Você está na página 1de 10

BRASIL

DEPARTAMENTO DE CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO

SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 – 2º Andar 20021-130 RIO DE JANEIRO – RJ

http://ais.decea.gov.br/

dnor@decea.gov.br

SBRJYGYI

Tel: (21) 2101-6279

AIC

N

25/13

12 DEZ 2013

PAME: (21) 2117-7362

FRASEOLOGIA EMPREGADA NA EXECUÇÃO DE STAR/SID RNAV/RNP OU CONVENCIONAIS

1

DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

1.1

FINALIDADE

Esta AIC tem por finalidade estabelecer a fraseologia aplicada à Navegação RNAV e RNP em uma SID (Saída Padrão por Instrumentos), ou em uma STAR (Chegada Padrão por Instrumentos), bem como para os procedimentos convencionais que apresentem janelas de restrição.

1.2

ÂMBITO

As disposições contidas nesta AIC aplicam-se aos Órgãos ATS e aos usuários do SISCEAB.

2

INTRODUÇÃO

2.1

Os procedimentos de voo por instrumentos, estabelecidos conforme o previsto no Documento

8168 - Vol 2, da Organização de Aviação Civil Internacional (OACI), denominado “Construção de Procedimentos de Voo Visual e por Instrumentos”, têm como um dos objetivos a garantia de voo livre de obstáculos por meio de procedimentos de saída e chegada padronizadas.

2.2 Ademais, as práticas relacionadas aos procedimentos de voo por instrumentos são

contempladas no Documento 4444 – PANS ATM (Procedimentos para os Serviços de Navegação Aérea relativos ao Gerenciamento de Tráfego Aéreo) da OACI, inclusive aquelas associadas às autorizações para sua execução.

2.3 Assim, com base nos dois documentos supracitados e em atendimento a um dos princípios da

Navegação Baseada em Performance (PBN), é fundamental o emprego de uma fraseologia que proporcione o mútuo entendimento entre ATCO e aeronavegante, de modo a garantir a manutenção da segurança operacional em todas as fases do voo.

3 CONCEITUAÇÕES

Os termos e expressões abaixo relacionados, empregados nesta Instrução, têm os seguintes significados:

CANCELADA A RESTRIÇÃO Expressão empregada por um órgão ATC que significa a liberação de parte ou de todas as restrições contidas em um procedimento SID/STAR, durante a execução do procedimento.

1

12 DEZ 2013

AIC N 25/2013

CHEGADA PADRÃO POR INSTRUMENTOS (STAR)

Rota de chegada por instrumentos que conecta um ponto, normalmente em uma rota ATS, a outro ponto, a partir do qual um procedimento de aproximação por instrumentos possa ser iniciado. Pode apresentar o conceito de STAR ABERTA ou STAR FECHADA.

STAR ABERTA – procedimento de chegada por instrumentos que, no último waypoint/fixo, apresenta uma trajetória definida, normalmente paralela à pista e contrária ao sentido de pouso, a partir da qual a aeronave aguardará vetoração pelo órgão ATC para interceptar a aproximação final.

STAR FECHADA – procedimento de chegada por instrumentos no qual o último waypoint/fixo coincide com o Fixo de Aproximação Inicial ou Intermediário (IAF ou IF) do procedimento de aproximação. Dessa forma, a aeronave, após o procedimento de chegada, inicia o procedimento de aproximação sem necessitar de vetoração do órgão ATC.

DESÇA VIA

Termo empregado por um órgão ATC que determina ao piloto cumprir todas as restrições publicadas em uma STAR.

GRADIENTE ATC

É o ângulo, expresso em porcentagem, que a aeronave deverá manter para que seja obtida a altitude de segurança ATC durante o procedimento de saída. É estabelecido em espaço aéreo definido, com o objetivo de garantir segurança e fluidez à circulação aérea.

NOTA: O gradiente ATC sempre será publicado na carta.

GRADIENTE MÍNIMO DE SUBIDA

É o ângulo, expresso em porcentagem, que a aeronave deverá manter para que seja obtida a altitude mínima de segurança sobre os obstáculos durante o procedimento de saída. Caso não seja estabelecido na carta, o gradiente mínimo de subida padrão (3,3%) deverá ser obedecido.

NOTA: O gradiente mínimo de subida sempre será publicado quando superior a 3,3%.

PONTO SIGNIFICATIVO

Expressão genérica que representa um waypoint, fixo ou auxílio à navegação.

