Você está na página 1de 13

Material Inédito e

Gratuito Ensina
os 6 Modelos de
Ritmos Mais
Usados Pelos
Cavaquinistas!
Olá!
Meu nome é Damiro Lucchesi
Sou músico e professor há mais de 20 anos e criador do
Curso de Cavaquinho 2.0, programa de treinamento que já
ajudou 5.678 alunos a tocar cavaquinho do jeito certo.

2
Parabéns... aqui estão
os Modelos dos 6
Ritmos Mais Usados
Para Cavaquinho.

3
1 - Ritmo de Samba e Pagode Simples e Completa.

Este é o primeiro ritmo ensinado no Curso de Cavaquinho 2.0, pois é o ritmo base que o aluno
precisa aprender para poder começar os treinamentos do instrumento. É uma batida bastante
tradicional.

Use o modo simples se você for um iniciante do ZERO, porque fazendo a palheta somente para
baixo você entende melhor o ritmo e decora com mais facilidade. Se você já toca um pouco, pode
começar pela completa.

4
2 - Ritmo de Partido Alto.
Vamos agora aprender um novo ritmo, que é bem simples de ser executado e é bastante usado
nas rodas de samba, nas músicas mais tradicionais do Zeca Pagodinho, Almir Guineto, Arlindo
Cruz, Fundo de Quintal.

3 - Ritmo de Samba e Pagode com Abafamento.


Agora vamos aprender a batida de samba e pagode com o famoso “abafamento”. Na batida 01,
nós tocamos apenas totalmente lisa, sem abafar as cordas. Esse abafamento cria um espécie de
“Swing” ou “Balanço” na batida, que é quando a gente relaxa a mão que faz os acordes. O
abafamento é feito onde estão demarcadas as setas "brancas”.

5
4 - Ritmo de Samba Canção.
O ritmo de samba canção é um dos mais fáceis e encaixam perfeitamente naquelas músicas mais
lentas, como Cartola por exemplo. O mais importante é pegar o ritmo e tocar ela bem lentamente.

5 - Ritmo de Calango.
Agora vamos para o ritmo de calango. Ele é um ritmo relativamente fácil, e é usado muito pelo
Martinho da Vila, Dudu Nobre, entre outros. Porém, é muito importante acentuar a palheta no
momento certo para dar o ritmo calangueado.

6
6 - Ritmo de Partido Alto com Variação.
Esse ritmo de partido alto com variação é uma batida mais completa e mais “cheia”, do que a
ensinada anteriormente. É importante que você comece pela mais simples para poder pegar o
ritmo e chegar nessa mais preparado.

Esse material é com certeza o seu primeiro passo para


se tornar um cavaquinista seguro e que toca músicas
completas sem ter que olhar na pasta.

7
Agora que você já conhece os
Modelos dos Ritmos, eu gostaria de
te falar quais são as maiores
dificuldades encontradas pelos
mais de 110 mil cavaquinistas que
me seguem nas redes sociais.
Existem 5 problemas
comuns entre eles.
E estes problemas
atrasam muito o
desenvolvimento no
Cavaquinho...
9
A maioria dos
cavaquinistas ficam:

1. Sem saber como começar na hora de fazer o ritmo;


2. Sem entender nada do que representam as setas
para baixo e para cima;
3. Sem saber se está fazendo o ritmo no tempo certo;
4. Sem saber a postura correta da mão direita na hora
de fazer o ritmo;
5. Sem saber identificar o ritmo certo para cada tipo
de música.

10
“ A causa disso é a falta de
um especialista que lhe dê
total assistência na
execução de cada ritmo.

11
Uma técnica simples
que uso com meus
alunos resolve muitos
desses problemas:

A Técnica dos Dialetos!

12
A propósito, se você quiser aprender
como usar os Modelos de Ritmos
acima com um passo a passo, usando
a Técnica dos Dialetos…

Clique aqui e descubra a solução

13

Interesses relacionados