Você está na página 1de 6

61. PUC-MG 2012 d.

Um corpo tende a permanecer em repouso ou em


movimento retilíneo e uniforme apenas se o somatório das
Uma força horizontal, constante e de intensidade 20N, atua
forças que atuam sobre ele for nulo.
sobre um corpo de 10 kg de massa, inicialmente em
repouso, que desliza sem atrito sobre uma superfície e. Em um corpo em movimento circular uniforme, não existe
horizontal. A velocidade adquirida pelo objeto após percorrer ação de forças.
4 m é de:

a. 5 m/s 64. PUC-MG 2009

b. 4 m/s Um objeto percorre uma circunferência em movimento


circular uniforme. Pode-se afirmar que a força resultante
c. 2 m/s
sobre esse
d. 1 m/s objeto:

a. é nula, porque não há aceleração.


62. PUC-RJ 2015
b. é dirigida para o centro.
Uma caixa de massa m1 =1,0 kg está apoiada sobre uma
c. é tangente à velocidade do objeto.
caixa de massa m2 =2,0 kg, que se encontra sobre uma
superfície horizontal sem atrito. Existe atrito entre as duas d. tem sentido contrário ao da velocidade.
caixas. Uma força F horizontal constante é aplicada sobre a
caixa de baixo, que entra em movimento com aceleração de
65. FCMS-JF 2011
2,0 m/s2. Observa-se que a caixa de cima não se move em
relação à caixa de baixo. Um bloco é lançado sobre uma superfície horizontal, áspera,
com velocidade inicial de 10 m/s. Ele pára após percorrer 20
m.
O módulo da força F, em newtons, é:
Nestas condições, é correto afirmar que o coeficiente de
a. 6,0 atrito entre o bloco e o plano horizontal vale Dado: g = 10
m/s2
b. 2,0
a. 0,15
c. 4,0
b. 0,25
d. 3,0
c. 0,40
e. 1,5
d. 0,50

63. UFJF 2013


66. UENP 2013
Com relação às Leis de Newton, marque a alternativa
CORRETA. Um automóvel de massa 1200kg se desloca sobre uma
rodovia com velocidade de 108 km/h, quando avista uma
a. A toda ação corresponde uma reação de mesmo módulo,
fiscalização policial e aciona os freios até parar. Sabendo-se
sentido e direção.
que a distância percorrida nesse intervalo de tempo em que
b. Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se os freios foram acionados é de 200m, calcule o módulo da
transforma. aceleração e o módulo do trabalho realizado pelos freios do
veículo.
c. A ação de uma força ou conjunto de forças sobre um
corpo sempre resulta em ausência de movimento. a. 1,00 m/s2 ; 5,9x105 J

b. 2,25 m/s2 ; 5,4x105 J

Página 1
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
c. 2,50 m/s2 ; 2,8x105 J completo suas rodas. Nessa condição, o coeficiente de atrito
das rodas com o solo é 0,8.
d. 2,25 m/s2 ; 3,7x105 J

e. 1,00 m/s2 ; zero


A que distância do ponto inicial de frenagem o carro para por
67. UFMG 1997 completo?

Um paraquedista, alguns minutos após saltar do avião, abre Considere: g = 10 m/s2


seu paraquedas. As forças que atuam sobre o conjunto a. 13 m
paraquedista/equipamentos são, então, o seu peso e a força
de resistência do ar. Essa força é proporcional à velocidade. b. 25 m
Desprezando-se qualquer interferência de ventos, pode-se a c. 50 m
firmar que,
d. 100 m
a. a partir de um certo momento, o paraquedista descerá
e. 225 m
com velocidade constante.

b. antes de chegar ao chão, o paraquedista poderá atingir


70. UNEMAT 2015
velocidade nula.
A dengue ainda é um dos grandes problemas que o Brasil
c. durante toda a queda, a força resultante sobre o conjunto
enfrenta. Essa doença é transmitida por um mosquito que se
será vertical para baixo.
reproduz em águas paradas. Assim como o mosquito da
d. durante toda a queda, o peso do conjunto é menor do que dengue, existem outros insetos que são capazes de pousar
a força de resistência do ar. sobre a água.

