Você está na página 1de 15

BREVE RESUMO SOBRE A

MEDICINA AYURVEDICA
Você é aquilo que você come. Embora essa frase seja muito conhecida, quantas
vezes a levamos realmente a sério? Ao considerá-la, tomamos ciência de que
tudo o que consumimos tem impacto direto no nosso corpo, o que abrange não
apenas o físico, como também o emocional. E essa é a filosofia da medicina
ayurvédica, um sistema alternativo milenar nascido na Índia e que une bem-estar
e saúde.

A “ciência da vida”, como é a tradução da palavra Ayurveda (sânscrito), afirma


que tudo no universo é formado pelos cinco elementos básicos da natureza:
espaço ou éter, ar, fogo, água e terra. E o nosso corpo também é influenciado
por eles que, em duplas, formam os doshas.

O que são os doshas?

Você se sente especialmente incomodado no verão? Sua digestão é lenta?


Possui um sono pesado que nada abala? Possui uma maior tendência a ter
dores nas articulações? Sente uma fome fora do comum? Você pode se
identificar com todas essas questões, com algumas ou se sentir completamente
ao contrário delas. E para a Ayurveda isso não é por acaso. Cada característica
física ou de personalidade de uma pessoa é devido ao seu dosha.

Todo mundo carrega em si os três doshas existentes, em diferentes proporções:


Vata, regido por ar e éter, Pitta, por fogo e água, e Kapha, por terra e água.
Quando nascemos, essa proporção dos elementos está em equilíbrio (prakrti),
mas ao longo dos anos há um desequilíbrio natural causado pelo estilo de vida
de cada um, o que para os estudiosos dessa sabedoria colabora para o
surgimento das doenças.

O principal objetivo da medicina ayurvédica é recuperar esse equilíbrio entre o


corpo e a mente. Para isso, ela recorre à culinária, à meditação e às massagens.

Alimentação e a Ayuverda

Para a filosofia indiana, a forma com que o seu organismo reage àquilo que você
consome também tem tudo a ver com o seu dosha. Por isso, eles acreditam que
alguns alimentos podem fazer bem para determinada pessoa e para outras, o
contrário. Afinal, a Ayurveda parte do princípio de que cada indivíduo é único,
assim como as suas reações.

A alimentação ayurvédica considera todas as características biopsicossociais


individuais para estabelecer uma dieta saudável e equilibrada. Com isso, é
possível cuidar da manutenção da saúde do corpo, evitar desequilíbrios e
prevenir doenças. Para criar esse planejamento, o médico ayurvédico analisa o
perfil e o temperamento de cada indivíduo.

Essa é uma dieta que incentiva o consumo de todos os grupos alimentares,


buscando o equilíbrio não apenas nutricionalmente, como também de sabores.
Assim, evita compulsões por determinado item. Outra característica é que cada
cardápio leva em conta estações, horário, dia e climas durante o ano.

Baseado nos princípios da dieta ayurvédica, confira a ação de cada sabor no


nosso corpo:

Salgado: Qualquer alimento com essa característica limpa os poros (o que faz
bem à pele) e acelera a digestão. Quando consumido em excesso, causa rugas,
calvície, cabelos brancos, doenças da pele e herpes.

Amargo: Alimentos como alface, açafrão e outras folhas verdes são facilmente
digeríveis, benéficos para a inteligência, para a composição do leite materno e
para a garganta. No entanto, em excesso, podem causar perda dos tecidos.

Doce: Alimentos como o mel, açúcar, leite, massas e arroz atuam no


fortalecimento de tecidos, cicatrização, cor da pele, cabelos e sentidos. Ajuda
ainda na produção do leite materno e na saúde dos ossos. Devem ser consumido
com moderação, pois podem causar obesidade, diabetes e doenças
cardiovasculares.

Picante: Pimentas, gengibre e temperos característicos da Índia auxiliam em


doenças da pele e na diminuição da retenção de líquidos, além de aumentar a
fome. O excesso pode provocar desmaios, tremores e dores musculares.

