Você está na página 1de 8

MEDITAÇÃO CRISTÃ

Nº 63 – Ano XVII – dezembro/ 2012


BOLETIM DO RIO DE JANEIRO – Emitido pela Meditação Cristã
Comunidade autônoma integrada à World Community for Christian Meditation

Sandro Botticelli. Anunciação, 1482.


Saudação
Ave, Maria!
Ave, carne florescida
em Jesus.
Ave, silêncio radioso
urdidura de paciência
onde Deus fez
seu amor inteligível.

Adélia Prado

“Quando, porém, chegou a plenitude do tempo, enviou Deus o seu Filho,


nascido de uma mulher, nascido sob a Lei, para remir os que estavam sob a Lei,
a fim de que recebêssemos a adoção filial.” Gl 4, 4-5

“Pois de sua plenitude todos nós recebemos graça por graça. Porque a Lei foi dada
por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo.”
Jo 1, 16-17 Fonte : ABJ 1985.

Eventos programados:
Janeiro 26 – Caminhada contemplativa no Jardim Março 23 – Palestra sobre o tema: “Um olhar con-
Botânico, início às 9 horas da manhã. Local de temporâneo da Ressurreição”, a cargo do padre
encontro: Café Botânica. Evandro Ruiz.
Feveiro 23 – Manhã de convivência n Jardim Bo- Local: Casa da Criança, rua Fernandes Guima-
tânico, a partir das 9 horas da manhã, no mesmo rães, 85 – às 16 horas.
local de encontro.
Pág. 2 – Dezembro / 2012 Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63

Grupos de Meditação Cristã e em Formação


Cidade/ Coordenador(a) Telefone Cidade/ Coordenador(a) Telefone Cidade/ Coordenador(a) Telefone
Bairro Bairro Bairro

Distrito Federal Curitiba – Doris – (41) 3013-3014 Glória Orphélia (51) 3219-8471
Brasília Genil (61) 3208-3782 Guarapuava Germán (42) 3035-5210 Lindóia Roberto (51) 3084-5740
Brasília Geysa (61) 3443-6841 Estado de Pernambuco
Brasília Glória (61) 3367-2181 Gravatá Alice (81) 3533-0546 Outras cidades:
(61) 9967-3345 Olinda Glória (81) 3432-3281 Bento Gonçalves Angelita (54) 3468-0086
Estado da Bahia Paulista Etiene (81) 3436-1534 Gravataí Lia (51) 3488-2116
Feira de Santana  Padre Arnaldo      (71) 9617-0684 Recife Marília (81) 3268-2138 São Leopoldo Morgana (51) 3037-2246
Salvador Antônia Lúcia (71) 3328-0834 Torres Adriana (51) 9733-1382
Salvador Mª Cristina (71) 3451-4506 Estado do Piauí Estado de Santa Catarina
(71) 8887-6099 Teresina Fr. AfonsoTemme (86) 3211-7577 Chapecó Pe. Zanella (49) 3322-1400
Salvador Mª Angela (71) 3321-5957 Chapecó Margarete (49) 3335-0359
Estado do Rio de Janeiro Laguna João Carlos (48) 3647-2566
Salvador Marilene (71) 3248-6373
Capital: Maravilha Celestina (49) 3664-1007
(71) 8104-4407 (49) 9988-9244
Salvador Burity (71) 3247-9477 Planalto Alegre Ilda Irene (49) 3335-0105
(71) 9987-8311 Barra 1 Jari Furtado (21) 2439-7920
Salvador Mistrô   (71) 3245-2404 (21) 9146-9517 Estado de São Paulo
(71) 96016069 Barra 2 Gerson (21) 3326-3947 Capital:
Simões Filho Gisa (71) 3301-6424 (21) 8392-8796 Alto da Lapa          José Henrique      (11) 9976-4803
V. da Conquista Rosa (77) 3421-1271 Botafogo 1 Mª Regina (21) 2542-9204 Alto do Sumaré      Taynã                  (11) 8633-1408
(77) 8725-3179 Botafogo 2 Sônia (21) 2527-1875 Bela Vista (1)          Sonia Mari           (11) 3288-2767
Xique-Xique Frei Gilvan (74) 3661-4745 Copacabana1 Jader (21) 2255-6707 Bela Vista (2)         Amélia                 (11) 5579-0175
Copacabana 2 Ana Perrota (21) 2235-1924 Bela Vista (3)         Inês                     (11) 3889-7780

