Você está na página 1de 18

Lei de Gauss e Campos Elétricos

Neste capítulo introduz-se os conceitos de fluxo elétrico (Φ ) do

campo elétrico; simetria e Lei de Gauss do eletromagnetismo.

Aplicaremos a lei de Gauss a:

- Um plano infinito uniformemente carregado

- Uma barra isolante infinita uniformemente carregada

- Uma casca esférica uniformemente carregada

- Uma distribuição de carga uniforme esférica

Aplicaremos também a Lei de Gauss para calcular o campo elétrico

dentro e fora de condutores carregados.

n ˆ

nˆ

nˆ nˆ nˆ

Nota 3: Se o sentido de E é para fora da superfície o fluxo é positivo, caso contrário é negativo. Se E é paralelo a superfície, o fluxo é zero.

Fluxo Elétrico através de uma superfície gaussiana

Fluxo Elétrico através de uma superfície gaussiana

Lei de Gauss: relaciona os campos elétricos nos pontos de uma

superfície gaussiana (fechada) à carga total envolvida pela superfície.

os campos elétricos nos pontos de uma superfície gaussiana (fechada) à carga total envolvida pela superfície.
os campos elétricos nos pontos de uma superfície gaussiana (fechada) à carga total envolvida pela superfície.
os campos elétricos nos pontos de uma superfície gaussiana (fechada) à carga total envolvida pela superfície.
os campos elétricos nos pontos de uma superfície gaussiana (fechada) à carga total envolvida pela superfície.

Lei de Coulomb e lei de Gauss

dA nˆ nˆ nˆ
dA

nˆ

São maneiras diferentes de expressar a relação entre carga elétrica e campo elétrico em casos estáticos. Uma lei pode ser derivada da outra.

Exemplo: Derivação de Lei de Coulomb através da Lei de Gauss. Cálculo do campo elétrico E gerado por uma carga q no ponto

P a uma distância r de q.

da Lei de Gauss. Cálculo do campo elétrico E gerado por uma carga q no ponto

O campo elétrico dentro de um condutor é zero!

E F e v
E
F
e
v
O campo elétrico dentro de um condutor é zero! E F e v Se uma carga

Se uma carga em excesso é introduzida em um condutor, a carga se concentra na superfície externa do condutor; o interior do condutor permanece neutro.

em um condutor, a carga se concentra na superfície externa do condutor; o interior do condutor
Não há carga nas paredes da cavidade. Toda carga em excesso permanece na superfície externa
Não há carga nas paredes da cavidade. Toda carga em excesso permanece na superfície externa
Não há carga nas paredes da cavidade. Toda carga em excesso permanece na superfície externa
Não há carga nas paredes da cavidade. Toda carga em excesso permanece na superfície externa

Não há carga nas paredes da cavidade. Toda carga em

excesso permanece na superfície externa do condutor.

nˆ 2 S 3 S 2 nˆ S 1 1  E   o
2
S 3
S 2
S 1
1
E 
o

nˆ

3

nˆ 2 S 3 S 2 nˆ S 1 1  E   o n

O campo elétrico fora de um condutor carregado

é perpendicular à superfície do condutor, caso contrário haveria movimento de cargas. Para

aplicar a lei de Gauss, vamos utilizar a superfície

cilíndrica fechada na figura e dividi-la em três

seções S 1 , S 2 e S 3:

e dividi-la em três seções S 1 , S 2 e S 3 : Receita para
e dividi-la em três seções S 1 , S 2 e S 3 : Receita para
e dividi-la em três seções S 1 , S 2 e S 3 : Receita para
e dividi-la em três seções S 1 , S 2 e S 3 : Receita para
e dividi-la em três seções S 1 , S 2 e S 3 : Receita para

Receita para aplicar a lei de Gauss

1. Faça um esboço da distribuição de carga

2. Identifique a simetria da distribuição e seu efeito no campo elétrico

3. A lei de Gauss vale para qqer superfície fechada S. Escolhe uma que facilite o cálculo do fluxo.

nˆ

1 S 1 S 2 nˆ 2 S nˆ 3 3
1
S 1
S
2
2
S
3
3
n ˆ 1 S 1 S 2 nˆ 2 S nˆ 3 3 E  
n ˆ 1 S 1 S 2 nˆ 2 S nˆ 3 3 E  
n ˆ 1 S 1 S 2 nˆ 2 S nˆ 3 3 E  