Foto: Istock/Getty Images

Adstringente: Lentilhas, feijão e romã limpam o sangue, atuam na cicatrização


de feridas, retardam a digestão e absorvem muita água. Em excesso, causam
má digestão e flatulência
Ácido ou azedo: Itens como limão, vinagre e laranja estimulam a digestão,
protegem o coração e aumentam o apetite. Porém, o consumo excessivo pode
resultar em flacidez, fraqueza, tontura, coceira, palidez, herpes, inchaço e sede.

Ao adotar uma dieta especial para o seu dosha, a medicina ayurvédica garante
que, em poucas semanas, já é possível sentir melhorias no humor, em alergias,
no sono, na digestão e concentração. A disposição também aumenta e, até
mesmo, os cabelos e pele sentem a mudança.

A massagem ayurvédica

Como se sabe, a medicina ayurvédica reúne um conjunto de tratamentos. E nela


também está incluída uma série de massagens realizadas em ambiente calmo e
aconchegante, que propicie o relaxamento e renovação das energias.

As massagens são compostas por movimentos feitos com as mãos, cotovelos e


pés, que estimulam os chakras, que são os pontos de energia localizados no
sentido da coluna vertebral. Elas propiciam uma desintoxicação do corpo, além
de ter um efeito relaxante e estimulante. Além disso, fortalecem o sistema
imunológico. As sessões atuam de forma ampla, nos campos mental, energético
e emocional.

Ayuverda e a meditação

A meditação é parte essencial da medicina ayurvédica. Isso porque, por meio


dela, é possível entrar em contato consigo mesmo e ampliar o
autoconhecimento. O resultado disso é uma maior consciência sobre todas as
ações no seu dia a dia.

São quatro procedimentos básicos exigidos de quem pratica yoga: o domínio do


corpo, dos sentidos, da mente e uma vigilância sobre as próprias ações. Mas
como conseguir tudo isso? Com a proliferação da técnica, também surgiram
diversas linhas, sendo cada uma marcada por um estilo, recomendações e
características próprias. E não existe uma melhor do que a outra. O segredo é
pesquisar sobre elas, identificar suas particularidades e, a partir daí, definir qual
variação combina mais com o seu perfil e objetivos que busca por meio da
meditação.

A Ayurveda é uma terapia indiana milenar que utiliza técnicas de massagem,


nutrição, aromaterapia, fitoterapia, dentre outras técnicas, como método de
diagnóstico, prevenção e também cura, baseada nos estudos do corpo, alma e
mente.
Na medicina Ayurveda, ou Ayurvédica, acredita-se que há energias existentes
no corpo, mente e meio que se vive, e, quando há um desequilíbrio energético,
causados por problemas emocionais, trauma físico ou má alimentação, por
exemplo, são acumuladas toxinas que dão origem às doenças.

Para quem está indicada


A medicina Ayurverda é uma boa forma de complementar o tratamento de muitas
condições de saúde, pois seus principais efeitos ao corpo são nutrição e
hidratação da pele, aumento da resistência do sistema imunitário, aumento da
força e relaxamento muscular, melhora da circulação sanguínea e linfática, de
forma que são corrigidos os desequilíbrios energéticos, o que alivia e
previne doenças como pressão alta, diabetes, dor crônica, alergia, ansiedade e
depressão, por exemplo.
Como é feita
A medicina Ayurveda faz parte do grupo de terapias bioenergéticas, que utiliza
técnicas como respiração, técnicas corporais, auto-conhecimento, alimentação
e cura através das plantas e objetos da natureza, como pedras, para renovar a
energia vital da pessoa.
Nesta terapia, acredita-se que o corpo humano é constituído por 3 princípios, ou
Doshas, que sao o Vata, Pitta e Kapha, que são combinações dos elementos Ar,
Éter, Fogo, Água e Terra. Como forma de harmonizar os Doshas, as principais
terapias são:
 Massagens: são feitas massagens e manobras corporais, com uso de óleos
essenciais e pedras vulcânicas, escolhidos de acordo com a necessidade
de cada pessoa, como forma de promover bem estar, relaxamento,
flexibilidade e circulação sanguínea;
 Alimentação: é baseada em uma dieta que tem o intuito de harmonizar o
corpo, com alimentos frescos e de fácil digestão, sendo orientado comer sem
pressa, com concentração e alimentos apropriados para cada pessoa.
 Fitoterapia: os princípios ativos das plantas medicinais são utilizadas como
tratamento de doenças e alterações, de acordo com a necessidade de cada
pessoa, à base de raízes, sementes e plantas como cravo, canela, capim-
limão, coentro, gengibre e açafrão, por exemplo.