Copacabana 3 Ana Fonseca (21) 2523-5125 Centro (S. Bento)   Ana Alves              (11) 5584-6598
Estado do Ceará Centro      «            Paulo Montoro      (11) 3887-5692
Copacabana 4 Hileana (21) 2236-1431
Fortaleza Pe. Domingos (85) 3281-1085 Centro      «            D. Alexandre         (11) 3328-8799
Ipanema 1 M. da Glória (21) 2523-2380
Fortaleza Auremília (85) 3494-4384 Centro      «            Maria Wanda        (11) 9879-1891
Ipanema 2 Edith (21) 2287-8645
Jardim Botânico Jorge Pedro (21) 2294-7313 Centro (LSF)          Joseph                  (11) 5521-8301
Estado de Goiás Cerqueira César Cristina (11) 9651-8852
Laranjeiras Sara (21) 2265-6509
Goiânia Fernanda (62) 3241-9939 Jardim Marajoara    Roldano                 (11) 8194-8840
Leblon 2 Angela Reis (21) 8881-1847
Itimbiara       Hélio  (64) 3404-5231 Santo Amaro           Maria Auxiliadora    (11) 5686-3082
Leme Teresa (21) 2543-6011 Saúde                    Pe. João Maria      (11) 3275-4223
                           (64) 9992-6009
Recreio Dalva (21) 9945-7484 Tatuapé                  Márcia                  (11) 8214-6422
Itimbiara       Carlos  (64) 3204-2010
(21) 3074-9979                                                          (11) 2097-5493
                               (64) 8121-7174 Santa Teresa Arlinda (21) 3079-7506 Vila Beatriz            Tayna Bonifácio     (11) 8633-1408
Estado do Maranhão Santa Teresa Martha (21) 2242-9341 Vila Clementina      Ir. Conceição    marilza_twf@hotmail.com
Balsas Marlene Garcez (99) 3541-3131 São Conrado Carlos Eduardo (21) 3322-2902 Vila Maiana            Cynthia                 (11) 5078-6816
Pastos Bons Ir. Diva (99) 3555-0007 Tijuca Vera (21) 2268-1288  
São Luiz Mª Braga (98) 3243-1048 Outras cidades:
Outras cidades: Araçatuba             Lúcia Lemos          (18) 3608-1504
Estado de Minas Gerais Jacareí                  Carlos                    (12) 9763-4741
Belo Horizonte Pe. André (31) 3344-3831 Niterói (Santuário) Ana Lúcia (21) 3604-4559 Mogi das Cruzs     Eduardo                 (11) 9975-2256
Belo Horizonte Eliana Sales (31) 3344-2601 Niterói (Academia) Ana Lúcia (21) 3604-4559 Ribeirão Preto       Zaíra (16) 3623-4553
Ribeirão Preto Mário Palumbo        (16) 9994-7222
Estado da Paraíba Estado do Rio G. do Norte Santos                 Silvana                   (13) 3222-3131
João Pessoa Otávio (83) 3224-5489 S. José dos Campos  Carlos                (12) 3952-8812
Natal Pe. Magno Jales (84) 3313-5116
Sorocaba              Sandra                   (15) 3278-2393
João Pessoa Pe. Virgílio (83) 3225-1039
Suzano                 Eduardo                 (11) 9975-2256
João Pessoa Pe. Waldemir (83) 3227-7188 Estado do Rio Grande do Sul Taubaté                 Maria Helena          mh.goffi@uol.com.br
João Pessoa Sebastião (83) 3221-2768 Capital: Taubaté                 Phil Dwyer             (12) 8180-9999
Alto Petrópolis Elena (51) 9991-6975 Santos Silvana (13) 3222-3131
Estado do Paraná Floresta Marcelo (51) 9654-5100 Sorocaba              Sandra (15) 3228-2393                

Estado de Sergipe
MEDITAÇÃO CRISTÃ Aracaju
Aracaju
Aracaju
Fernando
Consuelo
Gema
(79) 3214-8911
(79) 3222-7795
(79) 3246-2014
Nº 63 – Ano XVII – dezembro/ 2012 Aracaju Guida (79) 3211-6588

BOLETIM DO RIO DE JANEIRO


Editado pela Comunidade de Meditação Cristã Sites

• Meditação Cristã (Centro Internacional):


Fundador: Sérgio de Azevedo Morais Apoio ao Boletim. Considerando que, desde o
nº 59 (dezembro), o boletim nacional e o internacional
www.wccm.org
Editor: Jader Britto
são veiculados apenas em versão digital, pela internet, • Meditação Cristã (página brasileira):
jaderbritto@gmail.com
pedimos aos meditantes que, a critério de cada um, www.wccm.com.br
continuem a enviar as contribuições para colaborar
Conselho Editorial: Ana Maria Fonseca, Angela em sua produção, depositando-as no Banco Itaú, Ag. • Blog da Meditação Cristã do Brasil:
Reis, Evangelina Oliveira, Regina Coeli Fernandes, 8418, conta corrente: 01038-8, cuja titular é a meditante http:/wccmbr.blogspot.com
Sérgio Almeida e Valdelice Almeida. Ana Fonseca.
• Oração Centrante / Lectio Divina (Brasil):
Endereço: Rua Siqueira Campos 143, bloco A, www.oracaocentrante.org
apto. 1503 – CEP 22031-070 – Rio de Janeiro, RJ. Confirme sua doação por e-mail ou pelos telefones:
(21) 2255-6707 / 2523-5125 / (fax) 3389-7717. • Oração Centrante (Internacional):
Projeto gráfico: Cecília Jucá de Hollanda www.centeringprayer.com
cjhollanda@gmail.com
Para sugestões e colaborações:
rj.meditacaocrista@yahoo.com.br
Revisão: Ana Maria Perrotta.
ou para o endereço anteriormente citado.
Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63 Pág. 3 – Dezembro / 2012

