Você está na página 1de 15

MANUAL

DO
ESTAGIÁRIO INSTITUCIONAL

Documento de orientação para a organização


do Memorial Reflexivo de Estágio Institucional
da Pós-Graduação em Psicopedagogia Clínica
e Institucional.

Disciplina: Estágio Institucional

CARGA HORÁRIA: 60 HORAS

2018

0
Sumário
BOAS-VINDAS ................................................................................................................. 2
ESTÁGIO ........................................................................................................................... 3
ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR OBRIGATÓRIO ............................ 3
CAMPO DE ESTÁGIO .................................................................................................... 4
CARGA HORÁRIA DO ESTÁGIO ................................................................................ 5
VIGÊNCIA DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO . 5
ATIVIDADES A SEREM REALIZADAS ....................................................................... 5
O QUE É O MEMORIAL REFLEXIVO? ....................................................................... 9
ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DO MEMORIAL REFLEXIVO SOBRE O
ESTÁGIO ......................................................................................................................... 10
FORMATAÇÃO .............................................................................................................. 11
FICHA DE FREQUENCIA E DE DESEMPENHO DE ESTÁGIO ........................... 12
PLÁGIO ............................................................................................................................ 12
EVITE CONFLITOS COM A ESCOLA ....................................................................... 13
Critérios de Avaliação – Estágio Clínico ................................................................ 14

1
BOAS-VINDAS
Caro(a) aluno(a)
Chegou o momento de realizar o Estágio Curricular Obrigatório. Este momento
caracteriza-se pela oportunidade de aproximar o acadêmico da realidade prática em sua
área de formação, e assim compreender a práxis das teorias que norteiam o exercício de
sua profissão.
No manual do Estagiário, você encontrará instruções e orientações que tem como
objetivo auxilia-lo na organização, formalização e no desenvolvimento das suas
atividades de estágio obrigatório.

Atenção! A leitura integral deste Manual é imprescindível e obrigatória, deve ser realizada
antes de iniciar a atividade de estágio. Não deixe de consulta-lo sempre que necessário.
Dúvidas sobre o conteúdo do manual e encaminhamento do estágio devem ser
encaminhadas ao canal Tutoria do seu ambiente virtual de estudo.

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU


PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO

2
ESTÁGIO

Para iniciar esta trajetória, é necessário que você compreenda o conceito de


estágio, legislação, modalidade e quais são os documentos que devem ser inseridos no
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

Conceito de Estágio
Conforme Lei 11.788, de 25 de setembro de 2.008, em seu Artigo 1º define Estágio
como ato educativo escolar supervisionado, desenvolvido no ambiente de trabalho, que
visa à preparação para o trabalho produtivo de educandos que estejam frequentando o
ensino regular em instituições de educação superior, de educação profissional, de ensino
médio, da educação especial e dos anos finais do ensino fundamental, na modalidade
profissional da educação de jovens e adultos.
O estágio poderá ser obrigatório ou não obrigatório, conforme determinação das
diretrizes curriculares da etapa, modalidade e área de ensino e do projeto pedagógico do
curso.

Estágio Supervisionado Curricular Obrigatório


Estágio obrigatório é aquele definido no projeto do curso, cuja carga horária é
requisito para aprovação e obtenção do certificado.

Estágio não obrigatório


Estágio não obrigatório é aquele desenvolvido como atividade opcional, acrescida
à carga horária regular e obrigatória.

ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR OBRIGATÓRIO

TODO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CURRICULAR REQUER, NO MÍNIMO:


I. Um estudante regularmente matriculado no curso de pós-graduação.
II. Um Professor Orientador, de área específica àquela do curso do estudante, ou áreas
afins, de acordo com definição do colegiado de curso.
III. Uma unidade concedente, onde o estágio supervisionado curricular será realizado.
IV. Um Profissional Supervisor da unidade concedente, com formação na área específica
ou em áreas afins, de acordo com o colegiado de curso.
V. Um plano de estágio supervisionado curricular com atividades compatíveis com o curso
do estudante.

