Você está na página 1de 20

Elaborado por:

Luís Francisco
José Veiga

Iniciativa:
Associação dos Avicultores de Portugal
avespt.com

Ano de publicação: 2009

Distribuição electrónica permitida (PDF).

www.avespt.com
www.aaportugal.net
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

ÍNDICE

introdução 3
Porquê associar-me a um clube ou associação? 4
Como me posso inscrever ou associar num clube ou associação? 4
Quais os custos que poderei ter? 5
Existem diferenças de valores nos clubes? 5
O que irei receber após efectuar a minha inscrição num clube ou associação? 5
Quais as vantagens ou desvantagens em ser sócio de um clube? 6
Direitos e deveres dos criadores e associados 6
O que é um stam? 6
Como posso requisitar ou solicitar anilhas? 7
Como é o processo de requisição de anilhas? 8
O que está gravado na anilha? 9
Exemplos de anilhas e como se anilha 9
Como poderei participar em exposições e campeonatos? 10
Porque devo participar em exposições? 10
Onde se realizam exposições? 10
Existem custos associados à inscrição? 11
É feito o transporte das aves para as exposições? 11
Contactos da A.A.P. 12
Modelos de fichas
Proposta de admissão A.A.P. 13
Requisição de anilhas A.A.P. 14
Inscrição em exposição A.A.P. 15
Modelo de cartão de sócio
Cartão de sócio A.A.P. 16

Apontamentos 17

www.aaportugal.net 2 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

INTRODUÇÃO

A ornitologia Portuguesa, Europeia e Mundial, é hoje uma


actividade em franca expansão. Fruto dessa expansão existe a
necessidade, cada vez maior, de se aperfeiçoar e melhorar esta
tão nobre actividade, que deve ser sempre um HOBBY que nos
vai realizando diariamente.

Com o aparecimento de situações como a gripe das aves


H5N1, a implementação do decreto-lei 315/2003 de 17/12,
como também a vontade e necessidade urgente do surgimento
do estatuto do criador, torna-se imperioso que cada criador à luz
de tudo isto se torne associado de um clube ornitológico, de
forma a não perder o comboio da modernização e da evolução.

Após esta pequena introdução, passaremos a explicitar,


passo a passo, porquê e como se tornar sócio de um clube
ornitológico em Portugal. Esperamos, sinceramente, com esta
informação prestar um contributo a todos os novos associados
e a todos aqueles que, já o sendo, ainda tenham algumas
interrogações sobre alguns dos tópicos aqui focados. E, como
não poderia deixar de ser, contribuir para o engrandecimento da
ornitologia Portuguesa.

www.aaportugal.net 3 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

1º PORQUÊ ASSOCIAR-ME A UM
CLUBE OU ASSOCIAÇÃO?

Porque ao fazê-lo está a habilitar-se a um vasto conjunto de


situações muito necessárias a um criador, tal como: poder
requisitar anilhas; ostentar um N.º de STAM, entre outras.

Simultaneamente, está a contribuir para a manutenção do


associativismo ornitológico amador.

2º COMO ME POSSO INSCREVER OU


ASSOCIAR NUM CLUBE OU
ASSOCIAÇÃO?

Qualquer criador pode e deve inscrever-se num clube ou


associação. Hoje em dia, podem fazer a inscrição de várias
formas:

- via internet através do site de cada clube


- através do e-mail do clube ou associação
- por correio
- por fax
- nas instalações do clube ou associação
- ou mesmo através de um(a) amigo(a)

Na AAP (Associação dos Avicultores de Portugal) pode fazer


a sua inscrição utilizando os seguintes meios:

site: www.aaportugal.net
e-mail: info@aaportugal.net
fax: 218 463 846
correio (sede): Rua Ponta Delgada, n.º 72 R/C Drt.
1000-244 Lisboa.

www.aaportugal.net 4 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

3º QUAIS OS CUSTOS QUE PODEREI


TER?

Depende de clube para clube, ou de associação para


associação.

Na AAP, os novos associados pagam uma jóia de


admissão e o cartão de associado no valor de 6,50€, e uma
quota anual no valor de 25€, podendo esta última ser repartida
por dois semestres de 12,50€ cada.

