Você está na página 1de 8

AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL

Autor: Wilmar Mattes

UNIASSELVI-PÓS
Programa de Pós-Graduação EAD
CENTRO UNIVERSITÁRIO LEONARDO DA VINCI
Rodovia BR 470, Km 71, no 1.040, Bairro Benedito
Cx. P. 191 - 89.130-000 – INDAIAL/SC
Fone Fax: (47) 3281-9000/3281-9090

Reitor: Prof. Dr. Malcon Anderson Tafner

Diretor UNIASSELVI-PÓS: Prof. Carlos Fabiano Fistarol

Coordenador da Pós-Graduação EAD: Prof. Norberto Siegel

Equipe Multidisciplinar da Pós-Graduação EAD: Profa. Hiandra B. Götzinger Montibeller


Profa. Izilene Conceição Amaro Ewald
Profa. Jociane Stolf

Revisão de Conteúdo: Prof. Alexandre José da Silva

Revisão Gramatical: Profa. Iara de Oliveira



Diagramação e Capa: Carlinho Odorizzi

Copyright © Editora Grupo Uniasselvi 2011


Ficha catalográfica elaborada na fonte pela Biblioteca Dante Alighieri – Grupo UNIASSELVI – Indaial

629.892
M435a Mattes, Wilmar.
Automação industrial /Wilmar Mattes Indaial:
Grupo UNIASSELVI, 2011.
169 p. il.

Inclui bibliografia.
ISBN 978-85-7830-365-5

1. Automação Industrial 2. Engenharia de Automação


I. Centro Universitário Leonardo da Vinci
II. Núcleo de Ensino a Distância III. Título
Professor Wilmar Mattes

Graduação em Administração com Habilitação em Comércio


Exterior (UNERJ – 2006). MBA em Gestão de Negócios Internacionais
(UNERJ – 2007). Mestrado em Engenharia Mecânica (SOCIESC
– 2008). Doutorando em Engenharia Mecânica (USP, São Carlos,
SP). Tem experiência na área de Administração, com ênfase em
Administração, projetos mecânicos e automação.
Sumário

APRESENTAÇÃO.......................................................................7

CAPÍTULO 1
Conceitos de Automação Industrial..............................................9

CAPÍTULO 2
Modelo de Referência para as Funções de Controle..................37

CAPÍTULO 3
Sistemas de Produção................................................................59

CAPÍTULO 4
Componentes de Hardware e Software......................................93

CAPÍTULO 5
Controle Integrado de Processos e Manufatura.....................131
APRESENTAÇÃO
Caro(a) pós-graduando, o caderno de Automação industrial tem como
propósito oferecer a você elementos que permitam compreender a automação
da manufatura, de forma integrada e flexível. Enfatizando esse novo contexto
do setor produtivo industrial, este caderno de estudo tem como objetivo abordar
conhecimentos e conceitos sobre automações empregadas na manufatura.

No primeiro capítulo será apresentada a evolução do processo de


manufatura ocorrido nestes últimos tempos e que sofreu radicais modificações,
a tal ponto que as teorias de administração e organização da manufatura que
vieram com a revolução industrial começam a perder espaço para uma nova
forma de organização: os Sistemas Flexíveis de Computadores. Até o final
dos anos setenta, a automação fabril se desenvolveu basicamente através de
linhas de produção do tipo flow-shop (ou produção em massa), que por muito
tempo foi um dos fatores principais da geração de riqueza dos países altamente
industrializados.

Nestas últimas décadas o rápido desenvolvimento tecnológico da automação


industrial trouxe como consequência um considerável aumento do grau de
complexidade de sistemas de manufatura, nos quais o número de atividades
ocorre de forma paralela ou concorrente. A flexibilidade de manufatura está se
tornando uma vantagem competitiva importante e um fator essencial para a
viabilidade de longo prazo em muitas empresas.

Existe grande evidência de que várias organizações estão considerando,


cada vez mais, a importância da flexibilidade da manufatura, segundo uma
perspectiva estratégica, juntamente à qualidade e aos custos. Por outro lado,
além de alta qualidade e baixos custos, os clientes estão demandando respostas
rápidas, customização extensiva, frequentes inovações e uma ampla variedade
de produtos.

O segundo capítulo tem como objetivo apresentar a automação industrial


que tem como função primordial o controle de processos de forma a permitir
uma otimização da produtividade industrial, estruturada na diminuição de custos
de produção, melhoria na qualidade dos produtos, precisão das operações,
segurança operacional, entre outros.

Já no terceiro capítulo apresentamos, de forma clara, que modernizar-se é


condição vital para a permanência das empresas no mercado, com agregação
de novos valores aos seus produtos. Essa modernização é caracterizada pela
Automação industrial

adoção de sistemas de produção com o propósito de realizar suas operações


e produzir seus produtos ou serviços da melhor maneira possível e, com isto,
garantir sua eficiência e eficácia.

No quarto capítulo mostramos os requisitos dos sistemas informáticos


para a automação. O conceito geral de automação flexível inclui integração por
computador, tecnologia da informação e processo de manufatura automatizado,
que são todos implementados de modo a obter flexibilidade estratégica e de
manufatura. Integração por computador se refere basicamente à Manufatura
Integrada por Computador (CIM) e inclui equipamentos de computação e
programas projetados especificamente para melhorar o processo produtivo.

Por último, o quinto capítulo mostra o controle integrado de processos


e manufatura. A automatização de processos vem sendo adotada como
diretriz empresarial, na busca da modernização e aumento de competitividade
em diferentes segmentos econômicos. Processos automatizados permitem
a medição simultânea e em tempo real de inúmeras variáveis de produto e
processo, fornecendo dados em quantidade suficiente para o monitoramento
preciso do desempenho global de operações industriais. Tal riqueza de
informações deve ser tratada de maneira apropriada, visando a fornecer
subsídios à tomada de decisões gerenciais. Bons estudos!

O autor.