A prática, inclui ainda, a realização de atividade física, meditação, yôga e uso


terapêutico de pedras e minerais, considerando que o tratamento envolve
sempre o lado físico e o emocional.
No Brasil, a Ayurveda é orientada pelos terapeutas ayurvédicos especializados
nessas técnicas indianas.

alimentação ayurvédica harmoniza corpo e mente

A alimentação ayurvédica surgiu há tempos na Índia. Praticada pelos antigos


sábios e religiosos, tem como base os conceitos de cura e prevenção da saúde.
Entre os princípios da dieta, o indivíduo precisa estar em harmonia com o corpo
e a mente para conquistar a plena saúde física, vitalidade e harmonia emocional.

o que é ayurveda?

O próprio significado da palavra (“ayu” significa vida e “veda” conhecimento) já


diz muito. Além disso, era descrita como a ciência da vida e aplicada para
garantir saúde e bem-estar.
Essa dieta compreende o homem e sua relação com o meio ambiente. Considera
que as pessoas são diferentes umas das outras e que, portanto, necessitam de
uma alimentação personalizada de acordo com as suas necessidades, assim
como de exercícios físicos e cuidados com a saúde.

equilíbrio do dosha

Para a medicina ayurvédica existem cinco forças da natureza: ar, fogo, terra,
água e éter, que se combinam para formar o nosso organismo. Essa
combinação, chamada de dosha, organiza as funções do nosso organismo
físico, além das funções mentais e emocionais. Embora todos possuam os cinco
elementos presentes, existem certos desequilíbrios. Descobrir o dosha interior
ajuda a entender melhor a nossa individualidade e equilibrar nosso organismo.
Os três doshas existentes são: vata (predominância de ar e éter), pitta
(predominância de água e fogo) e kapha (predominância de terra e água).

dieta indiana

A dieta caracteriza-se por uma série de fatores espirituais, psicológicos e físicos.


Para que seja realizado o planejamento da dieta, é necessário conhecer as
características e o temperamento de cada individuo. Por exemplo, um alimento
que seja recomendado para uma pessoa mais agitada pode não ser tão bom
para uma pessoa que seja naturalmente mais calma, podendo deixá-la
sonolenta.

Sabemos que na língua temos células capazes de diferenciar sabores distintos,


que variam entre doce, salgado, ácido, amargo, picante e adstringente. A dieta
ayurvédica gosta de combinar todos esses sabores, por isso, a dieta indiana tem
tantos seguidores. Com base nos princípios dessa dieta, confira a ação de cada
sabor no organismo:

 Sabor doce: atua no fortalecimento de tecidos, cicatrização, pele (cor),


cabelos e órgãos dos sentidos. Ajuda na produção do leite e auxilia a
saúde dos ossos. No entanto, não é de difícil digestão e seu uso excessivo
pode causar doenças.
 Sabor ácido ou azedo: estimula a digestão, é bom para o coração,
aumenta o apetite, causa sensação refrescante e umidificação. Seu
excesso pode causar flacidez, perda de força, tontura, coceira, palidez,
herpes, inchaço e sede.
 Sabor salgado: é bom para a pele, limpa os poros, acelera a atividade
digestiva, causa sudorese, penetra nos tecidos, melhora o sabor. Quando
utilizado em excesso, causa rugas, calvície, cabelos brancos, doenças da
pele e herpes.
 Sabor amargo: é facilmente digerível, aumenta à inteligência, melhora a
composição do leite do peito e limpa a garganta. O excesso pode causar
depleção dos tecidos.
 Sabor picante: auxilia em doenças da pele e na diminuição da retenção
de líquidos, aumenta a fome porque melhora o paladar. É digestivo. O
excesso pode provocar desmaios, tremores e dores musculares.
 Sabor adstringente: é de difícil digestão, limpa o sangue, atua na
cicatrização de úlceras (feridas), retarda a digestão de comidas
indigestas, absorve muita água e causa constipação. Quando utilizado em
excesso causa má digestão, flatulência, entre outros.

alimentação ayurvédica: para que serve?