E

2 

o

r

S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1

S 2

S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1 E

nˆ

3

nˆ

S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1 E

2

S

3

S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1 E

S 1

nˆ

1

S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1 E
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1 E
S 2 n ˆ 3 n ˆ 2 S 3 S 1 n ˆ 1 E

E

2

o

S A A S'
S
A
A
S'

'

2  E  1 i  o
2
E
1
i
o
S A A S' ' 2  E  1 i  o No caso de

No caso de dois planos infinitos paralelos carregados com 1 e - 1, tem-se que a distribuição de cargas de um plano inicialmente não influencia no outro

mas ao aproximá-los, as cargas de um atraem as do outro. Neste caso, há

movimento das cargas para a superfície. Aplicamos a lei de Gauss utilizando uma superfície cilíndrica S com área A em ambos os lados. O fluxo líquido

entre as placas é dado por:

os lados. O fluxo líquido entre as placas é dado por: Para encontrar o campo fora

Para encontrar o campo fora da região das placas, aplicamos agora a superfície

S´ com área das bases A´. O fluxo é:

Para encontrar o campo fora da região das placas, aplicamos agora a superfície S´ com área
nˆ 2 E o nˆ E 1 i
2
E
o
E
1
i

Campo elétrico gerado por uma casca esférica de carga q e raio R.

Dentro da casca: Considere-se a superfície S 1 que é uma esfera de raio r < R e cujo centro coincide com a da esfera.

O fluxo elétrico é

portanto

,
,
coincide com a da esfera. O fluxo elétrico é portanto , Fora da casca: Considere-se a

Fora da casca: Considere-se a superfície S 2 que é uma esfera de raio r > R e cujo centro

coincide com a da esfera.

O fluxo elétrico é

Portanto,

r > R e cujo centro coincide com a da esfera. O fluxo elétrico é Portanto,

E

o

q

4  r

o

2

q E  o 4  r 2 o
q
E
o
4  r
2
o

Campo elétrico de uma casca esférica de cargas

O campo elétrico dentro de

uma esfera oca carregada uniformemente é nulo.

Uma carga de prova colocada dentro da esfera não

experimenta nenhuma força

elétrica.

Tipler & Mosca, Fisica (LTC, 2009) ©2008 by W.H. Freeman and Company

Aplicação Blindagem eletrostática Gaiola de Faraday Uma pessoa dentro da gaiola está protegida da descarga

Aplicação

Blindagem eletrostática

Gaiola de Faraday

Uma pessoa dentro da gaiola está protegida da descarga de alta voltagem. Deutsche Museum, Munique.

Aplicação Descarga elétrica O eriçamento de cabelo quando há ameaça de tempestade, é precursora de

Aplicação

Descarga elétrica

O eriçamento de cabelo quando há ameaça de tempestade, é precursora de raios que vão cair. O prudente é abrigar-se em uma cavidade no interior de uma casca condutora, onde é garantido que o campo elétrico E = 0. Um carro é quase ideal.

Halliday, Resnick e Walker, Fundamentos de Física (8ª edição,LTC, 2009)

S 1

S 2

nˆ

nˆ

1

E o
E
o
2 E i
2
E
i
S 1 S 2 n ˆ n ˆ 1 E o 2 E i Portanto,
S 1 S 2 n ˆ n ˆ 1 E o 2 E i Portanto,

Portanto,

S 1 S 2 n ˆ n ˆ 1 E o 2 E i Portanto,
Campo elétrico gerado por uma esfera unifor- memente carregada de raio R e carga q
Campo elétrico gerado por uma esfera unifor- memente carregada de raio R e carga q

Campo elétrico gerado por uma esfera unifor-

memente carregada de raio R e carga q

 q  E    r i 4  R  3 
q 
E
 
r
i
4  R
3 
o

E

o

q

4  r

o

2

E q 3 4  R o O R r
E
q
3
4
 R
o
O
R
r

Tipler & Mosca, Fisica (LTC, 2009) ©2008 by W.H. Freeman and Company