Assinale a alternativa que explica o pouso de insetos sobre a


68. UEMG 2010 água.
Sobre o modo de andar de uma pessoa, Gabriela e Mateus a. O princípio de Arquimedes.
fizeram as seguintes afirmações:
b. O princípio do empuxo.
Gabriela: ao andar, uma pessoa empurra o chão para trás,
c. A tensão superficial.
então o chão responde empurrando-a para frente.
d. O efeito de capilaridade.
Mateus: A pessoa só consegue se mover para frente porque
a resposta do chão é maior que a força que ela exerce e. O princípio de repulsão entre cargas elétricas das pernas
empurrando-o para trás. do inseto e a da água.

Fizeram afirmações corretas:


71. MACKENZIE 2014
a. Gabriela e Mateus.
Um mo■vel de massa 100 kg, inicialmente em repouso,
b. Apenas Gabriela.
move-se sob a ac■a■o de uma forc■a resultante,
c. Apenas Mateus. constante, de intensidade 500 N durante 4,00 s. A energia
cine■tica adquirida pelo mo■vel, no instante t = 4,00 s, em
d. Nenhum dos dois.
joule (J), e■

a. 2,00.103
69. PUC-RJ 2015
b. 4,00.103
Um carro, deslocando-se em uma pista horizontal à
velocidade de 72 km/h, freia bruscamente e trava por c. 8,00.103

Página 2
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
d. 2,00.104

e. 4,00.104 74. UEMA 2015

Um estudante analisou uma criança brincando em um


72. UNICENTRO 2007 escorregador o qual tem uma leve inclinação. A velocidade
foi constante em determinado trecho do escorregador em
Se uma força constante de 10 N atua, durante 20 s, sobre
razão de o(a)
uma partícula de massa 5 kg, inicialmente em repouso, a
velocidade média desenvolvida pela partícula, nesse a. aceleração ter sido maior que zero.
intervalo de tempo, é de
b. atrito estático ter sido igual a zero.
a. 20 m/s
c. atrito estático ter sido menor que o atrito cinético.
b. 36 m/s
d. atrito estático ter sido igual ao atrito cinético.
c. 54 m/s
e. aceleração ter sido igual a zero.
d. 72 m/s

e. 90 m/s 75. UNEMAT 2009

Um pêndulo de massa 0,3 Kg e comprimento de 3 m tem


73. CEFET-RJ 2010 velocidade no ponto mais baixo de seu deslocamento igual a
6 m/s. Logo, a tração no fio nesse ponto mais baixo será:
Isaac Newton, no século XVII, enunciou os Princípios do
(Use g= 10 m/s2)
movimento dos corpos celestes e terrestres, que constituem
os pilares da Mecânica Clássica, conhecidos como as Leis a. 6,6 N
de Newton, relativas ao movimento.
b. 7,6 N

c. 10,8 N
Estudando o movimento da Lua ele concluiu que a força que d. 8,4 N
a mantém em órbita é do mesmo tipo da força que a Terra
exerce sobre um corpo colocado nas suas proximidades. e. 5,8 N

76. PUC-MG 2012


Podemos concluir que: A Terra atrai a Lua
Assinale o corpo que está em equilíbrio.
a. e a Lua atrai a Terra com forças que têm a mesma
a. Um satélite em órbita circular ao redor da Terra.
intensidade, a mesma direção que passa pelo centro dos
dois corpos e sentidos contrários, e por isso se anulam, de b. Um skate descendo uma rampa com atrito desprezível.
acordo com a Terceira Lei de Newton.
c. Uma esfera de aço em queda livre.
b. e a Lua atrai a Terra com forças que têm a mesma
d. Um bloco deslizando com velocidade constante sobre o
intensidade, a mesma direção que passa pelo centro dos
tampo de uma
dois corpos e sentidos contrários, de acordo com a Terceira
mesa.
Lei de Newton.

c. com força de intensidade seis vezes maior do que a


77. UFLA 2014
intensidade da força com que a Lua atrai a Terra, de
acordo com a Segunda Lei de Newton. Considere os eventos I, II, III:

d. e a Lua atrai a Terra por inércia, de acordo com a Primeira


Lei de Newton. I – Bola, presa a um fio, descrevendo um círculo no plano

Página 3
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
horizontal. a. 10 m
II – Carro fazendo uma curva circular.
b. 50 m
III – Satélite em órbita circular em torno do centro da Terra.
c. 70 m

