Você está na página 1de 26
yeor-& _isnbureao: 2018.01 3,004802-8(dependencia) 0307/2019 : 13:43:36 Disniuleao CN: 000479017 2010:8.07.0013 Prot:0307/2019 fara: 1101 = Classe: 1690 - Acao Civil Publica ‘Requerente: MPDFT MINISTERIO PUBLIGO DO DISTRITO Lo FEDERAL E TERRITORIOS Requerido: OF DISTRITO FEDERAL inistéRI0 PUBLICO DA UNAO MINISTERIO PUBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITORIOS PROMOTORIA DE JUSTICA CIVEL E DE DEFESA DOS DIREITOS INDIVIDUAIS, DIFUSOS E COLETIVOS DA INFANGIA E DA JUVENTUDE 00 DISTRITO FEDERAL EXCELENTISSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA INFANCIA E DA JUVENTUDE DO DISTRITO FEDERAL TUDFT - Oreumsengao Jsteians de BRASILIA ‘Comprovante da Recetimenia Numero do do Protocle:2016.01.007997608 parecer Revebido en VARA OA IN A SAR 0 MINISTERIO PUBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITORIOS; por intermédio da Promotoria de Justiga Civel e de Defesa dos Direitos Individuais, Difusos ¢ Coletivos da Infincia ¢ Juventude, no uso de suas atribuigdes constitucionais ¢ legais, vem 4 presenga de Vossa Exceléncia, com fundainento nos artigos 129, II, e 227, todos da Constituigio Federal; atigos 1°, 3°, 4, 6, 88, 131 a 140, 201, V, todos do Estatuto da Crianga e do Adolescente (ECA), de acordo com os preéeitos em geral da legislago civil e processual civil ajuizar a presente ACAO CIVILPUBLICA’- COM PEDIDO DE ANTECIPACAO DE TUTELA em face do DISTRITO FEDERAL, pessoa juridica de direito piblico interno, pelos fatos ¢ fundamentos seguintes: ‘a: RP fica” 6° PROMOTORIAS CIVEISAgd0 Chl Publica Eleigdo CT2019-ACP ebrigacdo de fazer com inconsttcionalidade inidenial de decrto legslativo.oct ae MINISTERIO PUBLICO DA UNIAO. MINISTERIO PUBLICO DO DISTRITO FEDERAL E.TERRITORIOS 1. DOS FATOS 1 Est ém curso q process de-escolha dés membros dos Conselhos Tutelares do Distrito Federal para o quadriénio 2020/2023, regulamentado -pela Resolugéio Normativa n° 87, de 1° de abril de 2019, do Conselho dos Direitos da Crianga e do: Adolescente do Distrito’ Federal, publicada no DODF de 05/04/2019 (Suplemento, pp. 6/9). Referida resolugao especifica, em seu Artigo 32, os requisitos para candidatura a0 \ cargo de conselheiro tutelar nesse processo-de escolha, nos Seguintes termos: Art. 32, Pode candidatar-se ao cargo de conselheiro' tutelar 0 cidadao do Distrito “Federal que atenda as condigdes de elegibilidade previstas na legislagdo eleitoral, com excegdo de ‘Siliagdo partidéria, observados os seguintes requisitos: os 1 nacionalidade brasileira; I1- pleno exereicio dos direitos politicos; IIL quitagdo eleitoral; IV- apresentagéo de candidatura ¥- reconhecida idoneidade moral; : VI - idade igual ou superior a 31 (vinte ¢ um) anos na data da posse; Fi : ‘ VII ~ ensino médio completo; VIII - residéncia comprovada de no minimo’02 (dois) anos na regio administrativa. do respective conselho tutelar, na data Yda dpresentagdo da candidatura; > IX ndo ter sofrido sangto de perda do mandato de conselheiro tutelar; X- aprovagiio em exam dé conhecimentos especificos de cardter eliminatorio; XI - comprovagio de experiéncia na drea da crianca e do adolescente de no minimo trés anos, a ser regulamentada em lividual; Eddital (grifamos) Z XU - habilitagdo na andlise da documentagdo, de caréter ‘eliminatério. 2 Referido processo de escolha teve inicio com Edital n°'l, de 30 de maio de 2019, publicado no DODF de 06/06/2019 (pp. 42/44). 3. Em 14 de junho de 2019, foram publicados os Editais 1? 2 ¢ n° 3, ambos de 13 de junho de 2019, publicados no DODF de 14/06/2019 (pp: 86/90). O Edital n? 2 = Pagina 26 19 — AD A contém retificagdes do Edital n° 1, quanto aos subitens 8.1, 11.1, 11.2 e ao Anexo If (Contetido Programatico.do Exame de Conhecimentos Especificos); ¢ revoga o item 8.4. ( MINISTERIO PUBLICO DA UNIO MINISTERIO PUBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITORIOS 8.1. As alteragSes so corregdes materiais e ajustes do Edital de abertura do processo. O Edital n° 3, por sua vez, estabeleceu os procedimentos para inscrigfo e as regras reférentes ao exame de conhecimento especifico. 4 Em 19 de junho de 2019, foi publicado no DODF o Edital n° 4, de 18 de | Junho de 2019 (pp. 51/52), regulamentando 0s documentos que serdo exigidos para ! comprovar os requisitos de candidatura ao cargo de Conselheiro Tutelar, organizando uma tabela em que na primeira coluna consta o requisito de elegibilidade e na segunda coluna o documento exigido. Além disso, estabelecen as configuragdes' da foto do candidato © que-o candidato aprovado na prova objetiva deveté enviar, nas datas provaveis de.27 © 28 de julho de 2019, tais documentos ao enderego virtual ou ttps//wwy 5. Quanto ao requisite de cofmpfovagao de experiéncia na érea da crianga ¢ do adolescente de no minimo de trés anos, 0 mencionado Edital n° 4, estabelecen que poderd ser comprovado pelos seguintes documentos: Comprovagéo de attiagao direta em politicas de protegdo, promogdo @ defesi de direitos. da crianiga e do adolescente, por meio de declaracdo emitida por entidade regularmente registrada hé mais de um ano no CDCA/DF ‘ou no Conselho de Assisténcia Social do Distrito Federal (CAS/DF), na qual conste a funcao, 0 periodo e as atividades exercidas pelo candidato, assinada pelo dirigente da entidade com firma reconhecida e a ata da atual diretoria; ou . Comprovagao de atuagdo direta em politicas de protegao, promogdo @ defesa de direitos da crianga e do adolescente, por meio de atividade profisstonal, remunerada ou ndo, —devidamente comprovada por meio de contrato de trabalho, registro em carteira de trabalho ou certidao expedida por érgdo public competente, ou termo de adesdo emitido. por entidade piiblica ou conveniada em que conste 0 objeto, as condigbes e 0 periodo do seu exercicio por parte do profissional voluntério. 6. Em 27 de junho de 2019, foi publicado no Didrio da Camara Legislativa do Distrito Federal o Decreto Legislative n° 2.259/2019, projeto de autoria do Deputado Rodrigo Delmasso, para sustar os efeitos do art. 32, XI da Resolugdo n° 87 (acima gtifado), sob o fundamento de exorbitar do poder regulamentar ¢ extrapojar os limites estabelecido na Lei n° 5.294, de 13 de fevereiro de 2014, e sustar o subitem na tabela do Edital n° 4 que trata da comprovacao de experiéncia na area da crianga e do adolescente de no minimo trés anos, também alegarido exorbitar o poder regulamentar e extrapolar 05 limites estabelecidos na Lei n° 5.2944, de 2014. O mencionado Decreto Legislative entrou em vigor na data de sua publicag%o no DODF (p. 1), em 28 de junho de 2019. 7. Como se pode depreender, com a vigéncia do Decreto Legislative n° my Pig 3619 =