SUBA VIA

Termo empregado por um órgão ATC que determina ao piloto cumprir todas as restrições publicadas em uma SID.

2

12 DEZ 2013

4 REGRAS GERAIS

AIC N 25/2013

4.1 É responsabilidade do piloto em comando cumprir todas as restrições (verticais, laterais e de

velocidade) previstas nas STAR/SID convencionais ou RNAV/RNP, devendo informar ao órgão

ATC imediatamente em caso de impossibilidade de cumprimento.

4.2 Caso a aeronave seja submetida a qualquer intervenção ATC (ajuste de velocidade, vetoração,

instruções de subida/descida) ou necessite efetuar desvios durante a execução de um procedimento, o piloto em comando, ao retornar ao perfil do procedimento, deverá reportar ao órgão ATC, o mais breve possível, a incapacidade de cumprir as próximas restrições publicadas (verticais, laterais

e de velocidade) associadas a um ponto significativo.

4.3 O cancelamento das restrições de nível/altitude autorizados pelo órgão ATC, durante a execução

de uma SID, não desobriga o piloto em comando do cumprimento do gradiente mínimo de subida publicado para liberação de obstáculos, para cada fase da SID. Também deve ser cumprido o perfil lateral da SID, a menos que autorizado de forma diferente pelo órgão ATC.

4.4 Em caso de falha de comunicação, o piloto deverá cumprir o que prescreve a legislação vigente,

bem como as orientações descritas nas cartas publicadas pelo DECEA.

4.5 Quando, em uma SID/SID RNAV, uma aeronave for autorizada pelo órgão ATC a subir

desconsiderando parte ou todas as restrições publicadas na carta (nível/altitude e/ou velocidade), a expressão “CANCELADA(S) A(S) RESTRIÇÃO(ÕES)” será empregada de forma explícita na instrução, especificando o tipo de restrição e o ponto significativo ao qual a mesma se refere.

4.6 Quando, em uma STAR/STAR RNAV, uma aeronave for autorizada pelo órgão ATC a descer

desconsiderando parte ou todas as restrições publicadas na carta (nível/altitude e/ou velocidade), a expressão “CANCELADA(S) A(S) RESTRIÇÃO(ÕES)” será empregada de forma explícita na instrução, especificando o tipo de restrição e o ponto significativo ao qual a mesma se refere.

NOTA: O ATCO deverá observar as altitudes mínimas dos setores nas autorizações de descida.

4.7 Caso existam restrições publicadas na carta (nível/altitude e/ou velocidade), após a Área

Terminal, o piloto, ao ser transferido para o ACC, deverá informar que está subindo VIA e o

nome da SID/SID RNAV que está cumprindo.

4.8 O piloto em comando deverá cotejar integralmente todas as instruções emitidas pelo órgão

ATC, contidas nesta AIC.

3

12 DEZ 2013

5 FRASEOLOGIA ESPECÍFICA

AIC N 25/2013

5.1

SERVIÇO DE CONTROLE DE AERÓDROMO

5.1.1

Autorização ATC

ATCO

PT CTA, AUTORIZADO RECIFE, FL 370, VIA UW50, SAÍDA RASA1A, TRANSIÇÃO XXX, TRANSPONDER

PT CTA CLEARED TO RECIFE, FLIGHT LEVEL 370, VIA UW50, RASA1A DEPARTURE, XXX TRANSITION, SQUAWK 4147.

4147.

 

TRÁFEGO GALEÃO, PT CTA, AUTORIZADO RECIFE, FL 370, VIA UW50, SAÍDA RASA1A, TRANSIÇÃO XXX, TRANSPONDER

4147.

GALEÃO CLEARANCE, PT CTA

CLEARED TO RECIFE, FLIGHT LEVEL

370,

VIA UW50, RASA1A DEPARTURE,

PILOTO

XXX

TRANSITION, SQUAWK 4147.

TRÁFEGO GALEÃO, PT CTA, SEM POSSIBILIDADE DE CUMPRIR O GRADIENTE ATC DA SAÍDA RASA 1A, CONFORME PUBLICADA.

GALEÃO CLEARANCE, PT CTA, UNABLE TO COMPLY ATC GRADIENT RASA 1A DEPARTURE, AS PUBLISHED.

ATCO

PT CTA, AUTORIZADO RECIFE, FL 370, VIA UW50, SAÍDA RASA1A, TRANSIÇÃO XXX, DESCONSIDERE O GRADIENTE ATC, TRANSPONDER 4147.