Essa alimentação serve para proporcionar harmonia entre as necessidades de


cada indivíduo, de acordo com o que se é ingerido, ajudando o organismo na
digestão e no aproveitamento de todos os nutrientes que o corpo precisa.

A dieta consiste em uma relação entre o homem e o alimento, em que se analisa


o indivíduo como um todo, desde seu lado espiritual até suas necessidades
fisiológicas. Assim, essa alimentação ajuda a amenizar sintomas como dor de
estômago, queimação e náuseas através do consumo dos alimentos corretos,
proporcionando saúde e sensação de bem-estar.

dieta ayurvédica emagrece?

Muitas pessoas que buscam o corpo perfeito e a boa forma já experimentaram


diversos tipos de dietas, mas sofrem resistência a perda de peso ou têm
dificuldade em manter o peso após tantas dietas. Nesses casos, a dieta
ayurvédica pode ajudar, já que propõe uma reeducação alimentar visando
equilibrar todo o organismo, auxiliando também a eliminar o excesso de peso.

quais são os benefícios da alimentação ayurvédica?

Os benefícios proporcionados pela alimentação ayurvédica são muitos. Pode ser


notado logo nas primeiras semanas, como: mais disposição, bom humor, sono
tranquilo, boa digestão, melhora na concentração, pele e cabelos macios e
alergias amenizadas. Além disso, a ayurvédica emagrece porque melhora o
funcionamento do organismo, auxiliando na digestão dos alimentos. O sistema
digestivo é de grande importância para os seguidores dessa dieta, já que ele é
o responsável por absorver os nutrientes que o corpo necessita e o intestino por
eliminar o que não será utilizado.

alimentos ayurvédicos

Os principais alimentos da dieta ayurvédica são: frutas, vegetais, cereais, grãos


e sementes, temperos naturais (como a massala e o curry), mel, iogurte,
manteiga ghee e alguns tipos de chás detox. Entretanto, existem certos
alimentos mais indicados para cada biótipo dosha, e é indicado que cada um
conheça seu biótipo para entender quais alimentos são mais apropriados.
Entenda os doshas e como eles influenciam a alimentação

“Ciência da vida”: Essa é a tradução de Ayurveda, sabedoria desenvolvida


pelos indianos há mais de sete mil anos e que é um dos mais antigos sistemas
medicinais existentes. A medicina ayurvédica baseia-se na ideia de que todas
as pessoas possuem doshas, que são influenciados pelos cinco elementos do
universo (éter, ar, fogo, água e terra).

Todo mundo carrega em si os três doshas existentes, em diferentes


proporções: Vata, regido por ar e éter, Pitta, por fogo e água, e Kapha, por
terra e água. Quando nascemos, essa proporção dos elementos está em
equilíbrio (prakrti), mas ao longo dos anos há um desequilíbrio natural causado
pelo estilo de vida de cada um, o que para os estudiosos dessa sabedoria
colabora para o surgimento das doenças.

Tipos de dosha

Cada pessoa possui quantidades e combinações diferentes dos elementos da


natureza no seu corpo. O elemento dominante é o que determina o dosha
principal, enquanto o secundário é aquele presente em menor proporção. A
medicina ayurvédica classifica sete tipos básicos: 1) vata 2) pitta 3) kapha 4),
pitta-vata 5) kapha vata-6), pitta-kapha 7) vata pitta-kapha.

Mas por que é importante conhecer o seu dosha? Para a Ayurveda, os doshas
definem as necessidades nutricionais, físicas e psicológicas de cada pessoa.
Identificar e compreender o seu dosha ajuda a compor uma dieta alimentar e
uma rotina que beneficiem o seu corpo e o seu espírito.

