Você está na página 1de 36

Centro Universitário Leonardo Da Vinci

Educacional Leonardo Da Vinci

ANA LUCIA ABUD MENDES

FSL0099

PROJETO DE ESTÁGIO II
SUMARIO

PARTE I: PESQUISA ....................................................................................................... 3

1.1DELIMITAÇÕES DO TEMA: ÁREA DE CONCENTRAÇÃO E JUSTIFICATIVA . 3

1.2 OBJETIVOS .................................................................................................................. 3

1.3 FUNDAMENTAÇÕES TEÓRICAS ............................................................................ 4

2 PARTE II: PROCEDIMENTOS DE ESTÁGIO ......................................................... 7

2.1 METODOLOGIA ......................................................................................................... 7

2.2 CRONOGRAMA .......................................................................................................... 9

REFERÊNCIAS ................................................................................................................ 10

ANEXOS ........................................................................................................................... 10

APENDICES ..................................................................................................................... 12

ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO II ................................................................................... 12

PLANOS DE AULA ......................................................................................................... 17


3

PARTE I: PESQUISA

1.1 DELIMITAÇÕES DO TEMA: ÁREA DE CONCENTRAÇÃO E JUSTIFICATIVA

O presente projeto tem a área de concentração voltada para as Metodologias de


Ensino, enfatizando o tema, Informática como ferramenta de Ensino. Eu optei por essa
escolha, porque vejo que metodologias devem ser aplicadas a formação do aluno no
ensino infantil e anos iniciais do fundamental, alguns defendem um conhecimento
construído pelo próprio aluno passado pelo professor, outras estimulam o
desenvolvimento de várias habilidades, as novas tecnologias estão presentes na escola
como um todo, isso faz com que o aluno aplique seus conhecimentos adquiridos de uma
maneira mais prazerosa, acredita - se também que o individuo deve buscar seu próprio
aprendizado, as novas formas de aprendizagem usando a tecnologia devem ser aplicados
como instrumento de ensino nas escolas, usando a informática, a criança pode ter um
modelo de busca ao conhecimento mais voltada para o futuro, já que as tecnologias
estão presentes em suas vidas.

1.2 OBJETIVOS

- Observar á instituição de Educação infantil e anos iniciais do ensino fundamental, com


responsabilidade e ética, destacando e mencionando a atuação dos professores, o
funcionamento didático-pedagógico, e o desenvolvimento do processo de aprendizagem
do aluno.

- Averiguar a metodologia de ensino, e a introdução da informática como novo aparato


tecnológico para a obtenção de novas formas de aprendizagem.

- Realizar no contexto didático pedagógico a introdução de novas tecnologias como


referencial para o ensino infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental.

- Identificar a relação entre os alunos e professores com as tecnologias que possam ser
usadas no processo de ensino infantil.
4

1.3 A IMPORTÂNCIA DA INFORMÁTICA COMO FERRAMENTA DE ENSINO

INFANTIL.

De alguns anos pra cá vem crescendo consideravelmente o uso de novas


tecnologias como ferramenta no ensino aprendizagem de instituições, nem sempre esses
modelos de ensino são bem vistos no meio á profissionais da educação, principalmente
entre professores de escolas públicas, frente a métodos tradicionais de ensino.
O ensino infantil exige dos professores uma nova concepção de suas práticas,
algumas estratégias incluindo o uso da informática tem se tornado uma solução eficaz
muito importante para o ensino aprendizagem. Para isso uma questão vem sendo
levantada, será que o professor está preparado, e capacitado para uso dessas ferramentas
como apoio pedagógico em sala de aula no ensino infantil e anos iniciais do
fundamental. As novas tecnologias aplicadas ao ensino podem contribuir para uma
aprendizagem com grandes perspectivas para o futuro, e isso não se limita somente ao
ambiente escolar, há relatos que essa prática melhora a qualidade de ensino, fortalece o
ambiente social possibilitando a criança uma melhor forma de adequação.
As salas de aulas das escolas estão na atualidade com o ensino pedagógico
defasado, alunos e professores ainda usam métodos tradicionais de ensino, se faz
necessária modernidade como o apoio da tecnologia, os professores precisam se
capacitar buscar novas formas de conhecimento para o ensino de seus alunos onde o
mesmo se torna um facilitador desse aprendizado.
A falta de conhecimento pode trazer um despreparo ao professor em lidar com
alguns Softwares e aplicativos que existem, esses aparatos tecnológicos podem auxiliar
o educador no ensino, mais o professor também tem que se deparar com outros tipos de
dificuldades, a falta de condições para se trabalhar, e as necessidades que a educação
requer.

A própria visão do professor disseminada na sociedade, com salários baixos,


falta de reconhecimento e de condições de trabalho diferenciado, e os longos
períodos de greve por piso salarial, ao mesmo tempo em que fizeram avançar
a luta dos professores da rede pública, serviram também para expor
publicamente a condição de trabalho e as necessidades básicas da educação,
não atendidas (SOARES, 2006, p. 106).

É importante que haja mudança no conceito educacional principalmente no


ensino infantil, pois as novas tecnologias como um novo modelo de ensino e
aprendizagem transmitem informação, comunicação promovendo qualidade
5

educacional, por isso as escolas devem estar preparadas com computadores equipados,
para que em sala de aula o professor possa lhes proporcionar avanços para o futuro.