3
OBJETIVOS DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO
Enquanto atividade obrigatória na programação didático-pedagógica do curso de
pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional, o estágio supervisionado
curricular tem como objetivo principal propiciar a oportunidade de aplicar seus
conhecimentos acadêmicos em situações da prática profissional, possibilitando a
aquisição de uma visão crítica de sua área de atuação.
Dessa maneira visa:
- Propiciar aos alunos o contato direto com instituições confrontando os princípios teórico-
práticos apresentados durante o curso com a realidade do trabalho para o qual está sendo
qualificado;
- Desenvolver conhecimentos, habilidades e competências pertinentes ao desempenho
de sua profissão;
- Desenvolver uma metodologia comprometida com a problemática do campo de estágio,
contemplando os fundamentos teóricos e metodológicos apreendidos em sua formação;
- Estimular os alunos para o desenvolvimento de pesquisa colaborando para a construção
de novos conhecimentos na área de Psicopedagogia;
- Contribuir para a construção específica do campo de atuação psicopedagógicas, uma
vez que garante e promove a formação do estudante no contexto profissional.
Espera-se que a avaliação clínica e institucional contribua com a vivência do aluno-
estagiário e sirva de apoio para o desenvolvimento do papel profissional do
psicopedagogo.
Especificamente no Estágio Institucional o aluno-estagiário deverá realizar
um diagnóstico psicopedagógico de uma instituição envolvendo os processos de
ensino e aprendizagem e a trama de relações que caracterizam a sua dinâmica e o
seu funcionamento.
CAMPO DE ESTÁGIO
Constituem-se campos de estágio as entidades de direito privado, os órgãos de
Administração Pública, as Instituições de Ensino ou Pesquisas e Profissionais Liberais de
nível superior devidamente registrado em seus conselhos respectivos. O campo de
estágio deve apresentar compatíveis com a legislação.
Para desenvolver o estágio em Psicopedagogia Institucional o aluno-estagiário
deve procurar preferencialmente uma escola da rede pública ou privada de ensino –
poderá se desenvolver na mesma escola onde realizou o estágio clínico. Como alternativa
estão outras instituições na qual existam processos de ensino e aprendizagem, como
escolas de idiomas, de artes, de esportes e treinamento, ONG e Institutos dedicados a
aprendizagem.

4
CARGA HORÁRIA DO ESTÁGIO
O estágio curricular supervisionado obrigatório em Psicopedagogia Institucional
possui carga de 60 horas prevista no projeto pedagógico do curso, sendo o seu
cumprimento requisito necessário para obtenção do certificado.
As 60 horas serão assim distribuídas e devidamente registradas na Ficha de
Frequência:
- 2(duas) horas para vídeo aulas;
- 6(seis) horas de observação no local de estágio;
- 10(dez) hora no local de estágio para as sessões diagnósticas distribuídas de acordo
com cronograma elaborado pelo aluno-estagiário e aprovado pelo responsável na
instituição. Podendo ocorrer duas sessões por semana de uma hora cada. Contando
como hora tanto a hora-aula (50 min.) como a hora convencional (60 min.);
- 2(duas) horas destinadas a devolutiva aos responsáveis pela instituição e para os
envolvidos no processo avaliativo;
- 40(quarenta) horas destinadas ao contato inicial para definir local de estágio; para
estudo teórico; preparação do material; análise dos dados; elaboração do memorial
reflexivo devidamente fundamentado (na ficha de frequência estas atividades devem ser
registradas com datas e horários aproximados e conter a assinatura do tutor/coordenador
do polo presencial).

VIGÊNCIA DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO


Deve ser cumprido dentro do período vigente da disciplina, respeitando os
períodos de Estágio Institucional disponibilizados no AVA e na área Trabalhos da
disciplina.

