Você está na página 1de 3

XIII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX 2013 – UFRPE: Recife, 09 a 13 de dezembro.

AGREGADOS DA CONSTRUÇÃO: ESTUDO DE CASO SOBRE O


SEIXO ROLADO UTILIZADO NO PAISAGISMO
Isabela Regina Wanderley Steuer1, Niedja de Oliveira Barbosa2, Bruna Lorena França da Hora3, Marília Isabelle
Oliveira da Silva4 Romildo Morant de Holanda5

Introdução
O agregado é definido como material granular pétreo, sem forma ou volume definido, a maioria das vezes
quimicamente inerte, obtido por fragmentação natural ou artificial, com dimensões e propriedades adequadas a serem
empregados em obras de engenharia de acordo com a NBR 6467 (ABNT, 1987).
Os agregados são produzidos a partir de britagem de maciços rochosos (pedra britada, pó de pedra) ou da exploração
de ocorrências de material particulado natural (areia, seixo rolado ou pedregulho).
Segundo Silva Filho et al. (2002), é bastante importante a preocupação com a extração de agregados naturais, uma
vez que o concreto, por exemplo, que é um dos materiais mais consumidos pela construção civil, é 70 % constituído de
agregados.
O seixo rolado é um tipo de agregado graúdo que pode ser utilizado na fabricação do concreto sem sofrer qualquer
tratamento que não seja lavagem e seleção. Está pedra é naturalmente encontrada no fundo dos rios, de superfície lisa e
arredondada também pode ser rolada artificialmente.
Pode-se, também, utilizar os seixos rolados nos jardins, em canteiros, ou caminhos e como revestimentos de paredes e
pisos (PISO DE SEIXO ROLADO, 2012).
Os seixos são muito usados como função decorativa, por serem pedras de diferentes tamanhos, cores e formatos para
dar um quê a mais nas áreas verdes. E além de embelezar, elas têm como principal função organizar os espaços,
facilitando na distribuição dos elementos paisagísticos, formatando o desenho e a forma do jardim (DELIMITE
ESPAÇOS NO JARDIM UTILIZANDO PEDRAS, 2008). Destaque-se, também, o uso dessas pedras decorativas como
uma solução limpa, econômica e de baixo custo de manutenção, tornando-se uma alternativa muito requisitada nos dias
de hoje.
O objetivo do presente estudo de caso é conhecer a aplicabilidade do seixo rolado no paisagismo, a partir de uma
visita ao viveiro da empresa Atmosphera plantas e paisagismo.

Material e métodos
A. Área de estudo
A Atmosphera plantas e paisagismo iniciou suas atividades em 1985, inicialmente como produção familiar de plantas
e venda no varejo. Com a experiência obtida ao longo dos anos, a Atmosphera reposicionou-se estrategicamente da
venda exclusiva no varejo para dedicar-se a prestação de serviços de ornamentação e paisagismo, executando projetos
próprios e de terceiros. Solidificando esta visão estratégica a unidade situada na Granja Estrela D´Alva em Monjope –
Igarassu, ficou destinada a produção de plantas ornamentais, frutíferas e florestais para a venda em atacado e varejo.
Após três ampliações em sua área de produção, totaliza hoje 15 ha e mais de cem colaboradores em seu quadro fixo.
Ampliando sua atuação como uma empresa Responsável Ambientalmente, encontra-se na Praia do Paiva sua nova
filial, um viveiro destinado a preservação e sustentabilidade Ambiental da região. Estabelecendo uma parceria com o
Consórcio formado pela Odebrecht e os Grupos Ricardo e Cornélio Brennand. O viveiro possui mudas de plantas
ornamentais e florestais e conta com 7 funcionários, tendo um agrônomo como responsável técnico.

B. Metodologia
O estudo de caso do seixo rolado ocorreu no viveiro (filial) da empresa de paisagismo Atmosphera, localizada na
praia do Paiva. Para obtenção de informações sobre o seixo rolado, fez-se com o responsável pelo viveiro, Sr.
Genivaldo, uma entrevista a partir de um questionário semiestruturado. A entrevista contou com perguntas objetivas
(Tabela 1) em relação à venda, aplicabilidade e tipos de seixos comercializados, sendo contribuída com informações

1
Estudante de Engenharia Florestal, Departamento de Ciência Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco. isabelasteuer@gmail.com
2
Estudante de Engenharia Florestal, Departamento de Ciência Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco.
ni_engflorestal@hotmail.com
3
Estudante de Engenharia Florestal, Departamento de Ciência Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco. brunalfh@gmail.com
4
Estudante de Engenharia Florestal, Departamento de Ciência Florestal, Universidade Federal Rural de Pernambuco. marilia.iosilva@gmail.com
5
Professor Adjunto do Departamento de Tecnologia Rural, Universidade Federal Rural de Pernambuco. Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n, Dois
Irmãos - CEP: 52171-900 - Recife/PE
XIII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX 2013 – UFRPE: Recife, 09 a 13 de dezembro.

adicionais do responsável pelo viveiro. Além disso, foi feito o registro fotográfico (Figura 1) da área e uma gravação da
entrevista.

