Você está na página 1de 20

PSICANALÍSE

História, Evolução e Ciência.


PSICANÁLISE

PRÉ-HISTÓRIA, EVOLUÇÃO E CIÊNCIA

A Psicanálise, nasceu em Viena no final do século XIX, a partir de um método


absolutamente original de exploração da subjetividade humana.

É uma teoria e uma prática que visa conhecer o funcionamento psíquico do ser
humano, seu sofrimento, sua patologia e seus sentimentos.

PSICO-ANÁLISE

ANÁLISE-PSIQUE

É uma a abordagem terapêutica baseada na observação de que os indivíduos,


geralmente, não têm consciência dos inúmeros fatores que determinam suas
emoções e comportamentos.

Os fatores inconscientes são essenciais à constituição de uma boa saúde


mental, estando presentes nas mais diversas e ricas expressões do ser humano.

Encontram-se na gênese das criações artísticas e da formação dos grupos


humanos e laços sociais, em estreita inter-relação com as particularidades de
cada época e de cada cultura.

De forma esquemática, convém enumerar os seguintes aspectos que podem dar


uma idéia da evolução de como nossos ancestrais entendiam e enfrentavam as
doenças mentais.

Registros arqueológicos no Antigo Egito comprovam a prática de trepanações


cranianas possivelmente feitas com o objetivo de localizar alguma doença
mental que estaria dentro do crânio.
Na Idade Média existem evidências de que os doentes mentais eram
degradados, punidos com crueldade ou com a morte, recolhidos a prisões e
masmorras em meio a assassinos e outros marginais, exibidos nos circos
juntamente com gigantes, anões e outros aleijões, encarcerados em hospícios
em cubículos infectos e imundos, muitas vezes algemados.
Predominava na época uma mentalidade voltada para a magia e demonologia.
Os rituais de cura eram praticados por bruxos, xamãs, sacerdotes e faraós

Na França o entendimento sobre a loucura já estava mais avançado do que em


viena, já que foi Influenciada Pelo Iluminismo.

PINEL( 1745-1826)
Pinel e Esquirol(1722 – 1840) em Bicêntre, promoverem uma inovadora
reforma hospitalar que ficou sendo reconhecida como tratamento moral,
constituindo num conjunto de medidas que dessem o respeito pela dignidade
do enfermo mental.

Estamos aludindo aos dois mais importantes psiquiatras nascidos no período da


revolução francesa, culminada em 1789, e sob a inspiração eles revolucionaram
a filosofia da assistência hospitalar.

RAÍZES FILOSOFICAS

SÓCRATES 470aC – 399 aC


PLATÃO 428 aC – 348 aC
ARISTÓTELES 384 Ac – 322 aC

RAÍZES FILOSOFICAS E FISIOLÓGICAS

FILOSOFIA MEDICINA ANTIGUIDADE


FILOSOFIA MEDICINA IDADE MÉDIA
FILOSOFIA MEDICINA RENASCIMENTO
ESCOLAS

ESTRUTURALISMO

WILHELM WUNDT
TITCHENER

FUNCIONALISMO

WILLIAN JAMES

ESBOÇO DAS VISÕES DIFERENTES DO MUNDO PSÍQUICO

BEHAVIORISMO
JOHN WATSON 1878-1958

SKINNER 1904-1989

GESTALT

MAX WERTHEIMER 1880-1943


KOHLER 1887-1967

HUMANISMO

CARL ROGERS 1902-1987

ABRAHAM 1908-1970
MASLOW
PSICANÁLISE

SIGMUND FREUD 1856-1939


A HISTÓRIA DA PSICANÁLISE NO BRASIL

A entrada da difusão da Psicanálise no Brasil são consideradas como uma das


extensões do processo de modernização da nação, integrada à expectativa de
predomínio do conhecimento científico na regulação da vida social.

Os seus primeiros discípulos eram médicos, sobretudo psiquiatras, seguidos


de artistas de vanguarda e por psicólogos, até os de 1960

A partir de 1960 ampliou-se radicalmente ensejando um consumo imediato e


mediato do conhecimento e da prática terapêutica psicanalítica
A história remonta a 1920, quando Juliano Moreira, diretor do Hospital
Nacional dos Alienados (HNA), fundador da psiquiatria científica no Brasil,
referia-se às ideias freudianas sobre o inconsciente, como precioso recurso para
compreender as manifestações observadas nos seus internos.

Nascido em Salvador, Bahia, Juliano Moreira ( 1873-1932) foi um médico


psiquiatra e um dos introdutores da teoria psicanalítica no Brasil.

A primeira vez que um artigo cientifico de Freud foi citado em conferência


brasileira se deu em 1899, por meio de Juliano Moreira.