L E I A M AI S
Ayurveda: a medicina indiana que une saúde física e emocional

Características de cada dosha

Pitta

É o dosha cujo elemento fogo predomina. As pessoas de Pitta possuem pele


clara, cabelos loiros ou ruivos e olhos claros, com pele oleosa. Suas
características são a fala bem articulada, fome intensa, intelecto aguçado, veia
empreendedora, atração por desafios, agilidade e ciúmes. Também não
gostam de ser contrariadas e têm tendência a se irritarem facilmente. Por ser
ligado ao fogo, é o dosha mais quente e intenso.
Dieta alimentar do Pitta: Por ser um dosha quente, é indicado o consumo de
alimentos frios, crus e secos. Por isso, deve-se evitar laticínios gordurosos. Os
melhores óleos para o Pitta são de girassol e de coco. Prefira ingerir frutas de
sabor mais doce, como manga, melão, maçã, coco e uva, além de vegetais
variados.

Grãos: arroz, trigo, quinoa, cevada e aveia.

Temperos: coentro, cardamomo, erva-doce, açafrão e hortelã.

Vegetais: brócolis, couve-flor, couve-de-bruxelas, aspargos, pepino, folhas


verdes escuras, ervilha, abobrinha, abóbora, aipo, quiabo, alface, cenoura,
vagem, batata e batata-doce.

Se esse for o seu dosha, evite alimentos com sabores ácidos, salgados e
picantes, por aumentarem o elemento fogo.

Kapha

É o dosha que resulta da união entre os elementos água e terra. A pessoa de


Kapha possui boa resistência física, uma pele fria, oleosa e pálida, e cabelos
crespos. Em relação à personalidade, são tranquilas, relaxadas, afetuosas e
tolerantes. Possuem um sono pesado, digestão lenta e têm tendência à
obesidade, embora raramente fiquem doentes. O dosha karpha possui também
movimentos mais lentos e demoram um pouco mais para assimilar informações
novas.

Dieta alimentar de Kapha: Como é um dosha marcado por qualidades mais


frias, a alimentação deve privilegiar comidas quentes. Aposte em vegetais
feitos no vapor, feijões, temperos picantes, grãos leves.

Grãos: cevada, milho, trigo.

Laticínios como leite, manteiga e ghee não são bons, pois aumentam as
qualidades Kapha no organismo.

Frutas leves: maçã, amora, framboesa, pera, frutas secas e romã.

Temperos: cominho, cravo, gengibre fresco e em pó, semente de mostarda,


pimenta do reino, açafrão, cardamomo. Evite o sal.

Vegetais: repolho, couve-flor, couve-de-bruxelas, cenoura, vagem, jiló, folhas


verdes escuras, brócolis, acelga.

Prefira ainda as carnes de frango e peru e evite o consumo de laticínios por


aumentarem o Kapha. Os únicos adoçantes liberados são o mel e a
stevia. Reduza também consumo de óleo.
Foto: Istock/Getty Images

Vata

A estrutura desse dosha é composta pelos elementos éter e água. Essa


combinação resulta em pessoas magras, leves, com andar rápido e tendência
a sentirem dores nas articulações. A personalidade é marcada pela criatividade
acima de média, entusiasmo, rapidez para executar tarefas (embora tenha
facilidade para se distrair), e disposição de ânimo irregular. Vata ainda é
marcado pela tendência a ter prisão de ventre, insônia e excesso de
preocupações.

Dieta alimentar de Vata: É indicada uma alimentação mais natural, quente e


oleosa, com sabores doces, ácidos e salgados.

Frutas maduras e adocicadas: banana, cereja, amora, uva, melão, laranja lima,
pêssego, abacaxi, ameixa, mamão, abacate, coco.

Vegetais cozidos: aspargo, beterraba, cenoura, pepino, cebola, ervilha, batata


doce, abóbora, espinafre, lentilha, azeitona, alho, feijão verde, aipim, inhame,
cará, brócolis e couve-flor.

Cereais cozidos ou aquecidos: aveia, quinoa, arroz integral e trigo.

Laticínios: leite de vaca ou de cabra, queijo minas, coalhada (orgânicos).

Alimentos de origem animal: galinha caipira ou frango orgânico, ovos, peixes e


frutos do mar, peito de peru.

Temperos: pimenta, tomilho, cravo, canela, cardamomo, cominho, coentro,


alho, gengibre, noz moscada, orégano, hortelã, açafrão, alecrim, cebola, erva
doce, manjericão, orégano, salsa, cebolinha e louro.
Oleaginosas indicadas com moderação: castanhas, amêndoas, pistache,
nozes, gergelim (tahine), amendoim e coco.