[...] a presença isolada e desarticulada dos computadores na escola não é


jamais, sinal de qualidade de ensino; mal comparando, a existência de alguns
aparelhos ultramodernos de tomografia e ressonância magnética em
determinado hospital ou rede de saúde não expressa, por si, a qualidade geral
do serviço prestado a população. É necessário estarmos muito alertas para o
risco da transformação dos computadores no bezerro de ouro á ser adorado
em Educação. (CORTELLA, 1995, P. 34).

Recursos tecnológicos, vários tipos de computadores já fazem parte da vida da


criança, ela se vê cercada por várias informações que trazem a tecnologia ao seu meio, a
educação esta cada vez mais junto a recursos tecnológicos inovadores, modelos de
educação formal e ultrapassados vem perdendo espaço para uma educação mais
inovadora que certamente é o mundo da criança de hoje.
Esses novos recursos como a informática pode trazer a sala de aula do ensino
infantil e anos iniciais do fundamental uma qualidade no ensino, como também uma
forma de o professor usar esses recursos, para possibilitar a criança evoluir capacidades
que lhe ajudaram na educação, “é necessário que a escola propicie ao aluno, alternativas
para que o mesmo venha se adequar as novas formas de expressão do seu tempo”.
(MEC, 1998, p.20).
Os recursos tecnológicos propiciam as crianças, a total realidade em sala de aula
com inovação e ferramentas que auxiliam no aprendizado, isso a torna ainda mais capaz
de evoluir para uma aprendizagem de interesse em várias áreas, deve – se utilizar certos
recursos para o crescimento de teor de planejamento, os professores podem ser
participativos nessa empreitada onde os mesmos podem usar a informática, e
computadores com ferramentas de apoio pedagógico aumentando seu conhecimento, o
MEC enfatiza o uso das tecnologias na educação.

A escola, inserida num contexto que a tecnologia predomina, pode formar


cidadões autônomos, e conscientes, permitindo que os alunos tenham uma
postura critica diante da massa de informações com que são bombardeados
continuamente. Nessa perspectiva, é importante relacionarmos escola e
tecnologia, objetivando a construção de uma sociedade em que todos tenham
acesso aos meios de produção de discurso, estabelecendo diálogo em
igualdade de condições e capacidade para tomar decisões que levem as
mudanças futuras na sociedade. (MEC, 1997, p. 19)
6

A aplicação de novas tecnologias no ensino infantil deve ser de beneficio do


aluno e do professor, ajuda o ensino aprendizagem na melhora de atividades do dia a dia
dentro de sala de aula, envolve um novo patamar de que a modernização esta trazendo
cada vez mais coisas novas tecnologias inovadoras e motivadoras que valem a pena
aplicar as escolas e salas de aula.
Para a introdução da informática em sala de aula no ensino infantil o professor
deve estruturar bem essas propostas, para que a mesma seja adequada aos parâmetros
pedagógicos, que seja clara e objetiva, o educador tem que ter comprometimento com a
educação visando à capacidade de aprendizado de seus alunos.
Algumas coisas na informática não iram trazer aos alunos do ensino infantil um
bom desenvolvimento educacional, como por exemplo: jogos e vídeos, chats, mais a
educação pode proporcionar aos alunos outras maneiras de ensinar a criança com o
desenvolvimento de metodologias, mais o acesso a informática na sala de aula no
ensino infantil não pode substituir os outros métodos de atividades tradicionais como as
tarefas com caderno, lápis, livros, quadro branco, folha de papel A4, lápis de cor etc.
Para o desenvolver pedagógico é de muita importância esses métodos tradicionais, ter
habilidades no uso da informática é essencial isso melhora a didática, há inúmeras
possibilidades de se promover e incorporar a informática em sala de aula, isso pode ser
feito com a introdução do computador e dos jogos didáticos para criança.
Não é só incorporar a aula mais também saber como usar essas ferramentas, para
que a criança tenha um excelente desenvolvimento, como também promover suas
habilidades, sua adaptação e sua capacidade em aprender.

Como professor preciso me mover com clareza na minha prática. Preciso


deferentes dimensões que caracterizam a essência da pratica, o que me pode
tornar mais seguro no de meu próprio desempenho... A capacidade de
aprender, não apenas para nos adaptar, mas, sobretudo para transformar a
realidade, a um nível distinto do nível do adestramento dos outros animais ou
do cultivo das plantas. (FREIRE, Paulo 1996, p. 76)

O computador já é conhecido na escola, alguns alunos com a tecnologia de uso


constante, os celulares sabem bem sobre aplicativos e programas, Valente (1999)
ressalta os computadores estão incluídos na escola, com isso pode ser desenvolvido em
novas metodologias para o ensino da infantil e anos iniciais do fundamental.
7

A disseminação da informática e os avanços de softwares educacionais estão


mostrando que a distinção entre o uso do computador para ensinar ou para
promover a aprendizagem é que é a grade questão. (VALENTE, 1999,
prefácio da 2ª edição).

