 23. ed., etc. Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico.

- Modelo de lista de abreviaturas e siglas para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.15 Lista de símbolos

19

Elemento opcional. Sinal que substitui o nome de uma coisa ou de uma ação. Elaborada de acordo com a ordem apresentada no texto, com o devido significado. Este capítulo não deve constar no sumário.

A

formatação deve ser redigida em fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm

e

título centralizado, sem indicativo numérico.

- Modelo de lista de símbolos para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão

de Curso

1.3.16 Sumário

Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6027, “é a enumeração das

seções de uma publicação, na mesma ordem e grafia do texto”. Sua localização

é como último elemento pré-textual. Se mais de um volume, o sumário deve ser incluído em todos os volumes, de forma que se tenha conhecimento de todo conteúdo, independente do volume consultado.

Todo o conteúdo deve ser redigido em fonte Arial, tamanho 12 e entrelinhas de 1,5cm e título centralizado, sem indicativo numérico. Nota: não confundir sumário com índice. Índice é uma lista de palavras ou frases, ordenadas alfabeticamente, no final do documento, que remete às informações contidas no texto.

- Modelo de sumário para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.17 Introdução

Elemento obrigatório. O autor deverá apresentar em linhas gerais, o que

o trabalho apresenta no corpo do texto, baseando-se nos capítulos e

subcapítulos. Deve expor uma visão global dos elementos necessários para sua compreensão: tema do trabalho, delimitação e relevância, natureza e importância, exposição do assunto, objetivos e hipóteses, revisão de literaturas (esta pode estar em capítulo à parte) e metodologia adotada. Fazer uso da Numeração progressiva Exemplo de uso. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, parágrafo de 1,25cm e texto justificado. Deve

ter indicativo numérico e constar no sumário.

20

1.3.18 Desenvolvimento

Elemento obrigatório. É a parte principal do trabalho acadêmico e se caracteriza por possuir uma especifica composição. Deve retratar o conhecimento do tema acumulado ao longo de uma vasta pesquisa em linguagem culta e técnica observando as regras gramaticais vigentes. Para os cursos que seguem como capítulos uma estrutura diferenciada para organizar o desenvolvimento, pode ser adotado, em capítulos independentes: objetivos de estudo, revisão de literatura, metodologia, análise de dados e discussão dos resultados (Níveis de descrição: em capítulos ou em capítulos não convencionais). Fazer uso da Numeração progressiva Exemplo de uso. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho, qual seja:

fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, parágrafo de 1,25cm e texto justificado. Deve ter indicativo numérico e constar no sumário.

1.3.19 Conclusão ou considerações finais

Elemento obrigatório. É a parte final do trabalho, onde são retomados os resultados da pesquisa de forma clara, objetiva e resumida, confirmando ou negando hipóteses levantadas na introdução, sem, contudo, acrescentar nenhum dado novo. Pode conter sugestões para estudos futuros. Fazer uso da Numeração progressiva Exemplo de uso. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, parágrafo de 1,25cm e texto justificado. Deve ter indicativo numérico e constar no sumário.

1.3.20 Referências

Elemento obrigatório. Conforme ABNT NBR 6023, “Referência é o conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação individual”. Tem como objetivo apresentar e orientar elementos que identificam documentos em diferentes suportes ou formatos utilizados para a elaboração de trabalhos acadêmicos. Usar a expressão Referências.

21

Devem ser listadas em ordem alfabética única de sobrenome e nome do

autor e título, observando os demais elementos da referência como: local, editora

e data.

Os elementos essenciais e complementares da referência devem ser

apresentados em sequência padronizada. Esses elementos são retirados do

próprio documento e devem refletir os dados do documento consultado. Na

inexistência desses dados, utilizam-se outras fontes de informação, indicando-

os entre colchetes.

- ELEMENTOS ESSENCIAIS: são as informações indispensáveis do documento.

Estão estritamente vinculados ao suporte documental e variam conforme o tipo

de material.

- Elementos essenciais para LIVRO: autor, título, subtítulo (se houver), edição

(se houver), local, editora e data de publicação.

- ELEMENTOS COMPLEMENTARES: são as informações que, acrescentadas

aos elementos essenciais, permitem melhor caracterizar os documentos.

Exemplo de livro somente com elementos essenciais:

ROJO, Roxane (org.). A prática de linguagem em sala de aula: praticando os PCNs. Campinas: Mercado de Letras, 2000.

Exemplo do mesmo livro com o acréscimo dos elementos complementares:

ROJO, Roxane (org.). A prática de linguagem em sala de aula: praticando os PCNs. Campinas: Mercado de Letras, 2000. 248 p. (Coleção As faces da linguística aplicada). ISBN 978-85-857-2565-5.

Ao optar pelo uso de elementos complementares, estes devem ser

incluídos em todas as referências do mesmo tipo de documento.

Devem ser padronizadas quanto ao recurso tipográfico e à adoção de

elementos complementares. O recurso tipográfico (negrito, itálico ou sublinhado)

utilizado para destacar o elemento título deve ser uniforme em todas as

referências. Isso não se aplica às obras sem indicação de autoria, ou de

responsabilidade, cujo elemento de entrada seja o próprio título, já destacado

pelo uso de letras maiúsculas na primeira palavra, incluindo artigo (definido ou

indefinido) e palavra monossilábica iniciais (se houver).

22

Ao optar pelo uso do nome do autor por extenso ou de forma abreviada, na indicação de responsabilidade estes devem ser incluídos em todas as referências da mesma forma. Quanto à formatação, deve ser em fonte Arial, tamanho 12, título centralizado, sem indicativo numérico. Devem ser elaboradas em espaço simples, alinhadas à margem esquerda do texto e separadas entre si por uma linha em branco de espaço simples. Deve constar no sumário. Quando aparecerem em notas de rodapé, devem ser alinhadas à margem esquerda do texto e, a partir da segunda linha da mesma referência, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente e sem espaço entre elas. Para documentos online, além dos elementos essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico, precedido da expressão Disponível em: e a data de acesso, precedida da expressão Acesso em:

As abreviaturas devem seguir o Anexo A abreviatura de meses deste manual (cf NBR 6023:2018). Este capítulo não recebe a indicação de numeração progressiva.

- Exemplos de referências

- Referências utilizadas na elaboração deste Manual

1.3.21 Glossário

Elemento opcional. Tem o objetivo de definir palavras ou expressões técnicas de uso restrito ou de sentido obscuro, utilizados no texto. Deve ser elaborado em ordem alfabética após as referências. Este capítulo não recebe a indicação de numeração progressiva. A formatação segue a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial, tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, título centralizado, sem indicativo numérico e texto justificado. Deve constar no sumário.

- Modelo de glossário para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

23

Elemento opcional. Todo material elaborado pelo autor, complementar ao texto, imprescindível a sua compreensão. Este capítulo não recebe a indicação de numeração progressiva. Devem ser mencionados, no texto, usando o termo Apêndices seguido de sua letra correspondente. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial, tamanho 12. Deve ser colocada em uma página em branco apenas com o termo indicativo Apêndices, centralizado na folha. Cada Apêndice recebe uma letra em sequência alfabética, com o título correspondente, centralizado. Deve constar no sumário.

- Folha inicial dos apêndices para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

- Modelo de apêndices para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.23 Anexos

Elemento opcional. Todo material não elaborado pelo autor. Este capítulo não recebe a indicação de numeração progressiva. Devem ser mencionados no texto, usando o termo Anexos, seguido de sua letra correspondente. A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial, tamanho 12. Deve ser colocada em uma página em branco apenas com o termo indicativo Anexos, centralizado na folha. Cada Anexo recebe uma letra em sequência alfabética, com o título correspondente, centralizado. Deve constar no sumário.

- Folha inicial dos anexos para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

- Modelo de anexos para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

1.3.24 Índice

Elemento opcional. Conforme ABNT NBR 6034, trata-se de uma relação de palavras ou frases, ordenadas segundo determinado critério, que localiza e remete para as informações contidas no texto. Sua ordenação é alfabética, ao contrário do sumário que deve conter suas informações conforme se apresenta no texto.

24

A formatação deve ser a mesma utilizada em todo o trabalho: fonte Arial,

tamanho 12, entrelinhas de 1,5cm, título centralizado, sem indicativo numérico e

texto justificado. Deve constar no sumário.

- Modelo de índice para Tese, Dissertação e Trabalho de Conclusão de Curso

2

Referências

2.1 Transcrição dos elementos

2.1.1 Indicação de responsabilidade

Pessoa física

- O autor deve ser indicado pelo último sobrenome, em letras maiúsculas,

seguido do prenome e outros sobrenomes, abreviados ou não, conforme consta

no documento. Os autores devem ser separados por ponto e vírgula, seguidos

de um espaço. Convém que sejam padronizados os prenomes e sobrenomes

para o mesmo autor, quando aparecem de formas diferentes em documentos

distintos.

Exemplo:

BRESOLIN, Keberson. A filosofia da educação de Immanuel Kant: da disciplina à moralidade. Caxias do Sul: EDUCS, 2016.

- Quando houver até 3 (três) autores, todos devem ser indicados.

Exemplo:

BORBA, Marcelo de Carvalho; SILVA, Ricardo Scucuglia R. da; GADANIDIS, George. Fases das tecnologias digitais em educação matemática: sala de aula e internet em movimento. Belo Horizonte: Autêntica, 2016. (Coleção Tendências em educação matemática).

