Você está na página 1de 2

Veja por nossos olhos!

Ao estudar um paciente, o Hematologista também estuda, via de regra, o seu sangue ao microscópio. Através de uma gota de sangue
em uma lâmina de vidro é preparado um esfregaço sangüíneo que sofre coloração especial. O mesmo procedimento é feito as vezes de
um aspirado de medula óssea (Mielograma).
As alterações observadas são fundamentais para auxiliar no diagnóstico de doenças.

Sangue periférico normal:

A imagem acima mostra um esfregaço de sangue em lâmina de vidro observado em microscópio sob objetiva de imersão a óleo.
Observa-se eritrócitos (hemácias) normocrômicas indicando boa saturação de hemoglobina. No centro observamos um neutrófilo
segmentado. As estruturas menores, densas, são as plaquetas.
Através do exame microscópico podemos observar alterações de forma e tamanho, importantes para caracterizar desde deficiências,
como a hipocromia e microcitose da anemia carencial, como a esferocitose, eliptocitose e drepanocitose das anemias congênitas.

Hipocromia e microcitose

A imagem acima mostra um esfregaço de sangue em lâmina de vidro observado em microscópio sob objetiva de imersão a óleo. A
intensa hipocromia caracterizada pelo descoramento das hemácias que se apresentam com o centro pálido, a microcitose (hemácias de
tamanho pequeno) e a acentuada anisocitose e poiquilocitose caracterizam uma grave anemia por deficiência de ferro.

Esferocitose e eliptocitose

A imagem acima mostra um esfregaço de sangue em lâmina de vidro observado em microscópio sob objetiva de imersão a óleo. A
esferocitose congênita é caracterizada por um esfregaço em que as hemácias são pequenas e redondas: esferócitos. Neste esfregaço
ainda observamos um linfócito normal. Na eliptocitose as hemácias são alongadas ou ovais, os eliptócitos.

Drepanócitose
A imagem acima mostra um esfregaço de sangue em lâmina de vidro observado em microscópio sob objetiva de imersão a óleo. Bastante
comum no Brasil devido a alta prevalência na raça negra, a Anemia Falciforme é caracterizada pela existência de hemácias falciformes
(em forma de foice) ou drepanócito.

Mieloma Múltiplo

A imagem acima mostra um esfregaço de sangue em lâmina de vidro observado em microscópio sob objetiva de imersão a óleo. As
células observadas neste campo são células do mieloma. O núcleo é pleomórfico e excêntrico e o citoplasma é azul escuro. Nota-se uma
célula binucleada.

Estas e outras imagens podem ser vistas em alguns "Atlas" existentes na rede. Se você deseja aprofundar seus
conhecimentos visite os sites das universidades abaixo: