Você está na página 1de 9

1

Virtual Power Plant: Conceito, Aplicações em


Smart Grid e Análise de Estudos de Caso
 capacidade.
Abstract — A massificação dos recursos energéticos  conceito que permite a integração dos recursos
distribuídos, aumentam no mundo, associado com o requisito de energéticos distribuídos no sistema de energia, por meio
um sistema de energia cada vez mais limpo e com a maior deste conceito os recursos energéticos individuais
diversificação de tipos de fontes de energia possível e eficiência no
uso da geração de energia. Este incremento, obrigara à um melhor podem obter acesso e visibilidade no mercado de
aproveitamento dos recursos energéticos disponíveis energia, e beneficiar-se do mercado inteligente criado
regionalmente e diminuir a dependência dos intercâmbios e pela Usina de Energia Virtual para otimizar a sua
importações de energéticas. locação e maximizar suas oportunidades de ganhos
A finalidade da Usina de Energia Virtual é conseguir melhor e econômicos. Da mesma maneira o sistema pode se
maior aproveitamento dos recursos energéticos distribuídos beneficiar do uso ótimo de toda a capacidade de geração
próximos aos centros de consumo, com a principal função de
disponível na rede e desta forma aumentar a eficiência
coordenar o seu funcionamento conjunto para satisfazer os
requisitos da demanda de energia, o que deve ser configurado de de operação do sistema.
acordo com o menor custo de geração ou com a menor produção O presente trabalha está dividido em 5 capítulos. No segundo
de gases de efeito estufa e atuar, no que diz respeito ao sistema
é apresentado a revisão bibliográfica sobre Virtual Power Plant.
interconectado de energia elétrica ou rede de transmissão, como se
fosse uma planta de geração de grande porte. No terceiro capítulo são abordados os aspectos metodológicos.
Index —Usina Virtual, Fonte renovável. No quarto são apresentados estudos de casos onde a VPP foi
utilizada. Por fim, no capítulo são apresentados as conclusões.
I. INTRODUÇÃO
II. REVISÃO BIBLIOGRÁFICA
A Usina de Energia Virtual, em inglês Virtual Power Plant
(VPP), está ainda em fase embrionária e não se tem uma As usinas virtuais referem-se a um conjunto de unidades de
definição conceitual única na literatura existente. Apresentam- geração, cargas controláveis e sistemas de armazenamento
se a seguir algumas das definições encontradas: dispersas na rede e agregados com o fim de operar como uma
única usina. As pequenas usinas que a compõem podem utilizar
 o termo Usina de Energia Virtual refere-se a um conceito tanto fontes renováveis como não renováveis. O coração de
no qual combinam-se diferentes tipos de geração uma VPP é o sistema de gestão de energia, do inglês Energy
renováveis ou não renováveis e dispositivos de Management System (EMS), que coordena o fluxo de energia
armazenamento de energia com a intenção de que sejam proveniente das usinas, cargas controláveis e sistemas de
capazes de agir perante o mercado como uma única armazenamento. A comunicação é bidirecional [1], assim a
usina com o horário de funcionamento definido [1]; VPP não só recebe informação do estado atual de cada unidade
 conjunto de várias usinas e dispositivos de ligada a ela, mas também pode enviar sinais de controle aos
armazenamentos de energia com fraquezas que são objetos como se mostra na Figura 1.
associadas complementando-se de uma forma O EMS pode operar de acordo com a meta que se deseja
inteligente e eficaz [2]; atingir, a qual pode ser minimizar custos de geração, minimizar
 representação flexível de um conjunto de recursos a produção de gases de efeito estufa ou a maximização de lucro.
energéticos distribuídos. A Usina de Energia Virtual Com o objetivo de alcançar a meta estabelecida o EMS
além de agregar a capacidade de muitos recursos necessita receber informação do estado de cada uma das
energéticos, também cria um perfil de operação, unidades de geração por uma parte, e, por outra, necessita
composto dos parâmetros que caracterizam cada recurso também da previsão da produção de energia de cada usina. Isto
energético e considera as limitações espaciais ou físicas é especialmente importante para as unidades de geração
na descrição da capacidade do conjunto de operação [3]; intermitentes como usinas eólicas e fotovoltaicas, bem como
 usina que possui o controle da agregação de certo também se faz essencial a informação sobre os possíveis pontos
número de unidades de geração conectados à rede de de sobrecarga na rede, o que tem um papel relevante no
processo de otimização da operação da VPP. Nesse sentido, o
distribuição e instaladas próximo das cargas. A
EMS pode escolher o modo de operação ótimo para cada
agregação de controle pode ser por meio de um sistema
sistema em particular.
centralizado ou descentralizado respaldado por uma
infraestrutura de controle e algoritmos de controle Neste conceito, torna-se importante os Sistemas de
logico, e tratadas depois como uma única grande Armazenamento de Energia – SAE ou o Sistema de gestão de
segurança da rede, em inglês Network Safety Management
2

Systems (NSM), dada à natureza flutuante de algumas fontes de Uma das principais preocupações do uso das fontes
energia renovável, por exemplo, parques eólicos cujo erro de renováveis intermitentes é a flutuação de potência que é gerada
previsão encontra-se entre 9% e 19% e, devido a esses erros, as por esse tipo de geradores de energia. As oscilações de energia
redes de energia facilmente podem ter um excesso de energia têm como resultado a instabilidade do sistema de energia e
gerada, causando uma sobrecarga na rede e problemas de consequentemente podem prejudicar equipamentos.
estabilidade.
O papel dos sistemas de armazenamento de energia para
As VPP podem, por sua vez, formar parte de uma usina incrementar a estabilidade das redes de distribuição está
virtual de grande porte, em inglês Large Scale Virtual Power crescendo dia a dia. Um dos benefícios mais importantes que os
Plant (LSVPP), com o propósito de obter uma maior integração SAEs trazem é dar suporte à rede de energia no propósito de
dos Recursos Energéticos Distribuídos (DERs) no sistema. satisfazer a demanda da carga constantemente. Os SAEs
cumprem um importante papel nas redes onde se tem um
crescimento considerável na penetração destas fontes de
1) Componentes de uma Usina Virtual ideal geração, sendo capazes de ajudar a controlar as variações de
frequência, aumentar a capacidade das linhas de transmissão de
Conforme a Figura 1, a estrutura básica de uma Usina Virtual energia, mitigando as flutuações de tensão e aprimorando a
pode ser classificada basicamente em: qualidade e confiabilidade do sistema como tal.
A implementação dos SAEs no sistema elétrico pode facilitar
as seguintes aplicações:
- Incrementar a penetração das fontes renováveis de energia;
- Cortar picos da demanda;
- Regulação de frequência e amortecimento de oscilações;
- Reserva operacional;
- Aprimoramento da qualidade de energia.

 Comunicação da Informação:

Fig. 1. Estrutura de uma VPP [2]. Um requisito importante para a implementação das VPP são
as tecnologias e infraestrutura de comunicação. Os diferentes
requisitos e necessidades foram classificados dentro de três
 Geração: categorias principais, que refletem o grau de importância das
diversas necessidades de comunicação, conforme o Quadro 1.
O conceito Geração Distribuída é útil para demonstrar em
termos gerais as diversas tecnologias atuais, sendo estas:
cogeração com biomassa, geotérmica, eólica, microturbina a
gás, células combustíveis e células combustíveis de grande
porte.
Todas as unidades de geração podem ser classificadas em
duas categorias:
- Gerador Distribuído Doméstico (GDD): é toda unidade de Quadro 1: Classificação das necessidades e requisitos da comunicação das
VVP.
geração distribuída que serve a um usuário individual, para uso
em residências, comércios ou indústrias. O excesso de energia 2) Tipos de Usinas Virtuais
produzido pelos GDD pode ser injetado na rede, assim como o
déficit de energia pode ser compensado pela rede. As usinas virtuais podem ser usadas para facilitar o acesso de
- Gerador Distribuído Público (GDP): é uma unidade de uma ampla variedade de DERs no mercado de energia, sendo
geração que não pertence a um usuário individual e seu objetivo capaz assim de prestar serviços de apoio à gestão do sistema,
primário é injetar a energia produzida na rede. por exemplo: regulação de frequência, tensão e fator de
potência. Neste sentido, as usinas virtuais podem se classificar
 Armazenamento: da seguinte forma:

Na atualidade, os sistemas de armazenamento de energia  Usina Virtual Técnica (UVT):


podem ser considerados como um novo meio de adaptar as
variações na demanda de energia a um determinado nível de A usina virtual técnica é conformada por DERs da mesma
geração. Para este fim, algumas das tecnologias de locação geográfica. A UVT representa-se por meio de um perfil
armazenamento mais utilizadas são: Hidroelétricas com agregado o qual inclui a influência da rede local em tempo real
bombeamento, ar comprimido, bateria de fluxo, bateria de na energia entregue pelo conjunto de DERs conectados à rede e
óxido metal, bateria de sulfuro de sódio, outras baterias representa também, o custo e características de operação do
avançadas, baterias de ácido de chumbo e supercapacitores. portfólio.
3