A força centrípeta de cada evento acima é, respectivamente: d. 90 m

e. 150 m
a. I – Tensão; II – Normal; III – Peso;

b. I – Normal; II – Atrito cinético; III – Peso;


80. PUC-RJ 2002
c. I – Tensão; II – Atrito estático; III – Força gravitacional;
Trens viajam na maior parte do tempo com velocidade
d. I – Normal; II – Atrito cinético; III – Força gravitacional constante. Em algumas situações, entretanto, eles têm
aceleração.
78. UFJF 2016 I - O trem acelera para frente quando parte de uma estação.
II - O trem desacelera (aceleração para trás) quando está
Em relação às forças de atrito entre um bloco e uma
chegando a uma estação.
superfície sobre a qual o mesmo repousa, assinale a
III - O trem acelera para a esquerda quando faz uma curva
afirmação CORRETA:
para a esquerda e acelera para a direita quando faz uma
a. a força de atrito é diretamente proporcional à área da curva para a direita, ainda que o módulo de sua velocidade
superfície de contato; seja constante.
IV - O trem acelera para a direita quando faz uma curva para
b. o coeficiente de atrito estático não depende da natureza
a esquerda e acelera para a esquerda quando faz uma curva
da superfície;
para a direita, ainda que o módulo de sua velocidade seja
c. a força de atrito máxima é diretamente proporcional ao constante.
módulo da força normal;

d. a força de atrito máxima é inversamente proporcional ao


Apenas são corretas as afirmações
módulo da força normal;

e. uma vez que o bloco começa a deslizar, a força de atrito a. I , II e III.


aumenta proporcionalmente à velocidade do bloco. b. I e II e IV.

c. I e III.
79. UPE 2012
d. I e IV.
Um ciclista se inscreveu para uma competição regional cujo
e. II e III.
trajeto vai de Recife até Caruaru. Considere que o trajeto
seja retilíneo, de 100 km. O coeficiente de atrito entre a
bicicleta e o chão é de 0,5. O sistema 81. UEL 2009
ciclista+bicicleta+acessórios pode ser visto como um ponto
Considere um satélite artificial que tenha o período de
material que possui peso igual a 100 N.
revolução igual ao período de rotação da Terra (satélite
geossíncrono).

Se as engrenagens dessa bicicleta se partissem, É correto afirmar que um objeto de massa m dentro de um
provocando o travamento das rodas, qual a distância em que satélite desse tipo
o ciclista pararia, considerando que sua velocidade
a. fica sem peso, pois flutua dentro do satélite se ficar solto.
imediatamente antes do incidente fosse de 30 m/s?
(Considere a aceleração da gravidade igual a 10 m/s²) b. apresenta uma aceleração centrípeta que tem o mesmo
módulo da aceleração gravitacional do satélite.

Página 4
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
c. não sente nenhuma aceleração da gravidade, pois flutua Dados: g = 10 m/s²
dentro do satélite se ficar solto.
a. 0,02.
d. fica sem peso porque dentro do satélite não há atmosfera.
b. 0,13.
e. não apresenta força agindo sobre ele, uma vez que o
c. 0,25.
satélite está estacionário em relação à Terra.
d. 0,63.

82. UERJ 2013 e. 0,73.

Um bloco de madeira encontra-se em equilíbrio sobre um


plano inclinado de 45o em relação ao solo. A intensidade da 85. MACKENZIE 2011
força que o bloco exerce perpendicularmente ao plano
Um estudante de Física observa que, sob a ação de uma
inclinado é igual a 2,0 N.
força vertical de intensidade constante, um corpo de 2,0 kg
sobe 1,5 m, a partir do repouso. O trabalho realizado por
essa força, nesse deslocamento, é de 36 J. Considerando a
Entre o bloco e o plano inclinado, a intensidade da força de aceleração da gravidade no local igual a 10 m/s2, a
atrito, em newtons, é igual a: aceleração, adquirida pelo corpo, tem módulo
a. 0,7 a. 1 m/s2
b. 1,0 b. 2 m/s2
c. 1,4 c. 3 m/s2
d. 2,0 d. 4 m/s2