ATIVIDADES A SEREM REALIZADAS


A principal atividade a ser realizada durante o Estágio Institucional do curso de
pós-graduação em Psicopedagogia Clínica e Institucional é o diagnóstico
psicopedagógico de uma instituição envolvendo os processos de ensino e aprendizagem
e a trama de relações que caracterizam a sua dinâmica e o seu funcionamento.
O estágio poderá ser desenvolvido em grupo de até no máximo 4 (quatro)
participantes. Todos os integrantes do grupo devem pertencer a mesma turma, com a
mesma oferta - número que aparece ao lado do nome da disciplina.

5
PREPARAÇÃO
Para atingir o objetivo será necessário buscar uma instituição escolar (ou que
desenvolva ações relacionadas a processos de ensino e aprendizagem), tendo em mãos
a Carta de Apresentação.
No primeiro contato esclareça os objetivos do seu estágio e a proposta de atuação,
para tanto é necessário que você tenha lido os documentos e assistido todas as vídeo-
aulas da disciplina. Seja breve e objetivo, pois o funcionário na instituição geralmente tem
pouco tempo para atendimento. Nessa fase inicial de acertos, coloque suas dúvidas e
estabeleça acordos e combinados com o profissional da instituição dentro de suas
possibilidades. Caso considere que as condições colocadas não condizem com a
proposta de estágio, ou estejam além do que é possível cumprir, cabe agradecer ao
funcionário que o recebeu, colocar sua impossibilidade e buscar outra opção. Em caso
de aceite, colete os dados para o Termo de Compromisso.

TERMO DE COMPROMISSO DE ESTÁGO


Para iniciar o estágio curricular é necessário o Termo de Compromisso preenchido
e liberado (deferido). Neste documento serão regulamentados seus direitos e deveres no
período de vigência do estágio, além de garantir o plano de seguro contra acidentes
pessoais, exigido pela legislação de estágio.
O Termo de compromisso é celebrado entre IES (Instituição de Ensino Superior),
você e a Instituição Concedente (escola ou outra) – local no qual realizará seu estágio. O
Termo de Compromisso de Estágio é obrigatório e pré-requisito para realização das
demais etapas do estágio. Deve ser individual mesmo quanto o estágio é desenvolvido
em grupo.

Esse documento é preenchido no AVA na área Trabalhos da disciplina, no link


Termo de Compromisso. Imprima a versão preenchida para coletar assinatura e
carimbo da instituição concedente e do responsável no Polo presencial. Digitalize
em formato PDF o documento assinado e poste na área de Trabalhos no AVA. Feito
isso, se o termo de compromisso estiver com as informações corretas, receberá o
carimbo digital do Uninter e será deferido no próprio AVA pela Central de Estágio.
Imprima duas cópias do termo aprovado: uma cópia é sua e a outra deve ser
entregue na instituição de estágio.

6
OBSERVAÇÃO PARTICIPANTE
Os primeiros momentos no local de estágio têm por objetivo reconhecer o espaço
e pessoal, além de estabelecer o objeto de avaliação. Solicite ao responsável na
instituição concedente que indique um problema (queixa) relacionado ao grupo de
professores; ou de funcionários em geral; ou a um grupo ou turma de alunos; ou aos
familiares de uma turma; ou outros, que interfere diretamente nos processos de
aprendizagem. O problema pode envolver a dinâmica de relacionamento ou
funcionamento da instituição. Apenas para ilustrar citamos alguns exemplos: grupo de
professores com dificuldade em desenvolver o planejamento ou projeto aprovado e
acordados em reunião; grupo de funcionários que demonstram resistentes às mudanças
ou inovações; turma de alunos considerada indisciplinada.
Ainda nos primeiros contatos na escola procure analisar o projeto pedagógico e
outros documentos que indiquem a concepção de ensino e aprendizagem, fundamentos
pedagógicos que norteiam a atuação dos professores, a organização e proposta de
gestão, o perfil da clientela e outros.
Em seguida, organize junto ao responsável na instituição o cronograma de
avaliação considerando o número de sessões (10) e o período disponível para atuar junto
ao grupo focal.
Prepare a Ficha de Frequência (modelo em Material Complementar) que deve
ser individual mesmo quanto o estágio é desenvolvido em grupo. Na ficha de frequência
deve constar data, horário e atividade desenvolvida a cada dia com a assinatura do
responsável da escola.
Atenção:
Não é recomendado realizar o estágio no local de trabalho do aluno(a)/estagiário(a), pois
o levantamento diagnóstico pode revelar fragilidades e inconvenientes da instituição
provocando impacto no vínculo empregatício, além do envolvimento natural com os
avaliados que dificulta a isenção na análise dos dados.

PRÁTICA – AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA INTITUCIONAL


1. Recomenda-se que a avaliação institucional inicie com propostas com grupos
operativos refletindo sobre a atividade escolar e sobre as próprias aprendizagens
(como foi alfabetizado; sentimentos em relação as avaliações, testes e provas;
comportamento dos professores; etc.). A aplicação da Entrevista Operativa
Centrada no Modelo Ensino-Aprendizagem (E.O.C.M.E.A.) é um dos instrumentos
a ser utilizado, assim como dinâmicas que auxiliem a investigar a queixa relatada.
Na aplicação da E.O.C.M.E.A. e dinâmicas existem três funções a serem
consideradas: 1) COORDENADOR DAS ATIVIDADES – apresenta a tarefa e

7
interveem durante a execução da mesma; 2) OBSERVADOR DAS ATIVIDADES
– observa e registra tudo o que for dito pelos os envolvidos no processo; 3)
OBSERVADOR DA TEMÁTICA – observa e registra todas as ações. Caso realize
o estágio em grupo cada um assume um dos aspectos e alterna ao longo das
aplicações. Mas se o estagiário é individual, terá que desenvolver as três funções
concomitantemente.
2. Após os contatos iniciais (sessões), levantar as primeiras hipóteses. Com base na
fundamentação teórica do curso, planejar os próximos encontros e elaborar os
materiais necessários. Para tanto, não deixe de consultar as disciplinas que você
já cursou, sobretudo aquelas relacionadas a avaliação psicopedagógica
institucional. Observe também que na área da disciplina de Estágio Institucional,
além das orientações nas vídeo-aulas e aqui no Manual existem diversas
materiais de apoio para essa etapa, em Material Complementar.
3. Realize as demais sessões para finalizar o processo de avaliação diagnóstica
totalizando 10 (dez). Cada sessão não pode ultrapassar 60 minutos diários com o
grupo focal, sendo recomendadas 2 (duas) sessões semanais. Nas sessões, além
de dinâmicas podem ser aplicados questionários, apresentados textos ou vídeos
para mobilização e reflexão.
4. Elabore o Parecer Psicopedagógico e o Informe Psicopedagógico
Institucional com base nos dados coletados e utilizando o modelo que está no
AVA (Material Complementar).
5. Os dois documentos citados no item anterior serão a referência para devolutiva à
escola e ao grupo avaliado, que acontecerá ao final do estágio, em uma ou duas
sessões.
6. Também será necessário desenvolver a Proposta de Intervenção Institucional,
documento a ser entregue para o responsável na escola.
7. Solicite do supervisor do seu estágio (da instituição concedente) que finalize o
preenchimento da Ficha de Frequência incluindo carimbo da escola. O
responsável na escola também vai preencher, assinar e carimbar a Ficha de
Desempenho. Ambas serão postadas juntamente com o Memorial Reflexivo na
área Trabalhos da disciplina.
8. Elabore o Memorial Reflexivo do estágio de acordo com as orientações e normas
de formatação deste Manual. O “Memorial” não se reduz à descrição das
observações imediatas do campo de estágio, por isso não basta descrever os
acontecimentos é preciso que sejam destacados os aspectos mais interessantes
de cada momento e que estes aspectos sejam relatados de forma reflexiva e
embasada teoricamente.

8
9. Poste o arquivo com todos os documentos necessários na área Trabalhos da
disciplina de estágio de acordo com o período indicado.
Atenção! O arquivo do Memorial Reflexivo deve ser elaborado em Word (.doc/.docx
/.odt/.rtf) para que o professor corretor inclua comentários para ajustes, se necessário.

