Você está na página 1de 42

Introdução à cartas

Jeppesen

Alirio A.P.F. alirioapf@hotmail.com


Roteiro

Histórico
Carta de aeroporto
Carta de pátio e estacionamento
Carta de coordenadas de posição
SID/SID RNAV
Enroute Chart
STAR
Approach Chart
Briefing Strip
Outros símbolos
Carta de vetoração radar
Novas cartas SID/STAR
`Histórico

A compania foi fundada em 1934


por Elrey Borge Jeppesen, um piloto voando
para a Varney Air Lines, que foi o primeiro a
fazer cartas aeronauticas para pilotos
navegarem nos EUA. As informações que ele
coletava e as cartas que ele desenhava
foram inicialmente para uso pessoal, mas
colegas pilotos rapidamente viram os
benefícios de usarem estas cartas e Jeppesen
começou a vender cópias de seu livro de
cartas por $10.
Histórico

Em 1941, Jeppesen mudou a compania de


Salt Lake City, Utah, para Denver, Colorado.

Em 1961, a compania foi adquirida pela


Times-Mirror, dona do Los Angeles Times.

Em 2000, a Jeppesen foi adquirida pela


Boeing Company. A Boeing comprou a
Jeppesen da Tribune Company a qual tinha
adquirido a Times-Mirror e estava vendendo
as empresas que não faziam parte do seu
negócio principal.
Histórico

A Jeppesen, além de cartas para


aviação também produz cartas náuticas,
escala de tripulantes, planejamento de rota,
peso e balanceamento de aeronaves, folha
de navegação, cartas de obstáculos,
informações meteorológicas, divulgação de
NOTAM e outros.
Altitude
Identificadores
Coordenadas
Localização
Número
do
Data
aeroporto
ede
nome
geográficas
ICAO/IATA
derevisão
do aeroporto
índiceda
da
do
carta
carta
aeroporto

Configuração e comprimento
das luzes de aproximação
Notas operacionais do aeroporto
Localização da biruta

Número identificador da pista


Localização dos aparelhos de RVR
Carta de aeroporto
Localização da beacon de
identificação do aeroporto

As comunicações são exibidas da


esquerda para a direita na ordem
normal de uso

Código de chamada

* Indica serviço de meio período


Carta de aeroporto

Informações adicionais de pista

Notas relacionadas

Mínimos de decolagem
Data de efetivação da carta

Carta de pátio e
estacionamento
Carta de coordenadas
de posição de
estacionamento
Identificador do tipo de carta
SID (Standard Instrument Departure)

Altitude do aeroporto

Altitude e nível de transição

MSA (Minimum Safe/Sector Altitude), 25 NM

Auxílio/Fixo/ARP que define o centro da MSA


Curso delimitador do setor
Tipo de procedimento

SID
Nome do (Standard
procedimento
Instrument
Altitude Departure)
mínima de
Identificador
segurança
no DataBase

Qualificador do procedimento

Distância do segmento até o fixo

Distância DME do auxílio até o fixo

Nome da transição colocado no


último segmento da SID

Box de informação

Instruções de subida inicial e


Identificador do tipo
de carta RNAV SID

Equipamento requerido, instruções


e restrições do procedimento

Fixo RNAV não compulsório

Fixo RNAV compulsório

SID RNAV (Standard


Instrument Departure)
Número da carta

Nome da carta

Região e tipo de carta

Data de efetivação, revisão e


notas

Representação geográfica
da cobertura da carta

Notas explicativas
Enroute Chart
Enroute Chart

Principais mudanças feitas


desde a revisão anterior

Procedimentos para RNP


nas aerovias da região

Limites verticais nos espaços


aéreos

Lista de espaço aéreo de uso


especial e limites verticais

Procedimento para uso do


transponder
Enroute Chart

Nota sobre áreas afetadas


pela técnica de número Mach

Orientação sobre ajuste de


altímetro

Tabelas de níveis de
cruzeiro por país

Nota sobre procedimento


específico por país

Tabela de conversão de
altitudes
Caixa com nome, frequência,
identificador e código Morse Enroute Chart
do VOR . D indica DME

Localização de áreas especiais

Frequência do ATIS,
localização e nome do
aeroporto, identificador ICAO,
altitude e comprimento da
maior pista em centenas de
pés
Nome do espaço aéreo
controlado, classe e limites
verticais