Evitar alimentos frios, secos, amargos, leves e gelados.

SUGESTÃO JASMINE

Gostou de saber sobre os doshas? A Jasmine conta com uma seleção de


produtos ideais para cada tipo de dosha: Para Pitta, temos a Quinoa Real,
conhecida como “supergrão”, é vista s como o melhor alimento proteico de
origem vegetal, por seu alto valor nutritivo e funcional, e a Aveia
Orgânica, cereal importante para o bom funcionamento do organismo e
manutenção do peso e bem-estar.

Para Kapha, temos o Stevine, adoçante 100% vegetal e natural, elaborado à


base de extrato de folhas de Stévia concentradas e tratadas naturalmente.
Temos ainda o Germe e a Fibra do Trigo, ingredientes que fornecem
naturalmente fibras que podem auxiliar no bom funcionamento do organismo,
principalmente intestino, com baixo teor de gorduras.

Para Vata temos o Tahine, um creme de gergelim natural e integral obtido


exclusivamente das sementes do gergelim integral tostado e moído, e
a Farinha de Trigo Integral, obtida através da moagem dos grãos inteiros do
trigo, mantém a estrutura do farelo e do gérmen, que são as principais fontes
nutritivas do grão.

VATA, PITTA OU KAPHA? DESCUBRA SEU DOSHA ATRAVÉS DO TESTE


AYURVEDA

O sistema de cura da utilizado pela Ayurveda utiliza como um de seus


principais norteadores os Doshas de um indivíduo, e por isso foi criado um
teste Ayurveda com a finalidade de identifica-los. Existem um total de três
Doshas, responsáveis por guiar os elementos principais no corpo humano,
sendo eles o Pitta, o Kapha e o Vata, cada um ligado a um ou mais elementos
naturais.
É importante dizer que todas as pessoas possuem os três Doshas dentro de si,
mais um deles sempre mostrará um comportamento dominante sobre os
demais. É assim que nascem características individuais como um corpo mais
robusto ou mais magro, uma personalidade mais tranquila ou mais explosiva.

COMO FUNCIONA O TESTE AYURVEDA

Para determinar qual o seu Dosha predominante é possível fazer uma teste
Ayurveda, desenvolvido através de algumas perguntas simples e possível
determinar com uma precisão satisfatória ao menos os dois principais Doshas
atuantes de uma pessoa.
Ao todo são 81 afirmações onde os examinadores geralmente dividem em três
blocos de 27 afirmações, cada um deles sendo responsável pela análise de um
dos Doshas. Por esse motivo, algumas afirmações podem até mesmo parecer
repetidas, mas é seguro dizer que não são.
Cada uma das afirmações do teste Ayurveda deve ser respondida com uma
nota que vai de 1 a 6, sendo que o número 1 representa uma menor presença
da característica e o número 6, uma total presença dessa particularidade na
sua vida.
O resultado do teste Ayurveda se dará a partir da somatória de todas as notas
dadas às afirmações de cada Dosha. As afirmações de número 1 ao 27 são
referentes ao Dosha Vata, as questões de número 28 a 54 são referentes ao
Dosha Pitta, já as perguntas de número 55 a 81 são referentes ao Dosha
Kapha.
Quanto maior for a pontuação alcançada pela somatória das afirmações de
cada Dosha, maior será a influência dele sobre você. Se somar por exemplo 80
pontos em Kapha, 120 em Pitta e 141 em Vata, demonstra que o desequilíbrio
maior é de Vata seguido de Pitta — sendo assim um distúrbio Vata – Pitta (pois
são os dois com maior pontuação).