O contato com o professor corretor acontecerá através da entrega do Memorial


Reflexivo no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Os professores tutores e os
professores corretores não respondem a e-mails ou outra forma de contato fora do
AVA.
Procure realizar a primeira postagem até dois meses antes do prazo final de entrega
do memorial, pois, caso seja necessário algum ajuste ou alteração, terá tempo para
corrigir e reenviar uma segunda vez. O professor avaliador tem até 45 dias a contar
da data de postagem para devolutiva do resultado.
Para sanar dúvidas, utilize o canal Tutoria da disciplina.

Caso não obtenha nota suficiente para aprovação no estágio, será necessário aguardar
a alteração do status da disciplina para Rendimento Insuficiente ou Em Exame e solicitar
a Prorrogação da entrega do relatório de estágio.

O QUE É O MEMORIAL REFLEXIVO?


De modo geral, podemos dizer que o memorial é: "documento de natureza
autobiográfica, em que o narrador retoma sua trajetória de vida, a partir de objetivos
previamente definidos" (Bragança e Maurício, 2008, p. 263). De modo específico, como
um memorial reflexivo sobre o estágio, este documento tem a função de relatar, na forma
de uma narrativa, as experiências vivenciadas pelo aluno no campo de realização do
estágio.
Se trata de é uma reflexão crítica sobre suas aprendizagens, possibilitando que
você desenvolva a capacidade de produção escrita e de percepção da qual necessita
para refletir sobre as suas práticas. Trata-se de uma reflexão teórico-prática sobre o
estágio.
A partir das suas percepções sobre o estágio realizado, com base na
fundamentação teórica estudada durante o curso como um todo, busque relatar os
avanços e os limites, os problemas enfrentados, as reflexões realizadas e as mudanças
ocorridas.

9
ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DO MEMORIAL REFLEXIVO SOBRE O ESTÁGIO

O memorial é um texto narrado geralmente na primeira pessoa do singular, com


base em uma sequência definida, com o objetivo de descrever os aspectos especificados.
O memorial reflexivo deve ter de 15 a 20 páginas. O arquivo postado no sistema deve
ser em Word e não poderá ultrapassar 10M, portanto, procure ajustar a resolução de
fotos e imagens.
Atenção, só inclua fotos das pessoas envolvidas no estágio quando possuir termo
assinado de uso de imagem específico para seu trabalho que será digitalizado e anexado
ao memorial reflexivo.

1 INTRODUÇÃO
Indicar o objetivo do trabalho, justificar a importância da psicopedagogia
institucional escolar e de um diagnóstico psicopedagógico institucional, a contribuição
dessa área para compreender os fenômenos que ocorrem no interior do contexto
educativo, o porquê da psicopedagogia para esta escola, em particular. A introdução não
deve ultrapassar de uma página.

2 PRÁTICA – AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA INSTITUCIONAL


2.1 Identificação da Instituição
Em texto corrido identificar e caracterizar a instituição: Nome, endereço e telefone da
instituição; Número de alunos; Número de salas; Turnos de funcionamento; Níveis de
ensino; Regime jurídico (pública ou privada); Proposta pedagógica da escola (síntese)
2.2 Registro da Queixa
Descrever a queixa como apresentada pelo responsável.
2.3 Primeiro sistema de hipóteses.
2.4 Registro descritivo das sessões realizados: seguindo a ordem cronológica, levantar
as hipóteses e analisá-las à luz da fundamentação teórica.
2.5 Parecer Psicopedagógico: elaborar o sistema de hipóteses final, confirmando ou
refutando as hipóteses anteriormente levantadas.
2.6 Informe Psicopedagógico Institucional: deve constar orientações e encaminhamentos,
seguindo modelo disponível na área da disciplina de estágio.
2.7 Proposta de Intervenção Institucional: detalhar as atividades propostas tendo em
conta que serão executadas por terceiros.
2.8. Devolutiva à escola e grupo focal: descrever como ocorreu a devolutiva.

10
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS
Finalizar discorrendo sobre as contribuições que o Estágio Clínico trouxe para a
sua formação profissional a partir da análise de todo o processo vivenciado ao realizar a
avaliação diagnóstica em um sujeito com dificuldades em seu processo de aprendizagem.

REFERÊNCIAS
Todos os autores citados no corpo do Memorial Reflexivo devem aparecer referenciados
de acordo com as normas da ABNT. Autores não citados no texto não deverão ser
incluídos nas referências.

ANEXOS
Escancear e incorporar ao Memorial Reflexivo do Estágio Institucional os seguintes
documentos:
- Ficha de frequência devidamente preenchida, carimbada e assinada pelo responsável
na instituição de estágio e pelo tutor do polo (cada qual assina as atividades que lhe
corresponde);
- Ficha de desempenho preenchida e assinada pelo responsável da escola (da instituição
concedente);
- 1 (uma) atividade da EOCMEA;
- 1 (uma) dinâmica ou questionário aplicado.

FORMATAÇÃO

Para tal documento, você deverá respeitar as normas de formatação a seguir:


No Brasil, seguimos a estrutura de textos indicada pela ABNT (Associação Brasileira
de Normas Técnicas). Será a partir desta padronização que o orientador saberá se os
seus trabalhos estão em conformidade com padrões à sua apresentação gráfica.
Assim, devem ser seguidas algumas recomendações referentes ao formato, margens
e paginação (NBR 14724, p.2011).
O trabalho acadêmico deve ser em folha “A4”
A fonte utilizada deve ser Arial tamanho 12.
Com relação às margens, a folha deve apresentar margem de 3cm à esquerda, 2cm
à direita, 3cm na parte superior e 2cm na parte inferior.
O texto deve ser digitado com espaço 1,5cm.

11
FICHA DE FREQUENCIA E DE DESEMPENHO DE ESTÁGIO

ATENÇÃO: O preenchimento das fichas de frequência e de desempenho de


estágio deve ser manuscrito e sem rasuras. Os dois documentos são obrigatórios
para aprovação no estágio institucional.

a) As atividades desenvolvidas na instituição concedente serão assinadas pelo


profissional responsável pela instituição, conforme consta no exemplo da Ficha de
Frequência preenchida.
Lembre-se de solicitar ao responsável na escola/instituição que carimbe as fichas
contendo a numeração do CNPJ ou do Código de Registro da escola/instituição no
INEP, ou ainda o número do decreto de designação do diretor.
Se o CNPJ não constar no carimbo você deverá acrescentar o número à caneta.
b) As atividades como vídeo-aulas (gravadas), estudos, planejamento e elaboração de
material para a realização do estágio, bem como a elaboração do Memorial reflexivo
devem ser assinadas pelo tutor ou coordenador do Polo.
c) A ficha de desempenho de estágio deverá ser preenchida pelo professor supervisor de
campo, isso é, a mesma pessoa que assinou a ficha de frequência.

APENDICÊS

PLÁGIO
Você sabe o que é plágio?
O plágio acadêmico configura-se quando um aluno utiliza, seja de internet, revista
ou livros, ideias, frases ou conceitos do autor que as formulou e as publicou sem citá-lo
como fonte de pesquisa, omitindo o devido crédito ao outro autor.
PARA EVITAR O PLÁGIO, PROCURE:
• Dar crédito ao utilizar ideias de outras pessoas, opinião ou teoria;
• Informar a referência ao mencionar estatísticas, gráficos, desenhos, trechos de qualquer
informação, entre outros que não são de conhecimento comum;
• Utilizar aspas (“) em palavras escritas ou faladas por outros autores;
• Obedecer às normas bibliográficas da ABNT para o uso de citações no trabalho. Para
fugir do plágio, você pode utilizar softwares de varredura que procuram por semelhanças
em seu texto e mostram se você fez a citação de forma correta.
LEI 10.695 DE 1º.7.2003
De acordo com a lei 10.695 de 1º.7.2003, é vedado o uso de textos ou trechos de textos
sem a devida referência”, de acordo com o abaixo disposto:

12
Art. 184.Violar direitos de autor e os que lhe são conexos:
Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa.
§ 1o Se a violação consistir em reprodução total ou parcial, com intuito de lucro direto
ou indireto, por qualquer meio ou processo, de obra intelectual, interpretação, execução
ou fonograma, sem autorização expressa do autor, do artista intérprete ou executante,
do produtor, conforme o caso, ou de quem os represente:
Pena – reclusão, de 2 (dois) a 4 (quatro) anos, e multa.
Fonte - Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/DecretoLei/Del2848compilado.htm "
Qualquer dúvida, entre em contato com a s Tutoria da disciplina no AVA.

EVITE CONFLITOS COM A ESCOLA

A presença do estagiário em sala de aula ou em outros espaços da escola altera


a rotina desses espaços, interfira o mínimo possível no cotidiano escolar. Detalhes nem
sempre óbvios como, por exemplo, ir à escola com uma camisa de time de futebol ou
roupas inadequadas, podem causar muitas reações e dificuldades para supervisor do
estágio na escola. Na observação em sala de aula, é importante combinar com o
professor onde é melhor se sentar e se você poderá circular pela sala em determinados
momentos para observar o aluno em atividade.
Procure fazer suas anotações com discrição (você pode retomá-las depois para
preparar um relato mais detalhado), de modo que os entrevistados e aluno não se sinta
constrangido.
Tudo deve ser combinado com o profissional que o esteja supervisionando, para
que a atividade integre o máximo possível o conjunto das ações desenvolvidas na escola.
Além das normas para a realização do estágio, observe também as normas
internas presentes no regimento escolar. Não é adequado desrespeitar regras às quais
todos os alunos estão submetidos, como por exemplo, entrar na aula depois de iniciada
ou utilizar o celular na sala de aula.

13
Critérios de Avaliação – Estágio Institucional

1. ARTICULAÇÃO ENTRE TEORIA E PRÁTICA: consistência teórica e coerência


com as orientações, análise dos resultados e encaminhamentos adequados.
Valor: 10
2. INFORME PSICOPEDAGÓGICO - com o parecer, prognóstico e recomendações.
(ver modelo AVA)
Valor: 10
3. PROPOSA DE INTERVEÇÃO E DEVOLUTIVA – A proposta de intervenção é a
recomendações de técnicas, atitudes e a serem realizadas depois da avaliação
para amenizar ou solucionar a queixa. Devolutivas –para a instituição, para os
participantes do grupo focal.
Valor: 20
4. PRÁTICA – AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA INSTITUCIONAL
– Identificação da instituição; Registro da queixa e sistema de hipóteses; registro
das sessões.
Valor: 20
5. CORREÇÃO DE LINGUAGEM – observância da norma culta e da ortografia.
Valor: 10
6. ESTRUTURA DO TRABALHO – introdução, prática, proposta de intervenção,
referências e anexos. Os anexos obrigatórios são a ficha de frequência, a ficha de
desempenho, a aplicação da EOCMEA e de uma dinâmica ou questionário.
Valor: 10
7. PROVAS E TESTES PSICOPEDAGÓGICOS APLICADOS –EOCMEA,
dinâmicas, questionários.
Valor: 10
8. FICHA DE DESEMPENHO – SUPERVISOR DE CAMPO – documento
preenchido pelo supervisor de campo revelando desempenho do estagiário
durante o período de estágio.
Valor: 10

REFERÊNCIA
BRAGANÇA, Ines Ferreira; MAURÍCIO, Lúcia Velloso. Histórias de vida e práticas de
formação. In: PASSEGGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino de (Org.).
(Auto)biografia: formação, territórios e saberes. São Paulo: Paulus, 2008. p. 253-271.

14

Você também pode gostar