A usina virtual técnica permite: - Incremento da diversificação das fontes de geração de


energia;
- A visibilidade das unidades DER ante o operador do
- Contribuição à regulação de tensão e frequência do sistema;
sistema;
- Melhores benefícios econômicos para os proprietários de
- Contribuição das DER na gestão do sistema;
DERs;
- Uso ótimo da capacidade das DER para fornecer serviços
- Incentivo do uso de recursos renováveis, e, portanto, a
auxiliares incorporando as limitações da rede local.
diminuição da produção de gases de efeito estufa relacionados
O operador do sistema que use o conceito de UVT pode
com a geração de energia;
também ser considerado como operador de uma rede ativa de
- Facilita aos DER acesso ao mercado atacado de energia.
distribuição (RAD).
Algumas das funções que deverão ser realizadas numa UVT
são: 4) Desvantagens das Usinas Virtuais

- Monitoramento contínuo das condições da rede, O uso das VPPs tem como desvantagem os seguintes itens:
recuperação do histórico dos equipamentos;
- Dependência intertemporal dos recursos de geração;
- Gestão de ativos, respaldada por dados estatísticos;
- Devem ser criados marcos regulatório para promover a
- Autodescrição/identificação dos componentes do sistema;
contribuição dos DERs ao sistema;
- Manutenção das instalações;
- Incerteza da resposta dinâmica do sistema;
- Análise estatística e otimização do planejamento do
- As características da rede elétrica com as quais os DERs
portfólio de DERs.
se encontram conectados também influenciam as características
gerais das usinas virtuais;
 Usina Virtual Comercial (UVC):
- Necessidade de uma rede de tecnologia e informação;
A usina virtual comercial é caracterizada por um perfil - O custo da energia para o usuário final pode refletir um
agregado de DERs e por uma potência de saída a qual incremento.
representa o custo e as características operativas de um conjunto
de DERs. A influência da usina virtual na rede de distribuição III. ASPECTOS METODOLÓGICOS
não é considerada neste perfil agregado.
As funções de uma usina virtual comercial incluem: a Uma Virtual Power Plant é uma rede de unidades geradoras
comercialização no mercado atacadista de energia, equilíbrio de energia descentralizadas e de média escala, tais como
das negociações dos DERs que conformam o portfólio e a unidades combinadas de calor e energia, parques eólicos e
prestação de serviços que não são especificamente designados parques solares, bem como consumidores e baterias flexíveis.
ao operador do sistema. O operador da UVC pode ser qualquer As unidades interconectadas são despachadas através da sala de
um, por exemplo, um terceiro ou a parte responsável pelo controle, mas permanecem independentes em sua operação e
equilíbrio com o acesso ao mercado de energia, tal como um propriedade. O objetivo de uma VPP é aliviar a carga na rede
fornecedor de energia. distribuindo inteligentemente a energia gerada pelas unidades
individuais durante os períodos de pico de carga. Além disso, a
Em geral, as funções da UVC devem incluir: geração de energia combinada e o consumo de energia das
- Características de manutenção e funcionamento dos DERs; unidades de rede na Virtual Power Plant são negociadas na troca
- Previsão de produção e consumo; de energia [4].
- Gestão da interrupção na demanda; Uma Virtual Power Plant visa integrar suavemente um
- Criar licitações de DERs; elevado número de unidades de energia renovável em sistemas
- Participação em licitações no mercado; de energia existentes. Isso é feito oferecendo flexibilidade
- Otimização e programação da geração diária; proveniente de todas as unidades em rede, por exemplo,
- Venda da energia produzida pelos DERs no mercado. aumentando e diminuindo a produção de energia e o consumo
de energia a curto prazo para controle de frequência. Além
3) Benefícios das Usinas Virtuais disso, os operadores de energia dentro de uma usina virtual são
capazes de usar dados ao vivo para melhorar a previsão e a
Desde que a função principal das usinas virtuais é comercialização de energias renováveis. Como resultado, as
incrementar o valor e quantidade da energia elétrica produzida VPP gradualmente assumem o papel de usinas tradicionais -
por um conjunto de geradores distribuídos de pequeno porte, vendendo sua produção nos mercados atacadistas e assumindo
mostra-se a continuação quais são os benefícios de adotar essa a responsabilidade por uma rede balanceada [5].
abordagem: O conceito de uma VPP foi proposto por Awerbuch in 1997
- Ótimo uso das unidades DER para fornecer serviços à rede [6]. Podemos definir uma VPP como um sistema que integra
de distribuição; vários tipos de fontes de energia para fornecer uma fonte de
- Redução das perdas de distribuição e transmissão; energia geral confiável. As fontes geralmente formam um grupo
- Localização de falhas, integrando automaticamente o de diferentes tipos de sistemas de geração distribuída (DG) de
gerenciamento de falhas; carga despachável e não despachável, controlável ou flexível
que são controlados por uma autoridade central e podem incluir
4