TESTE AYURVEDA

A seguir podemos encontrar as perguntas deste teste Ayurveda para


compreender melhor seus Doshas dominantes.
Questões de Vata

1. Exerço as atividades rapidamente


2. Não memorizo coisas com facilidade
3. Lembro facilmente das coisas mais tarde
4. Sou entusiasmado e vivaz por natureza
5. Sou do tipo magro
6. Não ganho peso facilmente
7. Aprendo novas coisas com muita rapidez
8. Meu modo de andar é leve e rápido
9. Normalmente sou bem indeciso
10. Possuo tendência a formar gases e à prisão de ventre
11. Tenho as mãos e os pés frios
12. Estou frequentemente ansioso e preocupado
13. Não lido tão bem com o clima frio
14. Falo muito rapidamente
15. Mudo meu estado de espírito constantemente
16. Sou emotivo
17. Tenho dificuldade em adormecer
18. O sono não é tão profundo normalmente
19. Possuo uma pele ressecada, em especial durante o inverno
20. Possuo uma mente muito ativa e agitada
21. Sou muito Imaginativo
22. Tenho picos de energia e costumo ter movimentos rápidos e bem ágeis
23. Sinto a energia surgir repentinamente
24. Sou facilmente excitável
25. Quando estou sozinho não durmo e nem me alimento com regularidade
26. Aprendo rápido
27. Esqueço rapidamente aquilo que aprendo

Questões de Pitta

28. Me considero muito eficiente


29. Tenho tendência a ser preciso e ordenado nas atividades
30. Tenho força de vontade e modos um pouco enérgicos
31. Sinto mais desconforto e mais cansaço no calor que as outras pessoas
32. Tenho tendência a transpirar facilmente
33. Mesmo não demonstrando sempre, irrito-me com facilidade
34. Mesmo não demonstrando sempre, me envaideço com facilidade
35. Não me sinto bem se perco ou atraso uma refeição
36. Meu cabelo pode ser descrito por uma dessas características ou mais:
grisalho ou calvo precocemente, fino e liso, louro ou ruivo
37. Tenho bom apetite
38. Se quiser, posso comer muito
39. Costumo ter queimação no estômago
40. Muita gente me considera teimoso
41. Meu intestino funciona regularmente
42. Tenho mais tendência a diarreia do que a prisão de ventre
43. Fico impaciente com facilidade
44. Costumo ser perfeccionista nos detalhes
45. Enfureço-me facilmente, mas esqueço logo
46. Costumo guardar mágoas
47. Gosto de sorvetes, bebidas e alimentos gelados
48. Costumo achar um ambiente quente demais e não frio
49. Não tolero comida muito quente ou apimentada
50. Não sou tão tolerante nos desentendimentos quanto gostaria
51. Gosto de desafios
52. Sou muito determinado a conseguir o que quero
53. Costumo ser muito crítico com os outros e comigo mesmo
54. Não gosto de atrasar-me nos compromissos

Questões de Kapha

55. Minha tendência natural é fazer tudo vagarosa e tranquilamente


56. Tenho mais facilidade de ganhar peso do que a maioria das pessoas e
perco mais vagarosamente
57. Perco peso mais vagarosamente
58. Sou de disposição calma
59. Não me irrito facilmente
60. Posso perder uma refeição sem sentir grande desconforto
61. Tenho tendência a excesso de muco, catarro, congestão nasal crônica,
asma ou sinusite
62. Preciso de pelo menos oito horas de sono, às vezes mais
63. Tenho sono profundo
64. Sou tranquilo por natureza e não costumo me enfurecer
65. Não aprendo tão facilmente quanto os outros
66. Guardo o que sei e tenho memória longa
67. Tenho tendência a engordar e armazeno gordura com facilidade
68. O clima frio e úmido me incomoda
69. Meu cabelo é espesso, escuro e ondulado ou crespo
70. Tenho pele macia, fina e um pouco pálida
71. A estrutura de meu corpo é forte e sólida
72. As seguintes palavras me descrevem bem: sereno, amigável, afetuoso e
generoso
73. Tenho digestão lenta e sinto peso após a refeição
74. Tenho grande resistência física e um nível bem equilibrado de energia
75. Costumo andar com passos lentos e medidos
76. Costumo dormir demais
77. Acordo meio atordoado
78. Começo as atividades do dia quase sempre devagar
79. Como devagar
80. Sou lento e metódico em meus atos
81. Considero-me muito apegado às pessoas e às coisas

PRINCIPAIS SITES

https://www.jasminealimentos.com/alimentacao/comer-bem/conheca-os-
doshas/
https://www.wemystic.com.br/artigos/vata-pitta-ou-kapha-descubra-seu-dosha-atraves-do-
teste-ayurveda/

Você também pode gostar