Você está na página 1de 24

CUSTOMIZING AVANÇADO EM “MM” - OPÇÕES GLOBAIS

DEFINIR PAISES

Devem ser incluídos todos os países, com os quais a sua empresa tem relações comerciais. Para
cada país são necessárias as seguintes informações:
 dados gerais
 características de comércio exterior
 outros dados de controle

Recomendação SAP

A SAP recomenda a utilização da norma ISO para as entradas adicionais.

Se as entradas não estiverem de acordo com a norma ISO, não é possível realizar o intercâmbio
de dados (p.ex. pagamentos com bancos) durante a comunicação internacional
DEFINIR AS NECESSIDADES DE CADA PAÍS.
ESQUEMA: Determinação preço, mensagens, determinação de contas, etc - Utilizado para definir
os IVAs utilizados no País.
DEFINIR PAÍSES EM SISTEMAS MYSAP (CRM, SRM, SCM,...)
Neste sistema estão reunidas as definições dos países (dados gerais) e as configurações das
verificações postais para uma atividade.

DEFINIR VERIFICAÇÕES ESPECÍFICAS DE PAÍSES


Para todos os países, com os quais a sua empresa mantém relações comerciais, é necessário
incluir regras para a verificação dos seguintes dados:
 dados bancários
 dados postais
 dados fiscais

INSERIR REGIÕES
Incluir nesta entrada de menu as regiões necessárias.

A região é utilizada para as seguintes funções:


 Componente de endereços
 Reporting de impostos em contabilidade financeira
 Determinação de preço em vendas e distribuição (só para impostos)
A utilização pode ser diferente para cada país.

DEFINIR CÓDIGOS DO PAÍS


É necessário atualizar os números de código de área na tabela T005K para todos os países com
os quais são estabelecidas comunicações por telefone, telefax ou telex.

Estas entradas são utilizadas durante a criação de mensagens de telefax ou telex (SAPcom ou
SAOLOD e WinFax), assim como para as chamadas telefônicas com base no computador (TAPI).

VERIFICAR CÓDIGOS DE MOEDA


Para todas as moedas que possam surgir nas operações empresariais da sua empresa é
necessário existir uma entrada na tabela de moedas.

Recomendação da SAP

A SAP recomenda que seja utilizada a Norma ISO para definições adicionais de moedas.

No caso de estas entradas não corresponderem à norma ISO, não se poderá realizar o intercâmbio
de dados a nível internacional (p.ex. para pagamentos em bancos).
Obs: MOEDAS  CONFUGURACAO FEITA PELO MODULO DE FI

DEFINIR OPÇÕES DE CASAS DECIMAIS PARA AS MOEDAS


As moedas podem apresentar um número diferente de casas decimais.

Para criar moedas que não apresentem duas casas decimais, estas devem ser entradas no item de
menu "casas decimais".
VERIFICAR CATEGORIAS DE TAXA DE CÂMBIO
A categoria de taxa de câmbio é utilizada para se poder gravar na mesma data taxas de câmbio
para finalidades diferentes, no sistema. As entradas disponíveis não podem ser eliminadas.

Caso devam ser efetuadas conversões de moeda entre muitas moedas diferentes, as atualizações
das taxas de câmbio podem ser simplificadas com a indicação de uma moeda base para a
categoria de taxa de câmbio. Para essa categoria da taxa de câmbio, será então apenas
necessário indicar as taxas de câmbio de todas as moedas em relação à moeda base. Dessa
forma, as conversões das moedas são efetuadas em duas etapas, utilizando sempre a moeda
base.
DEFINIR TAXAS DE CONVERSÃO PARA CONVERSÃO DE MOEDA
Nesta atividade IMG, é entrada, por cada categoria de taxa de câmbio e por cada par de moedas, a
relação de câmbio para a conversão de moeda. Além disso, é aqui especificado se, para pares de
moedas específicos, se pretende utilizar uma categoria de taxa de câmbio divergente.

Exemplo

A partir de 01.01.1999, o câmbio de DEM para FRF já só é calculado em EUR. Para a conversão, deve
entrar-se:
 no campo Válido a partir de, 01.01.1999
 no campo CTC div.: a categoria de taxa de câmbio com a qual são arquivadas as taxas de
câmbio das moedas europeias.
ENTRAR TAXAS DE CÂMBIO
As taxas de câmbio são necessárias para:
 Converter montantes em moeda estrangeira quando é efetuado o lançamento ou a
compensação ou verificar uma taxa de câmbio entrada manualmente;
 Determinar os lucros e as perdas a partir de diferenças de câmbio;
 Avaliar partidas em aberto em moeda estrangeira e contas do balanço em moeda estrangeira.
As taxas de câmbio são gravadas dependentes do tempo ("válido a partir de").
VERIFICAR UNIDADES DE MEDIDA
Freqüentemente, os cálculos nas aplicações são efetuados com quantidades e unidades físicas.
Para a sua representação na tela, como para conversões internas (como quilograma <-> grama,
mas também centímetros <-> polegada), são necessárias unidades de medida. Utiliza-se o sistema
internacional de unidades (SI).

O sistema internacional de unidades baseia-se em sete unidades de medida básicas. Todas as


outras unidades podem ser derivadas destas unidades básicas. As unidades de medida do mesmo
tamanho e que, por isso podem ser convertidas umas nas outras, são adicionadas a uma
dimensão.

As unidades de medida são registradas centralmente no sistema SAP para todas as aplicações. Os
fatores de conversão são arquivados no sistema com uma chave interna unívoca. As indicações
para a representação externa são atualizadas em dependência do idioma por unidade de medida.
Para cada idioma tem de ser atualizado uma chave comercial (de 3 posições) e uma chave técnica
(de 6 posições).

Recomendação

As características específicas de empresa de unidades de medida podem prejudicar um


intercâmbio de dados válido para todas as empresas.
ATUALIZAR O CALENDÁRIO
O calendário de feriados e de fábrica é um módulo central no sistema SAP. É utilizado de acordo
com o sistema standard em várias áreas (p.ex. logística e no gerenciamento de recursos
humanos).

Com a atualização de calendário é possível atualizar e exibir os componentes do sistema de


calendário. Os dados do calendário de feriados e de fábrica calculados pela atualização de
calendário estão diretamente à disposição do sistema.

O calendário de feriados e de fábrica só pode ser modificado nos mandantes previstos e instalados
corretamente. O mandante tem de ter a função "Customizing" e a característica "Modificações em
repository e customizing independente de mandante permitido". Além disso é necessário possuir a
autorização de atualização para o calendário.

A atribuição de um calendário de fábrica ao centro é efetuada durante a definição dos centros.

O sistema de calendário consiste nos seguintes componentes:


 Feriados
Definições para feriados: regra de cálculo para data, religião, etc.
 Calendário de feriados
Composição opcional das ordenações de feriados
 Calendário de fábrica
Definição de dias de trabalho, incluindo regimes especiais, sob a atribuição de um
calendário de feriados determinado.