Você está na página 1de 2

MUNDO GREGO I - RESUMO

Prof. Rodolfo
1. MODOS DE PRODUÇÃO ESCRAVISTA: 5. PERÍODO ARCAÍCO (SÉC. VIII-VI a.C.):
CARACTERÍSTICAS GERAIS: CONSOLIDAÇÃO DA POLIS (CIDADES-ESTADO):
a) ORIGEM DA PROPRIEDADE PRIVADA DA TERRA. • PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DA POLIS:
- FIM DO COLETIVISMO PRIMITIVO. - AUTONOMIA: POLÍTICA, ECONÔMICA E MILITAR.
- DIVERSIFICAÇÃO ECONÔMICA: AGRICULTURA, COMÉRCIO E • CAUSA: ISOLAMENTO GEOGRÁFICO (RELEVO MONTANHOSO).
ARTESANATO. - MESMA BASE CULTURAL.
b) DESTAQUE PARA O PAPEL POLÍTICO DOS CENTROS URBANOS. • CAUSA: ORIGEM COMUM (CRETO-MICÊNICOS).
c) ESCRAVIDÃO: PRISIONEIROS DE GUERRA E DÍVIDAS. - ESPAÇOS PÚBLICOS: ÁGORA (PRAÇA = COMÉRCIO E POLÍTICA) /
SOCIEDADE CENSITÁRIA ACRÓPOLE.
- ESPAÇOS PRIVADOS: PROPRIEDADES.
• PRINCIPAIS EXEMPLOS: ATENAS E ESPARTA.

6. ATENAS:
LOCAL: PENÍNSULA DA ÁTICA (NORTE).
POVO FUNDADOR: JÔNIOS.
EVOLUÇÃO POPULACIONAL DE ATENAS (SINECISMO)

2. CARACTERÍSTICAS GERAIS: 6.1 EVOLUÇÃO POLÍTICA DE ATENAS:


LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA: PENÍNSULA BALCÂNICA.
- RELEVO: INTERIOR MONTANHOSO / LITORAL RECORTADO.

3. PERÍODO PRÉ-HOMÉRICO (SEÇ. XX-XII a.C.):


A PARTIR DO CRESCIMENTO DOS GENOS E DO SINECISMO,
OCUPAÇÃO DA PENÍNSULA BALCÂNICA: MIGRAÇÃO INDO-EUROPEIA.
COM O AUMENTO DE LIDERANÇAS PATRIARCAIS,
- AQUEUS (2000 a.C.) / EÓLIOS (1700 a.C.) / JÔNIOS (1500 a.C.).
A ESTRUTURA DE PODER SE TORNA MAIS COMPLEXA.
- FORMAÇÃO DA CIVILIZAÇÃO CRETO-MICÊNICA.
- FORMAÇÃO DA LÍNGUA GREGA E MITOLOGIA. MONARQUIA: SÉC. X a.C. = BASILEU (REI EUPÁTRIDA).
- PRINCIPAIS CIDADES: MICENAS, CNOSSOS E TROIA. OLIGARQUIA: SÉC. VIII a.C..
- POLÍTICA TALASSOCRÁTICA. - ARCONTES: 9 LÍDERES EUPÁTRIDAS.
ENTRE 1400-1200 a.C.: INVASÃO DOS DÓRIOS (INDO-EUROPEUS). - AREÓPAGO: CONSELHO DE EUPÁTRIDAS.
- DESTRUIÇÃO DA CIVILIZAÇÃO CRETO-MICÊNICA. - EXPANSÃO DO COMÉRCIO / EMPOBRECIMENTO DOS GERGHOI E
- CONSEQUÊNCIA: 1ª DIÁSPORA. THETAS.
• DISPERSÃO DOS CRETO-MICÊNICOS PELO INTERIOR DA PENÍNSULA - FORMAÇÃO DE TRÊS PARTIDOS POLÍTICOS:
BALCÂNICA. • PLANÍCIE (EUPÁTRIDA): CONSERVADOR.
• LITORAL (DEMIURGO): MODERADO.
4. PERÍODO HOMÉRICO (SÉC. XII-VIII a.C.): • MONTANHA (GEROGHOI/THETAS): RADICAL.
FORMAÇÃO DOS GENOS (COMUNIDADES GENTÍLICAS): - SÉC. VII a.C.: INÍCIO DE UMA REFORMA LEGISLATIVA.
- PROPRIEDADE COLETIVA DA TERRA.
- ECONOMIA: AGRICULTURA (SUBSISTÊNCIA). 6.2 REFORMAS LEGISLATIVAS EM ATENAS:
- ORGANIZAÇÃO FAMILIAR: PATRIARCALISMO. PRINCIPAIS LEGISLADORES:
- LÍDER = PATER. • DRÁCON: 621 a.C.: LEIS DRACONIANAS: PRIMEIRO CÓDIGO DE LEIS DE
- DESCENDENTES = EUPÁTRIDAS. ATENAS.
SÉC. IX a.C.: CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO DOS GENOS. - LEIS CONSERVADORAS / CARÁTER AUTORITÁRIO.
- ESCASSEZ DE TERRAS = DISPUTAS PELA POSSE DA TERRA = FIM DA • SÓLON: 594 a.C.:
ECONOMIA COLETIVA. - ESCRAVIDÃO: FIM DA ESCRAVIDÃO HIPOTECÁRIA (DÍVIDAS).
- FORMAÇÃO DA PROPRIEDADE PRIVADA DA TERRA. - ESTRUTURA POLÍTICA:
- NOVAS CAMADAS SOCIAIS: • BULÉ: CONSELHO DOS 400.
• EUPÁTRIDAS (LATIFUNDIÁRIOS). • ECLÉSIA: ASSEMBLEIA POPULAR.
• GEORGHOI (PEQUENOS PROPRIETÁRIOS). • CRITÉRIO DE ACESSO: RENDA.
• THETAS: SEM TERRAS. MESMO MANTENDO O CRITÉRIO CENSITÁRIO, AS REFORMAS DE SÓLON
- SOLUÇÃO PARA A FALTA DE TERRAS: EXPANSÃO = 2ª DIÁSPORA. DESENCADEARAM TENSÕES SOCIAIS QUE CULMINARAM EM UM
• COLONIZAÇÃO GREGA NA MAGNA GRÉCIA = DIMINUIÇÃO DOS PERÍODO CONHECIDO COMO TIRANIA.
CONFLITOS POR TERRA.
- POLÍTICA: ESTADO ARISTOCRÁTICO. 6.3 REFORMAS DE CLÍSTENES:
CLÍSTENES: 508 a.C.: ÚLTIMO TIRANO.
- DIVISÃO DA ÁTICA: CIDADE/LITORAL/INTERIOR.
- FORMAÇÃO DOS DEMOS: 10 UNIDADES DISTRIBUÍDAS PELA CIDADES.
• CRITÉRIO DE ACESSO: NATURALIDADE (NASCIDO EM ATENAS).
- ESTRUTURA POLÍTICA:
• BULÉ: CONSELHO DOS 500 (50 MEMBROS DE CADA DEMO).
• ECLÉSIA: 6000 CIDADÃOS (10% DA POPULAÇÃO).
• LEI DEMOCRÁTICA: ”TODO CIDADÃO É IGUAL PERANTE A LEI”.
- CIDADÃOS: HOMENS, LIVRES, NASCIDOS EM ATENAS DE PAIS
ATENIENSES.
- NÃO CIDADÃOS: MULHERES, METECOS, ESCRAVOS, CRIANÇA