pequenas centrais hidráulicas, motores alternativos movidos a 1) Especificação do modelo e dados de mercado
gás natural, usinas eólicas de pequena escala, usinas
fotovoltaicas, usinas hidrelétricas a fio d'água, pequenas Dentro do mercado de energia temos a construção da curva
centrais hidrelétricas, biomassa, geradores de reserva e sistemas de geração de energia, com seu despacho organizado pela
de armazenamento de energia (ESS). ordem de mérito do menor custo/prazo (energia primária) para
o abastecimento da demanda. Essa demanda é baseada no valor
IV. CASOS DE APLICAÇÃO de consumo dos usuários do sistema elétrico. Sendo assim o
preço final pago pela energia é determinado pelo ponto de
A. Impacto das tecnologias de usinas virtuais nos preços de
encontro entre geração e demanda. Neste contexto um modelo
mercado de energia: Comparando mercados europeus
econômico é apresentado na Equação 1, visando explicar as
variações no preço de energia, com a introdução de geração
Uma usina de energia virtual ou Virtual Power Plants (VPP) distribuída no sistema.
combina uma diversidade gerações distribuídas e os opera
como se fosse um recurso unificado no mercado de energia. 𝑦=𝑥𝛽+ 𝜇 (1)
Podendo se tornar a ponte entre os recursos renováveis
(fotovoltaico, eólico, hídrico menor porte) e sua integração ao Onde para estimar o efeito de diferentes variáveis (k)
mercado de venda de energia elétrica, afim de serem vendidos relacionadas a geração de energia em alguns preços europeus
em leilões ou contratos. O mercado leva em conta a (y), usando dados anuais (t=1,..., T). E 𝑦 = (𝑦1 , … , 𝑦𝑇 )
diversificação tecnológica na geração de energia elétrica no corresponde a um vetor dimensional T de observações. E a
preço final da energia, devido a transmissão dos custos variável X (𝑇𝑥 𝐾) representa uma matriz que contém os dados
marginais de geração através do atacado de energia. observados (T) de cada variável explicativa 𝑋𝑖 (𝑖 = 1, … , 𝐾)
O artigo [#LUCCHESE#] representa um estudo sobre o sobre Y. A variável 𝜇 representa um vetor dimensional T de
impacto da geração distribuída nos mercados de energia e suas erro 𝜇 (𝜇1 , … , 𝜇 𝑇 ).
variações para diferentes países europeus. Utilizando o De acordo com a regra de despacho de geração o valor de
procedimento de estimativa Econométrica de Entropia Máxima. energia pode ser alterado assim como uma variação na
Com objetivo de observar como cada uma usina virtual pode demanda. Sendo assim 11 variáveis (K) explicativas são
interferir no preço final do mercado de energia elétrica, afim de propostas para esclarecer o preço do mercado de energia (𝑦):
desenvolver estratégias de otimização para as diferentes  Gross domestic product: GDP
tecnologias utilizadas na planta virtual.
 Electricity generated by fuel (gas, coal, oil): EFU
A União Europeia apresenta grande foco na descarbonização  Electricity generated by nuclear: ENU
de seus sistemas de geração de energia, visando a diminuição  Electricity generated by hydro: EPH
de gases nocivos ao meio ambiente. Grande parte deste esforço  Electricity generated by small-hydro (1MW): ESG
foi baseado no incentivo a tecnologias de geração
 Electricity generated by medium-hydro(1-10MW): EMH
descentralizadas e renováveis, como solar e eólica. Com essa
 Electricity generated by wind: EWI
política em pratica, diversos países conseguiram alcançar
grandes patamares de geração renovável, em especial na  Electricity generated by solar-photovoltaic: EPV
Espanha e Itália.  Electricity generated by other renewable sources
(geothermal, tide, wave and ocean, biomass and waste):
Entretanto, com o crescimento acentuado dessas tecnologias ORE
houve o aumento do custo para esse suporte na rede de
 Price of gas: GAS
distribuição, sendo uma política inviável a longo prazo. A
inserção de geração distribuída no mercado de energia é um  Price of emission allow ances prices: EUA
grande desafio para seus agentes, devido a intermitência de
produção de energia e a queda nos seus retornos financeiros Sendo assim, o modelo de preço do mercado de energia pode
devido ao aumento exponencial dessas usinas. Sendo ser especificado como na equação 2:
necessários uma ferramenta para amenizar os impactos
causados, assim como ampliar a integração destas tecnologias
no mercado de energia.
A solução ideal para este cenário está na criação de VPP,
agregando diversas gerações distribuídas em uma única unidade O objetivo final desta equação é estimar os valores para
de mercado. Onde ela seja suficientemente grande para poder diversos mercados europeus: MIBEL (Espanha), APX ENDEX
operar no mercado atacado de energia, de maneira similar a (Holanda), GME (Itália), EEX (Áustria), EPEXSPOT-EPEX
grandes usinas hidrelétricas e térmicas, e com isso poder operar (Alemanha e França). A Tabela 1 apresenta os valores de
e competir como formador de preço. Caso contrário não seria capacidade de potência instalada para os países citados. A data
base utilizada para valores de emissões e preços spot de
possível vender sua energia de forma ativa, e seu valor de
mercado (y) são observados na Tabela 2.
retorno fosse ditado por outros elementos do sistema.
5

