Você está na página 1de 2

3.

Mais jogos cooperativos – um repertório para explorar e recriar

Na página "Jogos cooperativos" do site www.cvdee.org.br, encontramos uma


coleção de sugestões de jogos que podem ser aplicados com diferentes faixas
etárias e render ótimas estratégias de resolução de problemas de forma
cooperativa e solidária. Vamos conhecer algumas das propostas?

Disponível em: <http://www.cvdee.org.br/evangelize/pdf/2_0222.pdf>.

Construindo um barco

Divida a turma em grupos de cinco alunos, dispondo-os sentados no chão.


Cada grupo receberá a missão de desenhar um barco utilizando uma folha de
papel e um lápis. Cada aluno só poderá realizar uma ação por vez, passando,
em seguida, o lápis para outro participante (exemplo: um aluno desenha um
traço, para e entrega o lápis para o colega ao lado).
Os educandos terão também de obedecer às seguintes características
individuais:

 Aprendiz 1 – não pode usar a visão e só pode utilizar o braço direito;


 Aprendiz 2 – não pode usar a visão e só pode utilizar o braço esquerdo;
 Aprendiz 3 – não dispõe da visão nem da audição;
 Aprendiz 4 – não dispõe da visão nem da fala;
 Aprendiz 5 – não pode utilizar os braços.

O barco deve ser desenhado em cinco minutos. Após a produção, o educador


discute com os alunos as dificuldades encontradas, os desafios superados e as
formas de cooperação colocadas em prática.
Duas ilhas

Represente duas áreas separadas no chão, distantes por volta de 3 metros


(marque com giz ou utilize tapetes, por exemplo).
Divida os participantes nessas duas áreas, que simularão duas ilhas. Entregue
a cada grupo uma tábua ou cartão de cerca de 25 cm de largura por 1,5 m de
comprimento. Explique aos participantes que em cada ilha há um só tipo de
alimento, do qual os habitantes já estão saturados, motivo pelo qual querem
trocar de ilha. Porém, não existe uma ponte que conecte as duas ilhas, e elas
são muito distantes para que se nade de uma a outra.
Solicite aos jogadores, então, que se desloquem da ilha em que estão para a
outra, usando as tábuas como pontes, sem caírem na água (caso isso
aconteça, o participante terá de voltar ao ponto de partida). Entregue uma
corda aos jogadores e peça que encontrem outras estratégias para resolver a
situação.
Jogo das virtudes
Promova com seus alunos uma reflexão sobre a conduta de reparar nos
defeitos dos outros (amigos, colegas, familiares) e, nem sempre, valorizar suas
qualidades. Proponha um contraponto a esse hábito com o "jogo das virtudes".
Distribua a cada aluno papel e caneta e peça que anote a principal virtude
(qualidade) que identifica no companheiro sentado à sua direita (sem
mencionar o nome ou gênero, utilizando sempre um substantivo; portanto,
"honestidade" em vez de "honesto(a)", "simpatia", e não "simpático(a)", por
exemplo).
Recolha os papéis, dobre e misture. Comece, então, a ler as virtudes e solicite
que os participantes tentem identificar seus "portadores". Cada aluno mais
"votado" em cada virtude recebe o papel e o guarda até o final do jogo (aquele
que escreveu não revela o que foi escrito nem a quem se dirigiu). Quando
todos os papéis forem distribuídos, cada um deve dizer como se sentiu ao ser
identificado pela característica que lhe foi atribuída. Só neste momento o
companheiro do lado revela o que escreveu e justifica.
Após todos serem identificados, reitere a importância do hábito de
enxergarmos as virtudes, aceitarmos os defeitos e vivermos em harmonia com
todos que nos rodeiam.
Nós humanos
Reúna os participantes em um círculo, pedindo que deem as mãos. Cada um
deve verificar e memorizar quem está à sua direita e à sua esquerda. Diga, em
seguida, que soltem as mãos e caminhem pelo espaço livremente até ouvirem
o sinal para pararem. Ao ouvi-lo, todos devem permanecer exatamente onde
estão. Sem saírem de suas posições, todos deverão dar sua mão direita para
quem estava à sua direita originalmente e sua mão esquerda para quem estava
à esquerda. Vai se formar um nó de pessoas, que deverá ser desfeito, a fim de
que seja retomado o círculo inicial, sem que ninguém solte as mãos.
Clique aqui e confira outras propostas interessantes de jogos cooperativos!