Você está na página 1de 4

Psicologia

Do
Esporte
Heitor Igor Barreto de Araújo

Relação Treinador / Aluno

Resenha do filme:
Whiplash, Em busca da perfeição

Feira de Santana, 07 de junho de 2019.

Professor: Claudson Santana


Whiplash: Em busca da perfeição

O solitário Andrew (Miles Teller) é um jovem baterista que sonha em ser o


melhor de sua geração e marcar seu nome na música americana como
fez Buddy Rich, seu maior ídolo na bateria. Após chamar a atenção do
reverenciado e impiedoso mestre do jazz Terence Fletcher (JK Simmons),
Andrew entra para a orquestra principal do conservatório de Shaffer, a melhor
escola de música dos Estados Unidos. Entretanto, a convivência com o abusivo
maestro fará Andrew transformar seu sonho em obsessão, fazendo de tudo
para chegar a um novo nível como músico, mesmo que isso coloque em risco
seus relacionamentos com sua namorada e sua saúde física e mental.

Resenha

O filme nos conta a história de Andrew, que no início aparenta ser uma pessoa
reclusa, fechada em seu mundo preocupado apenas em tocar bateria, e ir ao
cinema com seu pai. Mas toda essa atitude introvertida é mostrada
contraditória quando o mesmo começa seus treinos com a bateria, ali vemos
uma dedicação fora do comum, várias horas de repetições e exaustão. E
apesar de sua ambição ‘ser um dos grandes no jazz’ nas suas próprias
palavras, ele não se mostra a ninguém, sempre sozinho.

O professor Fletcher, não existe melhor definição para ele do que implacável.
Controverso em todos meios de ensinamento, busca apenas uma coisa de
seus alunos, a perfeição.

No momento em que há o encontro dos dois, surge ali todo tipo de emoção,
admiração, raiva, frustração, idolatria. No decorrer da história fica claro para
Fletcher que apenas Andrew ira corresponder a todos seus estímulos mesmo
os de forma negativa, o aluno sempre arruma maneira de transformar aquilo
em estimulo para continuar sua luta para ser um dos melhores.

Em meio a toda aquela solidão vai ficando mais claro o porquê toda aquela
dedicação a ponto de abdicar de toda uma vida social e inclusive de sua
própria casa. Sua família com exceção de seu pai menospreza seu sonho, o
comparando a todo os outros e sempre de uma maneira as vezes até
pejorativa. No seu professor ele vê uma pessoa que mesmo o xingando, por
vezes ainda o reconhece quem ele é, e até certo ponto respeita como musico.
Nas cenas finais fica claro que era realmente Andrew que ele almejava e
estava lapidando, ao ficar claro que todos os outros desistiram. Depois de uma
desconforto proposital, Amdrew mais uma vez usa isso como estimulo e volta
ao palco para o gran finale, em tom de desafio e desobediência ele continua
sem parar, e depois entende o apoio de quem por vezes parecia mais
menosprezar, mas no fundo estava apenas tornando ele naquilo que ele
sempre quis ser.

Relação Treinador / Atleta

Dentro do esporte, principalmente no alto rendimento, cenas como a do filme


são mais que comuns. Um atleta que quer ser o maior tem que estar disposto
ao desgaste físico e mental, um técnico que saiba reconhecer isso vai deixar o
atleta em ponto de perfeição. Não é raro vermos atletas por não conseguirem
uma determinada colocação jogar tudo fora, desistir.

Um bom treinador vai saber manejar essa linha tênue entre motivação e
desistência. Ainda mais se for atletas começando desde cedo que mais uma
vez é comum o jovem ver no técnico uma figura paterna, aquele que protege e
guia, então essa tarefa fica mais difícil ainda.

A cobrança em cima de ambos por resultado é esmagadora e as vezes torna a


relação difícil, visto que atleta e treinador passam mais tempos juntos do que
com a própria família. A relação dos dois tem que ser muito boa porque com
certeza isso afetara os resultados.

No filme vemos e muito o reforço negativo pra tentar estimular, mas a


abordagem não funciona assim com todo mundo e no esporte é da mesma
maneira. E se tratando do nosso pais não é comum ter isso tipo de treinamento
emocional para preparar atletas completos e por muitas vezes tem que sempre
abordar de uma maneira mais sutil e o acaba não tendo o resultados
esperados.