- Quando houver 4 (quatro) ou mais autores, convém indicar todos.

Permite-se que se indique apenas o primeiro, seguido da expressão et al.

Exemplos:

MILECH, Adolpho; OLIVEIRA, José Egídio Paulo de; ZAJDENVERG, Lenita; RODACKI, Melanie. Rotinas de diagnóstico e tratamento do Diabetes Mellitus. Rio de Janeiro: AC Farmacêutica, 2014.

Ou

25

- Autores com nomes hispânicos, nomes compostos, com grau de

parentesco e com sobrenomes com prefixos devem ser indicados da seguinte

forma:

sobrenomes hispânicos:

Exemplo:

GARCÍA MARQUEZ, Gabriel. Cem anos de solidão. 102. ed. Rio de Janeiro: Record, 2017.

grau de parentesco:

Exemplo:

LOPES NETO, João Simões. Cancioneiro guasca: antigas danças, poemetos, quadras, trovas, dizeres, poesias históricas, desafios. 2. ed. Rio de Janeiro: Globo, 1960.

sobrenomes compostos:

Exemplo:

ESPÍRITO SANTO, Milton Luiz Pinho. Colágeno e textura de carne bubalina e bovina. 1996. Dissertação (Mestrado em Ciência e tecnologia de alimentos) - Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 1996.

sobrenomes com prefixo:

Exemplo:

D’AVILA, Raul Costa. A articulação na flauta transversal moderna: uma abordagem histórica, suas transformações, técnicas e utilização. Pelotas:

Editora e Gráfica Universitária, 2004.

- Quando houver indicação explícita de responsabilidade pelo conjunto da

obra, em coletâneas de vários autores, a entrada deve ser feita pelo nome do

responsável, seguido da abreviação, em letras minúsculas e no singular, do tipo

de participação (organizador, compilador, editor, coordenador, entre outros)

entre parênteses. Havendo mais de um responsável, o tipo de participação deve

constar, no singular, após o último nome.

Exemplos:

MARCHEZAN, Irene Queiroz; SILVA, Hilton Justino da; TOMÉ, Marileda Cattelan (org.). Tratado das especialidades em fonoaudiologia. São Paulo: Guanabara Koogan, 2014.

26

- Outros tipos de responsabilidade (tradutor, revisor, orientador, ilustrador,

entre outros) podem ser acrescentados após o título, conforme aparecem no

documento.

Exemplo:

AIRES, Natália Timm. Vivência da mulher no processo de parturição a partir do contexto de educação em saúde. Orientadora: Sonia Maria Konzgen Meincke. 2017. 120 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Faculdade de Enfermagem, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.

Pessoa jurídica

- As obras de responsabilidade de pessoa jurídica (órgãos governamentais,

empresas, associações, entre outros) têm entrada pela forma conhecida ou

como se destaca no documento, por extenso ou abreviada. Convém que sejam

padronizados os nomes para o mesmo autor, quando aparecem de formas

diferentes em documentos distintos.

Exemplos:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. ABNT NBR 6023:

informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro: ABNT,

2018.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Programa de desenvolvimento da UFPel: área de ciências humanas. Pelotas: Editora da UFPel, 1994.

Eventos

- Obras resultantes de eventos (seminários, congressos, simpósios, entre

outros) têm sua entrada pelo nome do evento, por extenso e em letras

maiúsculas, seguido do seu número de ocorrência (se houver), ano e local de

realização e idioma do documento. O número de ocorrência deve ser em

algarismo arábico, seguido de ponto.

Exemplo:

SIMPÓSIO NACIONAL DE BOVINOCULTURA LEITEIRA, 4., 2013, Viçosa,

MG. Anais [

].

Viçosa, MG: SIMLEITE, 2013. 378 p.

Autoria desconhecida

- Quando a autoria for desconhecida, a entrada deve ser feita pelo título. Os

termos Anônimo ou Autor desconhecido NÃO podem ser usados.

Exemplo:

27

EXPERIÊNCIAS de química: técnicas e conceitos. São Paulo: Moderna,

1982.

2.1.2 Título e subtítulo

- Devem ser reproduzidos como figuram no documento, separados por

dois pontos. A Letra inicial do subtítulo minúscula se não for nome próprio.

Exemplo:

HORN, Maria da Graça Souza. Sabores, cores, sons, aromas: a organização dos espaços na educação infantil. Porto Alegre: Artmed, 2007.

- Referência com entrada pelo título, indicado por artigo (definido ou

indefinido), deve ser grafado em letras maiúsculas o artigo e a palavra

subsequente.

Exemplo:

OS GRANDES julgamentos da história. Rio de Janeiro: Otto Pierre, 1978.

- Quando se referenciam coleções de publicações periódicas, ou quando

se referência integralmente um número ou fascículo, o título deve ser o primeiro

elemento da referência, grafado em letras maiúsculas.

Exemplo:

REVISTA EXPRESSA EXTENSÃO. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária, 2009- .

2.1.3 Edição

- A edição, se constar no documento, deve ser transcrita pelas

abreviaturas do numeral ordinal e da palavra edição, ambas no idioma do

documento.

Exemplo 1:

CAMARA JR., Joaquim Mattoso. Estrutura da língua portuguesa. 47. ed. Petrópolis: Vozes, 2016. 124 p.

Exemplo 2:

THOMPSON, Geoff. Introducing functional grammar. 2th ed. London:

Oxford University Press, 2004.

- Indicam-se emendas e acréscimos à edição, de forma abreviada, como

consta no documento.

Exemplo:

28

LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 3. ed. rev. ampl. São Paulo: Atlas, 1991.

2.1.4 Local

O local de publicação (cidade) deve ser indicado como consta no

documento. Na ausência do nome da cidade, pode ser indicado o estado ou o

país, desde que conste no documento.

- No caso de cidades homônimas, acrescenta-se a sigla do estado ou o

nome do país, separados por vírgula.

Exemplo:

Santa Maria, RN

Santa Maria, RS

- Quando houver mais de um local para uma só editora, indica-se o primeiro

ou o mais destacado.

Exemplo:

SWOKOWSKI, E. W.; FLORES, V. R. L. F.; MORENO, M. Q. Cálculo de geometria analítica. Tradução de Alfredo Alves de Faria. Revisão técnica

Antonio Pertence Júnior. 2. ed. São Paulo: Makron Books do Brasil, 1994. 2

v.

NOTA - Na obra: São Paulo Rio de Janeiro Lisboa Bogotá Buenos Aires Guatemala México New York San Juan Santiago.

- Quando o local não aparece no documento, mas pode ser identificado,

indicá-lo entre colchetes.

Exemplo:

ESTRUTURAS correntes de aço e madeira: tabelas e perfis. [Porto Alegre]:

CEUE, 1965.

- Utiliza-se a expressão sine loco, abreviada, entre colchetes [s. l.], caso

não seja possível identificar o local de publicação. O s de sine deve ser grafado

em letra maiúscula quando for o primeiro elemento dos dados de publicação.

Exemplo:

29

2.1.5 Editora

O nome da editora, da gravadora, entre outras instituições responsáveis pela

publicação, deve ser indicado como aparece no documento, suprimindo-se as

palavras que designam a natureza jurídica ou comercial.

Exemplo:

VASCONCELLOS, M. A. S. de; GARCIA, M. E. Fundamentos de economia. 3. ed. São Paulo: Saraiva, 2008.

NOTA - Na publicação: Editora Saraiva.

- Quando houver duas editoras com locais diferentes, indicam-se ambas,

com seus respectivos locais, separadas por ponto e vírgula. Se forem três

editoras ou mais, indica-se a primeira ou a que estiver em destaque.

Exemplo:

ASSIS, Machado de. Contos. São Paulo: Saraiva; Rio de Janeiro: INL,

1971.

- Quando houver duas editoras com o mesmo local, indicam-se ambas,

separadas por dois pontos.

Exemplo:

SPIRO, T. G. Química ambiental. 2. ed. São Paulo: Pearson: Prentice Hall,

2009.

-

Quando a editora for também autor (pessoa jurídica), pode-se adotar,

no campo Editora, a forma abreviada (ou sigla), desde que esta conste no

documento.

Exemplo:

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (Brasil). A situação do tabagismo no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, c2011.

- A expressão sine nomine deve ser utilizada abreviada e entre colchetes

[s. n.], quando a editora não puder ser identificada.

Exemplo:

BOITEUX, Colbert Demaria. Administração de projetos. Rio de Janeiro: [s. n.], 1977.

30

- Quando o local e o editor não puderem ser identificados na publicação,

devem-se utilizar as expressões sine loco e sine nomine, abreviadas, entre

colchetes e separadas por dois pontos [S. l.: s. n.].

Exemplo:

LINK, W. Metrologia mecânica. 2. ed. [S. l.: s. n.], 1999.

2.1.6 Data

Devem ser indicadas as datas da publicação, manufatura, distribuição,

execução, transmissão, gravação, acesso, entre outros.

Ano

O ano de publicação deve ser indicado em algarismos arábicos.

Exemplo:

ANDRADE, M. M. Como preparar trabalhos para cursos de pós- graduação: noções práticas. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

- Caso não seja localizado o ano de publicação, deve ser indicado um ano,

seja do copirraite © (precedido da letra c em minúsculo e sem espaço), da

distribuição, da impressão, entre outros.