Latitude e longitude

Limite e classe da Control Zone


(CTR)

ILS disponível no aeroporto

Variação magnética (19W)

Nome, frequência,
identificador e código Morse do
NDB
Grid MORA – altitude que
garante separação de Enroute Chart
1000ft ou 2000 ft acima do
maior obstáculo na grade

Limite de setor
de comunicação

Limite superior da CTR

Indicador de direção
de altitude ímpar

Fixo compulsório

Fixo RNAV compulsório

Identificador de aerovia de
baixa de dois sentidos

Identificador de aerovia de
alta sobreposta

MEA – a menor altitude entre fixos


rádio que garante separação de
obstáculos entre aqueles fixos e
assegura cobertura de sinal de
navegação aceitável
Designador da aerovia
com indicação de direção
Enroute Chart
Distância do segmento
entre fixos da aerovia

Distância total entre


auxílios de navegação

Indicador de direção
de altitude par

Limite de setor

Frequências de
comunicação no setor

Direção do norte magnético


a partir do auxílio

Fixo de relatório
meteorológico compulsório
Identificador do tipo
de carta RNAV STAR

Nota relacionada a
distância e altitude
Nota informativa

Instrução em caso de
falha de comunicação

STAR (Standard
Instrument Arrival)
Identificador do tipo
de procedimento (ILS)

Serviço RADAR disponível

Auxílio de navegação
primário da aproximação

Curso na aproximação final

Altitude/altura na
aproximação final
Approach
Menor Chart
altitude/altura
do procedimento

Altitude do aeroporto e
cabeceira da pista

Descrição do procedimento
de arremetida

Centro e dimensões da TAA


(Terminal Arrival Area)

Notas aplicáveis ao
procedimento
Indica o mais alto
obstáculo na carta

Approach Chart

Aeroporto de uso
compartilhado IFR

Auxílio rádio primário e curso


usado na aproximação final

Tabela de altitudes de
descida recomendadas

Detalhes de procedimentos
de arremetida
Altitude mínima no
segmento

Approach Chart
Início do procedimento
de arremetida

Altura de cruzamento da
cabeceira

Tabela de conversão
tempo/razão de descida

Luzes e resumo da
arremetida
Indica que teto é requerido como
parte dos mínimos para pouso

Approach Chart
Tipo de aproximação e
mínimos

Teto e visibilidade requerido


conforme as condições

Categorias das aeronaves

Teto e visibilidade requeridos


para circular
Briefing Strip

O desenvolvimento do conceito
“Briefing Strip” teve início em 1993 e incluiu
testes e avaliações por profissionais do
campo de fatores humanos em como os
pilotos revisam e usam os dados da carta,
incorpora também técnicas de CRM e um
padrão lógico de briefing das informações
da carta.

Ao longo dos anos a Jepessen, em um


trabalho conjunto com empresas, pilotos e
organizações, veio refinando o formato das
cartas até chegar ao padrão atual.
Briefing Strip
Briefing Strip
Briefing Strip
Briefing Strip
Briefing Strip
Outros símbolos
Novas cartas SID/STAR

As coordenadas de Navaids
e Wayponts foram retiradas.
Novas cartas SID/STAR

Os títulos por extenso dos


procedimentos foram removidos.
Novas cartas SID/STAR

As notas, informações e
textos foram realocadas.
Novas cartas SID/STAR

As restrições de altitudes são mostradas em azul


As restrições de velocidade são mostradas em magenta
Novas cartas SID/STAR

As restrições de altitude são apresentadas


de acordo com o padrão ICAO.
Novas cartas SID/STAR

O tamanho das cartas poderá aumentar para melhor


apresentação e adequar os procedimentos à escala.
Novas cartas SID/STAR

Símbolos de Cartas de Rotas


serão usados para Navaids.
Novas cartas SID/STAR

Topografia e grandes massas


de água serão mostradas.
Topografia com
códificação das altitudes
dos contornos.
Barra de escala na lateral
esquerda da carta.

Auxílios à navegação conforme


padrão ICAO sem
coordenadas
Aeroportos IFR próximos
identificados em cinza.

Pernas de órbitas baseadas MSA


em distâncias são
apresentadas em escala.

GridMORA apresentados
dentro das grades de
latitiude/longitude.

Restrições de velocidade.
Dúvidas?

Você também pode gostar