4º EXISTEM DIFERENÇAS DE VALORES


NOS CLUBES?

Sim, existem algumas diferenças de montantes a pagar


em cada clube. É claro que, neste caso aplica-se o velho ditado
“ quem está dentro do convento é que sabe o que vai lá dentro”.

Por exemplo, na AAP existe a necessidade premente de


se obter receitas suficientes para suportar as despesas mensais
que rondam os 500€.

5º O QUE IREI RECEBER APÓS


EFECTUAR A MINHA INSCRIÇÃO NUM
CLUBE OU ASSOCIAÇÃO?

Cada associado irá receber, em sua casa ou


presencialmente, um cartão de sócio e várias informações que o
clube entender enviar.

Existem clubes, muito poucos, que têm a edição de uma


pequena revista, a AAP já teve essa revista, porém, no presente
momento e por razões de ordem financeira, humana e logística,
não dispõe dessa edição.

www.aaportugal.net 5 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

6 º Q UA I S A S VA N TA G E N S O U
DESVANTAGENS EM SER SÓCIO DE UM
CLUBE?

Para um criador, não haverá quaisquer desvantagens no


facto de se tornar sócio de um clube. Face ao panorama
existente e a todo aquele que se avizinha, as vantagens em ser-
se sócio de um clube são muitas e bastante benéficas.

7º DIREITOS E DEVERES DOS


CRIADORES E ASSOCIADOS

Este é um ponto que não podemos deixar de focar de


forma mais abrangente, quer para os novos associados, quer
para aqueles que já são sócios.

É importante que cada um de nós se consensualize que


esta actividade é amadora e que o dirigismo associativo está em
crise com a falta de voluntários, quero com isto dizer que,
infelizmente, em Portugal e talvez em outros países, os
associados julgam que só têm direitos, e os deveres são
apenas para os dirigentes dos clubes. Profundo engano, todos
os associados desta actividade, e de todas as outras, têm
direitos e deveres, nunca esquecendo que a ornitologia é gerida
de forma amadora e voluntária, por isso urge a necessidade de
todos nós nos mentalizarmos que é preciso termos mais
deveres em detrimento de direitos, por vezes excessivos.

8º O QUE É UM STAM?

É o número de criador nacional federativo.


STAM significa: Equipa, Plantel.

www.aaportugal.net 6 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

9º COMO POSSO REQUISITAR OU


SOLICITAR ANILHAS?

Pode considerar-se que este tema vai ao encontro do


escrito nos tópicos 1º, 6º e 7º deste guia.

Todo o criador que seja associado, num clube ou


associação, tem este direito inalienável de requisitar anilhas.

Pode requisitá-las de formas idênticas às de se tornar


sócio, e ao solicitá-las pode, também, sugerir o seu envio pelo
correio, para a sua residência ou outro local, pagando um valor
de cerca de 4€. Na AAP é esse o mesmo valor para os portes.

Os pedidos de anilhas tem uma altura própria do ano


para serem efectuados, tendo o seu início em Maio e término em
Fevereiro.

Cada associado pode efectuar 2/3 ou mesmo 4 pedidos,


depende da federação na qual o clube está inserido, no caso da
AAP existe a possibilidade dos sócios efectuarem 3 pedidos de
anilhas.

www.aaportugal.net 7 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

10º COMO É O PROCES SO DE


REQUISIÇÃO DE ANILHAS?

O processo de requisição de anilhas desenrola-se da


seguinte forma:

a) A Federação estipula as datas dos pedidos.

b) Após isso, informa os clubes.

c) Estes remetem o impresso de requisição das anilhas com as


datas para os associados.

d) Os associados remetem os seus pedidos para o clube na


altura que quiserem, em conformidade com as datas
estabelecidas.

e) Os clubes ao receberem as requisições das anilhas dos seus


associados preenchem um mapa com todos os pedidos.

f) Após esse preenchimento remetem-no para a federação


respectiva.

g) A federação ao receber os mapas de todos os seus clubes


remete para o fabricante os pedidos.

h) A fabricação das anilhas demora (se não existir nenhum


problema ou avaria) cerca de 6 semanas.

i) As anilhas de Portugal, actualmente, são fabricadas na


Bélgica.

j) Após o fabrico, o processo corre ao contrário; fabricante,


federação, clube e, por fim, associado.

www.aaportugal.net 8 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

11º O QUE ESTÁ GRAVADO NA ANILHA?