Exemplo:

CANEVA, G.; NUGARI, M. P.; SALVADORI, O. La biología en la restauración. Hondarribia: Nerea, c2000. 274 p.

- Se nenhum ano de publicação, distribuição, copirraite, impressão, entre

outros, puder ser localizado no documento, deve ser indicado um ano, entre

colchetes.

Exemplo 1:

[1993 ou 1994]

um ano ou outro

Exemplo 2:

[1981?]

ano provável

Exemplo 3:

[1999]

ano certo, não indicado no item

Exemplo 4:

[entre 1907 e 1915]

usar intervalos menores de 20 anos

31

Exemplo 5:

[ca. 1950]

ano aproximado

Exemplo 6:

[196-]

década certa

Exemplo 7:

[194-?]

década provável

Exemplo 8:

[18--]

século certo

Exemplo 9:

[18--?]

século provável

Mês

O mês (se houver) deve anteceder o ano e ser indicado de forma

abreviada, no idioma original da publicação, conforme o Anexo A Abreviatura

dos meses, deste manual.

Exemplo:

MENDES, Geisa Flores; OLIVEIRA, Débora Paula Andrade; TEIXEIRA, Patrícia Godoia Garcia de Souza. Memória e narrativas docentes:

representações sociais sobre a formação do professor de geografia. Geographia Meridionalis, Pelotas, v. 3, n. 2, p. 195-216, out. 2017.

- Se constarem na publicação, em lugar dos meses, as estações ou as

divisões do ano em trimestres, semestres, entre outros, indicam-se os primeiros

como figuram no documento e abreviam-se os últimos.

Exemplo 1:

SILVA, A. M. Criação, cultura e dispositivos: a arte como ato de resistência.

Revista Pixo, Pelotas, v. 2, n. 6, p. 126-139, inverno 2018.

Exemplo 2:

BEZERRA, Paulo. A tradução como arte. Gragoatá, Niterói, v. 7, n. 13, p. 23- 31, 2. sem. 2002.

- Se constar na publicação mais de um mês ou estação, indicar o início

e o final do período, separados por uma barra oblíqua.

Exemplo:

32

MAGALHÃES, L. H. Educação e ação cultural em museu. Memória em Rede, Pelotas, v. 3, n. 9, jul./dez. 2013.

Dia e hora

O

dia deve ser indicado em algarismos arábicos e anteceder o mês, separado

por um espaço. Se necessário, indicar a hora de publicação e do acesso ao

documento, após as respectivas datas.

Exemplo:

CAMARA, M. F. B.; MEDEIROS, M.; BARBOSA, M. A. Fatores sócio-culturais que influenciam a alta incidência de cesáreas e os vazios da assistência de enfermagem. Revista Eletrônica de Enfermagem, Goiânia, v. 2, n. 2, jan./jun. 2000. Disponível em:

http://www.fen.ufg.br/revista/revista2_1/Cesarea.html. Acesso em: 20 jan. 2019, 11:02.

2.1.7 Descrição física

Unidades físicas

A quantidade total das unidades físicas referenciadas deve ser registrada na

forma indicada no documento, seguida da sua designação específica, abreviada

quando possível, e separada por vírgula quando houver mais de uma sequência.

Se necessário informar detalhe do documento, indicá-lo entre parênteses.

Exemplo 1:

155 p.

Exemplo 2:

xx, 35 p.

Exemplo 3:

1 atlas (198 p.)

Exemplo 4:

5 álbuns (425 fotografias)

Exemplo 5:

2 quebra-cabeças (1000 peças)

33

7 transparências (15 gravuras)

Exemplo 7:

1 partitura (vi, 50 p.)

Exemplo 8:

2 DVD (60 min)

Documentos impressos

- Pode ser registrado o número da última página ou folha de cada

sequência, respeitando-se a forma encontrada (letras e algarismos romanos e

arábicos). Se necessário, indica-se a quantidade de páginas não numeradas,

entre colchetes.

Exemplo 1:

HIBBELER, R. C. Estática: mecânica para engenharia. 10. ed. São Paulo:

Pearson Prentice Hall, c2005. xiv, 540p.

- Quando o documento for constituído de apenas uma unidade física,

indica-se o número total de páginas ou folhas, seguido da abreviatura p. ou f.,

respectivamente.

Exemplo:

LANDIM, Paulo Milton Barbosa. Análise estatística de dados geológicos.

2. ed. São Paulo: UNESP, 2003. 253 p.

- Quando o documento for publicado em mais de uma unidade física, indica-

se a quantidade de volumes, seguida da abreviatura v.

Exemplo:

CAVALCANTI, Themístocles Brandão. A constituição federal comentada.

2. ed. Rio de Janeiro: Jose Konfino, 1948. 2 v.

- Em partes de publicações, devem-se indicar os números das folhas ou

páginas inicial e final, precedidos da abreviatura f. ou p. Se a publicação for em

volumes, indica-se o número do volume, precedido da abreviatura v. Se

necessário, indicar outra forma de individualizar a parte referenciada.

Exemplo 1:

ALMEIDA, A. T.; COSTA, A. P. C. S. Sistemas de informação e gestão do conhecimento. In: BATALHA, M. O. (org.). Introdução à engenharia de produção. Rio de Janeiro: Elsevier, 2008. p.227-247.

Exemplo 2:

34

SANTOS, Ernane Fidélis dos. Manual de direito processual civil. São Paulo: Saraiva, 2017. v. 1.

Documento em meio eletrônico

Recomenda-se indicar o tipo de suporte ou meio eletrônico em que o

documento está disponível.

- Para redes sociais, especificar o nome da rede e o perfil ou página

acessados, separados por dois pontos. Para os demais documentos, seguir o

descrito em 8.7.1.

Exemplo 1:

CID, Rodrigo. Deus: argumentos da impossibilidade e da incompatibilidade. In: CARVALHO, Mário Augusto Queiroz et al. Blog investigação filosófica. Rio de Janeiro, 23 abr. 2011. Disponível em: http:// investigacao- filosofica.blogspot.com/search/label/Postagens. Acesso em: 10 jan. 2018.

Exemplo 2:

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. Sistemas de armazenagem. São Paulo, 19 set. 2017. Facebook: ABNT Normas Técnicas @ABNTOficial. Disponível em:

https://www.facebook.com/ABNTOficial/?hc_ref=ARRCZ0mN_XLGdpWXone

caRO0ODbGisTE2siVEPgy_n8sEc1sYCO_ qGLCqynp1lGE2-U&fref=nf. Acesso em: 21 set. 2017.

Exemplo 3:

BAVARESCO, Agemir; BARBOSA, Evandro; ETCHEVERRY, Katia Martin (org.). Projetos de filosofia. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2011. E-book (213

p.) (Coleção Filosofia). ISBN 978-85-397-0073-8. Disponível em:

2011.

2.1.8 Ilustrações

- Podem ser indicadas as ilustrações pela abreviatura il., separada por

vírgula da descrição física. Se necessário, especificar o tipo de ilustração e

indicar se é colorida ou preto e branco, por meio das abreviaturas color. ou p&b.

Exemplo 1:

TRAGTENBERG, Livio. Contraponto: uma arte de compor. 2. ed. São Paulo: EDUSP, 2017. 266 p., il.

35

CAMPOS, Dinah Martins de Souza. O teste do desenho como instrumento de diagnóstico da personalidade: validade, técnica de aplicação e normas de interpretação. 46. ed. Petrópolis: Vozes, 2014. 110 p., il. color.

2.1.9 Dimensões

- Indicar a dimensão do documento, em centímetros, após a descrição

física e ilustração (se houver), separada por vírgula.

Exemplo 1:

AMABIS, José Mariano; MARTHO, Gilberto Rodrigues. Biologia das populações. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2004. 443 p., 27 cm.

Exemplo 2:

ARNHEIM, Rudolf. Arte e percepção visual: uma psicologia da visão. São Paulo: Cengage Learning, 2008. 506 p., il., 21 cm.

2.1.10 Séries e coleções

- Indicam-se, entre parênteses, os títulos das séries e coleções, separados,

por vírgula, da numeração em algarismos arábicos (se houver). A subsérie (se

houver) é separada da série por um ponto.

NOTA - Uma coleção ou série editorial pode reunir monografias (por exemplo,

Coleção Primeiros passos, Série Nossos clássicos, Série Literatura brasileira,

Série Relatórios) ou constituir publicação editada em partes, com o objetivo de

formar futuramente uma coleção completa (por exemplo, Série Século XX, Série

Bom apetite, entre outras).

Exemplo 1:

BILHARINHO, Guido. O Filme dramático europeu. Uberaba: Instituto Triangulino de Cultura, 2010. 360p. (Coleção Ensaios de Crítica Cinematográfica)

Exemplo 2:

POMPÉIA, Raul. O ateneu. São Paulo: Martin Claret, 2000. 196 p. (A obra prima de cada autor, 28).

Exemplo 3:

CARROLL, Lewis. Alice no país das maravilhas. Porto Alegre:

L&PM, 1999. 176p. (Coleção L&PM Pocket, v. 143).

36

- Sempre que necessário à identificação da obra, podem ser incluídas notas

com informações complementares, ao final da referência, em língua portuguesa,

sem destaque tipográfico.

