Você está na página 1de 6

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online EMPRÉSTIMOS

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online EMPRÉSTIMOS COMPULSÓRIOS ESPÉCIES DE TRIBUTOS Os tributos

EMPRÉSTIMOS COMPULSÓRIOS

ESPÉCIES DE TRIBUTOS

Os tributos são impostos, taxas e contribuições de melhoria (CTN, art. 5º). A Constituição reforçou o caráter tributário, ainda, das contribuições sociais (CF/1988, art. 149) e dos empréstimos compulsórios (CF/1988, art. 148). Nesse sentido, há duas teorias a respeito das espécies tributárias e é impor- tante conhecê-las:

CTN

Teoria Tripartite

Impostos, taxas e contribuições de melhoria

Constituição Federal

Teoria Quinquipartite

Impostos, taxas, contribuições de melhoria, empréstimos compulsó- rios e contribuições especiais

Obs

s.: Segundo a teoria tripartite do CTN, fosse criado um empréstimo compul- sório, esse seria classificado como um imposto (se não vinculado a uma contraprestação) ou uma taxa (se vinculado a uma contraprestação).

O STF, ao classificar a COSIP (Contribuição para o Custeio dos Serviços de Iluminação Pública), afirmou que esta se trata de uma contribuição sem gênero, ou seja, sui generis, e que poderia ser até mesmo considerada como uma outra espécie de tributo, segundo a visão de alguns autores. Para fins de prova, deve-se considerar a teoria disposta pela Constituição Federal.

EMPRÉSTIMOS COMPULSÓRIOS

São tributos que só podem ser instituídos por lei complementar.

ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
1
1

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Atenção! É comum, em

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Atenção! É comum, em provas de concurso, que as bancas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Atenção! É comum, em provas de concurso, que as bancas
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Atenção! É comum, em provas de concurso, que as bancas

Atenção!

É comum, em provas de concurso, que as bancas questionem se medida provisória, lei delegada e até mesmo tratados e convenções internacionais podem instituir empréstimos compulsórios. Nesse sentido vale lembrar que matéria específica de lei complementar só pode ser tratada por meio de lei complementar. Além disso, é importante destacar que a competência especial para instituir empréstimos compulsórios é somente da União.

São pressupostos fáticos ou circunstâncias autorizadoras – despesas extraordinárias decorrentes de:

a) Calamidade pública

b) Guerra externa ou sua iminência

c) Investimentos públicos de caráter urgente e relevante interesse nacional.

de caráter urgente e relevante interesse nacional. Atenção! Não se deve confundir o fato gerador com

Atenção!

Não se deve confundir o fato gerador com a circunstância autorizadora. Por exemplo: no caso de uma calamidade pública, essa é considerada a circunstância autorizadora, já o fato gerador deve ainda ser definido na Lei Complementar que instituirá o empréstimo compulsório e poderá ser, por exemplo, sobre a propriedade de imóveis, veículos automotores, etc.

A União, mediante lei complementar, poderá instituir empréstimos compul- sórios nas seguintes hipóteses (CF/1988, art. 148):

Para atender a despesas extraordinárias, decorrentes de calamidade pública, de guerra externa ou de sua iminência. No caso de investimento público de caráter urgente e de relevante inte- resse nacional, observado o disposto no artigo 150, III, “b”.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES
2
2
2
2

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Esse tipo de empréstimo

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Esse tipo de empréstimo compulsório só pode ser cobrado a

Esse tipo de empréstimo compulsório só pode ser cobrado a partir do 1º dia do ano seguinte ao que for instituído (princípio da anterioridade, que será estu- dado adiante, previsto na CF/1988, art. 150, III, “b”). dado adiante, previsto na CF/1988, art. 150, III, “b”).

Obs s.: Os tribunais superiores ainda não conseguiram definir o que seria um caráter urgente e o relevante interesse nacional, portanto a análise dessas situações em prova deve ser feita caso a caso.

A aplicação dos recursos provenientes de empréstimo compulsório será vin- culada à despesa que fundamentou sua instituição (CF/1988, art. 148, parágrafo único).

Código Tributário Nacional Arts 15s Somente a União, nos seguintes casos excepcionais, pode instituir em- préstimos compulsórios:

( ) III – conjuntura que exija absorção temporária do poder aquisitivo.

) Absorção do Poder Aquisitivo. Revogação. Não é mais autorizada a institui-

ção de empréstimo compulsório para a absorção temporária de poder aquisitivo, eis que tal hipótese não consta do rol taxativo constante do art. 148 da Constituição Federal de 1988.” (PAULSEN, Leandro. Constituição e Código Tributário Nacional à Luz da Doutrina e da Jurisprudência. 6ª edição, p. 649, Livraria do Advogado – RS).

“ (

Obs s.: É importante destacar que o art. 15, inciso III, do CTN não foi recepciona- do pela Constituição Federal de 1988. Hoje, as situações que geram tri- butação são apenas as que se encontram listadas no texto constitucional.

A lei fixará obrigatoriamente o prazo do empréstimo e as condições de seu resgate, observando, no que for aplicável, o disposto nesta Lei ( CTN, arts 15, parágrafo resgate, observando, no que for aplicável, o disposto nesta Lei (CTN, arts 15, parágrafo único). A Súmula ns 418 do STF perdeu a validade e declarava que o empréstimo compulsório não era tributo por ser restituível.

ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
3
3

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Segundo o STF a

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Segundo o STF a restituição deverá se dar na mesma

Segundo o STF a restituição deverá se dar na mesma espécie do que foi recolhido (RE 175.385/CE).

na mesma espécie do que foi recolhido (RE 175.385/CE). 1. Direto do concurso (2017/CONSULPLAN/TJ-MG/TITULAR DE

1.

Direto do concurso

(2017/CONSULPLAN/TJ-MG/TITULAR DE SERVIÇOS DE NOTAS E DE

REGISTROS) Relativamente aos empréstimos compulsórios, é certo afirmar:

a. São provisórios, podendo a lei instituidora determinar, ou não, o prazo de duração.

b. No caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interes- se nacional, o empréstimo compulsório submete-se ao princípio da ante- rioridade anual.

c. São restituíveis, devendo a lei determinar a forma de devolução em títulos públicos.

d. Podem ser instituídos em conjuntura que exija a absorção temporária de poder aquisitivo.

que exija a absorção temporária de poder aquisitivo. Comentário a. Os empréstimos compulsórios são

Comentário

a.

Os empréstimos compulsórios são provisórios e deve a lei instituidora de- terminar o prazo de sua duração.

c.

A restituição deve ser na mesma forma do recolhimento.

d.

O art. 15, inciso III, do CTN, que dispõe sobre essa matéria, não foi recep- cionado pela Constituição Federal de 1988.

não foi recep- cionado pela Constituição Federal de 1988. 2. (2016/IDECAN/CÂMARA DE ARACRUZ – ES/PROCURADOR

2. (2016/IDECAN/CÂMARA DE ARACRUZ – ES/PROCURADOR LEGISLATI- VO) Pode(m) instituir empréstimos compulsórios apenas:

a. A União.

b. Os Estados.

c. A União e os Estados.

d. A União, os Estados e os Municípios.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES
4
4

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Comentário ).” De

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Comentário ).” De acordo com o art. 148 da CF/1988:
Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online Comentário ).” De acordo com o art. 148 da CF/1988:

Comentário

).”

De acordo com o art. 148 da CF/1988: “A União, mediante lei complementar,

poderá instituir empréstimos compulsórios (

3. (2014/VUNESP/TJ-SP/JUIZ) Quanto ao chamado empréstimo compulsório, assinale a opção correta.

a.

É

possível, no que diz respeito a tal tributo, que a forma de sua restituição

ao contribuinte não se dê em espécie, mas sim em quotas de fundos ofi- ciais ou em ações do Poder Público, podendo ser instituído por meio de medida provisória, dada a urgência verificada.

b.

O empréstimo compulsório pode ser instituído por qualquer dos entes pú- blicos (União, Estados, Distrito Federal e Municípios), para o fim de fazer frente a despesas extraordinárias, decorrentes de calamidade pública, de guerra externa ou sua iminência, ou ainda no caso de investimento público de caráter urgente e de relevante interesse.

c.

Seu aspecto mais relevante é a restituibilidade, podendo-se falar em uma simultaneidade de deveres; um, para o contribuinte, que é o dever de pa-

gar; outro, para o fisco, que é a devolução da quantia paga.

d.

Malgrado seja considerado tributo, lato sensu, é de se entender que o empréstimo compulsório se respalda em autêntico acordo de vontades, obedecendo ao princípio da contratualidade.

de vontades, obedecendo ao princípio da contratualidade. Comentário a. Conforme entendimento firmado pelo Supremo

Comentário

a. Conforme entendimento firmado pelo Supremo Tribunal Federal no RE 175.385/CE, a restituição do valor arrecadado como empréstimo compul- sório deverá ser feita na mesma espécie em que foi recolhido. Sendo

o recolhimento do tributo feito em dinheiro, a restituição também deve ser efetuada em dinheiro.

ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES
ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES

5
5

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios

DIREITO TRIBUTÁRIO Empréstimos Compulsórios Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online De acordo com o art. 15,

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online

Produção: Equipe Pedagógica Gran Cursos Online De acordo com o art. 15, CTN: “A competência para

De acordo com o art. 15, CTN: “A competência para cobrança de emprés- timos compulsórios é exclusiva da União, mediante Lei Complementar.”

De acordo com o art. 15, parágrafo único do CTN: “A arrecadação do em- préstimo compulsório acarreta a obrigação de restituir a importância que foi emprestada.” - préstimo compulsório acarreta a obrigação de restituir a importância que foi emprestada.”

d. O empréstimo compulsório é considerado tributo, estando superado o en- tendimento da Súmula n. 418 do Supremo Tribunal Federal (“o empréstimo compulsório não é tributo, e sua arrecadação não está sujeita à exigência constitucional da prévia autorização orçamentária”). O tributo constitui re- ceita pública derivada, instituída pelo Estado por força de suas prerrogati- instituída pelo Estado por força de suas prerrogati vas de direito público, coagindo o particular a vas de direito público, coagindo o particular a contribuir. Portanto, não há que se falar em acordo de vontades.

b.

c.

1. b

2. a

3. c

GABARITO

Este material foi elaborado pela equipe pedagógica do Gran Cursos Online, de acordo com a aula preparada e ministrada pelo professor Vilson Cortez.

ANOTAÇÕES

ANOTAÇÕES
6
6