Resultados e Discussão
Sabemos que o paisagismo é a arte de planejar a paisagem, tentando reproduzir a paisagem natural, proporcionando
melhoria na qualidade de vida do homem e da sociedade (LIMA, 2009). E para isso, é necessário muita criatividade e
milhares de pedras, seixos, granilhas, pedriscos que podem ser utilizadas, principalmente por sua funcionalidade.
A partir da visita técnica realizada na empresa Atmosphera e entrevista realizada com o responsável do viveiro, foi
possível entender que por diversos motivos, como espaços que não se pode plantar por fatores como luz, piso e água,
pode-se utilizar as pedras, tendo como exemplo, o seixo rolado. O seixo rolado, além de seu forte contraste com o
ambiente e as plantas, faz um ótimo acabamento, proporciona drenagem, estática, segurança na hora de passar por
caminhos e até mesmo servirem de vasos para plantas como bromélias e algumas herbáceas.
Dentre os tipos de pedras utilizados no paisagismo, o uso do seixo é razoável comparando aos outros tipos, mas sua
procura vem crescente e por esse motivo, a busca por diferentes tipos de seixos vem sendo feita. Existem diferentes
tipos de seixos, que podem ter diferentes preços e também diferentes condições de uso para cada tipo.
No viveiro da Atmosphera, são vendidos três tipos de seixos, o branco, o creme e o marrom, sendo o seixo branco o
mais procurado para projetos de paisagismo, por seu forte contraste na grama e na decoração em geral. Em relação ao
preço, os três tipos de seixos tem o mesmo valor de R$ 15,00 a lata de 18 litros.
Os seixos rolados encontrados no viveiro tem procedência de Penedo, cidade pertencente ao estado de Alagoas. E no
viveiro são armazenados ao ar livre, em cima de lonas plásticas.
Os seixos são vendidos com a aplicabilidade paisagística para outras empresas, para pessoas físicas, ou mesmo
utilizados nos próprios projetos da empresa. A maior procura dos seixos rolados no viveiro estudado são pelas pessoas
que vivem na redondeza, Candeias, Piedade, Paiva e Gaibu. A textura e tamanhos mais procurados são os médios e
pequenos, pois são mais usados na decoração de vasos ou em canteiros com arbustos, embelezando os locais.

Referências
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS - ABNT, Rio de Janeiro. NBR 6467 - Agregados:
determinação do inchamento do agregado miúdo, especificação. Rio de Janeiro, 1987. 5 p.

DELIMITE ESPAÇOS NO JARDIM UTILIZANDO PEDRAS, 2008. Disponível em


<http://shoppinggarden.com.br/content/view/304/50/>, acesso em 25 jan. 2013.

LIMA, M. Origem do Paisagismo, 2009. Disponível em: < http://pacotinhoflores.wordpress.com/page/5/>. Acesso em:
27 jan. 2013.

SILVA FILHO, A.F; MOURA, W.A.; LEITE, R.S. Caracterização de escória de ferrocromo como agregado graúdo
para produção de concreto. Sitientibus, n. 26, p. 95-110, 2002

PISO DE SEIXO ROLADO, 2012. Disponível em <http://www.casosdecasa.com.br/index.php/decoracao-e-bem-


estar/piso-de-seixo-rolado/>, acesso em 25 jan. 2013.

Tabela 1. Perguntas realizadas na entrevista.


Qual a procedência do seixo rolado que é vendido no viveiro?
Como é a procura do seixo rolado?
Qual a utilização do seixo rolado na empresa? Paisagismo ou venda?
Qual o perfil dos consumidores que procuram o seixo rolado?
Por quanto é vendido o seixo rolado?
Quais os tipos de seixo rolado que são comercializados na empresa? E qual o mais vendido?
XIII JORNADA DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO – JEPEX 2013 – UFRPE: Recife, 09 a 13 de dezembro.

Figura 1: Fotografias do seixo rolado no viveiro da Atmosphera plantas e paisagismo.