Você está na página 1de 4

Fı́sica 3 - EMB5043

Prof. Diego Duarte


Capacitores (lista 5)
28 de setembro de 2017

1. A figura 1 mostra uma bateria de 12,0 V e quatro capacitores descar-


regados de capacitâncias C1 = 1,00 µF, C2 = 2,00 µF, C3 = 3,00 µF e
C4 = 4,00 µF. Se apenas a chave S1 é fechada, determine a carga (a) do
capacitor 1, (b) do capacitor 2, (c) do capacitor 3, e (d) do capacitor
4. Se as duas chaves são fechadas, determine a carga (e) do capacitor
1, (f) do capacitor 2, (g) do capacitor 3, e (h) do capacitor 4.
Resposta: (a) 9,00 µC (b) 16,0 µC (c) 9,00 µC (d) 16,0 µC (e) 8,40
µC (f) 16,8 µC (g) 10,8 µC (h) 14,4 µC

Figura 1: Exercı́cio 1.

2. Dois capacitores, de capacitância C e 2C, estão carregados com a


mesma carga Q e inicialmente isolados um do outro. Se as placas
negativas de ambos forem ligadas à terra e as positivas ligadas uma à
outra, (a) qual será o potencial final das placas positivas? (b) Qual é a
variação de energia neste processo? Dica: faça, inicialmente, a análise
individual de cada capacitor.
2Q Q2
Resposta: (a) 3C
(b) U = 12C

1
3. Mostre que é possı́vel substituir o sistema de capacitores da figura
abaixo por um único capacitor equivalente entre os pontos a e b e cal-
cule a capacitância deste capacitor. Dicas: Faça a análise da tensão
em cada capacitor ao longo dos diversos caminhos entre os pontos a
e b (existem quatro neste exercı́cio); identifique as regiões em que o
circuito é flutuante (existem duas neste exercı́cio).
Resposta: 2C

Figura 2: Exercı́cio 3.

4. Ache a capacitância equivalente ao sistema da figura, entre os pontos


a e b. Dicas: Faça a análise da tensão em cada capacitor ao longo dos
diversos caminhos entre os pontos a e b (existem três neste exercı́cio);
identifique as regiões em que o circuito é flutuante (existem duas neste
exercı́cio).
10
Resposta: 7
C

Figura 3: Exercı́cio 4.

5. Ache a capacitância equivalente ao sistema infinito de capacitores da


figura, entre os pontos a e b. A linha tracejada vertical indica apenas

2
que a parte direita do circuito é repetida infinitas vezes. Dicas: como
o circuito da direita é infinito, a capacitância equivalente da direita
equivale ao sistema inteiro. A solução geral surgirá de uma equação de
segundo grau.

Resposta: 12 ( 5 − 1)C

Figura 4: Exercı́cio 5.

6. Um capacitor de placas paralelas de área A e espaçamento D tem,


inserida entre elas, uma lâmina de dielétrico de mesma área A, de
constante dielétrica κ e espessura d < D. Demonstre que a capacitância
do sistema é a mesma que a de um capacitor de espaçamento D − d,
com ar entre as placas, em série com um capacitor de espaçamento d,
todo preenchido com o dielétrico de constante dielétrica κ.
Resposta: C1 = 01A D − d + κd


7. O espaço entre as placas (de área A) de um capacitor plano está pre-


enchido por duas camadas dielétricas adjacentes, de espessura d1 e d2 e
constantes dielétricas κ1 e κ2 , respectivamente. A diferença de poten-
cial entre as placas é V e o campo aponta de 1 para 2. Calcule (a) a
capacitância C do capacitor e (b) a densidade superficial de carga livre
σ nas placas.
1 d1 d2 CV
Resposta: (a) C
= κ1 0 A
+ κ2 0 A
(b) σ = A

8. Uma esfera de material homogêneo com constante dielétrica κ, de raio


a, está uniformemente carregada com densidade volumétrica de carga
ρ. (a) Calcule o vetor campo elétrico E dentro e fora da esfera (b) e a
diferença de potencial V entre o centro e a superfı́cie da esfera.
ρr ρa3 r
Resposta: (a) E = 3κ0
para (0 < r < a) e E = 30 r3
para (r > a) (b)
ρa2
V (0) − V (a) = 6κ0

3
Figura 5: Exercı́cio 7.

9. Um capacitor esférico de raio interno a e raio externo b tem o espaço


entre as placas totalmente preenchido por duas camadas concêntricas de
dielétricos diferentes superpostas, uma de espessura c − a e constante
κ1 , e outra de espessura b − c e constante dielétrica κ2 . Calcule a
capacitância deste capacitor.
h i
Resposta: C1 = 4π 1 1 1 1 1 1 1

0 κ1 a
− c
+ κ2 c
− b

Você também pode gostar