Exemplo:

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 25. ed. São Paulo: Malheiros, 2005. 924 p. Inclui índice.

- Em documentos traduzidos, o título original, quando mencionado, pode

ser indicado, precedido da expressão Título original, seguido por dois pontos.

Exemplo:

JACQ, Christian. Akhenaton e Nefertiti: o casal solar. Tradução: Maria D. Alexandre. São Paulo: Hemus, 1978. 197 p. Título original: Akhenaton et Néfertiti: le couple solaire.

- Outras notas podem ser incluídas, desde que sejam consideradas

importantes para a identificação e localização de fontes de pesquisa, assim como

para outros elementos como autoria.

Exemplo 1:

LE BRETON, David; MORÁS, Francisco. Antropologia dos sentidos. Petrópolis: Vozes, 2016. 546 p. Inclui bibliografia. ISBN 9788532651846.

Exemplo 2:

CARVALHO, Rosita Edler. Educação inclusiva: com os pingos nos 'is'. 11. ed. Porto Alegre: Mediação, 2016. 174 p. Bibliografia: p. 167-174.

2.1.12 Disponibilidade e acesso

Indicar, como últimos elementos da referência de documento em meio

eletrônico online, a disponibilidade e a data de acesso, precedidas de Disponível

em: e Acesso em:, respectivamente.

2.2 Ordenação das referências

Os sistemas mais utilizados são: alfabético e numérico (ordem de citação

no texto).

37

As referências dos documentos citados em um trabalho devem ser

ordenadas de acordo com o sistema utilizado para citação no texto, conforme a

ABNT NBR 10520.

2.2.1 Sistema alfabético

As referências devem ser reunidas no final do trabalho, do artigo ou do

capítulo, em ordem alfabética de seus elementos. Se houver numerais,

considerar a ordem crescente.

Exemplo:

ANDRADE, M. M. Como preparar trabalhos para cursos de pós-graduação:

noções práticas. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2008.

CANEVA, G.; NUGARI, M. P.; SALVADORI, O. La biología en la restauración. Hondarribia: Nerea, c2000. 274 p.

CAVALCANTI, T. B. A constituição federal comentada. 2. ed. Rio de Janeiro:

Jose Konfino, 1948. 2 v.

SANTOS, E. F. dos. Manual de direito processual civil. São Paulo: Saraiva, 2017. v. 1.

TRAGTENBERG, L. Contraponto: uma arte de compor. 2. ed. São Paulo:

EDUSP, 2017. 266 p., il.

2.2.2 Sistema numérico

As referências devem ser numeradas de acordo com a ordem

sequencial em que aparecem no texto pela primeira vez e colocadas em

lista nesta mesma ordem.

Exemplo:

No texto:

Um dos mais salientes tipos de Processos, são aqueles envolvendo ações

físicas: correr, jogar, coçar, cozinhar, sentar e assim por diante. Esses são

chamados Processos Materiais. A definição tradicional de verbo é “uma palavra

que faz”, e isso descreve bem tal processo 1 .

Significados ideacionais são significados sobre como representamos a

experiência na linguagem. Qualquer que seja o uso que fazemos da língua,

estamos sempre falando sobre algo ou alguém fazendo alguma coisa 2 .

38

Na lista de referências:

1 THOMPSON, Geoff. Introducing functional grammar. 2th ed. London: Oxford University Press, 2004. p. 90.

2 EGGINS, Suzanne. An introduction to systemic functional linguistics. 2th ed. London: Continuum, 2004. p. 12.

2.3 Elaboração de referências

- Relacionar os documentos utilizados em seus diversos formatos.

Documentos de um mesmo autor devem ser ordenados pela segunda

informação (título).

- Quando houver 4 (quatro) ou mais autores, convém indicar todos. Permite-

se que seja indicado apenas o primeiro, seguido da expressão et al.

- Quando necessário, acrescentar elementos complementares à referência

para melhor identificar o documento.

- Para materiais consultados online, além dos elementos essenciais e

complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico, precedido da

expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da expressão

Acesso em:.

2.4 Exemplos de referências por tipo de material

2.4.1 Monografia no todo

Inclui livro e/ou folheto (manual, guia, catálogo, enciclopédia, dicionário,

entre outros) e trabalhos acadêmicos (trabalhos de conclusão de curso,

dissertações e teses).

Elementos essenciais para livro e/ou folheto - autor, título, subtítulo (se

houver), edição (se houver), local, editora e data de publicação. Quando

necessário, acrescentam-se elementos complementares para melhor identificar

o documento.

Exemplo:

39

Elementos essenciais

AYRES JÚNIOR, Frank; MENDELSON, Elliott. Cálculo. 5. ed. Porto Alegre:

Bookman, 2013.

Elementos complementares

AYRES JÚNIOR, Frank; MENDELSON, Elliott. Cálculo. 5. ed. Porto Alegre:

Bookman, 2013. 532 p. (Schaum). ISBN 978-85-6583-74-46.

Elementos essenciais para trabalhos acadêmicos - autor, título, subtítulo (se

houver), ano de depósito, tipo do trabalho (tese, dissertação, trabalho de

conclusão de curso), grau (especialização, mestrado, doutorado etc) e curso

entre parênteses, vinculação acadêmica, local e data de apresentação ou

defesa. Quando necessário, acrescentam-se elementos complementares para

melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

CRUZ, Tamara Meneghetti da. Uma ferramenta computacional para a simulação da dispersão de poluentes na atmosfera. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Computação) - Centro

de Desenvolvimento Tecnológico, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas,

2015.

Elementos complementares

CRUZ, Tamara Meneghetti da. Uma ferramenta computacional para a simulação da dispersão de poluentes na atmosfera. Orientadora: Daniela Buske. Coorientador: Marilton Sanchotene de Aguiar. 2015. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Engenharia de Computação) - Centro de Desenvolvimento Tecnológico, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2015.

Elementos essenciais

OLIVEIRA, Cristiane dos Santos. Aquisição da escrita: as vogais médias altas e sua relação com fenômenos de produção oral. 2017. Dissertação (Mestrado em Letras) - Centro de Letras e Comunicação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.

40

Elementos complementares

OLIVEIRA, Cristiane dos Santos. Aquisição da escrita: as vogais médias altas e sua relação com fenômenos de produção oral. Orientadora: Ana Ruth Moresco Miranda. 2017. 126 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Centro de Letras e Comunicação, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2017.

2.4.2 - Monografia no todo em meio eletrônico

Inclui livros e/ou folhetos e trabalhos acadêmicos em meio digital ou

eletrônico (disquete, CD-ROM, DVD, online e outros).

Para os documentos em meio eletrônico, as referências devem obedecer

aos padrões indicados para os documentos monográficos no todo, acrescidas

da descrição física do suporte (CD, DVD, pen drive, e-book, blu-ray disc e

outros).

Exemplo:

Elementos essenciais

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário Aurélio da língua portuguesa. 3. ed. Curitiba: Positivo, 2005. 1 CD-ROM.

Elementos complementares

SOARES, Magda; PAIVA, Aparecida (org.). Literatura infantil: políticas e concepções. Belo Horizonte: Autêntica, 2008. 136 p. (Literatura e Educação). ISBN 978-85-7526-355-6. E-book.

- Para os documentos disponíveis online, além dos elementos essenciais e

complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico, precedido da

expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da expressão Acesso

em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

SENNA, Nádia da Cruz; SILVA, Ursula Rosa da (org.). Transgressões de Pandora: subjetividades e polifonias. Pelotas: UFPel, 2018. E-book. Disponível em:

a_ebook.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

41

Elementos complementares

SENNA, Nádia da Cruz; SILVA, Ursula Rosa da (org.). Transgressões de Pandora: subjetividades e polifonias. Pelotas: UFPel, 2018. E-book (172 p.). ISBN 978-85-7192-825-1. Disponível em:

a_ebook.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

Elementos essenciais

SANTOS, Vani Letícia Fonseca dos. A crítica da moral e a transvaloração dos valores em Nietzsche: uma possibilidade para a formação de um indivíduo além-da-moral. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Instituto de Sociologia e Política, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010. Disponível em:

a_Santos_Dissertacao.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

Elementos complementares:

SANTOS, Vani Letícia Fonseca dos. A crítica da moral e a transvaloração dos valores em Nietzsche: uma possibilidade para a formação de um indivíduo além-da-moral. Orientador: Clademir Luís Araldi. 2010. 116 f. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Instituto de Sociologia e Política, Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2010. Disponível em:

a_Santos_Dissertacao.pdf. Acesso em: 30 nov. 2018.

Elementos essenciais

ROTTA, Newra Tellechea; BRIDI FILHO, César Augusto; BRIDI, Fabiana Romano de Souza (org.). Neurologia e aprendizagem: abordagem multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2016. Disponível em:

Acesso em: 12 set. 2018.

Elementos complementares

ROTTA, Newra Tellechea; BRIDI FILHO, César Augusto; BRIDI, Fabiana Romano de Souza (org.). Neurologia e aprendizagem: abordagem

multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2016. 378 p. ISBN 978-85-8271-268-9.

Disponível

em:

2.4.3 Parte de monografia

Inclui seção, capítulo, volume, fragmento e outras partes de uma obra,

com autor e/ou títulos próprios.