O MENINO JESUS INTERIOR*


Richard Rohr**

Todas as pessoas vêm ao mundo é a única tarefa realmente importante de acreditar


íntegras, mas não podem permanecer para a Igreja. Quem chegou à ligação que Deus
nesse estado de incorruptibilidade, é com seu menino Jesus interno, encontrou habita nele.
preciso que deixem o Jardim do Éden. seu lar, sua origem, e de nada mais É provável
Esse movimento para fora faz parte do precisa. E, no massacre de Belém, esse que não queiramos ver a inabitação
processo de transformação que todo ser Menino Jesus é o único que continuou de Deus em nós, pois, desse modo,
humano tem de perfazer no caminho para íntegro, tudo o mais em nós é ferido. deveríamos reconhecê-la, igualmente,
a consciência. O menino Jesus interno é nosso em nosso semelhante, já que deveríamos
Cada ser humano busca em sua vida verdadeiro si-mesmo, e o único fim reconhecer que todos somos iguais.
liberdade e possibilidade de escolha. da religião consiste em levar os seres Uma vez tendo experimentado
Ao mesmo tempo, todo e qualquer ser humanos a fazerem a experiência de seu o processo desse espelhamento,
humano tem a capacidade de estabelecer verdadeiro si-mesmo. Todo sacramento, reconhecemos que o amor não é nada
uma aliança verdadeira. Ele não é um todo texto bíblico, todo culto divino e daquilo que nós fazemos, mas é algo que
robô, não é uma marionete, mas vive uma todo hino, todo sacerdote, toda cerimônia nós mesmos somos. O amor é um lugar
relação de amor livre. Essas relações de e toda liturgia só têm um único objetivo que já existe em nós. O amor está em
amor livre se desenvolvem através do – levar o ser humano a reconhecer e nós e paradoxalmente nos ultrapassa. O
perder e do achar. Jesus mesmo narra três perceber seu verdadeiro si-mesmo, o verdadeiro si-mesmo se caracteriza por
histórias relacionadas com o perder e o que ele é em Deus e o que Deus é nele. superabundância e riqueza; quem vive
achar: A história da ovelha perdida, da Uma religião que não pode oferecer isso no verdadeiro si-mesmo encontrou uma
moeda perdida e do filho que se perdeu – é simplesmente supérflua, e se ela não fonte, como explica Tereza de Ávila.
o universo animal, o universo das coisas possibilita fazer experiências, não serve E, segundo palavras de Jesus, esse
e o universo humano. O desenrolar-se é para nada. poço jamais secará. Esse amor cresce
sempre igual: alguém imagina possuir Quando permitimos que Deus re- conforme o praticamos.
alguma coisa, perde-a e por fim volta a conheça em nós seu si-mesmo, então
*Destaques do capítulo “O amor e a morte” do livro A
encontrá-la, e isso é comemorado com Deus não pode evitar de nos amar. É Libertação do Ego – A busca do verdadeiro si-mesmo,
uma grande festa. Não é sem razão que assim que se mostra a aliança eterna de de Richard Rohr, traduzido do inglês por Enio Paulo
essa festa só se dá depois de reencontrar Deus com a humanidade. Deus ama o Giachini, Petrópoles, Vozes, 2010.
**Sacerdote franciscano, precursor de uma
o que fora perdido: não se pode real e Cristo, ungido, o Menino Jesus em nós, espiritualidade adequada a nossa época. Mestre
propriamente ter alguma coisa antes de Ele não pode não amá-lo. E, por seu espiritual e autor de vários best-sellers nesse campo,
tê-la perdido e depois conscientemente turno, essa parte do ser humano ama entre eles o sobre eneagrama.
voltar a escolhê-la. E é precisamente Deus desde o princípio.
assim que se processa a viagem humana: É muito difícil para muitas pessoas
o ser humano depõe sua ingenuidade
inicial e durante sua vida vai adquirindo
acreditar nesse mútuo amor originário.
Eles se envergonham de suas falhas,
Como Meditar
uma liberdade consciente, amadurecida, querem encobri-las e não falar sobre o Sente-se relaxado mas atento. Per-
para a qual Deus chamou a todos. assunto e, em seus pensamentos, estão maneça ereto e imóvel. Feche suave-
Um símbolo que nos representa constantemente às voltas com suas mente os olhos. Em silêncio, comece a
essa origem incorrompida é o Menino falhas. Todavia, uma parte do ser humano dizer interiormente uma única palavra.
Jesus. A seu modo, cada ser humano reconhece a si mesmo em Deus, e Deus Recomendamos a palavra-oração: “Ma-
precisa redescobrir, adorar e confessar reconhece a si mesmo no ser humano. ranatha”. Recite-a em quatro sílabas
seu menino Jesus interno. Mas como Amor significa, portanto, reconhecer de igual duração. Ouça-a à medida
aconteceu com o Menino Jesus – todo a inabitação divina, e essa começa no em que a pronuncia, suave, mas con-
ser humano está ameaçado pelo massacre coração. tinuamente. Não pense nem imagine
das crianças que aconteceu em Belém, O reconhecimento de Deus por nada – nem de ordem espiritual nem
e, de algum modo, precisa superar parte do ser humano – o processo de de qualquer outra ordem. Se pensa-
o massacre infligido ao mundo pelo espelhamento – acontece na oração. mentos e imagens afluírem à mente,
serão distrações que ocorrem na hora
poderoso Herodes: a perda do modo de Por isso é sumamente decisivo que o
da meditação; continue tentando apenas
ver inocente. ser humano aprenda a rezar. Quando
repetir a palavra. Medite toda manhã
O Menino Jesus é aquela parte de começar o processo de espelhamento,
e toda tarde, de vinte a trinta minutos.
nós que sempre disse sim a Deus, e quando o ser humano reconhece e venera
sempre dirá. Mas a maioria das pessoas a imagem divina, então, todo e qualquer (Texto extraído do livro A Luz que vem de den-
tro, de Laurence Freeman,
não conhece essa sua parte, jamais conhecimento é um reconhecimento. O Ed. Paulus, 3a.Edição – p.11)
experimentou coisa alguma disso. Narrar ser humano revê aquilo que sabia em
sobre esse fato, anunciar esse Evangelho criança e esqueceu, pois feriu-se e deixou
Pág. 4 – Dezembro / 2012 Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63

