Você está na página 1de 2

Em um sistema de distribuição de água, a proporção de custos de energia do uso de bombas

na WDN é alta para o custo total. O custo de energia (eletricidade) varia de acordo com a
estação do ano e as horas de um dia. O padrão de demanda de água é semelhante à curva de
custo de energia por hora, portanto a alta demanda de água ocorre durante as horas de alto
custo de energia. Neste estudo, sob a hipótese de que a redução do custo de energia é
possível através da redistribuição do padrão de demanda, uma análise numérica foi conduzida
sobre a transferência da demanda de água em horas de pico de energia para horas de baixo
custo de energia pelas instalações de armazenamento. Este estudo foi aplicado a uma
instalação real, a bacia do reservatório Bupyeong 2, e produziu as seguintes conclusões.

O padrão de demanda foi otimizado usando vários métodos, e a otimização foi aplicada para
as estações de verão, inverno e primavera-outono. A economia máxima de energia obtida com
a otimização foi de 6,33% para a temporada de verão. Apenas 37,6% da capacidade total das
instalações de armazenamento estava sendo utilizada, e 60% da capacidade de
armazenamento ainda estava disponível para este estudo. Este estudo confirma que é possível
reduzir os custos de energia usando a eletricidade durante as horas de baixo custo para
abastecer as instalações de armazenamento a serem usadas nos horários de pico. Neste
estudo, a capacidade real das instalações de armazenamento na área de estudo foi aplicada
para redistribuir a demanda de água dos horários de pico para as horas baixas. O resultado da
redução do custo de energia poderia ser generalizado em todo o sistema de abastecimento de
água e aplicado aos principais procedimentos envolvidos, como bombear o suprimento de
água da estação de tratamento de água para o reservatório, usar a bomba de entrada de água
e alimentar a bomba de Mova a água da admissão para a estação de tratamento de água. No
total, aproximadamente 5,36% do custo de energia pode ser reduzido.

Este estudo aplicou padrões de demanda de água, redes de tubulação, instalações de


armazenamento e preços de eletricidade por hora variáveis em uma área de estudo sem
características especiais. Um custo de energia muda ao longo do tempo em muitas regiões do
mundo e há muitas instalações de armazenamento de água que não estão sendo ativamente
utilizadas.

Portanto, é possível aplicar essa pesquisa a outras regiões como uma aplicação mundial para
estudos sobre economia de energia, melhoria do sistema de cobrança de água ou redes
inteligentes de água. Além disso, estudamos os custos de energia e a demanda de água entre
os custos de fornecimento de água e, em um estudo mais aprofundado, as tarifas de água
podem ser uma variável adicional para economia de energia, pois o preço baixo das tarifas de
água pode provocar o uso excessivo de água.

O consumo de energia nos sistemas de abastecimento de água está intimamente ligado à


demanda de água, uma vez que a energia é consumida principalmente no processo de
transporte e distribuição de água, além da energia que pode ser necessária para bombear a
água de suas fontes. Estudos existentes foram realizados para otimizar as operações da bomba
para obter pressão apropriada e controlar o nível de água das instalações de armazenamento
para transferir a demanda necessária e reduzir o custo da energia.
A ideia é reduzir a quantidade de água a ser fornecida quando o preço unitário da energia é
alto e aumentar a oferta quando o preço unitário é baixo. Para realizar este esquema, o
consumo de energia

de sistemas de abastecimento de água, a quantidade de transferência de água, a organização


da estrutura de custos de energia, a utilização de tanques de água, e assim por diante são
investigados e analisados para estabelecer um modelo de

gestão otimizada da demanda de água com base na aplicação de tanques de água nas áreas
supridas.

Neste estudo, com a suposição de que o custo de energia pode ser reduzido pela
redistribuição de um padrão de demanda, uma análise numérica é conduzida na transferência
da demanda de água nas instalações de armazenamento das horas de pico de energia para as
horas de menor gasto de energia. Este estudo foi aplicado na bacia do reservatório de
Bupyeong 2, Incheon, Coréia.