Elementos essenciais - autor e título da parte, seguidos da expressão In: e da

referência completa da monografia no todo. No final deve-se informar a descrição

física da parte.

Exemplo:

Elementos essenciais

RODRIGUES, Rosângela Hammes. O artigo jornalístico e o ensino da

produção escrita. In: ROJO, Roxane (org.). A prática de linguagem em sala de aula: praticando os PCNs. Campinas: Mercado de Letras, 2000. p. 207-

220.

Elementos complementares

RODRIGUES, Rosângela Hammes. O artigo jornalístico e o ensino da produção escrita. In: ROJO, Roxane (org.). A prática de linguagem em sala de aula: praticando os PCNs. Campinas: Mercado de Letras, 2000. p.207- 220. (As faces da linguística aplicada). ISBN 978-85-85725-65-5.

2.4.4 Parte de monografia em meio eletrônico

Elementos essenciais - autor e título da parte, seguidos da expressão In: e da

referência completa da monografia no todo. No final deve-se informar a descrição

física do meio eletrônico (CD, DVD, pen drive, e-book, etc).

Exemplo:

Elementos essenciais

HALPERN, Ricardo. Transtorno do espectro autista. In: HALPERN, Ricardo (ed.). Manual de pediatria do desenvolvimento e do comportamento. São Paulo: Manole, 2015. p. 455-470. Disponível em:

@0.00:55.1. Acesso em: 20 nov. 2018.

43

2.4.5 Publicação periódica

Inclui o todo ou partes de: coleção, fascículo ou número de revista, jornal,

entre outros.

2.4.5.1 Coleção de publicação periódica

Elementos essenciais - título, subtítulo (se houver), local de publicação, editora,

datas de início e de encerramento da publicação (se houver) e ISSN (se houver).

Exemplo:

Elementos essenciais

REVISTA DISSERTATIO DE FILOSOFIA. Pelotas, UFPel, 1995- . ISSN

1983-8891.

Elementos complementares

REVISTA DISSERTATIO DE FILOSOFIA. Pelotas, UFPel, 1995- . ISSN 1983-8891. Semestral.

2.4.5.2 Coleção de publicação periódica em meio eletrônico

Obedecem aos padrões indicados em 2.4.5.1 e de informações relativas

à descrição física do meio eletrônico (CD-ROM, online e outros).

Exemplo:

Elementos essenciais

REVISTA EXPRESSA EXTENSÃO. Pelotas: UFPel, 2014- . ISSN 2258-8195.

Elementos complementares

REVISTA EXPRESSA EXTENSÃO. Pelotas: UFPel, 2014- . ISSN 2258-8195

versão online. Disponível em:

jan. 2019.

44

2.4.5.3 Artigo, seção e/ou matéria de publicação periódica

Inclui partes de publicação periódica, artigo, comunicação, editorial,

entrevista, recensão, reportagem, resenha e outros.

Elementos essenciais - autor, título do artigo ou da matéria, subtítulo (se houver),

título do periódico, subtítulo (se houver), local de publicação, numeração do ano

e/ou volume, número e/ou edição, tomo (se houver), páginas inicial e final, e data

ou período de publicação.

Exemplo:

Elementos essenciais

PORTO, Nádia dos Santos Gonçalves. A atuação dos TILS no processo de construção de sinais na área de conhecimento das ciências exatas:

qualificando o ensino de surdos. Caderno de Letras, Pelotas, n. 22, p. 201- 220, 2014.

Elementos essenciais

MOREIRA, Vilmar Rodrigues; SILVA, Christian Luiz da; MORAES, Edmilson Alves de; PROTIL, Roberto Max. O cooperativismo e a gestão dos riscos de mercado: análise da fronteira de eficiência do agronegócio paranaense. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 50, n.1, p. 51-68, jan./mar. 2012.

2.4.5.4 Artigo, seção e/ou matéria de publicação periódica em meio eletrônico

Obedecem aos padrões indicados em 2.4.5.3, acrescidas do DOI (se

houver), e de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, online e outros). Para documentos consultados online, além dos

elementos essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço

eletrônico, precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso,

precedida da expressão Acesso em:.

Exemplo:

45

Elementos essenciais

MUOTRI, Alysson Renato. The human model: changing focus on autism research. Biological Psychiatry, [s. l.], v. 79, n. 8, p. 642-649, abr. 2016. DOI: https://doi.org/10.1016/j.biopsych.2015.03.012. Disponível em:

Acesso em: 30 jan. 2019.

Elementos essenciais

FARIAS, Izamir Duarte de; THOFEHRN, Maira Buss; PORTO, Adrize Rutz; KANTORSKI, Luciane Prado. Oficinas terapêuticas: percepção de trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial. Journal of Nursing and Health, v. 7, n. 3, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.15210/jonah.v7i3.10109. Disponível em:

Acesso em: 31 jan. 2019.

2.4.5.5 Artigo e/ou matéria de jornal

Inclui comunicação, editorial, entrevista, recensão, reportagem, resenha

e outros.

Elementos essenciais - autor, título, subtítulo (se houver), título do jornal,

subtítulo do jornal (se houver), local de publicação, numeração do ano e/ou

volume, número (se houver), data de publicação, seção, caderno ou parte do

jornal e a paginação correspondente. Quando não houver seção, caderno ou

parte, a paginação do artigo ou matéria precede a data. Quando necessário,

o

acrescentam-se

elementos

complementares

para

melhor

identificar

documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

ALVES, José Francisco. Causos gauchescos e arco-íris de infância. Zero Hora, Porto Alegre, 17 ago. 2013. Cultura, p.8.

CIRNE, Max. De nozes e danças. Diário Popular, Pelotas, ano 129, p. 15, 18 dez. 2018.

46

2.4.5.6 Artigo e/ou matéria de jornal em meio eletrônico

Obedecem aos padrões indicados em 2.4.5.5, acrescidas do DOI (se

houver), e de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, online e outros). Para artigos consultados online, além dos elementos

essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico,

precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da

expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

NETFLIX reúne Robert De Niro e Al Pacino em novo filme de Martin Scorsese. Zero Hora, Porto Alegre, 27 fev. 2019. Caderno Cinema. Disponível em: https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e- lazer/cinema/ultimas-noticias/. Acesso em: 27 fev. 2019.

2.4.6 Evento

Inclui o conjunto dos documentos resultantes de eventos (atas, anais,

proceedings, entre outros).

2.4.6.1 Evento no todo em monografia ou em publicação periódica

Elementos essenciais - nome do evento (caixa alta), numeração (se houver), ano

e local (cidade) de realização, título do documento, seguidos dos dados de local,

editora e data de publicação, ou em caso de publicação periódica os dados do

periódico. Quando necessário, acrescentam-se elementos complementares para

melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

ENCONTRO SOBRE O PODER ESCOLAR, 10., 2010, Pelotas. Anais [ Pelotas: UFPel, 2010.

].

47

CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 41.; ENCONTRO SOBRE PLANTAS MEDICINAIS, AROMÁTICAS E CONDIMENTARES, 1., 2001, Brasília, DF. Apresentação, artigos, palestras, instruções…. Horticultura brasileira. Brasília, DF: Sociedade Brasileira de Olericultura do Brasil, v. 19, n. 2, jul. 2001. Suplemento. Tema: Dos orgânicos aos transgênicos.

2.4.6.2 Evento no todo em meio eletrônico

Obedecem aos padrões indicados em 2.4.6.1, acrescidas do DOI (se

houver), e de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, online e outros). Para artigos consultados online, além dos elementos

essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico,

precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da

expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPEL, 27., 2018, Pelotas.

Anais eletrônicos [

].

Pelotas: UFPel, 2018. Disponível em:

2.4.6.3 Parte de evento

Inclui trabalhos publicados em eventos. Para trabalhos somente

apresentados, recomenda-se como ordem de elementos essenciais: autor, título,

subtítulo (se houver) e data de apresentação.

2.4.6.3.1 Parte de evento em monografia

Elementos essenciais - autor, título do trabalho, seguidos da expressão In:, nome

do evento, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade) de realização,

título do documento, local, editora, data de publicação e páginas inicial e final da

parte referenciada. Quando necessário, acrescentam-se elementos

complementares à referência para melhor identificar o documento.

Exemplo:

48

MATTOS, Daniela Pedra; LIMA, Gisele Ramos; LAPUENTE, Janaina Martins; FERNANDES, Paulo Roberto Couto; FARIA, Sônia Aquino Alves. As interfaces da escola: um desafio possível. In: ENCONTRO SOBRE O

PODER ESCOLAR, 10., 2010, Pelotas. Anais [ 93 - 96.

].

Pelotas: UFPel, 2010. p.

2.4.6.3.2 Parte de evento em publicação periódica

Elementos essenciais - autor, título do trabalho, título do periódico, subtítulo (se

houver), local de publicação, numeração do ano e/ou volume, número e/ou

edição, tomo (se houver), páginas inicial e final, data ou período de publicação,

nota indicando o número e o nome do evento, e ano e local. Quando necessário,

acrescentam-se elementos complementares à referência para melhor identificar

o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

GONÇALVES, R. P. M. et al. Aspectos hematológicos de cães parasitados por Babesia canis na cidade de Niterói, RJ entre os anos de 1994 a 2005:

parte 1: eritrograma. Ciência Animal Brasileira, Goiânia, p. 271 - 273, nov. 2016. Supl. 1. Trabalho apresentado no 3º Congresso do Centro-Oeste de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais, 2016, [Brasília, DF].