A Dimensão Contemplativa da Nova Evangelização*


Laurence Freeman**

A chamada para uma Nova naturais da contemplação são


Evangelização cria muitas finalmente reconhecidos como o
possibilidades promissoras sinal de que a graça está operando
visando a uma renovada na natureza.
influência da Igreja, principal À medida que a dimensão
testemunha do significado e da espiritual se abre através
mensagem de Cristo em nossa da oração contemplativa
era. Como forma de transpor a simples, um significado mais
crescente divisão entre a Igreja profundo é encontrado em
e o mundo secular, proponho conceitos como discipulado,
aqui uma ênfase mais direta disciplina e a própria idéia de
na dimensão contemplativa Deus. Isto leva a uma nova
da fé para a evangelização da maneira de olhar para aspectos
cultura atual. anteriormente rejeitados de sua
Este destaque da própria tradição religiosa. E
dimensão contemplativa da A meditação pode se tornar complexa então, fica também claro, que a
Nova Evangelização pelo ensino da e frustrante quando seus aspectos mentais contemplação não é o resultado de uma
oração contemplativa decorre da tradição não são equilibrados pela simples e pura técnica aguçada, mas da graça.
monástica na qual fui formado como monge oração do coração. Mas se a integração A meditação é, naturalmente, uma
beneditino, e de minha parte no trabalho da de mente e coração for restaurada na vida ascese e, neste sentido, contribui para o
Comunidade Mundial de Meditação Cristã de oração, ambas as formas e aspectos trabalho que fazemos para estar plenamente
ao longo dos últimos 35 anos1. da meditação – a oração discursiva e abertos à graça, cuja semente é plantada
a não-discursiva “deixando de lado os em nosso coração pela graça do batismo (e
1. Simplicidade pensamentos” na quietude e no silêncio até mesmo em virtude de sermos criados à
“… a Igreja, nascida para evangelizar, (hesychia) combinam-se em uma poderosa imagem de Deus).
descobre na contemplação profunda jornada espiritual. A fé nasce. O amor é A oração é simultaneamente prazer e
a fonte de energia para anunciar o descoberto. Deus se revela. “O começo é fé, ascese. A Igreja deve ensinar o amor da
Evangelho.” o fim é amor e a união dos dois é Deus.”4 No disciplina necessária na oração que conduz,
entanto, por mais atraente e desejável que através da fé e da graça, à pureza do coração
A cultura moderna é muitas vezes seja a simplicidade, ela não é fácil e à visão de Deus.
autodestrutiva em sua complexidade,
por isso há uma correspondente sede 2. Técnica e Disciplina 3. A Importância do Contexto
de simplicidade. Esta necessidade de “O Sínodo também pode encarar o “O elemento-chave na obra da nova
simplificação da vida, tanto interior quanto fenômeno da secularização, avaliando evangelização é, para cada cristão, a
exterior, é essencial para a busca espiritual suas influências, positivas e negativas, resposta ao chamamento à santidade.”
de nosso tempo - uma busca que muitos sobre o cristianismo e os desafios que
iniciam e prosseguem longe das tradicionais coloca para a fé cristã.” O ensino da meditação cristã ajuda a
fontes de sabedoria, e que muitas vezes é posicionar a pessoa em um contexto de fé.
uma busca lastimavelmente superficial. No Hoje em dia, várias “espiritualidades “A meditação comprova as verdades da fé
entanto, a tradição mística cristã fala de uma seculares” e métodos orientais de meditação em nossa experiência pessoal” (John Main)6.
experiência de simplicidade que é também ensinam técnicas para acalmar a mente, A tradição em que se aprende a meditar
profunda e autêntica. Para São Tomás reduzir o stress e melhorar o bem-estar. Eles determina o curso futuro do crescimento
de Aquino, a contemplação é a “simples prometem os benefícios físicos e psicológicos espiritual do indivíduo. É, portanto,
fruição da verdade”, e o próprio Deus é que se tornaram objeto de extensa pesquisa de vital importância que a Igreja seja
“infinitamente simples. ” científica. Sem dúvida, esses benefícios são vista como mestra de meditação – sábia,
Fiel a esta percepção, a tradição reais, mas ainda falta explorar a dimensão acessível e experimentada – com base
monástica cristã primitiva desenvolveu espiritual dessas formas experienciais em sua própria e mais rica tradição, com
abordagens de oração contemplativa que pragmáticas do que é chamado – muitas vezes o objetivo de desenvolver benefícios não
eram ao mesmo tempo simples e práticas. de maneira pouco rigorosa – de “meditação”. apenas físicos e psicológicos, mas virtudes
Elas respeitavam o necessário equilíbrio Muitos dos que procuram alívio para humanas essenciais, com destaque para o
entre Marta e Maria, isto é, entre o catafático os problemas do estilo de vida moderno potencial espiritual enquanto filhos de Deus.
e o apofático. testemunham esses benefícios. Mais tarde,
Consequentemente, incentivou-se tanto eles são muitas vezes “surpreendidos pela 4. Evangelização “para dentro”
a lectio divina e a liturgia por um lado, alegria” e despertam para as primeiras
quanto, de outro, a contemplação por uma “Comunidades Cristãs... precisam
etapas de uma jornada espiritual de fé.
pobreza de espírito radical, na qual “todas encontrar novamente a energia e os meios
Assim, eles se movem da técnica para a
as riquezas do pensamento e da imaginação” de enraizar-se solidamente na presença
disciplina. Neste momento, em vez dos
são amorosamente entregues no silêncio da de Cristo ressuscitado, que as anima a
benefícios naturais, são os frutos do espírito
fé, em determinados momentos de oração3. partir de dentro.”
que atraem sua atenção.5 Os benefícios
Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63 Pág. 5 – Dezembro / 2012