Algumas escolas usam os computadores apenas para serviço administrativo da


escola, temos que lutar pela implantação da informática na educação, é preciso ter
mudanças pedagógicas e muitos softwares podem ser usados para esse beneficio a
informática pode ser uma forma bastante inovadora de transmissão de conhecimentos as
crianças.

2 PARTE II: PROCEDIMENTOS DE ESTÁGIO

2.1 METODOLOGIA

O estágio II Docência na Educação Básica foi organizado em algumas etapas, a


primeira etapa corresponde á preparação do estágio, onde foi escolhida a instituição de
ensino concedente o CMEI João Aparecido Alves dos Santos, instituição de ensino
infantil e 1º ano do fundamental, localizada em Manaus onde foram observadas as aulas
ministradas por duas professoras pedagogas, Francilene da Costa Ribeiro e a professora
Rayana Campos dos Santos, seguindo o roteiro de observação onde coletou - se dado da
instituição de ensino, como também sua estrutura física, funcionários, professores e
gestão.
As turmas escolhidas para o estágio foram a 1º período B, Ensino Infantil e a 1º
ano G, Ensino Fundamental, no período matutino.
Para o planejamento foi feito um levantamento de algumas teorias bibliográficas
correspondentes ao tema, será exposto em (ANEXOS) fotos tiradas na escola com os
alunos, um roteiro de observação, cinco planos de aula correspondentes a regência no
Ensino Infantil, e cinco planos de aula correspondentes a regência no Ensino
Fundamental.
Finalizando temos a conclusão onde será entregue o artigo PAPER do estágio e
também a socialização do estágio.
8

2. 2 ESTÁGIO SUERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

No caminho de nossa formação procuramos basear nossas teorias adquiridas em


alguns anos de estudo, mais essas teorias devem ser confrontadas com a prática, nada
mais adequado do que participar do estágio para adquirir conhecimento necessário para
isso. No estágio na educação infantil tive a chance de conhecer a escola, a relação entre
os alunos e o professor, e todas as pessoas envolvidas neste contexto educacional.
Barreiro (2006, p. 89 – 90) diz que:

A relação entre teoria e prática, na formação do professor, constitui o núcleo


articulador do currículo, permeando todas as disciplinas e tendo por base uma
concepção sócia- histórica da educação, alguns princípios devem nortear os
projetos de estágio supervisionado: a) a docência é à base da identidade dos
cursos de formação; b) o estágio é um momento da interação entre teoria e
prática; c) o estágio não se resume á aplicação imediata, mecânica e
instrumental de técnica, rituais, princípios e normas aprendidas na teoria e d)
o estágio é o ponto de convergência e equilíbrio entre o aluno e o professor.

O estágio na educação infantil é parte indispensável para a trajetória de um aluno


de Pedagogia, porque certamente tem sua contribuição, onde possibilita o conhecimento
da prática em campo, atrai valores e aprendizagem na área. Neste contexto podemos
usufruir a seguinte pergunta, qual a atual realidade do professor?
O estágio supervisionado da à possibilidade para o estagiário de reflexão sobre o
dia a dia dentro da escola, baseando a teoria com a prática vista por intermédio de
pesquisa, e isso é muito importante para a formação do professor.

É importante desenvolver nos alunos, futuros professores, habilidades para o


conhecimento e análise das escolas, espaço institucional, onde ocorre o
ensino e a aprendizagem. Envolve, também, o conhecimento, a utilização e a
avaliação de técnicas, métodos e estratégias de ensinar em situações diversas.
Envolve habilidade de leitura e reconhecimento das teorias presentes nas
práticas pedagógicas das instituições. O estágio, assim realizado, permite que
se traga contribuição de pesquisas e o desenvolvimento das habilidades de
pesquisar (PIMENTA; LIMA, 2005/2006, p.20).
9

2.3 CRONOGRAMA

Data Turno e horário Atividade

Matutino, das 07h00min as


10/09/2018 Observação na escola, e entrevista com a gestora
08h00min

Matutino, das 08h00min as - Regência I – E. Infantil – Ofertas de blocos, explorando


10/09/2018
09h00min figuras geométricas.

Matutino, das 09h00min as - Regência II – E. Infantil – Brincando com massinha de


10/09/2018
10h00min modelar.

Matutino, das 07h00min as - Regência III – E. Infantil – Trabalhando com vogais


11/09/2018
08h00min Pontilhadas.

Matutino, das 08h00min as


11/09/2018 - Regência IV – E. Infantil – Cantigas e Brincadeiras de roda.
09h00min

Matutino, das 09h00min as


11/09/2018 - Regência V – E. Infantil – Atividades da Independência.
10h00min

Matutino, das 10h00min as


11/09/2018 - Regência I – E. Fundamental – Linguagem Oral e Escrita.
11h00min

Matutino, das 08h00min as


12/09/2018 - Regência II – E. Fundamental – Exercícios de Português.
09h00min

Matutino, das 09h00min as


12/09/2018 - Regência III – E. Fundamental – Exercícios de Matemática.
10h00min

Matutino, das 08h00min as


13/09/2018 - Regência IV – E. Fundamental – Ciências “Corpo Humano”.
09h00min

Matutino, das 09h00min as


13/09/2018 - Regência V – E. Fundamental – Ciências “Plantas”.
10h00min
10

REFERÊNCIAS

SOARES, Suely Galli. Educação e Comunicação: o ideal de inclusão pelas


tecnologias de informação: otimismo exarcebado e lucidez pedagógica. São Paulo:
Cortez, 2006

CORTELLA, Mário Sérgio. Informatofobia e Iformatolatria: equívocos na


Educação. http://www.inep.gov.br/pesquisa/bbeonline/det.asp?cod=51889&type=p.
Acesso em 26 de Setembro de 2018 as 09h12min.