Sua formação se deu com Emile Kraepelin na Alemanha. As obras de Freud só


passam a ser citadas a partir de 1914.

A primeira tese escrita sob sua inspiração foi do médico cearense Genserico de
Souza Pinto, denominada: “ Psicanálise – a sexualidade nas neuroses”
defendida em 1915, na Faculdade Nacional de Medicina.
Mas a personalidade mais motivada com a Psicanálise, é sem dúvida

Julio Porto Carrero, em que a partir de 1919 se dedica ao

estudo do alemão, como dizia, “ para ler Freud no original

Primeiro professor de Neurologia e Psiquiatria da Faculdade de Medicina de


São no período de 1918 a 1923.

Foi o precursor da Psicanálise. Em 1919, sua aula inaugural baseou-se numa


abordagem psicanalítica de um assunto psiquiátrico.
Franco da Rocha, lança o livro: “ O pansexualismo da na doutrina de
Freud”

Era chamado de o Pinel paulista. Mas a Psicanálise vai expandir mais por
intermédios dos modernistas, do que pela via psiquiatrica. Entre eles está
Mario de Andrade.

Uma vez lançada ao longo de 1920, logo vai rapidamente se tornar objeto de
comentários e análises da parte dos mais intelectuais da cidade.

Médicos, psiquiatras, cronistas sociais, pedagogos, etc.


Danilo Perestrello

Foi um dos primeiros psicanalistas, tendo começado sua prática nos anos de
1930,

Em 1931, lançou o livro “ Como compreender Freud”Foi um dos grandes


nomes na democratização da Psicanálise
PRINCIPAIS ESCOLAS PSICANALÍTICAS

O CONCEITO PSICANALÍTICO

Escola é a construção teórica de elementos técnicos estruturados nos pilares


básicos da psicanálise freudiana, considerando novos contextos e também
abrodagens ou aplicações.

Existem atualmente mais de 60 escolas psicanalíticas no mundo, entretanto


7 clássicas e 3 fundamentais.

AS 7 ESCOLAS CLÁSSICAS

• FREUDIANA
• KLEINIANA
• PSICÓLOGOS DO EGO
• PSICÓLOGOS DO SELF
• LACANIANA
• WINNICOTTIANA
• BIONIANA
FREUD

• ARCABOUÇO TEÓRICO

• TEORIA TOPOGRÁFICA (ICS,


PCS, CS)

• TEORIA ESTRUTURAL (ID,


EGO, SUPEREGO)

• REGRA FUNDAMENTAL X
HIPNOSE

MELANIE KLEIN

• ANÁLISE INFANTIL

• ANÁLISE DE PSICÓTICOS

• ANGÚSTIA DE
ANIQUILAMENTO

• PRIMÁRIAS FANTASIAS
INCOSCIENTES DO EGO
INCIPIENTE

• IDENTIFICAÇÃO PROJETIVA

• SEIOCENTRISMO

• TEORIA DAS POSIÇÕES


PSICOLOGOS DO EGO - ERIC FROMM

• PSICANÁLISE
MEDICALIZADA

• FORTE PERCEPÇÃO DAS


RELAÇÕES OBJETAIS

• CULTURALISMO (ERICH
FROMM)

PSICÓLOGOS DO SELF –
• FOCO NÃO APENAS NO
KOHUT COMPLEXO EDIPIANO MAS
TAMBÉM NO NARCISISMO

• SELF-OBJECT

• FALHAS EMPÁTICAS DA MÃE

• IMAGO PARENTAL IDEALIZADO

• CONCEITO DE HOMEM TRÁGICO E


NÃO HOMEM CULPADO

• TRANSFERÊNCIA NASCISISTA
JAQUES LACAN

• ESTÁGIOS DE ESPELHO

• DESEJO E DISCURSO DO
MEIO

• “O INCOSCIENTE É O

DISCURSO

DO OUTRO”

• SIGNIFICANTE E
SIGINIFICADO

• MANEJO CLÍNICO
PECULIAR

DONALD WINNICOTT
• AMBIENTE
SUFICIENTEMENTE BOM
E MAL / SEIO
SUFICIENTEMENTE BOM
E MAL

• TEORIA DA CRUELDADE
SEM ÓDIO

• FENÔMENOS
TRANSICIONAIS

• LÚDICO TERAPÊUTICO

• TEORIA DO
AMADURECIMENTO

EMOCIONAL

WILFRED BION

• GRUPOANÁLISE

• ANÁLISE PSICÓTICA
EPISTEMOFÍLICA

• ANÁLISE DO
CONSCIENTE

• FUNÇÃO CONTINENTE
(ÚTERO/MÃE/ANALISTA)

• CONFIGURAÇÕES
VINCULARES