Você está na página 1de 1

1

Substantivos

Na Língua Portuguesa, as palavras são agrupadas em classes gramaticais de acordo com:

 Sua função;
 Sua posição na frase;
 Os diferentes sentidos nos textos;
 A variação na forma (flexão/variação).

Nos textos orais e escritos é possível perceber que uma mesma palavra pode funcionar como pertencente a mais de
uma classe gramatical, de acordo com a sua posição e com a sua função no texto.

Os substantivos nomeiam pessoas, objetos, animais, plantas, estados, ações, desejos, ideias, sentimentos, fenômenos
da natureza etc.

1. Classificação dos Substantivos

Quanto ao Sentido
 Comuns: nomeiam seres da mesma espécie.
Exemplos: meninos, homens.

 Próprios: referem-se a determinado ser. São escritos com letra inicial maiúscula.
Exemplos: Graciliano Ramos, Fernando Sabino.

 Concretos: nomeiam seres reais ou imaginários que têm existência própria, independente.
Exemplos: altares, prateleiras, objetos, toldas.

 Abstratos: nomeiam estados, desejos, ideias, sentimentos, ações, qualidades.


Exemplos: dificuldade, dúvidas, forças.

 Coletivos: nomeiam, mesmo no singular, um conjunto de seres da mesma espécie.


Ver tabela de principais coletivos.

Quanto à Formação

 Primitivos: podem dar origem a outras palavras.


Exemplos: leite, café, mês, mesa, flor, fruta, jardim.

 Derivados: são formados a partir de outra palavra, com acréscimo, por exemplo de prefixo e/ou sufixo.
Exemplos: leiteria, leiteiro, cafezal, cafeteria, mesada, mesário, floricultura, fruteira e jardinagem.

 Simples: são formados por uma só palavra.


Exemplos: visão, tempo, couve, flor, pé, moleque, tempo, feira.

 Compostos: são formados por mais de uma palavra.


Exemplos: televisão, passatempo, couve-flor, pé de moleque, segunda-feira.

Você também pode gostar