BRASIL, Ministério da Educação, MEC, Salto para o futuro. Reflexões sobre a


educação no próximo milênio. Secretária de Educação a Distância. Brasília: Ministério
da Educação e do Desporto. SSED, 1997.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários á prática educativa. São


Paulo: Paz e Terra, 1996.

VALENTE, José Armando (org.). O Computador na Sociedade do Conhecimento.


Campinas: UNICAMP/ Núcleo de Informática Aplicada à Educação- NIED, 1999.

BARREIRO, I. M. de F. Prática de ensino e estágio supervisionado na formação de


professores. São Paulo: Avercamp, 2006.

PIMENTA, Selma Garrido; LIMA, Maria Socorro Lucena. Estágio e docência:


diferentes concepções. Revista Poíesis, [s. n.], v. 3, n. 3, p. 5 – 24 2005/2006.

ANEXO

CMEI João Aparecido Alves dos Santos


10/09/2018
11

Atividades com Blocos- E. Infantil Alunos aprendendo a montar Blocos no E. Infantil


10/09/2018 10/09/2018

Alunos fazendo exercícios de Português e Matemática


11/09/2018
12

APENDICES

São apêndices do Projeto de Estágio II os seguintes documentos:

Roteiro de observação e planos de aula.

ROTEIRO DE OBSERVAÇÃO – Estágio II

Caracterização da Instituição em relação á Educação Básica

Organização: A escola Municipal CMEI João Aparecido Alves dos Santos, que foi
criada através de do decreto Municipal nº 1084 e entrou em vigor dia 18 de Julho de
2011, está localizada a Travessa Goiânia nº 2.280, Parque São Pedro, bairro do Tarumã,
a escola funciona nos 02 turnos matutino e vespertino, nos horários das 07h00min as
11h00min, e das 13h00min as 17h00min, ao todo são 26 turmas, no horário da manha
05 turmas de infantil e 08 turmas do 1º ano do fundamental, à tarde 05 turmas do ensino
infantil e 08 turmas do ensino fundamental, a escola tem em média por turma de no
máximo 24 alunos, no ensino infantil tem alunos de 04 a 05 anos, e no ensino
fundamental de 06 a 07 anos, a escola tem uma quantidade de 26 funcionários, ela não
conta com apoio de psicopedagogos, psicólogos, médicos, fonoaudiólogos, os pais
freqüentam a escola normalmente todos os dias, mais quando são convocados para
alguma reunião comparecem.
Infraestrutura: A escola Municipal CMEI João Aparecido Alves dos Santos funciona
em um prédio alugado, a conservação e limpeza são feitas diariamente pelo pessoal dos
serviços gerais, a escola é bem limpa bem arejada, têm 03 banheiros para funcionários e
18 banheiros para discentes, a estrutura das dependências não são precárias porque
sempre são feitas reformas e manutenção, a escola recebe os pais dos alunos no
auditório, a escola tem 13 salas de aula, 01 sala de recursos multifuncionais, 01
laboratório do PESC, 01 diretoria/ secretária, 01 sala dos professores, 01 sala de
coordenação pedagógica, 01 refeitório, 01 cozinha, 01 auditório, 06 depósitos. Todas as
salas são climatizadas, para laser as atividades das crianças são feitas pelas professoras
na sala de recursos multifuncionais, ou até mesmo nas próprias salas de aula, quando há
uma apresentação de trabalhos de alunos a mesma é feita no auditório, mais também
13