PT CTA CLEARED TO RECIFE, FLIGHT LEVEL 370, VIA UW50, RASA1A DEPARTURE, XXX TRANSITION, DISCONSIDER ATC GRADIENT, SQUAWK 4147.

(após

coordena

-ção com

APP)

5.2 SERVIÇO DE CONTROLE DE APROXIMAÇÃO

5.2.1

Fraseologia para executar uma SID/SID RNAV, cumprindo todas as restrições publicadas na

carta.

 
   

PT

CTA,

CONTATO

RADAR

NA

PT

CTA, RADAR CONTACT ON

ATCO

DECOLAGEM,

SUBA

VIA

SAÍDA

DEPARTURE, CLIMB VIA RASA 1A DEPARTURE, TO FLIGHT LEVEL 370.

RASA 1A, PARA FL370.

5.2.2

Fraseologia para executar uma SID/SID RNAV, cumprindo parte das restrições publicadas.

a)

Restrições de Nível (acima ou abaixo das restrições publicadas)

 
 

PT

BCT,

SUBA

E

MANTENHA

PT BCT, CLIMB AND MAINTAIN FL100, RASA 1A DEPARTURE (XXXX) TRANSITION, CANCELLED LEVEL

FL100,

SAÍDA

RASA 1A

ATCO

TRANSIÇÃO

 

(XXXX),

CANCELADAS AS RESTRIÇÕES DE NÍVEL ATÉ (ponto significativo), APÓS SUBA VIA PARA FL370.

RESTRICTIONS

UNTIL

(significant

point), THEN CLIMB VIA TO FLIGHT

LEVEL 370.

4

12 DEZ 2013

AIC N 25/2013

PT BCT, SUBA VIA SAÍDA RASA

PARA

FL130.

PT

DEPARTURE (XXXX) TRANSITION TO FLIGHT LEVEL 130.

1A

BCT

CLIMB

VIA

RASA

1A

TRANSIÇÃO

(XXXX)

(Time Elapses)

PT BCT, REACH AND MAINTAIN FLIGHT LEVEL 130. AFTER (significant point), CANCELLED ALL LEVEL RESTRICTIONS (further instructions).

(Lapso de tempo)

PT BCT, AO ATINGIR MANTENHA FL130. A PARTIR DE (ponto significativo) CANCELADAS AS RESTRIÇÕES DE NÍVEL (instrução complementar).

b) Desvio do Perfil Lateral

ATCO

PT BCT, VETORAÇÃO (motivo), CURVA À ESQUERDA PROA 060, SUBA E MANTENHA FL080 (instruções complementares).

PT BCT, (posição) REASSUMA NAVEGAÇÃO, VOE DIRETO (ponto significativo), SUBA VIA SAÍDA RASA 1A PARA FL 290.

PT BCT, VECTORING (reason), TURN LEFT, HEADING 060, CLIMB AND MAINTAIN FL080 (further instructions).

PT BCT, (position) RESUME OWN NAVIGATION, FLY DIRECT (significant point), CLIMB VIA RASA 1A DEPATURE TO FLIGHT LEVEL 290.

5.2.3 Fraseologia publicadas.

para

executar

uma

SID/SID

RNAV,

desconsiderando

todas

as

restrições

 

PT

BCT,

CONTATO RADAR NA

PT BCT, RADAR CONTACT ON DEPARTURE, CLIMB AND MAINTAIN

DECOLAGEM,

 

SUBA

E

MANTENHA FL240, SAÍDA RASA

FLIGHT

LEVEL

240,

RASA

1A

ATCO

1A

TRANSIÇÃO

XXX,

DEPARTURE,

XXX

TRANSITION,

CANCELADAS

TODAS

AS

CANCELLED

ALL

LEVEL

RESTRIÇÕES DE NÍVEL.

 

RESTRICTIONS.

5.2.4 Fraseologia para executar uma STAR/STAR RNAV, cumprindo todas as restrições publicadas na carta.

 

CONTROLE XX, PT CTA, DESCENDO

XX APPROACH CONTROL, PT CTA, DESCENDING VIA ARENA 1A ARRIVAL,

PILOTO

VIA

CHEGADA

ARENA

1A,

TRANSIÇÃO

XXX,

PARA

FL200

XXX

TRANSITION,

TO

FL200

(further

 

(informações complementares).

instructions).