Ensinar uma prática de oração con- Igreja de muitas maneiras, e é apoiada Dado que não há um núcleo místico
templativa a partir da tradição histórica cristã e por muitos bispos8. A Comunidade ensina em todas as religiões, a meditação também
inspirada pela fé cristã pode ser feito em muitas a oração contemplativa em várias escolas oferece uma base mais profunda para o
situações em que seu aspecto evangelizador católicas em (até agora) dezessete países. diálogo eficaz. Ela abre a oportunidade tanto
será percebido de diversas formas. Mas também compartilha a abordagem para escutar respeitosamente as crenças de
Na sala de aula de escolas ou univer- espiritual da meditação com os que outras religiões quanto para apresentar a fé
sidades confessionais, a meditação cristã estão se recuperando do vício ou lutando
cristã de forma atraente e com autoridade.
prepara o terreno dos corações dos jovens com a doença mental, com os doentes e
para ser receptivo ao plantio de sementes da moribundos, líderes do mundo empresarial
9. Conclusão: A contemplação é o
fé e ao ensinamento do Evangelho. Em uma e financeiro, nas prisões, com estudantes
universitários e com jovens. Como trabalho do Amor
paróquia, a fidelidade silenciosa e simples
de um grupo semanal de meditação cristã qualquer missionário, a comunidade adapta A contemplação cristã sempre foi vista
contribui para a chamada visando uma Nova seu estilo de ensinar ao público, mas nunca basicamente como uma obra de amor
Evangelização, cria muitas possibilidades deixa de ver seu trabalho de comunicar esta – o amor de Deus por nós, evocando o
promissoras visando a uma renovada forma simples de oração e de disciplina nosso amor por Deus. A doçura e alegria
influência da Igreja, principal testemunha vivificante como um testemunho do dessa percepção estão além das palavras.
do significado e da mensagem de Cristo “Cristo interior”.9 No entanto, naturalmente, transbordam
em nossa era. Como forma de transpor a do indivíduo e se expressam no serviço
crescente divisão entre a Igreja e o mundo 7. Pessoal e Eclesial
compassivo aos outros em suas necessidades.
secular, proponho aqui uma ênfase mais “O trabalho de evangelização é, Nada evangeliza mais plenamente do que um
direta na dimensão contemplativa da fé para fundamentalmente, uma questão serviço amoroso. A oração contemplativa
a evangelização da cultura atual. espiritual e não simplesmente uma questão
profunda inflama e sustenta essa chama viva
de planejamento ou de estratégia.”
de amor – que é o Senhor.
5. Evangelização “para fora”
Festa de São Bento, 11 jul 2012
“A Igreja busca inserir o caráter Uma disciplina contemplativa clara
muito original e específico de seus deve ser oferecida, seja qual for a motivação
*Mensagem encaminhada ao Sínodo dos Bispos
ensinamentos no mundo de hoje e na inicial das pessoas. A contemplação deve de todo o mundo, reunido no Vaticano em outubro
discussão cotidiana.” ser vista, acima de tudo, como uma graça, último, por convocação do Papa Bento XVI,
mas também como uma prática em que a fé com o propósito de examinar caminhos para uma
Qual deve ser a resposta de um meditante se desenvolve. nova evangelização. Traduzida do inglês pela
cristão a um pedido de um grupo não- meditante Evangelina Oliveira.
Muitas pessoas, mesmo com vida
religioso para uma introdução à meditação? muito estressante, aceitam o desafio de, ** Monge beneditino, Diretor da Comunidade Mundial
de Meditação Cristã.
Tal pergunta exige consideração prudente e por exemplo, reservar uma meia hora de
uma abordagem cuidadosa. meditação cristã no início de cada dia,
No entanto, isso pode significar uma antes do trabalho, e uma segunda meia hora NOTAS:
abordagem pré-contemplativa à oração, no final do dia de trabalho. Para muitos,
intuitivamente sentida como benéfica para a esses períodos de meditação se integram 1
Estabelecida na Festa de São Bento, em 11 de julho
condição humana. Se a oportunidade for bem à oração matinal e vespertina, ou com de 2007, sob Cân. 322. 322§1 e Cân. 322 §2
conduzida, pode levar a um encontro com o leitura espiritual. Participar de um grupo 2
Esta, e outras citações, de “The New Evangelisation
Espírito Santo e a um primeiro despertar para a de meditação semanal ajuda a manter essa for the Transmission of the Christian Faith:
Instrumentum Laboris”, Synod of Bishops XIII
vida de fé no Evangelho. Pode ser uma forma prática diária contemplativa. É também um Ordinary General Assembly 2012
de pré-evangelização, preparando o terreno meio de experimentar a amizade espiritual, 3
João Cassiano, Conferência 10.10
para um mais rico acolhimento da Palavra. como também a comunidade criada pela
Mesmo que não haja, a princípio, uma
4
Inácio de Antioquia
contemplação.
apresentação completa do Evangelho, Para muitos que estão à deriva ou
5
Gal 5:22
Cristo está presente na fé do professor de abandonaram a Igreja, este provou ser 6
John Main OSB (1926-1982). A palavra que leva
meditação cristã. Esta fé não é escondida um caminho de volta aos sacramentos e à ao silêncio [Word into Silence] (1980)
ou diluída. No momento kairos ela será participação regular nas outras dimensões 7
Cor 2:9
expressa plenamente e a riqueza da Palavra de uma vida eclesial. 8
www.wccm.org. Entre os patronos contam-se
de Deus será descoberta em formas para o Cardeal George Pell, Cardeal Walter Kasper,
além de nossa imaginação.7 Cardeal Sean Brady, Arcebispo Vincent Nichols,
8. Ecumenismo e Diálogo Interreligioso Bispo Michael Putney and Arcebispo Rowan
Williams
6. Exemplo de uma Evangelização “o ecumenismo é um dos frutos a 9
Rom 8:10; Col 1:27
Contemplativa esperar da nova evangelização ... esta
“Trabalhar para bem preservar a abordagem pode certamente ser testada no
riqueza da oração cristã nesses lugares diálogo interreligioso.”
de conversão é, sem dúvida, um desafio A contemplação oferece o caminho mais Cada ato bom
para a nova evangelização.” direto e imediato, atualmente, para uma é uma oração
experiência profunda e pessoal da unidade
Durante várias décadas, o trabalho de todos os cristãos em Cristo. Silêncio e
da Comunidade Mundial de Meditação quietude na fé permitem-lhes descansar na paz Sto Agostinho
Cristã se espalhou na Igreja (em mais do Espírito e, assim, retornar ao trabalho de
de 100 países). É convidada a servir à diálogo com esperança e renovado propósito.
Pág. 6 – Dezembro / 2012 Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63