2) Método de econométrico de entropia máxima Essa maximização utiliza outra ferramenta chamada de
Shannon Entropy Measure, chamada de constrição de
Com o objetivo de estimar 𝛽 (Eq 1), onde este valor afeta consistência para valores positivos e normalizados. A
diretamente o preço da energia 𝑦. Sendo que conhecemos as combinação final do método pode ser observada com o
variáveis 𝑥 mas não conhecemos a relação de 𝐾 + 𝑇 com o conjunto de equações abaixo:
parâmetro 𝛽 e o valore residual 𝜇. O método de entropia
máxima consiste em quantificar e associar as incertezas dos
eventos randômicos apresentados pelo problema. Sendo esse
valor máximo alcançado quando existe a distribuição uniforme
com mesmas probabilidades para as variáveis. Para que uma
estimação da distribuição P, afim de maximizar o valor de
entropia H(P) sujeita a informação disponível.
Tabela I – Capacidade de potência instalada.
A solução da otimização deste problema nos permite obter a
probabilidade de distribuição dos parâmetros (P,W), e assim
recuperar (𝛽, 𝜇) do problema original. Com a aplicação deste
método se produz estimações eficientes utilizando poucos
dados, com mínimas suposições.
3) Resultados

A Tabela 3 apresenta os valores estimados de peso 𝛽𝑖 para


cada mercado de energia europeu considerado. Onde cada 𝛽 é
interpretado como a porcentagem da variação na taxa de
crescimento do preço de energia, causado pela variação de uma
unidade de porcentagem em cada parâmetro. Também se define
uma medida para avaliar a contribuição de cada variável 𝑋 para
explicar o preço de mercado 𝑦, chamado entropia normalizada
𝑆(𝛽̂𝑖 ). Onde ambas se complementam, onde se 𝑆(𝛽̂𝑖 ) = 0
implica em 𝛽𝑖 = 1, se interpreta que a variável 𝑋𝑖 não é
relevante para explicar a mudança no mercado 𝑌.

Tabela III – Estimativa de preços no mercado de energia.

Tabela II – Valores de GDP e geração de energia, 2005-2014.

A análise dos valores obtidos como resultados apresentam


que um aumento no GDP apresenta maior impacto no preço da
energia que coeficientes relacionados a combustíveis fosseis.
Entretanto, com mais proximidade ao propósito do trabalho, foi
identificado que coeficientes relacionados à energia renováveis
apresentam impacto negativo nos preços da energia,
aproximando a 2% por tecnologia.
Entre estes coeficientes, a energia eólica corresponde aos
maiores impactos nos diferentes países, reduzindo o preço da
energia elétrica. Entre os países com maior índices foram
Alemanha (1.807%), Holanda (1.386%), Itália (1.226%) e
Espanha (1.105%). Outro coeficiente corresponde a pequenos
aproveitamentos hidráulicos, como pode ser visto nas variações
6

da Alemanha (1.996%) e Itália (1.148%). Enquanto que de 1) Estrutura e visão geral da VPP empregada
médio porte afetam mais os mercados Austríacos (1.224%)
seguido pela energia solar (0.842%). Na Figura 2, encontra-se ilustrada a estrutura de uma VPP, a
partir da qual o esquema proposto é apresentado.
Os índices relacionados à energia renovável impactam de
maior forma o mercado de energia Alemão, sendo pequenos
aproveitamentos hidráulicos, solar e eólico os grandes
responsáveis pela variação nos preços. Isso ocorre devido as
intermitências na geração de energia, que levam a necessidade
de uma base para sustentação de variação de frequências e
atendimento de pico. No caso austríaco, grande parte da energia
gerada é baseada em geração hídrica (55%) com
armazenamento, apresentando maior índice para o
bombeamento hidráulico, sem grande dependência de
combustíveis fosseis para suprimento da carga.
Diferentemente do que se encontra na Holanda, onde grande
parte da energia provem de usinas terminas (81%) gás e carvão,
apresentando os menores índices de impacto para as energias
renováveis, exceto eólica. Caso similar ocorre na França, onde
a energia nuclear representa grande parte da geração de energia
Fig. 2. Estrutura empregada de VPP.
(78%), exibindo relativamente pequenos valores de impacto
sobre energia renováveis. Na Espanha foi constado que o preço
da energia varia conforme o custo das usinas térmicas (carvão), Como mostrado, a VPP consiste de um operador (VPP
devido a grande inserção de energia renováveis nos últimos operator), ou seja, um sistema de gerenciamento de energia
anos, sendo necessários uma base térmica para o abastecimento centralizado, e de três subsistemas internos. O sistema interno
da carga para as variações que possam surgir. de consumo de energia (inner energy consumption system –
IECS) contém os consumidores. Já o sistema interno de geração
de energia (inner energy generation system – IEGS) é formado
B. Esquema de resposta à demanda para uma virtual power por diversas unidades de geração distribuída (geradores
plant baseado em estratégias de incentivos térmicos ou a diesel) e por fontes renováveis (geradores solares
e eólicos). Por fim, o sistema interno de armazenamento de
Em [7], um esquema de resposta à demanda, baseado em energia (inner energy storage system – IESS) possui várias
estratégias flexíveis de incentivos aos consumidores, é proposto instalações de armazenamento de energia.
para uma virtual power plant (VPP). Dado o crescimento dos No mercado interno da VPP, o operador é obrigado a
sistemas smart grids ao redor do mundo, a introdução das satisfazer as demandas dos consumidores (IECS), através da
estratégias de gerenciamento pelo lado da demanda e das fontes compra de energia do mercado atacadista, e/ou procurando
renováveis distribuídas tem grande potencial de eliminar (ou energia no sistema interno de geração (IEGS). Para aliviar a
reduzir) os picos de carga, caso sejam incorporadas em uma pressão do suprimento, a VPP permite que os consumidores
estrutura simples, tal como as VPPs. No esquema proposto, as participem do programa de resposta à demanda, induzindo
transações de eletricidade entre a VPP e os seus participantes reduções de carga por meio de incentivos aos consumidores
são modeladas, induzindo o corte de carga de consumidores, participantes. O sistema interno de armazenamento (IESS)
através da oferta de incentivos a eles, e proporcionando a serve como um componente reserva, que modifica o perfil das
máxima utilização das fontes renováveis distribuídas. Como cargas, de períodos de pico para períodos fora de pico, via
diferentes consumidores exibem comportamentos distintos em carregamento e descarregamento.
relação aos incentivos, é essencial que estratégias flexíveis (de
incentivos) sejam oferecidas, respeitando assim as 2) Arquitetura do esquema proposto
particularidades de cada consumidor. Para este fim, o esquema
primeiramente emprega técnicas de mineração de dados, tais A arquitetura do esquema proposto é baseada em um
como agrupamento e classificação. Com elas, os consumidores procedimento de mineração de dados que fornece suporte a um
são divididos em diferentes categorias. Após, sob a perspectiva sistema de decisão. Como mostrado nas Figuras 3, 4, 5, a
da VPP, o esquema proposto é formulado como um problema arquitetura contém três módulos principais: gerenciamento de
de otimização para a minimização dos custos operacionais da dados (data management), mineração de dados (data mining),
VPP e a garantia dos interesses dos consumidores. Os e tomada de decisão (decision-making).
resultados experimentais mostram que, através da oferta das
diferentes estratégias de incentivos, o esquema induz a redução
de carga, contribuindo para a diminuição do pico de carga, além
de diminuir os custos operacionais da VPP e aumentar os
benefícios (ou ganhos) dos consumidores.
7

 Tarefa 3: Agrupamento de Consumidores (Task 3:


Consumer Clustering):
Uma técnica de agrupamento é utilizada para dividir as
amostras iniciais das ofertas de preço em um certo
número de classes, cada qual representando uma
categoria de consumidor individual existente entre todas
as amostras. Na sequência, todas amostras são
etiquetadas com sua classe correspondente, servindo
Fig. 3. Módulo: gerenciamento de dados.
como o conjunto de treinamento para a próxima tarefa.