http://historiaonline.com.br 1
6.4 CARACTERÍSTICAS DA DEMOCRACIA
CARACTERÍSITCAS EXCLUSIVAS:
• ESTRATEGOS: CARGO MILITAR (MANDATO ANUAL).
• OSTRACISMO: PENA POR VIOLAÇÃO GRAVE DAS LEIS DA CIDADE.
§ EXPULSÃO DA CIDADE POR 10 ANOS / PERDA DEFINITIVA DA
CIDADANIA.
CULTURA DEMOCRÁTICA:
• DEBATES / RETÓRICA
• TEMPO LIVRE (VALORIZAÇÃO DO ÓCIO / DEPENDIA DA ESCRAVIDÃO).
• TEATRO / FILOSOFIA / SOFÍSTICA.
• PARTICIPAÇÃO DIRETA DO CIDADÃO: NÃO ERA REPRESENTATIVA.

7. ESPARTA:
LOCAL: PENÍNSULA DO PELOPONESO (SUL).
POVO FUNDADOR: DÓRIOS.
ECONOMIA: PREDOMINÂNCIA DA AGRICULTURA.
TERRA:
• ADMINISTRAÇÃO ESTATAL: CENTRAIS / MELHORES TERRAS.
• PRIVADAS: PERIFÉRICAS / PIORES TERRAS.
SOCIEDADE ESPARTANA

ESPARCIATAS: DESCENDENTES DE DÓRIOS.


- MILITARES / HOPLITAS (SOLDADOS-CIDADÃOS).
PERIECOS: PERIFERIA / ARTESÃOS / PEQ. PROPRIETÁRIOS.
HILOTAS: SERVOS DA CIDADE / BASE DA MÃO DE OBRA.

7.1. POLÍTICA ESPARTANA:


POLÍTICA: DIARQUIA / OLIGARQUIA MILITAR.
- REIS: UM MILITAR E UM RELIGIOSO (PODER DE DIREITO)
- EFORATO: 5 ÉFORAS (LÍDERES).
- GERÚSIA: 28 GERONTES (IDOSOS/LEGISLADORES).
§ LEIS BASEADAS EM LICURGO.
- ÁPELA: ASSEMBLEIA CONSULTIVA.
O PODER DE FATO ESTAVA NAS MÃOS DO ÉFORAS E DA GERÚSIA.

7.2. CULTURA ESPARTANA:


MILITARISMO.
EDUCAÇÃO: ÁGOGUE (07 AOS 30 ANOS).
HOPLITA: AQUELE QUE COMPLETA O ÁGOGUE.
MULHERES: FUNÇÕES ECONÔMICAS, MILITARES E ADMINISTRATIVAS.
• ASSUMIAM TAIS FUNÇÕES EM ÉPOCAS DE GUERRA (AUSÊNCIAS DOS
HOMENS).
• PROTEGIDAS PELA LEI DE LICURGO = FUNÇÃO: GERAR GUERREIROS
SAUDÁVEIS.
• POSIÇÃO DE DESTAQUE QUANDO COMPARADO A ATENAS.
LACONISMO: DESPREZO À RETÓRICA E AO DEBATE.
EUGENIA: BUSCA DA PUREZA RACIAL.

http://historiaonline.com.br 2

Você também pode gostar