NOTÍCIAS DA COMUNIDADE NOTÍCIAS DA COMUNIDADE NOTÍCIAS DA COMUNIDADE


dando o Jari a divulgar a proposta na pa-
Mensagem róquia e oferecendo uma aconchegante
capela para o grupo meditar. As reuniões
à Comunidade Brasileira começaram com 4, depois 6. Após seis
meses de existência, há um grupo fiel que
todas das segundas-feiras, às 17.30 horas,
medita na pequena capela do 3º andar do
Centro Scial da Paróquia São Francisco de
Caríssimos Amigos Paula na Barra da Tijuca.
Em novembro, o boletim paroquial
Juntamente com toda a Comunidade “Nossos Passos” divulgou nota sobre nos-
ao redor do mundo, ainda sinto a reper- so “grupo de meditação cristã”, desper-
cussão do maravilhoso seminário que vo- tando o interesse de outros paroquianos,
cês, enquanto Comunidade Brasileira da nossa Comunidade é chamada a dar hoje de modo que hoje somos 14 e a capela se
Meditação Cristã, recepcionaram há pou- para a próxima geração. tornou pequena para nos atender.
co neste ano. O evento foi um marco para Como esse papel é tão exigente,
todos nós. ele sabiamente pediu para que Marcelo
Ana Fonseca escolheu esse momento Melgares aceitasse tonar-se coordenador
Escola de Meditação em
para passar o bastão da coordenação na- da Escola de Meditação da WCCM no Campinas:
cional. Por mais de uma década, ela pres- Brasil. Em sua função de coordenador dos Ensinamentos Essenciais
tou serviço como coordenadora nacional e oblatos, Marcelo contribuiu muito para a
fez um trabalho exemplar na disseminação comunidade nacional, e agregará seu co- Entre 9 e 11 de novembro último, a
da dádiva da meditação e no fomento da nhecimento e experiência a esse novo pa- Escola de Meditação da CMMC reuniu
comunidade que cresceu a partir de seu pel para auxiliar os meditantes a compre- em Campinas interessados em coordenar
empenho. Sua participação no Conselho ender e amar a tradição da qual fazemos grupos de meditação, para transmitir-lhes
Diretor Internacional continua a apoiar e a parte, e para passá-la adiante. os Ensinamentos Essenciais.
enriquecer a comunidade em todo o mun- Aguardo minha próxima e breve visita ao O encontro dirigido por D. Lawrence
do, e a elevar a consciência da contribui- Brasil em Novembro, para o fim de semana Freeman foi primorosamente organizado
ção que a comunidade brasileira representa de Ensinamentos Essenciais em São Paulo. por Roldano Giuntoli e teve um ótimo
nesse nível. Sou profundamente grato por Tenho sempre presente a comunidade acolhimento das Irmãs Marianistas.
tudo isso e estou certo de representá-los a brasileira de meditantes em meu coração, Num primeiro momento de apresen-
todos e agradecê-la por seu trabalho até e sinto-me profundamente agradecido tação individual, o grupo de aproximada-
ontem, e do futuro. pela generosa resposta que traz à dádiva mente 40 pessoas se colocou em espírito
O Brasil também está representado em que compartilhamos uns com os outros, e de comunidade cristã, numa escuta com-
caráter global por Leonardo Correa que que juntos trabalhamos para compartilhar preensiva de cada participante. Houve,
é o diretor de comunicações da WCCM, com o mundo todo. então, divisão em sub-grupos para dis-
um papel que ele desempenha com grande cussões a cerca dos pontos essenciais
energia e criatividade Com muito amor, Laurence
na apresentação da prática da meditação
Sou profundamente grato a Roldano cristã a diferentes públicos.
Giuntoli por muitas razões. Como coor- Contemplou-se o histórico dessa tra-
denador do estado de São Paulo e, tam- Depoimentos dição, que remonta ao próprio ensinamen-
bém, como coordenador da Escola de to de Cristo sobre a oração no Sermão da
Meditação, ele aplicou seus vários talen- Grupo de Meditação da Barra Montanha, transmitido em Mateus 6, 5-8.
tos e experiência considerável a serviço Abordou-se os estágios da jornada e hou-
da Comunidade. Sempre me comoveu a A ideia de se criar um grupo de me- ve sempre troca de experiências.
qualidade da organização dos retiros e de ditação na Barra inspirou-se em grandes Foram discutidos, também, os aspec-
outros eventos dos quais ele foi o respon- místicos como São Francisco de Paula, tos da modernidade que ensejam abor-
sável em minhas visitas. E sou grato pela São Bento, Santo Agostinho e John Main. dagens e linguagens distintas em cada
amizade que ele fomentou entre os medi- Tudo começou em 2009, quando os segmento social específico, laico ou reli-
tantes de todas essas maneiras casais Jari e Cristina, Sérgio e Valdelice, gioso, resultando em apresentações dra-
Sua aceitação do papel de coordena- moradores da Barra da Tijuca, após parti- matizadas com ampla participação.
dor nacional dá continuidade a seu gene- ciparem do “Retiro do Silêncio” com D. Todo o encontro foi entremeado e
roso espírito de serviço, sendo um desen- Laurence no Rio, sentiram o desejo de iluminado pela prática da meditação em
volvimento de sua visão do potencial da fazer parte de um grupo de meditação. grupo e culminou com a celebração eu-
Comunidade. Sou muito grato por isso Pensamos, então, na possiblidade de nos carística que acolheu os votos da jovem
e dou-lhe as boas vindas a esse exigen- reunirmos na paróquia São Francisco de oblata beneditina Taynã Malaspina F. Bo-
te papel; e, estou certo que todos vocês o Paula, santo contemplativo. Para ele o si- nifácio, que acaba de se tornar coordena-
apoiarão e o incentivarão em seu cumpri- lêncio era primordial. dora da comunidade em São Paulo.
mento. Havendo-se tornado avô, recente- Jari levou a ideia adiante, procurando Ao final nos sentimos muito fortale-
mente, pelo que me congratulo com ele, o pároco, Frei Dino, entregando-lhe livros cidos e motivados a seguir nesta jornada
por isso mesmo ele terá uma consciência e materiais explicativos sobre meditação. contemplativa.
pessoal ainda maior da contribuição a que O Frei leu o material e se interessou, aju- Ana Perrota
Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63 Pág. 7 – Dezembro / 2012

Física Quântica e
ESPIRITUALIDADE*
“O primeiro gole de um copo de ciência natural Gilda Ozenda**
fará de você um ateísta;
mas, no fundo do copo,
Deus está esperando por você” Heisenberg