comunicados que a gestora precisar passar aos alunos, na escola também tem rampa de
acesso a pessoas com necessidades especiais, mais a escola em seu quadro de alunos no
momento não conta com nenhum aluno nessa necessidade, mais sim crianças especiais
com Síndrome de Dawn e Autista, algumas crianças nestas condições possuem o laudo
da doença e outras não possuem, as professoras ficam cada uma no máximo com dois
alunos especiais em suas salas, mais isso não se aplica a todas as salas.
O espaço destinado às refeições que é feita pelos alunos é no refeitório, onde
também se encontra a cantina, a merenda é servida no horário matutino as 9h0030min e
a tarde as 15h0030min a maioria dos alunos trazem lanche de casa, e merendam no
refeitório os que não trazem merendam na escola, a escola possui equipamentos de
multimídia como projetor, TVs, computadores alem de outros, os alunos no começo das
aulas do ano letivo recebem cadernos e livros e não recebem uniformes os pais
compram para seus filhos, quando a escola precisa de alguns reparos o gestor aciona a
SEMED Secretária Municipal de Educação para que mande pessoal responsável para
fazer os devidos reparos na estrutura da escola, porque a escola não tem fundos
monetários para arcar com certas despesas, mais quando tem algum aparelho queimado
ou precisa comprar algum objeto necessário para os alunos a gestora promove bingos
para arrecadar valores para fazer a comprar do objeto para a escola e seus alunos, é um
trabalho comunitário que envolve alunos, gestão e comunidade.
Projeto Político- Pedagógico e Regime Escolar: O PPP na escola tem seus fins e
objetivos direcionados aos conteúdos de acordo com as series, as diretrizes pedagógicas
estão presentes no método de ensino, a escola trabalha de acordo com os parâmetros
curriculares nacionais, é feito um plano de ação e definido estratégias onde pode ser
visto como implantado, é feito um acompanhamento dos trabalhos que é realizado na
escola para ver se estão sendo cumpridas as propostas, é feito reuniões pedagógicas
onde a equipe de docência e a gestora discute tudo o que foi visto e acertado para as
atividades escolares, a escola é engajada na comunidade e sua gestora a representa para
a realização de discussões sobre os projetos da escola.
O PPP Projeto Político Pedagógico é discutido com reuniões pré- agendadas
sendo de responsabilidade da pedagoga essas reuniões onde são convocadas a gestora e
as professoras, a comunidade também se faz presente em reuniões da escola, nas
reuniões do PPP é visto os principais problemas da escola, todas as ações a serem
executadas, também no PPP são vistas as atividades que serão realizadas com as
crianças, todas as atividades que favoreçam o desenvolvimento do aluno é discutido nas
14

reuniões, as disciplinas são organizadas através de currículo, o corpo docente e


administrativo da escola tem sua estrutura curricular com planos bimestral, a forma de
avaliação e recuperação de conteúdo aparece descrita no PPP.
Sua meta é avaliar e reformula o Projeto Político Pedagógico, consolidando-o
como um instrumento de trabalho periodicamente revisto, com base nas experiências
vividas, nas avaliações do trabalho desenvolvido e nos novos desafios que surgirem.
Caracterização do corpo docente: A escola Municipal CMEI João Aparecido Alves
dos Santos tem 16 professoras atuantes em sala de aula, 01 professora não esta em sala
de aula que é a gestora, todos os professores possuem curso superior completo em
Pedagogia e 02 com pós- graduação, 02 também possui mestrado, e nenhum professor
tem curso de doutorado, o regime de trabalho é de 8hs diárias e 40 horas semanais,
porque as professoras dão aula de manhã e a tarde, alguns funcionários moram no bairro
em que esta situada a escola, outros moram em outros bairros, a escola realiza oficinas
para as professoras, voltadas exclusivamente para a realização de Parâmetros de
qualidade para a educação infantil.
Caracterização da Professora Regente I: Francilene da Costa Ribeiro, professora do
ensino infantil do 1º Período B, turno matutino, e à tarde 1º período D turno vespertino,
a professora ministra aula no ensino infantil, ela é formada em Pedagogia e esta há um
ano na escola, sua experiência é de 06 anos como educadora em escolas particulares dês
de sua formação, sua pratica é alicerçada na construção do conhecimento, em suas aulas
muitas atividades são propostas as crianças como: brincadeiras, pintura, movimento do
corpo e da mente, jogos, exercita o dialogo uns com outros etc. A professora usa uma
linguagem bem moderna para explicar as atividades dadas em sala de aula, ela conversa
e ensina as crianças com muita dedicação e preparo a educadora mora no mesmo
município onde esta lotada, não no mesmo bairro onde está localizada a escola, no
momento a professora não esta tendo tempo de se qualifica fazendo cursos, porque está
em dois horários na escola mais assim que possível sempre faz cursos de qualificação
em sua área de atuação procurando o conhecimento ainda mais rico para passar aos seus
alunos.
Planejamento: Seu planejamento é realizado com freqüência semanalmente onde são
definidos seus objetivos para cada aula tudo é planejado conforme as necessidades dos
alunos e apresentados aos mesmos seguindo sempre o plano da SEMED Secretária
Municipal de Educação que é disponibilizado as professoras para seu embasamento as
aulas, o modelo avaliativo esta em conformidade com o PPP, tudo que é planejado é
15

praticado em sala de aula, amor, paciência, perseverança é a alternativa correta para