2.4.6.3.3 Parte de evento em meio eletrônico

Obedecem aos padrões indicados em 2.4.6.4, acrescidas do DOI (se

houver), e de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, online e outros). Quando se tratar de obras consultadas online, além dos

elementos essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço

eletrônico, precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso,

precedida da expressão Acesso em:.

Exemplo:

49

Elementos essenciais

BITTENCOURT JÚNIOR, Cesar Augusto Couto; BRANDÃO, Claudia Mariza Mattos. Corpos, suas representações e a censura. In: CONGRESSO DE

INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPEL, 27., 2018, Pelotas. Anais eletrônicos

]. [

Pelotas: UFPel, 2018. Disponível em:

Elementos essenciais

BATISTA, Aline Herbstrith; RECH, Elionara Giovana; MALHEIRO, Fabiano Domingues. Guaiaca: gerenciando e ampliando a visibilidade da produção científica da Universidade Federal de Pelotas. In: SEMINÁRIO NACIONAL DE BIBLIOTECAS UNIVERSITÁRIAS, 17., 2012, Gramado. Anais eletrônicos […]. Porto Alegre: UFRGS, 2012. Disponível em:

2.4.7 Correspondência

Inclui bilhete, carta, cartão, entre outros.

Elementos essenciais - remetente (autor), título ou denominação*, destinatário

(se houver), precedido pela expressão Destinatário:, local, data e descrição física

(tipo). Se necessário, acrescentam-se elementos complementares para melhor

identificar o documento.

*Quando não existir título, deve-se atribuir uma palavra ou frase que identifique

o conteúdo do documento, entre colchetes.

Exemplo:

Elementos essenciais

PILLA, Luiz. [Correspondência]. Destinatário: Moysés Vellinho. Porto Alegre, 6 jun. 1979. 1 cartão pessoal.

Elementos complementares

PILLA, Luiz. [Correspondência]. Destinatário: Moysés Vellinho. Porto Alegre, 6 jun. 1979. 1 cartão pessoal. Autografado.

50

2.4.8 Correspondência disponível em meio eletrônico

As referências devem obedecer aos padrões indicados para

Correspondência, acrescidas das informações relativas ao meio eletrônico (CD-

ROM, DVD, pen drive, online e outros).

Para documentos consultados online, além dos elementos essenciais e

complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico, precedido da

expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da expressão Acesso

em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

LISPECTOR, Clarice. [Carta enviada para suas irmãs]. Destinatário: Elisa e Tânia Lispector. Lisboa, 4 ago. 1944. 1 carta. Disponível em: xxxxxx. Acesso em:

xxxx.

2.4.9 Patente

Elementos essenciais inventor (autor), título, nomes do depositante e/ou titular

e do procurador (se houver), número da patente, data de depósito e data de

concessão da patente (se houver).

Exemplo:

Elementos essenciais

VENDRUSCOLO, Claire T.; VENDRUSCOLO, João Luiz S.; TORALLES, Ricardo P.; DEL PINO, Francisco Augusto B. Aparelho termoinativador enzimático tubular contínuo para a fabricação de polpa e purê de frutas. Depositante: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária; Universidade

Federal de Pelotas. PI 0601607-3 B1. Depósito: 24 abr. 2006. Concessão: 21 jul.

2015.

2.4.10 Patente em meio eletrônico

Obedecem aos padrões indicados em 2.4.9, acrescidas de informações

relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-ROM, online e outros).

Quando se tratar de patente consultada online deve-se registrar o endereço

51

eletrônico, precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso,

precedida da expressão Acesso em:

Exemplo:

Elementos essenciais

GALEMBECK, Fernando; SOUZA, Maria de Fátima Brito. Process to obtain an intercalated or exfoliated polyester with clay hybrid nanocomposite material. Depositante: Universidade Estadual de Campinas; Rhodia Ster S/A. WO2005/030850 A1, Depósito: 1 oct. 2003. Concessão: 7 apr. 2005. Disponível em: www. Acesso em: 8 mar. 2019.

2.4.11 Documento jurídico

Inclui

legislação,

jurisprudência

e

atos

administrativos

normativos.

Materiais não exemplificados aqui, consultar a NBR 6023: 2018.

2.4.11.1 Legislação

Inclui Constituição, Decreto, Decreto-lei, Emenda constitucional, Emenda

à lei orgânica, Lei complementar, Lei delegada, Lei ordinária, Lei orgânica e

Medida provisória, entre outras.

letras

maiúsculas; epígrafe e ementa transcrita conforme publicada; dados de

publicação. Quando necessário, acrescentam-se à referência os elementos

complementares para melhor identificar o documento, como: retificações,

alterações, revogações, projetos de origem, autoria do projeto, dados referentes

ao controle de constitucionalidade, vigência, eficácia, consolidação ou

atualização.

Exemplo:

Elementos

ou

essenciais

-

jurisdição,

cabeçalho

da

entidade,

em

Elementos essenciais

RIO GRANDE DO SUL. [Constituição (1989)]. Constituição do Estado do Rio Grande do Sul. 4. ed. atual. Porto Alegre: Assembleia Legislativa do estado do Rio Grande do Sul, 1995.

52

Elementos essenciais

BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Institui o Código Civil. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, ano 139, n. 8, p. 1-74, 11 jan. 2002. PL

634/1975.

Elementos complementares

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil. Organizado por Cláudio Brandão de Oliveira. Rio de Janeiro: Roma Victor, 2002. 320 p.

2.4.11.1.1 Legislação em meio eletrônico

As referências devem obedecer aos padrões indicados para legislação,

de acordo com 2.4.11.1, acrescidas de informações relativas à descrição física

do meio eletrônico (CD-ROM, DVD, online e outros). Para obras consultadas

online, além dos elementos essenciais e complementares, deve-se registrar o

endereço eletrônico, precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso,

precedida da expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei brasileira de inclusão da pessoa com deficiência (Estatuto da pessoa com deficiência). Brasília: Presidência da República, 2015. Disponível em:

Acesso em: 14 fev. 2019.

Elementos essenciais

BRASIL. [Constituição (1988)]. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília: Presidência da República, [2016]. Disponível em:

14 fev. 2019.

53

2.4.12 Documentos civis e de cartórios

Elementos essenciais jurisdição; nome do cartório ou órgão expedidor; tipo de

documento com identificação em destaque; data de registro, precedida pela

expressão Registro em:. Quando necessário, acrescentam-se elementos

complementares à referência para melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

SÃO CARLOS (SP). Cartório de registro civil das pessoas naturais do 1º Subdistrito de São Carlos. Certidão de nascimento [de] Maria da Silva. Registro em: 9 ago. 1979.

Elementos complementares

SÃO CARLOS (SP). Cartório de registro civil das pessoas naturais do 1º Subdistrito de São Carlos. Certidão de nascimento [de] Maria da Silva. Registro em: 9 ago. 1979. Certidão registrada às fls. 178 do livro n. 243 de assentamento de nascimento n. 54709. Data de nascimento: 7 ago. 1979.

2.4.13 Documento audiovisual

Inclui imagens em movimento e registros sonoros nos suportes: disco de

vinil, DVD, blu-ray, CD, fita magnética, vídeo, filme em película, entre outros.

2.4.13.1 Filmes, vídeos, entre outros

Elementos essenciais título, diretor e/ou produtor, local, empresa produtora ou

distribuidora, data e especificação do suporte em unidades físicas.

Os elementos diretor, produtor, local e empresa produtora ou distribuidora

devem ser transcritos se constarem no documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

CENTRAL do Brasil. Produção: Martire de Clermont-Tonnerre e Arthur Cohn. [S.l.]: Le Studio Canal, 1998. 5 rolos de filme (106 min).

54

2.4.13.2 Filmes, vídeos, entre outros em meio eletrônico

Elementos complementares

CENTRAL do Brasil. Direção: Walter Salles Júnior. Produção: Martire de Clermont-Tonnerre e Arthur Cohn. Intérpretes: Fernanda Montenegro, Marília Pera, Vinícius de Oliveira, Sônia Lira, Othon Bastos, Matheus Nachtergaele et al. Roteiro: Marcos Bernstein, João Emanuel Carneiro e Walter Sales Júnior. [S.l.]: Le Studio Canal, 1998. 5 rolos de filme (106 min), son., color., 35 mm.

As referências devem obedecer aos padrões indicados em 2.4.13.1,

acrescidas de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, DVD, online e outros). Para obras consultadas online, além dos elementos

essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico,

precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da

expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

BREAKING bad: the complete second season. Creator and executive produced by Vince Gilligan. Executive producer: Mark Johnson. Washington, DC: Sony Pictures, 2009. 3 discos blu-ray (615 min).

Elementos complementares

TEMPLE Gardin. Direção: Mick Jackson. Roteiro: Christopher Monger. Produção: Gil Bellows, Dante Di Loreto, Anthony Edwards e Alison Owen. [S.l.]: HBO Films, 2010. 1 vídeo (107 min). Disponível em:

2.4.13.3 Documento sonoro no todo

Elementos essenciais título, responsável pela autoria, compositor, intérprete,

ledor, entre outros, local, gravadora, data e especificação do suporte.