Este texto é o resultado de anotações – os elétrons. O átomo seria extremamente vemos a matéria que nos circunda como
pessoais sobre a física quântica a partir vazio, – se ampliássemos um átomo de ondas porque a propriedade ondulatória só
dos livros indicados na bibliografia dos modo que ele ficasse do tamanho do campo é perceptível nas partículas infimamente pe-
quais tomamos a liberdade de transcrever do Maracanã, seu núcleo seria como uma quenas que constituem os átomos. Quando a
algumas passagens sem a preocupação das uva no seu centro. O átomo é extremamente massa é muito grande (dimensão dos objetos
“aspas” acadêmicas que formalizariam cada vazio mas as altíssimas velocidades com que macroscópicos do mundo que compreende-
transcrição. os elétrons giram em torno do núcleo fazem mos) o comprimento de onda é infimamente
As raízes da física podem ser encontradas com que ele nos pareça maciço. pequeno, por isso não se pode observar seu
na filosofia grega, filosofia que não estava A física quântica deu um passo ainda movimento ondulatório.
separada da religião e que se manteve como maior quando descobriu que prótons, nêu- Esse estranho comportamento dos com-
tal durante a Idade Média. No século XVII, trons e elétrons não são partículas como se ponentes dos átomos – podemos observar a
Descartes dividiu a natureza em dois reinos pensava, pois eles ora se comportam como matéria como partículas maciças ou como
separados e independentes – o da mente e o partículas maciças, ora se comportam como ondas insubstanciais, mas não podemos
da matéria – e o estudo da matéria tornou- ondas insubstanciais, depende do experimen- nunca observar ambas propriedades ao
-se dominante entre os cientistas ocidentais, to que é efetuado com eles. mesmo tempo – foi traduzido em equações
um estudo baseado na lógica e na razão, o O dualismo onda/partícula foi proposto matemáticas e confirmado por experiência.
que levou a física a um desenvolvimento para o elétron por De Broglie, um dos cria- A teoria funcionava mas estava sujeita a acei-
fenomenal mas sem uma equivalente visão dores da física quântica, um físico muito tação da contradição inerente ao dualismo:
integral da realidade, uma visão do mundo jovem que se baseava em considerações que uma coisa possa ser ao mesmo tempo
na sua totalidade teóricas. Segundo De Broglie, os elétrons ondas insubstanciais e partículas maciças.
O interesse filosófico sobre as descober- em movimento em torno do núcleo (e eles Matéria e energia (ondas) seriam aspectos
tas da ciência renasceu com a física quântica estão sempre em movimento em torno do complementares da mesma realidade, que
que no século XX levantou questões que núcleo) não deveriam ser considerados como se excluem mutuamente, mas se completam.
sempre foram absorventes para o homem, partículas, eles não agiriam como planetas Somente a sua justaposição pode dar ideia
questões sobre os conceitos básicos do nosso girando em torno do sol como se pensava, da aparência da realidade. A este dualismo
modo de vivenciar o mundo: sobre a natureza mas ser considerados como um conjunto fundamental da teoria quântica, Bohr um dos
da matéria e da energia, a primazia da maté- de ondas que vibram em torno do núcleo. seus criadores, denominou de Princípio da
ria ou da mente, o livre arbítrio e determi- Como ondas eles se espalham, podendo Complementaridade.
nismo, a continuidade do movimento. Seus estar em qualquer lugar em torno do núcleo Heisenberg, outro dos criadores da nova
conceitos desafiaram a validade dos nossos com probabilidades variadas. Tomemos por física, observou: “o que se chama Princípio
conceitos, o testemunho de nossos sentidos exemplo, um caso que podemos visualizar da Complementaridade concorda plenamen-
na compreensão da realidade da natureza . e que é muito mais simples que o das ondas te com o dualismo cartesiano de matéria e
A física quântica tem dois conceitos do elétron que se espalham em três ou mais espírito.” Assim como as ondas insubstan-
fundamentais: a dualidade onda-partícula e dimensões – uma onda numa corda de violão: ciais de matéria são de algum modo ligadas
o princípio da incerteza uma onda numa corda de violão não está a partículas maciças materiais, também o
localizada num ponto preciso, ela se espalha conteúdo insubstancial da consciência é de
Matéria e energia: por toda a corda. algum modo ligado ao cérebro, que é mate-
dualidade onda-partícula Foi difícil para os outros físicos acei- rial, e assim como não temos ideia de como
tarem esta proposta pois partículas mate- explicar o dualismo matéria-espírito, corpo
Os gregos nos legaram a sua concepção riais e ondas insubstanciais são conceitos e alma, na misteriosa unidade da pessoa
de matéria como: constituída por ínfimas contraditórios: como uma coisa pode ser humana, também não temos ideia de como
partículas maciças indivisíveis que deno- ao mesmo tempo uma coisa material infi- explicar o dualismo partícula-onda, e como
minaram “átomo” (indivisível). Conceito mamente pequena como um ponto e uma é a matéria em si. Esse dualismo expressa a
que perdurou até fins do século XIX quando onda insubstancial que se espalha por toda essência da mecânica quântica
então a física clássica deu um grande passo parte? Experiências provaram, entretanto, A nossa incapacidade de entender o du-
na compreensão da estrutura da matéria; foi que a proposta de De Broglie estava corre- alismo onda/partícula mostraria nossa inca-
verificado que os átomos não eram maciços ta: o elétron tinha uma estrutura dual, tinha pacidade de entender o dogma da Trindade,
nem indivisíveis, mas extremamente vazios propriedades de partícula e de ondas. de Três Pessoas num só Deus?
e constituídos de partículas infimamente O dualismo onda/partícula encontrado no (Continua no próximo número)
pequenas O átomo seria semelhante ao elétron foi mais tarde encontrado nas outras
sistema solar, conteria um núcleo (formado partículas elementares e como tudo que exis-
* Palestra efetuada para a Comunidade de Medita-
por partículas positivas – prótons – e partí- te é formado por estas partículas elementares, ção Cristã do Rio de Janeiro em 25/6/2012.
culas neutras – nêutrons) em torno do qual segundo a física quântica, em tudo que existe **Bacharel em Química pela Universidade do
girariam, em órbitas, as partículas negativas há uma dualidade onda/partícula. Nós não Brasil/UFRJ.
Pág. 8 – Dezembro / 2012 Meditação Cristã – Boletim do Rio de Janeiro, nº 63