 
 

PT

CTA,

DESÇA

VIA

CHEGADA

PT

CTA,

DESCEND

VIA

ARENA

1A

ATCO

ARENA 1A, TRANSIÇÃO XXX.

 

ARRIVAL, XXX TRANSITION

 

5

12 DEZ 2013

AIC N 25/2013

5.2.5

publicadas.

Fraseologia para executar uma STAR/STAR RNAV, cumprindo parte das restrições

a)

Restrições de nível (acima ou abaixo das restrições publicadas)

 
   

CONTROLE XX, PT CTA, DESCENDO

XX

APPROACH CONTROL, PT CTA,

PILOTO

VIA

TRANSIÇÃO

(informações complementares).

CHEGADA

XXX,

ARENA

PARA

1A,

FL200

DESCENDING VIA ARENA 1A ARRIVAL,

XXX

information).

(further

TRANSITION,

TO

FL200

   

PT

BCT,

DESÇA

E

MANTENHA

O

PT BCT, DESCEND AND MAINTAIN FL100 ARENA 1A ARRIVAL (XXX) TRANSITION, CANCELLED LEVEL RESTRICTIONS UNTIL (significant point), THEN DESCEND VIA.

FL100 CHEGADA ARENA 1A, TRANSIÇÃO (xxx), CANCELADAS AS RESTRIÇÕES DE NÍVEL ATÉ (ponto significativo), APÓS DESÇA VIA.

 

ATCO

 

PT

BCT,

DESÇA

 

VIA

CHEGADA

 

PT

BCT

DESCEND

VIA

ARENA

1A

ARENA 1A TRANSIÇÃO (xxx) PARA

ARRIVAL, (XXX) TRANSITION TO FLIGHT

FL130.

 

LEVEL

130.

 

PT

BCT, AO ATINGIR MANTENHA

 

PT BCT, REACH AND MAINTAIN FLIGHT LEVEL 130. AFTER (significant point), CANCELLED ALL LEVEL RESTRICTIONS (further instructions).

FL130.

A

PARTIR

DE

(ponto

significativo) CANCELADAS

AS

RESTRIÇÕES

DE

NÍVEL

(instrução

 

complementar).

   

b)

Desvio do Perfil Lateral

 
 

CONTROLE XX, PT CTA, DESCENDO

XX

APPROACH CONTROL, PT CTA,

PILOTO

VIA

CHEGADA

ARENA

1A,

DESCENDING VIA ARENA 1A ARRIVAL,

TRANSIÇÃO

XXX,

PARA

FL200

XXX

TRANSITION,

TO

FL200

(further

(informações complementares).

instructions).

 
 

PT BCT, VETORAÇÃO (motivo), CURVA À ESQUERDA PROA 060, DESÇA E

PT BCT, VECTORING (reason), TURN LEFT, HEADING 060, DESCEND AND MAINTAIN FL080 (further instructions).

MANTENHA

FL080

(instruções

complementares).

 

ATCO

 

……………………

 

PT BCT, (posição) REASSUMA NAVEGAÇÃO, VOE DIRETO (ponto significativo) DESÇA VIA CHEGADA ARENA 1A.

PT

BCT, (position) RESUME OWN

NAVIGATION, FLY DIRECT (significant point)

DESCEND VIA ARENA 1A ARRIVAL.

 

6

12 DEZ 2013

AIC N 25/2013

5.2.6 Fraseologia para executar uma STAR/STAR RNAV, desconsiderando todas as restrições

publicadas.

 

CONTROLE XX, PT CTA, DESCENDO

XX

APPROACH CONTROL, PT CTA,

PILOTO

VIA

TRANSIÇÃO

(informações complementares).

CHEGADA

XXX,

ARENA

PARA

1A,

FL200

DESCENDING VIA ARENA 1A ARRIVAL,

XXX

instructions).

(further

TRANSITION,

TO

FL200

ATCO

PT BCT, DESÇA E MANTENHA FL100, CHEGADA ARENA 1A TRANSIÇÃO XXX, CANCELADAS TODAS AS RESTRIÇÕES DE NÍVEL.

PT BCT, DESCEND AND MAINTAIN FLIGHT LEVEL 100, ARENA 1A, XXX TRANSITION, CANCELLED ALL LEVEL RESTRICTIONS.

5.2.7 Fraseologia para executar uma STAR/STAR RNAV ABERTA/FECHADA

a) Situação em que a aeronave executa uma STAR e completa um procedimento (IAC) autorizado.