As anilhas contêm várias gravações, tais como:

- Ano.
- STAM do criador.
- Letra do país (no nosso caso P).
- Sigla do clube ou federação.
- N.º de ordem ou sequencial.

12º EXEMPLOS DE ANILHAS E COMO SE


ANILHA

www.aaportugal.net 9 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

13º COMO PODEREI PARTICIPAR EM


EXPOSIÇÕES E CAMPEONATOS?

Para os criadores participarem em exposições e


campeonatos, terão necessariamente de ser sócios de um
clube ou associação ornitológica. Para o efeito, deverão
preencher a ficha de inscrição e inscrever o número de aves que
quiserem, nunca esquecendo que as aves para participarem
têm que ostentar uma, e somente uma, anilha federativa e
inviolável, e do ano correspondente à permissão.

Importa salientar que, essas anilhas já foram anteriormente


requisitadas pelo associado/criador ao seu clube ou
associação.

14º PORQUE DEVO PARTICIPAR EM


EXPOSIÇÕES?

Porque só assim saberá se está a criar correctamente ou


não, submetendo as suas aves à apreciação de um juiz
especializado nessa classe de aves. Nesta actividade amadora,
nada melhor que nos ser proporcionado a possibilidade de
mostrarmos aos outros aquilo que conseguimos produzir em
nossas casas.

15º ONDE SE REALIZAM EXPOSIÇÕES?

As exposições realizam-se de Norte a Sul do país e ilhas


de Portugal.

A partir de Maio/Junho, serão amplamente difundidos os vários


mapas e cartazes das exposições, através dos sites dos clubes,
sites das federações e sites da especialidade tal como o
AvesPT.

www.aaportugal.net 10 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

16º EXISTEM CUSTOS ASSOCIADOS À


INSCRIÇÃO?

É FEITO O TRANSPORTE DAS AVES


PARA AS EXPOSIÇÕES?

Sim existem custos na inscrição das aves. E também este


aspecto depende de clube para clube ou de organização para
organização. Actualmente, o valor mais elevado que se paga,
por ave, é de 10€ (campeonato mundial).
As restantes variam entre os 0,50€ e os 3,50€ e, geralmente,
com valores diferenciados para os associados, ou seja mais
baratos.

O transporte de aves para as exposições não está


instituído pelos clubes, federações ou organizações, excepção
feita no transporte de aves portuguesas para os campeonatos
do mundo, realizados fora de Portugal.

Neste contexto, a AAP decidiu, em 2006, de forma


pioneira garantir a todos os seus associados o transporte de
aves gratuitamente para algumas exposições tais como:

- Campeonato Nacional.
- Exposições Internacionais.
- E toda aquela que se entenda participar.

www.aaportugal.net 11 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

17º CONTACTOS DA A.A.P.

ASSOCIAÇÃO
DOS AVICULTORES
DE PORTUGAL

Telefone
218 463 846

Fax
218 463 846

e-Mail
info@aaportugal.net

Site
http://www.aaportugal.net

Morada
Rua Ponta Delgada, 72 R/C Drt.
1000-244 Lisboa

www.aaportugal.net 12 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

18º MODELOS DE FICHAS

a) Proposta de Admissão AAP

www.aaportugal.net 13 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

18º MODELOS DE FICHAS

b) Requisição de Anilhas AAP

www.aaportugal.net 14 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

18º MODELOS DE FICHAS

c) Inscrição em Exposição AAP

www.aaportugal.net 15 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

19º MODELO DE CARTÃO DE SÓCIO

a) Cartão de Sócio AAP

www.aaportugal.net 16 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal - guia de iniciação

APONTAMENTOS

www.aaportugal.net 17 www.avespt.com
Criador de Aves em Portugal
guia de iniciação

www.avespt.com
www.aaportugal.net

Interesses relacionados