ESCUTA ECUmênica E INTERRELIGIOSA “A Igreja nada rejeita do que há de verdadeiro


e santo em outras religiões”

MEDITAÇÃO* Declaração Nostra Aetate, Concílio Vaticano II

Anselm Grün**

E
m quase todas as religiões der, uma dimensão do ser, acima de o momento
existe o caminho da medita- todos os sentimentos. Não devo, pois, terá opor-
ção, voltado a abrir-nos ao forçar-me a sentimentos; na verdade, tunidades
mistério de Deus, que está em nós e quero conduzir-me pela palavra que de sentir o
nos envolve. Esse caminho existe em ressoa o Espírito de Jesus, ao meu que signifi-
todas as religiões, com uma estrutura espaço interno silencioso e sem pala- ca estar no
semelhante. Ele guia pela respiração, vras. No entanto, esse espaço sem pa- pleno aqui e
na qual me concentro e associo a uma lavras não é simplesmente vazio, mas agora, sem
palavra. Fala-se das preces mântricas, cheio daquela qualidade do amor, do um consi-
que no Budismo, no Hinduísmo, no amor divino, que não é, basicamente, go mesmo,
Cristianismo e no Islã são praticadas de um sentimento, e sim um poder, que com todos,
forma parecida, embora cada religião me transforma e gera uma atmosfera isto é, experimentar essa unidade por
tenha seu modo de efetuá-las e inter- de calor e misericórdia. um instante.
pretá-las. Posso definir sucintamente Lá, onde Deus me governa, sinto Outro meio para vivenciar o
a forma típica de meditação cristã: a em mim uma nova natureza. Portan- mistério de Deus e o eu interior na
Prece de Jesus ou Prece do Coração. to, a mística nunca é só experiência meditação é o caminho através da
A Prece de Jesus é apreciada desde de Deus, sempre é também uma pergunta: “Quem sou eu?” À medida
o século IV. É também meu caminho em que vou repetindo essa pergunta,
nova forma de experiência de mim
pessoal de meditação. Ao inalar, todas as respostas superficiais vão
mesmo. No lugar do meu ser, onde
pronuncio em silêncio: “Senhor Jesus para a retaguarda. De repente, não sei
Cristo” e ao expirar: “Filho de Deus, está o Reino de Deus, sou livre do mais quem sou. Tenho a sensação de
compadece-te de mim”. Neste ato, poder das pessoas, de suas cobran- que não posso mais descrever aquele
imagino que Jesus me guia ao espaço ça, expectativas, julgamentos, de eu verdadeiro. Isso deságua em Deus.
interno do silêncio, ao lugar onde o sua rejeição ou aceitação. Lá sou Não só a pergunta “Quem é Deus?”,
próprio Deus reside em mim. É este o livre também do meu próprio su- mas também “Quem sou eu?” conduz
lugar que posso definir como “Reino perego com suas auto-expectativas finalmente à experiência mística, que
de Deus”. “O Reino de Deus está no e autocensuras, livre de emoções é também a busca do eu verdadeiro.
meio de vós”, disse Jesus (Lc 17, como o medo, a raiva, o ciúme ou
21). Martinho Lutero traduziu isso a preocupação. Onde Cristo, o sal- *Destaques do capítulo “Caminhos concretos para
lindamente, nos termos: “O Reino
vador, o sagrado, reside em mim, a experiência mística”, do livro Mística – descobrir
de Deus está dentro de vós”. Ele ti- o espaço interior, de Anselm Grün, traduzido do
sou são e salvo. Lá, meu âmago alemão por Luiz de Luca e publicado pela editora
nha a ideia de um lar interior. Entre
as paredes está o Reino de Deus no interior é são e eu sou autos, no Vozes em 2012.

interior da alma. sentido que a Filosofia estóica deu a **Monge beneditino da Abadia de Münstersel-
Lá, onde Deus me governa, onde esta palavra: original, totalmente eu chwarzach, na Alemanha, autor de vários livros
já traduzidos para o Português, desde O Céu
Cristo reside em mim, é um espaço mesmo, autêntico. Lá, o meu âmago começa em você, sendo hoje um dos ícones da
de amor e misericórdia. O amor não interno reluz sobre mim o esplendor espiritualidade.

é, neste caso, um sentimento que devo de Deus. Onde Deus, o mistério,


produzir. Quando falei certa vez com em mim reside, eu estou em casa.
uma monja budista e mestra do zen a A pátria só nasce onde Deus mora.
respeito da experiência do espaço in- Prece de John Main
No espaço interior de minha alma para iniciar a Meditação
terno, ela ponderou que o amor pode-
vou ao encontro de mim mesmo e,
ria ser muito exaustivo. Ela entendia
ao mesmo tempo, de Deus. “Divino Pai, ajudai-me a discernir
o amor como um sentimento e consi- a silenciosa presença de Vosso Filho
Quem encontrar dificuldade na
derava, portanto, que deveríamos nos em meu coração. Conduzi-me àquele
Prece de Jesus pode recorrer também
aprofundar cada vez mais no espaço misterioso silêncio, onde vosso amor é
a outro meio de meditação. Pode,
da indiferença, onde tudo é uniforme. revelado a todos que O procuram.”
por exemplo, apenas acompanhar a
Para mim, este é exatamente o lugar Maranatha.
respiração e deixar que ela o condu-
do amor, mas o amor não é um sen- Vinde Senhor Jesus!
za ao espaço interno do silêncio; ou
timento, e sim uma qualidade do ser.
só procurar estar no presente. Quem
O espaço está pleno do Espírito de
está livre de avaliações e apenas vive
Jesus, o amor é amor divino, um po-

Você também pode gostar