Você está na página 1de 2

CANTOS PARA A FESTA DE SANTA CLARA

1. REFRÃO MEDITATIVO caminho pra ressuscitar. / Sei que seu Reino de amor /
Deus nos trouxe Clara, bonita como a flor, quer meus passos com seu valor.
Para encher a terra de ternura e amor.
“Quero o meu Reino do céu nesta terra. / Eis que a
vontade do Pai tudo encerra. / Vai cultivá-la em teu
chão. / Sou teu próprio Pão!”
2. CANTO DE ENTRADA
1. Não quero gloriar-me a não ser no Senhor
2. Quem as sementes plantou / Vai cuidando, quer vê-
Que me deu a graça de segui-lo poder;
las brotar. / O meu Senhor me chamou, / Me ensinou,
Loucura aos olhos do mundo pode ser; me mandou semear. / Sei que em seu Reino o maior/
No entanto, descobri que o importante é o amor. Tem tarefa: servir melhor.

“Meu Deus és meu tudo” para sempre o louvarei. 3. Quem temperou com o sal/ Tem medida pra não
Rendendo graças, eu Te servirei estragar. / O meu Senhor fez igual, / Renovou
corações sem cessar. / Sei de seu Reino o sabor:/ A
2. Aos céus se eleva todo meu amor ao Senhor esperança onde existe a dor.
Que em minha miséria, instrumento me fez.
Em meus lábios eternamente o louvor, 4. Quem com fermento compôs/ Vê que a massa não
Ao Criador que olhou pra minha pequenez. vai se perder. / O meu Senhor se propôs/ Ser a força
de quem quer crescer. / Sei que seu Reino, afinal, /
Quer a vida em vigor total.
3. ALELUIA
Aleluia! Aleluia! Aleluia!...
5. Quem peregrino se faz / não ajunta tesouros pra si.
1. Feliz quem te gerou, te amamentou e te fez assim!
/ Ao meu Senhor só lhe apraz / dar as mãos, repartir
Feliz quem tudo ouviu e assim cumpriu como quer
por aqui. / Sei que seu Reino não quer / nem escravo
meu Pai! (Lc 11, 27-28)
nem senhor qualquer.
2. Feliz é quem ouviu a minha voz e me compreendeu!
Feliz quem me escutou e tudo fez como quer meu Pai!
(Lc 8, 19-21)
6. BELO LÍRIO
4. APRESENTAÇÃO DAS OFERENDAS De Assis filha ditosa de família e tradição
1- Doce é sentir, em meu coração: Prometida em casamento pra uma vida sem paixão.
No seu ser havia um sonho escondido até então.
Humildemente, vai nascendo o amor
Revelou-se de repente em Francisco seu irmão
Doce é saber, não estou sozinho,
Sou uma parte de uma imensa vida
De poesia e romantismo não viveu seu coração
Que generosa, reluz em torno a mim,
Despojando-se de tudo entregou-se em vocação
Imenso dom do teu amor sem fim.
Sol e lua se encontraram em fraterna comunhão
Pelos pobres e leprosos fez da vida uma oração
2- O céu nos deste e as estrelas claras,
Nosso irmão sol, nossa irmã a lua
Santa Clara é belo lírio, és plantinha do Senhor
Nossa mãe terra, com frutos campos flores,
Terna mãe, ardor e brilho, doce bênção do Senhor
O fogo e o vento, o ar e a água pura
Fonte divina de tua criatura,
Não demoras tão sozinha, muitas logo vem a ti
Imenso dom do teu amor sem fim
Pra na radical pobreza nova ordem construir
Imenso dom do teu amor sem fim.
Da oração contemplativa do trabalho serviçal
São Damião agora brilha com fulgor celestial
5. CANTO DE COMUNHÃO
1. Quem acendeu uma luz/ Não a esconde, pois quer
Os milagres logo surgem de tua vida virginal
ver brilhar. / O meu Senhor com sua cruz/ Foi
Cegos, coxos e leprosos, todos querem um sinal
Radical na obediência, na acolhida maternal
Corpo e alma são curados, tu repeles todo o mal 3. Ao chegar o dia, eu vou rezar,
e no pôr-do-sol, eu vou rezar,
Santa Clara é belo lírio, és plantinha do Senhor na dor e alegria, eu vou rezar.
Terna mãe, ardor e brilho, doce bênção do Senhor No encontro do irmão, eu vou rezar.

A “Plantinha de Francisco” com seu Pai quis se 4. Na mão que se estende, eu vou rezar,
encontrar. Nesse encontro deu-se à luz que fez toda no abraço do amigo, eu vou rezar.
Assis brilhar. Sua fé fez-se mais forte, trouxe força e Na vida de sempre, eu vou rezar.
proteção. E venceu os sarracenos com o ostensório
Ao Deus que é amigo, eu vou rezar.
em sua mão.

Clara em nome, clara em vida, claro foi seu ideal


9. MUITO ME ALEGRO COM CLARA
Dama pobre e virtuosa de pureza sem igual.
Chega o dia em que o esposo vem buscar-te para
Deus. No seu corpo incorrupto vê-se aquilo o que 1. Quero viver, como Clara viveu, uma história de
viveu. amor. Nela, a força da vida supera o medo, o ódio e a
dor.

Santa Clara é belo lírio, és plantinha do Senhor


Muito me alegro com Clara, modelo de vida, beleza
Terna mãe, ardor e brilho, doce bênção do Senhor
em flor. Fez das palavras de Cristo sua regra de vida,
segredos de amor.

7. LOUVOR FINAL 2. Quero amar, como Clara amou, do Cristo a sua


1. Escolhendo a vida de trabalho e convivência, / Foi a Paixão. Nela, a esperança renasce e cresce o desejo de
terra boa de um jardim que se firmou. libertação.

Clara, como o sol, iluminou o meu caminho. / Deus 3. Quero cantar, como Clara cantou, uma canção de
está aqui! Que digam sim os passos meus. louvor. Nela, o encanto das cores revela a graça de
Deus Criador.
2. Fonte de ternura, acolhimento e reverência. /
Aprendeu dos pobres que a partilha é o dom maior. 4. Quero rezar, como Clara rezou, uma singela oração.
Nela, a ternura de Cristo aponta o caminho de Deus
3. Longe de honrarias quis falar pelo silêncio. / Um compaixão.
perfume bom que se espalhou por nosso chão.
5. Quero sonhar, como Clara sonhou, um sonho de
gratidão. Nela, a ternura e a graça renovam o encanto
8. MEU DEUS E MEU TUDO de toda a criação.

Meu Deus e meu tudo, meu Deus e meu tudo,


eu vou rezar. O amor não é amado, o amor não é
amado, eu vou rezar.

1. Olhando as estrelas, eu vou rezar.


O sol a brilhar, eu vou rezar.
Sentindo a brisa, eu vou rezar.
E o vento a soprar, eu vou rezar.

2. Olhando as flores, eu vou rezar.


O verde a crescer, eu vou rezar.
Ouvindo os pássaros, eu vou rezar.
E a água a correr, eu vou rezar.