 Tarefa 4: Classificação dos Consumidores (Task 4:


Consumer Clustering):
Empregando o conjunto de treinamento e uma técnica
apropriada, um modelo de classificação é estabelecido,
a partir do qual novos consumidores podem ser
alinhados a alguma das classes identificadas na tarefa
anterior. Após, consumidores com as mesmas classes
são reunidos em uma categoria, representada pela
Fig. 4. Módulo: mineração de dados.
correspondente oferta de preço.

Por fim, tem-se o módulo de tomada de decisão onde o


operador da VPP apresenta as transações ótimas de potência
entre os consumidores e a rede à montante, e os despachos
ótimos das unidades de geração distribuída e das fontes
renováveis. Este módulo é composto pelas seguintes tarefas:

 Tarefa 5: Otimização do Sistema (Task 5: System


Optimization):
É formulado um problema de otimização que busca
minimizar os custos de operação da VPP, enquanto o
Fig. 5. Módulo: tomada de decisão.
balanço de energia do mercado interno da VPP é
assegurado.
O módulo de gerenciamento de dados contém duas tarefas
principais:  Tarefa 6: Extração da Estratégia (Task 6: Strategy
Extraction):
 Tarefa 1: Aquisição de Dados (Task 1: Data Após a solução do problema de otimização, uma
Acquisition): estratégia ótima é extraída e analisada, e então anunciada
Nesta tarefa, os dados brutos dos três subsistemas aos correspondentes subsistemas internos.
internos (IECS, IEGS, IESS) e do mercado atacadista
são armazenados de forma estruturada e gerenciados. 3) Resultados experimentais selecionados

 Tarefa 2: Refinamento dos Dados (Task 2: Data Nesta seção, são analisados os resultados da aplicação de
Refinement): cenários experimentais para o esquema proposto.
Os dados adquiridos na tarefa anterior são medidos e Considerando-se tais cenários, após a fase de treinamento do
transformados a partir de infraestruturas de medição que esquema, os novos consumidores são agrupados em cinco
podem gerar erros e outliers. Portanto, nesta etapa, diferentes categorias, cujas informações são mostradas na
inconsistências nos dados são investigadas, erros e Tabela IV.
outliers detectados, e substituídos por informações de
períodos similares. Tabela IV – Informação dos novos consumidores

Já o módulo de mineração de dados classifica os


consumidores com base em suas ofertas de preço. Como o
conjunto das ofertas inicialmente não contém informação sobre
categorias de consumidores, é necessária a identificação dessas
categorias e posteriormente sua classificação. Para a obtenção
disso, as seguintes tarefas formam o módulo:
8

A Figura 6 representa o perfil de carga dos consumidores por


classe de consumo. Já a Figura 7 traz o perfil de carga de todos Na Figura 9, têm-se as reduções de carga de cada consumidor
consumidores, discriminados por cada categoria, e reunidos em ao longo de um dia. Pode-se constatar que o esquema fornece
cada instante horário de tempo, ilustrando a carga total da VPP. relativamente altas taxas de incentivo, induzindo elevada
redução de carga durante períodos com altos preços (instante de
tempo 17), o que contribui para o alívio da demanda do mercado
atacadista. Em períodos como o instante de tempo 20, com alta
demanda de carga interna ao mercado da VPP (ver Figura 7),
também há alto incentivo, o que encoraja os consumidores a
cortarem sua carga, aliviando o carregamento da VPP.

Fig. 6. Perfil de carga por classe de consumo.

Fig. 9. Reduções de carga de cada categoria de consumidor ao longo de um


dia.