e. 5 m/s2
83. CEFET-MG 2008

Um veículo Vectra de massa 1.800 kg gasta, em uma pista 86. UFU 2014
de teste, 10,0 s para ser acelerado do repouso a 90 km/h,
segundo informações do fabricante. Se, durante essa Um teste é feito para avaliar os freios de um novo modelo de
arrancada, a aceleração do carro se manteve constante, o carro, de 1200 Kg de massa. Para isso, foi analisada a
valor da força resultante sobre ele vale, em newtons, distância que o veículo percorre até parar totalmente, a partir
do momento em que seus pneus são travados, com
a. zero uma velocidade de 108 Km/h. O teste é feito em uma pista
b. 1800 totalmente plana, cujo coeficiente de atrito cinético entre o
pavimento e os pneus é de 0,7. Em tal
c. 3600
situação, considerou-se que é desprezível o atrito oferecido
d. 4500 pelos rolamentos, assim como efeitos resistivos do ar, e que
g = 10m/s2.
e. 5400

84. CEFET-MG 2009 A partir da situação descrita, a distância que o novo modelo
de carro percorre até parar totalmente é, aproximadamente,
Um bloco de massa igual a 2,0 kg é empurrado por uma
de
pessoa sobre uma superfície horizontal. Ao adquirir a
velocidade de 10 m/s, ele é solto e pára a uma distância de a. 833 m
20 m. O coeficiente de atrito entre esse bloco e a superfície
b. 8 m
é, aproximadamente,
c. 64 m

Página 5
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
d. 154 m b. µe = 0,2 e d =20m

c. µe = 1,0 e d =15m
87. PUC-MG d. µe = 0,2 e d =1m
Uma força constante atuando sobre um certo corpo de e. µe = 0,0 e d =1m
massa m produziu uma aceleração de 4,0 m/s². Se a mesma
força atuar sobre outro corpo de massa igual a m/2, a nova
aceleração será, em m/s², 90. EPCAR 2015

a. 16 Uma determinada caixa é transportada em um caminhão que


percorre, com velocidade escalar constante, uma estrada
b. 8,0 plana e horizontal. Em um determinado instante, o caminhão
c. 4,0 entra em uma curva circular de raio igual a 51,2
m, mantendo a mesma velocidade escalar. Sabendo-se que
d. 2,0
os coeficientes de atrito cinético e estático entre a caixa e o
e. 1,0 assoalho horizontal são, respectivamente, 0,4 e 0,5 e
considerando que as dimensões do caminhão, em relação
ao raio da curva, são desprezíveis e que a caixa esteja
88. PUC-PR 2016
apoiada apenas no assoalho da carroceria, pode-se afirmar
A mina naval, ou mina submarina, é um artefato explosivo, que a máxima velocidade, em m/s, que o caminhão poderá
em geral, estacionário, que é ativado ao toque de uma desenvolver, sem que a caixa escorregue é
pessoa, veículo ou embarcação. Geralmente, em forma
a. 14,3
esférica ou ovalada, as minas contêm ar suficiente em seu
interior para flutuar. Um cabo ancorado no leito do mar b. 16,0
mantém a mina submersa até a profundidade desejada.
c. 18,0
Considere uma mina submarina esférica de volume 4,0 m3 e
massa 300 kg. A mina fica ancorada verticalmente por meio d. 21,5
de um cabo de massa desprezível. Determine a intensidade e. 24,5
da força de tração aplicada pelo cabo à mina. Considere g =
10 m/s2 e a densidade absoluta da água como 1000 kg/m3.
GABARITO: 61) b, 62) a, 63) d, 64) b, 65) b, 66) b, 67) a,
a. 32 kN. 68) b, 69) b, 70) c, 71) d, 72) a, 73) b, 74) e, 75) a, 76) d, 77)
b. 35 kN. c, 78) c, 79) d, 80) a, 81) b, 82) d, 83) d, 84) c, 85) b, 86) c,
87) b, 88) c, 89) d, 90) b,
c. 37 kN.

d. 40 kN.

e. 43 kN.

89. UFJF 2012

Uma bola de bilhar com 250g de massa recebe uma tacada


que lhe imprime uma velocidade de 7,2km/h. Supondo-se
que a bola permanece em contato permanente com a mesa
e sabendo-se que o módulo da força de atrito sobre ela é de
0,5N, calcule quanto vale o coeficiente de atrito estático µe e
qual a distância d percorrida pela bola até parar.

a. µe = 2,0 e d =10m

Página 6
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados