Você está na página 1de 46

1

GUIA RÁPIDO TBS


TBC – BIBLIOTECA DE CARACTERÍSTICA
2

TBC – BIBLIOTECA DE CARACTERÍSTICA

IMPORTANTE ............................................................................................3
1. ENTENDENDO DADOS DE CARACTERÍSTICA.............................................................. 4
1.1 TIPOS BÁSICOS DE CARACTERÍSTICA ................................................................ 4
2. CRIAÇÃO DE CÓDIGO DE CARACTERÍSTICA ............................................................... 5
2.1 ACESSANDO A FERRAMENTA FEATURE DEFINITION MANAGER .............................. 5
2.1.1 CRIANDO UMA CARACTERÍSTICA DE PONTO ............................................. 6
2.1.2 CRIANDO UMA CARACTERÍSTICA DE LINHA ............................................ 26
2.1.2.1 CRIANDO CÓDIGOS DE CONTROLE DE CARACTERÍSTICA DE LINHA ..... 29
2.1.3 CRIANDO UMA CARACTERÍSTICA DE POLÍGONO ...................................... 33
3. SALVANDO O ARQUIVO DE CÓDIGO DE CARACTERÍSTICA ........................................... 36
4. FAZENDO O UPLOAD DOS PARA UM DISPOSITIVO DE CAMPO ..................................... 38
5. PROCESSANDO CÓDIGOS DE CARACTERÍSTICA NO TBC ............................................. 40
3

IMPORTANTE

 Este guia tem como objetivo orientar sobre a utilização da biblioteca de característica no
software Trimble Business Center (TBC).
 Para instruções ou procedimentos das demais funções e programas dos equipamentos,
consulte o manual de instruções e/ou tutoriais específicos. Entre em contato com o setor de
suporte técnico da Santiago & Cintra para mais informações.
 Dúvidas, sugestões ou correções podem ser enviadas para
suporte_gps@santiagoecintra.com.br
+55 16 3965-8220
4

1. Entendendo Dados de Característica

Características representam objetos do mundo real, como árvores, cercas,


tubulações, placas e postes de energia/telefone. Quando um topógrafo observa uma
característica no campo, ele pode registrá-la de modo a incluir o tipo de característica (por
exemplo, uma árvore), juntamente com seu local e atributos associados (por exemplo, a
altura da árvore e uma foto). Isso é feito selecionando em uma biblioteca de códigos de
característica predefinidos importados de um arquivo de definição de característica (.fxl) e
fornecendo valores de atributo conforme necessário. Os códigos de característica,
juntamente com quaisquer fotos e valores de atributos associados, podem ser importados
para um projeto no Trimble Business Center (TBC) e processados usando as mesmas
definições de característica.

1.1 Tipos básicos de característica

Característica de ponto - é utilizada para identificar uma única característica como por
exemplo uma árvore ou um poste elétrico. Cada característica de campo é designada a um
ponto, que especifica seu local. Depois de um código de característica de ponto ser
processado no TBC, a característica resultante normalmente é representada por um
símbolo específico exibido sobre o ponto nas várias exibições gráficas. Se um ponto ao qual
uma característica está designada for excluído, a característica também será excluída (ou
seja, seu símbolo não será mais exibido na Visualização do plano).

Característica de linha - é usada para identificar uma característica com formato linear
como por exemplo uma cerca ou meio-fio. Quando uma característica de linha é
processada no TBC, ela é convertida em uma seqüência da linha que pode ser facilmente
editada usando o comando Editar seqüência da linha. Se as linhas de deslocamento forem
especificadas para a característica de linha, são criadas seqüências de linhas adicionais. O
estilo de linha usado para a seqüência de linhas é determinado pela definição de
característica usada para definir a característica de linha.

Característica de polígono - é usada para identificar uma característica com formato


poligonal como por exemplo um bloco de concreto ou uma parede de contenção. Quando
característica poligonal é processada no TBC, ela é convertida em um polígono que pode
ser facilmente editado usando o comando Editar polígono. Os estilos de linha de borda e
preenchimento usados no polígono são determinados pela definição de característica
usada para definir a característica poligonal.

NOTA: Se a característica incluir uma foto ou outro atributo de arquivo de mídia, um ícone
de Pasta de mídia será exibido com o ponto associado, seqüência da linha ou polígono.

2. Criação de código de característica no TBC


5

Esta seção descreve as etapas necessárias para a criação de códigos de característica.


Tal procedimento pode ser feito diretamente através do controlador de dados de campo
pelo software de coleta (Trimble Digital Fieldbook, Survey Controller, Trimble Access) ou
pelo TBC utilizando a ferramenta Feature Denifition Manager. Neste guia será mostrada a
criação do código de característica pelo TBC.

2.1 Acessando a ferramenta Feature Definition Manager

No TBC tanto a criação como a edição de códigos de característica podem ser


realizados através da ferramenta Feature Definition Manager. Trata-se de um utilitário que
permite criar e gerenciar uma biblioteca de definições de características que pode ser salva
em um arquivo (.fxl) e carregada em um dispositivo de campo de modo que um operador de
campo possa selecionar a partir da biblioteca para designar atributos e código de
característica a um ponto no campo. Após o levantamento de campo, o mesmo arquivo (.fxl)
utilizado no levantamento pode então ser importado para o TBC dentro do projeto em
questão, assim, os códigos de característica importados podem ser processados
corretamente.

A. No TBC, selecione a aba “Arquivo”.


B. Clique na opção “Ferramentas”.
C. Clique em “Feature Definition Manager”.

A ferramenta Feature Definition Manager é aberta, como verificado na imagem abaixo.


6

2.1.1 Criando uma característica de ponto

A. Clique no ícone “Novo arquivo”.


A

B. Clique no ícone “Nova definição de característica de ponto”.


7

Como exemplo, criaremos uma característica de ponto imaginando que levantaríamos


feições em campo como postes.

C. Preencha os dados para a nova característica de ponto a ser e clique em “OK”.

A nova característica aparece no menu esquerdo.


8

D. Clique com o botão direito do mouse sobre a característica criada.


E. Selecione a opção “Novo”.
F. Selecione a opção “Novo Atributo”.
G. Será mostrada uma lista com os tipos de atributos possíveis de serem inseridos na
característica. Note que as entradas de atributos podem ser como “Número”, “Inteiro”,
“Texto”, “Data”, “Hora”, “Lista”, “Arquivo”, “Foto”.
9

D E

F G

Vejamos abaixo as principais características de cada um das opções de atributos possíveis de


serem criados.

Número Selecione essa opção se precisar capturar atributos com valores numéricos, como a circunferência
ou a altura das árvores ou concentrações de poluentes em determinados locais.

Você pode inserir somente números inteiros ou decimais nas caixas de atributos de números.
Inteiro Selecione essa opção se precisar capturar atributos com valores numéricos, como a circunferência
ou a altura das árvores ou concentrações de poluentes em determinados locais.

Você pode inserir somente números inteiros nas caixas de atributos de inteiros.
Texto Selecione essa opção se precisar capturar atributos usando caracteres alfanuméricos, como rua ou
nomes de proprietários de utilitários.

Embora você possa adicionar números em um atributo Texto, se seu atributo sempre for
numérico, use o atributo Número.
Data Selecione essa opção se precisar capturar atributos nos formatos de data padrão, como datas de
instalação de postes de energia.

Hora Selecione essa opção se precisar capturar atributos nos formatos de hora, como a hora e os
minutos nos quais você registrou uma característica.
Lista Selecione essa opção se precisar capturar atributos selecionando a partir de várias opções em uma
lista, como os cinco possíveis tipos de monumentos em seu projeto.
Arquivo Selecione esta opção se precisar capturar os atributos de arquivos.
Foto Selecione esta opção se precisar capturar os atributos de foto.
10

Vamos inserir alguns atributos para a característica ponto (Poste) que foi criada como
exemplo.

H. Clique na opção de atributo “Número”, para que seja criado um atributo com entrada
numérica.

Como mostrado abaixo, será aberta a caixa para a inserção de um atributo numérico.
11

I. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”, “Valor padrão”, “Valor


mínimo”, “Valor máximo”, “Casas decimais”. Clique em “OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser especificado
entrada em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um valor
válido.
Valor padrão Digite o valor mais comum que será inserido; ele será automaticamente exibido na caixa de
atributos.
Valor mínimo Digite o menor número permitido para o atributo.
Valor máximo Digite o maior número permitido para o atributo.
Casas decimais Digite o número de casas decimais que você deseja permitir à direita do ponto decimal. Digite
um valor igual a 0 para permitir que sejam inseridos apenas números inteiros.

J. Clique na opção de atributo “Inteiro”, para que seja criado um atributo com entrada
numérica com número inteiro apenas.
12

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de número Inteiro.


13

K. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”, “Valor padrão”, “Valor


mínimo”, “Valor máximo”. Clique em “OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser especificado
entrada em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um valor
válido.
Valor padrão Digite o valor mais comum que será inserido; ele será automaticamente exibido na caixa de
atributos.
Valor mínimo Digite o menor número permitido para o atributo.
Valor máximo Digite o maior número permitido para o atributo.
14

L. Clique na opção de atributo “Texto” para definir os atributos de texto compostos de


seqüências de letras, números e outros caracteres a serem inseridos.

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de texto alfanumérico.


15

M. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”, “Valor padrão”,


“Tamanho máximo”. Clique em “OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de entrada Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser
especificado em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido na definição do arquivo
de características.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o
atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um
valor válido.
Valor padrão Digite o valor mais comum que será inserido; ele será automaticamente exibido na caixa
de atributos. Caso não insira um valor padrão, este atributo é inicialmente configurado
como nulo (sem valor).
Comprimento Digite o número máximo de caracteres que podem ser inseridos (até 100 caracteres). À
máximo este campo deve ser atribuído um valor; o padrão é 30.
16

N. Clique na opção de atributo “Data” para definir um formato para o atributo de data.

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de data.


17

O. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”, “Formato”. Clique em


“OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não for definido no
entrada campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o
atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser inserido no campo.
Formato Selecione um formato de data na lista.

Observação: Para exportar dados para um dos formatos de exportação SIG disponíveis,
certifique-se de que o formato de data especificado para algum dos atributos de data seja
igual ao formato de data no computador que possui o software SIG. Muitos sistemas SIG
verificam a configuração de data do computador ao importar os arquivos e assumem que as
datas nos arquivos estão no mesmo formato que as configurações do computador. Se as
configurações forem diferentes, você pode obter valores nulos no software SIG.
18

P. Clique na opção de atributo “Hora” para definir um formato para o atributo de horário.

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de horário.


19

Q. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”, “Formato”. Clique em


“OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser especificado
entrada em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um valor
válido.
Formato Selecione um formato de hora na lista.

Observação: Para exportar dados para um dos formatos de exportação SIG disponíveis,
certifique-se de que o formato de data especificado para algum dos atributos de data seja igual
ao formato de data no computador que possui o software SIG. Muitos sistemas SIG verificam a
configuração de data do computador ao importar os arquivos e assumem que as datas nos
arquivos estão no mesmo formato que as configurações do computador. Se as configurações
forem diferentes, você pode obter valores nulos no software SIG.
20

R. Clique na opção de atributo “Lista” para definir os atributos que exigem um número de
valores selecionáveis predefinidos.

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de predefinido numa lista.


21

S. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”. Utilize os botões “Para


cima”, “Para baixo”, “Padrão”, “Adicionar”, “Remover” para a formatação dos valores
inseridos. Clique em “OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser especificado
entrada em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um valor
válido.
Valores da lista Usando os botões, crie uma lista a partir da qual você pode selecionar uma opção.

Para cima - Clique nesse botão para mover o item da lista selecionada para cima.

Para baixo - Clique nesse botão para mover o item da lista selecionada para baixo.

Padrão - Clique nesse botão para tornar o item selecionado o valor que aparece na lista se nada
mais for selecionado.

Adicionar - Clique nesse botão para inserir uma nova entrada na lista. Em seguida, digite a
entrada.

Remover - Clique nesse botão opção para excluir um item da lista.

Observação: Para editar uma entrada de lista, selecione-a nos Valores da lista e digite um novo
nome.
22

Padrão Digite o valor mais comum que será inserido; ele será automaticamente exibido na caixa de
atributos. Caso não insira um valor padrão, este atributo é inicialmente configurado como nulo
(sem valor).

T. Clique na opção de atributo “Arquivo” para definir os atributos de arquivo.

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de arquivo.


23

U. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”. Clique em “OK”.

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser especificado
entrada em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um valor
válido.
24

V. Clique na opção de atributo “Foto” para definir os atributos de foto.

Será aberta a caixa para a inserção de um atributo de fotografia.

W. Preencha os campos “Nome”, “Descrição”, “Modo de entrada”. Clique em “OK”.


25

Vejamos abaixo maiores detalhas sobre cada uma dessas opções.

Nome Digite um identificador para o atributo.


Descrição Digite os comentários gerais sobre o atributo.

Essa caixa é opcional e não é usada durante o trabalho de campo.


Modo de Uso Apenas no Escritório - Selecione essa opção quando o atributo não puder ser especificado
entrada em um dispositivo de campo; ele deve ser inserido pelo computador.

Opcional - Selecione essa opção quando o usuário pode optar por especificar ou não o atributo.

Requerido - Selecione essa opção quando o atributo tiver que ser especificado com um valor
válido.

Gerado Automaticamente - Selecione esta opção quando o atributo precisar ter uma foto
tirada através do dispositivo.

Gerado Automaticamente - Somente Leitura - Selecione esta opção quando o atributo precisar
ter uma foto tirada através do dispositivo e a foto não puder ser editada no dispositivo.
26

2.1.2 Criando uma característica de linha

A. Clique no ícone “Nova definição de característica de linha”.

Como exemplo, criaremos uma característica de ponto imaginando que levantaríamos


feições em campo como meio fio.

B. Preencha os dados para a nova característica de ponto a ser criada e clique em “OK”.
27

A nova característica aparece no menu esquerdo.


28

Caso deseje, é possível definir também um offset (afastamento) para a característica de


linha.

C. Para isto, basta clicar com o botão direito no mouse sobre a característica de linha criada
anteriormente.
D. Selecionar a opção “Novo”.
E. Clicar na opção “Nova Linha”.

C D

F. Preencha os dados referentes ao offset (afastamento). Clique em “OK”.

F
29

2.1.2.1 Criando códigos de controle da característica de linha

É possível criar alguns códigos de controles para a característica de linha criada, ou seja,
alguns comandos que permitem executar algumas funções como, por exemplo, o início de
junção da característica de linha ou a interrupção dessa junção. Vejamos abaixo o exemplo
deste procedimento.

A. Clique no ícone “Novo Controle de Linha”.

A
30

Vamos definir um código de controle para o início de junção da característica de linha. Por
meio deste código, no momento do levantamento ao inserí-lo num ponto, fará com que os
demais na seqüência se liguem a este por meio de uma linha.

B. Na janela Novo Controle de Linha defina no campo “Nome” um nome do código de


controle a ser criado.
C. No campo “Código” defina um código.
D. No campo “Todas as ações” selecione a opção “Inicia uma nova seqüência de união de
linha. A seqüência de união anterior com o mesmo código é finalizada”.
E. Clique em “OK”.

B
C

Vamos definir agora um código de controle para o término de junção da característica de


linha. Por meio deste código, no momento do levantamento ao inserí-lo num ponto fará com
que seja finalizada a seqüência de junção de linha entre os pontos.

F. Na janela Novo Controle de Linha defina no campo “Nome” um nome do código de


controle a ser criado.
G. No campo “Código” defina um código.
H. No campo “Todas as ações” selecione a opção “Finaliza a seqüência de união da linha”.
I. Clique em “OK”.
31

F
G

Vamos definir um código de controle que fecha uma linha ao primeiro ponto que foi
coletado na seqüência, de maneira a fechar um polígono. Por meio deste código, no
momento do levantamento ao inserí-lo num ponto da seqüência fará com este ponto se
ligue por meio de uma linha ao primeiro ponto coletado.

J. Na janela Novo Controle de Linha defina no campo “Nome” um nome do código de


controle a ser criado.
K. No campo “Código” defina um código.
L. No campo “Todas as ações” selecione a opção “Fecha uma linha para o primeiro ponto
na seqüência. Fecha uma linha quando uma nova é iniciada ou quando uma linha
termina”.
M. Clique em “OK”.
32

J
K

É possível visualizar os códigos de controle da característica de linha que foram criados.


33

2.1.3 Criando uma característica de polígono

A. Clique no ícone “Definição de característica do novo polígono”.

A
34

Como exemplo, criaremos uma característica de polígono imaginando que levantaríamos


feições em campo como talhões.

B. Preencha os dados para a nova característica de ponto a ser criada. Clique em “OK”.

B
35

A nova característica aparece no menu esquerdo.

Da mesma maneira como é feito para as características de ponto e linha, também é possível
definir atributos para a característica de polígono como pode ser verificado na imagem
abaixo.
36

3 Salvando o arquivo de código de característica

Após criar os códigos de características desejáveis, o arquivo de código de característica (.fxl)


deve ser salvo, como mostrado abaixo.

A. Clique em “Arquivo”.
B. Clique em “Salvar Como”.
A

B
37

C. Após definir o caminho onde o arquivo será salvo, defina um nome para o arquivo e
clique em “Salvar”.

C
38

4 Fazendo o upload para um dispositivo de campo

Você pode fazer o "upload" dos dados de definição da característica diretamente para um
dispositivo de campo. Para isto deve haver um dispositivo de campo conectado ao PC.

A. Clique em “Arquivo”.
B. Clique em “Exportar”.
A

C. Na caixa Exportar arquivo, selecione a opção “Upload para dispositivo”.


D. Na opção “Nome do dispositivo”, selecione o dispositivo de campo que está conectado
ao PC. Neste exemplo temos um controlador TSC3.
E. Na opção “Aplicativo”, selecione o programa de coleta utilizado pelo dispositivo. Neste
exemplo temos o Trimble Access.
F. Clique em “OK”.
39

D
E
F

Com isto, a biblioteca de característica criada é enviada para o dispositivo e então poderá ser
utilizada no levantamento de campo.

NOTA: Caso o software de coleta de dados do dispositivo de campo seja o Trimble Access,
também é possível realizar o procedimento de upload copiando o arquivo .fxl criado através
do Feature Definition Manager e colando-o no do seguinte caminho dentro do dispositivo
de campo: Trimble Data >> System Files.
40

5 Processando códigos de característica no TBC

Esta seção descreve as etapas necessárias para o processamento dos códigos de


característica que foram utilizados em um levantamento de campo.

A. No TBC, após importar o arquivo de trabalho de campo (.job), deve-se importar o arquivo
de biblioteca de característica (.fxl) que foi utilizado no levantamento projeto de campo.
Para isto, basta arrastar o arquivo diretamente para dentro da janela de mapa do TBC. O
arquivo .fxl importado aparecerá listado na opção de “Arquivos importados”.

A
41

B. Clique na aba “Levantamento”.


B

C. Clique na opção “Processar códigos de característica”.


C
42

D. Na janela “Processar códigos de característica”, marque opção correspondente ao


arquivo .job em questão.
E. Clique no botão “Fontes(s) do Processo”.

E
43

As feições são desenhadas na tela de mapa do TBC.


44

É possível verificar ou selecionar os atributos criados anteriormente.

A. Clique no com o botão direito do mouse em cima da feição e escolha a opção


“Propriedades”.
45

É apresentada a janela Propriedades contendo várias características da feição


46

Contato
suporte_gps@santiagoecintra.com.br

Você também pode gostar