lidar com limitações, a educadora procura sempre incentivar, conversar deixar eles a
vontade para ser criança, sempre lhes proporcionando um aprendizado de qualidade, a
professora é pontual chega antes de seu horário na escola e procura não faltar somente
caso haja necessidade, o tempo é dividido entre as aulas, brincadeiras, pratica de
pequenos exercícios, conversa, contos de histórias, cada dia seu planejamento a
motivação dos alunos conversas, as atividades praticas são realizadas na sala buscando
o bom desempenho e aprendizado dos alunos.
Caracterização da Professora Regente II: Rayana Campos dos Santos, ele ministra
aula na turma do 1º ano G do ensino fundamental no turno matutino, e 1º ano N também
do fundamental turno vespertino, a professora é formada em Pedagogia ela trabalha na
escola no horário da manhã e a tarde, já trabalha como professor há mais ou menos três
anos na escola, a mesma considera sua pratica pedagógica inovadora, moderna
utilizando métodos novos e criativos no ensino, a professora usa em sala de aula livros,
atividades em folha de papel A4, desenhos para pinturas, pincel e o quadro branco, seu
relacionamento com os alunos é bom e satisfatório, seu regime de trabalho na escola é
de 08hs diárias e 40hs semanais, a professora mora no mesmo município onde esta
trabalhando, ela é professora concursada fez o concurso e passou, no momento não esta
fazendo curso de qualificação, mais sempre que possível o mesma faz cursos para trazer
aos seus alunos coisas novas para o ensino.
Planejamento: A educadora realiza seu planejamento semanalmente de acordo com as
competências passadas pela SEMED Secretária Municipal de Educação, são definidos
os objetivos para cada aula, tudo é feito mediante as necessidades dos alunos para seu
aprendizado, a avaliação esta em conformidade com o PPP, as aulas são dinâmicas a
professora fala aos alunos o que vai ser passado no dia, seus alunos perguntam sobre as
atividades e a educadora sempre responde e mostra no quadro tirando as suas dúvidas, o
que é planejado é aplicado na pratica em sala de aula, a professora não vê problemas em
limitações a não ser que isso venha a prejudicar suas aulas ou ate mesmo seus alunos, a
mesma em seus dois horários também tem crianças especiais em sua sala, mais ela tenta
fazer seu trabalho da melhor maneira possível, dando o apoio para essas crianças para
que elas possam na suas dificuldades evoluir, a professora chega no horário para suas
aulas e procura não faltar e nem chegar atrasada, o tempo hora aula é dividido onde o
educador conversa com seus alunos, explana as atividades a ser aplicada ela motiva seus
16

alunos a fazerem suas tarefas, exercícios, e a trazerem os deveres de casa feitos, a


atividade pratica, e avaliações estão em conformidades com seus objetivos propostos.

Caracterização da turma onde realizará a Regência:

Aspectos gerais: A escola Municipal CMEI João Alves dos Santos, tem 571
alunos, com ensino infantil e 1º ano do fundamental com crianças na faixa etária de 04 a
07 anos.
Aspectos Pedagógicos: Os professores que trabalham na escola defendem a
linha pedagógica adotada no PPP, como também sua aceitam suas orientações para o
trabalho em sala de aula.
Aspectos Comportamentais: São poucas as crianças que não se interessa pelas
aulas, a maioria é participativa, a cooperação é essencial para um bom desenvolvimento
educacional, o respeito entre os mesmos também é importante, e isso é visualizado em
muitas turmas, a organização do material escolar tanto individual como coletivo deixa
um pouco a desejar, já que se trata de crianças que estão aprendendo a se organizar, as
crianças querem aprender mais em alguns momentos só são crianças, elas são curiosas,
mais na hora de conhecer e aprender sobre certa atividade, neles é visto interesse, e
querem participar.
17

PLANO DE AULA 1- E. Infantil

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Francilene da Costa Ribeiro- Turma: 1º Período B; Educação
Infantil- Período: Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Oferta de Blocos, explorando as figuras geométricas.

Objetivos: Compreender e desenvolver as noções básicas das figuras geométricas


desenvolverá conceitos, semelhanças e diferenças, comparações, identificações das
formas, seqüência de cores dos objetos.

Recursos: Blocos Lógicos, lápis de cor, lápis de cera, folha de papel A4.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: É distribuído folhas com desenhos de blocos lógicos escolhidos


pelas crianças.
2º Momento da Aula: Cada criança recebe sua cartela, e pinta as peças que quiser.
3º Momento da Aula: Depois é sorteada uma peça do bloco lógico, e as crianças
marcam um X a peça que foi pintada na folha.
4º Momento da Aula: São colocadas as peças de bloco lógico espalhadas pela mesa,
cada aluno deverá pegar uma peça e colocar no meio da mesa.
5º Momento da Aula: Depois eles terão que empilhar uma a uma fazendo uma torre,
a torre não pode cair, e ele tem que pensar qual peça será à base de sustentação da
torre, isso vai desenvolver a capacidade de discernimento, raciocínio, lógico e a
motricidade da criança.

Avaliação: Através da participação nas atividades propostas.

Referências: DANTE, Luiz Roberto. Didática da matemática na pré-escola. São

Paulo: Ática, 1996.

Anexos: www.google.com.br/imagem
18
19

PLANO DE AULA 2- E. Infantil

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Francilene da Costa Ribeiro - Turma: 1º Período B; Educação
Infantil - Período: Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Brincando com massinha de modelar

Objetivos: Explorar as inúmeras possibilidades de manipulação da massinha de


modelar para descobrir novas formas, cores, combinações, texturas e movimentos.

Recursos: Massinhas de modelar de todas as cores, folha de papel A4, lápis de

escrever.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: Na primeira seqüência é dada a criança a massinha de modelar


de várias cores.
2º Momento da Aula: As crianças iram fazer letras do seu nome com as macinhas.
3º Momento da Aula: Serão feitas pelas crianças bolinhas de massas coloridas, e
moldar as massinhas no formato de letras.
4º Momento da Aula: É pedido para a criança modelar todas as outras, e montar em
uma folha de papel seu nome com todas as letras modeladas na massinha.