Exemplo:

Elementos essenciais

INSULAR. Compositor e intérprete: Humberto Gessinger. Local: STR, 2013. 1 DVD (42 min).

55

2.4.13.4 Audiolivros

Elementos essenciais autor (se houver), título, responsável pela autoria,

compositor, intérprete, ledor, entre outros, local, gravadora, data e especificação

do suporte. Quando necessário, acrescentam-se elementos complementares à

referência para melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos complementares

VERÍSSIMO, Érico. Olhai os lírios do campo. Ledor: Victor Delboni. 4. ed. São Paulo: Fundação Dorina Nowill para Cegos, 2005. (Coleção Regionais:

região Sul). 1 audiolivro (CD-ROM).

2.4.13.5 Parte de documento sonoro

Elementos essenciais título, intérprete, compositor da parte (ou faixa de

gravação), seguidos da expressão In: e da referência do documento sonoro no

todo, conforme 2.4.13.3. No final da referência, deve-se informar a faixa ou outra

forma de individualizar a parte referenciada. Para audiolivros, a indicação do

autor do livro (se houver) deve preceder o título da parte.

Elementos essenciais

JURA secreta. Intérprete: Simone. Compositores: S. da Costa e A. Silva. In:

FACE a face. Intérprete: Simone. [S. l.]: Emi-Odeon Brasil, 1977. 1 CD, faixa

7.

2.4.13.6 Documento sonoro em meio eletrônico

As referências devem obedecer aos padrões indicados em 2.4.13,

acrescidas de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, DVD, online e outros). Para obras consultadas online, além dos elementos

essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico,

precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da

expressão Acesso em:.

Exemplo:

56

PODCAST LXX: Brasil: parte 3: a república. [Locução de]: Christian Gutner.[S.l.]: Escriba café, 19 mar. 2010. Podcast. Disponível em:

2.4.14 Partitura

Inclui partituras impressas e em meio eletrônico.

2.4.14.1 Partitura impressa

Elementos essenciais compositor, título, instrumento a que se destina, desde

que não faça parte do título, local, editor, data e descrição física.

Exemplo:

Elementos essenciais

GALLET, Luciano (org.). Canções populares brasileiras. Piano. Rio de Janeiro: Carlos Wehns, 1851. 1 partitura.

2.4.14.2 Partitura em meio eletrônico

As referências obedecem aos padrões indicados em 2.4.14.1, acrescidas

das informações relativas à descrição física do meio eletrônico. Para obras

consultadas online, além dos elementos essenciais e complementares, deve-se

registrar o endereço eletrônico, precedido da expressão Disponível em:, e a data

de acesso, precedida da expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos complementares

GONZAGA, Chiquinha. Canção brasileira. Canto e piano. 2011. 1 partitura. Acervo digital Chiquinha Gonzaga. Disponível em:

e-piano.pdf. Acesso em: 8 mar. 2019.

2.4.15 Documento iconográfico Inclui pintura, gravura, ilustração, fotografia, desenho técnico, diapositivo,

diafilme, material estereográfico, transparência, cartaz, entre outros.

Elementos essenciais autor, título, data e especificação do suporte. Em obras

de arte, quando não existir o título, deve-se indicar a expressão Sem título, entre

57

colchetes. Quando necessário, acrescentam-se elementos complementares à

referência para melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

DIAS, Katia Helena. Pôr do sol: campus Anglo. 2018. 1 fotografia.

Exemplo:

Elementos essenciais

FERRARI, León. [Sem título]. 1990. Pintura, pastel e tinta acrílica sobre madeira, 160 x 220 x 5 cm.

2.4.15.1 Documento iconográfico em meio eletrônico

As referências devem obedecer aos padrões indicados em 2.4.15,

acrescidas de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, online entre outros). Para obras consultadas online, além dos elementos

essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico,

precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da

expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS. Coordenação de Bibliotecas. Campanha Verão solidário. 2018. 1 cartaz, color. Disponível em:

2.4.16 Documento cartográfico

Inclui atlas, mapa, globo, fotografia aérea, entre outros.

Elementos essenciais autor, título, subtítulo (se houver), local, editora, data de

publicação, descrição física e escala (se houver). Quando necessário,

acrescentam-se elementos complementares à referência para melhor identificar

o documento.

Exemplo:

58

Elementos essenciais

INSTITUTO GEOGRÁFICO E CARTOGRÁFICO (São Paulo). Regiões de governo do Estado de São Paulo. São Paulo: IGC, 1994. 1 atlas. Escala

1:2000.

2.4.16.1 Documento cartográfico em meio eletrônico

As referências devem obedecer aos padrões indicados em 2.4.16,

acrescidas de informações relativas à descrição física do meio eletrônico (CD-

ROM, online entre outros). Para obras consultadas online, além dos elementos

essenciais e complementares, deve-se registrar o endereço eletrônico,

precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso, precedida da

expressão Acesso em:.

Exemplo:

Elementos essenciais

FLORIDA MUSEUM OF NATURAL HISTORY. 1931-2000 Brazil’s confirmed unprovoked shark attacks. Gainesville: Florida Museum of Natural History, [2000?]. 1 mapa color. Escala 1:40.000.000. Disponível em:

2.4.17 Documento tridimensional

Inclui esculturas, maquetes, objetos (fósseis, esqueletos, objetos de

museu, animais empalhados e monumentos), entre outros.

Elementos essenciais autor (criador, inventor, entre outros), título (quando não

existir, deve-se atribuir uma denominação, entre colchetes), local, produtor ou

fabricante, data e especificação do documento tridimensional. Quando

necessário, acrescentam-se elementos complementares à referência para

melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

TOLEDO, Amelia. Campos de cor. 2010. 1 escultura variável.

59

TOLEDO, Amelia. Campos de cor. 2010. 1 escultura variável, tecidos coloridos. Original. Exposta na 29ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo.

2.4.18 Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico

Inclui bases de dados, listas de discussão, programas de computador,

redes sociais, mensagens eletrônicas, entre outros.

Elementos essenciais autor, título da informação ou serviço ou produto, versão

ou edição (se houver), local, data e descrição física do meio eletrônico. Quando

necessário, acrescentam-se elementos complementares à referência para

melhor identificar o documento.

Exemplo:

Elementos essenciais

A GAME of Thrones: the board game. 2nd. ed. Roseville: FFG, 2017. 1 jogo eletrônico.

Elementos essenciais

FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL (Brasil). Documentos literários:

mulheres na constituinte de 1933. Rio de Janeiro, 8 mar. 2019. Facebook:

bibliotecanacional.br. Disponível em:

2564801020213938/?type=3&theater. Acesso em: 11 mar. 2019.

3 Normais Gerais de Citações

Conforme ABNT NBR 10520, é a “menção, no texto, de uma informação

extraída de outra fonte”. As citações devem ser indicadas no texto pelo sistema

autor-data, que deve ser seguido consistentemente ao longo de todo trabalho,

permitindo sua busca na lista de referências. O sistema numérico deve ser

utilizado para as Notas de rodapé, Notas explicativas e Notas de referência.

Citação direta

Transcrição textual de parte da obra do autor consultado.

60

Citação indireta

Texto baseado na obra do autor consultado.

Citação de citação

Citação direta ou citação indireta de um texto, cujo original não se teve acesso.

Regras gerais

Na citação as chamadas pelo sobrenome do autor, instituição responsável ou título incluído na sentença devem ser apenas com a primeira letra maiúscula e, quando estiverem entre parênteses, devem ser em letras maiúsculas.

Exemplos:

De acordo com Costanzo (2011, p. 55), “a coordenação da função dos sistemas orgânicos, como orquestrada pelo sistema nervoso autônomo, é outro tema fisiológico recorrente”.

Segundo American

(2009, p. 102) a determinação [

]”.

“A coordenação da função dos sistemas orgânicos, como orquestrada pelo sistema nervoso autônomo, é outro tema fisiológico recorrente” (CONSTANZO, 2011, p. 55).

“As IES implementarão mecanismos democráticos, legítimos e transparentes

de avaliação sistemática [

]”

(O ANTEPROJETO

,

2009, p. 69).

61

Nas citações diretas é obrigatória a informação do número da página de onde foi extraída a citação. Nas citações indiretas esta informação é opcional.

As citações diretas no texto, de até três linhas, devem estar entre aspas duplas. As aspas simples são usadas para indicar citação no interior de uma citação.

Exemplos:

Barbour (2010, p. 35) sugere que "o estudo da morfologia dos terrenos [

ativos [

]".

]

]

abrange tão extensa e significativa parte da nossa existência cotidiana [

Segundo Sá (2012, p. 27): "[

por meio da mesma ‘arte de conversação' que

]"

As citações diretas no texto, com mais de três linhas, devem ser destacadas com recuo de 4 cm da margem esquerda, fonte Arial, tamanho 10, espaço entrelinhas simples e sem as aspas.

Exemplo:

O surgimento da ciência moderna é apreciado pelo autor da legendária experiência de Galileu, colocando seu potencial a serviço de todo novo experimento, ao qual atribui a criação do critério da experiência (PORTO JR., 2008, p. 128).

