Você está na página 1de 13

A política monetária brasileira recente:

características, prognósticos e
apontamentos.

Disciplina: Economia Monetária

Discentes: Arthur Medeiros de Souza; Lucas Paiva Ferraz; Joelmir Rafael


Vasconcelos Ozorio; Mayra Benedita dos Santos Oliveira; Pedro Henrique Castro
da Silva.
Definição e objetivos da Política Monetária

“A política monetária pode ser definida como o controle da oferta


de moeda e das taxas de juros, no sentido de que sejam atingidos os
objetivos da política econômica global do governo.
Alternativamente, pode também ser definida como a atuação das
autoridades monetárias, por meio de instrumentos de efeito direto
ou induzido, com o propósito de controlar a liquidez do sistema
econômico” (Lopes & Rosseti, 2008, p. 253)

2
Joelmir
“Meios e fins”


Quais os instrumentos (meios) de que as autoridades
econômicas se valem para controlar a oferta de moeda e
a taxa de juros; ou, por outro lado, para controlar a
liquidez do sistema econômico?

Quais os objetivos (fins) da política econômica em relação
aos quais são manejados os instrumentos monetários?

3
Joelmir
Meios


Fixação da taxa de reservas;

Realização de operações de redesconto ou
empréstimos de liquidez;

Realização de operações de open market;

Controle e seleção do crédito;

Persuação moral;

4
Joelmir
Fins


Promoção do crescimento econômico ou do desenvolvimento
econômico;

Promoção do mais alto nível possível de emprego e manutenção de
sua estabilidade. Este objetivo traduz duas preocupações
essenciais: aumento da produção e eliminação e/ou redução do
desemprego;

Realização do equilíbrio nas transações econômicas com o exterior;

Estabilidade dos preços. Controle da inflação;

Promoção de mais equidade na distribuição de renda e riqueza;

5
Joelmir
Histórico brasileiro


Padrões de crescimento
econômico diferenciados
de acordo com cada
década;

Processo de hiperinflação
gestado na década de 80;

Necessidade de criação de
condições
macroeconômicas para a
retomada do crescimento

6
Lucas
O Plano Real de 1994


Criação de condições macroeconômicas favoráveis
à estabilização do nível de preços;

Adoção de uma Unidade de Conta (URV) para o
nivelamento dos preços relativos – controle da
inflação;

Aumento do gasto público e piora da situação
fiscal.

7
Lucas
Taxa Selic e Metas de Inflação


Define-se Taxa Selic como a taxa média ajustada dos financiamentos diários
apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia (Selic) para títulos
federais. Para fins de cálculo da taxa, são considerados os financiamentos diários
relativos às operações registradas e liquidadas no próprio Selic e em sistemas
operados por câmaras ou prestadores de serviços de compensação e de
liquidação (art. 1° da Circular n° 2.900, de 24 de junho de 1999, com a alteração
introduzida pelo art. 1° da Circular n° 3.119, de 18 de abril de 2002).


A Meta confere maior segurança sobre os rumos da política monetária,
mostrando para a sociedade, de forma transparente, o compromisso do BC com
a estabilidade dos preços.

8
Mayra
Regime de metas de inflação


É o conjunto de procedimentos para garantir a
estabilidade dos preços no país.

9
Mayra
Linhas de redesconto


O que é?

Selic + 1% a.a para empréstimos de um dia útil;

Selic + 2% a.a para empréstimos de até 15 dias ou
90 dias corridos;

10
Arthur
Depósito compulsório

11
Arthur
Expectativas


Oposição entre ociosidade na economia e rejeição
das reformas/recessão determinando a inflação;

Manutenção da Selic em 6,5% a.a no curto prazo e
redução no longo prazo;

Peso da taxa Selic nos custos de operação de
redesconto;

Ajuste nas normas de depósito compulsório para
atender ao mercado;
12
Arthur
Discussão sobre a
condução da política
monetária brasileira
atual.

13