 
 

CONTROLE XX, PT CTA, DESCENDO

XX

APPROACH CONTROL, PT CTA,

PILOTO

VIA

CHEGADA

ARENA

1A,

DESCENDING VIA ARENA 1A ARRIVAL,

TRANSIÇÃO

XXX,

PARA

FL200

XXX

TRANSITION,

TO

FL200

(further

 

(informações complementares).

instructions).

 

PT

BCT

DESÇA

VIA

CHEGADA

PT

BCT

DESCEND

VIA

ARENA

1A

ATCO

ARENA 1A,

TRANSIÇÃO

xxx,

ARRIVAL, XXX TRANSITION, CLEARED

AUTORIZADO

FINAL

DO

FINAL

XXX PROCEDURE, RUNWAY xx…

 

PROCEDIMENTO xxx, PISTA xx

OU

OR

b)

Situação em que a aeronave é orientada a executar uma instrução, conforme publicada em carta, e aguardar vetorações para interceptar a aproximação final.

 

CONTROLE XX, PT CTA, DESCENDO

XX

APPROACH CONTROL, PT CTA,

PILOTO

VIA

CHEGADA

ARENA

1A,

DESCENDING VIA ARENA 1A ARRIVAL,

TRANSIÇÃO

XXX,

PARA

FL200

XXX

TRANSITION,

TO

FL200

(further

 

(informações complementares).

instructions).

 
 

PT BCT DESÇA VIA CHEGADA ARENA 1A, TRANSIÇÃO XXX, NA POSIÇÃO XXX (ponto significativo publicado na carta) PROA XXX (publicada na carta). AGUARDE VETORAÇÃO PARA APROXIMAÇÃO FINAL.

PT

BCT

DESCEND

VIA

ARENA

1A

ATCO

ARRIVAL, XXX TRANSITION, AT XXX POSITION (significant point as published on chart) HEADING XXX (as published on chart). EXPECT VECTORING TO FINAL APPROACH.

5.2.8 Fraseologia a ser empregada para a interceptação do curso final de um procedimento de

aproximação RNAV (IAC).

 

PT CTA, VETORAÇÃO PARA INTERCEPTAR O CURSO DE APROXIMAÇÃO FINAL, CURVA À ESQUERDA, PROA XXX,

PT

CTA,

VECTORS

TO FINAL

ATCO

APPROACH COURSE. TURN LEFT

HEADING XXX,

CLEARED FOR THE

7

12 DEZ 2013

 

AIC N 25/2013

   

AUTORIZADA APROXIMAÇÃO RNAV PARA A PISTA XX

RUNWAY XX RNAV APPROACH

PT CTA, REASSUMA NAVEGAÇÃO VOE DIRETO PARA (ponto significativo) E REPORTE ESTABILIZADO NO CURSO DE APROXIMAÇÃO FINAL.

PT CTA, RESUME OWN NAVIGATION AND FLY DIRECT TO (significant point) AND REPORT STABLISHED ON FINAL APPROACH TRACK/COURSE.

5.3

SERVIÇO DE CONTROLE DE ÁREA

5.3.1

Fraseologia para executar uma SID/SID RNAV, cumprindo todas as restrições publicadas na

carta.

PILOTO

CENTRO XX, PT CTA, SUBINDO VIA RASA 1A, PARA FL370.

XX

CENTER, PT CTA, CLIMBING VIA RASA

1A,

TO FL 370.

ATCO

PT CTA, SUBA VIA, PARA FL370.

PT CTA, CLIMB VIA, TO FLIGHT LEVEL 370.

5.3.2 Fraseologia para executar uma SID/SID RNAV, cumprindo parte das restrições publicadas.

PILOTO

CENTRO XX, PT CTA, SUBINDO VIA RASA 1A, PARA FL370.

XX

CENTER, PT CTA, CLIMBING VIA RASA

1A,

TO FL 370.

 

PT BCT, SUBA E MANTENHA O FL370,

PT BCT, CLIMB AND MAINTAIN FL370, CANCELLED ALL LEVEL RESTRICTIONS (further instructions).

ATCO

CANCELADAS

TODAS

AS

RESTRIÇÕES

DE

NÍVEL

(instrução

 

complementar).

5.3.3 Fraseologia

publicadas na carta.

para

executar

uma

STAR/STAR

RNAV,

cumprindo

todas

as

restrições

 

PT

CTA,

DESÇA

VIA

CHEGADA

 

ARENA 1A, TRANSIÇÃO XXX. PARA FL 120.

PT

CTA,

DESCEND

VIA

ARENA

1A

ATCO

ARRIVAL, XXX TRANSITION, TO FL 120.

5.3.4 Fraseologia para executar uma STAR/STAR RNAV, cumprindo parte das restrições

publicadas.

a)

Restrições de nível (acima ou abaixo das restrições publicadas)

ATCO

PT BCT, DESÇA E MANTENHA O FL100 CHEGADA ARENA 1A, TRANSIÇÃO (xxx), CANCELADAS AS RESTRIÇÕES DE NÍVEL ATÉ (ponto significativo), APÓS DESÇA VIA.

PT BCT, DESCEND AND MAINTAIN FL100 ARENA 1A ARRIVAL (XXX) TRANSITION, CANCELLED LEVEL RESTRICTIONS UNTIL (significant point), THEN DESCEND VIA.

8

12 DEZ 2013

 

AIC N 25/2013

 

b)

Desvio do Perfil Lateral

 
 

PT BCT, VETORAÇÃO (motivo), CURVA À ESQUERDA PROA 060, DESÇA E

PT BCT, VECTORING (reason), TURN LEFT, HEADING 060, DESCEND AND MAINTAIN FL200 (further instructions).

MANTENHA

FL200

(instruções

complementares).

 

ATCO

PT BCT, (posição) REASSUMA NAVEGAÇÃO, VOE DIRETO (ponto significativo) DESÇA VIA CHEGADA ARENA 1A, PARA FL 120.

PT BCT, (position) RESUME OWN NAVIGATION, FLY DIRECT (significant point) DESCEND VIA ARENA 1A ARRIVAL, TO

FL120.

5.3.5 Fraseologia a ser empregada nos casos de reporte de perda da capacidade GNSS/RNP

5.3.5.1 Degradação/perda da capacidade GNSS.

PILOTO

CENTRO XX, PT CTA, GNSS BÁSICO INDISPONÍVEL DEVIDO A (razão, por exemplo, perda de RAIM ou alerta RAIM).

XX CENTER, PT CTA, BASIC GNSS UNAVAILABLE DUE TO (reason, e.g. loss of RAIM or RAIM alert).

PILOTO

CONTROLE

XX,

PT

CTA,

GBAS

XX

APPROACH

CONTROL,

PT

CTA,

(OU SBAS) INDISPONÍVEL.

GBAS (or SBAS) UNAVAILABLE.

ATCO

PT CTA, CONTROLE XX CIENTE,

PT

CTA,

XX

APPROACH

CONTROL

ROGER,

 

VETORAÇÃO PARA

 

…VECTOR TO…

 

EXECUTE

PROCEDIMENTO

…EXECUTE XXX PROCEDURE…

 

XXX

 

5.3.5.2 Degradação da capacidade RNP.

PILOTO

CONTROLE

XX,

PT

CTA,

SEM

XX

APPROACH

CONTROL,

PT

CTA,

CONDIÇÕES

DE

EXECUTAR

UNABLE

RNP/RNAV

(type)

DUE

TO

RNP/RNAV (tipo) DEVIDO A (razão).

(reason).

 

ATCO

PT CTA, CONTROLE XX CIENTE,

PT

CTA,

XX

APPROACH

CONTROL

ROGER,

VETORAÇÃO PARA

 

…VECTOR TO…

 

EXECUTE

PROCEDIMENTO XXX

…EXECUTE XXX PROCEDURE…

 

9

12 DEZ 2013

AIC N 25/2013

6

DISPOSIÇÕES FINAIS

6.1

O DECEA disponibiliza um canal de comunicação para o envio de dúvidas, sugestões,

comentários, críticas, elogios e notificações de erros por intermédio do Serviço de Atendimento ao Cidadão no endereço eletrônico: http://servicos.decea.gov.br/sac/index.cfm, selecionando a opção CONTATO no menu Área.

6.2 A aprovação desta AIC foi publicada no Boletim Interno do DECEA nº 204, de 18 de outubro

de 2013, e cancela a AIC N 24/09, de 24 de setembro de 2009.

6.3 Os critérios e procedimentos estabelecidos nesta AIC não dispensam os pilotos e órgãos

envolvidos do cumprimento das demais disposições constantes nas legislações em vigor.

6.4 Os casos não previstos serão resolvidos pelo Exmo. Sr. Chefe do Subdepartamento de

Operações do Departamento de Controle do Espaço Aéreo.

10