Devem ser indicadas as supressões, interpolações, comentários, ênfase ou

interpolações, acréscimos ou

comentários: [ ], ênfase ou destaque: grifo, negrito ou itálico, etc ;

destaques, do seguinte modo: supressões: [

],

62

Dados obtidos por informação verbal (palestras, debates, entrevistas, comunicações, etc.), indicar, entre parênteses, a expressão: (informação verbal), em nota de referência no rodapé da página.

Exemplo no texto:

O novo medicamento estará disponível até o final deste semestre (informação verbal)¹
O
novo
medicamento
estará
disponível
até
o
final
deste
semestre
(informação verbal)¹

Exemplo em nota de rodapé:

¹ Noticia fornecida por John A. Smith no Congresso Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.

Internacional de

Ao utilizar trabalhos em fase de elaboração, deve ser mencionado o fato, indicando-se os dados disponíveis em nota de referência no rodapé da página.

Citação de citação, direta ou indireta, utiliza-se a expressão latina apud (citado por, conforme, segundo).

Exemplo:

Segundo Silva (2000 apud ABREU, 2011) pode-se dizer que [

]

63

Exemplos:

Nas citações, quando houver coincidência de sobrenomes de autores e datas, acrescentam-se as iniciais de
Nas citações, quando houver coincidência de sobrenomes de autores e datas, acrescentam-se as iniciais de

Nas citações, quando houver coincidência de sobrenomes de autores e datas, acrescentam-se as iniciais de seus prenomes e, se ainda coincidir, colocam-se os prenomes por extenso.

(BARBOSA, C., 1997)

(BARBOSA, O., 1997)

ou

ou

(BARBOSA, Cássio, 1995)

(BARBOSA, Celso, 1995)

Nas citações de diversos documentos de um mesmo autor, publicados num mesmo ano, são distinguidas pelo acréscimo de letras minúsculas, em ordem alfabética, após a data e sem espacejamento, conforme a ordem da lista de referências (as letras não aparecerem nas referências).

Exemplos de diversos documentos de um mesmo autor:

De acordo com Reeside (1993a) as coincidências são marcadas [

]

Acompanhada, posteriormente, pela pesquisa pela qual fizeram parte, elas

] [

(REESIDE, 1993b);

Nas citações indiretas de diversos documentos da mesma autoria, publicados em anos diferentes e mencionados simultaneamente, as datas devem ser separadas por vírgula.

Exemplo de um autor e diversos documentos:

(CRUZ, 1998, 1999, 2000)

64

Exemplo de diversos autores e diversos documentos:

(CORREA; COSTA; SILVA, 1998, 1999, 2001)

Exemplo:

Nas citações indiretas de diversos documentos de vários autores, devem ser separadas com ponto e vírgula, em ordem alfabética, dentro desta, cronológica.

(FONSECA; ALMEIDA, 1999, 2000; PAIVA, 2005, 2010; SILVA, 2009)

Para enfatizar textos da citação, deve-se destacá-los indicando esta alteração com a expressão grifo nosso entre parênteses, após a chamada da citação, ou grifo do autor, caso o destaque já faça parte da obra consultada

Exemplo:

“A coordenação da função dos sistemas orgânicos, como orquestrada pelo sistema nervoso autônomo, é outro tema fisiológico recorrente” (CONSTANZO, 2011, p. 55, grifo nosso).

“As IES implementarão mecanismos democráticos, legítimos e

2009, p. 69, grifo

transparentes de avaliação sistemática [ do autor).

]”

(O ANTEPROJETO

,

Quando a citação incluir texto traduzido pelo autor, deve-se incluir, após a chamada da citação, a expressão tradução nossa, entre parênteses.

65

Exemplo:

]

pode julgar-se pecador e identificar-se com seu pecado” (RAHNER, 1962, v. 4, p.

463, tradução nossa).

“Ao fazê-lo pode estar envolto em culpa, perversão, ódio de si mesmo [

- Exemplo de citação de figuras no texto

Exemplo:

A

Figura 9 mostra os dados referentes [

]

[

]

conforme dados analisados anteriormente (Figura 9).

- Exemplo de citação de tabelas no texto

Exemplo:

A

Tabela1 apresenta os dados referentes [

]

[

]

de acordo com a amostra anterior (Tabela1).

Expressões latinas

A expressão latina apud deve ser utilizada em citação de citação.

A expressão latina et al deve ser utilizada nas referências (ABNT NBR 6023), para designar mais de três autores e deve ser levada junto com o sobrenome do autor para a citação.

66

As demais expressões latinas são usadas nas Referências em nota de rodapé, não adotadas neste manual.

4 - Notas de rodapé

Indicações, observações ou aditamentos ao texto feitos pelo autor. Neste manual são adotados dois tipos de Notas de Rodapé: Notas explicativas e Notas de referência.

As notas de rodapé devem ser alinhadas a partir da segunda linha da mesma nota, abaixo da primeira letra da primeira palavra, de forma a destacar o expoente, fonte Arial, tamanho 10 e espaço entrelinhas simples.

Exemplo:

1 Noticia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Engenharia Genética.

2 Veja-se como exemplo desse tipo de abordagem o estudo de Netzer (1976).

As Notas explicativas e Notas de referências, a seguir, são as adotadas neste manual.

Notas explicativas

Notas usadas para comentários, esclarecimentos ou explanações que não possam ser incluídos no texto, pois fazem apenas considerações suplementares. Sua utilização deve observar um equilíbrio, evitando seu uso em excesso a fim de não dispersar a leitura.

Devem ter numeração em algarismos arábicos, remetendo à nota de rodapé, na mesma ordem em que aparecem no texto.

A numeração deve ser iniciada a cada capítulo. Não se inicia a numeração a cada página.

67

A indicação da numeração no texto, deve situar-se um pouco acima da linha do texto em expoente a linha do mesmo, colocada após a pontuação que fecha a nota explicativa.

Exemplo no texto:

Os pais estão sempre confrontados diante das duas alternativas: vinculação escolar ou vinculação profissional.¹

Exemplo em nota de rodapé:

¹ Sobre essa opção dramática, ver também Morice (1996, p. 269-290).

Notas de referência

Uso de referências de fontes não publicadas. A numeração das notas de referência é feita por algarismos arábicos, devendo ter numeração única e consecutiva para cada capítulo ou parte. Não se inicia a numeração a cada página.

A expressão: informação verbal (palestras, debates, entrevistas, comunicações, etc), deve ser utilizada, entre parênteses, mencionando-se os dados disponíveis, como nota de referência no rodapé da página.

Exemplo no texto:

de

Tricart constatou que na bacia do Resende, no Vale da Paraíba, há indícios (informação verbal). ¹

Exemplo em nota de rodapé:

que na bacia do Resende, no Vale da Paraíba, há indícios (informação verbal). ¹ Exemplo em

68

¹Informação fornecida por E. TRICART em palestra proferida no Centro de Estudos Ambientais sobre o Vale da Paraíba, em São Paulo, em março de 2000.

Trabalhos em fase de elaboração devem ser mencionados, indicando-se os dados disponíveis, como nota de referência no rodapé da página.

Exemplo no texto:

Clemente destaca a importância [

]

(em fase de elaboração).¹

Exemplo em nota de rodapé:

¹Poetas rio-grandenses, de autoria de Elvo Clemente, a ser editado pela EDIPUCRS, 2002.
¹Poetas
rio-grandenses,
de
autoria
de
Elvo
Clemente,
a
ser
editado
pela
EDIPUCRS, 2002.

5 Numeração progressiva (ABNT NBR 6024)

Sistema de numeração das seções de um documento, de modo a expor uma sequência lógica e permitir sua localização.

Parte textual do trabalho: introdução, desenvolvimento (capítulos) e conclusão, devem conter a numeração progressiva.

Elementos sem indicativo numérico (sem uso da numeração progressiva) e centralizado: errata, agradecimentos, resumos, lista de figuras, lista de tabelas, lista de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, sumário, referências, glossário, apêndices, anexos, índice.

Elementos sem títulos e sem indicativo numérico (sem uso da numeração progressiva): folha de aprovação, dedicatória e epígrafe.

69

A numeração progressiva é formada por seções, alíneas e subalíneas.

Seções

Parte em que se divide o texto de um documento, que contém as matérias consideradas afins na exposição ordenada do assunto.

Regras gerais

Deve-se limitar a numeração progressiva até a seção quinaria.

O título das seções (primárias, secundárias, terciárias, quaternárias e quinárias) deve ser colocado após o seu indicativo numérico, alinhado à esquerda, separado apenas por um espaço. O texto deve iniciar em outra linha. Todo indicativo de seção deve ser em negrito (número e texto) e apenas a primeira letra em maiúsculo (exceto nome próprio).

Não utilizar ponto, hífen, travessão ou qualquer sinal após o indicativo de seção e seu título.

- Exemplo de uso

Alíneas

Diversos assuntos que não possuem títulos próprios, dentro de uma mesma seção, devem ser subdivididos em alíneas.

Regras gerais

Texto que antecede as alíneas termina em dois pontos.

Devem ser indicadas alfabeticamente, em letra minúscula, seguida de parêntese. Utilizam-se letras dobradas, quando esgotadas as letras do alfabeto.

70

As letras indicativas das alíneas devem apresentar recuo em relação à margem esquerda.

O

texto da alínea deve começar por letra minúscula e terminar em ponto-e-vírgula,

exceto a última que deve terminar em ponto.