Avaliação: A avaliação ocorrerá através da observação, e da participação referente

ao interesse da criança nas atividades

Referências: www.mariorben.com.br/site/importancia-da-massinha-de-modelar-na-

educacao-infantil/

Anexos: www.google.com.br/imagens
20

Atividades com massinha de modelar

Aluno colocando a massinha em cima do nome


21

PLANO DE AULA – 3 E. Infantil

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Francilene da Costa Ribeiro - Turma: 1º Período B; Educação
Infantil - Período: Matutino
Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Trabalhando com vogais Pontilhadas

Objetivos: Conhecer as vogais identificando a grafia e o som de cada uma, praticar


exercício cobrindo pontilhado.

Recursos: Folha de papel com imagem das vogais pontilhadas, lápis, quadro branco,

pincel.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: Serão mostrados aos alunos no quadro branco as cinco vogais,
e como são chamadas.
2º Momento da Aula: É falado pela professora o som das vogais para os alunos
aprenderem e praticarem repetindo o nome e o som delas.
3º Momento da Aula: Depois o professor entrega a cada aluno uma folha com a
atividade, as vogais pontilhadas para eles cobrirem seus pontilhados com o lápis.

Avaliação: A realização das atividades propostas: estimulando, orientando e

desafiando-os.

Referências: BOUQUET, Graça. Letramento Divertido: Alfabetização. 1. ed. Belo

Horizonte: Editora FAPI, 2008.

Anexos: www.googe.com.br/imagem
22
23

PLANO DE AULA- 4 E. Infantil

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Francilene da Costa Ribeiro - Turma: 1º Período B; Educação
Infantil - Período: Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Cantiga e brincadeira de roda

Objetivos: Estimular a percepção dos sons e as habilidades musicais.

Recursos: Instrumentos de percussão, coisas que produzem sons e CDs e DVD.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: Falar aos alunos que iremos cantar e fazer brincadeiras de
rodas.
2º Momento da Aula: Iremos cantar a musica três vezes.

Palma, palma, palma, “bater palma forte”


Pé, pé, pé, “bater o pé no chão”
Roda, roda, roda, “rodar no lugar”
Caranguejo peixe é, no é, “agachar no chão”

3º Momento da Aula: Vamos pegar as mãos uns dois outros, e vamos fazer uma
roda, e cantar a cantiga Ciranda cirandinha.

Ciranda cirandinha vamos todos cirandar


Vamos da à meia volta, volta e meia vamos da

O anel que tu me deste era vidro e se quebrou


O amor que tu me tinhas era pouco e se acabou
24

Por isso, dona Rosa


Entre dentro desta roda
Diga um verso bem bonito
Diga adeus e vá se embora

4º Momento da Aula: Vamos rodar e cantar musica do CD e DVD.

Avaliação: A participação da criança na brincadeira

Referências: www.novaescola.org.br e www.letras.mus.br/cantigas-populares/videos

Anexos: www.google.com.br/imagem

Crianças brincando de rodas


25

PLANO DE AULA- 5 E. Infantil

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Francilene da Costa Ribeiro - Turma: 1º Período B; Educação
Infantil - Período: Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Atividade da Independência para pintar, recortar e montar.

Objetivos: Contribuir para a construção de habilidades artísticas promove a


criatividade e a autonomia, auxilio ao desenvolvimento de coordenação motora.

Recursos: Papel A4 com imagem da independência, lápis de cor, lápis de cera

colorido, lápis para escrever, tesoura.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: É mostrada a criança a folha de papel A4 com a imagem da


independência da turma da Mônica.
2º Momento da Aula: Uma breve explicação sobre a independência.
3º Momento da Aula: Falar à criança que ela deve fazer no primeiro desenho “Pinte,
recorte e monte” que é pintar e recortar, para depois montar.
4º Momento da Aula: Dizer à criança o que ela deve fazer no segundo desenho, que
é pintar a imagem “Vamos Colorir”.

Avaliação: Desempenho do aluno, participação nas atividades.

Referências: http://www.turminha.com.br/blog/importancia-das-atividades-com-

colagem-desenho-e-pintura-na-educacao-infantil

Anexos: www.google.com.br/imagem
26
27

PLANO DE AULA- 1 E. Fundamental

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Rayana Campos dos Santos - Turma: 1º ano G - Período:
Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Linguagem Oral e Escrita

Objetivos: Comparar as diferenças do imaginário para o real; Analisar quais são os


elementos essenciais a conversação das plantas; Possibilitar que a criança construa
sua identidade e autonomia.

Recursos: Caderno de desenho, folhas A4, pincel, quadro, folhas, lápis de cor,

borracha, apontador, lápis de escrever.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: deve ser explicada a importância das regras.


2º Momento da Aula: será feita uma socialização sobre direitos e deveres.
3º Momento da Aula: Interpretar a história, e se colocar no lugar do personagem
principal, e pensar como cada aluno reagiria.
4º Momento da Aula: Fazer uma apresentação dos desenhos.
5º Momento da Aula: veremos a importância de cuidarmos da maneira correta de
cada planta.
6º Momento da Aula: Aplicar as atividades de desenho para pintar.