Como mostrado, o esquema proposto adota técnicas de


mineração de dados para prover suporte à tomada de decisão de
estratégias ótimas de taxa de incentivo. O modelo de otimização
formulado objetiva minimizar os custos de operação da VPP, e
os resultados experimentais indicam que, quando as categorias
de consumidores são reconhecidas, o esquema é capaz de tomar
decisões inteligentes em termos de estratégias para os
consumidores. A característica flexível deste esquema, que
adota estratégias particulares para cada categoria de
Fig. 7. Perfil total de carga de todos consumidores em cada categoria. consumidor, induz uma maior redução das cargas. Com isso, o
custo de operação da VPP diminui ainda mais, e o perfil de
A Figura 8 exibe, em uma base horária, a estratégia de taxa consumo, do ponto de vista da concessionária, melhora, pois há
de incentivo ótima para cada categoria de consumidor e o preço alívio no carregamento durante os períodos de pico de carga.
do mercado atacadista. Pode-se observar que as estratégias Ou seja, o esquema proposto proporciona um cenário de ganha-
encontram-se em um intervalo superior às respectivas ofertas ganha, o que é benéfico aos diversos agentes. Como
de preço e inferior aos valores de preço do mercado. desenvolvimentos futuros, prevê-se a inclusão de previsões
para a carga das diferentes categorias de consumidores e para a
geração das fontes renováveis de energia. Em termos de
mercado, o modelo, atualmente aplicado em um mercado day-
ahead, deverá ser empregado em um mercado real-time. Por
fim, a VPP, considerada neste esquema uma tomadora de preço,
deverá passar a interagir com o mercado atacadista, tornando-
se uma formadora de preço.

V. CONCLUSÃO
A integração dos recursos de geração distribuída por meio
das usinas virtuais proporciona controle sob a qualidade de
geração desses recursos, viabilizando assim a diminuição da
presença dos possíveis efeitos adversos da inserção de recursos
Fig. 8. Estratégias de taxa de incentivo (IRSs) ótimas para as diferentes intermitentes e facilitando a detecção de problemas na rede,
categorias de consumidores. caso que se apresentarem, além de facilitar a gestão comercial
desses recursos.
9

A implementação das VPPs pode adiar não só novos


investimentos em construção de linhas de transmissão e
distribuição, mas também a construção de novas usinas de
geração de energia, ajudando assim a um melhor planejamento
de recursos.
Possibilidade de contribuir para diminuir as importações, ou
como estratégia para aumentar a segurança do sistema ao se
armazenar energia nos reservatórios, ou para diminuir a carga
no sistema de transmissão nos patamares de carga média.
Possibilidade de priorização de geração com recursos
disponíveis localmente, que poderão reduzir a porcentagem de
perdas na rede básica.
As usinas virtuais viabilizam técnica e comercialmente o
aproveitamento de recursos com baixa atratividade inicial, seja
pelo seu pequeno porte ou sua irregularidade no suprimento.
Usar o benefício da complementaridade sazonal entre a
energia fotovoltaica e a eólica e eventualmente com a própria
geração com biogás.
No contexto atual, dada a tendência ao incremento no valor
da energia elétrica e o incremento no interesse dos diversos
participantes do setor elétrico em adquirir das redes inteligentes
nos seus ativos, pode surgir o interesse econômico na
implementação das usinas virtuais.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1] M. Kolenc, "Virtual power plant architecture using OpenADR 2.0b for
dynamic charging of automated guided vehicles." Electrical Power and Energy
Systems, Pages 370-382. 2019
[2] S. Yu, F. Fang, Y. Liu, J.Liu, " Uncertainties of virtual power plant:
Problems and countermeasures" Applied Energy, Pages 454-470. 2019.
[3] B. Moreno, G. Díaz, "The impact of virtual power plant technology
composition on wholesale electricity prices: A comparative study of some
European Union electricity markets", Renewable and Sustainable Energy
Reviews, Volume 99, 2019, Pages 100-108,
https://doi.org/10.1016/j.rser.2018.09.028.
[4] Z. Luo, S. H. Hong, and Y. M. Ding, “A data mining-driven incentive-based
demand response scheme for a virtual power plant,” Appl. Energy, vol. 239, no.
February, pp. 549–559, 2019.
[5] M. Kolenc et al., “Virtual power plant architecture using OpenADR 2.0b for
dynamic charging of automated guided vehicles,” Int. J. Electr. Power Energy
Syst., vol. 104, no. May 2017, pp. 370–382, 2019.
[6] S. Awerbuch and A. Preston, The Virtual Utility: Accounting, Technology
& Competitive Aspects of the Emerging Industry, 1st ed. New York: Springer
US, 1997.
[7] Z. Luo, S. Hong, Y. Ding, "A data mining-driven incentive-based demand
response scheme for a virtual power plant', Applied Energy, vol. 239, pp. 549-
559, 2019.