Avaliação: A avaliação será feita de acordo com o interesse e participação de cada


aluno.
Referências: http://notebookdaprof.blogspot.com

Anexos: www.google.com.br/imagem
28
29

PLANO DE AULA- 2 E. Fundamental

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhoana Chistina
Professor (a) regente: Rayana Campos dos Santos- Turma: 1º ano G - Período:
Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Exercícios de Português.

Objetivos: Rever os principais conteúdos estudados, resolver os exercícios.

Recursos: Quadro branco e pincel, o livro de Português, caderno, lápis para escrever.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: São passados no quadro os exercícios que os alunos têm


dúvidas, e que não sabem fazer.
2º Momento da Aula: pedir para o aluno pegar seu caderno seu lápis e copiar o
exercício do quadro.
3º Momento da Aula: Passar em cada carteira com cada aluno e vê como estão
tentando resolver os exercícios.
4º Momento da Aula: Ensinar e responder no quadro com a participação do aluno.
5º Momento da Aula: Corrigir o caderno dos alunos

Avaliação: Avaliar o aluno conforme a sua participação na aula, e nas atividades

propostas pelo docente.

Referências: www.escolaeducacao.com.br/atividades-de-portugues-1-ano/atividades-

de-portugues-1-ano-letras-maiusculas/

Anexos: www.escolaeducacao.com.br/imagem
30
31

PLANO DE AULA- 3 E. Fundamental

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhana Chistina
Professor (a) regente: Rayana Campos dos Santos- Turma: 1º ano G - Período:
Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Exercícios de Matemática, Adição e Subtração para a avaliação


Objetivos: Rever os principais conteúdos estudados, resolver os exercícios, e
questões propostas.
Recursos: Quadro branco e pincel, o livro de Matemática, caderno, lápis para
escrever.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: São passados no quadro os exercícios que os alunos têm


dúvidas, e que não sabem fazer.
2º Momento da Aula: Será pedido ao aluno para pegar seu caderno, e seu lápis para
copiar o exercício do quadro.
3º Momento da Aula: Passar em cada carteira com cada aluno, e vê como estão
tentando resolver as operações de matemática.
4º Momento da Aula: Ensina no quadro com a participação do aluno.
5º Momento da Aula: Corrigir o caderno dos alunos.

Avaliação: Avaliar o aluno conforme a sua participação na aula, e nas atividades


feitas de matemática.

Referências: www.escolaeducacao.com.br/atividades-de-matematica-1-ano-adicao-e-
subtracao/

Anexos:
32
33

PLANO DE AULA- 4 E. Fundamental

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CEMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhana Chistina
Professor (a) regente: Rayana Campos dos Santos - Turma: 1º ano G - Período:
Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Ciências “Corpo Humano”


Objetivos: Conhecer e identificar partes do corpo, trabalhar as diferenças,
desenvolver a coordenação motora.

Recursos: Folha de papel A4, lápis de cor, jornais e revistas, cola e tesoura.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: Realizar uma roda de conversa com os alunos sobre o corpo
humano.
2º Momento da Aula: Entregar a folha divisões do corpo para os alunos.
3º Momento da Aula: Pedir para as crianças mostrar em seu corpo as partes contidas
no desenho da folha.
4º Momento da Aula: Recortar de jornais e revistas partes do corpo e montar
individualmente um boneco em uma folha A4.
5º Momento da Aula: Entrega para cada aluno uma folha de atividade para que
nomeiem cada parte do corpo no desenho.

Avaliação: Avaliar o aluno conforme a sua participação na aula, e nas atividades.

Referências: www.pedagogiaaopedaletra.com/ciencias/1ºano

Anexos: www.pedagogiaaopedaletra.com/ciencias/1ºano/atividade/imagem
34
35

PLANO DE AULA- 5 E. Fundamental

Dados de identificação da Instituição Concedente


Nome da escola: CMEI João Aparecido Alves dos Santos
Diretor (a): Edna Oliveira de Carvalho
Coordenador (a): Jhona Chistina
Professor (a) regente: Rayana Campos dos Santos - Turma: 1º ano G - Período:
Matutino
Nome do (a) Estagiário (a): Ana Lucia Abud Mendes - Turma: FLS0099

Conteúdo: Ciência “Plantas”.


Objetivos: Reconhecer e classificar os diferentes tipos de planta; Reconhecer as
partes das plantas e suas funções; Despertar o espírito cientifica através da
observação da natureza.

Recursos: Vídeo de diversos tipos de planta, folha de papel A4, lápis de cor, lápis de
escrever, tesoura e cola.

Seqüência didática:

1º Momento da Aula: Roda de conversa, Quem gosta de plantas? Quem tem


plantas? Quais plantas vocês conhecem? Quais tipos de plantas vocês
conhecem?Qual a utilidade das plantas em nossa vida?
2º Momento de Aula: Mostrar as crianças diversos tipos de plantas.
3º Momento de Aula: Pedir para observar os diferentes tipos de plantas e a sua
função como: árvore, flores, plantas medicinais, verduras, legumes.
4º Momento da Aula: Apresentar os vídeos relacionados com o tema trabalhado.
5º Momento da Aula: Aplicar as atividades em anexo.

Avaliação: Avaliar o aluno conforme a sua participação na aula, e nas atividades.

Referências: www.pedagogiaaopedaletra.com

Anexos: www.pedagogiaaopedaletra.com/atividade/imagem
36